PF ou PRF, qual escolher? Especialistas dão dicas e pontuam diferenças

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Dicas de estudo, Governo federal, Polícia Federal, PRF, segurança

Saiba as vantagens dos próximos concursos das corporações destacadas por profissionais da área

 

Karolini Bandeira*- Em 2021, a Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) vão lançar dois de seus maiores concursos públicos já feitos. Após muita expectativa, os dois órgãos tiveram edital de abertura previsto para janeiro. Serão, ao todo, 3.000 vagas imediatas em cinco carreiras de âmbito nacional e salários que podem ultrapassar os R$ 23.000! 

Com tantas oportunidades e proximidade das datas, pode ser difícil decidir para qual certame se dedicar. Por isso, o Papo de Concurseiro traz os detalhes de cada uma das seleções, além do perfil das instituições pela visão de especialistas sobre o assunto. Fique por dentro:

 

PRF – Remunerações, requisitos e atribuições

Os candidatos do concurso da PRF disputarão 1.500 vagas imediatas em um único cargo. A carreira de policial rodoviário federal exige ensino superior completo em qualquer área de formação, carteira nacional de habilitação válida de, no mínimo, categoria “B”, idade mínima de 18 anos e máxima de 75. Cabe ao policial rodoviário federal realizar atividades de natureza policial envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo e atendimento às vítimas de acidentes rodoviários. É importante lembrar, também, que a carreira é dividida em quatro classes. São elas:

 

  • 3ª Classe: sendo a primeira classe em que os policiais pré-aprovados atuam, esta área é voltada para atividades ostensivas, fiscais e de patrulhamento das rodovias;
  • 2ª Classe: profissionais desta divisão fazem um trabalho na área das atividades de administração, controle e execução de natureza policial;
  • 1ª Classe: atuação na área de capacitação, coordenação, planejamento, controle e execução administrativa e operacional das atividades da PRF; e
  • Classe Especial: Tendo o melhor salário de todas as divisões, policiais da classe especial devem dar prioridade a atividades administrativas, como planejamento, direção, coordenação, supervisão, controle e avaliação administrativa e operacional.

 

O salário de um policial rodoviário federal muda de acordo com o nível e classe do cargo. O salário inicial de profissionais da PRF é de R$ 10.357,88 para jornada de trabalho de 40 horas por semana. 

 

PF – Remunerações, requisitos e atribuições

Já a PF conta com um concurso de 1.500 vagas imediatas distribuídas entre as profissões de delegado (123), escrivão (400), papiloscopista (84) e agente (893). Assim como o concurso da PRF, todos os candidatos devem ter ensino superior completo. Para o cargo de delegado, a formação deve ser na área de direito. 

 

Delegado: em uma jornada de trabalho semanal de 40 horas, os delegados da PF têm o dever de, segundo a Câmara Legislativa, instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação; orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais; participar do planejamento de operações de segurança e investigações; supervisionar e executar missões de caráter sigiloso; participar da execução das medidas de segurança orgânica, bem como desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o órgão na consecução dos seus fins. O salário inicial da carreira é de R$ 23.692,74.

Agente: são atribuições investigar atos ou fatos que caracterizem ou possam caracterizar infrações penais, observada a competência da Polícia Federal; proceder à busca de dados necessários; executar todas as tarefas necessárias à identificação, ao arquivamento, à recuperação, à produção e ao preparo dos documentos de informações; executar todas as atividades necessárias à prevenção e repressão de ilícitos penais da competência da PF; entre outros. Segundo o Portal da Transparência, o salário é de R$ 11.983,26 para 40 horas semanais com dedicação exclusiva.

Escrivão: a profissão envolve dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; atuar nos procedimentos policiais de investigação, acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais; responsabilizar-se pelo valor das fianças recebidas e pelos objetos de apreensão; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica; e atuar nos procedimentos policiais de investigação. Os escrivães da PF trabalham em jornada de 40 horas semanais com dedicação exclusiva para remuneração de R$ 11.983,26.

Papiloscopista: Para salário de R$ 11.983,26 e 40 horas semanais de trabalho, o papiloscopista deve executar, orientar, supervisionar e fiscalizar os procedimentos de coleta, revelação, levantamento e armazenamento de fragmentos e impressões papilares, exames e laudos oficiais papiloscópicos, representação facial humana; operação e gestão de bancos e sistemas automatizados de identificação civil e criminal; assistir à autoridade policial; desenvolver estudos na área de papiloscopia; conduzir veículos automotores; e cumprir medidas de segurança orgânica.

 

Lotação

Apesar de ambos possuírem caráter nacional, os últimos certames da PF e PRF ofereceram maior oportunidade na região norte. De acordo com dados divulgados pelo Cebraspe, as vagas do último concurso da PRF foram lotadas, em sua maioria, nos estados do Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Amapá e Tocantins. Também houve lotação no Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Bahia, Maranhão, Piauí, São Paulo, Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais. 

Saiba mais: Concurso PRF: novos servidores serão lotados nas fronteiras do país

 

Diferenças no método de seleção

A prova objetiva do concurso PF 2018 contou com 120 questões distribuídas entre língua portuguesa; direito administrativo, constitucional, penal e processual penal; legislação especial; estatística; raciocínio lógico; informática; e, dependendo do cargo, contabilidade geral, arquivologia, biologia, física e química. Já a prova objetiva do último concurso PRF teve 120 questões sobre língua portuguesa; raciocínio lógico-matemático; informática; noções de física; ética no serviço público; geopolítica brasileira; legislação de trânsito; noções de direito administrativo; noções de direito constitucional, penal e processual penal; legislação especial; e direitos humanos e cidadania.

Para Érico Palazzo, professor de direito penal no Gran Cursos Online e delegado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), os conteúdos da prova da PRF apresentam menor nível de dificuldade: “Para quem está começando agora, o concurso PRF pode ser uma oportunidade melhor. Apesar de possuir mais disciplinas que o concurso PF, são disciplinas mais tranquilas. Não cai, por exemplo, questões sobre contabilidade e TI, que são matérias que candidatos da PF têm ralado muito para conseguir aprender. Na prova da PRF, caem matérias que são possíveis de se aprender sem muita complicação.” 

Para Thiago Medeiros, professor de processo penal e direitos humanos no IMP Concursos, a opinião de Palazzo é compartilhada. “A prova da PRF foca mais em códigos de trânsito, que é extenso, mas é relativamente fácil de estudar. Já a PF inclui outras matérias que muitas pessoas que estavam estudando acabam tendo dificuldade. Para mim, o caminho para a PRF é um pouco mais tranquilo com relação ao conteúdo a ser estudado”, reforça o especialista.

Rafael Valle, agente da PCDF e professor do Zero Um Concursos, auxilia os candidatos da PRF a focar nas matérias de trânsito. “Historicamente são as questões mais numerosas. Nos últimos anos a PF mudou o foco das matérias de direito e passou a cobrar com mais rigor as disciplinas de contabilidade e informática”, pontuou.

Em contrapartida, Érico Palazzo ressalta que quem tem o costume de estudar para a Polícia Civil terá maior facilidade nas provas da PF: “Para quem vem estudando para a PCDF e tem conhecimento na área, o concurso da PF é mais vantajoso porque o conteúdo é parecido e todas as disciplinas são correspondentes, inclusive a legislação das instituições.”

 

Vocação

O interesse do candidato pela carreira é um dos pontos que mais devem ser levados em conta. A disposição, habilidade e aptidão são cruciais nas profissões oferecidas pela PF e pela PRF. Para o professor Rafael Valle, é fácil identificar o perfil esperado por cada uma das instituições: “Quem sonha em desenvolver importantes investigações focadas em desarticular grandes grupos criminosos ou situações de grande repercussão nacional e internacional deveria optar pela PF. Quem se vê fazendo patrulhamento ostensivo das rodovias, realizando blitz, participando de intensas perseguições e se orgulhando de incríveis apreensões de entorpecentes deveria escolher a PRF.”

Independente do caminho escolhido, a especialista Maria Alice Alessio, professora dos cursos preparatórios Enapol e Instituto Fórmula, ressalta a importância de possuir vocação para exercer os cargos que, apesar de diferentes, possuem em comum a emoção e a adrenalina. “Como em qualquer profissão, é preciso que o aluno esteja apto a determinadas atribuições. Por exemplo: já imaginou um médico que tem medo de sangue? Na área policial não é diferente, o futuro aprovado deve ter aptidão e preparo físico, uma certa predisposição à adrenalina e pressão e algo que muitos concurseiros esquecem: ser alguém com equilíbrio emocional”, destaca.

 

Leia mais:

Como estudar para PF e PRF ao mesmo tempo? Delegado responde e dá dicas aos concurseiros

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Concurso PF e PRF: reforce seus estudos com intensivão gratuito

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Governo federal, Polícia Federal, PRF

A abertura dos concursos da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), com 1.500 oportunidades cada, está mais próxima do que nunca! Agora, a hora é de se planejar e intensificar os estudos. Para ajudar na preparação, a rede de cursos preparatórios IMP Concursos começou a Semana 2 em 1 PF e PRF com exercícios, um programa de estudos gratuito e online focado nos dois grandes concursos das corporações previstos para janeiro.

O programa tem a duração de cinco dias, com início nesta segunda-feira (11/1). As lives serão transmitidas pelo canal no Youtube do IMP Concursos e ministradas por especialistas das áreas de direito penal, códigos de trânsito brasileiro, legislação específica dos órgãos, raciocínio lógico e estatística, processo penal, direito administrativo e espanhol — todas cobradas nas provas objetivas. Conheça o cronograma completo!

  • 11/1 – 15h – Jayme Amorim – Código de Trânsito Brasileiro em exercícios
  • 12/1 – 15h – Vinicio Ferreira – Legislação Específica da Polícia Federal em exercícios
  • 12/1 – 18h – Vitor Falcão – Direito Penal em Exercícios para PF e PRF
  • 13/1 – 9h – Vitor Falcão – Direito Penal em Exercícios para PF e PRF
  • 13/1 – 15h – Thiago Medeiros – Processo Penal em Exercícios
  • 14/1 – 19h – Elton Soares – Raciocínio Lógico e Estatística para Polícia Federal em exercícios
  • 15/1 – 13h30 – Janaína Souto – Espanhol para PRF
  • 15/1 – 19h – José Trindade – Direito administrativo em exercícios para a Polícia Federal

 

Acesse aqui 

 

Fique por dentro: 

Como estudar para PF e PRF ao mesmo tempo? Delegado responde e dá dicas aos concurseiros

Diretor-geral da PRF revela data de lançamento do edital com 1.500 vagas

Diretor-executivo da PRF tira dúvidas sobre próximo concurso público

Edital para concurso da PF deve sair em janeiro, diz Bolsonaro

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Diretor-geral da PRF revela data de lançamento do edital com 1.500 vagas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Governo federal, Poder Executivo, PRF

Concurso público PRF foi autorizado vai abrir 1.500 vagas para policiais; edital iminente!

 

Em transmissão ao vivo, nas redes sociais, nesta quarta-feira (6/1), o diretor-executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Hott, anuncia o cronograma detalhado do próximo concurso público da corporação. Estão presentes no evento também a diretora de direção de pessoas, Silvia Regina Borges, e o diretor-geral da corporação, Eduardo Aggio.

A principal informação é que o edital, organizado pelo Cebraspe, está previsto para 19 de janeiro de 2021. Além disso, Aggio afirmou que  será uma concurso nacional e não regional. “Entendemos que uma seleção regional traria restrições não interessantes”, disse.

Hott aproveitou o evento também para tranquilizar os candidatos e informar que as etapas presenciais do concurso da PRF não devem coincidir datas com a seleção da Polícia Federal, que também vai oferecer 1.500 vagas. ” Não temos conhecimentos do cronograma deles, mas existe um movimento para que não sejam realizados no mesmo dia”, apontou.

Provas objetivas

Serão 120 questões , estruturadas em três blocos. O primeiro será de 55 questões, com disciplinas básicas de português, informática, ética, raciocínio, geopolítica e a novidade do edital 2021 é a inclusão da língua estrangeira inglesa ou espanhola. Além disso, no próximo edital será excluída a disciplina de e história da PRF.

No segundo bloco constarão questões de legislação de trânsito com 30 questões. Já o terceiro e último bloco será dos direitos administrativos, constitucional, constitucional penal, penal, processual, legislação penal e direitos humanos, com 35 questões.

As provas serão realizadas em todas as capitais do país e também prevê a aplicação em cidades polo, a depender da quantidade de inscritos.

Hott adiantou também aos candidatos que será cobrada, dentro do bloco de legislação de trânsito, a Lei 14071. E, será cobrado também o Código de Trânsito Brasileiro e suas alterações posteriores.

TAF

O teste de aptidão física será na primeira fase somente eliminatório e terá exames que já eram conhecidos nos processos anteriores. Serão quatro testes:  barra fixa, abdominal corrida  e salto na caixa de areia.

Hott pontuou que os candidatos podem então se orientar pelo edital de 2018 e que esses testes são de treinamento muito simples, ao ar livre e que existem várias localidades gratuitas para treino em todo o país.

Outra novidade é que a equipe técnica da corporação está  estudando um teste de agilidade. De acordo com Hott, isso aainda não decidido , mas está sendo avaliando como o quinto teste do TAF.

Além disso, haverá inclusão dos testes do TAF no curso de formação como caráter eliminatório e classificatório.

Avaliação psicológica

Na primeira fase não haverá grandes mudanças. Serão avaliados o perfil do candidato para competência do cargo de policial rodoviário federal.

Os candidatos serão analisados no que diz respeito à capacidade psicológica de forma continuada. Ou seja, eles passarão por psicotécnico e continuarão sob averiguação até a formação completa do policial. Serão avaliadas a  resiliência, a atuação sob stress e capacidade de ser confrontado com situações que elevam o ponto de estresse, que  não é comum de maneira geral na sociedade.

Todos serão avaliados por equipe preparada.

Heteroidentificação

É o procedimento em que será confirmado ou não a auto declaração dos candidatos negros dentro das cotas previstas no concurso. Nesse ano, a novidade é que caso confirmada a auto declaração, o candidato  segue na concorrência das cotas. E, caso não confirmada,  ele retorna para a ampla concorrência. Nos concursos anteriores,  ele seria eliminado.

Curso de formação

“Será a maior turma de formação da história”, afirma Hott. O curso de formação, de acordo com o diretor-executivo, acontecerá ainda neste ano e será sob regime de dedicação integral e exclusiva.

Será composto de provas teóricas, práticas, avaliações psicológicas, avaliações médicas, testes físicos e também de vivência para compor a nota final do concurso.

Hott lembra que assim como as avaliações psicológicas e médicas, os testes toxicológicos também poderão ser empregados durante toda a formação do novo policial.

Biosegurança no concurso

O diretor-geral da PRF lembrou e demonstrou a preocupação de formar os novos profissionais da instituição dentro de modelos de biossegurança, diante do momento de pandemia do novo coronavírus. “A PRF tem uma série de preocupações estabelecidas e a ideia é que teremos condições de permanecer e seguir o curso de formação com segurança”, disse.

Aggio pontuou que há a necessidade do órgão policial em momento de pandemia. “É nesse momento que temos a necessidade de manter o abastecimento nacional, escolta de insumos , de respiradores, luvas, máscaras. Então a manutenção da normalidade de saúde durante a pandemia depende de serviços público como os prestados pela PRF. Além disso, tomamos uma serie de preocupação para destinar atenção aos riscos. Temos medidas de maior segregação daqueles candidatos que estão prestando provas , vamos ter que ter mais áreas para colocar os candidatos de forma segura’, disse.

Nomeações

Eduardo Aggio confirmou que a ideia é que os profissionais sejam nomeados ainda em 2021. E que eles estejam disponíveis para servir a sociedade brasileira o quanto antes.

Cronograma do concurso

  • Lançamento do edital – 19 de janeiro
  • Início das inscrições – 25 de janeiro
  • Provas objetivas – 28 de março
  • Testes físicos – maio
  • Avaliações psicológicas – maio
  • Avaliação biopsicossocial – junho
  • Resultado primeira etapa – 2 de agosto
  • Início da primeira turma do curso de formação (CFP)- 3 e 4 de agosto de 2021
  • Formatura do CFP – 17 de dezembro
  • Segunda turma do CFP, com 500 excedentes , caso sejam autorizados – inicio de janeiro de 2022

O concurso público terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois.

Leia mais em: Concurso PRF: novos servidores serão lotados nas fronteiras do país

Diretor-executivo da PRF tira dúvidas sobre próximo concurso público 

 

 

Leia também: Portaria autoriza reduzir prazo entre edital e primeira prova do concurso da Polícia Federal 

Diretor-executivo da PRF tira dúvidas sobre próximo concurso público

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Governo federal, PRF, segurança

“Para ser vitorioso no concurso só tem um jeito: muita ralação. É tempo de estudo e preparação”, enfatiza José Hott

Karolini Bandeira*- Durante ‘papo com café’ feito em transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta segunda-feira (4/01), o diretor-executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Hott, tirou algumas dúvidas de internautas sobre o próximo concurso do órgão, com 1.500 vagas imediatas para policiais em 2021. Na live, Hott esclareceu questões sobre cronograma e etapas do certame.

Edital na segunda quinzena de janeiro

Ao ser perguntado sobre a conclusão do edital, o diretor informou que o documento já está em fases finais. “Edital bastante avançado, estamos trabalhando nele. O edital será publicado na segunda quinzena de janeiro”, disse. E completou: “Até lá estamos revisando, olhando detalhes, fazendo ajustes e tratando com a organizadora. Hoje a gente já segue com uma reunião com a organizadora para tratar de todos esses detalhes.”

Etapas

José Hott enfatizou que, assim como no último certame, a fase de Teste de Aptidão Física (TAF), antes do Curso de Formação Profissional (CFP), terá caráter apenas eliminatório. Os TAFs realizados durante o curso também contarão para a classificação do candidato: “O TAF na primeira etapa do concurso, logo após a prova objetiva e discursiva, é eliminatório. Após o CFP, terão dois TAFs, um no início e um no final do curso. Esses TAFs do CFP são eliminatórios e classificatórios.”

CFP

Durante a transmissão, foi relembrado que o CFP será iniciado no segundo semestre de 2021, com 1.500 participantes. Ainda segundo o diretor, as chances de não haver turma excedente em 2022 é baixa. “O presidente já anunciou a turma de excedentes para 2022, então nós contamos como certa. Inclusive, já trabalhamos com o cronograma do CFP de 2022 no primeiro semestre”, assegurou José Hott. Sobre a posse dos excedentes, o diretor informou que “a nomeação será em junho de 2022”.

Sem previsões de seleção para agentes administrativos

Apesar de especulações, a PRF não tem previsão sobre um próximo concurso para a carreira de agente administrativo. De acordo com o diretor-executivo, a solicitação de seleção para o cargo foi barrado pelo Ministério da Economia: “Não tem previsão. A PRF pediu esse concurso e a posição do Ministério da Economia é de que neste momento não é possível. Na área administrativa, o que nós estamos fazendo é uma grande redistribuição de servidores”. Hott acentuou aos concurseiros que “não tem previsão para concurso de carreira administrativa da PRF nem para 2021, nem para 2022”.

“É tempo de estudo e preparação”, diz o diretor

A transmissão não foi apenas para tirar dúvidas dos interessados. José Hott aproveitou para relembrar aos concurseiros que não há segredo e nem fórmula mágica para obter sucesso no concurso. “Para ser vitorioso no concurso só tem um jeito: muita ralação. É tempo de estudo e preparação”, enfatizou. O diretor-executivo aconselhou os estudiosos a ler os editais anteriores e se prepararem em cima dos antigos concursos: “O primeiro passo para participar de um concurso é ler o edital e montar a sua estratégia.”

Cronograma oficial e detalhes serão divulgados em evento ao vivo

José Hott tornou a falar sobre coletiva de imprensa que acontecerá na próxima quarta-feira (6/01). O evento, que terá a divulgação do cronograma detalhado e informações sobre o concurso começará às 10h e será transmitido em todas as redes sociais oficiais da PRF. “Depois de amanhã vamos expor o cronograma, que terá, inclusive, a data de convocação do CPF 2021”, relembrou.

A coletiva terá a presença do diretor-geral, Eduardo Aggio; do diretor-executivo, José Lopes Hott; e da diretora de Gestão de Pessoas, Silvia Regina Borges. Além de divulgarem o cronograma do concurso, os representantes vão atender veículos especializados na área e cursos preparatórios.

Concurso será organizado pelo Cebraspe

Como esperado, o Cebraspe foi escolhido e contratado oficialmente como a banca organizadora do concurso público da PRF dia 31 de dezembro de 2020. O contrato foi publicado no último Diário Oficial da União do ano, na página 141. O anúncio também foi divulgado nas redes sociais da PRF e de seus diretores.

 

*Estagiária sob a supervisão de Humberto Rezende

 

Autorizado: cronograma de concurso da PRF será divulgado em janeiro em evento ao vivo

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, PRF

A confirmação foi feita pelo diretor-executivo da PRF durante live

 

Karolini Bandeira*- Em transmissão ao vivo, nas redes sociais, feita nesta segunda-feira (28), o diretor-executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Hott, anunciou que o cronograma detalhado do próximo concurso público da corporação será divulgado durante uma coletiva de imprensa dia 6 de janeiro de 2021. Segundo Hott, o evento será transmitido em todas as redes oficiais da PRF a partir das 10h.

 

A coletiva terá a presença do diretor-geral, Eduardo Aggio; do diretor-executivo, José Lopes Hott; e da diretora de Gestão de Pessoas, Silvia Regina Borges. Além de divulgarem o cronograma do concurso, os representantes vão atender veículos especializados na área e cursos preparatórios.

O concurso público foi finalmente autorizado! Após meses aguardando. na semana passada a autorização oficial saiu no Diário Oficial da União (DOU). O Ministério da Economia autorizou a seleção com 1.500 vagas para policiais. Veja o aval aqui! 

 

Melhores reações: “Acordei com meu pai me mandando o edital do concurso da PRF” 

 

Arte divulgada pela PRF/Reprodução

 

Estrutura de governança definida

Ainda nesta segunda-feira (28), foi divulgada, no Diário Oficial da União (DOU), uma portaria que define a estrutura de governança para o concurso público PRF. A equipe será composta por:

– Diretor-Geral;
– Diretor-Executivo e Diretora de Gestão de Pessoas;
– Comissão Nacional para o Concurso PRF;
– Grupo de Trabalho para gestão do concurso, consolidação normativa e produção de editais;
– Grupo de Trabalho para o exame de aptidão física;
– Grupo de Trabalho para avaliação psicológica;
– Grupo de Trabalho para avaliação médica e de cotas;
– Grupo de Trabalho para apresentação de documentos, avaliação de títulos e investigação social; e
– Grupo de Trabalho para o planejamento do Curso de Formação Policial.

 

Saiba mais AQUI!

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Melhores reações: “Acordei com meu pai me mandando o edital do concurso da PRF”

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, PRF

“Até queria fazer, mas não tenho nível superior, nem carteira de motorista,” declarou um ex-futuro concorrente

 

Após muuuuuiiita expectativa, muuuuiiita especulação, finalmente, nesta quinta-feira (24/12), véspera de Natal, a autorização para o concurso público da Polícia Rodoviária Federal (PRF) saiu no Diário Oficial da União (DOU). O número de vagas veio menor que o esperado, que era de 2.000 oportunidades (saiba tudo sobre a autorização aqui!). Diante desse cenário, a internet se manifestou. Confira as melhores reações abaixo:

 

 

Finalmente! Concurso PRF é autorizado pelo Ministério da Economia

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos Públicos, DOU, Governo federal, Ministério da Economia, Ministério da Justiça, Poder Executivo, Polícia Federal, PRF

Serão abertas 1.500 vagas para policiais. Edital de abertura deverá publicado em até seis meses

 

A espera acabou. Finalmente! Após meses aguardando a autorização oficial do próximo concurso público da Polícia Rodoviária Federal (PRF), saiu no Diário Oficial da União (DOU), desta quinta-feira (24/12), que o Ministério da Economia autorizou a seleção. O quantitativo veio menos do que o esperado, serão abertas 1.500 vagas para policiais – cogitava-se 2 mil.

 

O edital do concurso da PRF, e também da Polícia Federal (PF), vem sendo especulado ao longo de todo o ano, com declarações de integrantes da própria corporação e do presidente Bolsonaro, o que aumentou ainda mais o clima de ansiedade entre os concurseiros do país.

 

Recentemente, o diretor executivo da corporação, José Hott, informou que o edital deve cumprir um cronograma que torne possível a realização de todas as fases da primeira etapa do concurso no primeiro semestre de 2021 e logo em sequência, no segundo semestre, seja realizado o curso de formação.

 

 

Leia também: PRF: policial consegue remoção somente após entrar com ação na Justiça 

Ex-loira do Tchan passa no concurso da PRF, posa com Bolsonaro, mas é alvo de comentários machistas

Primeiro colocado no curso de formação da PRF ganha privilégio inédito 

 

Polícia Federal

O próximo concurso público da Polícia Federal foi autorizado e também ofertará 1.500 vagas! A portaria que autoriza a realização do certame foi publicada em 9 de dezembro. De acordo com o documento, as vagas serão distribuídas entre os cargos de delegado (123), escrivão (400), papiloscopista (84) e agente (893). O edital de abertura deverá ser lançado até, no máximo, seis meses após a publicação da portaria. Ou seja, o certame deverá ser aberto até junho de 2021. Saiba mais aqui! 

Dezembro: saiba quais concursos estão previstos para o último mês de 2020

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Bolsonaro, cadastro reserva, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Conselho Regional, Polícia Federal, PRF

São mais de 6.000 vagas previstas! Saiba mais:

 

Karolini Bandeira*- O ano ainda não acabou — e as oportunidades no mundo dos concursos também não! Seis concursos públicos muito aguardados estão previstos ainda para dezembro. Ao todo, são 6.063 vagas só esperando para serem ocupadas. Há chances para Sergipe, Rio de Janeiro, Tocantins e Piauí, além de oportunidades para o âmbito nacional. Muita coisa ainda vai rolar nas próximas quatro semanas, então não perca tempo e fique por dentro de todas as previsões:

Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro

Com edital de abertura previsto para esta sexta-feira (4/12), o concurso público da PGE RJ irá oferecer 13 vagas imediatas e formação de cadastro reserva para o cargo de procurador do Estado, função que tem como pré-requisito nível superior em direito. De acordo com o Portal da Transparência da PGE, o salário inicial do cargo ultrapassa os R$ 15.000.

 

A seleção contará com quatro etapas previstas: prova escrita geral, de caráter eliminatório; provas Escritas específicas, de caráter eliminatório e classificatório; provas orais, de caráter eliminatório e classificatório; e prova de títulos, de caráter classificatório.

 

Polícia Civil do Sergipe

De acordo com o o chefe de gabinete da Secretaria da Segurança Pública, Evandro Machado, o edital de abertura poderá ser divulgado no final de dezembro. O projeto básico foi enviado ainda esta semana a quatro bancas organizadoras e, segundo  Machado, a resposta das bancas deverá sair em até dez dias.

 

“Já foram convidadas a Fundação Carlos Chagas, Cebraspe, o IBFC, cuja nomenclatura hoje é Ibad, e Fundação Getúlio Vargas. Nós acreditamos que nos próximos dez dias tenhamos as respostas, e que, até o final do ano, também tenhamos a definição da organizadora do concurso”, informou o chefe de gabinete da Secretaria.

 

O edital disponibilizará 50 vagas para o cargo de agente de polícia judiciária e 10 vagas para escrivães de polícia. As funções tem como pré-requisito nível superior completo. De acordo com o Portal da Transparência da PCSE, ambas as profissões contam com salário no valor de R$4.500.

 

Polícia Militar do Piauí

O comandante da PMPI, coronel Lindomar Castilho, informou recentemente que o concurso da corporação com 1.000 vagas previstas para soldados e tenentes poderá ser liberado até dia 31 deste mês. “Acho que vai anunciar o concurso no início de dezembro, o governador ainda não decidiu, ainda está vendo a questão das finanças do Estado”, disse o coronel durante a entrega de viaturas no Palácio de Karnak.

 

Polícia Federal

Em outubro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro reiterou, em seu perfil oficial no Twitter, que 2.000 vagas serão disponibilizadas no concurso público da PF. Na publicação, o deputado também assegurou aos interessados que o certame será lançado ainda em 2020. Além disso, o calendário sugestivo da PF confirma que o edital de abertura deverá sair até dezembro.

 

Segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), as chances estarão divididas em 1.016 vagas de agente; 600 vagas de escrivão; 300 vagas de delegado; e 84 vagas de papiloscopista. De acordo com o portal de transparência, os salários podem ultrapassar R$ 20.000.

 

Polícia Rodoviária Federal

Outra corporação com concurso confirmado até dezembro pelo deputado Eduardo Bolsonaro é a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Assim como a PF, a PRF contará com 2.000 vagas e pode ter edital divulgado a qualquer momento. O último certame, organizado pelo Cebraspe, ofereceu 500 oportunidades com salário inicial no valor de R$ 9.473,57.

 

Polícia Militar de Tocantins

Confirmado para dezembro pelo governador do Estado, Mauro Carlesse, o edital de abertura do concurso da PMTO oferecerá 1.000 vagas para o cargo de soldado, com salário de R$ 2.365,69 – durante o Curso de Formação (CFSD), e R$ 4.758,56 – após o curso. A idade máxima para ingresso foi ampliada de 30 para 32 anos, conforme a lei Lei nº 3.613, de 18/12/2019. O Cebraspe foi definido como banca organizadora do certame em outubro.

 

Inscrições abertas

 

E não pense que dezembro tem apenas previsões: seis concursos públicos estão com inscrições abertas! São ofertadas 748 vagas, além de cadastro reserva, com salário de até R% 16,6 mil! Veja:

 

Polícia Civil do Rio Grande do Norte

Os interessados já podem se inscrever no tão aguardado concurso PCRN! O certame oferece 301 chances, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão. A principal exigência é possuir nível superior. Para concorrer a delegado, cargo com o maior salário, é necessário possuir graduação em direito. A remuneração inicial varia de R$ 4.731,91 a R$ 16.670,59.

 

As inscrições podem ser feitas até dia 21 deste mês pelo site da banca organizadora Fundação Getúlio Vargas (FGV). Há taxa no valor de R$ 120. A solicitação de isenção pode ser feita até 4 de dezembro pelo mesmo site por candidatos inscritos no CadÚnico, prestadores de serviço à Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte e doadores de sangue, medula óssea e leite materno.

 

Os candidatos passarão por oito fases, constituídas por prova objetiva e prova discursiva, que são obrigatórias para todos os cargos e possuem caráter eliminatório e classificatório; teste de aptidão física, aos que concorrem aos cargos de delegado e agente; prova prática de operador de micro, ao cargo de escrivão, avaliação psicológica, para todos os cargos e com caráter eliminatório; exames médicos, eliminatórios; investigação social, de caráter eliminatório; e, por fim, curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil.

 

Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

O concurso do CBMMG disponibiliza, ao todo, 40 oportunidades para os cargos de oficiais e oficiais de saúde. Os interessados podem efetuar a inscrição até dia 21 de dezembro, pelo site da organizadora Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep). Os profissionais contratados receberão salário de até R$ 6.000.

 

Polícia Militar do Paraná

As inscrições do concurso público PMPR também estão abertas. O certame é destinado ao preenchimento de vagas nos cargos de cadete policial militar e de cadete bombeiro militar. São 70 vagas, sendo 60 para cadete PM e 10 para cadete CBM. As inscrições podem ser feitas até 18 de dezembro, pelo site da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Após o período de estágio probatório, o salário será de R$ 9.735,33.

 

Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso do Sul

O concurso do CRM MS, com 225 vagas para todos os níveis de escolaridade, ficará aberto até 8 de dezembro. As oportunidades são para 11 ocupações: auxiliar administrativo, copeira, vigia, assistente administrativa, agente fiscal, analista administrativo, analista de informática, advogado, contador, controlador interno e médico fiscal. Os profissionais irão atuar em Campo Grande, com remuneração que varia de R$ 1.260,81 a R$ 5.939,12 e jornada de trabalho de 40 horas. As inscrições devem ser feitas pelo site do organizador Instituto Quadrix.

 

Conselho Regional dos Técnicos Industriais de São Paulo

O CRT SP é outro conselho regional com período de inscrições aberto! São 108 vagas imediatas, além de cadastro reserva, para os níveis médio e superior. Os interessados devem se inscrever no site do Instituto Quadrix até 10 de dezembro. Os profissionais atuarão nos cargos de fiscal, técnico administrativo, advogado, analista administrativo e contador. A remuneração chega a R$ 5.748.

 

Conselho Regional de Fonoaudiologia da 4ª Região

 

As inscrições do Crefono4, em Recife e Salvador, podem ser feitas até dia 15 pelo site do Instituto Quadrix por profissionais de nível médio e nível superior. Há taxa de participação de R$ 46 a R$ 53. São quatro oportunidades para assistentes administrativos e fonoaudiólogos fiscais, além de cadastro reserva. Os cargos contam com jornada de trabalho de 40 horas semanais e remuneração inicial de R$ 1.893,60 a R$ 4.882,47. Também será acrescentado vale-alimentação no valor de R$ 747,34, plano de saúde, plano de cargos e vale-transporte.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco

PRF: policial consegue remoção somente após entrar com ação na Justiça

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, PRF, remoção, Tribunal regional federal

Karolini Bandeira*- Um funcionário público da Polícia Rodoviária Federal (PRF) entrou com ação na Justiça Federal para ter direito a remoção para a Procuradoria da República no Município de Juiz de Fora (MG). O policial, que havia solicitado a remoção antes à PRF, teve pedido negado devido ao limitador de saída regionalizado, previsto em edital.

 

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região entendeu que a corporação estava violando as regras de ordem classificatória pois, ao desclassificar servidores que excedem o limite de saída de cada regional e/ou delegacia, a PRF acaba eliminando participantes que obtêm pontuação superior à de outros e concedeu ao policial uma das vagas remanescentes do concurso de remoção.

 

“Em tema de concurso público deve ser respeitada a ordem de classificação dos candidatos visando à sua convocação, nomeação e posse, o que também deve ser considerado no caso de concurso de remoção”, lembrou a relatora, desembargadora federal Gilda Sigmaringa Seixas.

 

Mais notícias sobre a PRF

Primeiro colocado no curso de formação da PRF ganha privilégio inédito 

Ex-loira do Tchan passa no concurso da PRF, posa com Bolsonaro, mas é alvo de comentários machistas 

Ex-loira do Tchan passa no concurso da PRF, posa com Bolsonaro, mas é alvo de comentários machistas

Publicado em Deixe um comentárioBolsonaro, Carreira policial, Concursos, Poder Executivo, PRF

Ex-dançarina do grupo de samba É o Tchan!, Silmara Miranda, é a mais nova policial rodoviária federal (PRF). Ela foi convocada para iniciar o curso de formação da corporação na última sexta-feira (6/11) e postou nas redes sociais a conquista: “When dreams come true ✨✨✨#prfbrasil💙”

A ex-loira do Tchan, que dançou no grupo entre 2003 e 2007, substituindo Sheila Mello, postou foto com o uniforme da corporação ao lado de uma viatura, na sede da Universidade corporativa da PRF, em Santa Catarina, além de uma imagem ao lado do presidente Jair Bolsonaro agradecendo pela convocação. “Sem palavras para agradecer àquele que fez desse sonho uma realidade (A história é linda! Posso contar um dia p vcs!). Gratidão eterna Sr @jairmessiasbolsonaro”.

 

 

Na redes sociais, a maioria dos comentários dos leitores parabenizou a conquista da famosa (no Instagram dela a postagem já recebeu mais de 6 mil curtidas), mas teve gente que teceu palavras machistas:

 

 

 

 

 

 

 

Polêmica no curso de formação da PRF

Essa convocação para o curso de formação da PRF, que ocorreu na semana passada, está dando o que falar. Outro fato inusitado chamou a atenção. O 1º colocado foi surpreendido pelo diretor-executivo da corporação com uma regalia inédita. Muitas pessoas aplaudiram, mas teve gente que não gostou. Saiba mais em: Primeiro colocado no curso de formação da PRF ganha privilégio inédito 

 

Fotos de quando Silmara era dançarina do É o Tchan!