Com parecer federal, Cebraspe confirma provas do concurso da PF para domingo (23)

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Mais um desdobramento sobre o concurso público com 1.500 vagas para a Polícia Federal (PF). O Cebraspe divulgou na noite da última quarta-feira (19/5), um nota de esclarecimento confirmando a realização das provas do certame para o próximo domingo (23). De acordo com o documento, as provas vão acontecer em todo o país e serão ratificados todos os locais de provas do município de Curitiba PR.

A banca e a PF citam no comunicado um parecer aprovado pelo ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres para que as provas possam acontecer. O documento foi divulgado em resposta a um decreto de Curitiba de restrição para os exames. Mas este texto explica que o certame é de nível nacional, na esfera federal, portanto permite a aplicação das provas em todo o país. A organizadora publicou o documento na íntegra. 

“Em suma, esta Consultoria Jurídica manifesta-se no sentido de que “decretos de natureza estadual ou local exarados com suporte na competência do art. 23 da CRFB/88, para a promoção do direito à saúde, não repercutem sobre atividades, interesses e serviços públicos da União, a exemplo de sua organização administrativa para o provimento de cargos públicos”.

Assim, o parecer federal explica que diante do documento expedido pelo Sr. Prefeito Municipal de Curitiba/PR fica entendido que “as restrições ventiladas, para o desenvolvimento de concursos, adstringem-se àqueles, eventualmente, mantidos pela própria Municipalidade, de modo que não consubstancia óbice ao regular seguimento dos preparativos e da execução da etapa seletiva da Polícia Federal, que ocorrerá naquela capital”.

Ainda segundo o documento, a PF informou que são 321.615 candidatos inscritos, sendo 16.764 apenas no Estado do Paraná, onde 42 locais de provas tiveram que ser contratados para acomodar estes candidatos, todos na cidade de Curitiba. E, diante disso, a possibilidade de impedir a aplicação das provas na cidade, automaticamente levaria a necessidade de cancelamento do concurso em nível nacional, pois, diferentemente das provas do ENEM, que podem ser reaplicadas sem prejuízo para os interessados, não seria possível reaplicar as provas do concurso da Polícia Federal apenas para os candidatos do Paraná em outra oportunidade.

“Ou seja, estar-se-ia admitindo que um ato editado pelo Prefeito de uma cidade transcendesse seus efeitos para o nível nacional, com incalculáveis consequências ao plano de gestão da Polícia Federal, de recomposição de seu quadro de pessoal, já bastante reduzido, conforme exposto no OFÍCIO Nº 81/2021/SECOMP/COREC/DGP/PF, dirigido a esta Consultoria Jurídica.”

Por fim, o texto finaliza explicando que, visando evitar perturbação indevida nos locais de provas, recomenda-se à Polícia Federal que avalie reforçar a segurança nesses pontos, inclusive, se for o caso, mediante solicitação de apoio operacional dos órgãos de segurança pública do próprio Estado do Paraná.

Covid em Curitiba

O último boletim de Curitiba registrou na quarta-feira (19/5), 799 novos casos de covid-19 e 26 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus. Doze destes óbitos ocorreram nas últimas 48 horas.

Desde o início da pandemia foram contabilizadas 5.128 mortes na cidade provocadas pela doença. Na quarta-feira (19/5), a taxa de ocupação dos 525 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 esteve em 95%.  A taxa de ocupação dos 726 leitos de enfermarias SUS covid-19 esteve em 95%. Há 36 leitos vagos.

Números totais

Confirmados – 204.299
Casos ativos – 8.738
Recuperados – 190.433
Óbitos – 5.128

O concurso

O concurso oferece 1.500 vagas para escrivão, agente, delegado e papiloscopista. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) é a banca organizadora.

Os salários variam de R$ 12.522,50 a R$ 23.692,74 e podem ser concorridos por candidatos com nível superior em qualquer área de formação (exceto o posto de delegado que exige graduação em direito, especificamente). Veja tudo sobre o concurso aqui!

As provas do concurso público foram adiadas, por conta da pandemia do novo coronavírus. Segundo o comunicado, ainda na data provável de 14 de maio de 2021, será publicado no Diário Oficial da União e divulgado na internet, no site da banca, edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização da prova objetiva e da prova discursiva, que serão aplicadas na data provável de 23 de maio de 2021.

Cebraspe é oficializado como banca de próximo concurso Agepen de Alagoas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Karolini Bandeira*- Mais um avanço! O Cebraspe foi oficializado como banca organizadora do próximo concurso público com 300 vagas para policiais penais em Alagoas (Agepen/AL), da Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris/AL). A contratação foi anunciada em despacho do governador, Renan Filho, publicado no Diário Oficial do Estado na última terça-feira (06/4).

Veja!

Reprodução/DOEAL

Para atuar como policial penal, é necessário ensino superior completo. O salário base para esta profissão é de R $3.800, podendo chegar a até R$ 9.359, de acordo com a Lei nº 7.993, de 15 de fevereiro de 2018. O último concurso para trabalhar na Polícia Penal do Alagoas foi organizado pela Fundação Apolônio Salles em 2006, com 1.200 oportunidades. A seleção contou com uma prova objetiva de 100 questões de múltipla escolha e um teste de aptidão física. Veja o edital.

Cebraspe será a banca de outros seis editais

O Cebraspe foi confirmado como banca organizadora de seis concursos públicos previstos em Alagoas! A decisão foi divulgada por meio do Despacho 1418/2021 da Seplag, publicado no Diário Oficial do Estado na última segunda-feira (05/4). Segundo a publicação, a empresa ficará responsável pelos editais da Polícia Militar (PMAL), Polícia Civil (PCAL), Corpo de Bombeiros Militar (CBMAL), Secretaria da Fazenda (Sefaz AL), Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris AL) e Secretaria de Educação (Seduc AL). Saiba mais!

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Concursos em Alagoas: Cebraspe é definido como banca organizadora de seis editais

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Karolini Bandeira*- Atenção, concurseiros: o Cebraspe foi confirmado como banca organizadora de seis concursos públicos previstos em Alagoas! A decisão foi divulgada por meio do Despacho 1418/2021 da Seplag, publicado no Diário Oficial do Estado nesta segunda-feira (05/4). Segundo a publicação, a empresa ficará responsável pelos editais da Polícia Militar (PMAL), Polícia Civil (PCAL), Corpo de Bombeiros Militar (CBMAL), Secretaria da Fazenda (Sefaz AL), Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris AL) e Secretaria de Educação (Seduc AL).

Veja o despacho:

Reprodução/DOEAL

 

Sefaz

Conforme autorizado, o concurso da Sefaz AL contará com 35 vagas! A autorização foi divulgada no Diário Oficial de Alagoas e, de acordo com o governador Renan Filho, serão 25 vagas para auditores fiscais e 10 vagas para auditor de finanças e arrecadação. O secretário da Fazenda, George Santoro, informou, também, que os auditores serão lotados prioritariamente na capital do Estado e o edital será o mesmo do último concurso  — sem nenhuma regra alterada. As matérias e conteúdos cobrados também serão as mesmas, apenas com algumas alterações pontuais de legislação atualizada.

De acordo com a própria Secretaria, a expectativa é de que os auditores sejam nomeados até dezembro deste ano.

PC

O edital da PCAL contará com 500 vagas imediatas, sendo 368 para o cargo de agente e 132 para escrivão. Ambas as carreiras tem como pré-requisito nível superior, com salário inicial entre R$ 3.800 e R$ 12.593. De acordo com o governador Renan Filho, o edital deverá ser lançado a partir de abril e não terá limite de idade máxima para ingresso. O último concurso público foi organizado pelo Cebraspe, em 2012, e ofereceu 400 chances para agente da polícia, delegado e escrivão. Veja o último edital! 

PM

Em resposta a seguidores no Instagram, o governador de Alagoas, Renan Filho, informou que o lançamento do edital do concurso da PMAL será feito em abril! O concurso irá oferece 1.060 vagas efetivas. Do número, serão 1.000 para soldado combatente e 60 para oficial combatente. O último concurso para a corporação foi realizado em 2018 e ofertou 500 vagas para atuação no cargo de soldado combatente, com remuneração de R$ 3.744,47. Os candidatos deviam possuir idade entre 18 e 30 anos, nível médio completo, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no mínimo de categoria B, entre outros requisitos. O exame contou com avaliação médica de saúde física e mental, comprovação documental e investigação social, provas objetivas e teste de aptidão física. Saiba mais!

Seris

O próximo concurso da Seris AL contará com 300 vagas para policiais penais! Para atuar como policial penal, é necessário ensino superior completo. O salário base para esta profissão é de R $3.800, podendo chegar a até R$ 9.359, de acordo com a Lei nº 7.993, de 15 de fevereiro de 2018. O último concurso para trabalhar na Polícia Penal do Alagoas foi organizado pela Fundação Apolônio Salles em 2006, com 1.200 oportunidades. A seleção contou com uma prova objetiva de 100 questões de múltipla escolha e um teste de aptidão física. Veja o edital.

Seduc

De acordo com postagem do governador de Alagoas, Renan Filho, a Seduc AL ofertará 3.000 vagas para o cargo de professor. Para se inscrever, será necessário possuir licenciatura na área desejada. O último edital contou com oportunidades para as áreas de artes, biologia, ciências, educação física, filosofia, física, geografia, história, inglês, matemática, português, química e sociologia. Segundo o secretário da Seplag, Fabrício Marques Santos, o governo alagoense está trabalhando para que as provas sejam aplicadas 90 dias após a abertura da seleção.

CBM

Para o CBMAL, o governo confirmou 170 vagas, sendo 150 para soldado combatente e 20 para oficial combatente. Os cargos exigem nível médio e contam com salário inicial entre R$ 1.649,35 e R$ 9.602,72, a depender do cargo. Para concorrer às carreiras, é preciso ter entre 18 e 30 anos de idade, altura mínima de 1,65 para homens e 1,60 para mulheres e possuir CNH de, no mínimo, categoria B. No último concurso, realizado em 2017, os candidatos passaram por prova objetiva, prova discursiva, avaliação médica, teste de aptidão física e investigação social. Saiba mais sobre o último certame!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Novo concurso DPE/RS tem banca organizadora e número de vagas confirmados

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Defensoria Pública

Karolini Bandeira*- É oficial! A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul (DPE/RS) realizará um novo concurso público com dez vagas para defensores! A quantidade de vagas foi confirmada em extrato de contratação publicado no Diário Eletrônico da Defensoria nesta quarta-feira (24/3). O documento também oficializa o Cebraspe como banca organizadora do certame.

Para ser defensor, é necessário possuir ensino superior em direito e experiência mínima de três anos em atividade jurídica.  O último concurso da DPE/RS foi aberto em 2018, com 50 vagas imediatas para a carreira de defensor púbico do estado. A remuneração inicial para o cargo é de R$ 22.213,43. O concurso foi organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC).

Os candidatos passaram por cinco etapas de avaliação:

Primeira fase:
 prova com questões objetivas e de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório;

Segunda fase:
 provas escritas, com questões discursivas, de caráter eliminatório e classificatório;

Terceira fase: sindicância da vida pregressa do candidato; exames de sanidade física, psiquiátrica e aptidão psicológica para o exercício do cargo; entrevista, de caráter eliminatório; e provas orais, de caráter eliminatório e classificatório;

Quarta fase: prova de tribuna, de caráter eliminatório e classificatório;

Quinta fase: prova de títulos, de caráter classificatório.

A prova objetiva contou com 100 questões sobre as disciplinas de língua portuguesa, direito constitucional, direito civil, direito processual civil, direito do consumidor, direito penal, direito processual penal, criminologia, direito das execuções penais, direito da criança e do adolescente, direito tributário, direito administrativo, direitos humanos, direito institucional. Saiba mais! 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Serpro define banca organizadora de nova seleção pública

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, temporário

Órgão não realiza concurso há mais de sete anos

 

Karolini Bandeira*- Foi divulgado, em extrato de contrato no Diário Oficial da União de hoje (12/3), que a próxima seleção do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) para servidores temporários, ficará sob a responsabilidade da banca Cebraspe. O contrato valerá até 10 de março de 2023.

O Serpro não abre concurso público para efetivos há mais de sete anos. O último concurso público, realizado em 2013, contratou 360 profissionais de forma imediata, além de mais contratações por formação de cadastro reserva. Na ocasião, as chances foram para diversas capitais, incluindo Brasília. Ao todo, foram 70.980 candidatos inscritos no certame, o que equivale a uma concorrência média de 197 pessoas por vaga. Os candidatos tiveram que passar por prova objetiva e prova de títulos.

No certame, as oportunidades foram para os níveis médio e superior nos cargos de técnico de enfermagem do trabalho, técnico de suporte administrativo, técnico de segurança do trabalho, médico, engenheiro, advogado, programador visual,  assistente social, entre outros. Aos contratados, foram oferecidos salários de R$ 2.339,11 a R$ 5.203,90, para uma jornada de trabalho de 40 horas. Saiba mais sobre a seleção!

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Após mais de cinco anos de espera, novo concurso Telebras é confirmado; banca definida

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, Empresa pública

Karolini Bandeira* – Atenção, concurseiros! Um novo concurso público da Telecomunicações Brasileiras S.A foi confirmado nesta segunda-feira (8/3). De acordo com o extrato de dispensa de licitação divulgado no Diário Oficial da União (DOU), o organizador responsável pelo certame será o Cebraspe! Infelizmente, quantidade de vagas e outras informações ainda não foram divulgadas.

Última seleção

Realizada em 2015, o último concurso público da Telebras também foi organizado pelo Cebraspe. O edital contou com oferta de 41 vagas imediatas, além de cadastro de reserva, para os cargos de  especialista em gestão de telecomunicações (nível superior) e técnico em gestão de telecomunicações (nível médio). Na ocasião, o salário inicial variou de R$ 2.612,64 a R$ 6.929,58 para jornada de trabalho de 40 horas.

O concurso contou com provas objetiva e discursiva, obrigatórias para ambas as funções. Candidatos a cargos de nível superior ainda foram submetidos à avaliação de títulos. Todas as etapas foram realizadas em Brasília. Saiba mais sobre o certame! 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Renan Filho autoriza concurso Sefaz/AL para 35 vagas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

É o oitavo concurso autorizado pelo governador neste ano! Veja:

 

Karolini Bandeira*- A Secretaria da Fazenda do Estado de Alagoas (Sefaz/AL) vai realizar um novo concurso com 35 vagas! A autorização foi divulgada no Diário Oficial de Alagoas desta quarta-feira (3/2) e, de acordo com o governador Renan Filho, serão 25 vagas para auditores fiscais e 10 vagas para auditor de finanças e arrecadação.

Com tramitação em andamento, a Secretaria já anunciou a escolha da banca organizadora. A escolhida foi o Cebraspe! A informação foi divulgada pelo secretário da fazenda, George Santoro, através das redes sociais. O secretário esclareceu também que os auditores serão lotados prioritariamente na capital do Estado e o edital será o mesmo do último concurso  — sem nenhuma regra alterada. As matérias e conteúdos cobrados também serão as mesmas, apenas com algumas alterações pontuais de legislação atualizada.

De acordo com a própria Secretaria, a expectativa é de que os auditores sejam nomeados até dezembro deste ano.

 

Outros sete editais foram autorizados pelo Governo de Alagoas

Ao todo, o governo do Estado de Alagoas autorizou a realização de sete concursos públicos nas áreas de educação, saúde, segurança e direito. No total, serão oferecidas 6.280 vagas. A previsão para o lançamento dos editais é entre abril e junho deste ano.

De acordo com a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) e também com a postagem de Renan Filho, serão 1.060 vagas para a PM, sendo 1.000 para soldado combatente e 60 para oficial combatente; e 170 para o CBMAL, sendo 150 para soldado combatente e 20 para oficial combatente. A Seduc ofertará 3.000 vagas para o cargo de professor, enquanto o concurso para a PC destinará 500 vagas, sendo 368 para o cargo de agente e 132 para escrivão. A Sesau terá a oferta de 1.200 vagas de nível técnico e nível superior, já a Agepen pode contar com 300 novos contratados. E, por fim, a PGE oferecerá 15 vagas destinadas ao cargo de Procurador do Estado.

“O Governo de Alagoas enfrenta o desafio de realizar concursos públicos em todas as áreas para melhorar as políticas públicas prestadas pelo Estado e oferecer oportunidades às pessoas”, disse o governador, durante transmissão nas redes sociais. Saiba mais!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Agepen/AL: concurso com 300 vagas tem banca organizadora escolhida

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O governo alagoano se comprometeu a realizar sete concursos; mais de 6 mil vagas ao todo

 

Karolini Bandeira*- Mais um avanço! O Cebraspe foi escolhido como banca organizadora do próximo concurso público com 300 vagas para policiais penais em Alagoas (Agepen/AL), da Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris/AL). De acordo com documento da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio do Estado (Seplag/AL), a proposta apresentada pela examinadora em 25 de fevereiro foi “aprovada em todas as condições”. Agora, para o contrato ser formalizado, falta apenas a aprovação da Procuradoria Geral do Estado (PGE/AL).

Imagem: Reprodução

 

O documento, encaminhado ao Cebraspe nesta terça-feira (2/3), foi assinado pelo secretário de Estado Fabrício Marques Santos.

Para atuar como policial penal, é necessário ensino superior completo. O salário base para esta profissão é de R $3.800, podendo chegar a até R$ 9.359, de acordo com a Lei nº 7.993, de 15 de fevereiro de 2018. O último concurso para trabalhar na Polícia Penal do Alagoas foi organizado pela Fundação Apolônio Salles em 2006, com 1.200 oportunidades. A seleção contou com uma prova objetiva de 100 questões de múltipla escolha e um teste de aptidão física. Veja o edital.

 

Outros seis editais foram autorizados pelo Governo de Alagoas

Ao todo, o governo do Estado de Alagoas autorizou a realização de sete concursos públicos nas áreas de educação, saúde, segurança e direito. No total, serão oferecidas 6.245 vagas. A previsão para o lançamento dos editais é entre abril e junho deste ano.

De acordo com a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) e também com a postagem do governador Renan Filho, serão 1.060 vagas para a PM, sendo 1.000 para soldado combatente e 60 para oficial combatente; e 170 para o CBMAL, sendo 150 para soldado combatente e 20 para oficial combatente.  A Seduc ofertará 3.000 vagas para o cargo de professor. O concurso para a PC destinará 500 vagas, sendo 368 para o cargo de agente e 132 para escrivão. A Sesau terá a oferta de 1.200 vagas de nível técnico e nível superior. E, por fim, a PGE oferecerá 15 vagas destinadas ao cargo de Procurador do Estado.

“O Governo de Alagoas enfrenta o desafio de realizar concursos públicos em todas as áreas para melhorar as políticas públicas prestadas pelo Estado e oferecer oportunidades às pessoas”, disse o governador, durante transmissão nas redes sociais. Saiba mais!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Escolhida banca organizadora do novo concurso da PMAL, com 1.060 vagas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, educação, segurança

Karolini Bandeira*- O Cebraspe foi escolhido como banca organizadora do próximo concurso público da Polícia Militar de Alagoas (PMAL). De acordo com documento da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio do Estado (Seplag/AL), a proposta apresentada pela examinadora em 22 de fevereiro foi “aprovada em todas as condições”. Agora, para o contrato ser formalizado, falta apenas a aprovação da Procuradoria Geral do Estado (PGE/AL).

 

 

O documento, encaminhado ao Cebraspe nesta terça-feira (24/2), foi assinado pelo secretário de Estado Fabrício Marques Santos.

 

Edital em abril

Em resposta a seguidores no Instagram, o governador de Alagoas, Renan Filho, informou que o lançamento do edital do concurso da PMAL será feito em abril! O concurso irá oferece 1.060 vagas efetivas. Do número, serão 1.000 para soldado combatente e 60 para oficial combatente. O último concurso para a corporação foi realizado em 2018 e ofertou 500 vagas para atuação no cargo de soldado combatente, com remuneração de R$ 3.744,47. Os candidatos deviam possuir idade entre 18 e 30 anos, nível médio completo, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no mínimo de categoria B, entre outros requisitos. O exame contou com avaliação médica de saúde física e mental, comprovação documental e investigação social, provas objetivas e teste de aptidão física. Saiba mais!

 

Outros quatro editais foram autorizados pelo governo de Alagoas

Ao todo, o governo do Estado de Alagoas autorizou a realização de cinco concursos públicos nas áreas de educação, segurança e direito. No total, serão oferecidas 4.745 vagas. A previsão para o lançamento dos editais é entre abril e junho deste ano.

De acordo com a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) e também com a postagem do governador, serão 1.060 vagas para a PM, sendo 1.000 para soldado combatente e 60 para oficial combatente; e 170 para o CBMAL, sendo 150 para soldado combatente e 20 para oficial combatente. Para as duas corporações, o grau de escolaridade exigido será o ensino médio completo, tanto para soldado quanto para oficial.

A Seduc ofertará 3.000 vagas para o cargo de professor. Já o concurso para a PC destinará 500 vagas, sendo 368 para o cargo de agente e 132 para escrivão. Por fim, a PGE oferecerá 15 vagas destinadas ao cargo de Procurador do Estado. Nestes três certames, o nível de escolaridade exigido será o superior completo. “O Governo de Alagoas enfrenta o desafio de realizar concursos públicos em todas as áreas para melhorar as políticas públicas prestadas pelo Estado e oferecer oportunidades às pessoas”, disse o governador, durante a transmissão nas redes sociais. Saiba mais!

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Definida banca organizadora do próximo concurso do Coren/CE

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Um novo concurso vem aí! Foi definida, nesta quinta-feira (18/2), a banca organizadora que ficará responsável pelo próximo concurso do Conselho Regional de Enfermagem do Estado do Ceará (Coren/CE). De acordo com extrato de dispensa de licitação publicado no Diário Oficial da União, a seleção será organizada pela Cebraspe. Cargos, vagas e salários ainda não foram divulgados.

Veja o documento:

O conselho é composto por nove cargos: fiscal, técnico administrativo, assistente administrativo, gerente, assessor, motorista, ouvidor, controller e procurador jurídico. Para trabalhar nas carreiras, é necessário possuir ensino médio ou superior completo. De acordo com o site do Conselho, a jornada de trabalho varia de 30 a 40 horas semanais. De acordo com publicação no portal em 2015, os profissionais da instituição recebem como salário inicial de R$1.905,07 a R$8.440,08.

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco