Concurso INSS: especialista da dicas para se preparar para a prova antes mesmo do edital

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Dicas de estudo, Governo federal, INSS, Sem categoria

Especialista aponta suas expectativas para o possível concurso do INSS. Solicitação do certame foi enviada ao Ministério da Economia.

Por Raphaela Peixoto*-  O professor de direito previdenciário do Gran Cursos Online, Fernando Maciel, afirma que o possível concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)  pode “representar o maior concurso do nosso país” dada “a remuneração bastante expressiva aliado ao quantitativo de vagas que nós temos”, justifica Maciel.

A expectativa do presidente do INSS, José Carlos Oliveira, também é alta. Em que resposta ao requerimento de informação, de autoria da deputada Chris Tonietto (PSL RJ) afirma, “a expectativa é que o desempenho desse ano seja ainda melhor do que o do ano anterior, mesmo sabendo que a força de trabalho disponível diminuirá …”.

Fernando também destacou como novidade, “a cobrança de regime próprio de previdência, ou seja, o regime de previdência dos servidores públicos, pois após a reforma da previdência, cada ente federativo vai ter um único órgão gestor do regime próprio dos servidores. E no âmbito federal o INSS foi designado como sendo esse órgão gestor”.

É válido ressaltar que a solicitação para a realização do certame ainda está aguardando resposta do Ministério da Economia. Foram solicitadas 7.575 vagas, sendo divididas nas seguinte áreas:

Técnico do seguro social – nível médio – R$5.447,78

  • áreas: Análise Reconhecimento de Direito RGPS (2.938 vagas), Combate à Fraude (734), Serviço de Apoio ao Reconhecimento de Direito (216), Serviço de Atendimento de Demandas Judiciais (40), Serviço de Cobrança Administrativa (34), Análise Reconhecimento de Direito RPPS (46) e Recomposição do Quadro de Aposentados até 2023 (1.996).

analista do seguro social – nível superior – R$8.357,07

  • áreas: Serviço Social (463 vagas), Reabilitação Profissional (702) e Recomposição do Quadro de Aposentados até 2023 (406).

Confira algumas dicas

O que é recorrente nos editais para concurso do INSS?

Conhecimentos básicos como por exemplo português, raciocínio lógico e informática. Além de matérias jurídicas como por exemplo, direito constitucional e administrativo; especialmente a parte de legislação previdenciária, no qual é cobrado com maior intensidade e que demanda um estudo mais aprofundado, porque afinal o servidor vai atuar diretamente com a temática da seguridade social tanto de benefícios previdenciários como assistenciais.

Quais são as dicas relevantes a serem dadas para os interessados em concorrer nesse certame?

Intensificar desde já os estudos, focando nas normativas pós dois mil e dezenove, pois nós tivemos muitas mudanças (no plano constitucional com a emenda  nº 103,  no plano legal com a nº lei 13846/2019  e no âmbito infralegal com o novo regulamento da previdência social o decreto nº 10410/2020). Estudar também o regime próprio de previdência.

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes.

 

 

Anvisa prepara pedido para concurso público com mais de 50 vagas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Governo federal, Sem categoria

É previsto ofertar 58 vagas, o que representa quase 54% dos cargos vagos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), afirma que “está em fase final de elaboração do processo que requererá novo concurso”. A agêcia enviará para o Ministério da Economia, dentro do prazo estipulado pelo Decreto n. 9.739, de 28 de março de 2019.

O pedido será para os cargos de especialista em regulação e vigilância sanitária e analista administrativo. Em relação ao quantitativo, são previstas dispor 58 vagas, sendo majoritariamente destinadas ao cargo de especialista. Veja a distribuição:

    Cargo

Autorização concurso

Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária

43

Analista Administrativo

15

A assessoria confirmou que o quadro de colaboradores da Anvisa está com déficit de 107 cargos. “ A necessidade de concurso já que as atuais vagas desocupadas somente podem ser providas por meio de seleção pública, nos termos do art. 10 da Lei 8.112/1990”, diz o órgão.

Leia aqui outros órgãos que estão prestes a solicitar um novo certame 

Último concurso foi em 2016:

O último concurso da Anvisa foi realizado em 2016, no qual ofereceu 78 vagas para o cargo de técnico administrativo, exigindo nível médio. Do total de vagas ofertadas 20 foram destinadas para cotas, sendo 16 para candidatos negros e quatro para portadores de deficiência. O salário inicial oferecido era de R$ 6.002,14 correspondente a 40 horas de trabalho semanal.

O certame foi composto por provas objetiva e discursiva. A primeira contemplou 120 questões de certo ou errado. Já a segunda consistiu em uma redação de no máximo 30 linhas e com pontuação de até 40 pontos.

Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes.

Banco Central estuda enviar novo pedido para abertura de concurso

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Banco Central, Concursos, Concursos Públicos, Governo federal, Sem categoria

Banco ainda aguarda respostas sobre solicitação realizada em 2021

O Banco Central afirmou ao Papo de Concurseiro que ainda aguarda respostas sobre uma solicitação de concurso público enviada em 2021. Ela pede a autorização do Ministério da Economia para a realização de um novo certame ofertando 245 vagas. “Caso o pedido em aberto não seja atendido, existe a possibilidade de novo pedido em 2022”, ressalta o Bacen.

Tabela das distribuições dos cargos solicitados

As vagas seriam para os cargos de analista, técnico e procurador, no qual o preenchimento de pessoal é previsto até 2024. Atualmente o salário inicial varia entre R$ 7.283 a R$ 21.014,49. Na tabela a seguir a distribuição dos cargos por ano.

A Lei nº 9.650, de 27 de maio de 1998 prevê que o quadro de pessoal do órgão seja de 6.470. De acordo com o último levantamento do Bacen, estão vagos 3.031 cargos, sendo o de analista o que possui mais cargos desocupados, 2.446. Comparando com o déficit apresentado na época da solicitação, houve um crescimento de quase 3%.

Sobre os cargos

Confira as atribuições consoante ao Banco Central:

Analistas

“Os analistas do BC são profissionais de nível superior. São algumas das atribuições: “formulação, execução, acompanhamento e controle de planos, programas e projetos relativos à gestão das reservas internacionais; políticas monetária, cambial e creditícia; emissão de moeda e papel moeda; gestão de instituições financeiras sob regime especiais; desenvolvimento organizacional; e gestão da informação e do conhecimento”.

Técnicos

“Os técnicos do BC são profissionais de nível médio. Entre as atribuições de um técnico do Banco Central, estão o desenvolvimento de atividades técnicas e administrativas complementares às atribuições dos analistas e procuradores do BC; apoio técnico-administrativo aos analistas e procuradores do órgão; supervisão da execução de atividades de suporte e apoio técnico terceirizadas, entre outras”.

Procuradores

“O cargo é destinado a profissionais bacharéis em direito. Para concorrer ao posto, é preciso comprovar o exercício de dois anos de prática forense. Veja a lista de antiguidade dos procuradores.

Entre as atribuições de um procurador do Banco Central, estão a representação judicial e extrajudicial da autarquia; atividades de consultoria e assessoramento jurídicos ao BC; apuração da liquidez e certeza dos créditos, de qualquer natureza, inerentes às suas atividades, inscrevendo-os em dívida ativa, para fins de cobrança amigável ou judicial; e assistência aos administradores da autarquia no controle interno da legalidade dos atos a serem praticados por eles ou já efetivados. Veja as atribuições completas do cargo de procurador”.

Bacen está 9 anos sem realizar concurso

O Banco Central realizou o concurso pela última vez em 2013, no qual o edital assegurou a oferta de 500 vagas para os cargos de técnico e analista, de nível médio e nível superior. Ele foi regulamentado pelo Cebraspe.

Na época, o certame registrou 88.589 inscritos, aproximadamente 117 pessoas disputando por cada vaga.

A seleção foi composta por provas objetivas abrangendo os conhecimentos gerais e específicos, além de uma avaliação de títulos e programa de capacitação.

ANTT confirma que vai solicitar novo concurso público com mais de 360 vagas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Governo federal, Sem categoria

 Neste ano, a agência prevê a oferta de 362 vagas.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) confirma ao Papo de Concurseiro que a solicitação para a realização de um novo certame está em andamento. O órgão pretende ofertar 363 vagas que serão distribuídas nos cargos de:

  • Especialista e técnico em regulação de serviços de trasportes terrestre;
  • Analista e técnico administrativo
Quantidade de vagas

É de costume anualmente a ANTT enviar pedidos para o Ministério da Economia, solicitando a realização de uma nova seleção. Entretanto, ela afirma que as requisições enviadas desde 2014 não foram autorizadas por motivos de diretrizes governamentais e situação fiscal do país.

É um concurso muito concorrido segundo especialista, sobretudo os que abrangem nível médio. “Isso em nada impede pessoas com pouca experiência de concorrer às vagas. Todavia, é preciso entender que elas terão de se esforçar nos estudos para poder lograr uma boa classificação. É imprescindível que os interessados iniciem imediatamente os estudos das disciplinas gerais sempre cobradas em certames como esse, em especial: direito administrativo e constitucional, português, informática e atualidades”, explica o  advogado e professor especialista em direito administrativo da Rede Educacional Alub, Raphael Spyere do Nascimento.

Último concurso:

Na última seleção, em 2013, a ANTT ofereceu 135 vagas de nível médio e superior, no qual foi regulada pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB) e composta por 3 etapas:

  • Provas objetivas e discursiva( aplicada no dia 11 de setembro e com duração de 4h e 30mint)
  • Avaliação de títulos (pontuação máxima de 10 e os convocados entregaram pessoalmente os títulos)
  • Curso de formação (somente para o cargo de especialista regulação de serviços terrestre)

Os convocados foram nomeados no Diário Oficial da União, após a homologação do certame, seguindo à ordem de classificação por cargo/área/localidade de
vaga, até o término da validade do concurso.

Órgãos que também pretende solicitar concurso:  

Os seguintes órgãos também confirmaram ao Papo de Concurseiro que pretendem enviar pedidos para realizar novo certame

ANS:

Em confirmação, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), afirma que o processo de solicitação para novo concurso está em andamento. O prazo para enviar o pedido ao Ministério da Economia, se encerrá em maio deste ano.

Em relação as vagas, estão previstas 90 e serão distribuídas na seguinte maneira:

  • analista administrativo: 7
  • especialista em regulação de saúde suplementar: 33
  • técnico administrativo: 34
  • técnico em regulação de saúde suplementar: 16

ANATEL:

A Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), irá enviar solicitação de uma nova seleção para o Ministério da Economia. Segundo a ANATEL “O envio de um novo pedido em 2022 está sendo avaliado e observará o prazo do art. 4º do Decreto nº 9.739, de 28 de março de 2019”.

De acordo com o órgão estão vagos 374 cargos. “Desde a sua criação, a Anatel não conta com o quantitativo de servidores previsto na Lei nº 10.871/2004 e, paulatinamente, o quadro de pessoal tem enfrentado decréscimos significativos apesar do fortalecimento de capacidade institucional que o setor de telecomunicações exige”, ressalta sua assessoria.

Em 2021, a ANATEL por meio do Ofício nº 265/2021/GPR-ANATEL também enviou um pedido para o ME. Foram solicitadas:

  • 46 vagas para o cargo de analista administrativo;
  • 109 vagas para o cargo de especialista em regulação de serviços públicos de telecomunicações;
  • 102 vagas para o cargo de técnico administrativo; e
  • 89 vagas para o cargo de técnico em regulação de serviços públicos de telecomunicações.

Concurso ANS: pedido para concurso com 90 vagas será enviado ainda neste mês

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Governo federal, Sem categoria

Solicitação de novo certame para o quadro pessoal para a ANS está em curso, o órgão prevê oferecer 90 vagas.

Em confirmação ao Papo de Concurseiro, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), afirma que o processo de solicitação para novo concurso está em andamento. O prazo para enviar o pedido ao Ministério da Economia, se encerra ainda neste mês.

Em relação as vagas, estão previstas 90 e serão distribuídas na seguinte maneira:

  • analista administrativo: 7
  • especialista em regulação de saúde suplementar: 33
  • técnico administrativo: 34
  • técnico em regulação de saúde suplementar: 16

“A ANS entende que há necessidade de novo concurso para preencher as vagas acima citadas, até mesmo porque a validade do último concurso já está expirada”, afirma a assessoria.

Sobre a última seleção:

O último concurso realizado da ANS, no qual ofereceu 102 vagas, a maioria delas, 66, foram destinadas para o cargo de técnico administrativo e 34 vagas foram para técnico em regulação de saúde suplementar. Ele ocorreu em 2013 e foi regulamentado pela Fundação Professar Carlos Augusto Bittencourt (Funcab).

O salário inicial em ambos os cargos era próximo a R$ 6 mil e os convocados trabalham nos seguintes estados de lotação: Distrito Federal , Ceará, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso.

Leia também: Anatel prevê solicitar um nove certame ao Ministério da Economia

Concurso Anatel: nova solicitação será enviada em breve

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Governo federal, Ministério da Economia, Sem categoria

Segundo a agência, o pedido já está em fase de avaliação 

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), confirmou ao Papo de Concurseiro que vai enviar solicitação para nova seleção ao Ministério da Economia. “O envio de um novo pedido em 2022 está sendo avaliado e observará o prazo do art. 4º do Decreto nº 9.739, de 28 de março de 2019”.

De acordo com o órgão estão vagos 374 cargos. “Desde a sua criação, a Anatel não conta com o quantitativo de servidores previsto na Lei nº 10.871/2004 e, paulatinamente, o quadro de pessoal tem enfrentado decréscimos significativos apesar do fortalecimento de capacidade institucional que o setor de telecomunicações exige”, ressalta sua assessoria.

Em 2021, a ANATEL por meio do Ofício nº 265/2021/GPR-ANATEL também enviou um pedido para o ME. Foram solicitadas:

  • 46 vagas para o cargo de Analista Administrativo;
  • 109 vagas para o cargo de Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações;
  • 102 vagas para o cargo de Técnico Administrativo; e
  • 89 vagas para o cargo de Técnico em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações.

Último certame

O último concurso público realizado pela Anatel foi em 2014, no qual foi organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Ele ofereceu 100 vagas destinadas aos cargos de analista administrativo e de especialista em regulação de serviços públicos de telecomunicações e técnico administrativo e técnico em regulação de serviços públicos de telecomunicações.

O processo seletivo foi composto por duas etapas, provas objetiva e discursiva e avaliação de títulos (exceto para cargos técnicos). Ambas as fases foram de caráter eliminatório e classificatório.

“Os candidatos nomeados estarão subordinados ao Regime Jurídico Único dos Servidores Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais (Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e suas alterações), bem como às disposições da Lei 10.871, de 20 de maio de 2004”, ressalta o edital.

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes.

Especialista comenta sobre expectativa para novo concurso da PCDF! Confira as dicas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Governo federal, segurança, Sem categoria

Coordenador de carreiras policiais e professor de Direito Penal, Érico Palazzo, fala das expectativas e dá sugestões para os interessados no concurso, recém autorizado, para a PCDF

Por Raphaela Peixoto* — Os concurseiros atentos já sabem que a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), nesta semana, teve o concurso público autorizado pelo Secretário de Estado de Economia do Distrito Federal, José Feitosa. Ele é para o cargo de agente policial de custódia. O  coordenador de carreiras policiais e professor de Direito Penal do Gran Curso Online, Érico Palazzo, comenta e dá dicas para os interessados no concurso.

Foto: MARCELO FERREIRA/CB/DA.PRESS

A PCDF também tem autorização para a realizar novo concurso público para delegados. “Existe sim uma chance desses dois concursos andarem juntos, [mas] eles vão vir em editais distintos, até por serem autorizações diferentes. Mas é bem possível que eles aconteçam em datas próximas um do outro” afirma Palazzo. Ele ainda relembra que em 2014 houve dois concursos de maneira análoga.

É válido salientar que o órgão está com concurso em andamento para agente da Polícia após ter sido suspenso. A retomada foi em abril, no qual a corporação e o Cebraspe anunciaram a convocação para a avaliação biopsicossocial dos candidatos que se declararam pessoas com deficiência, exames biométricos e avaliação médica. O resultado provisório de todas essas próximas fases está previsto para ser  divulgado provavelmente em 2 de junho.

Quais as expectativas para o concurso recém autorizado de agente de custódia e delegado para PCDF?

Minha expectativa, levando em consideração a legislação do DF, porque determina que haja pelo menos noventa dias entre a publicação do edital e a data da realização das provas, é que lá pro final deste ano, no último trimestre, a gente já tenha a publicação desses dois editais com provas para 2023, então há tempo mais do que suficiente pros candidatos se prepararem para esses dois concursos.

A própria autorização já prevê 50 vagas [de contrato imediato] e 100 para cadastro de reserva para cada um dos cargos. Lembrando que a PCDF sempre nomeia todo o cadastro de reserva.

Em relação aos conteúdos das provas destinadas a esses certames, quais considera serem os mais recorrentes?

O último concurso de agente policial de custódia foi em 2004, ou seja, há dezoito anos. Esse cargo era um cargo em extinção, uma vez que a PCDF perdeu a atribuição de custódia de presos com a criação da polícia penal e agora eles viram que realmente há necessidade por essa carreira dentro da PCDF, por este motivo não dá para levar em consideração o conteúdo programático que foi cobrado em 2004, pois ele está obsoleto, ou seja, muito ultrapassado perto das atuais necessidades e atribuições do cargo. 

São disciplinas que com certeza serão cobradas no próximo concurso:  língua portuguesa, sempre vai ser cobrado em qualquer concurso aí de carreiras policiais, exceto delegado de polícia por se tratar de um cargo jurídico, direito (constitucional, administrativo, penal, processual penal), legislação extravagante (a nova lei de abuso de autoridade n°3869; a de tortura, que é a n°9455; dos crimes hediondos, n°8072); além da disciplina específica de execução penal com a lei n°7210, que é uma lei importantíssima para a custódia de presos. Podemos citar também aquelas disciplinas obrigatórias previstas em lei distrital que devem estar em todos os concursos distritais, ou seja, com certeza terá a cobrança da lei orgânica do DF e da RIDE (Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno) — disciplina de atualidades, história e geografia do Distrito Federal e do entorno).

Diante ao atual cenário das polícias e dos concursos policiais que a gente vê, direitos humanos, disciplina que não foi cobrado no último certame, com certeza será cobrada neste próximo concurso de agente policial de custódia. Podemos citar também como possíveis disciplinas:  criminologia, raciocínio lógico e matemático e inglês 

Quais as dicas para já começar os estudos (em relação a se embasar em concursos para PCDF que já estão em andamento)? E quais são as dicas que o senhor acha relevante serem dadas para os interessados em concorrer nesses certames ?

  • Iniciar o quanto antes os estudos, não postergar seu início ;
  • Adquirir um bom material preparatório,  seja um videoaulas ou PDFs, muito importante que ao longo dos estudos, ele produza resumos ou materiais de revisão;
  • Que ele produza um material próprio durante os estudos;
  • Também é de extrema relevância que ele realize questões todos os dias [abrangendo diversas bancas, pois não tem uma banca definida].  São possíveis bancas: ICESP, FGV, Instituto AOCP, IADES, são [organizações] muito fortes aqui no Distrito Federal e que vale a pena o candidato fazer questões de todas essas bancas;
  • A prova para o cargo de agente policial de custódia vai ter prova discursiva então os alunos podem se preparar para redação;
  • Preparar também para o teste de aptidão física basta pegar o último edital de agente da PCDF que os testes devem ser basicamente os mesmos.

Leia mais dicas sobre o concurso da PCDF

*Estagiária sob supervisão de Ronayre Nunes

Guedes garante realização de concursos para a Receita Federal

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Governo federal, Ministério da Economia, Paulo Guedes

Karolini Bandeira*- O ministro da Economia, Paulo Guedes, falou nesta segunda-feira (21/2) sobre a abertura de concursos para a Receita Federal. Segundo Guedes, o pedido de abertura de novos certames para o órgão será atendido. “Os concursos serão atendidos. Parcimoniosamente, mas serão atendidos”, afirmou.

Ainda na entrevista, realizada ao Jornal Direto ao Ponto, o ministro disse que a análise econômica acontecerá levando em consideração as reais necessidades. O serviço público, segundo Guedes, modernizou-se bastante nos último anos e atualmente as necessidades são diferentes de outras épocas.

Secretário acredita ter concurso em 2022

O secretário-geral da Receita Federal, Julio César, se demonstrou positivo sobre a abertura de novos certames após reunião feita com Guedes na última quinta-feira (17). “Saímos de reunião com otimismo elevado de que o concurso sairá este ano. É algo que deve ser comemorado pois a casa está sangrando com a falta de pessoal”, disse o secretário na última sexta (18).

Foram pedidas 699 vagas

Em 2021 um ofício foi publicado confirmando a abertura de 699 vagas, sendo 230 vagas para auditor-fiscal e 469 vagas para analista-tributário. Este ofício foi direcionado ao Ministério da Economia, mas ficou parado até agora.

O número é bem menor do solicitado em 2020, quando o pedido foi para 3.360 vagas distribuídas entre os cargos de auditor fiscal (nível superior), analista tributário (superior), analista técnico administrativo (superior), arquiteto (superior), contador (superior), engenheiro (superior) e assistente técnico-administrativo (nível médio). Os salários iniciais variam de R$ 4.137,97 a R$ 21.487,09, já com auxílio-alimentação de R$ 458.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

ANMP se reúne com Onyx Lorenzoni para reivindicar concurso do INSS

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Governo federal, INSS

Karolini Bandeira*- Representantes da Associação Nacional dos Peritos Médicos (ANMP) terão, na próxima quarta-feira (16/2), uma reunião com o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, para tratar sobre as reivindicações feitas na mobilização nacional da Perícia Médica Federal no final de janeiro e início de fevereiro.

Dentre as exigências do setor, os peritos pedem a realização de um novo concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com vagas para a carreira, a recomposição salarial relativa às perdas inflacionárias de 2019 a 2022 (19,99%) e a fixação de até 12 atendimentos presencias como meta diária.

A Diretoria da ANMP já havia se reunido com Lorenzoni na última quinta-feira (10). Para o próximo encontro, o ministro prometeu garantiu apresentar o posicionamento oficial e detalhado do Governo sobre todas as reinvindicações da carreira. “A Associação recebeu essa sinalização de modo positivo e está confiante de que, já nos próximos dias, sejam adotadas medidas favoráveis à Perícia Médica Federal”, disse a ANMP.

Mais de cinco anos sem concurso

O último concurso do INSS foi realizado em 2015 e ofereceu chances para analista e técnico do seguro social. 950 candidatos foram aprovados e convocados. O Cebraspe foi o organizador. O concurso teve um total de 1.087.804 inscritos. De acordo com o edital, os salários eram de R$ 4.886,87 e R$ 7.496,09, com lotação em todo o Brasil. Saiba mais!

 

 

Concursos PF e PRF: Ministro da Justiça encaminha proposta para mais aprovados

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Governo federal, Ministério da Justiça, Nomeação, Polícia Federal, PRF, segurança

Karolini Bandeira*- Nas redes sociais, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, informou que encaminhou à Presidência uma proposta que afasta os limites impostos pelo decreto n. 9.739, e, portanto, pode favorecer os excedentes nos concursos da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal (PF e PRF) e nomear mais aprovados.

“Atenção, #AprovadosPRF2021 e #AprovadosPF2021, encaminhei hoje à Presidência, a proposta de decreto q afasta excepcionalmente os limites do decreto 9739/19, fortalecendo ainda mais as @policiafederal e @PRFBrasil. Aos policiais penais, estou atento à situação de vcs também!”

O decreto n. 9.739, também conhecido como cláusula de barreira, causa indignação entre aprovados da PF e PRF desde 2021. A medida impede o chamamento de novos excedentes e, de acordo com a comissão de aprovados da PF, durante o concurso, causou a eliminação 875 candidatos aptos em outras etapas do certame.

O decreto limita a quantidade máxima de candidatos aprovados ao dobro da quantidade de vagas. Se a proposta de Torres for aprovada pelo presidente Jair Bolsonaro, o limite deve ser invalidado e mais convocações poderão ser permitidas.

Os concursos

O concurso da Polícia Federal teve edital lançado no dia 15 de janeiro de 2021. Após ser suspenso em razão da pandemia, as provas foram realizadas no dia 23 de maio. A seleção ofereceu, ao todo, 123 vagas para delegado, 893 para agente, 400 para escrivão e 84 papiloscopista. A remuneração é de R$ 23.692,74 para o cargo de delegado e  R$ 12.522,50 para os cargos de agente, escrivão e papiloscopista.

Já o concurso da PRF abriu 1.500 vagas para o cargo de policial, de nível superior. O salário inicial de profissionais da PRF é de R$ 9.899,88, para jornada de trabalho de 40 horas por semana. Foi registrado um total de 303 mil inscritos — desta forma, a seleção contou com uma concorrência de 202 candidatos por vaga. O certame foi composto por prova objetiva, prova dissertativa, Teste de Aptidão Física (TAF) e exames complementares.

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes