Professores levariam mais de dez mil anos para receber teto do serviço público

Publicado em Deixe um comentárioCâmara dos Deputados, Concursos, Concursos Públicos, Congresso Nacional, Governo federal, Poder Executivo, Poder Judiciário, Poder Legislativo, Reforma administrativa, Salário servidor público, Senado Federal, servidores públicos

Uma conta triste para a Educação brasileira foi divulgada pelo Centro de Liderança Pública (CLP) e pelo movimento Unidos pelo Brasil, nesta semana. No Brasil, o piso salarial de um professor da rede pública é de R$ 2.886,24, mas para atingir o valor do teto do funcionalismo público, equivalente hoje a R$ 39,2 mil, seriam necessários mais de dez mil anos (10.941) de trabalho!

A calculadora, intitulada como ‘FimdosSuperSalários’, baseia-se em estimativas sobre evolução salarial, para mostrar quanto tempo levaria até um trabalhador comum passar a receber o teto do funcionalismo. A ferramenta considera variáveis como o Estado, Setor e Gênero.

Dados apontam que cerca de 25 mil funcionários do setor público ganham acima de R$ 39,2 mil por mês, o que é considerado inconstitucional. De acordo com o CLP, o país economizaria R$ 2,6 bilhões por ano somente com o corte das remunerações acima do teto salarial do setor público nas três esferas (Executivo,Legislativo e Judiciário) e nos três níveis de governo (federal, estadual e municipal).

Os criadores explicam que a iniciativa serve para que a pauta dos supersalários “tenha maior visibilidade e auxiliar para que o projeto que combate essas remunerações seja votado e aprovado no Congresso”.

Está dando certo

Nesta terça-feira (13/7), a Câmara dos Deputados aprovou, de forma unânime, o relatório do deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR), ao Projeto de Lei (PL 6.726/16). A proposta prevê limitar penduricalhos que podem aumentar significativamente os subsídios, principalmente de magistrados e procuradores.

O projeto detalha todas as parcelas — já presentes no Artigo 37 da Constituição — que poderão ser pagas aos servidores. O PL segue agora para votação do Senado.

A expectativa é a de que a medida gere uma economia de até R$ 10 bilhões aos cofres públicos.

As regras se aplicam aos agentes públicos de todas as esferas de governo (federal, estadual, distrital e municipal) e a todas as esferas de Poder (Executivo, Legislativo e Judiciário). Também estão incluídos Ministério Público; Defensoria Pública; contratados temporários; empregados e dirigentes de empresas públicas que recebem recursos dos governos (dependentes) para pagar salários e custeio; militares e policiais militares; aposentados e pensionistas.

“É bom que fique claro que não estamos estabelecendo o valor que deve ser pago para cada auxílio, e sim criando travas que impedem que essas verbas indenizatórias ultrapassem de forma escandalosa e sem critérios o teto constitucional”, explicou o relator, Rubens Bueno.

Segundo o relator, as verbas indenizatórias foram restritas a apenas 32 pontos, como auxílio alimentação e 13º salário, que são direitos constitucionais. “E centenas de rubricas, que antes eram consideradas indenizatórias, agora vão ser alvo do abate teto”, explicou. “O auxílio-alimentação, por exemplo, só pode ultrapassar o teto em 3%. Antes, não havia qualquer limite. Alguns recebiam R$ 500 e outros até R$ 4 mil, sendo permitido que tudo ultrapassasse o teto. Agora, estabelecemos uma uniformidade para barrar abusos”, reforçou Bueno.

*Com informações de Vera Batista 

 

Mais de mil servidores serão contratados ainda este ano para as forças de segurança do DF

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Carreira policial, CBM, Distrito Federal, DOU, GDF, Governo federal, Lei Orçamentária, PCDF, PMDF, Poder Executivo, Polícia civil

Serão admitidos mais 1.428 servidores em 2021, segundo a Lei Orçamentária

O Diário Oficial da União (DOU), desta terça-feira (29/6), trouxe alguns ajustes na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021. O documento, que estima as despesas e receitas da União para o próximo ano, autorizou a contratação de novos efetivos para atuar nas forças de segurança do Distrito Federal.

O Orçamento da União prevê a contratação de mais 1.428 novos servidores, sendo 750 para a Polícia Militar (PMDF); 378 para o Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e 300 para a Polícia Civil (PCDF).

Com a sanção da lei, a estimativa é a de que a despesa anualizada seja de R$ 38 milhões para o CMBDF, R$ 45 milhões para a PMDF e a R$ 24 milhões para a PCDF, o que totalizaria R$ 107 milhões de impacto anual nas contas públicas.

Em abril, o governo federal vetou o provimento de cargos na carreira militar e justificou dizendo que seria por “motivos fiscais”. Segundo a Secretaria-Geral da Presidência, as admissões não estavam autorizadas pela Lei de Diretrizes Orçamentárias e também não possuíam espaço na receita.

Leia também

Orçamento prevê R$ 350 mil para concurso do Tribunal de Contas de TO em 2021

São Paulo: PLOA 2021 prevê novo concurso para a Procuradoria Geral

Lei Orçamentária tem 16.337 vagas a mais do que o previsto pelo Congresso

Cursinho oferece minicursos gratuitos para concursos da PF e PRF

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo, Governo federal, Poder Executivo, Polícia Federal, PRF, segurança

Faltando pouco mais de 60 dias para as provas, os candidatos terão oportunidade de reforçar os estudos na área de direito e legislação

 

Juntas, a Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) oferecem 3.000 vagas, com provas realizadas ainda no primeiro semestre. Os editais já foram publicados e as provas acontecem em março. Para ajudar na preparação, o IMP Concursos oferece dois minicursos gratuitos para os certames. Cada um dos cursos inclui 6 horas de aula e ficará disponível por 2 meses. Para ter acesso aos conteúdos, basta acessar os links abaixo e realizar a matrícula gratuitamente.

https://imponline.com.br/produto/minicurso-gratuito-para-pf/

https://imponline.com.br/produto/minicurso-gratuito-para-prf/

 

Disciplinas se professores 

Polícia Federal

Direito Processual Penal Elite Policial – Thiago Medeiros

Legislação Federal Elite Policial – Vinicio Eduardo

Lei de Tortura – Fernando Cocito

 

Polícia Rodoviária Federal

JECRIM – Juizado Especial Criminal – Fernando Cocito

Legislação de Trânsito – Jayme Amorim de Sousa

Direito Penal Elite Policial – Vitor Falcão

Direitos Humanos – Thiago Medeiros

Secretaria de Saúde do DF é autorizada a abrir nova seleção com 1.000 vagas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Distrito Federal, DODF, Ibaneis Rocha, Poder Executivo, Saúde

Serão 500 vagas de agentes de vigilância ambiental  e 500 de agentes comunitários de saúde, para contratos temporários

 

A Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) está autorizada a abrir um novo processo seletivo simplificado para contratar 1.000 profissionais. A informação foi publicada no Diário Oficial (DODF), desta quarta-feira (13/1).

Serão 500 vagas de agentes de vigilância ambiental (AVAs) e 500 de agentes comunitários de saúde (ACS), da carreira Vigilância Ambiental e Atenção Comunitária à Saúde do Quadro de Pessoal do Distrito Federal.

As oportunidades serão para contratação por tempo determinado de 12 meses, prorrogável por igual período. Caberá à Secretaria a observância sobre a contratação para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público.

 

Mais concursos no DF

PL modifica Lei geral dos concursos no DF; conheça as mudanças 

Concurso PCDF: “Iremos remarcar o mais breve possível”, diz diretor 

Iprev DF prevê novo concurso com 65 vagas para analista previdenciário 

Com mais de 300 cargos vagos, TJDFT poderá ter concurso em 2021 

Seleção de professores temporários da SEE DF é adiada por tempo indeterminado 

Projeto quer excluir Ebserh e 5 universidades da proibição de contratações até fim do ano

Publicado em Deixe um comentárioCoronavírus, Governo federal, Ministério da Educação, Poder Executivo, Poder Legislativo, Senado Federal

Nesta semana, a Ebserh reabriu o prazo de inscrições da seleção nacional emergencial

O texto modifica a lei do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus  excluindo a Ebserh e as universidades de Catalão e Jataí (Goiás), Rondonópolis (Mato Grosso), Delta do Parnaíba (Piauí) e norte do Tocantins da regra que proíbe a admissão de servidores públicos até o fim de 2021. O texto já foi aprovado pelo Senado e está em análise agora na Câmara dos Deputados.

Autor da proposta, o senador Wellingon Fagundes (PL-MT) aponta que o conjunto das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) apresenta 3.345 vagas de docência e 3.417 de cargos técnico-administrativos e que “as vagas precisam ser repostas com celeridade para não ocorrer prejuízo aos alunos e nem à sociedade, principalmente quando se tratam de docentes atuando em hospitais”.

As universidades citadas no projeto foram criadas em 2018 e 2019 pelo desmembramento de outras instituições, e as restrições impostas pela lei, de acordo com a justificação do projeto, impedem a implantação de sua estrutura administrativa e acadêmica.

 

Serviços hospitalares 

Da mesma forma, o texto determina a flexibilização de admissões na Ebserh, considerando que “o cenário atual da saúde pública acabou tornando-se mais complexo devido aos efeitos da pandemia, o que faz das contratações de pessoal uma medida essencial para a manutenção — e não a expansão, ressalte-se — da prestação de serviço de saúde pública”.

 

Leia também: Ebserh prorroga inscrições para contratação emergencial 

 

 

 

Fonte: Agência Câmara 

Diretor-geral da PRF revela data de lançamento do edital com 1.500 vagas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Governo federal, Poder Executivo, PRF

Concurso público PRF foi autorizado vai abrir 1.500 vagas para policiais; edital iminente!

 

Em transmissão ao vivo, nas redes sociais, nesta quarta-feira (6/1), o diretor-executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Hott, anuncia o cronograma detalhado do próximo concurso público da corporação. Estão presentes no evento também a diretora de direção de pessoas, Silvia Regina Borges, e o diretor-geral da corporação, Eduardo Aggio.

A principal informação é que o edital, organizado pelo Cebraspe, está previsto para 19 de janeiro de 2021. Além disso, Aggio afirmou que  será uma concurso nacional e não regional. “Entendemos que uma seleção regional traria restrições não interessantes”, disse.

Hott aproveitou o evento também para tranquilizar os candidatos e informar que as etapas presenciais do concurso da PRF não devem coincidir datas com a seleção da Polícia Federal, que também vai oferecer 1.500 vagas. ” Não temos conhecimentos do cronograma deles, mas existe um movimento para que não sejam realizados no mesmo dia”, apontou.

Provas objetivas

Serão 120 questões , estruturadas em três blocos. O primeiro será de 55 questões, com disciplinas básicas de português, informática, ética, raciocínio, geopolítica e a novidade do edital 2021 é a inclusão da língua estrangeira inglesa ou espanhola. Além disso, no próximo edital será excluída a disciplina de e história da PRF.

No segundo bloco constarão questões de legislação de trânsito com 30 questões. Já o terceiro e último bloco será dos direitos administrativos, constitucional, constitucional penal, penal, processual, legislação penal e direitos humanos, com 35 questões.

As provas serão realizadas em todas as capitais do país e também prevê a aplicação em cidades polo, a depender da quantidade de inscritos.

Hott adiantou também aos candidatos que será cobrada, dentro do bloco de legislação de trânsito, a Lei 14071. E, será cobrado também o Código de Trânsito Brasileiro e suas alterações posteriores.

TAF

O teste de aptidão física será na primeira fase somente eliminatório e terá exames que já eram conhecidos nos processos anteriores. Serão quatro testes:  barra fixa, abdominal corrida  e salto na caixa de areia.

Hott pontuou que os candidatos podem então se orientar pelo edital de 2018 e que esses testes são de treinamento muito simples, ao ar livre e que existem várias localidades gratuitas para treino em todo o país.

Outra novidade é que a equipe técnica da corporação está  estudando um teste de agilidade. De acordo com Hott, isso aainda não decidido , mas está sendo avaliando como o quinto teste do TAF.

Além disso, haverá inclusão dos testes do TAF no curso de formação como caráter eliminatório e classificatório.

Avaliação psicológica

Na primeira fase não haverá grandes mudanças. Serão avaliados o perfil do candidato para competência do cargo de policial rodoviário federal.

Os candidatos serão analisados no que diz respeito à capacidade psicológica de forma continuada. Ou seja, eles passarão por psicotécnico e continuarão sob averiguação até a formação completa do policial. Serão avaliadas a  resiliência, a atuação sob stress e capacidade de ser confrontado com situações que elevam o ponto de estresse, que  não é comum de maneira geral na sociedade.

Todos serão avaliados por equipe preparada.

Heteroidentificação

É o procedimento em que será confirmado ou não a auto declaração dos candidatos negros dentro das cotas previstas no concurso. Nesse ano, a novidade é que caso confirmada a auto declaração, o candidato  segue na concorrência das cotas. E, caso não confirmada,  ele retorna para a ampla concorrência. Nos concursos anteriores,  ele seria eliminado.

Curso de formação

“Será a maior turma de formação da história”, afirma Hott. O curso de formação, de acordo com o diretor-executivo, acontecerá ainda neste ano e será sob regime de dedicação integral e exclusiva.

Será composto de provas teóricas, práticas, avaliações psicológicas, avaliações médicas, testes físicos e também de vivência para compor a nota final do concurso.

Hott lembra que assim como as avaliações psicológicas e médicas, os testes toxicológicos também poderão ser empregados durante toda a formação do novo policial.

Biosegurança no concurso

O diretor-geral da PRF lembrou e demonstrou a preocupação de formar os novos profissionais da instituição dentro de modelos de biossegurança, diante do momento de pandemia do novo coronavírus. “A PRF tem uma série de preocupações estabelecidas e a ideia é que teremos condições de permanecer e seguir o curso de formação com segurança”, disse.

Aggio pontuou que há a necessidade do órgão policial em momento de pandemia. “É nesse momento que temos a necessidade de manter o abastecimento nacional, escolta de insumos , de respiradores, luvas, máscaras. Então a manutenção da normalidade de saúde durante a pandemia depende de serviços público como os prestados pela PRF. Além disso, tomamos uma serie de preocupação para destinar atenção aos riscos. Temos medidas de maior segregação daqueles candidatos que estão prestando provas , vamos ter que ter mais áreas para colocar os candidatos de forma segura’, disse.

Nomeações

Eduardo Aggio confirmou que a ideia é que os profissionais sejam nomeados ainda em 2021. E que eles estejam disponíveis para servir a sociedade brasileira o quanto antes.

Cronograma do concurso

  • Lançamento do edital – 19 de janeiro
  • Início das inscrições – 25 de janeiro
  • Provas objetivas – 28 de março
  • Testes físicos – maio
  • Avaliações psicológicas – maio
  • Avaliação biopsicossocial – junho
  • Resultado primeira etapa – 2 de agosto
  • Início da primeira turma do curso de formação (CFP)- 3 e 4 de agosto de 2021
  • Formatura do CFP – 17 de dezembro
  • Segunda turma do CFP, com 500 excedentes , caso sejam autorizados – inicio de janeiro de 2022

O concurso público terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois.

Leia mais em: Concurso PRF: novos servidores serão lotados nas fronteiras do país

Diretor-executivo da PRF tira dúvidas sobre próximo concurso público 

 

 

Leia também: Portaria autoriza reduzir prazo entre edital e primeira prova do concurso da Polícia Federal 

Finalmente! Concurso PRF é autorizado pelo Ministério da Economia

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos Públicos, DOU, Governo federal, Ministério da Economia, Ministério da Justiça, Poder Executivo, Polícia Federal, PRF

Serão abertas 1.500 vagas para policiais. Edital de abertura deverá publicado em até seis meses

 

A espera acabou. Finalmente! Após meses aguardando a autorização oficial do próximo concurso público da Polícia Rodoviária Federal (PRF), saiu no Diário Oficial da União (DOU), desta quinta-feira (24/12), que o Ministério da Economia autorizou a seleção. O quantitativo veio menos do que o esperado, serão abertas 1.500 vagas para policiais – cogitava-se 2 mil.

 

O edital do concurso da PRF, e também da Polícia Federal (PF), vem sendo especulado ao longo de todo o ano, com declarações de integrantes da própria corporação e do presidente Bolsonaro, o que aumentou ainda mais o clima de ansiedade entre os concurseiros do país.

 

Recentemente, o diretor executivo da corporação, José Hott, informou que o edital deve cumprir um cronograma que torne possível a realização de todas as fases da primeira etapa do concurso no primeiro semestre de 2021 e logo em sequência, no segundo semestre, seja realizado o curso de formação.

 

 

Leia também: PRF: policial consegue remoção somente após entrar com ação na Justiça 

Ex-loira do Tchan passa no concurso da PRF, posa com Bolsonaro, mas é alvo de comentários machistas

Primeiro colocado no curso de formação da PRF ganha privilégio inédito 

 

Polícia Federal

O próximo concurso público da Polícia Federal foi autorizado e também ofertará 1.500 vagas! A portaria que autoriza a realização do certame foi publicada em 9 de dezembro. De acordo com o documento, as vagas serão distribuídas entre os cargos de delegado (123), escrivão (400), papiloscopista (84) e agente (893). O edital de abertura deverá ser lançado até, no máximo, seis meses após a publicação da portaria. Ou seja, o certame deverá ser aberto até junho de 2021. Saiba mais aqui! 

Detran DF confirma que está programando lançar concurso público em 2021!

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, GDF, LDO, Poder Executivo

A LDO 2021 prevê quantidade significativa de cargos para o Detran DF, mas há muito mais cargos vagos atualmente

 

Um super notícia para os concurseiros foi confirmada pelo Papo de Concurseiro: o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran DF) nos informou que está programando lançar concurso público em 2021!

Questionamos ainda sobre uma possível quantidade de vagas que serão abertas, tendo em vista as 72 vagas previstas na LDO do ano que vem, mas o órgão informou apenas que “não há como inferir a quantidade de vagas a serem preenchidas”.

Segundo o Detran DF, atualmente o órgão de fiscalização do trânsito da capital federal conta com 400 cargos vagos, sendo 263 pertencentes a carreira de Atividade de Trânsito e 137 à carreira de Fiscalização e Policiamento de Trânsito.

 

O que prevê a LDO 2021

O projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano que vem (LDO 2021) prevê um novo concurso público para o Detran DF com 72 vagas imediatas. Desse total, 49 são para técnicos de trânsito e 23 para assistentes de trânsito.

De acordo com o plano de carreira, técnicos de trânsito ganham atualmente remuneração inicial de R$ 4.420, valor que pode chegar a 5.933,54 no fim da carreira; já assistentes começam com remuneração de R$ 6.006, podendo chegar a R$ 8.238,80.

 

Nomenclatura de cargos do Detran DF alterada

Em abril deste ano, três cargos da Carreira Atividades de Trânsito do quadro de pessoal do Detran-DF tiveram nomenclatura alterada. Passou então a se chamar Especialista em Atividades de Trânsito o cargo que, atualmente, chama-se Analista de Trânsito. Além disso, Assistente de Trânsito passará a ser conhecido por Analista em Atividades de Trânsito. Por fim, Técnico de Trânsito torna-se Técnico em Atividades de Trânsito. Saiba mais. 

Último concurso Detran DF

O último edital de concurso público lançado pelo órgão foi em 2012 e já está com a validade vencida.

O concurso foi organizado pela Fundação Universa. Ao todo foram oferecidas 100 vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva, e classificados 400 pessoas, sendo 28 com deficiência. Foram 19.547 candidatos inscritos, ou seja, uma concorrência de cerca de 195 pessoas por chance ofertada.

As oportunidades foram para o cargo de agente da carreira de policiamento e fiscalização, que exigiu diploma de nível superior em qualquer curso reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Na ocasião, as remunerações eram de R$ 5.485,24 para uma jornada de 40 horas semanais. Para participar, também foi preciso ter carteira de habilitação na categoria “B”.

Vinte por cento das chances foram destinadas a candidatos com deficiência. Após aprovação em todos os exames (prova objetiva e discursiva, prova de capacidade física, avaliação psicológica e investigação social), os participantes ainda passarão pelo curso de formação, com duração de 244 horas.

A taxa de participação custou R$ 109. Os candidatos inscritos realizaram . Por fim, a segunda etapa do concurso consistirá de curso de formação profissional e investigação social.

O concurso foi marcado ainda por uma série de protestos dos candidatos classificados por conta do atraso do calendário do concurso e da demora nas nomeações.

 

Concursos no DF

Concursos para o DF em 2021: 16 editais com mais de 13 mil vagas previstas! 

 

CLDF aprova PL que faculta Secretaria de Educação a prorrogar contratos de professor temporário por até 3 anos 

 

Justiça dá 120 dias para que PCDF e Cebraspe definam data das provas de concurso 

 

Distritais derrubam veto de Ibaneis e garantem cota para mais pobres em concursos do DF 

Ex-loira do Tchan passa no concurso da PRF, posa com Bolsonaro, mas é alvo de comentários machistas

Publicado em Deixe um comentárioBolsonaro, Carreira policial, Concursos, Poder Executivo, PRF

Ex-dançarina do grupo de samba É o Tchan!, Silmara Miranda, é a mais nova policial rodoviária federal (PRF). Ela foi convocada para iniciar o curso de formação da corporação na última sexta-feira (6/11) e postou nas redes sociais a conquista: “When dreams come true ✨✨✨#prfbrasil💙”

A ex-loira do Tchan, que dançou no grupo entre 2003 e 2007, substituindo Sheila Mello, postou foto com o uniforme da corporação ao lado de uma viatura, na sede da Universidade corporativa da PRF, em Santa Catarina, além de uma imagem ao lado do presidente Jair Bolsonaro agradecendo pela convocação. “Sem palavras para agradecer àquele que fez desse sonho uma realidade (A história é linda! Posso contar um dia p vcs!). Gratidão eterna Sr @jairmessiasbolsonaro”.

 

 

Na redes sociais, a maioria dos comentários dos leitores parabenizou a conquista da famosa (no Instagram dela a postagem já recebeu mais de 6 mil curtidas), mas teve gente que teceu palavras machistas:

 

 

 

 

 

 

 

Polêmica no curso de formação da PRF

Essa convocação para o curso de formação da PRF, que ocorreu na semana passada, está dando o que falar. Outro fato inusitado chamou a atenção. O 1º colocado foi surpreendido pelo diretor-executivo da corporação com uma regalia inédita. Muitas pessoas aplaudiram, mas teve gente que não gostou. Saiba mais em: Primeiro colocado no curso de formação da PRF ganha privilégio inédito 

 

Fotos de quando Silmara era dançarina do É o Tchan!

 

 

Concursos nacionais somam mais de 200 mil vagas previstas para 2021; confira lista!

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Bolsonaro, carreira bancária, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Governo federal, Ministério da Economia, MPU, Poder Executivo, PRF, segurança

Confira lista de seleções nacionais previstas para o próximo ano!

 

Concurso IBGE

Por causa da pandemia, as seleções do IBGE para o Censo Demográfico 2020 foram adiadas para o próximo ano. Serão 208.695 vagas temporárias para agentes censitários e recenseadores. Saiba mais aqui! 

 

Concurso MPU

O concurso para o Ministério Público da União é um dos propósitos da atual gestão do órgão e já teve preparativos iniciados. O edital seria divulgado ainda este ano. Mas, por causa da pandemia, a abertura foi adiada e pode ocorrer no segundo semestre de 2021.

 

Concurso PRF

A Polícia Rodoviária Federal aguarda a autorização para abrir concurso com 2,6 mil vagas. As lotações, assim como editais anteriores, deverão abranger a sede em Brasília e outros estados, incluindo Minas Gerais. Oportunidades serão de níveis médio e superior.

 

Concurso PF

A Polícia Federal trabalha com a previsão de divulgar um novo edital ainda este ano e aplicar as provas em abril de 2021. São esperadas 2,5 mil vagas nas áreas Policial e Administrativa, em cargos de escrivão, papiloscopista, delegado, agente e agente administrativo.

Bolsonaro confirma 4.000 vagas para PF e PRF, mas cogita editais em 2021 

 

Concurso Ibama

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis enviou pedido de concursos para este ano, mas não informou o número de vagas, nem a distribuição. O pedido de concurso feito, em 2019, solicitava o aval para preencher 2.311 vagas em carreiras de níveis médio e superior, com ganhos de até R$ 8 mil.

 

Concursos para o DF em 2021: 16 editais com mais de 13 mil vagas previstas! 

Governo federal encaminha PLOA 2021 com previsão de 53.111 cargos públicos 

 

Concurso ICMBio

Assim como no caso do Ibama, a seleção para o Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade está em pauta após pressões de investidores. O aval para a seleção depende do Ministério da Economia.

 

Concurso Funai

A Fundação Nacional do Índio confirmou ter pedido o aval para nomeação de 826 vagas nos níveis médio e superior. Se autorizado, o edital poderá ser publicado no primeiro semestre do ano que vem.

 

Concurso Mapa

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informou que reiterou o pedido de concurso para 2021. Serão 280 vagas: 180 para auditores (sendo 150 agrônomos, dez zootecnistas, dez químicos e dez farmacêuticos) e 100 para agentes de atividade agropecuária. De níveis médio e superior, respectivamente.

 

Concurso Receita

A Receita Federal fez um pedido de concurso para preenchimento de 3.360 vagas efetivas nos níveis médio e superior. Dessas, 2.050 são para a área Tributária e Aduaneira e 1.310 para a Administrativa. As oportunidades são para níveis médio e superior.

 

Concurso Tesouro Nacional

Foi encaminhado ao Ministério da Economia um pedido para preencher 120 vagas de nível superior, todas para a carreira de auditor federal (antigo analista de controle e finanças – AFC). A remuneração inicial é de R$ 19.655,06.

 

Concurso CGU

A Controladoria-Geral da União também enviou a sua demanda, mas o número de vagas não foi divulgado. O órgão confirmou, porém, que pediu para preencher carreiras de níveis médio e superior. Para o sindicato, são necessárias 1.400 convocações.

 

Concurso Bacen

O Banco Central enviou ao Ministério da Economia pedido para autorização de 260 vagas, sendo 30 são para técnicos, 200 para analistas e 30 para procuradores, de níveis médio e superior. Mas não há previsão para a autorização.

 

E mais: alguns concursos regionais previstos para 2021

Concursos com mais de 4.000 vagas são esperados para Minas Gerais em 2021 

Concurso PCPR sai em 2021, afirma delegado-geral 

Concurso com mais de 500 vagas está previsto para 2021, diz secretário da Semsa 

Espírito Santo: cinco concursos públicos previstos para 2021 

 

 

*Informações do Estado de Minas