Depen publica contrato com banca organizadora que fará concurso com 309 vagas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, DOU, Governo federal, Poder Executivo

O extrato de contrato com a banca organizadora que será responsável pela organização do próximo concurso público do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão integrante do Ministério da Justiça e Segurança Pública, foi divulgado no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (2/4).

 

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) foi o escolhido para selecionar os 309 melhores candidatos aos cargos de agente federal de execução penal (294 vagas de nível médio) e especialista federal em assistência à execução penal (15 vagas de nível superior).

 

 

O concurso foi autorizado logo no primeiro dia de 2020, pelo Ministério da Economia. O prazo máximo para publicação do edital de abertura é de até seis meses, ou seja, até junho.

 

O último concurso público do Depen também contou com a organização do Cebraspe e ofereceu 258 oportunidades em 2015. De acordo com a banca, inscreveram-se 52.595 candidatos – uma concorrência geral média de 253 pessoas por chance. O posto com maior procura foi o cargo 9, área 3, para agente penitenciário federal, com 31.629 inscrições.

 

309 vagas no Depen: delegado especialista em carreiras policiais dá dicas para estudos iniciais

 

Gostou da notícia? Comente no FórumCW!

CMO aprova autorização para reajuste de policiais no Distrito Federal

Publicado em Deixe um comentárioCâmara dos Deputados, carreira militar, Carreira policial, Distrito Federal

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou nesta terça-feira (10) a proposta (PLN 1/20) que autoriza a recomposição salarial para agentes de segurança pública do Distrito Federal, por meio do reajuste de 25% na Vantagem Pecuniária Especial (VPE) devida aos policiais e bombeiros militares e do aumento linear de 8% para os policiais civis, ambos retroativos a janeiro último. O projeto ainda será votado no Plenário do Congresso Nacional.

O texto também abre possibilidade de reajuste para os policiais dos ex-territórios de Amapá, Rondônia e Roraima.

O deputado Luis Miranda (DEM-DF) justificou o reajuste. “A inflação acumulada, desde que não foi dado nenhum aumento para os policiais do DF, já chega a 76,31%. Desde 2010 que não tratamos deste assunto. O ajuste que conseguimos na Polícia Civil do DF foi de apenas 15,76%. É uma diferença de mais de 60%”, afirmou.

Já o deputado Marcel Van Hattem (Novo-RS) foi contrário ao projeto porque o texto não estaria de acordo com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, ao não especificar os impactos fiscais e por ser retroativo. Ele questionou ainda a prioridade dada à despesa.

“Nós temos que nos perguntar se a saúde pública está boa no DF, se a educação está boa no DF. Se esse recurso que está indo para um lado não vai fazer falta no outro. O fundo é um só e nós, como deputados federais e senadores, temos responsabilidade com esse recurso, porque é um recurso da União”, disse Van Hattem.

O relator da proposta, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), afirmou que o reajuste já está previsto no âmbito do Fundo Constitucional do Distrito Federal.
Ele defendeu o reajuste aos policiais, que considerou uma decisão política.

Em resposta a Van Hattem, Gomes citou o reajuste aprovado para os policiais de Minas Gerais acertado pelo governador Romeu Zema, do Novo. O reajuste no estado foi superior a 41%.

Van Hattem disse, no entanto, que integrantes do partido estão pedindo ao governador que reconsidere o reajuste.

 

Coronavírus

Na mesma reunião, a CMO aprovou a Medida Provisória 921/20, que destinou recursos para o resgate, em fevereiro, de brasileiros que estavam na China isolados por causa do coronavírus.

A MP abriu crédito extraordinário de quase R$ 11,3 milhões em favor do Ministério da Defesa. O relator, deputado Márcio Marinho (Republicanos-BA), recomendou a aprovação.

A medida ainda precisa ser votada pelos Plenários da Câmara dos Deputados e do Senado.

Fonte: Agência Câmara de Notícias 

PCDF confirma que banca organizadora do concurso sai em 15 dias

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Victória Olímpio – O concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) terá a banca organizadora responsável pelo certame publicada nos próximos 15 dias! A informação foi confirmada nesta segunda-feira (2/3), pela assessoria do órgão.

Também nesta segunda, o direitor-geral da corporação, Robson Candido, afirmou que novas informações serão anunciadas nos próximos dias. Na semana passada o diretor também afirmou que estão trabalhando para o edital ser publicado o mais rápido possível.

Até o momento, a seleção encontra-se em fase de escolha da banca organizadora. O cronograma será informado posteriormente, após a finalização dos procedimentos.

Sobre o concurso

O certame foi autorizado no início de setembro de 2019 pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), que anunciou 600 vagas imediatas e 1,2 mil para cadastro de reserva. A autorização foi feita em solenidade que deu posse a 83 peritos criminais, aprovados em concurso de 2016. Ibaneis assinou ainda a convocação de 100 oficiais e 750 praças da PMDF para curso de formação.

PCPR tem data para publicação do edital do concurso com 400 vagas

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Victória Olímpio * – O deputado do Paraná Mauro Moraes anunciou em suas redes sociais a data para publicação do edital do concurso público da Polícia Civil do Estado (PCPR)! Apesar da banca organizadora ainda não ter sido definida, o deputado afirmou após reunião com o Secretário de Segurança e o diretor geral da PC, que o edital será publicado em 3 de março.

 

 

Ainda não há previsão de contrato com a banca. O concurso foi autorizado em novembro de 2019 e prevê 400 vagas, sendo 50 para delegados, 300 para investigadores e 50 para papiloscopistas.

Na mesma data também será publicado o edital do concurso público da Polícia e os Bombeiros militares do estado. O concurso visa o provimento de 2.400 vagas para soldados policiais militares (PMPR) e soldados bombeiros militares (CBM/PR). A Fundação da Universidade Federal do Paraná (Funpar) foi a banca contratada para organização do certame.

* Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende

PCRJ define bancas e anuncia previsão para lançamento dos editais

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Victória Olímpio * – Foi divulgado pelo Instagram da Secretaria de Polícia do Rio de Janeiro (PCRJ) a banca organizadora que será responsável pelos novos concursos públicos! O Instituto AOCP foi a contratada para organização e realização dos certames para os cargos de inspetor de polícia, investigador de polícia, auxiliar de necropsia, técnico de necropsia, perito criminal e perito legista.

Também foi anunciado pelo delegado Flávio Brito, subsecretário de gestão administrativa, que os candidatos poderão realizar concursos para todas as áreas, visto que a datas das provas não irão coincidir. O edital está programado para sair até o final de março e as provas previstas para a segunda quinzena de maio.

Outro anúncio realizado foi a definição do Instituto Acesso como banca organizadora contratada para realização do concurso para delegado de polícia. A banca ficará responsável por realizar todas as fases do certame. A previsão é que o edital seja publicado até o final de março e em meados de maio ocorrerá a primeira fase.

Em novembro o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, autorizou 864 vagas, sendo 597 para inspetor de polícia, 118 para investigador de polícia, 54 para perito legista, 47 para delegado de polícia, 20 para perito criminal, 16 para técnico policial de necropsia e 12 para auxiliar de necropsia.

Concurso Agepen/DF: professor dá dicas e comenta seleção que vai abrir mais de 1.000 vagas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Dicas de estudo, Distrito Federal

Victória Olímpio * – O concurso da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen/DF) vem criando muita expectativa entre os concurseiros! Autorizado pela Secretaria de Estado de Economia do DF, a previsão é de que sejam ofertadas 1.179 vagas de agentes de execução penal , sendo 400 para provimento imediato e 779 para formação de cadastro de reserva.

Segundo o professor Érico Palazzo, delegado da PCDF e coordenador de carreiras policiais do Gran Cursos Online, a expectativa para o concurso é grande, levando em consideração a grande quantidade de inscritos do último concurso, lançado em 2014. “O número de inscritos deve ser grande, uma vez que é umas das polícias penais mais bem pagas do Brasil e é um concurso que não acontece há um tempo”.

Com as nomeações previstas para julho de 2021, é provável que nesse primeiro semestre seja definida a banca organizadora. O professor aponta também que o edital deve ser publicado ainda nesse primeiro semestre ou no início do segundo. “Não dá para ter noção ainda de qual será a banca organizadora, mas o Distrito Federal tem realizado muitos concursos com a banca Cespe e o Iades. Acredito que uma dessas duas será a contratada”.

Sobre o tempo para se preparar para o concurso, Érico garante que é um tempo suficiente para se preparar para o concurso, visto que as provas não devem ocorrer nos próximos seis meses, mas é necessário começar os estudos desde já, não deixando para estudar quando a banca for definida ou o edital publicado.

Para ele algumas matérias são prováveis que sejam cobradas, levando em consideração o cargo, como as Leis de execuções penais, Lei de abuso de autoridade, Lei de tortura, além das disciplinas de português, informática e direitos – humanos, constitucional, administrativo, penal e processo penal.

Como dicas, o professor afirma ser importante levar em consideração o último concurso, focando nos tópicos e nas matérias, fazendo as devidas atualizações das leis. “Refazer a última prova também pode ser bom para ter noção de como pode ser cobrada as disciplinas, além de se atentar aos requisitos também é importante”.

O que você achou da notícia? Comente no Fórum CW.

 

* Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende

PMSP define banca do concurso com 5.400 vagas para soldados

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Victória Olímpio * – Foi publicada nesta quarta-feira (19/2) no Diário Oficial de São Paulo (DOSP) a definição da banca organizadora do concurso público da Polícia Militar de São Paulo (PMSP). A Fundação para Vestibular da Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho” (Vunesp) foi a contratada para organização e realização do certame, que prevê a oferta de 5.400 vagas para soldado PM 2ª Classe.

 

 

Para assumir o cargo é necessário ser brasileiro, ter idade mínima de 17 anos e máxima de 30 anos, ter estatura mínima, descalço e descoberto, de 1,55 para o sexo feminino e 1,60 para o sexto masculino, possuir nível médio completo e ser habilitado para condução de veículo motorizado entre as categorias “B” e “E”.

No final de janeiro o governo autorizou a PMSP adotar as providências necessárias para a abertura de concursos públicos visando o provimento de 5.605 cargos. Para o cargo de soldado serão dois concursos previstos para provimento, respectivamente, de 2.700 cargos em maio e 2.700 cargos em novembro de 2021.

Também foram autorizadas vagas para:

  • 41 vagas para 2º Tenente Médico PM, com previsão de posse em dezembro de 2020;
  • 130 vagas para Aluno Oficial PM, com previsão de posse em janeiro de 2021;
  • 26 vagas para 2º Tenente Dentista PM, com previsão de posse em dezembro de 2021;
  • 2 vagas para 2º Tenente Veterinário PM, com previsão de posse em dezembro de 2021;
  • 6 vagas para 2º Tenente Farmacêutico PM, com previsão de posse em dezembro de 2021.

O que você achou da notícia? Comente no Fórum CW. 

* Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende

Concurso PM e CBM da Bahia é suspenso por decisão judicial

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, suspensão

Victória Olímpio * – O Secretário da Administração e os Comandantes Gerais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia suspenderam o concurso público para Seleção de candidatos ao Curso de Formação de Soldado da PM e CBM do Estado. A publicação foi feita pelo site do IBFC, banca organizadora do certame. De acordo com a publicação, a suspensão será até o julgamento final do mérito ou modificação da mencionada decisão judicial.

 

 

Em 20 de janeiro a Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE/BA) impetrou mandado de segurança e o Tribunal de Justiça do estado (TJBA) suspendeu o concurso. Os editais apresentavam diversas falhas, que violam os direitos dos candidatos, bem como os princípios constitucionais da dignidade da pessoa humana, razoabilidade, proporcionalidade, isonomia e igualdade de gênero, uma vez que há exigência de exames invasivos para as candidatas, o que não acontece com os concursandos homens.

Outra falha apontada no edital é a a comprovação da idade máxima deve ocorrer no momento da inscrição do concurso, conforme entendimento do STF; e não do Curso de Formação, como consta no edital, que, por sinal, também não prevê qual será a data de realização. A Defensoria também destacou a desproporcionalidade das vagas para o sexo masculino e feminino e exige que seja estabelecido um percentual superior a 20% de vagas para mulheres.

Sobre o concurso

As chances são para o curso de formação de soldado. No total, são oferecidas 1.250 oportunidades, que exigem nível médio de formação. Para a PM são destinadas mil vagas, sendo 900 para homens e apenas 100 para mulheres. Já para o Corpo de Bombeiros são 250 oportunidades, sendo 207 para homens e apenas 43 para mulheres.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, exames pré-admissionais (avaliação psicológica e exames médicos-odontológicos), teste de aptidão física e exame de documentação e investigação social. Depois dessas etapas, o candidato se tornará aluno do curso de formação e receberá, a título de bolsa, o equivalente a um salário mínimo (R$ 998). Já a remuneração, após a aprovação no curso, é de até R$ 3.410,68, com gratificações.

Os aprovados serão lotados nas cidades de Salvador, Interior Juazeiro, Interior Feira de Santana, Interior Ilhéus, Interior Vitória da Conquista, Interior Barreiras, Interior Itaberaba, Interior Teixeira de Freitas, Interior Alagoinhas, Interior Itabuna, Interior Porto Seguro, Interior Jequié, Interior Paulo Afonso, Interior Santo Antônio de Jesus. Saiba mais.

* Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende

Governo do Pará anuncia 3.900 vagas para Polícia Civil e Militar

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Victória Olímpio * – Foi anunciado pelo Governo do Pará, através da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad) a realização de novos concursos públicos para Polícia Civil e Polícia Militar! Ao todo, deverão ser ofertadas 3.900 oportunidades, sendo 2.405 para a PM e 1.495 para a PC.

Para a Polícia Civil, as oportunidades serão destinadas para delegado, escrivão, investigador e papiloscopista. Já para a Polícia Militar, as vagas são para o curso de formação de praças combatentes e curso de formação de oficiais combatentes.

O prazo para a abertura da licitação, que irá escolher a empresa organizadora dos concursos será realizada entre 17 e 19 de fevereiro. Após a escolha da empresa responsável para a execução dos certames, novos editais serão divulgados com informações sobre a realização de inscrições, cargos, salários e vagas disponíveis.

Para a titular da Seplad, Hana Ghassan, a realização dos concursos públicos, faz parte de um conjunto de ações do governo do Pará, para assegurar os direitos da sociedade.

“O concurso da Polícia Civil e Polícia Militar será realizado para incentivar e fomentar os que buscam exercer a atividade pública, além de aumentar o efetivo da categoria e dar mais seguridade ao cidadão, para que ele possa exercer o seu direito de forma digna, como conviver em sociedade , trabalhar e poder aproveitar os momentos de lazer”, disse Hana Ghassan.

Concurso PCPA

Na última terça-feira (4/2), o Presidente do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (CONCPC), delegado Robson Candido, divulgou em sua conta do Instagram que a previsão é que o lançamento do edital seja para o segundo semestre deste ano. A publicação do delegado aponta 1.495 para policiais civil, sendo 265 para delegados e 1.230 para agentes.

Concursos 2020

Para o ano de 2020, o governo do Estado prevê 11 concursos públicos. Confira:

  • Procuradoria Geral do Estado (PGE) – Área Administrativa (Nível Médio e Nível Superior);
  • Secretária de Educação (SEDUC) – Nível Superior;
  • Secretaria de Saúde do Estado do Pará (SESPA) – Nível Médio e Nível Superior;
  • Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) – Nível Médio e Nível Superior;
  • Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (FASEPA) – Nível Médio e Nível Superior;
  • Hospital Ophir Loyola (HOL) – Nível Médio e Nível Superior;
  • Hospital de Clínicas Gaspar Viana (FHCGV) – Nível Médio e Nível Superior;
  • Polícia Civil do Estado do Pará (PCPA) – Nível Superior;
  • Polícia Militar do Estado do Pará (PMPA)
  • Universidade do Estado do Pará (Uepa);
  • Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe)

O que você achou da notícia? Comente no Fórum CW.

* Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende
* Com informações da Agência Pará

Polícia Civil do Pará prevê lançamento do edital com 1.500 vagas para segundo semestre

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

O concurso foi autorizado em setembro de 2019 e previa 1.500 vagas

Victória Olímpio * – O Presidente do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (CONCPC), delegado Robson Candido, divulgou em sua conta do Instagram a previsão para publicação do edital do concurso público da Polícia Civil do Pará (PCPA)! O certame foi anunciado pelo governador do Estado, Helder Barbalho, em abril e autorizado em setembro de 2019, prevendo 1.500 vagas.

A publicação do delegado aponta um número menor de vagas, para 1.495 policiais civil, sendo 265 para delegados e 1.230 para agentes. A previsão é que o lançamento do edital seja para o segundo semestre deste ano. Segundo a publicação, são 5.600 vagas em lei e o efetivo atual é de 3.170, tendo um déficit de 43,39%.

 

 

“Por ser Presidente do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia – CONCPC, dialogo diretamente com os diretores ou delegados gerais das diversas polícias do nosso Brasil, nesse contexto, conversando com o Delegado-Geral da Polícia Civil do Pará, Alberto Teixeira, sobre déficit dos cargos, valorização das polícias judiciárias, ele me contou que está com concurso autorizado para as carreiras de delegado e agente de polícia. Vai publicar, provavelmente, no segundo semestre desse ano, com nomeação, estimada, para o primeiro semestre de 2022. Notícia excelente, em prol da valorização das nossas polícias judiciárias”.

Além das vagas para delegado e agentes, a autorização do certame também previa oportunidades para investigador, escrivão e papiloscopista.

Último concurso da PCPA

Em 2016 a Polícia Civil realizou o último concurso, ofertando 500 vagas para os cargos de investigador de polícia civil (300), escrivão de polícia civil (180) e papiloscopista (20). As remunerações foram de R$ 5.204,05. O concurso foi realizado sob responsabilidade de Fundação Carlos Augusto Bittencourt (Funcab).

A seleção foi realizada por prova objetiva, prova de capacitação física, exame médico, exame psicológico e investigação criminal e social. A prova objetiva contou com disciplinas de língua portuguesa, noções de informática, raciocínio lógico, noções de direito – constitucional, administrativo, penal e processual penal, legislação especial, noções de medicina legal, noções de identificação e noções básicas de química.

O que você achou da notícia? Comente no Fórum CW.