Tribunais de Justiça: saiba quais órgãos devem abrir concurso este ano

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira judiciária, Concursos, Concursos Públicos, tribunal, Tribunal de Justiça

Karolini Bandeira*- Falta pouco! Sete Tribunais de Justiça estão avançando os estudos para a realização de um novo concurso. As carreiras são de níveis médio e superior e os salários previstos são de arregalar os olhos! Confira, abaixo, o panorama de concursos de Tribunais em 2022:

TJMG

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) irá abrir vagas para oficial judiciário, de nível médio, e analista judiciário, de nível superior. A comissão organizadora do concurso já foi definida e o projeto básico divulgado. O processo de contratação da banca organizadora será iniciado em 1° de fevereiro e o edital de abertura deve ser publicado entre março e abril de 2022. Saiba mais!

TJDFT

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) já até criou a página de acompanhamento do próximo concurso público previsto. A página está disponível no site do Tribunal. A previsão é de que, até o início de fevereiro, seja publicado o edital de abertura com a oferta de 93 vagas para analistas e técnicos judiciários. A FGV é a banca.

TJTO

O próximo concurso do Tribunal de Justiça de Tocantins (TJTO) está próximo de sair, com 63 vagas. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi confirmada como a organizadora no projeto básico da seleção. Serão vagas imediatas e formação de cadastro reserva para os cargos de contador e técnico judiciário, que exigem, respectivamente, nível superior e nível médio. Saiba!

TJMA

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) irá abrir um novo concurso para a carreira de juiz substituto COM salário inicial R$ 30.404,47. A comissão organizadora responsável pelo planejamento do edital e condução do certame já foi formada. O número de vagas ainda não foi divulgado.

TJAP

Também é aguardado, desde 2021, um concurso do Tribunal de Justiça do Amapá para juízes. A FGV foi definida como banca organizadora em maio do ano passado. Para concorrer ao cargo, é necessário possuir ensino superior completo em direito e ter, no mínimo, três anos de prática jurídica, exercidas após a obtenção do grau de Bacharel. A remuneração inicial de profissionais da carreira é de R$ 30.404,40.

TJPI

O presidente do Tribunal de Justiça do estado, desembargador José Ribamar de Oliveira, falou sobre a previsão de edital com 100 vagas para servidores. Em entrevista ao Jornal do Piauí, ele afirmou que os cargos contemplados ainda não foram confirmados, mas devem ser os de técnicos e analistas judiciários, sendo a maioria para analista. A previsão é publicar o edital ainda neste semestre, até março. Ele também falou que a banca organizadora será escolhida em breve. Veja!

TJMS

O concurso previsto do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul será para o quadro de apoio. A FGV também foi a escolhida para organizar o certame e o edital deve sair em breve com mais informações.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

TJMS tem novo concurso confirmado e já tem banca organizadora definida

Publicado em Deixe um comentárioCarreira judiciária, Concursos, Concursos Públicos, Tribunal de Justiça

Karolini Bandeira*- O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) confirmou a realização de um novo concurso para o quadro de servidores de apoio efetivos. Uma dispensa de licitação publicada no Diário Eletrônico nesta quinta-feira (20/1), confirma a Fundação Getúlio Vargas (FGV) como a banca organizadora do certame, que deve ser lançado ainda em 2022.

A banca ainda deverá ser oficializada mediante assinatura do contrato. As vagas serão para analista judiciário, de nível superior. No edital anterior, em 2017, o cargo de analista teve ganhos iniciais de R$4.913,79, além de auxílio alimentação, assistência médica, assistência pré-escolar, auxílio transporte e exames periódicos. A carga de trabalho é de 40 horas semanais.

Número de vagas e outras informações ainda não foram confirmadas.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

TJMG: documento define etapas e disciplinas do concurso

Publicado em Deixe um comentárioCarreira judiciária, Concursos, Concursos Públicos, Tribunal de Justiça

Karolini Bandeira*- Publicado nesta quinta-feira (20/1), o projeto básico do concurso do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) revela alguns detalhes do edital de abertura, como as fases avaliativas, o conteúdo programático das provas e as especialidades dos cargos ofertados.

