Polícia Militar de SP convoca mais de 1.300 soldados

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Mais 1.387 candidatos aprovados no cargo de soldado no último concurso público da Polícia Militar de São Paulo (PMSP), realizado em 2019, foram nomeados! A lista com os novos servidores foi publicada no último sábado (24/7) no Diário Oficial do Estado.

O concurso, organizado pela Vunesp, ofereceu 2.700 vagas para a função, que exige nível médio, idade de até 30 anos, carteira nacional de habilitação da categoria B para cima e altura mínima de 1.60 para homens e 1.55 para mulheres. Para os contratados, o edital oferece remuneração inicial de R$ 3.164,58. Confira aqui o documento com os nomes dos novos nomeados!

Concurso para soldados em andamento

A PMSP conta, atualmente, com um concurso público com 2.700 vagas para soldado de 2ª classe em andamento! Os candidatos são avaliados em sete etapas de avaliação: prova objetiva e redação, exame de aptidão física, exames psicológicos, exame de saúde, avaliação de conduta social, análise de documentos e curso de formação profissional. A prova objetiva contou com questões sobre português, matemática, história geral, história do Brasil, geografia geral, geografia do Brasil, atualidades, informática básica, Constituição Federal e constituição do Estado de São Paulo.

Corporação solicita concurso com 5.400 vagas

Com seleção em andamento, a PMSP também solicitou, ao governo do Estado, pedido para aval de concurso público com 5.400 vagas! A solicitação é para o cargo de soldado, de nível médio. A informação foi confirmada pelo chefe da Seção de Gestão e Coordenação de Concurso e capitão da PMSP, Obrien Pineda Teixeira, durante entrevista.

Caso sejam autorizadas, as oportunidades serão distribuídas em dois editais de 2.700 vagas cada. A solicitação é feita anualmente pela corporação. “A gente tem sempre o otimismo, porque precisamos e é importante a renovação. O completamento do efetivo é uma tarefa árdua, leva tempo. Então quanto antes a gente puder ter um concurso novo aberto para que a gente possa renovar o efetivo vamos sempre trabalhar com afinco para que isso aconteça”, disse o capitão.

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Polícia Civil de Santa Catarina solicita concurso com 829 vagas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

Karolini Bandeira*- Um novo concurso público para a Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC) poderá ser realizado! A corporação confirmou, ao Papo de Concurseiro, que um certame com 829 vagas foi solicitado por deliberação em reunião do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial.

As chances poderão ser providas para os cargos de delegado, escrivão, agente e psicólogo policial — a distribuição das vagas, entretanto, não foi confirmada pela PCSC. “Esse pedido precisa passar pela análise de vários órgãos do Estado até a sanção do Governador”, ressaltou a instituição.

Com base nos últimos concursos da PCSC para os cargos, o nível superior poderá ser exigido como pré-requisito aos candidatos. Os ganhos iniciais poderão variar de R$ 3.842 a R$ 15.820,84.

Último concurso segue válido

Realizado em 2017, o último concurso público da PCSC, com 394 vagas para escrivão e agente, segue válido até dezembro de 2022. Do número de vagas, 200 foram para agente e 194 para escrivão. Para participar, era necessário possuir nível superior.

Os inscritos foram avaliados mediante provas objetivas, Teste de Aptidão Física (TAF), avaliação psicológica e, por fim, curso de formação profissional. A etapa de provas objetivas foi aplicada em Florianópolis, Joinville, Chapecó, Criciúma, Tubarão, Lages, Itajaí e Joaçaba.

Antes de 2017, a última seleção havia sido para o posto de agente, em 2014, e contou com 20.943 inscritos para 340 chances. Para concorrer ao salário inicial de R$ 3.201,84, foi necessário ter curso superior em qualquer área de formação. Os candidatos foram testados por meio de prova de capacidade física, avaliação da aptidão psicológica vocacionada, investigação social, exame toxicológico e curso de formação.

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Seplag/AL trabalha para que concurso de delegados saia neste semestre

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

Para a carreira, é necessário nível superior em direito. A remuneração de delegados da PCAL é de R$ 20.944,97

Karolini Bandeira*- “Estamos trabalhando bastante, junto à Secretaria de Segurança Pública, para que lancemos o certame dos delegados agora no segundo semestre”, informou o secretário do Planejamento, Gestão e Patrimônio de Alagoas, Fabrício Marques Santos. Ainda conforme divulgado pelo secretário, nesta terça-feira (20/7), os estudos para o edital da Polícia Civil do Estado (PCAL) estão avançados e, para sua publicação, as Secretarias ainda precisam “superar questões legais”.

São previstas 40 vagas para a função de delegado. O processo foi encaminhado no início de julho ao Gabinete Civil do governador do Estado para que a “conveniência política da proposição do concurso público” seja analisada e, a partir deste ponto, a corporação elabore o edital.

Para a carreira, é necessário nível superior em direito. A remuneração de delegados da PCAL é de R$ 20.944,97. Segundo o Conselho Superior da PCAL, o concurso contará com as fases de provas objetivas e discursivas, Teste de Aptidão Física (TAF), exames laboratoriais e médicos, avaliações psicológica e de títulos, investigação social e curso de formação policial.

Previsão é que aprovados sejam nomeados no início de 2022

Em entrevista, o secretário Fabrício Marques afirmou que a intenção do Governo de Alagoas é convocar todos os candidatos aprovados no Ciclo de Concursos ainda dentro deste mandato. Com os certames, o Estado deve receber mais de 6 mil novos servidores até o início de 2022.

“Nossa missão é chamá-los imediatamente. Esperamos finalizar toda a seleção até o final do ano para que possamos convocar todos os candidatos até o início do ano que vem. Estamos correndo contra o tempo para selecionar os melhores quadros, que vão nos ajudar a estruturar as políticas públicas para essa década. Com trabalho sério, proximidade e dedicação, é possível mudar a realidade e melhorar as condições de vida do povo alagoano”, pontuou o titular da Seplag.

Na última semana, três editais do Ciclo foram divulgados pela Secretaria do Planejamento: o da Secretaria da Educação, o da Secretaria da Fazenda e o da Procuradoria Geral do Estado. Além deles, também já estão disponíveis os editais para os concursos da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, da Secretaria de Ressocialização, da Secretaria da Saúde e da Polícia Civil.

Inscrições finalizadas para agentes e escrivães

O certame da PCAL vigente conta com 500 vagas para as carreiras de escrivão e agente. Do quantitativo total de vagas, 368 são para agentes de polícia e 132 para escrivães. As vagas são imediatas e exigem nível superior em qualquer área de formação. Os contratados receberão ganhos mensais de R$ 3.971,76 e serão lotados em unidades da corporação em qualquer município, com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

O período de inscrições ficou aberto até às 18h de 12 de julho, pelo site do Cebraspe. A taxa de participação para ambos os cargos foi de R$ 95. Saiba todos os detalhes aqui!

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco 

Concurso PCPB: comissão organizadora sofre alteração

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

Apesar da mudança, publicação do edital continua prevista para o mês de agosto

A comissão organizadora do concurso público da Polícia Civil do Estado da Paraíba (PCPB) teve a composição modificada. A alteração foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (21/7) e não deve impactar as próximas fases do certame.

O documento autoriza a substituição de Fernando Klayton Fernandes de Andrade pela servidora pública Tatiana Matos Barros. Desta forma, o grupo responsável pelo acompanhamento, fiscalização e realização do próximo concurso público PC PB passa a ter a seguinte estrutura:

Marlene Rodrigues da Silva (presidente);
Alcides Magalhães de Souza;
José Carlos da Silva;
Antonio de Arruda Brayner Neto;
Bergson Almeida de Vasconcelos;
Israel Aureliano da Silva Neto;
Tatiana Matos Barros;
Italo Ramon Silva Oliveira (OAB-PB); e
Tulio Cesar Fernandes Neves (Ministério Público da Paraíba).

Segundo o governador da Paraíba, João Azevêdo, a corporação contará com novas 1.400 contratações nos cargos de delegado (120 vagas), escrivão (520 vagas), perito médico (50), técnico em perícia (73), necrotomista (70), agente de investigação (414), perito criminal (77), perito químico (45) e papiloscopista (31).

Estágio atual
A publicação do edital está cada vez mais próxima. No final de junho, o governo do Estado anunciou a escolha do Cebraspe como banca organizadora do certame. De acordo com o delegado da Polícia Civil da Paraíba, Bergson Vasconcelos, o cronograma com todas as informações deve ser divulgado até o mês de agosto.

“A gente está trabalhando para que entre julho ou agosto o edital esteja pronto. A prova acontece, no mínimo, em 90 dias após a publicação do edital. Se o edital sair em julho, as provas acontecem entre outubro ou novembro deste ano”, afirmou.

13 anos sem concurso
O último concurso da corporação aconteceu em 2008. Organizado pelo Cebraspe, a seleção ofertou 1.162 oportunidades de nível médio e nível superior para as funções de delegado, perito, papiloscopista, técnico em perícia, necrotomista e motorista. Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetiva e discursiva, teste de aptidão física, avaliação psicológica, prova prática de digitação (obrigatória para escrivão), avaliação de títulos (obrigatória para cargos de ensino superior) e investigação social.

Membros da comissão organizadora do concurso da PCRJ são afastados

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

Apesar das mudanças, as próximas etapas da seleção não serão impactadas

A comissão organizadora do concurso público da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ) teve sua composição alterada. O afastamento temporário do secretário Allan Turnowski e do corregedor-geral da corporação, Paulo Passos, por força de impedimento legal, foram publicados no Diário Oficial desta segunda-feira (19/7).

Neste período, o subcorregedor da Polícia Civil, Sérgio Lomba, e o assessor-chefe da Assessoria Especial, farão parte do grupo que será presidido pela subsecretária de Gestão Administrativa, Valéria de Aragão Sádio. Apesar das mudanças, as próximas etapas da seleção não deverão ser impactadas.

A contratação da banca ainda não foi divulgada oficialmente. No entanto, o portal de Compras do Governo do Rio de Janeiro informa que o Cebraspe foi o escolhido para organizar o concurso público.

Segundo o governador do RJ, Cláudio Castro, o certame deve ofertar 400 vagas imediatas para as carreiras de delegado, perito criminal, perito legista, inspetor, investigador, técnico de necropsia e auxiliar de necropsia. Os candidatos serão avaliados por prova de conhecimento, exame psicotécnico, exame médico e prova de capacidade física.

Novo concurso público é autorizado para a PCAM; salários de R$ 11 mil a R$ 20 mil

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

As remunerações iniciais variam entre R$11.281,26 e R$20.449,05

A Polícia Civil do Amazonas (PCAM) vai realizar um novo concurso público e já definiu a comissão organizadora. A portaria, que institui o grupo, foi assinada pelo governador Wilson Lima e deve ser publicada no Diário Oficial do Estado nos próximos dias.

O certame ofertará 362 vagas para os cargos de investigador (200), delegado (62), escrivão (62) e perito (38), sendo necessário possuir diploma de nível superior em todas as funções. As remunerações iniciais variam entre R$11.281,26 e R$20.449,05.

Segundo o chefe do Executivo local, a previsão é de que o concurso ocorra ainda este ano para atender às necessidades da corporação, que publicou seu último edital em 2009. O próximo passo após a elaboração do projeto básico será a seleção e contratação da banca organizadora que será responsável pela organização e realização do concurso.

Recomendação do MP

O anúncio já era aguardado pelos candidatos. Em maio, o Ministério Público do Amazonas recomendou a realização deste concurso em até um ano. De acordo com o MP, 25 municípios do Estado não estão tendo o atendimento necessário devido à falta de profissionais.

“A falta de delegados de polícia, investigadores e escrivães compromete o atendimento nas delegacias e a agilidade das investigações. Há delegacias desprovidas de delegado, enquanto estes se encontram cedidos, inclusive para outros estados, exercendo funções outras, em prejuízo ao interesse público local”, disse a promotora de Justiça Marcelle Cristine de Figueiredo Arruda na ocasião.

Mais de dez anos sem concurso

Em 2009, a Polícia Civil do Amazonas realizou seu último concurso público, ofertando 930 vagas para as carreiras de perito odonto legista, perito legista, perito criminal, escrivão de polícia, investigador de polícia e delegado de polícia. A seleção foi realizada por provas objetivas, provas discursivas e teste de aptidão física. Saiba mais!

PPMG: ‘Prepare-se que o edital está saindo’, anuncia subsecretário

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Serão abertas 2.420 vagas para policiais penais

Karolini Bandeira*- Edital à vista! Em transmissão ao vivo nas redes sociais, o subsecretário de Inteligência e Atuação Integrada da Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais, Christian Vianna, informou que o edital de abertura do próximo concurso público da Polícia Penal do Estado (PPMG) deverá ser produzido em até 20 dias úteis, com previsão de ser publicado em agosto.

“A previsão é de, no máximo, 20 dias uteis, mas a gente está correndo para fazer esse edital antes. Então, a nossa previsão é que esse concurso chegue lá no mês de agosto ou um pouquinho depois, na segunda ou terceira semana de agosto. Então, prepare-se que o edital já está saindo. Está muito próximo”, disse Vianna.

Escolhido em 9 de julho, o Instituto Nacional de Seleções e Concursos (Selecon) é o organizador da seleção. O concurso deverá preencher 2.420 vagas para o cargo de policial penal. As chances serão distribuídas entre o sexo masculino (1944) e para o sexo feminino (476). Dessas, 242 serão reservadas para pessoas com deficiência.

Se admitidos, os candidatos receberão um salário inicial de R$4.631,25 com uma carga horária semanal de 40 horas.

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

MP instaura processo para averiguar fraude nas provas do concurso da PCRN

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, fraude, Ministério Público

Karolini Bandeira*- O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) abriu um processo preliminar para analisar a tentativa de fraude na aplicação de provas para os cargos de agente e escrivão do concurso público da Polícia Civil do Estado (PCRN), realizada no último domingo (11/7).

De acordo com despacho de instauração publicado no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira (16/7), o Ministério Público irá tomar as seguintes diligências iniciais:

  • 1) Juntar aos autos cópia do Inquérito Policial nº 014/2021 – DECCOR, registrado sob o nº 0802772-44.2021.8.20.5300 e distribuído ao Juízo de Direito da 10a Vara Criminal;
  • 2) Oficiar ao presidente da Comissão Especial do Concurso PC RN (conforme Portaria nº 065/2020-GDG/PCRN, de 12.3.2020), com cópia deste despacho, solicitando, com urgência, que informe:
    a) os procedimentos adotados pela comissão do concurso na fiscalização da lisura do certame, notadamente os previstos no item 16 do Edital nº 01, de 25 de novembro de 2020, devendo registrar em documento apartado as informações ou esclarecimentos eventualmente sigilosos;
    b) os locais de realização das provas no próximo domingo, dia 18 de julho de 2021, a fim de que possam eventualmente ser visitados por este membro do Ministério Público (preferencialmente em companhia de membros da comissão do concurso);
  • 3) Oficiar à Delegada-Geral de Polícia Civil encaminhando cópia deste despacho para conhecimento, facultando a apresentação dos esclarecimentos ou informações que entender pertinentes no prazo de 10 dias.

Após tentativa de fraude, banca assegura continuidade da seleção

Após um candidato ter sido preso por tentativa de fraude na etapa de provas para agentes e escrivães no concurso da PCRN no último domingo, a banca organizadora do certame, Fundação Getúlio Vargas (FGV), se pronunciou e declarou a continuidade do certame.

Em nota, a FGV declarou que o corpo profissional da empresa é “treinado e capacitado para evitar tais iniciativas criminosas”, além de o sistema de prevenção ser ” reforçado por rígidos procedimentos de segurança, que incluem o uso de detectores de metais e detectores de ponto eletrônico, para evitar que os inscritos portem equipamentos eletrônicos suspeitos”. Seguem, com normalidade, as demais etapas do concurso, inclusive a prova objetiva e discursiva para o cargo de delegado substituto no próximo domingo (18/7). Confira aqui o comunicado na íntegra.

Apesar do pronunciamento da banca, candidatos utilizaram as redes oficias da PCRN para expor, de acordo com os mesmos, a falta de fiscalização e cumprimento da banca com normas de segurança dispostas no edital do certame. Veja!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Delegada-geral anuncia que PCBA terá edital ainda neste semestre

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

Karolini Bandeira*- O concurso público da Polícia Civil da Bahia (PCBA), anunciado pelo governador do Estado, Rui Costa, na última terça-feira (13/7), terá edital de abertura publicado ainda este ano! A informação foi confirmada pela delegada-geral da PCBA, Heloisa Brito, em vídeo publicado nas redes da corporação nesta quinta (15/7).

Segundo a delegada, a previsão é que os aprovados sejam convocados no primeiro semestre de 2022. Brito indica, também, a possibilidade de as provas serem aplicadas ainda em 2021, dependendo do mês da publicação do edital.

“Atenção, concurseiros! No segundo semestre deste ano, será aberto o edital para um novo concurso da Polícia Civil: serão mil vagas distribuídas entre delegados, escrivães e investigadores. A convocação será no primeiro semestre de 2022, conforme anunciou o governador @ruicostaoficial”, escreveu a corporação na publicação.

A PCBA também anunciou a convocação de candidatos aprovados no último concurso do órgão, em 2018. “Para os remanescentes do concurso de 2018, a notícia também é positiva: todos serão convocados em breve. Estamos ansiosos pela chegada de vocês”, celebrou.

Certame autorizado para 1.000 vagas

Na última terça-feira, Rui Costa anunciou o aval para o certame no programa Papo Correria. Conforme anunciado, serão 1.000 vagas, sendo 800 para agentes, 100 para delegados e 100 para escrivães. O governador também informou que a Secretaria da Administração do Governo do Estado da Bahia (Saeb) já foi autorizada, por ele, a dar início aos preparativos da seleção. Saiba mais!

Último concurso

O último concurso da PCBA foi realizado em 2018 e também ofertou 1.000 vagas, sendo 880 para o cargo de investigador, 82 para delegado e 38 para escrivão. As remunerações iniciais na ocasião foram de R$1.074 a R$4.374, a depender da ocupação. Os inscritos passaram por provas objetivas e discursivas, exames biomédicos, teste de aptidão física, exame psicotécnico, provas de títulos e investigação social e de conduta pessoal. A seleção foi organizada pela banca Vunesp, confira!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Chefe da PCMG defende unificação de carreiras na corporação

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Declaração foi dada em publicação que anuncia autorização do novo concurso para a PCMG

Em uma declaração nas redes sociais, o chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, Joaquim Francisco Neto e Silva, citou, pela primeira vez, a possibilidade de unificar as carreiras de ‘investigador’ e ‘escrivão’ em ‘inspetor de polícia’.

A publicação do representante da PCMG anunciava a autorização do governador Romeu Zema para um novo concurso público. “É com grande satisfação que recebemos do governador Romeu Zema a autorização para concurso público destinado a 684 novos policiais civis. Já ingressaram na instituição 781 policiais civis nos últimos dois anos e meio. Portanto, o governador Zema viabiliza 1.465 novos policiais civis para reforçar a segurança pública dos mineiros”.

A seleção oferta 684 vagas para carreira policial e administrativa, sendo 30 para investigador, 397 para escrivão, 62 para delegado, 9 para Médico Legista, 21 para Perito Criminal; 51 para Analista; e 114 para Técnico Assistente.

Um seguidor o questionou acerca da quantidade de oportunidades para investigador e ele defendeu a unificação das carreiras e disse que, assim, haveria “menos burocracia na investigação”.

Está em trâmite na Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei Complementar 65/2021 que trata sobre o tema e prevê a definição dos seguintes cargos na corporação: delegado, inspetor, perito médico-legista e perito criminal.