2.100 vagas autorizadas! Especialista dá dicas para próximo concurso da PMDF

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, PMDF, segurança

Não espere o lançamento do edital para começar a estudar! Um bom preparo deve ser feito com antecedência e iremos te ajudar nisso:

A Secretaria de Estado de Economia do Distrito Federal autorizou, na última quinta-feira (3/2), a realização de um novo concurso público para a Polícia Militar (PMDF). O edital deve trazer a oferta de 2.100 vagas para o cargo de soldado. Se o seu sonho é seguir a carreira policial, você não pode ficar para trás e, por isso, conversamos com um especialista que irá te ajudar a se preparar para o edital e, quem sabe, alcançar o objetivo de trabalhar na Segurança Pública.

Para o professor de direito penal do Gran Cursos Online e delegado Érico Palazzo, é possível sim começar a se preparar agora. Até porque, conforme relembra o especialista, o edital foi autorizado mas não está iminente. “A prova não vai acontecer daqui a um, dois meses. O concurso acaba de ser autorizado, depois disso será feita a escolha da banca, isso vai passar por um processo licitatório que leva algum tempo e depois é que teremos a publicação do edital. Isso sem falar que, no Distrito Federal, tem que ter pelo menos noventa dias entre o edital e a data da realização da prova. Na pior das hipóteses, a prova que irá acontecer daqui a seis meses”, enfatiza. “Dá tempo daquela pessoa que quer começar a estudar agora ser aprovada? Sim, dá tempo, desde que ela estude da maneira correta e se dedique muito.”

O detalhe conta

Com base no concurso de 2018, Palazzo aposta em um equilíbrio de quantidade de questões na próxima prova. Por isso, não dá para ignorar uma ou outra questão, já que, segundo o especialista, o detalhe pode ser um fator decisivo para a aprovação. “No último concurso, língua portuguesa teve oito questões, língua inglesa teve quatro, matemática e raciocínio lógico teve cinco, atualidades teve quatro, legislação aplicável à PMDF foram seis questões e criminologia teve três — todas essas vão totalizar trinta questões que estavam nos conhecimentos básicos. Nos conhecimentos específicos, que também são trinta questões, é a parte do direito. E foram exatamente cinco itens pra cada disciplina de direito”, cita.

“O que que eu quero dizer com tudo isso? Que a distribuição das questões é muito uniforme. O concurso da PMDF não costuma ser um concurso, como a gente vê em outros lugares, que tem trinta questões de português e duas questões de atualidades. Não dá pra menosprezar qualquer disciplina, porque todas elas serão relevantes para aquele aluno que quer ser aprovado.”

Outro ponto importante de se atentar é que a concorrência em concursos públicos só crescem. É aguardada uma alta disputa no próximo concurso da PMDF e Palazzo explica o porquê: “Cada vez mais as pessoas se interessam pelas carreiras policiais. Antigamente tinha um perfil e estereótipo policial que hoje em dia é cada vez menos é notado. Ainda mais em um concurso da Polícia Militar do DF, que é reconhecida nacionalmente como a melhor Polícia Militar do Brasil em termos de estrutura e em termos salariais. Essa informação acaba atraindo muitas pessoas para a seleção.”

Planejamento

O único jeito de conquistar a aprovação é estudando com um bom material. Um material que, segundo o especialista, deve ser confiável e atualizado. “Hoje em dia não se estuda mais com aquela apostila que era comprada em banca de jornal. São necessários materiais detalhados, porque as bancas têm cobrado questões cada vez mais difíceis e aprofundadas”, indica Palazzo.

Já tem o material de estudo ideal? Ótimo, agora é colocar tudo em prática! Uma dica do professor é realizar questões dos últimos concursos (principalmente do mais atual, de 2018) e, sempre que possível, revisar as matérias estudadas para maior fixação. “Como o último edital não foi publicado há tanto tempo assim, a tendência é que as disciplinas que serão cobradas agora venham bem parecidas aquelas que foram cobradas nele”, sugere.

Uma das mudanças esperadas pelo especialista deve ser nos itens sobre o Distrito Federal. “Dentro de atualidades, deve se atentar agora a uma disciplina específica chamada RIDE, região integrada de desenvolvimento do DF do entorno — que é como se fosse assim, atualidades do DF. Ela está de acordo com a lei de concursos do DF, então com certeza é uma disciplina que vai ser cobrada no próximo certame.”

Como método de estudo, o professor indica o planejamento de um ‘ciclo de estudos’, que é definir um cronograma de preparação para cada disciplina de acordo com a relevância de cada uma delas. “A gente sugere que o estudo por disciplina seja de uma a duas horas. Mais do que isso, você acaba perdendo o foco naquela disciplina e fica cansado. O ideal é que o aluno estude de uma a duas horas, no máximo e depois passe para outra. Ele faria esse ciclo entre todas as disciplinas do concurso. Esse ciclo deve ter uma sequência.”

A quantidade de disciplinas por dia vai depender da experiência de estudo do candidato, conforme explica o profissional: “É muito conteúdo, é muita coisa que tem que absorver. Para aquele aluno iniciante, é melhor estudar menos disciplinas e, a medida que vai finalizando cada uma delas, devem ser incluídas outras no ciclo. Alunos mais experientes que estudam há mais tempo podem fazer um ciclo com todas as disciplinas que venham a cair no concurso.”

Teste físico

“O TAF da Polícia Militar do DF é um dos TAFs mais difíceis que tem nas policias militares espalhadas pelo Brasil”, atenta Érico Palazzo. Mas, calma! O Teste de Aptidão Física (TAF) também não é um bicho de sete cabeças. Com o preparo correto, é possível ser aprovado no TAF com uma boa pontuação e sem roteiro de filme de terror.

São quatro testes, explica o professor: barra fixa, abdominal remador, corrida de doze minutos e natação. Academia é o suficiente? Para o professor, fazer academia e crossfit é bom para tornar a pessoa ativa nas atividades físicas e dar um melhor condicionamento físico e aeróbico. “Entretanto, eu sugiro que cada candidato faça um simulado desses quatro testes pra ver se está pelo menos próximo de atingir os índices pedidos. Se estiver muito distante, é fundamental que comece o quanto antes a a treinar especificamente pro TAF”, pontua.

A dica é simular ao máximo o ambiente do exame. “A sua a corrida no TAF não vai ser na esteira. Você vai correr numa pista de atletismo, então é ideal que você treine correndo na rua, em um lugar plano ao invés de correr na esteira. Por isso, é sempre recomendado que você faça um um treinamento bem específico para o teste de aptidão física.”

Conciliando os estudos

O concurso da PMDF possui diversas etapas de avaliação. Isto pode assustar quem está chegando por agora, mas Palazzo assegura que não tem com o que se preocupar. “Entre as fases, temos o psicotécnico, a investigação da vida social e os exames médicos. São fases que não exigem uma preparação prévia, pelo menos por agora. A única fase além da objetiva e da discursiva que exige uma preparação é o teste de aptidão física”, comenta. O TAF, sim, deve ter um preparo com antecedência, conforme continua o especialista: “Não dá tempo de iniciar a preparação depois que passa a prova objetiva ou discursiva. Faz parte, desde já, o estudo pra prova objetiva, o estudo de redação e uma preparação para o teste de aptidão física.”

Para o profissional, o ideal é separar um tempo específico para o TAF de duas a três vezes na semana. “É suficiente pra você ver um progresso e chegar mais tranquilo no teste.”

Ainda não comecei a me preparar. Dá tempo?

Segundo Palazzo, não há tempo de estudo ideal. “É óbvio que aquelas pessoas que desde o último concurso já vem estudando largam na frente”, afirma. “Mas aquele candidato que comece agora a estudar com seriedade e com dedicação tem total capacidade de ser aprovado.”

“Eu tenho certeza absoluta que na formatura da Polícia Militar e no curso de formação a gente vai encontrar diversos candidatos que começaram a estudar pra este concurso e começaram a estudar pra concursos públicos, no geral, em 2022. Então, só depende do candidato. Só depende da dedicação dele e do esforço dele.”

Concurso PMPR: curso de formação em abril é o desejo do secretário, afirma deputado

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, segurança

Karolini Bandeira*- Após a cobrança de maior agilidade no concurso da Polícia Militar do Paraná (PMPR), feita pelo deputado Mauro Moraes na última terça-feira (18/1), o secretário da Segurança Pública do Estado, Coronel Romulo Marinho, se posicionou sobre a continuidade e andamento do certame para soldados. Segundo o deputado, Marinho garantiu que a secretaria irá notificar os classificados sobre as datas a serem definidas em breve.

“Marinho também disse ao parlamentar que o Executivo já está em negociação com a banca para resolver entraves relacionados ao pagamento adicional do contrato, garantindo, desta maneira, que as aulas do Curso de Formação de Soldados sejam iniciadas em abril”, publicou o perfil de Mauro Moraes.

O parlamentar ainda orienta que os candidatos aprovados verifiquem o e-mail e  busquem informações diretamente na página da Secretaria de Segurança Pública. “Vou continuar acompanhando todo o processo de seleção dos novos policiais e bombeiros militares, cobrando celeridade na conclusão do processo e início do Curso de Formação.”

As provas foram realizadas em junho de 2021. Os candidatos ainda devem passar pela avaliação psicológica, pesquisa social e documental e pelo curso de formação.

2.400 vagas

Organizado pelo Núcleo de Concurso da Universidade Federal do Paraná (NC/UFPR), o certame conta com 2.400 vagas, sendo 2 mil para soldado policial militar e 400 para soldado bombeiro militar. Os postos exigem nível médio de formação escolar.

De acordo com o edital, o salário varia de R$ 1.933,63 a R$ 4.263,67. Para concorrer ainda é necessário ter no máximo 30 anos de idade na data do primeiro dia de inscrição.

Os aprovados a PM poderão ser lotados em Curitiba, Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel; já os classificados a bombeiro poderão trabalhar em Curitiba, Londrina e Cascavel. Saiba mais!

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Aditivo que impedia retomada dos concursos da PCAL e PMAL é assinado

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, segurança

Karolini Bandeira*- O aditivo de contrato entre a Secretaria de Planejamento e Gestão de Alagoas (Seplag) e a banca organizadora Cebraspe, que estava atrasando a retomada e divulgação de um novo cronograma dos certames da Polícia Civil e Militar (PCAL e PMAL), foi assinado nesta quarta-feira (17/1). Agora, os cronogramas com o restante das etapas dos concursos já podem ser publicados.

O comunicado foi dado pelo secretário da Seplag, Fabrício Marques, nas redes. Segundo o representante, os novos editais de retomada deverão ser publicados até 21 de janeiro.

“Nós fomos comunicados ontem a noite sobre a decisão judicial do juiz, doutor Manoel Cavalcante, em relação ao nosso concurso da Polícia Militar para o cargo de oficial. Hoje pela manhã nós analisamos o teor completo da decisão e em cumprimento nós iremos retomar e publicar o edital de retomada até o dia 21 de janeiro, já com a data provável da próxima etapa do concurso que é o TAF”, informou Marques.

São 1.560 vagas

O concurso da PMAL oferece 1.060 vagas de nível médio, sendo 1.000 para soldados e 60 para oficiais. Os contratados receberão remuneração de R$4.250,06 (soldado) e R$2.768,17 (oficial). As inscrições foram aceitas até 28 de junho de 2021. Os inscritos passarão por prova de conhecimentos, teste de aptidão física, avaliação médica das condições de saúde física e mental, avaliação psicológica, comprovação documental, investigação social e exame toxicológico.

Para a PCAL, são 500 vagas para as carreiras de escrivão e agente. Do quantitativo total de vagas, 368 são para agentes de polícia e 132 para escrivães. Os contratados receberão ganhos mensais de R$ 3.971,76.

Ambos os certames foram suspensos após a Operação Loki. A investigação constatou a atuação de um esquema nacional criminoso de fraude.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Deputado cobra novo cronograma e agilidade no concurso da PMPR e CBMPR

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Por meio das redes, o deputado e membro da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Paraná, Mauro Moraes (PSD), pediu a publicação de um novo cronograma de atividades e a continuação imediata do concurso público para soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Estado (PMPR e CBMPR).

“Há um descaso total da banca com os candidatos. É preciso que um cronograma seja publicado imediatamente, com datas definidas para todas as etapas e início do curso”, expressou o parlamentar.

Em resposta a internautas, Moraes disse que, “lamentavelmente, não há qualquer previsão sobre quando teremos novos policiais, reforçando a segurança em todo o estado”.

As provas foram realizadas em junho de 2021. Os candidatos ainda devem passar pela avaliação psicológica, pesquisa social e documental e pelo curso de formação.

2.400 vagas

Organizado pelo Núcleo de Concurso da Universidade Federal do Paraná (NC/UFPR), o certame conta com 2.400 vagas, sendo 2 mil para soldado policial militar e 400 para soldado bombeiro militar. Os postos exigem nível médio de formação escolar.

De acordo com o edital, o salário varia de R$ 1.933,63 a R$ 4.263,67. Para concorrer ainda é necessário ter no máximo 30 anos de idade na data do primeiro dia de inscrição.

Os aprovados a PM poderão ser lotados em Curitiba, Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel; já os classificados a bombeiro poderão trabalhar em Curitiba, Londrina e Cascavel. Saiba mais!

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Aumento de casos de covid e gripe causa suspensão de curso presencial da PMDF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Coronavírus, Distrito Federal, GDF, PMDF, segurança

Karolini Bandeira*- Com o aumento de casos de covid-19 e gripe no Distrito Federal, a Polícia Militar do DF (PMDF) não viu outra alternativa senão suspender temporariamente o curso de formação presencial de soldados aprovados no concurso de 2018 e chamados recentemente.

Ao Papo de Concurseiro, a corporação informou, nesta quarta-feira (12/1), que manterá a modalidade EAD para que os alunos não sejam prejudicados e deem continuidade à formação. “A Polícia Militar possui um rigoroso protocolo sanitário, que foi submetido à secretária de saúde do DF, aprovado e está sendo cumprido. O caso é avaliado diariamente pelos departamentos de ensino e cultura e de saúde da corporação”, complementou a PMDF.

A taxa de transmissão de covid-19 no DF é a maior desde março de 2020. A Secretaria de Saúde do DF (SES-DF) registrou 2.775 infecções do vírus na última segunda (10). Para controlar a nova cepa da doença de alta transmissibilidade, ômicron, a SES-DF reforça o que já vem sendo reforçado há quase dois anos: a necessidade do uso de máscara e (sempre que possível) evitar ocasiões com aglomeração.

PMDF pode ter novo concurso este ano

O governador Ibaneis Rocha (MDB) confirmou a realização de um novo concurso para a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). A expectativa, segundo o Ibaneis, é de que o certame seja lançado após todas as convocações do último concurso, em 2022. O concurso para a PMDF também está previsto no projeto de Lei Orçamentária Anual para 2022. Conforme o texto, fica reservada à instituição a oferta de 736 vagas.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Governador do Pará anuncia a nomeação de 729 excedentes aprovados no concurso da PM

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos Públicos, Nomeação, segurança

Karolini Bandeira*- O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou, nesta terça-feira (4/1), que autorizou a posse de mais 729 candidatos aprovados excedentes no concurso público da Polícia Militar do Estado (PMPA). Os chamados darão início ao curso de formação já no primeiro semestre de 2022. “Solicitei à Polícia Militar que convoque todos os 729 candidatos aprovados no cadastro de reserva do concurso da corporação, para que eles já iniciem o Curso de Formação de Praças e Oficiais, junto com os demais aprovados”, informou Barbalho nas redes.

Ao todo, são 3.134 novos policiais militares. “Isso representa um aumento de mais de 30% do efetivo previsto”, acrescentou o governador. O concurso foi aberto, inicialmente, em 2020, com 2.405 vagas imediatas e formação de cadastro de reserva. Das imediatas, foram 2.079 para soldados homens, 231 para soldados mulheres, 85 para oficiais homens e 10 para oficiais mulheres. O Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) foi a banca do certame.

Seleção

Puderam se candidatar ao concurso apenas candidatos brasileiros, com nível médio de formação escolar, idade entre 18 e 30 anos, com altura mínima de 1,60m se homem e de 1,55m se mulher, com carteira de habilitação de categoria “B”, entre outros requisitos.

O concurso foi composto por cinco fases: prova objetiva (e discursiva apenas para oficiais), avaliação psicológica, exame de avaliação de saúde, teste de avaliação física e investigação dos antecedentes pessoais. As fases foram realizadas nas cidades de Belém, Marabá, Santarém, Altamira, Redenção e Itaituba.

Curso

No curso de formação, o aluno soldado receberá remuneração no valor de R$ 848,16, além do auxílio alimentação (R$ 942,03). Após a conclusão do curso, já na condição de soldado PM, passará a receber a remuneração de R$ 3.053,39, além do auxílio alimentação no mesmo valor anterior.

Já o aluno oficial receberá remuneração de R$ 3.896,98, além do auxílio alimentação no valor mensal de R$ 732,69. Após a conclusão do curso, já na condição de aspirante-a-oficial PM, passará a receber a remuneração de R$ 4.256,98, além do mesmo auxílio alimentação mencionado.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Novo cronograma do concurso PMAL será divulgado em janeiro

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos Públicos, segurança, suspensão

Karolini Bandeira*- Segundo anunciado pelo secretário de Planejamento e Gestão, Fabrício Marques, o concurso público da Polícia Militar de Alagoas (PMAL), suspenso em agosto após denúncias de fraude, será retomado e terá novo cronograma divulgado até 5 de janeiro de 2022. O prazo foi confirmado em transmissão ao vivo nas redes nesta quarta-feira (22/12). As datas das provas só serão confirmadas após a publicação do cronograma.

O concurso foi suspenso após a realização das provas. De acordo com comunicado de suspensão publicado pela banca, Cebraspe, a suspensão foi tomada em atenção aos procedimentos de investigação acerca de denúncias apresentadas. O concurso oferta 1.060 vagas de nível médio, sendo 1.000 para soldados e 60 para oficiais. Os contratados receberão remuneração de R$4.250,06 (soldado) e R$2.768,17 (oficial).

“A investigação constatou a atuação de um esquema nacional criminoso, que estaria agindo contra a lisura não só das provas da PMAL, mas também de outros dois certames: o da Polícia Civil e o do Corpo de Bombeiros Militar do Estado”, informou a Seplag.

As inscrições foram aceitas até 28 de junho. A prova objetiva foi aplicada em 15 de agosto. A avaliação contou com questões sobre conhecimento básico (português, matemática, informática e, para o cargo de oficial, inglês) e conhecimentos específicos do cargo designado. Os inscritos também passarão por teste de aptidão física, avaliação médica das condições de saúde física e mental, avaliação psicológica, comprovação documental, investigação social e exame toxicológico.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Concursos 2022: novo ano começa com 16,1 mil vagas confirmadas para carreira policial

Publicado em Deixe um comentárioautorização, cadastro reserva, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, PCDF, PMDF, Polícia civil, segurança

Karolini Bandeira*- 2021 está acabando, mas as oportunidades previstas para a área da Segurança Pública em 2022 só crescem! Só para a carreira policial, são 14 concursos para efetivos com previsão de lançamento confirmada para o próximo ano. Já em janeiro, os concurseiros podem se inscrever em quatro concursos com editais já publicados. São 16.132 vagas autorizadas para policiais civis, militares e penais. Os ganhos chegam a R$ 20,4 mil. Olha só:

Previstos

Polícia Militar do DF

O governador Ibaneis Rocha (MDB) confirmou a realização de um novo concurso para a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). A expectativa, segundo o Ibaneis, é de que o certame seja lançado após todas as convocações do último concurso, em 2022. O concurso para a PMDF também está previsto no projeto de Lei Orçamentária Anual para 2022. Conforme o texto, fica reservada à instituição a oferta de 736 vagas.

Polícia Penal do DF

Para a Polícia Penal do DF, estão autorizadas 1.179 vagas para a carreira de policial penal. Do quantitativo, 400 são para provimento imediato e 779 para formação de cadastro de reserva. O cargo exige formação em nível superior em qualquer área e o concurso deve oferecer salários iniciais de R$ 4.745. A previsão é de edital em 2022.

Polícia Civil do DF

A PCDF também confirmou a realização de um novo certame. Estão previstas 300 vagas para os cargos de Delegado de Polícia e Agente de Custódia. A divisão é de 50 vagas de provimento imediato para cada cargo, além de 100 vagas para formação do cadastro reserva.

Polícia Militar de SP

Um novo concurso da PMSP para soldados foi autorizado em setembro. O governo deu aval para 5.400 chances distribuídas em dois editais de 2.700 vagas para a carreira de soldado de 2ª classe. Conforme já publicado no Diário Oficial, um dos editais será para ingresso na corporação em junho de 2022 e o outro para janeiro de 2023.

Polícia Militar do RN

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN) irá realizar um novo concurso público para o quadro de oficiais e a comissão já foi formada! O certame foi anunciado em fevereiro pela governadora do Estado, Fátima Bezerra (PT), em suas redes sociais. A governadora confirmou que a previsão é que sejam ofertadas 211 vagas, sendo 132 para oficiais combatentes e as outras 79 para o quadro médico da PM.

A governadora também anunciou, em setembro, que a corporação terá um concurso para soldados em 2022. A oferta de vagas ainda não foi divulgada. Para se inscrever no concurso, é preciso possuir o nível superior, em qualquer área. No último concurso, realizado em 2018, a remuneração inicial era de R$ 2.904,00. Contudo,  segundo uma atualização de 2019 na legislação, os valores atuais são de R$ 3.571,82.

Polícia Civil de SP

A PCSP irá abrir novo certame em 2022 e a banca organizadora já foi contratada. O edital irá abrir 2.939 vagas para provimento efetivo na PCSP e na Polícia Técnico-Científica (Politec-SP). As oportunidades serão distribuídas entre as carreiras de delegado (250), escrivão (1600), investigador (900) e médico legista (189). Os ganhos iniciais serão de R$ 3.931,18 a R$ 10.382,48.

Polícia Militar de TO

Em janeiro deste ano, foi autorizado pelo governador de Tocantins, Mauro Carlesse, o início dos trabalhos para realização de um novo concurso público para o provimento de 30 vagas para o curso de formação de oficiais da Polícia Militar do Estado (PMTO).

Polícia Militar de GO

A PM de Goiás também tem concurso autorizado e confirmado para 2022. Segundo o Governo do Estado, serão ofertadas 720 para soldado e 150 para oficiais. As nomeações serão realizadas em maio, conforme informado pelo secretário da Economia do Estado, Francisco Sérvulo Freire Nogueira.

Polícia Civil de GO

Para a Polícia Civil, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (Democratas), autorizou o provimento de 470 vagas imediatas. Serão 350 agentes, 100 escrivães e 20 papiloscopistas com nomeação prevista para outubro de 2022.

Polícia Civil da BA

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), já confirmou que a Polícia Civil do Estado (PCBA) terá edital de abertura publicado em janeiro de 2022. O concurso irá abrir 1.000 vagas, sendo 800 para agentes, 100 para delegados e 100 para escrivães. Os profissionais deverão possuir nível médio ou nível superior. Já os ganhos iniciais das carreiras variam de R$ 1.074 a R$ 4.374. A comissão organizadora da seleção foi definida em novembro.

Polícia Civil de RR

A Polícia Civil de Roraima (PCRR), que tinha concurso previsto para 2021, deve lançar o edital somente em 2022. O governador do Estado, Antonio Denarium (PP), informou que o processo está sendo trabalhado para que o edital seja publicado em breve.

Polícia Civil do ES

O próximo concurso da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), que tinha expectativa para 2021, também ficará para 2022, conforme informado pelo deputado estadual Bruno Lamas (PSB). Serão 40 vagas destinadas ao cargo de delegado, que exige nível superior em direito. A comissão organizadora do certame, inclusive, já foi definida.

Polícia Militar do ES

A Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) irá abrir um concurso para contratação de novos profissionais no início de 2022, conforme informou o governador Renato Casagrande (PSB) em 9 de dezembro. De acordo com Casagrande, a corporação já está escolhendo qual será a banca organizadora do certame, que deverá ofertar 1.111 vagas.

Polícia Militar do AP

O concurso público da Polícia Militar do Amapá (PMAP) está previsto para 2022 e terá 600 vagas para soldados combatentes, com edital em fevereiro. O número foi confirmado pelo governador do Estado, Waldez Goés (PDT), no último dia 20 de dezembro. O concurso foi autorizado pelo governo em junho.

Lançados

Polícia Civil do AM

A Polícia Civil do Amazonas (PCAM) oferece 362 vagas distribuídas entre as carreiras de delegado de polícia, investigador, escrivão, perito criminal, médico legista e odontolegista. Para participar, será necessário possuir ensino superior completo nas áreas desejadas. Aos profissionais contratados, são oferecidos ganhos de R$ 11.281,26 a R$ 20.449,05. As inscrições ficarão abertas no site da FGV de 3 de janeiro a 1º de fevereiro. Confira aqui!

Polícia Militar do AM

A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) abriu concurso com 1.350 vagas efetivas para a corporação. Do total de vagas, 320 serão para a carreira de oficial PM iniciando no cargo de aluno-oficial, 30 para oficial de saúde iniciando como aluno-oficial e 1000 para praça (iniciando como aluno-soldado). A remuneração inicial pode chegar a R$ 7.180,34. O certame está sob a responsabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e as inscrições vão até 4 de janeiro.

Polícia Civil do CE

Abertas vagas para a saúde no novo concurso da Polícia Militar do Ceará (PMCE). Estão em jogo 50 vagas no cargo de 2° tenente. As oportunidades são todas de nível superior e os ganhos iniciais dos contratados são de R$ 6.787. As inscrições ficam abertas no portal da Vunesp de 3 de janeiro de 3 de fevereiro.

Polícia Militar de SP

Também saiu o edital de abertura do concurso público com 220 vagas da Polícia Militar de São Paulo (PMSP)! As chances são para a carreira de aluno-oficial, que exige nível médio. Os profissionais terão remuneração inicial no valor de R$ 3.310,13. As inscrições ficam disponíveis de 15 de dezembro a 20 de janeiro no site da banca organizadora, Fundação Vunesp. Os candidatos passarão por sete etapas de avaliação, saiba quais.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Governador Ibaneis confirma novo concurso para a Polícia Militar do DF

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha, PMDF, segurança

O edital deve ser publicado após as últimas convocações do concurso de 2018

Karolini Bandeira*- A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) tem novo concurso previsto! O certame foi anunciado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) durante cerimônia de lançamento da Pedra Fundamental do 14º Batalhão da Polícia Militar nesta quinta-feira (16/12). “Faremos novos concursos para restabelecermos o quadro das forças de segurança. A partir do momento que chamarmos a última turma, o concurso será aberto imediatamente.”

O governador destacou que um alto número de servidores da Segurança se aposentaram ao longo dos últimos três anos devido à Reforma da Previdência, aprovada pelo Congresso Nacional. “Nós temos que tomar um cuidado muito grande e temos que continuar colocando profissionais dentro dos cursos de formação. Assim que uma turma termina, temos que abrir novos concursos para restabelecer (os quadros) das forças de segurança”, enfatizou.

Concurso anunciado para 2022

Em outubro, o comandante da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), Márcio Vasconcelos, informou que a corporação deverá abrir novo concurso público em 2022. Na ocasião, o representante informou que a PMDF enviaria, ainda este ano, pedido para autorização do edital à Secretaria de Economia. “A previsão é que a gente autorize no ano que vem, mandando agora, para fazer o concurso no ano que vem e para que a gente inicie o Curso de Formação em 2023”, disse Vasconcelos em uma entrevista nas redes sociais.

O concurso para a PMDF também está previsto no projeto de Lei Orçamentária Anual para 2022. Conforme o texto, fica reservada à instituição a oferta de 736 vagas.

Último concurso

Em 2018, a PMDF realizou seu último concurso público, com 2 mil vagas para soldados, de nível superior. Além da escolaridade, foi exigida idade máxima de 30 anos e Carteira Nacional de Habilitação na categoria B. O certame também abriu 18 vagas na função de músico, com especialidade em corneta, clarineta, saxofone, trompa, trompete e trombone.

Os candidatos passaram por prova objetiva, redação, avaliação física, exames biométricos e avaliação médica, sindicância de vida pregressa, avaliação psicológica e curso de formação. Durante o curso de formação, os ganhos foram de  R$ 6.095,41 para soldados e de R$ 4.119,22 para músicos.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

PM do Espírito Santo terá edital no ‘início do ano que vem’, confirma governador

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, segurança

Karolini Bandeira*- A Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) irá abrir um concurso para contratação de novos profissionais no início de 2022, conforme informou o governador Renato Casagrande (PSB) em entrevista realizada nesta quarta-feira (8/12). De acordo com Casagrande, a corporação já está escolhendo qual será a banca organizadora do certame, que deverá ofertar 1.111 vagas.

“No início do ano que vem, a gente lança o edital da Polícia Militar […] O que estamos fazendo agora no concurso da PM é selecionar a empresa que vai ser a gestora e que vai organizar. São 1.111 vagas”, afirmou o governador.

Em agosto, Casagrande havia anunciado a abertura de um concurso para a PMES com 671 vagas para policiais combatentes, da música e da saúde. Na época, o governador havia anunciado que seriam 560 postos para praças combatentes; 20 para oficiais médicos; 20 para oficiais dentistas; 5 para oficiais farmacêuticos/bioquímicos; 2 para oficiais médicos veterinários; 10 para oficiais enfermeiros; 30 para praças especialistas da saúde; 2 para oficiais músicos e 22 para praça músicos. Com o total ampliado, ainda não se sabe como será a nova divisão.

A comissão do concurso foi formada em setembro. A equipe é composta por quatro membros e um presidente, saiba quem!

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes