Concurso da PCDF “está em fase de construção”; entenda as expectativas do certame

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, segurança, Sem categoria

Por Raphaela Peixoto* A assessoria da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) confirmou ao Papo de Concurseiro que os preparativos do concurso para o provimento de vagas para a carreiras administrativas e de delegado já foram iniciados. A sua atual fase é da elaboração do Projeto Básico. “Ainda não há qualquer previsão acerca de datas e organizadoras que realizarão os certames”, ressaltou a comunicação da corporação.  As vagas oferecidas de ambos os processos seletivos somam mais de 800.

O concurso para o cargo de delegado foi autorizado em agosto de 2021. A quantidade de vagas totaliza 150 vagas (50 vagas para provimento imediato e 100 para cadastro de reserva).

Já o certame para carreira administrativa, a expectativa é que sejam ofertadas 740 vagas (260 imediatas e 480 para a formação de cadastro de reserva), abrangendo os cargos de gestores de apoio e analistas de apoio.

Ambos foram anunciados pelo delegado-geral da instituição, Robson Cândido, em post no Instagram. “A Secretaria de Economia do DF autorizou a realização de concursos públicos para os cargos de Delegado de Polícia e de Agente Policial de Custódia. Estão previstas 50 vagas para provimento imediato e 100 para cadastro de reserva para cada cargo. A Polícia Civil do Distrito Federal agradece pelo apoio a esse importante pleito para a recomposição do nosso quadro de pessoal”

“Existe sim uma chance desses dois concursos andarem juntos, [mas] eles vão vir em editais distintos, até por serem autorizações diferentes. Mas é bem possível que eles aconteçam em datas próximas um do outro” afirma o coordenador de carreiras policiais e professor de Direito Penal do Gran Curso Online, Érico Palazzo,  que comentou e deu dicas para os interessados nos concursos da PCDF. Confira aqui as dicas!

Além destes, a PCDF também está com concurso autorizado para o cargo de agente policial de custódia, cujo o número de vagas autorizadas somam 150 vagas será sendo distribuídas assim: 50 vagas imediatas e 100 vagas para cadastro reserva.

É válido salientar que o órgão está com concurso em andamento para agente da Polícia após ter sido suspenso. A retomada foi em abril, no qual a corporação e o Cebraspe anunciaram a convocação para a avaliação biopsicossocial dos candidatos que se declararam pessoas com deficiência, exames biométricos e avaliação médica. O resultado provisório de todas essas próximas fases está previsto para ser  divulgado provavelmente em 2 de junho.

*Estagiária sob supervisão de Ronayre Nunes

Governo adia lançamento de edital para concurso de delegado em Alagoas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, segurança, Sem categoria

O secretário de Planejamento, Gestão e Patrimônio de Alagoas, Fabrício Marques, anuncia prorrogação na data de lançamento de edital, que estava previsto para o fim de abril

Por Raphaela Peixoto*

A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio de Alagoas (Seplag AL) adiou o lançamento do edital do concurso da Polícia Civil do estado para carreira de delegado. O anúncio foi realizado, em uma live nas redes sociais, pelo secretário Fabrício Marques. A nova previsão de publicação é para primeira quinzena de maio. “Não deve de hipótese alguma passar do dia 15”, afirma Marques.

O concurso foi autorizado em janeiro desde ano, no qual a previsão de lançamento do edital era para o fim de abril. A prorrogação ocorreu, de acordo com Fabrício Marques, por questões de nomenclaturas de carreiras. “Isso atrasou um pouquinho o nosso planejamento.” No dia da live, o documento estava em fase final e a banca do certame, Cebraspe, enviaria para a comissão organizadora na sexta-feira passada (22/4).

São 40 vagas para a função de delegado. O candidato precisa ter nível superior em direito. A remuneração de delegados da PCAL é próximo a R$ 30 mil. O concurso contará com as fases de provas objetivas e discursivas, Teste de Aptidão Física (TAF), exames laboratoriais e médicos, avaliações psicológica e de títulos, investigação social e curso de formação policial.

Alagoas também está com previsão para lançamento de um outro edital. O concurso é destinado à Perícia Oficial. O certame abrange vagas para as seguintes carreiras: perito criminal, perito médico legista, perito odontolegista, técnico forense, auxiliar de perícia e papiloscopista.

O estado tem três concursos em andamento: Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil, por terem sido cancelados após irregularidades, mas acabaram retomados após ordens judiciais.

*Estagiária sob supervisão de Roberto Fonseca

Especialista comenta sobre expectativa para novo concurso da PCDF! Confira as dicas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Governo federal, segurança, Sem categoria

Coordenador de carreiras policiais e professor de Direito Penal, Érico Palazzo, fala das expectativas e dá sugestões para os interessados no concurso, recém autorizado, para a PCDF

Por Raphaela Peixoto* — Os concurseiros atentos já sabem que a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), nesta semana, teve o concurso público autorizado pelo Secretário de Estado de Economia do Distrito Federal, José Feitosa. Ele é para o cargo de agente policial de custódia. O  coordenador de carreiras policiais e professor de Direito Penal do Gran Curso Online, Érico Palazzo, comenta e dá dicas para os interessados no concurso.

Foto: MARCELO FERREIRA/CB/DA.PRESS

A PCDF também tem autorização para a realizar novo concurso público para delegados. “Existe sim uma chance desses dois concursos andarem juntos, [mas] eles vão vir em editais distintos, até por serem autorizações diferentes. Mas é bem possível que eles aconteçam em datas próximas um do outro” afirma Palazzo. Ele ainda relembra que em 2014 houve dois concursos de maneira análoga.

É válido salientar que o órgão está com concurso em andamento para agente da Polícia após ter sido suspenso. A retomada foi em abril, no qual a corporação e o Cebraspe anunciaram a convocação para a avaliação biopsicossocial dos candidatos que se declararam pessoas com deficiência, exames biométricos e avaliação médica. O resultado provisório de todas essas próximas fases está previsto para ser  divulgado provavelmente em 2 de junho.

Quais as expectativas para o concurso recém autorizado de agente de custódia e delegado para PCDF?

Minha expectativa, levando em consideração a legislação do DF, porque determina que haja pelo menos noventa dias entre a publicação do edital e a data da realização das provas, é que lá pro final deste ano, no último trimestre, a gente já tenha a publicação desses dois editais com provas para 2023, então há tempo mais do que suficiente pros candidatos se prepararem para esses dois concursos.

A própria autorização já prevê 50 vagas [de contrato imediato] e 100 para cadastro de reserva para cada um dos cargos. Lembrando que a PCDF sempre nomeia todo o cadastro de reserva.

Em relação aos conteúdos das provas destinadas a esses certames, quais considera serem os mais recorrentes?

O último concurso de agente policial de custódia foi em 2004, ou seja, há dezoito anos. Esse cargo era um cargo em extinção, uma vez que a PCDF perdeu a atribuição de custódia de presos com a criação da polícia penal e agora eles viram que realmente há necessidade por essa carreira dentro da PCDF, por este motivo não dá para levar em consideração o conteúdo programático que foi cobrado em 2004, pois ele está obsoleto, ou seja, muito ultrapassado perto das atuais necessidades e atribuições do cargo. 

São disciplinas que com certeza serão cobradas no próximo concurso:  língua portuguesa, sempre vai ser cobrado em qualquer concurso aí de carreiras policiais, exceto delegado de polícia por se tratar de um cargo jurídico, direito (constitucional, administrativo, penal, processual penal), legislação extravagante (a nova lei de abuso de autoridade n°3869; a de tortura, que é a n°9455; dos crimes hediondos, n°8072); além da disciplina específica de execução penal com a lei n°7210, que é uma lei importantíssima para a custódia de presos. Podemos citar também aquelas disciplinas obrigatórias previstas em lei distrital que devem estar em todos os concursos distritais, ou seja, com certeza terá a cobrança da lei orgânica do DF e da RIDE (Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno) — disciplina de atualidades, história e geografia do Distrito Federal e do entorno).

Diante ao atual cenário das polícias e dos concursos policiais que a gente vê, direitos humanos, disciplina que não foi cobrado no último certame, com certeza será cobrada neste próximo concurso de agente policial de custódia. Podemos citar também como possíveis disciplinas:  criminologia, raciocínio lógico e matemático e inglês 

Quais as dicas para já começar os estudos (em relação a se embasar em concursos para PCDF que já estão em andamento)? E quais são as dicas que o senhor acha relevante serem dadas para os interessados em concorrer nesses certames ?

  • Iniciar o quanto antes os estudos, não postergar seu início ;
  • Adquirir um bom material preparatório,  seja um videoaulas ou PDFs, muito importante que ao longo dos estudos, ele produza resumos ou materiais de revisão;
  • Que ele produza um material próprio durante os estudos;
  • Também é de extrema relevância que ele realize questões todos os dias [abrangendo diversas bancas, pois não tem uma banca definida].  São possíveis bancas: ICESP, FGV, Instituto AOCP, IADES, são [organizações] muito fortes aqui no Distrito Federal e que vale a pena o candidato fazer questões de todas essas bancas;
  • A prova para o cargo de agente policial de custódia vai ter prova discursiva então os alunos podem se preparar para redação;
  • Preparar também para o teste de aptidão física basta pegar o último edital de agente da PCDF que os testes devem ser basicamente os mesmos.

Leia mais dicas sobre o concurso da PCDF

*Estagiária sob supervisão de Ronayre Nunes

Deputado cobra realização de novo concurso para a Polícia Civil de Goiás

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Goiás

Deputado Humberto Teófilo exige edital. A cobrança foi feita em reunião com o Delegado Geral Dr. Alexandre Pinto Lourenço. O anúncio foi publicado nas redes sociais.

Proposta do deputado e delegado Humberto Teófilo (PP DF), apresentada em reunião com o Delegado Geral Dr. Alexandre Pinto Lourenço, na segunda-feira (18/4), reivindica o lançamento do edital para a Polícia Civil de Goiás

Teófilo usou de suas redes sociais para anunciar o pedido. De acordo com o deputado, a solicitação para a realização do certame tem urgência e é embasada na “ luta em favor de uma Segurança Pública cada vez mais forte”. 

Em dezembro do ano passado, o governador do estado, Ronaldo Caiado (Democratas), autorizou o provimento de 470 vagas imediatas (350 agentes, 100 escrivães e 20 papiloscopistas). Na época foi afirmado que a previsão para a nomeação dos aprovados é para outubro de 2022.

Recentemente a PM GO teve dois editais lançados no qual é ofertado quase 1600 vagas.  As inscrições para a carreira de soldados ainda estão abertas e se encerram no dia 30 de maio. Já as inscrições para oficiais e cadetes serão abertas no dia 4 de maio e ficarão disponíveis até o dia 6 de junho, em ambos os casos as mesmas são feitas por meio do  site da banca

Em relação ao último concurso da Polícia Civil de Goiás, foi em 2018, na época a banca organizadora foi o Núcleo de Seleção da Universidade Estadual de Goiás (UEG). O processo seletivo foi realizado em duas etapas: prova objetiva, prova discursiva.

PMGO define banca organizadora para novo concurso

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial

O próximo passo será assinar o contrato com a banca organizadora. Em seguida, o edital ficará eminente

 

Jéssica Andrade – A Polícia Militar do Estado de Goiás anunciou o nome da banca organizadora que ficará responsável pela seleção no novo concurso para soldados e oficiais. A ratificação da dispensa foi publicada no Diário Oficial do estado e confirma o Instituto AOCP como organizador responsável.

O próximo passo será assinar o contrato com a banca organizadora, Com isso, a banca ficará responsável por definir o cronograma do certame, com datas e informações sobre as etapas. Em seguida, o edital ficará eminente. 

Além da banca organizadora, a ratificação da dispensa de licitação também confirmou a distribuição das vagas do concurso PM GO. A seleção contará com 1.670 provimentos, sendo nos seguintes cargos:

  • 1.500 vagas para o cargo de soldado de 2ª classe – combatente;
  • 20 vagas para o cargo de soldado de 2ª classe – músico;
  • 100 vagas para o cargo de cadete; e
  • 50 vagas para o cargo de 2º tenente (médicos, odontólogos e psicólogos).

“Temos autorização para concursos públicos ao longo de 2022 para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil e Polícia Técnico-Científica, além de mais de 300 vagas de analistas administrativos em diversas áreas, como estações de contratos, gerenciamento de recursos humanos e folha, para trabalhar na área de engenharia e tecnologia da informação”, disse o secretário de Administração do Estado, Bruno D’Abadia.

Nomeações

As nomeações serão feitas até outubro de 2022, conforme prevê o LOA. A informação foi confirmada pelo secretário da Economia do Estado, Francisco Sérvulo Freire Nogueira, em resposta a parlamentares na Assembleia Legislativa (Alego) em novembro. As nomeações, segundo Nogueira, serão realizadas a partir de maio. Confira:

  • PMGO: maio de 2022
  • PCGO: outubro de 2022
  • CBMGO: julho de 2022

Mais de 2 mil vagas

Além dos três editais para a Segurança, Caiado confirmou a realização de outros cinco concursos. Juntas, as seleções anunciadas somam 2.033 vagas distribuídas em oito editais.

A Secretaria de Estado da Administração (Sead) tem previsão para contratar 329 analistas para o Poder Executivo. A Procuradoria Geral do Estado (PGE-GO) vai selecionar 32 procuradores. Já a Secretaria de Economia de Goiás vai empossar os 28 auditores fiscais aprovados em concurso público no final da gestão passada. E, também em 2022, a UEG vai selecionar 94 docentes para aulas de Medicina; enquanto a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes deve abrir concurso para 10 gestores de engenharia.

 

PMDF já têm comissão formada para concurso com 2.146 vagas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial

As vagas já estão autorizadas. A próxima etapa é a contratação da banca

Jéssica Andrade – Os novos concursos Polícia Militar do Distrito Federal  (PMDF) já têm comissão formada. A informação é da própria corporação. O certame vai preencher 2.146 vagas na Polícia Militar. O próximo passo é a contratação da banca que vai executar as etapas da seleção.

A PMDF informa que já possui uma comissão para tratar sobre o certame. Porém, não tem como definir um prazo específico para publicação do edital, tendo em vista que existem vários trâmites administrativos a serem realizados, desde a produção de Termo de Referência até a contratação da banca responsável pelo certame. Contudo, a previsão é que o ingresso dos novos policiais militares ocorra em 2023”, confirmou a corporação. 

Do total de vagas, 2.100 serão destinadas ao cargo de soldado e 46 para o cargo de oficiais da área da saúde.

Além disso, os concursos PMDF deverão ser compostos por diversas etapas. Por isso, para serem concluídos dentro do prazo de provimento, o edital precisa sair o quanto antes para que as fases aconteçam em tempo hábil.

Saiba como se preparar

Logo após a autorização do certame, o Papo de Concurseiro conversou com especialistas que deram dicas de como ser aprovado para os dois cargos:

Confira aqui as dicas para ser aprovado no cargo de soldado.

Confira aqui as dicas para ser aprovado no cargo de oficial da área da saúde.

 

Último concurso PM DF para soldados

A Polícia Militar do Distrito Federal abriu um concurso para soldados em 2018, com 2 mil vagas. Mais de 50 mil pessoas se inscreveram na seleção.

Também foram contempladas oportunidades para músicos, com 18 vagas para especialista em corneta e seis para clarineta, saxofone, trompa, trompete e trombone tenor/baixo.

A remuneração inicial foi de R$ 6.095,41 para soldados e de R$ 4.119,22 para músicos, incluindo o auxílio-alimentação de R$ 850.

Os candidatos passaram por sete etapas: prova objetiva, redação, avaliação física, exames biométricos e avaliação médica, sindicância de vida pregressa, avaliação psicológica e curso de formação.

 

Último concurso PM DF para oficiais

O último concurso PM DF para o cargo de oficial foi realizado em 2016/2017, sob  organização do Iades  . No entanto, para a área da Saúde a seleção mais recente é de 2012, porém pela mesma banca organizadora.

Na época, o Iades trouxe um edital com oferta de 41 vagas, porém com 249 cadastro de reserva. A seleção anterior contou com salário inicial de R$ 7.947,50.

Foram ofertadas diversas especialidades, por exemplo:

  • Anestesia;
  • Cardiologia;
  • Cirurgia Geral;
  • Cirurgia Pediátrica;
  • Clínica Médica;
  • Dermatologia;
  • Endocrinologia;
  • Gastroenterologia;
  • Medicina do Trabalho;
  • Oftalmologia;
  • Ortopedia;
  • Otorrinolaringologia;
  • Pediatria;
  • Pneumologia;
  • Psiquiatria;
  • Radiologia;
  • Dentística;
  • Veterinária de pequeno porte (cães);
  • Entre outras.

 

Concurso PCRJ: proposta prevê que todos os aprovados na prova façam o TAF

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, segurança

A comissão de candidatos aprovados no concurso da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ) pede, em uma nova proposta, para que o governo retire a cláusula de barreira que limita o número de convocados para o teste de aptidão física (TAF) na seleção da corporação. Desta forma, o concurso teria mais aprovados para a formação e cadastro reserva.

Devido à medida de restrição, no cargo de inspetor, com oferta de 100 vagas imediatas, apenas os 500 mais bem pontuados na prova objetiva serão convocados para o TAF. Para a comissão de candidatos, o limite reduz o número de aprovados no resultado final do concurso e afeta na formação de cadastro reserva. A ideia da proposta é derrubar a restrição para que todo os candidatos com a pontuação mínima para aprovação nas provas sejam chamados para o teste físico.

A comissão foi recebida pelo assessor especial do Governo do Rio de Janeiro, comissário Marcio Garcia, no Palácio Guanabara na última quarta-feira (10/2). No encontro, foi protocolado um documento pleiteando a retirada da cláusula. O objetivo é que a proposta seja analisada pelo secretário de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Allan Turnowski.

“O pleito é justo e aparentemente viável, iremos levar essa necessidade de maior número de vagas junto ao governador e secretário, uma vez que a chamada dos convocados está bem restrita para uma carência histórica de policiais civis. Assim haverá essa oportunidade de aproveitar o máximo possível de aprovados nesse concurso que está se mostrando um dos mais difíceis do Brasil”, disse Marcio Garcia.

350 vagas

Os editais foram publicados em 2021. Ao todo,  são 350 vagas para profissionais de todos os níveis de escolaridade, com salários que chegam até R$ 10 mil. Confira a distribuição:

  • 10 vagas para Auxiliar de necropsia (nível fundamental), com salários de R$4.506,27;
  • 10 vagas para Técnico de necropsia (nível médio), com salários de R$5.277,59;
  • 200 vagas para Investigador (nível médio), com salários de R$5.740,38;
  • 100 vagas para Inspetor (nível superior em qualquer área), com salários de R$6.280,31;
  • 5 vagas para Perito criminal (nível superior em Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Química), com salários de R$10.149,55;
  • 25 vagas para Perito legista (nível superior em Medicina), com salários de R$10.149,55.

Saiba mais sobre o concurso aqui!

Goiás planeja abrir nove concursos públicos com até 8.900 vagas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, educação, Goiás, segurança

O Governo de Goiás informou, nesta terça-feira (15/2), que planeja realizar pelo menos nove concursos públicos em 2022, com a oferta de aproximadamente 8.900 vagas. Das previsões, dois editais já foram publicados: da Secretaria de Estado da Administração (Sead), com 329 chances no cargo de analista de gestão governamental, e da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), com 10 oportunidades para gestor de engenharia.

De acordo com o governo, grande parte das vagas previstas para este ano está concentrada no setor da Segurança Pública, com previsão de quatro seleções, sendo ao todo 3.376 oportunidades. A autorização da realização dos concursos foi realizada em outubro de 2021 e, no momento, os certames estão em fase de definição junto às comissões dos órgãos.

Confirmada pelo Estado, há previsão de provimento de 1.670 vagas para Polícia Militar de Goiás (PMGO) e 612 vagas para o Corpo de Bombeiros Militar (CBMGO). Haverá ainda concurso para provimento de cargos pertencentes ao quadro de pessoal da Delegacia-Geral da Polícia Civil (DGPC), em um total de 850 vagas distribuídas entre delegados, agentes, escrivães e papiloscopistas.

Ainda na área da Segurança Pública, está autorizada a realização do certame que visa a contratação de auxiliares de autópsia, peritos e médicos legistas para a Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC) da Secretaria de Segurança Pública (SSP), que deve trazer a abertura de 230 vagas.

Outras oportunidades

Também estão autorizados pelo governador Ronaldo Caiado e em fase de planejamento outros dois concursos públicos com editais serão publicados em 2022. São eles: Secretaria de Estado da Educação (Seduc) – 5.050 vagas para Professores (nível III) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) – 98 vagas, sendo 63 para Analista Ambiental e 35 para Técnico Ambiental.

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) também tem previsão de seleção com 94 vagas para docentes de Medicina, com a contratação de forma parcelada dos novos professores.

Abertos

As inscrições para o certame da Sead já podem ser feitas no site da banca organizadora. O concurso disponibiliza 329 vagas de analista de gestão governamental, cujo vencimento mensal é R$ 4.838,66, mais auxílio alimentação de R$ 500.

A seleção dos candidatos será realizada em duas etapas: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, e prova de títulos, de caráter classificatório. As chances são para agrimensura, arquitetura, engenharia, gestão e desenvolvimento de pessoas, licitações e contratos, tecnologia da informação, contabilidade e orçamento e finanças. As inscrições seguem abertas até 14 de março.

Para o concurso da Goinfra será necessário formação superior em engenharia civil. A seleção dos candidatos terá três etapas: prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório; prova dissertativa de caráter classificatório e eliminatório; e prova de títulos, de caráter classificatório. A taxa é de R$ 140 e o período para inscrição será de 23 de fevereiro a 24 de março.

 

*Com informações da Sead-GO

Pernambuco: secretário quer editais para a Segurança ‘o mais breve’

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, segurança

Após pressão da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para a abertura de novos concursos para a Segurança Pública, o secretário de Defesa Social do Estado, Humberto Freire, informou que estudos para a abertura de novos certames no setor já foram autorizados. O aval foi dado pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB).

“Esse movimento de recompletamento continua, tanto que o governador Paulo Câmara já autorizou os estudos necessários para novos concursos para todos os cargos — tanto da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Científica. A SDS já está fazendo esses estudos para apresentar e poder, realmente desencadear esses novos concursos o mais breve possível”, informou Freire nas redes da secretaria.

Alepe pede concursos com urgência

No início de fevereiro, a Alepe solicitou ao governo, com urgência, a realização de novas seleções para a Segurança. De acordo com o pedido, a preferência é que os novos concursos sejam abertos no primeiro semestre de 2022. O intuito da solicitação é preencher vagas em vacância na Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Científica e Corpo de Bombeiros do Estado. Confira a solicitação na íntegra.

Das corporações citadas, a Polícia Civil é a com quadro de servidores em estado mais crítico. A última seleção para a PCPE foi aberta em 2016 e ofertou vagas para s carreiras de delegado, escrivão e agente. Foram 650 vagas efetivas distribuídas por todo o estado. Na época, os ganhos iniciais da carreira chegavam a R$ 9.069,81.

Policiais civis de SP têm reajuste salarial de 20%

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Salário servidor público

Karolini Bandeira*- O governador de São Paulo anunciou o reajuste salarial para diversas carreiras do Estado. Segundo João Doria (PSDB), são mais de 500 mil servidores públicos com aumento. Para a Polícia Civil (PCSP), o aumento é de 20%. Desta forma, um delegado que ganhava R$ 11,2 mil passa a receber R$ 13,4 mil — e, com os benefícios, o valor final fica em R$ 16,2 mil.

Um investigador da PCSP tem como ganho inicial, agora, R$ 5.212,80. Agentes passam a receber R$ 3.660 após o reajuste. Os servidores ainda têm direito a auxílio-alimentação, insalubridade, vantagens/gratificações, abono e bônus.

“É um esforço gigantesco do Governo de SP para atender 541.113 servidores do Estado de SP. Fizemos tudo o que foi possível para termos o orgulho de fazermos este anúncio e oferecer a mais de meio milhão de pessoas o reconhecimento ao trabalho que executam e à importância daquilo que promovem para o atendimento ao bem comum”, anunciou Doria.

A expectativa do governo é que a proposta seja aprovada de forma rápida e que os salários já sejam ajustados a partir de março.

Concurso com 2,9 mil vagas

A Fundação Vunesp foi oficializada como banca organizadora contratada para o próximo concurso da PCSP em novembro do ano passado. Conforme autorizado pelo governo de São Paulo, o edital irá abrir 2.939 vagas para provimento efetivo na PCSP e na Polícia Técnico-Científica (Politec-SP). As oportunidades serão distribuídas entre as carreiras de delegado (250), escrivão (1600), investigador (900) e médico legista (189). Os ganhos iniciais serão de R$ 3.931,18 a R$ 10.382,48.

14 mil cargos vagos

O déficit no quadro de pessoal da PCSP continua sendo uma preocupação de profissionais do setor. Em entrevista realizada em junho de 2021, a presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de São Paulo (SINDPESP), Raquel Gallinati, expôs o alto número de vacâncias da corporação. De acordo com a delegada, já são mais de 14.000. “Temos uma morosidade na abertura de concursos e também temos candidatos que foram aprovados e não foram nomeados. A gente vê um completo descaso e incompetência com a população por parte do governo”, denunciou.

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes