CBMRJ: parlamentar cobra nomeação e corporação prevê 300 convocados

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- A convocação de candidatos aprovados nos últimos concursos públicos do Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro (CBMRJ) foi pauta de audiência pública realizada nesta quinta-feira (17/6) na Assembleia Legislativa do Estado (Alerj). A reunião foi aberta pelo deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL) e teve a presença de representantes das comissões dos excedentes, do CBMRJ e de outros parlamentares.

Representando o Corpo de Bombeiros no lugar do coronel Leandro Sampaio Monteiro, o coronel Rodrigo Polito informou que 300 vagas efetivas autorizadas pelo governador Cláudio Castro em abril por meio do Decreto 47.585 serão direcionadas à nomeação dos aprovados excedentes nos concursos da corporação de 2012, 2014 e 2015.

“Hoje, nós estamos dimensionando que tipo de vaga o CBMERJ mais precisa, tipo de especialidade e número que será preciso convocar. Por exemplo, se serão 300 motoristas ou se haverá uma divisão entre as especialidades”, informou o coronel.

A falta de precisão de datas, entretanto, foi criticada pelos parlamentares. “Precisamos de informações precisas, e não respostas evasivas por parte da corporação. Há muitas perguntas em aberto sobre o procedimento administrativo. Não é um assunto recente. Houve tempo suficiente”, disse Amorim.

O deputado também informou que será enviado requerimento ao CBMRJ solicitando mais informações sobre as convocações e a seleção prevista para temporários, com retorno de até dez dias. Uma nova audiência para debater sobre o tema está prevista para 30 de junho.

Prevista seleção com 3.000 vagas temporárias

O próximo concurso do CBMERJ já recebeu aval da Procuradoria Geral do Estado (PGERJ) e será aberto ainda em 2021. A seleção tem a previsão de 3.000 vagas temporárias para os cargos de soldado e oficial no quadro da saúde. As vagas de soldado serão para as funções de motorista, combatente, guarda-vidas, técnico de enfermagem e socorrista. As oportunidades serão para nível médio e nível superior e, além da escolaridade, os candidatos deverão ter até 35 anos.

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Concursos DF: especialista dá dicas sobre bancas, editais e autorizações

Publicado em Deixe um comentárioCarreira diplomática, Carreira fiscal, Carreira judiciária, carreira militar, Carreira policial, CLDF, CLT

O ano de 2021 está repleto de concursos públicos abertos, autorizações, expectativas e editais previstos. Para orientar os candidatos na preparação e estudos, o Papo de Concurseiro conversou com especialista no assunto e uniu orientações do preparatório IMP Concursos para dar dicas para quem sonha com o tão esperado cargo público.

Para o especialista Rodrigo Francelino, advogado e professor de Direito do Consumidor e da Lei Orgânica do DF, grandes instituições do Distrito Federal vão lançar editais ainda este ano. “Eu acredito que Detran, Secretaria Educação para cargos efetivos e temporários, Secretaria de Saúde, além da Polícia Civil, ainda vão lançar editais em 2021. Além é claro da retomada dos concursos que estão suspensos, entre eles: PCDF, PGDF, DPDF, Adasa e TCDF”, explica.

As expectativas crescem e cerca de 14 carreiras já foram autorizadas a realizar certames, são elas: PCDF: apoio às atividades policiais civis; SESDF: assistência pública à saúde; SESDF: cirurgião dentista; SESDF: médico; SESDF: enfermeiro; Procon DF: atividades de defesa do consumidor; Detran DF: atividades de trânsito; Detran DF: auditoria de atividades urbanas, Desenvolvimento e fiscalização agropecuária; SLU: gestão de resíduos sólidos; Planejamento Urbano e infraestrutura; CGDF: auditoria de controle interno; SEDF: assistência à educação; SEDF: magistério.

Critérios para realização

Segundo o especialista, a realização dos concursos depende de manifestação favorável das áreas técnicas de pessoal, orçamento e finanças, subordinadas às Secretarias Executivas da pasta.

Além disso, a realização dos concursos leva em consideração: existência de vagas no cargo no qual se dará o provimento; ocorrência de vacâncias que justifiquem suas correspondentes reposições; adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Vale a pena começar a se preparar?

Segundo o especialista Rodrigo Francelino é fundamental iniciar a preparação desde já, escolher qual carreira, cargo e concurso e focar. “É imprescindível, para quem quer conquistar uma vaga nos concursos do Distrito Federal 2021, iniciar os estudos desde já. Não no lançamento dos editais, porque o prazo de estudo fica muito apertado, cerca de 90 dias no máximo, e aí nem sempre o candidato conseguirá se preparar para ser aprovado”, aconselha.

Você acredita que mais algum concurso pode ser autorizado em 2021?

Além de serem autorizados, vários concursos devem ter suas bancas definidas ainda esse ano, SLU, CGDF e Procon, por exemplo.

Temos pelo menos cinco concursos com bancas definidas, como por exemplo o do CFC, mas que ainda não tiveram seus editais lançados, por que isso acontece?

É um processo mais demorado mesmo. Qualquer concurso percorre as fases de autorização, formação da comissão, convite das bancas, definição da banca e publicação do edital. Está tudo dentro do esperado. E para quem está se preparando, isso tem que ser visto de forma positiva, porque assim ele tem chance de se preparar com antecedência. Esses concursos que tem banca definida vão acontecer, então é hora de focar.

Muitos candidatos têm dúvidas a respeito da realização de concursos em época de eleição, como fica a realidade dos concursos por causa das eleições de 2022?

Durante o período eleitoral não pode acontecer posse, mas os concursos poderão ser realizados normalmente. Por isso ninguém tem que parar de estudar, é preciso seguir firme porque teremos muitos concursos sim.

Veja o que vem por aí!

Bancas Definidas:
Conselho Federal de Contabilidade – CFC,
Conselho Nacional dos Técnicos em Radiologia – CONTER
Conselho Regional de Nutricionistas da 1ª Região
Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 1ª Região.

Banca em Definição: 
Procuradoria Geral do Distrito Federal
Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 11ª Região
Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil

Comissão formada:
Instituto Federal de Brasília

Anunciados:
Polícia Militar do Distrito Federal
Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal
Secretaria de Estado de Educação
Departamento de Trânsito.

Em fase de estudos: 
Departamento de Estradas e Rodagem do Distrito Federal,
Fundação Jardim Zoológico de Brasília
Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Previstos na LDO:
Secretaria de Estado de Economia
Secretaria de Estado de Saúde
Secretaria de Estado de Transporte e Mobilidade
Secretaria de Estado da Segurança Pública
Secretaria de Estado do Meio Ambiente
Secretaria de Estado de Proteção da Ordem Urbanística
Polícia Civil do Distrito Federal (administrativo)
Controladoria-Geral do DF
Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal
Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania
Secretaria de Estado de Obras e Infraestrutura
Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (servidores)
Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (juiz)
Secretaria de Estado de Trabalho.

Escolha da banca do concurso dos bombeiros do Pará será iniciada em breve, informa Secretaria

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- O processo licitatório para escolha da banca organizadora do próximo concurso público do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Pará (CBMPA) será iniciado em breve! A informação foi divulgada pela Secretaria de Planejamento e Administração do Pará (Seplad) nesta terça-feira (15/6) em resposta a internautas nas redes.

A comissão especial de licitação que ficará responsável pela definição e contratação da banca foi instituída em maio. Publicada no Diário Oficial do Estado, a equipe é composta por cinco servidores da corporação.

Em fevereiro, o governador do Pará, Helder Barbalho, anunciou que o próximo certame do CBMPA contará com 405 vagas para contratação imediata. “Este estado cresce, a população aumenta e junto precisa que as tropas também se equiparem proporcionalmente a ampliação populacional. Nós deveremos lançar nos próximos dias o edital de licitação para o concurso, incialmente, com 405 novas vagas para o Corpo de Bombeiros do Pará”, disse Barbalho durante evento da corporação.

Governo do Pará se compromete a realizar 19 concursos em 2021

Em janeiro, o Governo do Pará se comprometeu a realizar nada menos do que 19 concursos públicos para mais de 15 órgãos da administração direta e indireta este ano. Por meio da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), o governo ressaltou o “compromisso com o plano de melhorias na prestação de serviços e o aumento do quadro de servidores públicos”. O governo informou, também, que todos os concursos previstos para 2021 vão ofertar vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Conforme anunciado, estão previstos certames para:

  • Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad)
  • Junta Comercial do Pará (Jucepa)
  • Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap)
  • Procuradoria-Geral do Estado (PGE)
  • Auditoria-Geral do Estado (AGE)
  • Corpo de Bombeiros Militar (CBM)
  • Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa)
  • Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV)
  • Hospital Ophir Loyola (HOL)
  • Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa)
  • Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas)
  • Instituto de Metrologia (Imetropará)
  • Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev)
  • Secretaria de Estado da Fazenda do Pará (Sefa)
  • Fundação Santa Casa (FSCMPA)
  • Polícia Civil (área administrativa)
  • Polícia Civil (área finalística)
  • Polícia Militar
  • Detran

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Servidor empossado em cargo civil permanente não consegue voltar à carreira militar

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, STJ

Karolini Bandeira*- O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o mandado de segurança de um servidor que tentava ser reincluído no serviço ativo das Forças Armadas mesmo após tomar posse de cargo público civil. O colegiado argumentou que, além de o profissional ter sido servidor civil antes da edição da portaria, o Estatuto dos Militares não prevê a reinclusão decorrente da desistência do estágio probatório.

Após ter sido empossado no cargo civil, em abril de 2015, o servidor foi transferido para a reserva não remunerada do Exército. Entretanto, de acordo o homem, a Portaria 1.347, editada em setembro do mesmo ano, garantiu ao militar de carreira o direito à reinserção no Exército nos casos de interrupção ou não conclusão do curso de formação por falta de aproveitamento. A Portaria que serviu de base, contudo, foi revogada em agosto de 2016.

O ministro Og Fernandes indicou que não haveria como reconhecer a existência de direito líquido e legítima expectativa do servidor, já que ele tomou posse no cargo civil antes da edição da portaria de 2015. “A aludida portaria autorizadora do reingresso dispôs expressamente que entraria em vigor na data de sua publicação e, por óbvio, não encontra aplicação retroativa, passando a reger a situação de afastamento temporário de militares aprovados em concurso público no âmbito do Exército brasileiro a partir do momento de sua vigência”, argumentou.

O magistrado também destacou que, ao profissional deixar a carreira do Exército, não havia a previsão de reingresso nas Forças Armadas, de forma que ele resolveu passar a integrar o serviço público civil ciente dessa condição. “Dessa feita, não se sustenta a tese da legítima expectativa do administrado”, concluiu o ministro.

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

 

Deputado cobra novos editais de concurso para PC, PM e CBM do Amazonas

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, segurança

Karolini Bandeira*- A realização de concursos para a área da Segurança foi tema de discussão em sessão plenária realizada nesta terça-feira (8/6) na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Na reunião, o deputado estadual Álvaro Campelo (Progressistas) cobrou do governo a abertura dos certames para as corporações do estado, que, de acordo com Campelo, têm o efetivo defasado.

“Tem que haver concurso público para a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros, pois o efetivo está defasado há vários anos. É preciso que a atual administração corrija essa distorção”, expôs o parlamentar.

De acordo com os dados mostrados na sessão, o quadro de efetivos da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) conta com 9.031 policiais em exercício, enquanto o quantitativo previsto é de 15.000. De 3.354 servidores previstos, o efetivo da Polícia Civil (PCAM) tem apenas 2.151. Já o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) tem, atualmente, um quadro de 1.096 profissionais, sendo necessários 4.483.

MP recomenda concurso para a Polícia Civil em até um ano

Com déficit no quadro de servidores, a Polícia Civil do Amazonas (PCAM) teve concurso público recomendado pelo Ministério Público do Estado em maio no prazo de até um ano. A recomendação visa prover contratações de delegados, investigadores e escrivães em 25 municípios do estado que, de acordo com o MP, não estão tendo o atendimento necessário devido à falta de profissionais.

A recomendação está incluída no Inquérito Civil nº 06.2019.00002565-4. Segundo o MP, os órgãos têm 180 dias para remanejar o quadro de pessoal da Polícia Civil, para, assim, garantir o número de efetivos adequado em todas as delegacias do interior do Amazonas. Confira os detalhes!

Aleam pede abertura de nova seleção para bombeiros

A realização de um novo concurso para o Corpo Militar de Bombeiros do Amazonas (CBMAM) e o aumento no quadro de efetivos da corporação foram tópico de debate em sessão plenária da Aleam no início de maio. A reunião teve a presença do Comando-Geral do CBMAM.

Para o Tenente Dirceu Nogueira, a parceria entre a corporação e o Legislativo é crucial para alcançar o objetivo do Corpo de Bombeiros. “Hoje, o interior do estado sofre sem a presença do Corpo de Bombeiro dentro de alguns municípios. A realização de uma Audiência Pública vai ser muito importante para realmente ver de que forma podemos melhorar nossa estrutura e poder ajudar com maior efetividade a nossa sociedade”, afirmou o profissional. Saiba mais!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Governador de Minas Gerais anuncia novo concurso para bombeiros

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Concursos, Concursos Públicos

O  Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais deve ter um novo concurso público ainda neste. Isso porque o governador do estado, Romeu Zema, em entrevista ao Jornal da Itatiaia I edição, informou que um certame será anunciado nos próximos meses.

“Muito provavelmente nos próximos 90, 120 dias. Temos um estado que não consegue pagar a folha de pagamento em dia. Contratar mais pessoas significa uma medida que não faria sentido. Mas sabemos que não podemos ter redução além de determinado patamar de profissionais da segurança”, afirmou o governador.

Mais chances para bombeiros

Um novo concurso público para o Corpo Militar de Bombeiros do Ceará (CBMCE) também pode estar próximo de ser realizado! Prometido pelo governador do Estado, Camilo Santana, desde o início de 2021, o certame agora tem o aval da Assembleia Legislativa do Ceará (Alece).

A Assembleia aprovou mudanças que permitirão a realização de concurso não só para o CBMCE, mas para a Polícia Militar (PMCE), Polícia Civil (PCCE) e Polícia Forense (Pefoce), já confirmados e em fase de estudos.

“Muitos são os investimentos por parte do Estado na Segurança Pública, buscando, sobretudo, o bem-estar, a paz social e valorização dos profissionais. Já foi noticiado pelo Governo do Ceará a intenção de realizar, em data próxima, um novo concurso para nomeação de novos policiais, civis e militares, e peritos forenses”, publicou a Alece.

Assembleia Legislativa do Ceará autoriza concurso para bombeiros

Publicado em Deixe um comentárioautorização, carreira militar, Concursos, Concursos Públicos, segurança

São previstos concursos para toda a Segurança Pública do estado

Karolini Bandeira*- É oficial! Um novo concurso público para o Corpo Militar de Bombeiros do Ceará (CBMCE) pode estar próximo de ser realizado! Prometido pelo governador do Estado, Camilo Santana, desde o início de 2021, o certame agora tem o aval da Assembleia Legislativa do Ceará (Alece).

O Corpo de Bombeiros foi pauta em sessão realizada na Alece na última quinta-feira (13/05). A Assembleia aprovou mudanças que permitirão a realização de concurso não só para o CBMCE, mas para a Polícia Militar (PMCE), Polícia Civil (PCCE) e Polícia Forense (Pefoce), já confirmados e em fase de estudos.

“Muitos são os investimentos por parte do Estado na Segurança Pública, buscando, sobretudo, o bem-estar, a paz social e valorização dos profissionais. Já foi noticiado pelo Governo do Ceará a intenção de realizar, em data próxima, um novo concurso para nomeação de novos policiais, civis e militares, e peritos forenses”, publicou a Alece.

Governador abre crédito suplementar para bombeiros

Camilo Santana abriu crédito suplementar para concurso do Corpo de Bombeiros Militares do Ceará (CBMCE), o que significa que um certame pode ser anunciado em breve! O CBMCE está há quase seis anos sem concurso público. O último, lançado em 2013, foi organizado pela Cebraspe. O edital contou com 300 vagas para soldado e oficial, cargos de nível médio e nível superior. Foram oferecidos salários iniciais de R$2.638,61 (soldados) e de R$4.121,78 (oficiais). Os candidatos tiveram que passar por provas objetivas, exames médico-odontológico, biométrico e toxicológico, e curso de formação. Durante o curso, os alunos ainda tiveram que ser aprovados em avaliação psicológica, avaliação física, investigação social e exame final objetivo. Saiba mais!

Concursos da PCCE, PMCE e Pefoce têm estudos avançados

De acordo com Camilo, estão confirmadas 2.200 vagas para a Polícia Militar (PMCE), sendo 2.000 para o cargo de soldado e 200 para oficiais. Foi anunciado, inclusive, que o edital contará com vagas para o quadro da saúde. Para a Polícia Civil (PCCE), serão 500 vagas ao todo, sendo 400 para inspetores e outras 100 para escrivães. Já o concurso da Perícia Forense (Pefoce) terá uma oferta de 170 vagas distribuídas entre as funções de perito criminal, perito legista, médico perito legista e auxiliar de perícia.

“Já vamos agora abrir, em março, possivelmente o edital do concurso. A Assembleia Legislativa aprovou recentemente todos os planos de valorização da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Pefoce – também da Polícia Penal. É a valorização dos profissionais da Segurança Pública”, anunciou o governador em janeiro.

 

Pefoce: banca organizadora e etapas definidas

O certame da Pefoce será regido pela empresa Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural Assistencial (Idecan). A contratação da banca organizadora foi oficializada em publicação no Diário Oficial do Ceará, em 10 de março. Além disso, o projeto básico com as fases do concurso da Pefoce também foi divulgado. Conforme o documento, as vagas serão distribuídas da seguinte forma:

  • 60 para perito criminal
  • 20 para perito legista
  • 20 para médico perito legista
  • 70 para auxiliar de perícia

Além das oportunidades imediatas, o projeto básico prevê, também, 340 vagas para formação de cadastro reserva. O concurso terá cinco etapas, saiba quais são! 

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Formada equipe responsável por escolher banca de concurso do CBMPA

Publicado em Deixe um comentárioautorização, carreira militar, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Foi instituída, nesta sexta-feira (14/05), a comissão especial de licitação que ficará responsável pela definição e contratação da banca organizadora do próximo concurso público do Corpo Militar de Bombeiros do Estado do Pará (CBMPA). Publicada no Diário Oficial do Estado, a equipe é composta por cinco servidores da corporação.

Em fevereiro, o governador do Pará, Helder Barbalho, anunciou que o próximo certame do CBMPA contará com 405 vagas para contratação imediata. “Este estado cresce, a população aumenta e junto precisa que as tropas também se equiparem proporcionalmente a ampliação populacional. Nós deveremos lançar nos próximos dias o edital de licitação para o concurso, incialmente, com 405 novas vagas para o Corpo de Bombeiros do Pará”, disse Barbalho durante evento da corporação.

Governo do Pará se compromete a realizar 19 concursos em 2021

Em janeiro, o Governo do Pará se comprometeu a realizar nada menos do que 19 concursos públicos para mais de 15 órgãos da administração direta e indireta este ano. Por meio da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), o governo ressaltou o “compromisso com o plano de melhorias na prestação de serviços e o aumento do quadro de servidores públicos”. O governo informou, também, que todos os concursos previstos para 2021 vão ofertar vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Conforme anunciado, estão previstos certames para:

  • Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad)
  • Junta Comercial do Pará (Jucepa)
  • Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap)
  • Procuradoria-Geral do Estado (PGE)
  • Auditoria-Geral do Estado (AGE)
  • Corpo de Bombeiros Militar (CBM)
  • Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa)
  • Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV)
  • Hospital Ophir Loyola (HOL)
  • Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa)
  • Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas)
  • Instituto de Metrologia (Imetropará)
  • Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev)
  • Secretaria de Estado da Fazenda do Pará (Sefa)
  • Fundação Santa Casa (FSCMPA)
  • Polícia Civil (área administrativa)
  • Polícia Civil (área finalística)
  • Polícia Militar
  • Detran

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Soldado é condenado por abandono de posto por passar ano novo em casa

Forças armadas
Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Concursos, STM

A defesa alegou que o soldado agiu movido por um “estado de inconsciência momentânea gerado pela fome e pelo cansaço que o habitavam”

 

Karolini Bandeira* – Um soldado foi condenado, em primeira instância, a três meses de detenção por abandono de posto por ter passado a ceia de ano novo em casa. Segundo informações do Superior Tribunal Militar (STM), o militar se ausentou do serviço, sem pedir autorização prévia, enquanto estava como sentinela em um clube da Aeronáutica em Manaus (AM).

De acordo com informações do inquérito feito pela Polícia Militar, o caso ocorreu na madrugada entre o dia 31 de dezembro de 2018 e 1º de janeiro de 2019. O serviço que estava sendo prestado pelo militar tem duração de 24 horas, com início às 8h e fim às 8h do dia seguinte. Entretanto, por volta de 01h30, o soldado, sem a devida autorização, abandonou o local de serviço e só retornou por volta das 6h40 da manhã. Segundo relato de testemunhas, o homem comentou que iria para a ceia em sua casa.

Defesa alegou fome e cansaço

Ao entrar com recurso no STM contra a condenação de primeira instância, a defesa alegou que o militar não tinha a intenção de abandonar o posto, mas agiu movido por um “estado de inconsciência momentânea gerado pela fome e pelo cansaço que o habitavam”.

Entretanto, em seu voto, o relator da ação no tribunal, ministro Carlos Vuyk de Aquino, rejeitou as alegações da defesa e manteve a sentença inalterada. De acordo com Aquino, o delito de abandono de posto é caracterizado pelo ato de “abandonar, sem ordem superior, o posto ou o local de serviço que lhe tenha sido designado e, nesse contexto, não havia a menor sombra de dúvida acerca do lugar no qual o serviço deveria ser guarnecido, bem como que o militar não poderia dele se ausentar sem a devida autorização”.

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco

Exército dá início a preparativos para concursos EsFCEx e EsSex

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- O Exército Brasileiro já deu início aos trâmites iniciais para a realização dos próximos concursos públicos para admissão nas Escolas de Formação Complementar (EsFCEx) e de Saúde (EsSEx). Em extrato de dispensa de licitação publicado no Diário Oficial da União, a corporação oficializa o processo de contratação da instituição que será responsável pela organização e realização dos certames.

Escola de Formação Complementar do Exército

Os alunos que concluem o curso da Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx) com eficiência ganham o posto de 1º Tenente do Quadro Complementar do Exército Brasileiro, com salário mensal de R$ 10.306,25. Para participar da seleção da EsFCEx, o interessado deve possuir nível superior completo. O último concurso foi realizado em 2020 e organizado pela banca organizadora Vunesp. O concurso conta com Exame Intelectual (EI), inspeção de saúde, exames físicos, verificação documental, avaliação psicológica e avaliação de títulos. Saiba mais!

Escola de Saúde do Exército

A Escola de Saúde do Exército (EsSEx) forma oficiais do quadro de médicos, farmacêuticos e dentistas do serviço de saúde, e oficiais enfermeiros e veterinários do QCO para o serviço ativo do Exército. Para participar, é necessário possuir ensino superior na área e, no máximo, 34 anos. Os candidatos passam por exame intelectual, inspeção de saúde, exame de aptidão física, avaliação psicológica e comprovação de requisitos biográficos. Ao ser concluir com sucesso o curso, o profissional passa a possuir o título de  1º Tenente do Serviço de Saúde. Saiba mais!

Exército começa preparativos para Espcex

O Exército Brasileiro também deu início aos trâmites iniciais do concurso da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx) de 2022! A contratação de empresas para efetuação de serviços voltados para o próximo concurso começou em abril, com publicação de pregão eletrônico no Diário Oficial da União. Segundo o documento, o Exército procura uma instituição para o transporte do material do certame. Saiba mais!

O concurso seleciona candidatos para o Curso de Formação e Graduação de Oficiais de Carreira da Linha de Ensino Militar Bélico (CFO/LEMB) da EsPCEx. Em 2020, foram oferecidas 440 vagas para ambos os sexos com remuneração de até R$ 6.900 para profissionais de nível médio. A seleção contou com o Exame Intelectual (EI), inspeção de saúde, exames físicos, verificação documental e avaliação psicológica. Leia o edital na íntegra!

Seis editais deverão ser abertos pelo Exército no decorrer do ano

Os concursos para ingresso nos cursos de formação do Exército Brasileiro, de âmbito nacional, são abertos uma vez por ano. O Projeto de Lei Orçamentária Anual para 2021 (PLOA 2021), enviado pelo Ministério da Economia ao Congresso Nacional em agosto, conta com reserva financeira para seis concursos do Exército. Os concursos podem oferecer salário de até R$ 10.306,25. São eles:

  • Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx)
  • Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx)
  • Escola de Sargentos das Armas (ESA)
  • Escola de Sargentos de Logística (EsSLog)
  • Escola de Saúde do Exército (EsSEx)
  • Instituto Militar de Engenharia do Exército (IME)

 

Leia mais em:

Exército: saiba mais sobre os seis editais que serão abertos em 2021

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer