‘Serão feitos juntos’, diz diretor-geral sobre concurso para delegado e agente de custódia

Publicado em Deixe um comentárioPCDF

Nas redes sociais, o diretor-geral da Polícia Civil, Robson Candido diz que concurso PC DF de agente de custódia e delegado serão feitos juntos

Jéssica Andrade – Após a confirmação do novo concurso da Polícia Civil do Distrito Federal para a carreira de delegado, candidatos e concurseiros questionaram o diretor-geral da corporação, Robson Candido, sobre o concurso de agente de custódia. Nas redes sociais, o representante da corporação afirmou que os dois certames serão realizados juntos. 

Sendo assim, a autorização para a seleção de delegados não deve atrasar a de agente de custódia. Inclusive, a portaria autorizativa do agente pode ser divulgada em breve ou a qualquer momento. 

Reprodução/Instagram

O papo do Concurseiro entrou em contato com a corporação para saber se, quando ele diz “juntos”, quer dizer que será um edital para cada ou um edital para ambas as carreiras. Mas até a publicação desta nota, a Polícia Civil ainda não havia respondido se os preparativos serão tocados simultaneamente.  

 

PC DF tem 300 vagas autorizadas

Desde agosto de 2021 que os concursos PC DF de agente de custódia e delegado estão confirmados. Elas foram anunciadas e autorizadas extra-oficialmente pelo ex-secretário de Economia, André Clemente e confirmadas pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. Para ambos os cargos, foi anunciada uma oferta de 150 vagas, sendo 50 imediatas e 100 para a formação de um cadastro de reserva.

Como foi o último concurso PC DF de delegado

A Polícia Civil do Distrito Federal não realiza concurso PC DF para delegado desde 2014, quando ofertou 100 vagas para a carreira. A seleção foi organizada pela Fundação Universa.

O concurso teve a validade prorrogada em 2018 e agora não está mais vigente. Por isso, foi preciso um novo aval para que a corporação possa contratar novos servidores.

O salário do delegado de polícia é de R$18.177,32 na terceira categoria e podendo chegar a R$22,8 mil na classe especial. Os servidores ainda contarão com os seguintes benefícios:

  • auxílio-alimentação no valor de R$458;
  • auxílio-creche; e
  • auxílio plano de saúde.

Quando foi o último concurso de agente de custódia?

A Polícia Civil do Distrito Federal não realiza concurso PC DF de agente de custódia desde 2004, quando ofertou 66 vagas. A seleção foi realizada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A carreira exige o nível médio completo. Na época, a oferta foi de R$4.223,73 e os selecionados teriam que cumprir jornada de 40 horas semanais.

Na época, foram cinco etapas de seleção mais o curso de formação, que foi a última fase antes da posse no cargo.

 

LOA 2022 prevê mais de 1.500 vagas para provimento na PMDF, PCDF e CBMDF

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Distrito Federal, GDF, Governo federal, PCDF, PMDF, Polícia civil, segurança

Karolini Bandeira*- O texto da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022 prevê mais de 1.500 vagas para a Polícia Militar e Civil do Distrito Federal (PMDF e PCDF) e para o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF). O orçamento foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro na segunda-feira (24/1).  Segundo o documento, para a PMDF serão 736 vagas, para a PCDF são 500 vagas e para os Bombeiros, 355. Todas as vagas mencionadas são para provimento.

Os cargos em provimento são aqueles que já tiveram concursos realizados, esperando a nomeação, ou que já estão com seus editais autorizados para realização de provas.

Apesar disso, há expectativas para novos concursos nas áreas. Recentemente, a Secretaria de Estado de Economia do Distrito Federal autorizou a realização de um novo concurso público para a Polícia Militar. A nova seleção vai oferecer 46 vagas para cargos de oficiais do quadro da Saúde da corporação.  De acordo com a portaria, os aprovados no certame tem  previsão de ingresso a partir do mês de janeiro de 2023. O provimento dos cargos fica condicionado à disponibilidade orçamentária e financeira no exercício em que se der o ingresso.

A PCDF também confirmou, em 2021, a realização de um novo certame. Segundo o secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, serão 300 vagas para os cargos de Delegado de Polícia e Agente de Custódia. A divisão é de 50 vagas de provimento imediato para cada cargo, além de 100 vagas para formação do cadastro reserva.

Orçamento 2022

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta segunda-feira (24/1), com vetos, o Orçamento de 2022. No texto estão previstas 43.192 vagas para concursos públicos. Desse total, 4.263 são para criação e 38.929 para provimento. Apesar do expressivo número, vale lembrar que é somente uma previsão para criação ou provimento de vagas este ano, e não uma autorização.

Do total de vagas criação, são 2.117 para o Poder Judiciário e 1.129 para o Poder Executivo. As demais 1.011 vagas estão vinculadas à área de apoio da Defensoria Pública da União (DPU). Já para provimentos, a maioria das vagas previstas está destinada ao Poder Executivo, com 37.090 chances.

Confira a distribuição:

Poder Executivo: 38.219 vagas (37.090 para provimento e 1.129 para criação)

Poder Judiciário: 3.607 vagas (1.490 para provimento e 2.117 para criação)

Poder Legislativo: 63 vagas (todas para provimento)

Defensoria Pública da União: 1.106 vagas (95 para provimento e 1.011 para criação)

Ministério Público da União: 197 vagas (191 para provimento e 6 para criação)

No Poder Legislativo, são 63 vagas para provimento. Dentre elas, 28 são para a Câmara dos Deputados, 19 para o Senado Federal e 16 para o Tribunal de Contas da União.

No Poder Judiciário, das 2.117 vagas de criação, 775 são para a Justiça Federal, 740 para a Justiça Militar da União, 530 para a Justiça Eleitoral, 52 para a Justiça do Trabalho e 20 para o Conselho Nacional de Justiça.

Já no Poder Executivo, as 1.129 chances de criação estão descritas em cargos comissionados de militares. E as mais de 37 mil vagas em provimento estão distribuídas entre 11.126 cargos e funções vagos, 19.272 do banco de professor-equivalente e cargos de técnico-administrativos em educação, 452 cargos comissionados de militares, 4.649 militares e 1.591 do fundo constitucional do Distrito Federal.

A distribuição detalhadas adas vagas está presente no Anexo V da Lei Orçamentária Anual (LOA).

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Concursos 2022: novo ano começa com 16,1 mil vagas confirmadas para carreira policial

Publicado em Deixe um comentárioautorização, cadastro reserva, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, PCDF, PMDF, Polícia civil, segurança

Karolini Bandeira*- 2021 está acabando, mas as oportunidades previstas para a área da Segurança Pública em 2022 só crescem! Só para a carreira policial, são 14 concursos para efetivos com previsão de lançamento confirmada para o próximo ano. Já em janeiro, os concurseiros podem se inscrever em quatro concursos com editais já publicados. São 16.132 vagas autorizadas para policiais civis, militares e penais. Os ganhos chegam a R$ 20,4 mil. Olha só:

Previstos

Polícia Militar do DF

O governador Ibaneis Rocha (MDB) confirmou a realização de um novo concurso para a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). A expectativa, segundo o Ibaneis, é de que o certame seja lançado após todas as convocações do último concurso, em 2022. O concurso para a PMDF também está previsto no projeto de Lei Orçamentária Anual para 2022. Conforme o texto, fica reservada à instituição a oferta de 736 vagas.

Polícia Penal do DF

Para a Polícia Penal do DF, estão autorizadas 1.179 vagas para a carreira de policial penal. Do quantitativo, 400 são para provimento imediato e 779 para formação de cadastro de reserva. O cargo exige formação em nível superior em qualquer área e o concurso deve oferecer salários iniciais de R$ 4.745. A previsão é de edital em 2022.

Polícia Civil do DF

A PCDF também confirmou a realização de um novo certame. Estão previstas 300 vagas para os cargos de Delegado de Polícia e Agente de Custódia. A divisão é de 50 vagas de provimento imediato para cada cargo, além de 100 vagas para formação do cadastro reserva.

Polícia Militar de SP

Um novo concurso da PMSP para soldados foi autorizado em setembro. O governo deu aval para 5.400 chances distribuídas em dois editais de 2.700 vagas para a carreira de soldado de 2ª classe. Conforme já publicado no Diário Oficial, um dos editais será para ingresso na corporação em junho de 2022 e o outro para janeiro de 2023.

Polícia Militar do RN

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN) irá realizar um novo concurso público para o quadro de oficiais e a comissão já foi formada! O certame foi anunciado em fevereiro pela governadora do Estado, Fátima Bezerra (PT), em suas redes sociais. A governadora confirmou que a previsão é que sejam ofertadas 211 vagas, sendo 132 para oficiais combatentes e as outras 79 para o quadro médico da PM.

A governadora também anunciou, em setembro, que a corporação terá um concurso para soldados em 2022. A oferta de vagas ainda não foi divulgada. Para se inscrever no concurso, é preciso possuir o nível superior, em qualquer área. No último concurso, realizado em 2018, a remuneração inicial era de R$ 2.904,00. Contudo,  segundo uma atualização de 2019 na legislação, os valores atuais são de R$ 3.571,82.

Polícia Civil de SP

A PCSP irá abrir novo certame em 2022 e a banca organizadora já foi contratada. O edital irá abrir 2.939 vagas para provimento efetivo na PCSP e na Polícia Técnico-Científica (Politec-SP). As oportunidades serão distribuídas entre as carreiras de delegado (250), escrivão (1600), investigador (900) e médico legista (189). Os ganhos iniciais serão de R$ 3.931,18 a R$ 10.382,48.

Polícia Militar de TO

Em janeiro deste ano, foi autorizado pelo governador de Tocantins, Mauro Carlesse, o início dos trabalhos para realização de um novo concurso público para o provimento de 30 vagas para o curso de formação de oficiais da Polícia Militar do Estado (PMTO).

Polícia Militar de GO

A PM de Goiás também tem concurso autorizado e confirmado para 2022. Segundo o Governo do Estado, serão ofertadas 720 para soldado e 150 para oficiais. As nomeações serão realizadas em maio, conforme informado pelo secretário da Economia do Estado, Francisco Sérvulo Freire Nogueira.

Polícia Civil de GO

Para a Polícia Civil, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (Democratas), autorizou o provimento de 470 vagas imediatas. Serão 350 agentes, 100 escrivães e 20 papiloscopistas com nomeação prevista para outubro de 2022.

Polícia Civil da BA

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), já confirmou que a Polícia Civil do Estado (PCBA) terá edital de abertura publicado em janeiro de 2022. O concurso irá abrir 1.000 vagas, sendo 800 para agentes, 100 para delegados e 100 para escrivães. Os profissionais deverão possuir nível médio ou nível superior. Já os ganhos iniciais das carreiras variam de R$ 1.074 a R$ 4.374. A comissão organizadora da seleção foi definida em novembro.

Polícia Civil de RR

A Polícia Civil de Roraima (PCRR), que tinha concurso previsto para 2021, deve lançar o edital somente em 2022. O governador do Estado, Antonio Denarium (PP), informou que o processo está sendo trabalhado para que o edital seja publicado em breve.

Polícia Civil do ES

O próximo concurso da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), que tinha expectativa para 2021, também ficará para 2022, conforme informado pelo deputado estadual Bruno Lamas (PSB). Serão 40 vagas destinadas ao cargo de delegado, que exige nível superior em direito. A comissão organizadora do certame, inclusive, já foi definida.

Polícia Militar do ES

A Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) irá abrir um concurso para contratação de novos profissionais no início de 2022, conforme informou o governador Renato Casagrande (PSB) em 9 de dezembro. De acordo com Casagrande, a corporação já está escolhendo qual será a banca organizadora do certame, que deverá ofertar 1.111 vagas.

Polícia Militar do AP

O concurso público da Polícia Militar do Amapá (PMAP) está previsto para 2022 e terá 600 vagas para soldados combatentes, com edital em fevereiro. O número foi confirmado pelo governador do Estado, Waldez Goés (PDT), no último dia 20 de dezembro. O concurso foi autorizado pelo governo em junho.

Lançados

Polícia Civil do AM

A Polícia Civil do Amazonas (PCAM) oferece 362 vagas distribuídas entre as carreiras de delegado de polícia, investigador, escrivão, perito criminal, médico legista e odontolegista. Para participar, será necessário possuir ensino superior completo nas áreas desejadas. Aos profissionais contratados, são oferecidos ganhos de R$ 11.281,26 a R$ 20.449,05. As inscrições ficarão abertas no site da FGV de 3 de janeiro a 1º de fevereiro. Confira aqui!

Polícia Militar do AM

A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) abriu concurso com 1.350 vagas efetivas para a corporação. Do total de vagas, 320 serão para a carreira de oficial PM iniciando no cargo de aluno-oficial, 30 para oficial de saúde iniciando como aluno-oficial e 1000 para praça (iniciando como aluno-soldado). A remuneração inicial pode chegar a R$ 7.180,34. O certame está sob a responsabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e as inscrições vão até 4 de janeiro.

Polícia Civil do CE

Abertas vagas para a saúde no novo concurso da Polícia Militar do Ceará (PMCE). Estão em jogo 50 vagas no cargo de 2° tenente. As oportunidades são todas de nível superior e os ganhos iniciais dos contratados são de R$ 6.787. As inscrições ficam abertas no portal da Vunesp de 3 de janeiro de 3 de fevereiro.

Polícia Militar de SP

Também saiu o edital de abertura do concurso público com 220 vagas da Polícia Militar de São Paulo (PMSP)! As chances são para a carreira de aluno-oficial, que exige nível médio. Os profissionais terão remuneração inicial no valor de R$ 3.310,13. As inscrições ficam disponíveis de 15 de dezembro a 20 de janeiro no site da banca organizadora, Fundação Vunesp. Os candidatos passarão por sete etapas de avaliação, saiba quais.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Candidato entra na justiça, aumenta nota e consegue aprovação em etapa de concurso da PCDF

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos Públicos, PCDF

Karolini Bandeira*- Um candidato ao cargo de agente no concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) conquistou aumento de nota e classificação na etapa de prova objetiva após ingressar com ação anulatória na Justiça. Na ação, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) acatou a solicitação de anulação de uma questão  da prova objetiva, além de alteração do gabarito do exame.

O advogado Agnaldo Bastos, representante do candidato, destacou, na ação, que questões não correspondiam ao rol de conteúdos prescritos no edital, bem como possuíam diversos vícios em sua elaboração que contrariam a própria Lei 4.949/2012 que estabelece as diretrizes das questões passíveis de anulação”. Ainda de acordo com o advogado, o Cebraspe chegou a anular questões com gabarito correto, “gerando assim prejuízo a alguns candidatos”.

“O conteúdo que deverá ser abordado e exigido dos candidatos durante as fases probantes do processo seletivo deve, necessariamente, estar previsto de forma clara e precisa nos Editais, sob pena das etapas do certame que cobrarem questões sem conteúdo contemplado no Edital serem impugnadas, com razão assistida, pelos participantes prejudicados do processo seletivo”, enfatizou o representante.

O desembargadou entendeu pelo direito ao deferimento da tutela de urgência referente ao concurso da PCDF para determinar à banca e ao DF que procedam ao acréscimo, na pontuação global do recorrente, do valor referente ao acerto do item no 32 (trinta e dois), com a respectiva repercussão na sua classificação geral, devendo ser assegurada, ainda, a participação nas fases subsequentes do certame, caso a nova pontuação global, após o aludido acréscimo, seja suficiente para incluir o autor entre os candidatos classificados.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

“Estamos trabalhando para agilizar o concurso”, diz delegado-geral da PCDF sobre próxima seleção

Publicado em Deixe um comentárioPCDF

O delegado-geral da PCDF, Robson Cândido, respondeu a um internauta, neste domingo (14//11), que está trabalhando para agilizar o próximo concurso da instituição. O próximo certame vai oferecer vagas para os cargos de agente de custódia e delegado.

No dia 24 de agosto, o delegado publicou um vídeo confirmando a autorização pela Secretaria de Economia. Em entrevista ao Correio, o secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, falou sobre a abertura do concurso.

O certame vai oferecer 300 vagas para os cargos de Delegado de Polícia e Agente de Custódia. A previsão é de 50 vagas para cada cargo, além de 100 vagas para formação do cadastro reserva.

Escrivão e agente

Os s concursos de escrivão e agente chegaram a ser suspensos pela Justiça depois de uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público. O pedido de suspensão feito pelo MPDFT argumentava que os candidatos cotistas tinham sido prejudicados pela forma que a banca corrigiu as discursivas. Na sexta-feira (12/11), por meio de decisão interlocutório, os  dois concursos foram retomados.

Para os escrivães, a seleção oferece 300 vagas para provimento imediato. O salário inicial é de R$ 8.698,78, para 40 horas semanais de trabalho.

Já para agentes, são 600 vagas imediatas, mais 1.200 para formação de cadastro de reserva. Os ganhos da carreira também são de R$ 8.698,78 para 40 horas de trabalho semanal.

Os cargos tiveram provas objetivas e discursivas como método de seleção. Os inscritos aprovados na etapa ainda serão avaliados por meio de teste de aptidão física, exames biométricos e avaliação médica, prova prática de digitação (escrivão), avaliação psicológica, sindicância de vida pregressa e investigação social e curso de formação.

“Erro gritante”: candidato vai à Justiça e consegue alterar gabarito da PCDF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, PCDF, Polícia civil

Por ser uma ação individual, a alteração vale somente para o candidato que ingressou com a ação

Um candidato ao cargo de agente da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) foi à Justiça e conseguiu alterar o gabarito de uma questão do concurso da corporação. A decisão foi deferida pelo magistrado Lizandro Garcia Gomes Filho, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT).

A polêmica questão foi cobrada dentro do conteúdo de conhecimentos sobre o Distrito Federal. O item era o seguinte:

 

“A RIDE, em seu recorte territorial, é formada por municípios de três unidades da Federação: Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais.”

 

No gabarito preliminar, a banca Cebraspe assinalou o item como “certo” e manteve o posicionamento no gabarito definitivo. O candidato resolveu tentar a alteração por via judicial, pois entendia que o gabarito deveria ser assinalado como “errado”. Como um dos argumentos, o candidato usou o artigo 32 da Constituição Federal, que veda a divisão do DF em municípios:

 

“Art. 32. O Distrito Federal, vedada sua divisão em Municípios, reger- se-á por lei orgânica, votada em dois turnos com interstício mínimo de dez dias, e aprovada por dois terços da Câmara Legislativa, que a promulgará, atendidos os princípios estabelecidos nesta Constituição.”

 

“O juiz enxergou erro gritante e grosseiro da questão que falava que o Distrito Federal tem municípios. A Constituição diz que é vedada a divisão do DF em municípios”, explica José da Silva Moura Neto, advogado do candidato. De acordo com Moura, a questão também vai contra o entendimento da lei complementar n. 94 e da Lei Orgânica do Distrito Federal.

Vale destacar que essa ação tem efeito somente para o candidato que ingressou judicialmente, pois é uma ação individual. Para ter efeito para todos, precisaria ser via ação civil pública.

Deputado Cláudio Abrantes quer “zerar cadastro reserva” da PCDF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, PCDF, Polícia civil

A previsão é que o resultado da prova discursiva para agente seja publicado amanhã

Às vésperas da divulgação do resultado da prova discursiva de agente da Polícia Civil do Distrito Federal, o deputado distrital Cláudio Abrantes (PDT), em entrevista ao Papo de Concurseiro, disse que vai trabalhar para zerar o cadastro reserva do certame realizado em agosto deste ano. A conversa com o deputado aconteceu nesta quarta-feira (27/10) após a solenidade de nomeação de servidores aprovados no último concurso da Sedes. 

De acordo com o deputado, a polícia trabalha em um nível muito baixo de efetivo. “Nosso desafio, agora, é trabalhar junto ao governo e junto à Polícia Civil para que os concursados sejam nomeados o quanto antes”, contou. O parlamentar disse ainda que há vagas e há orçamento. “Nosso trabalho é a articulação política para que esses profissionais possam estar nas delegacias o quanto antes, tanto os escrivães quanto os agentes de polícia. Nós queremos, inclusive, que o cadastro reserva seja zerado”, frisou.

Confira a seguir a declaração do deputado:

 

 

O concurso

Após ser suspenso mais de uma vez em razão da pandemia, o concurso da Polícia Civil do Distrito Federal foi realizado em agosto, com provas para os cargos de agente e escrivão de polícia. Para escrivão, foram abertas 300 vagas imediatas; para agente de polícia, foram 600 vagas imediatas e 1.200 destinadas ao cadastro reserva. Quando os dois editais foram publicados, o salário inicial da categoria era de R$ 8.698,78. Vale lembrar que esse valor já passou por reajuste.

 

Leia também: Novo concurso da PCDF deve ter novidades em breve e Secretário da Economia afirma que aval deve ser oficializado nos próximos dias

Novo concurso da PCDF deve ter novidades em breve

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, PCDF, Polícia civil

Mariana de Ávila – O delegado-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Robson Cândido, anunciou em rede social que “teremos notícias dos próximos concursos” já nos próximos dias.

No dia 24 de agosto, o delegado publicou um vídeo confirmando a autorização pela Secretaria de Economia. Em entrevista ao Correio, o secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, falou sobre a abertura do concurso.

O certame vai oferecer 300 vagas para os cargos de Delegado de Polícia e Agente de Custódia. A previsão é de 50 vagas para cada cargo, além de 100 vagas para formação do cadastro reserva.

Escrivão e agente

Com provas realizadas no final de agosto, os concursos de escrivão e agente tiveram o resultado da prova objetiva divulgado na última semana. A previsão para divulgação do resultado da prova discursiva é 22 e 28 de outubro, respectivamente.

Para o cargo de escrivão, o concurso oferece 300 vagas para provimento imediato. O salário inicial é de R$ 8.698,78, para 40 horas semanais de trabalho.

Já para agentes, são 600 vagas imediatas, mais 1.200 para formação de cadastro de reserva. Os ganhos da carreira também são de R$ 8.698,78 para 40 horas de trabalho semanal.

Ambos os cargos têm provas objetivas e discursivas como método de seleção. Os inscritos aprovados na etapa ainda serão avaliados por meio de teste de aptidão física, exames biométricos e avaliação médica, prova prática de digitação, avaliação psicológica, sindicância de vida pregressa e investigação social, prova de títulos e curso de formação.

Concurso da PCDF para área de apoio é previsto na LDO 2022

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, PCDF, Polícia civil

Karolini Bandeira*- Um novo concurso público para o quadro de apoio da Polícia Civil do Distrito Federal poderá ser realizado em 2022! A previsão consta no projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2022, que foi aprovada na Câmara Legislativa na última terça-feira (29/6).

O concurso consta na LDO com a oferta de 260 vagas, distribuídas entre os cargos de gestor de apoio às atividades policiais civis, com 60 vagas; e analista de apoio às atividades policiais civis, com 200 vagas. A LDO 2022 ainda precisa passar pela sanção do governador Ibaneis Rocha (MDB).

Ao todo, a LDO 2022 prevê 11.644 vagas para provimento em concursos no Distrito Federal, e outras 4.023 para criação. Do quantitativo de provimento, 11.532 são para o Poder Legislativo e 112 para o Legislativo. Saiba mais aqui!

PCDF retomado

O concurso público da PCDF, com 2.100 vagas para agentes e escrivães, foi retomado neste mês, após ser suspendo devido à pandemia. As provas objetivas e a prova discursiva para o cargo de escrivão terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas em 21 de agosto, no turno da tarde. Para o cargo de agente de polícia, o exame será realizado em 22 de agosto, também com duração de 4 horas e 30 minutos.

Em 13 de agosto, será publicado no Diário Oficial e divulgado no site do Cebraspe o edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas, as medidas de proteção para evitar a transmissão do vírus covid-19, bem como as demais datas de realização do concurso.

De acordo com o Cebraspe, mais de 88 mil candidatos realizaram a inscrição para o cargo de agente e mais de 52 mil para o cargo de escrivão. Confira aqui dicas de estudo para o certame! 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

 

Mais de mil servidores serão contratados ainda este ano para as forças de segurança do DF

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Carreira policial, CBM, Distrito Federal, DOU, GDF, Governo federal, Lei Orçamentária, PCDF, PMDF, Poder Executivo, Polícia civil

Serão admitidos mais 1.428 servidores em 2021, segundo a Lei Orçamentária

O Diário Oficial da União (DOU), desta terça-feira (29/6), trouxe alguns ajustes na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021. O documento, que estima as despesas e receitas da União para o próximo ano, autorizou a contratação de novos efetivos para atuar nas forças de segurança do Distrito Federal.

O Orçamento da União prevê a contratação de mais 1.428 novos servidores, sendo 750 para a Polícia Militar (PMDF); 378 para o Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e 300 para a Polícia Civil (PCDF).

Com a sanção da lei, a estimativa é a de que a despesa anualizada seja de R$ 38 milhões para o CMBDF, R$ 45 milhões para a PMDF e a R$ 24 milhões para a PCDF, o que totalizaria R$ 107 milhões de impacto anual nas contas públicas.

Em abril, o governo federal vetou o provimento de cargos na carreira militar e justificou dizendo que seria por “motivos fiscais”. Segundo a Secretaria-Geral da Presidência, as admissões não estavam autorizadas pela Lei de Diretrizes Orçamentárias e também não possuíam espaço na receita.

Leia também

Orçamento prevê R$ 350 mil para concurso do Tribunal de Contas de TO em 2021

São Paulo: PLOA 2021 prevê novo concurso para a Procuradoria Geral

Lei Orçamentária tem 16.337 vagas a mais do que o previsto pelo Congresso