O cargo de oficial judiciário terá como requisito nível médio/técnico. Confira as áreas:

  • Oficial de justiça (nível médio)
  • Assistente técnico de controle financeiro (nível técnico em contabilidade)

No nível superior, o concurso abrirá vagas como analista judiciário nas seguintes áreas:

  • Administrador (graduação em Administração ou Gestão Pública)
  • Analista de Tecnologia da Informação (graduação em Tecnologia da Informação e experiência mínima de dois anos na área)
  • Analista Judiciário (graduação em Direito)
  • Assistente Social (graduação em Serviço Social)
  • Bibliotecário (graduação em Biblioteconomia)
  • Contador (graduação em Ciências Contábeis)
  • Enfermeiro (graduação em Enfermagem)
  • Engenheiro Civil (graduação em Engenharia Civil)
  • Engenheiro Eletricista (graduação em Engenharia Elétrica e registro no órgão competente);
  • Engenheiro Mecânico (graduação em Engenharia Mecânica e registro no órgão competente);
  • Médico (graduação em Medicina)
  • Psicólogo (graduação em Psicologia)
  • Revisor Jurídico (graduação em Letras ou Direito)

Os ganhos iniciais para oficial judiciário será de R$ 2.986,57. Já para analista judiciário, será de R$ 4.677,09. Os servidores do TJMG também terão benefícios como auxílio-alimentação de R$ 1.100, auxílio-transporte de R$150 e auxílio-saúde.

De acordo com o projeto básico, a estimativa é que o concurso atraia 130 mil candidatos, sendo 100 mil para cargos de nível médio e 30 mil para nível superior. A taxa de inscrição terá o valor de R$ 80 para oficial e R$ 100 para analista.

Apesar da previsão do presidente do Tribunal, segundo o documento, o edital de abertura deve ser publicado entre março e abril de 2022. O processo de contratação da banca organizadora será iniciado em 1° de fevereiro.

Provas

O concurso será composto por provas objetivas para todos os cargos e provas discursivas para as funções de nível superior. O exame objetivo contará com 60 questões de múltipla escolha. Os itens serão sobre língua portuguesa, noções de direito, noções de informática, conhecimentos específicos e raciocínio lógico.

As provas serão aplicadas em Belo Horizonte, Betim, Contagem, Diamantina, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

TJTO publica projeto básico de concurso e oficializa banca para 63 vagas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira judiciária, Concursos, Concursos Públicos, Tribunal de Justiça

Karolini Bandeira*- A banca organizadora do próximo concurso do Tribunal de Justiça de Tocantins (TJTO) foi contratada. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi confirmada no projeto básico da seleção, documento que define as etapas e detalhes de um concurso público.

Serão 63 vagas imediatas e formação de cadastro reserva para os cargos de contador e técnico judiciário, que exigem, respectivamente, nível superior e nível médio. Para técnicos serão 58 vagas, enquanto a área de contador tem a oferta de cinco chances. A remuneração inicial varia de R$ 7.312,99 a até R$ 12.243,37.

Os inscritos passarão por prova objetiva com 80 questões e redação. Os exames serão realizadas nos municípios de Palmas, Araguaína e Gurupi. A expectativa é de que as etapas sejam realizadas no primeiro semestre de 2022.

Concurso de 2018 suspenso

Em 2018, o TJTO abriu concurso com 30 vagas para os cargos de técnico judiciário, analista judiciário e oficial de justiça avaliador. A banca responsável pelo certame seria o Cebraspe.

O concurso, entretanto, foi suspenso após Ministério Público do Estado (MPE/TO) mover ação para anular o contrato entre o órgão e a banca, por haver indícios de irregularidades no procedimento licitatório, segundo a determinação. O certame, além das 30 vagas, teria formação de cadastro reserva. A remuneração para analista judiciário era de R$ 11.876,31, para o cargo de oficial seria R$ 13.703,43 e, para técnico, R$ 7.093,74.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Edital do concurso do MPGO considera inconveniente ‘regata, short e minissaia’ na hora da prova

Publicado em Deixe um comentárioCarreira judiciária, Concursos, Concursos Públicos, Goiás

Em 2019, em outro concurso do órgão, também houve a restrição de vestuário, candidatos foram impedidos de fazer a prova, porque estavam de bermuda e chinelo

Helena Dornelas* – No edital do novo concurso do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) são listados peças de roupas que seriam consideradas inconvenientes para serem usadas pelos candidatos durante as provas. O mesmo ocorreu no processo seletivo do órgão em 2019.

O texto do edital não deixa explícito se o candidato será ou não impedido de fazer o exame se estiver com algumas das roupas sinalizadas. Como apontado no quesito 5.8.1: “Para as provas preambular e subjetivas, não serão considerados convenientemente trajados os candidatos que estiverem com:

a) camiseta regata e blusa de alças;
b) roupa ou parte da roupa em material transparente;
c) bermuda, macaquinho ou short;
d) mini blusa ou minissaia;
e) traje de banho.”

O especialista em concursos públicos Max Kolbe, do escritório é Kolbe Advogados Associados,  explica que o edital não é o meio hábil para considerar inconveniente o uso de short ou minissaia durante a realização de provas de um concurso público. “Esse tipo de preconceito, além de poder ser considerado discriminação velada, não encontra amparo na lei, quiçá na norma constitucional. Muito pelo contrário, a Administração Pública deve pautar seus atos com base na lei. Esse tipo de orientação, além de não ser razoável, vai de encontro com ao interesse social de selecionar, por meio do concurso público, o candidato mais bem preparado para o exercício do cargo. Assim, não seria proporcional impedir que determinado candidato realize um concurso em virtude do tipo de roupa que está vestindo, sob pena de ofensa a inúmeros direitos fundamentais”, esclarece.

São oferecidas 39 vagas ao cargo de promotor de justiça substituto, com salário de R$ 28,8 mil. A primeira prova está prevista para janeiro de 2022.

Reincidência

Em 2019, em outro concurso do órgão, também houve a restrição de vestuário, candidatos foram impedidos de fazer a prova, porque estavam de bermuda e chinelo. Na época o MP – Go, disse ter seguido o protocolo sinalizado no edital e que “fez ampla divulgação do no site e em comunicado que definia as roupas.”

Nesta quinta-feira! TJRJ vai publicar edital de concurso com mais de 100 vagas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira judiciária, Concursos, Concursos Públicos, Tribunal de Justiça

Concurso abrirá 132 vagas para técnicos e analistas

Karolini Bandeira*- O edital de abertura do concurso público para técnicos e analistas judiciários do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) será publicado na noite desta quinta-feira (30/9) no site da banca organizadora, Cebraspe, e na sexta (1°), no Diário Oficial Eletrônico. As inscrições deverão ser reabertas entre os dias 4 e 13 de outubro no site da banca, conforme informado pelo órgão.

Ainda de acordo com o novo cronograma confirmado pelo TJRJ, as provas objetivas e discursivas estão previstas para serem aplicadas em 5 de dezembro. Já o resultado final do certame deverá ser publicado em abril de 2022.

Das vagas, 122 são para analistas judiciários e dez para técnicos judiciários. Candidatos à função de técnico deverão pagar taxa de participação no valor de R$ 80, por ser de nível médio; e candidatos a analista pagarão taxa de R$ 100, por ser superior.

Suspensão em 2020

O concurso do TJRJ, suspenso em 2020 devido à pandemia de covid-19, oferta 132 vagas para os cargos de analistas e técnicos e está sob responsabilidade do Cebraspe. A remuneração inicial para o cargo de técnico de atividade judiciária do TJRJ vai de R$ 3.870,06 a R$ 6.373,89. Já um analista judiciário do órgão começa recebendo de R$ 6.373,89 a R$ 9.560,88.

Os técnicos deverão exercer jornadas de trabalho de 40 horas semanais. As chances serão para as seguintes cidades: Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Vassouras e Volta Redonda.

Para o cargo, é necessário possuir certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão competente.

Os candidatos serão avaliados por provas objetivas, contando com disciplinas de conhecimentos gerais (língua portuguesa, legislação especial, noções de direitos das pessoas com deficiência, ética no serviço público) e conhecimentos específicos (noções de direito – administrativo, constitucional, processual civil e processual penal e legislação).

Já para analistas, que exercerão jornadas de trabalho de 40 horas semanais, a seleção será composta por provas objetivas, discursiva e avaliação de títulos. A prova contará com disciplinas de conhecimentos gerais (língua portuguesa, legislação especial, ética no serviço público e noções dos direitos das pessoas com deficiência) e conhecimentos específicos de cada especialidade.

As chances são para analista judiciário nas especialidades de assistente social, médico, médico psiquiatra, psicólogo, contador, comissário de justiça da infância, da juventude e do idoso, execução de mandados, analista de gestão de TIC, analista de infraestrutura de TIC, analista de negócios, analista de projetos, analista de segurança da informação e analista de sistemas.

Os aprovados poderão ser lotados em Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Vassouras e Volta Redonda. Saiba mais aqui!

O concurso mais procurado

Segundo levantamento realizado pelo Gran Cursos Online, o concurso para técnicos e analistas do TJRJ foi o mais procurado no primeiro semestre de 2020. A pesquisa revelou que a seleção registrou mais de 600 mil buscas e ficou na frente de grandes certames, como o da Polícia Rodoviária Federal (PRF) — que atingiu a marca de mais de 400 mil pesquisas.

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Número de vagas do concurso público do TJRJ é reduzido

Publicado em Deixe um comentárioCarreira judiciária, Concursos, Concursos Públicos, Tribunal de Justiça

Karolini Bandeira*-  Com retomada prevista, o concurso público do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) teve algumas mudanças contratuais com a banca organizadora aprovadas pelo presidente do Tribunal, desembargador Henrique Figueira, nesta sexta-feira (17/9). Entre as alterações, foi autorizada a redução do número de vagas para provimento imediato ofertadas: de 160 passou para 132.

A decisão, proposta pela Diretoria-Geral de Gestão de Pessoas do tribunal (DGPES) e publicada no Diário da Justiça, também incluiu a formação de cadastro reserva no concurso. O quantitativo foi reduzido após nova avaliação da necessidade do quadro de pessoal do TJRJ.

Edital segue suspenso

O concurso do TJRJ, suspenso em 2020 devido à pandemia de covid-19, oferta 132 vagas para os cargos de analistas e técnicos e está sob responsabilidade do Cebraspe. A remuneração inicial para o cargo de técnico de atividade judiciária do TJRJ vai de R$ 3.870,06 a R$ 6.373,89. Já um analista judiciário do órgão começa recebendo de R$ 6.373,89 a R$ 9.560,88.

Os técnicos deverão exercer jornadas de trabalho de 40 horas semanais. As chances serão para as seguintes cidades: Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Vassouras e Volta Redonda.

Para o cargo, é necessário possuir certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão competente.

Os candidatos serão avaliados por provas objetivas, contando com disciplinas de conhecimentos gerais (língua portuguesa, legislação especial, noções de direitos das pessoas com deficiência, ética no serviço público) e conhecimentos específicos (noções de direito – administrativo, constitucional, processual civil e processual penal e legislação).

Já para analistas, que exercerão jornadas de trabalho de 40 horas semanais, a seleção será composta por provas objetivas, discursiva e avaliação de títulos. A prova contará com disciplinas de conhecimentos gerais (língua portuguesa, legislação especial, ética no serviço público e noções dos direitos das pessoas com deficiência) e conhecimentos específicos de cada especialidade.

As chances são para analista judiciário nas especialidades de assistente social, médico, médico psiquiatra, psicólogo, contador, comissário de justiça da infância, da juventude e do idoso, execução de mandados, analista de gestão de TIC, analista de infraestrutura de TIC, analista de negócios, analista de projetos, analista de segurança da informação e analista de sistemas.

Os aprovados poderão ser lotados em Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Vassouras e Volta Redonda. Saiba mais aqui!

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Concurso TJDFT: Especialista explica como se preparar antes mesmo do edital

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira judiciária, Concursos, Concursos Públicos

Um novo concurso para o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios foi anunciado recentemente pelo  presidente do órgão, Romeu Gonzaga Neiva e tem gerado grandes expectativas entre os concurseiros. Neiva afirmou que a minuta do edital deve ser preparada em breve.

Segundo o especialista do IMP Concursos, Sérgio Gaúcho, professor  das disciplinas de Direito Administrativo, Lei Orgânica do DF e Regimento Interno dos Tribunais, há uma grande necessidade pela realização do concurso e, os futuros candidados já podem ir se preparando! Confira algumas dicas:

Em média, antes do edital, quantas horas de estudo são necessárias?

A quantidade de horas de estudo varia muito de acordo com cada candidato. O mais importante é a constância. Estudar todos os dias, aproveitar todo o tempo vago, inclusive aos finais de semana e se programar para quando sair o edital, tentar se dedicar exclusivamente aos estudos.

Em linhas gerais, quais as matérias o candidato precisa priorizar antes do edital?

Para começar, ele deve priorizar aquelas que possui maior dificuldade. No concurso do TJDFT, além das disciplinas consideradas básicas para todos os concursos (Língua Portuguesa, Constitucional, Administrativo e Informática), são exigidos conhecimentos em Civil, Processo Civil, Penal, Processo Penal, Lei de Organização Judiciária, Regimento e Provimento. Portanto, são justamente essas disciplinas que devem ser priorizadas nos estudos. Muita atenção com a legislação específica do Tribunal. Alguns preferem deixar para estudar essa disciplina quando sair o edital, mas, eu acho arriscado, porque o conteúdo é muito extenso. Por fim, é imprescindível que o candidato faça uma análise individual. Não adianta gabaritar uma disciplina e zerar outra. O mais importante é, dentro de cada disciplina, verificar quais são os conteúdos mais relevantes, e, para isso, deve-se buscar orientação com especialista de cada disciplina.

Antes do edital, como o candidato deve dividir seu tempo entre as disciplinas que precisa estudar, resolução de exercícios e revisão?

Isso depende da quantidade de horas que o candidato possui para estudar. Mas é fundamental que faça resumos, pequenas anotações, as famosas fichas de estudos para poder revisar todo o conteúdo mais próximo da prova. Uma estratégia que eu considero eficiente é estudar a teoria e no mesmo dia fazer alguns exercícios. No dia seguinte, o candidato faz uma revisão rápida do que estudou no dia anterior e assim, sucessivamente. No final de semana, utiliza um turno para revisar o conteúdo estudado. Assim, estará sempre relembrando. Estudo é repetição para memorização!

Você aconselha a estudar várias disciplinas ao mesmo tempo ou uma de cada vez? Por que?

Se o candidato possui disciplina de estudos, ou seja, tem um horário definido exclusivamente para isso, acho válido estudar mais de uma matéria por dia, fechando o ciclo de estudos por semana. Porém, para aqueles que estudam em horários variados, quando conseguir um tempo vago, acho válido estudar uma disciplina por vez. Assim, o candidato não se frustra, pois, se no dia marcado para determinada matéria surgir um imprevisto, não irá bagunçar todo o planejamento. Estudando uma matéria até esgotar o conteúdo, o candidato usa todo o tempo livre. Venceu aquela disciplina parte para a próxima. Mas repito, tem que haver constância. Não adianta gabaritar uma disciplina e zerar outra.

A matéria de regimento interno pode ser um diferencial na aprovação, tanto para o cargo de analista como de técnico?

Com certeza, pois costumam ser cobradas várias questões e é um conteúdo muito específico. Mas não é somente o Regimento Interno. O candidato deve estudar as três legislações internas do TJDFT: Lei de Organização, Regimento e Provimento.

Como estudar a disciplina antes do lançamento do edital?

Se o candidato for estudar sozinho, sem um curso específico, aconselho fazer, primeiramente, uma leitura geral. Depois, estude a composição e organização do Tribunal, em seguida o processo judicial. Não há grandes diferenças no estudo diferenciado por cargo, inclusive, existem algumas questões de Técnico mais difíceis do que de Analista.

Quais os pontos mais importantes a serem estudados?

Organização e composição do Tribunal e alguns assuntos sobre o processo judicial (distribuição e sessões) e ações específicas. Contudo, o mais importante é que, dentro de cada capítulo, o candidato priorize os conteúdos que costumam ser mais cobrados. Para isso, tem que ser feita uma análise das últimas provas e, se possível, ter orientação com um especialista da disciplina. Estudar legislação sozinho é complicado, porque aquilo que pode parecer um “bicho de sete cabeças”, pode ser solucionado numa rápida explicação técnica.

Quais os principais erros que os alunos cometem na hora de estudar a disciplina?

  •   Tentar decorar tudo.
  •   Achar que tudo é importante.
  •   Não fazer exercícios
  •   Não revisar.

TJDFT acumula 405 cargos vagos

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) sofre com déficit de 405 cargos vagos, sendo 219 na função de técnico judiciário e 186 de analista judiciário. Os números são confirmados pelo Portal da Transparência do órgão, com dados referentes a abril de 2021.

Apesar da vacância no quadro de servidores e de já ter confirmado a intenção de viabilizar um novo concurso para efetivos com levantamento de cargos vagos, a pasta adiantou ao Papo de Concurseiro em maio que não haverá tempo hábil para realização desse concurso ainda em 2021, tendo em vista que o processo não chegou sequer à fase de contratação de banca examinadora. “Estamos apenas no levantamento de necessidades”, frisou o TJDFT.

Último concurso

O último concurso, realizado em 2015, contou com 71.831 candidatos disputando 80 vagas abertas. Houve cargos em que a disputa contou com mais de mil participantes por oportunidade. Foi o caso do posto de técnico judiciário de área administrativa, cargo de maior disputa, com 46.692 inscritos para 36 vagas, ou seja, 1.334 pessoas por chance.

O órgão convocou 920 aprovados durante a validade do edital. Outros 127 foram convocados por outros órgãos de peso do Poder Judiciário, como Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), Superior Tribunal Militar (STM) e Superior Tribunal de Justiça (STJ), entre outros.

Preparatórios para concursos oferecem aulas gratuitas; veja programação

Publicado em Deixe um comentárioautorização, cadastro reserva, carreira bancária, Carreira diplomática, Carreira fiscal, Carreira judiciária, CLT, comissionado, Concursos

A semana começou com diversas opções de aulas e preparações para auxiliar os concurseiros. Alguns preparatórios, como o Gran Cursos Online e o IMP concursos oferecem aulões para concursos públicos todos os dias e de forma gratuita! Veja a programação:

IMP Concursos

Agenda de lives para agosto

Almoço Constitucional
Com Orlando Junior
Todas as segundas às 13h (09/08, 16/08, 23/08, 30/08)

Informática para Gabaritar
Prof: Renato Mafra
Todas as quartas às 13h00 (11/08, 18/08, 25/08)

Quartas Pedagógicas
Com Victor Soares
Todas as quartas às 19h (11/08, 18/08, 25/08)

Gramaticalizando
Com Raquel Cesário
Todas as quintas às 18h (12/08, 19/08, 26/08)

LC 840/11 do Zero
Prof: Suzele Veloso
Todas as sextas às 12h30 (13/08, 20/08, 27/08)

Psico do Concurseiro
Com Gabriele Issa
Todas as sextas às 13h30 ( 13/08, 20/08, 27/08)

Gran Cursos Online

Check-lists por disciplina Receita Federal Auditor e Analista

Nesta segunda-feira, o professor Leonardo Albernaz estará ao vivo no nosso canal do YouTube às 8 horas ministrando a aula de Administração Geral.

Treinamento intensivo Banco do Brasil Escriturário

Hoje, às 8h, o professor Cid Roberto conduz a aula de Conhecimentos Bancários.

Projeto 80/20 SEFAZ AL

Participe do projeto 80/20 para o concurso Sefaz AL.

8h – Direito Penal

18h – Língua portuguesa

20h – Tecnologia da Informação

Semana Decisiva PM AL

Confira a programação do dia!

9h – História – professor Admilson Costa

11h – Inglês – professor Goofy

19h – Língua portuguesa – professor Lucas Lemos

Treinamento intensivo INSS: Técnico do Seguro Social

Acompanhe a aula de Raciocínio Lógico do professor Josimar Padilha às 10 horas.

Treinamento intensivo Agepen PA

Treine noções de Direito Processual Penal com o professor Ismael Souto a partir de 10h para o concurso Agepen PA.

Código Civil artigo por artigo

Participe da live com o professor Daniel Carnacchioni a partir das 11h e fique por dentro das Obrigações Solidárias.

AFO e LRF 2021

O professor Anderson Ferreira conduz a aula e AFO e LRF 2021 no nosso canal do YouTube a partir das 15h.

Concurso Público: agenda do dia de aulas – Noturno

Operação Gramatical

Prepare-se para o concurso PCDF com a nossa Operação Gramatical. O professor Lucas Lemos ministra a aula de Sintaxe do período simples a partir das 18h.

Semana decisiva PM MG – Soldado

Não deixe de assistir à aula de Direito Penal Militar do professor Érico Palazzo. O evento começa às 18h.

TJDFT riscando o edital em exercícios

Você já está se preparando para o próximo do concurso TJDFT? Então, não deixe de participar da nossa aula de Direito Constitucional com o professor Aragonê Fernandes às 18h.

Concurso Banco do Brasil: semana de imersão em matemática financeira

Acompanhe a nossa semana de imersão em matemática financeira. Hoje, às 19h, o professor Marcelo Leite conduz a aula.

Concurso CGU: o que estudar em cada matéria?

O professor Anderson Ferreira explica o que estudar na disciplina de AFO a partir das 19h no nosso canal do YouTube.

Gran Pós Direito Premial e o enfrentamento ao crime organizado

Não de participar deste evento! Os professores Felipe Leal e Geilza Diniz estarão ao vivo no nosso canal do YouTube a partir das 19h.

Semana Decisiva concurso Sefaz CE

Confira a aula de Direito Tributário da professora Maria Christina às 19h.

Treinando Peças Práticas

Treine Peças Práticas com a professora Luana Davico a partir das 19h.

Estudo Dirigido TCU 2021

Não perca a aula de Contabilidade Pública do professor Rodrigo Machado às 20 horas!

Concurso TCU: como estudar por questões

O professor Anderson Ferreira ministra a aula de AFO no nosso canal do YouTube às 20 horas.

Concurso SEDF Temporário

Confira neste evento tudo sobre conhecimentos pedagógicos. O evento será transmitido pelo nosso canal do YouTube às 20h.

#TBTInformativos

Acompanhe tudo com o professor Valcir Spanholo às 20h.

Vagas da semana! Concursos abertos oferecem mais de 16.000 vagas

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Carreira diplomática, Carreira fiscal, Carreira judiciária, carreira militar, Concursos, Concursos Públicos

CRN1

O Conselho Regional de Nutricionistas Da 1ª Região (CRN1), nas regiões do Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Tocantins, oferta cinco vagas imediatas e formação de cadastro de reserva para os níveis médio e superior. O período de inscrições ficará aberto entre 28 de junho e 22 de agosto, pelo site da banca Iades. Saiba mais aqui!

CRO-GO

O Conselho Regional de Odontologia de Goiás (CRO-GO) oferece 20 vagas. As oportunidades são para advogados, com lotação em Goiânia.  As inscrições podem ser feitas pelo site do Instituto Quadrix até 23h59 do dia 10 de agosto. A taxa de participação custa R$ 65. Saiba mais!

IFRJ

O concurso do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) oferece 53 vagas imediatas em cargos dos níveis médio, técnico e superior. Inscrições de 27 de julho a 22 de agosto, pelo site do organizador. Saiba mais!

TJRS

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) abre concurso público para os cargos de analista judiciário e técnico judiciário em informática. Os salários iniciais variam de R$ 4.712,55 a R$ 7.352,93. Inscrições até 20 de agosto, veja!

CRMV-RO

O concurso do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Rondônia (CRMV/RO) visa contratar 99 profissionais de nível médio e nível superior. Os contratados ganharão até R$ 6.400. Inscrições pelo site do Instituto Quadrix até 19 de agosto, às 23h59.

CBMERJ

São ofertadas, ao todo, 3.000 vagas temporárias para todo o estado. Do quantitativo total, 2.548 vagas são para soldados e 452 para oficiais. A remuneração varia de R$ 3.452,55 (soldado) a R$ 7.940,78 (oficial). As inscrições deverão ser feitas pelo site da Funrio até 13 de agosto. Saiba mais!

CRT1

O Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 1ª Região abriu 395 vagas, entre imediatas e para cadastro de reserva, distribuídas entre os cargos de assistente administrativo, assistente de manutenção, agente de fiscalização, assistente de tecnologia da informação e assistente técnico.As inscrições poderão ser feitas até dia 10 de agosto. Saiba mais!

UFMG

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) abriu três novos concursos públicos para professores do magistério superior. Os profissionais  irão receber ganhos de R$ 4.472,64 a R$ 9.616,18. Inscrições até 11 de novembro! Saiba todos os detalhes aqui.

Seduc AL

São oferecidas 3.000 vagas para professores em todo o estado.  Para participar, é necessário possuir ensino superior completo na área de atuação. A jornada semanal será de 30 horas, para remuneração de R$ 2.433,95. Os interessados poderão se inscrever a partir das 10h de 16 de julho, unicamente pelo site do Cebraspe. As inscrições serão aceitas até 20 de agosto, às 18h. Saiba mais!

Fundsaúde

No estado do Ceará, a Fundação Regional de Saúde (Funsaúde) oferce mais de 6.000 vagas para profissionais que tenham níveis médio ou superior. Os salários variam entre R$ 2.200,00 e R$ 23.833,33. Para participar, As inscrições seguem até às 16h do dia 19 de agosto de 2021, exclusivamente via internet por meio do site da FGV. Saiba mais!

Polícia Militar da Paraíba

O novo edital de abertura do concurso público da Polícia Militar da Paraíba (PMPB) oferece 30 vagas imediatas e ganhos iniciais de de R$ 7.791,20. O período de inscrições será aberto a partir das 16h de 2 agosto, no site da banca organizadora Fundação Getulio Vargas (FGV). As inscrições poderão ser realizadas até 30 de agosto. Saiba mais!

Tribunal de Justiça Militar de MG

O Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais (TJM/MG) oferece 27 vagas imediatas com formação de cadastro reserva para oficiais e analistas judiciários, cargos dos níveis médio e superior. Os salários são de atéR$4.677,09.  As inscrições serão aceitas pelo site do Instituto Consulplan de 4 de outubro a 4 de novembro. Saiba mais!

TJSP

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) oferece 845 vagas para escrevente judiciário, que exige ensino médio completo. Os salários iniciais são de R$4.981,71.Interessados podem se inscrever até 2 de setembro, pelo site da Fundação VunespSaiba mais!