“Cidade das oportunidades”: GDF prevê quase 30 concursos em 2022

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, educação, GDF, Ibaneis Rocha, Saúde, segurança

Karolini Bandeira* — A capital federal deve honrar, neste ano, o título de “cidade das oportunidades para concursados”. O Governo do Distrito Federal (GDF) prevê, para 2022, a realização de quase 30 concursos públicos para novos servidores. O total representa a abertura de 5,5 mil vagas de trabalho imediatas e 10,2 mil para cadastro de reservas.

A previsão orçamentária do ano feita pela Secretaria de Economia (Seec) prevê o investimento em novos servidores de diversos setores. Para a Seec, os certames são ‘uma forma de melhorar ainda mais a prestação de serviços à população do DF’. São 28 categorias profissionais, em áreas estratégicas do governo e setores da administração pública com déficit de servidores causado por exonerações e aposentadorias.

Entre 2019 e 2021, 11 mil pessoas foram aprovadas em concursos públicos em todo o DF.  “Nós tivemos, ao longo destes três anos, a maior contratação de servidores da área social – foram 698”, lembrou o governador Ibaneis Rocha (MDB) em seu discurso de abertura do ano legislativo, este mês. “Na saúde foram mais de 10 mil contratados.”

Expectativa

Em janeiro e fevereiro, o Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) publicou diversas autorizações de concursos públicos para o ano de 2022. Um desses é o da Polícia Penal do DF, que tem previstos 400 cargos para provimento imediato e mais 779 de reserva.

Para a Polícia Civil (PCDF) foi autorizado concurso para delegado, com 50 vagas imediatas e mais 100 de cadastro de reserva. Já a Secretaria de Saúde (SES) tem 50 vagas para cirurgião dentista, 101 para enfermeiro e 230 para médico, com cadastro reserva correspondente a duas vezes o número das vagas imediatas.

Também na área da Segurança, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) tem autorizado o provimento de 2,1 mil vagas na carreira de soldado, com a previsão de ingresso a partir de setembro de 2023.

A Secretaria de Educação (SEE) vai abrir 776 vagas para professor de educação básica, com cadastro reserva de 3.104 candidatos; 20 vagas para pedagogo-orientador educacional, mais cadastro reserva de 80 candidatos, e 16 vagas para o cargo de analista de gestão educacional, com reserva de 258 candidatos.

O GDF também autorizou um concurso público para professores da Universidade do Distrito Federal (UnDF). Serão 250 vagas para o cargo de professor de educação superior e 100 vagas para tutor de educação superior, da carreira magistério superior, além de 1.050 para o cadastro reserva.

*Estagiária sob supervisão de Ronayre Nunes

**Com informações da Agência Brasília

Governador Ibaneis confirma novo concurso para a Polícia Militar do DF

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha, PMDF, segurança

O edital deve ser publicado após as últimas convocações do concurso de 2018

Karolini Bandeira*- A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) tem novo concurso previsto! O certame foi anunciado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) durante cerimônia de lançamento da Pedra Fundamental do 14º Batalhão da Polícia Militar nesta quinta-feira (16/12). “Faremos novos concursos para restabelecermos o quadro das forças de segurança. A partir do momento que chamarmos a última turma, o concurso será aberto imediatamente.”

O governador destacou que um alto número de servidores da Segurança se aposentaram ao longo dos últimos três anos devido à Reforma da Previdência, aprovada pelo Congresso Nacional. “Nós temos que tomar um cuidado muito grande e temos que continuar colocando profissionais dentro dos cursos de formação. Assim que uma turma termina, temos que abrir novos concursos para restabelecer (os quadros) das forças de segurança”, enfatizou.

Concurso anunciado para 2022

Em outubro, o comandante da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), Márcio Vasconcelos, informou que a corporação deverá abrir novo concurso público em 2022. Na ocasião, o representante informou que a PMDF enviaria, ainda este ano, pedido para autorização do edital à Secretaria de Economia. “A previsão é que a gente autorize no ano que vem, mandando agora, para fazer o concurso no ano que vem e para que a gente inicie o Curso de Formação em 2023”, disse Vasconcelos em uma entrevista nas redes sociais.

O concurso para a PMDF também está previsto no projeto de Lei Orçamentária Anual para 2022. Conforme o texto, fica reservada à instituição a oferta de 736 vagas.

Último concurso

Em 2018, a PMDF realizou seu último concurso público, com 2 mil vagas para soldados, de nível superior. Além da escolaridade, foi exigida idade máxima de 30 anos e Carteira Nacional de Habilitação na categoria B. O certame também abriu 18 vagas na função de músico, com especialidade em corneta, clarineta, saxofone, trompa, trompete e trombone.

Os candidatos passaram por prova objetiva, redação, avaliação física, exames biométricos e avaliação médica, sindicância de vida pregressa, avaliação psicológica e curso de formação. Durante o curso de formação, os ganhos foram de  R$ 6.095,41 para soldados e de R$ 4.119,22 para músicos.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

GDF publica autorização do concurso para nova carreira de magistério superior

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, educação, GDF, Ibaneis Rocha, Magistério

Karolini Bandeira*- Foi publicada, no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (13/12), autorização do concurso público para provimento de vagas na carreira de magistério superior da nova Universidade do DF (UnDF). Conforme Portaria, o quantitativo de vagas para provimento imediato e formação de cadastro de reserva ainda devem ser definidos.

Em novembro, foram criadas 3.500 vagas para o cargo, sendo 2.500 para professor de educação superior e 1.000 para tutor de educação superior. Há a possibilidade de este ser a quantidade ofertada no primeiro certame da instituição, já que, em julho, o governador Ibaneis Rocha (MDB) afirmou que a UnDF teria concurso com mais de 3 mil vagas.

A carreira de magistério superior foi regulamentada também no último mês. De acordo com a lei, os profissionais irão atuar em jornada de 20 e 40 horas semanais. Os ganhos dos cargos de professor e de tutor são compostos pelo vencimento básico, que varia de R$ 2.200 a R$ 8.363,87 de acordo com o regime semanal de trabalho e a habilitação do servidor; e pela Gratificação de Magistério Superior (GMS) calculada no percentual de 30% do vencimento básico do padrão e da etapa em que o servidor esteja posicionado.

A carreira

De acordo com a regulamentação da carreira de magistério superior, são atribuições gerais dos cargos de professor e tutor de educação superior:

I – formular, planejar, coordenar, supervisionar, avaliar e executar atividades cujas atribuições abranjam as funções de magistério e as atividades de docência; o desenvolvimento de pesquisas; e a promoção de atividades de extensão universitária;

II – executar outras atividades de mesma natureza e nível de complexidade, observadas as peculiaridades do cargo determinadas em normas específicas;

III – participar da avaliação institucional, docente e estudantil, conforme disposto no regimento da universidade e respeitada a legislação vigente;

IV – elaborar, desenvolver e revisar periodicamente o material didático-pedagógico e os ambientes inovadores, de modo a fomentar o interesse do corpo discente e o desenvolvimento de habilidades, competências e aprendizagens calcadas em princípios críticos, criativos e construtivos; e

V – desenvolver, propor e garantir a vivência de currículo integrado nos cursos em que atua.

Governo regulamenta carreira da nova Universidade do DF com 3.500 vagas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Distrito Federal, DODF, educação, GDF, Ibaneis Rocha, Magistério, Salário servidor público, servidores públicos

Karolini Bandeira*- Foi publicada, no Diário Oficial do Distrito Federal desta terça-feira (9/11), a lei que regulamenta a carreira de magistério superior da nova Universidade do DF (UnDF). Foram criados 3.500 vagas, sendo 2.500 para professor de educação superior e 1.000 para tutor de educação superior.

De acordo com a lei, os profissionais irão atuar em jornada de 20 e 40 horas semanais. São atribuições gerais dos cargos de professor e tutor de educação superior:

I – formular, planejar, coordenar, supervisionar, avaliar e executar atividades cujas atribuições abranjam as funções de magistério e as atividades de docência; o desenvolvimento de pesquisas; e a promoção de atividades de extensão universitária;

II – executar outras atividades de mesma natureza e nível de complexidade, observadas as peculiaridades do cargo determinadas em normas específicas;

III – participar da avaliação institucional, docente e estudantil, conforme disposto no regimento da universidade e respeitada a legislação vigente;

IV – elaborar, desenvolver e revisar periodicamente o material didático-pedagógico e os ambientes inovadores, de modo a fomentar o interesse do corpo discente e o desenvolvimento de habilidades, competências e aprendizagens calcadas em princípios críticos, criativos e construtivos; e

V – desenvolver, propor e garantir a vivência de currículo integrado nos cursos em que atua.

Salário e férias

Os ganhos dos cargos de professor e de tutor são compostos pelo vencimento básico, que varia de R$ 2.200 a R$ 8.363,87 de acordo com o regime semanal de trabalho e a habilitação do servidor; e pela Gratificação de Magistério Superior (GMS) calculada no percentual de 30% do vencimento básico do padrão e da etapa em que o servidor esteja posicionado. A GMS só será disponibilizada ao funcionário efetivo que esteja em exercício na UnDF.

O período de férias é de 30 dias anuais. Se o servidor estiver de licença médica ou de licença-maternidade na data de início das férias, elas são usufruídas imediatamente após o término da licença.

Redução na carga horária

Os servidores têm, também, a possibilidade de alterar a jornada de trabalho. Segundo a lei, após o vigésimo ano em regência, o profissional pode solicitar redução da carga horária em regência no percentual de 20%, sem prejuízo da remuneração.

A carga horária reduzida deve ser complementada em atividades relacionadas à pesquisa, ao ensino e à extensão, bem como aquelas ligadas à coordenação pedagógica e à formação continuada.

Os servidores devem solicitar a redução de carga horária no prazo mínimo de 60 dias anteriores ao fim de cada semestre, assegurada redução para o semestre seguinte.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Ibaneis fala sobre serviço público no DF: “Ainda teremos mais nomeações este ano”

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha, servidores públicos

Karolini Bandeira*- Em entrevista à Agência Brasília, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), reafirmou que o governo irá convocar novos servidores públicos em 2021, de acordo com as necessidades dos órgãos. “Ainda teremos mais nomeações este ano, até que todas as carreiras sejam recompostas”, afirmou. “Vamos nomear de acordo com a necessidade, sempre respeitando o limite prudencial determinado pela lei.”

A abertura de novos concursos públicos também está sendo analisada pelo GDF e será feita conforme as “prioridades”, segundo Ibaneis: “Sobre concurso, estamos analisando as necessidades; já há pedidos e estamos estudando o que será feito, definindo prioridades.”

Para o governador, a aprovação em concurso é o método mais justo de ingresso no serviço público. “O processo seletivo por concurso público é o mais justo. Premia quem se preparou melhor, o que ajuda a qualificar o corpo dos servidores público do GDF. Já temos um grupo de muito gabarito, pessoas qualificadas e que estão podendo se aperfeiçoar permanentemente com os cursos que são oferecidos”, expressou.

“Quando a pessoa faz um concurso, mostra que quer entrar no serviço público; é uma questão de índole, de escolha pessoal, que se reflete em um trabalho mais dedicado, que é o que todos esperam.”

Governador parabeniza servidores públicos

Na entrevista, Ibaneis ressaltou a importância da contribuição dos servidores públicos do DF durante a pandemia de covid-19. “Foi graças ao empenho do servidor que o GDF não parou durante essa pandemia, mantendo serviços importantes para a população, ampliando e acelerando as obras públicas para ajudar a gerar empregos”, disse. “O DF sente o valor dos servidores nesse momento difícil. Fiquei orgulhoso do empenho de todos.”

Como benefícios à categoria, o governador destacou medidas como o respeito aos prazos do calendário de pagamentos, o investimento em qualificação do corpo técnico e o lançamento do plano de saúde dos servidores durante a pandemia. “Se o servidor estiver bem, a população é quem ganha. Estamos modernizando toda a carreira administrativa, tudo no sentido de prestar o melhor serviço ao público.”

*Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader

Ibaneis planeja lançar novo concurso para educação

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha

Após novas nomeações, cadastro de reserva de certame anterior foi zerado

O governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou, por meio de rede social, que vai encaminhar novo concurso para área de educação do Distrito Federal. A publicação foi feita na última sexta-feira (29/10) após novos servidores serem chamados para tomar posse. Ibaneis anunciou a nomeação de 431 candidatos da Secretaria de Educação, sendo 337 professores e 94 da carreira de assistencial. Com esses novos nomeados, o governador disse que o cadastro de reserva será zerado e um novo concurso, encaminhado.

 

 

Atualmente, a Secretaria de Educação do Distrito Federal está com inscrições abertas para professor substituto em diversas especialidades. Os interessados podem se inscrever por meio do site da banca Quadrix até o dia 10 de novembro.

Leia também: SEDF abre inscrições para professores; edital tem alterações 

Um dia antes do Dia do Servidor Público, 128 concursados são nomeados no DF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha, Nomeação

A capital dos concursos realizou nova cerimônia de nomeação para três secretarias; segundo o governador, até o final do ano novos chamamentos serão feitos

Karolini Bandeira*- Um dia antes do Dia do Servidor Público, comemorado em 28 de outubro, o Governo do Distrito Federal nomeou novos 128 profissionais para reforçarem o quadro de funcionários de três setores. Nesta quarta-feira (27), a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes-DF) se destacou e recebeu 118 novos trabalhadores. Na Secretaria da Mulher (SMDF) foram dois nomeados e, na de Justiça e Cidadania (Sejus-DF), oito.

Realizada no Palácio do Buriti, a cerimônia foi aberta pelo discurso da secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani. “É inegável a importância que os servidores de carreira têm. Nós, da Sejus, sempre celebramos muio os servidores de carreira. Há muito tempo não se via tantos servidores”, falou Passamani. De acordo com a secretária, são quase 190 posses na categoria desde 2019. “A gente sabe do compromisso, responsabilidade e luta dos servidores para ocupar esses espaços. Estamos do mesmo lado, que é transformar o Distrito Federal.”

As duas pessoas nomeadas na SMDF irão atuar na nova Casa da Mulher em Ceilândia, que até então não funcionava. “Não adianta uma linda obra se a gente não tiver material humano”, ressaltou a secretária da Mulher, Ericka Filippelli.

Os 118 servidores da Sedes-DF irão atuar em várias unidades distribuídas entre as regiões administrativas. “Mais de 500 servidores [desde o último ano] que estão entrando não apenas por vontade do governo, mas uma necessidade. É tempo de ação, de nomeação, de se entregar e de fazer”, discursou a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha

Ibaneis garante mais nomeações em 2021

Na solenidade, o governador Ibaneis Rocha (MDB), se comprometeu em chamar novos concursados ainda este ano. “Aqueles que não foram empossados e estão na fila podem aguardar. A hora de vocês vai chegar ainda neste governo. Estamos observando as vacâncias e muitos de vocês com certeza serão nomeados ainda este ano”, garantiu o governador.

Ibaneis anuncia nomeação de 117 aprovados em concurso da Sedes

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha, Nomeação

Convocações serão feitas “nos próximos dias”, segundo governador

Karolini Bandeira*- O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou nesta quarta-feira (6/10), que o GDF irá convocar 117 profissionais aprovados no concurso da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). “Hoje, por exemplo, eu saí de casa com a missão de nomear mais servidores da Sedes. Aí, fica o compromisso de fechar a nomeação de mais 117 concursados da Sedes, já para os próximos dias”, disse Ibaneis após café da manhã no Restaurante Comunitário da Estrutural.

O governador comentou, em tom de indignação, sobre as reclamações da população do DF de mau atendimento nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras): “Eu acho inadmissível que uma pessoa carente que busca a porta de entrada do sistema de assistência social seja maltratada em um ambiente feito para atendê-la.” E garantiu: “Se é por falta de servidores, nós vamos nomear os servidores.”

Mais de 550 nomeações desde 2020

Há mais de um ano à frente da gestão da Sedes-DF, a secretária Mayara Rocha lembra que quando assumiu o cargo, a secretaria tinha 1.179 servidores na área da assistência social. Desde então, mais de 550 profissionais foram nomeados. “Neste período realizamos a nomeação de mais de 550 aprovados no concurso. Agora, com o anúncio feito pelo governador, destas novas 117 nomeação nos próximos dias, vamos ter uma reestruturação do quadro de pessoal da secretaria em mais de 50%. Essa é a comprovação que o governado tem um olhar social, porque não basta ter benefícios, é preciso ampliar e qualificar os atendimentos realizados nas nossas unidades”, enfatizou.

Mayara Rocha ressalta, também, que o governador se comprometeu em preencher todos os cargos em vacância da secretaria até o fim deste ano. “Estamos trabalhando, junto com a área econômica do governo, para nomear todos os cargos que estão vagos na Sedes, seja por motivo de aposentadoria de um servidor, falecimento ou até mesmo por pedido de exoneração de servidor que passou em outro concurso. E é importante destacar que esse número é flutuante, muda constantemente. Mas é fato que todas as nomeações por motivo de vacâncias serão supridas e, assim, vamos ampliar ainda mais os nossos atendimentos”, garantiu.

Novas unidades de atendimento social

O governo inaugurou, este ano, dois novos Cras — um no Sol Nascente e um no Recanto das Emas. Nesta quarta (6), foi reinaugurado o Centro de Atendimento Especializado de Assistência Social (Creas) da Estrutural.

A secretária celebrou a inauguração de novas unidades de atendimento social no DF. Para Mayra, a área está entre as prioridades do GDF. “Desde 2014 não tínhamos a inauguração de novas unidades de atendimento social no DF, ou seja, quase dez anos sem ampliação da rede de proteção social. Mas neste período a população da capital cresceu consideravelmente, o que exigia uma reestruturação na oferta dos serviços, como também do quadro de servidores”, disse.

“Não adianta convocar novos servidores se não temos onde coloca-los para trabalhar. Como gestora preciso ter a percepção das condições de trabalho dos atuais servidores, por isso também estamos atuando para no fortalecimento da rede de atendimento, seja com a realização de pequenos reparos, como a reforma de unidades e até mesmo a inauguração de novos espaços”, comunicou a secretária.

O concurso

Em 2020, a Sedes publicou quatro editais ofertando 1.884 vagas para cargos de nível médio e superior. Das vagas, 314 foram para contrato imediato e 1.570 para formação de cadastro reserva. Os aprovados exercem jornadas de trabalho de 30 horas semanais para remuneração de R$ 2.600 a R$ 3.599,70.

Os candidatos de nível superior puderam optar entre os cargos de especialista em assistência social, nas especialidades de educador social, direito e legislação, pedagogia, psicologia, serviço social, administração, ciências contábeis, comunicação social, economia, estatística e nutrição. Para nível médio foram ofertadas vagas para técnico administrativo, agente social e cuidador social.

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Ibaneis anuncia mais 115 nomeações de profissionais da saúde

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha, Saúde

Karolini Bandeira*- O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou nas redes nesta terça-feira (31/8), a convocação de mais 115 profissionais de saúde que, de acordo com o governador, irão atuar na linha de frente de clínicas e hospitais do DF. “Desta vez, são mais 53 médicos e enfermeiros e 62 especialistas em saúde pública”, publicou Ibaneis.

Ainda segundo o governador, os novos profissionais nomeados não irão atuar somente no combate à covid-19, como também irão contribuir com o atendimento nas cirurgias dos centros de saúde. “É uma demonstração de competência neste momento tão difícil da vida em nosso país e que vai se refletir na melhoria do atendimento dos cidadãos”, celebrou.

GDF anuncia novas contratações para a Saúde

O Governo do Distrito Federal (GDF) irá convocar, ainda em 2021, 431 novos profissionais da área da saúde. As vagas serão preenchidas por meio de concursos já realizados, em andamento e previstos. Os chamamentos integram um pacote de medidas para impulsionar o atendimento da rede pública de saúde, anunciado no último sábado (28/8).

Serão convocados ao todo 104 médicos, 64 enfermeiros obstetras e 38 enfermeiros de família e comunidade. Para a área de especialistas, serão convocados 35 fonoaudiólogos, cinco economistas, cinco estatísticos e cinco contadores, além de 80 farmacêuticos – que irão atuar na rede de atenção primária com a administração de psicotrópicos e nas farmácias clínica e hospitalar.

SES/DF recebe aval para novo concurso

O secretário da Economia do Distrito Federal, André Clemente, autorizou a abertura de um novo concurso público para a Secretaria de Saúde do DF, com vagas no cargo de técnico em enfermagem e na nova carreira de gestão e assistência pública à saúde. Apesar de o quantitativo de vagas imediatas e provimento de cadastro de reserva ainda não ter sido divulgado, o GDF informou,  durante coletiva de imprensa realizada no sábado, que serão chamados 200 profissionais nos próximos concursos.

Mil vagas temporárias em nova seleção

A SES/DF publicou, nesta terça, o edital de um novo processo seletivo com 1.000 vagas temporárias para agentes comunitários de saúde e agentes de vigilância ambiental. As oportunidades são para todas as regiões do DF. Das 1.000 vagas, serão 500 para agentes comunitários e 500 para agentes de vigilância.

Ambos os cargos têm como requisito ensino médio completo e jornada de trabalho de 40 horas semanais. Os contratados terão ganhos mensais de R$ 1.700 (agente comunitário) e R$ 2.000 (agente de vigilância). As inscrições serão aceitas pelo site do IBFC, das 10h de 6 de setembro às 23h59 do dia 21 do mesmo mês. O valor da taxa de participação será de R$ 42 para ambas as funções. Confira os detalhes!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Secretaria de Saúde do DF recebe aval para novo concurso público

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha, Saúde

Autorização é para carreira técnica em enfermagem e para nova carreira de gestão e assistência pública à saúde.

Karolini Bandeira*- O secretário da Economia do Distrito Federal, André Clemente, autorizou a abertura de um novo concurso público para a Secretaria de Saúde do DF, com vagas no cargo de técnico em enfermagem e na nova carreira de gestão e assistência pública à saúde. O aval foi publicado no Diário Oficial do DF,  no último sábado (28/8).

Apesar de o quantitativo de vagas imediatas e provimento de cadastro de reserva ainda não ter sido divulgado, o GDF informou,  durante coletiva de imprensa realizada no sábado, que serão chamados 200 profissionais nos próximos concursos — psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, técnicos em enfermagem e gestores e assistentes públicos.

Governador decreta 397 convocações

Além do novo certame, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), decretou que a Secretaria da Economia (SEEDF) autorize a nomeação, com urgência, de 397 profissionais da saúde aprovados em concursos realizados. Confira a distribuição de vaga por cargo:

  • 80 Farmacêuticos
  • 53 Administradores
  • 35 Fonoaudiólogos
  • 5 Economistas
  • 5 Estatísticos
  • 5 Contadores
  • 5 Analistas de Sistemas
  • 104 Médicos das especialidades Cirurgia Aparelho Digestivo, Cirurgião Trauma, Endoscopia, Ortopedia
  • 64 Enfermeiros Obstetras
  • 39 Enfermeiros de Família e Comunidade
  • 2 Técnicos de Hematologia/hemoterapia

Leia mais: GDF anuncia novas contratações de servidores para a Saúde

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer