Ibaneis sanciona Estatuto para pessoas com deficiência com normas para participação em concursos

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, GDF

As novas normas falam sobre isenção da taxa de inscrição, equidade na realização das provas, adaptação das etapas, entre outros temas importantes

 

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), desta terça-feira (21/7), trouxe a público a a Lei de nº 6.637, de autoria do deputado Iolando Almeida e sancionada pelo governador Ibaneis Rocha, estabelecendo o Estatuto da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal. O objetivo é dar orientações normativas que objetivam assegurar, promover e proteger o exercício pleno e em condições de equidade de todos os direitos humanos e fundamentais das pessoas com deficiência (incluídas as neurofibromatoses), visando à sua inclusão social e cidadania plena, efetiva e participativa

A partir da Seção II da nova lei, é possível ficar sabendo sobre a reserva de cargos e empregos para os PCDs. Assim, fica assegurado o direito de se inscrever em concurso público, processo seletivo ou qualquer outro procedimento de recrutamento de mão de obra para provimento de cargo ou emprego público em igualdade de condições com os demais candidatos.

O candidato com deficiência, em razão da necessária igualdade de condições, concorre a todas as vagas, sendo no mínimo 20% delas reservados a pessoas com deficiência. Caso a aplicação do percentual resulte em número fracionado, este deve ser elevado até o primeiro número inteiro subsequente, respeitando-se o percentual máximo das vagas oferecidas no certame.

A reserva do percentual adotado é distribuída proporcionalmente pelas vagas em disputa.

Isso não se aplica aos casos de provimento de cargo ou emprego público integrante de carreira que exija aptidão plena do candidato, auferida em parecer emitido por equipe multiprofissional – o exame de higidez física ou avaliação médica não pode excluir o candidato em razão de sua deficiência, exceto nos casos em que se exija aptidão plena do candidato em razão da função a ser desempenhada.

 

Inscrições gratuitas

É assegurada a gratuidade de inscrição em concurso público à pessoa com deficiência comprovadamente carente, desde que apresente comprovante atualizado de inscrição no Cadastro Único – CadÚnico para programas sociais do governo federal.

É vedado à autoridade competente obstar a inscrição de pessoa com deficiência em concurso público para ingresso em carreira da administração pública direta e indireta. No ato da inscrição, o candidato com deficiência que necessite de atendimento diferenciado nos dias do concurso deve requerê-lo, no prazo determinado em edital, indicando as condições diferenciadas de que necessita para a realização das provas.

 

Acessibilidade

Os editais de concursos públicos e testes seletivos devem ser disponibilizados em formato acessível às pessoas com deficiência visual nos portais e sítios eletrônicos da administração pública na rede mundial de computadores.

O órgão responsável pela realização do concurso deve ter assistência de equipe multiprofissional composta por 3 profissionais capacitados e atuantes nas áreas de deficiência em questão, sendo 1 deles médico e 2 profissionais integrantes da carreira almejada pelo candidato.

.

A equipe multiprofissional emite parecer observando:

  1. as informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição, inclusive as constantes do laudo médico;
  2. a natureza das atribuições e tarefas essenciais do cargo ou da função a desempenhar;
  3. a viabilidade das condições de acessibilidade e as adequações do ambiente de trabalho na execução das tarefas;
  4. a possibilidade de uso, pelo candidato, de equipamentos ou meios que habitualmente utilize;
  5. a CIF e outros padrões reconhecidos nacional e internacionalmente.

A equipe multiprofissional vai avaliar a compatibilidade entre as atribuições dos cargos e a deficiência do candidato apenas durante o estágio probatório.

A avaliação do servidor ou empregado com deficiência, durante ou após o período de estágio probatório, deve considerar as condições oferecidas pelo órgão para o efetivo desempenho de suas atribuições.

.

Os editais de concursos públicos devem conter: 

  1. número de vagas existentes, bem como o total correspondente à reserva destinada à pessoa com deficiência;
  2. atribuições e tarefas essenciais dos cargos;
  3. previsão de adaptação das provas do curso de formação e do estágio probatório, conforme a deficiência do candidato;
  4. previsão do conteúdo das provas para aferir as habilidades do candidato, quando se trate de funções que dispensam conhecimentos técnicos e comprovação de escolaridade;
  5. exigência de apresentação, pelo candidato com deficiência, de laudo médico atestando a espécie e o grau ou o nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde – CIF, bem como a provável causa da deficiência, após a realização da prova de conhecimentos, mediante convocação específica para este fim, sendo assegurada a alteração de sua inscrição para as vagas de livre concorrência nos casos em que o laudo médico não se enquadre nos critérios legais para definição de pessoa com deficiência.
    .

Equidade nas provas

O candidato com deficiência que necessite de tempo adicional para a realização das provas deve requerê-lo no prazo estabelecido no edital do concurso.

A pessoa com deficiência, resguardadas as condições especiais previstas nesta Lei, participa de concurso em equidade de condições com os demais candidatos no que concerne:

  1. ao conteúdo das provas;
  2. à avaliação e aos critérios de aprovação;
  3. ao horário e local de aplicação das provas;
  4. à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.}
    .

A igualdade de condições a que se refere o caput também compreende:

  1. adaptação de provas;
  2. apoio necessário, previamente solicitado pelo candidato com deficiência;
  3. avaliação de provas discursivas ou de redação por uma comissão composta por ao menos 1 profissional com formação específica na área da deficiência que acarreta especificidades na escrita da língua.
    .

Consideram-se adaptação de provas todos os meios utilizados para permitir a realização da prova pelo candidato com deficiência, assim compreendendo, entre outros:

  1. a disponibilidade da prova em braile e, quando solicitado, o serviço do ledor apto, ou outros meios existentes, nos casos de candidato com deficiência visual;
  2. a disponibilidade de intérprete, quando solicitado, nos casos de candidato surdo ou com deficiência auditiva;
  3. tempo adicional para a realização das provas, inclusive para preenchimento do cartão-resposta, quando for o caso e se necessário, conforme as características da deficiência.

 

A publicação do resultado final do concurso é feita em 2 listas, contendo a primeira a pontuação de todos os candidatos, inclusive daqueles com deficiência, e a segunda, somente a pontuação destes últimos, de acordo com a ordem classificatória.

Já a nomeação dos candidatos com deficiência aprovados deverá ser feita concomitantemente com a dos demais candidatos aprovados, observada a ordem de classificação das listas citadas.

 

O poder público tem prazo de até 12 meses, contados da data de publicação desta Lei, para atender ao disposto.

O Estatuto da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal em sua íntegra pode ser conferido a partir da página 3, do DODF. 

R$ 13 mil: Rede Sarah cancela seleção para analistas administrativos em Brasília

Publicado em Deixe um comentárioCoronavírus, Distrito Federal, DOU

As provas do certame haviam sido adiadas e seriam aplicadas no último 5 de abril

 

Saiu no Diário Oficial da União (DOU), desta segunda-feira (20/7), que a Associação das Pioneiras Sociais (APS), da Rede Sarah de hospitais, cancelou o processo seletivo aberto em fevereiro deste ano para analistas administrativos com lotação na unidade de Brasília, Distrito Federal.

Segundo a publicação, o cancelamento se deve ao atual cenário provocado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). O valor referente à taxa de inscrição (R$ 120) dos candidatos participantes do certame será devolvido por meio de depósito bancário, em conta a ser indicada pelo candidato, conforme orientações a serem divulgadas no site da Sarah, em 31 de julho.

O edital oferecia 15 vagas para as áreas de compras e contratações, contabilidade, engenharia de alimentos, importação, infraestrutura, logística, orçamento e custos, financeiro, patrimônio e recursos humanos.

Os aprovados seriam contratados sob regime da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), com salário bruto de R$ 13.675,28.

Para participar é necessário possuir nível superior completo e seis meses de experiência profissional na área escolhida, além de registro no respectivo Conselho de Classe e pós graduação com enfoque em áreas relacionadas.

 

 

Compartilhe no Fórum CW 

Agenda de lives gratuitas tem aulas para concursos da PCDF, PF, PRF, Senado e SEDF

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Congresso Nacional, Dicas de estudo, Distrito Federal, PCDF, Senado Federal

Se você está se preparando para os maiores concursos públicos de 2020 não pode perder a agenda de lives gratuitas dos cursinhos preparatórios desta semana

Gran Cursos Online

Polícia Civil do DF (PCDF)

  • Treinamento Intensivo

Entre os dias 20 e 24 de julho acontecerá uma série de aulas com foco em teoria e exercício de Estatística, Contabilidade, Conhecimentos sobre o DF, Direito Penal e Informática.
Acesse o link.

 

  • Aulão do pacotão Anticrime

Professor Érico Palazzo, 20 de julho, às 20h.
Acesse o link.

 

  • Operação Sentinela 

Nos dias 20,22 e 24 de julho, haverá aulas para conteúdos de Contabilidade (20 de julho), Informática (22 de julho) e Estatística (24 de julho).
Acesse o link.

 

Treinamento Intensivo-PF e PRF

Entre os dias 20 e 24 de julho haverá maratona de aulas e exercícios.
Acesse o link.

 

Bateria de questões-Polícia do Senado

Maratona de exercícios para a Polícia da Casa entre os dias 20 e 24 de julho.
Acesse o link

.

IMP Concursos

Tópicos Especiais para a PCDF 

20/7 às 19h – Fernando Cocito – Nova Lei de Abuso

21/7 às 18h – Renato Mafra – Linux – Sistema de Privilégios e principais comandos

22/7 às 12h – Thiago Medeiros – Inquérito Policial

23/7 às 15h – Fernando Moura – Concordância verbo – nominal

24/7 às 15h – José Trindade – Poder de Polícia

25/7 às 9h – Ulysses Alves – Tópicos Relevantes da Gramática Inglesa

 

Semana Pedagógica para SEDF 

20/7 às 18h – Gestão de tempo e Organização de estudos para SEDF | Profª Márcia Gomes

21/7 às 18h15 – Avaliações formativas em tempos de trabalho remoto SEDF | Profª Elisângela Dias

22/7 às 19h – Temas de atualidades durante a pandemia | Prof. Reginaldo Veras

23/7 às 18h – Saberes necessários a um candidato e a um docente qualidade | Profª Vânia Rego

24/7 às 19h – Simulado cara a cara com Madá: vivenciando as abordagens das bancas | Profª Madalena Coatio

Acesse aqui. 

 

Direção Concursos

20/7 – 14h – Projeto Questões CESPE P/ TJ RJ – Processo civil
– Professora Patrícia Dreyer
Acesse aqui. 

 

20/7 – 19h – Projeto Questões CESPE – DEPEN
– Professor Luiz Fernando
Acesse aqui. 

 

21/7 – 9h – Estatística p/ PCDF – Curso Completo e Gratuito
– Professor Arthur Lima
Acesse aqui. 

 

21/7 – 14h – Direito Constitucional para PCDF
– Professora Nathália Masson
Acesse aqui. 

 

22/7 – Inglês introdutório para concursos
– Professora Natália Santos
Acesse aqui. 

 

22/7 – 9h – Contabilidade PCDF – Curso Completo e Gratuito
– Professor Igor Cintra
Acesse aqui. 

 

23/7 – 8h30 – Direito Constitucional para PCDF
– Professora Nathália Masson
Acesse aqui. 

 

23/7 – 19h – Direito Administrativo para PCDF
– Prof Erick Alves
Acesse aqui. 

 

24/7 – 10h – Edital PCRJ: análise completa
– Professor Julio Ponte
Acesse aqui. 

 

24/7 – 19h – TCU x Senado: qual o melhor para 2020?
– Professores Erick Alves e Marcel Guimarães
Acesse aqui. 

 

25/7 – 9h – Processo civil em questões
– Professora Patrícia Dreyer
Acesse aqui. 

.

Estratégia Concursos

Receita Federal

 

20/07, às 19hs: Saiba por que começar pela Receita Federal: A porta de entrada da Área Fiscal.

21/07, às 19hs: Concurso Receita Federal: Como aprender tantas disciplinas?

22/07, às 19hs: Auditor Fiscal da Receita Federal: conheça minha carreira!

23/07, às 19hs: Concurso Receita Federal: Como conciliar os estudos com os Fiscos Estaduais e Municipais

24/07, às 18h: Como se preparar para a prova discursiva da Receita Federal, 19h: Concurso Receita Federal: Vou mesmo para a fronteira?
Acesse aqui. 

Impasse: TCDF determina novamente que SES reabra inscrições, mas aprovados já estão trabalhando

Publicado em Deixe um comentárioCoronavírus, Distrito Federal, DODF, GDF, Saúde

Seleção com 900 vagas abriu inscrições por apenas três dias e a Corte acredita que isso dificultou a participação de candidatos interessados

 

O Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) já determinou por duas vezes, no Diário Oficial local (DODF), que a Secretaria de Saúde (SES/DF) retificasse a seleção com 900 vagas, aberta em 19 de junho para níveis médio e superior. A Corte quer que o prazo de inscrições seja reaberto, por pelo menos mais cinco dias, pois considerou que o edital foi publicado na mesma data do início das inscrições, e que o período de apenas três dias foi pequeno, dificultando que muitos candidatos interessados tomassem conhecimento da seleção.

Contudo, a SES informou ao Papo de Concurseiro que o resultado final da seleção já foi divulgado no DODF no dia 2 de julho, e a pasta só foi notificada da decisão do TCDF no dia seguinte. “A pasta enviou documentação e alegações para análise do tribunal. O processo seletivo não foi paralisado em razão de estarmos no pico da pandemia com necessidade de repor as equipes que estão com muitas baixas por adoecimento dos profissionais. A secretaria aguarda a decisão final da corte, mas espera que os fatos apresentados sejam suficientes para dar prosseguimento às contratações, pois, em sentido inverso, o risco de desassistência por falta de profissionais é real.”

No momento, todos os contratados até agora já foram lotados e já estão trabalhando na unidade do hospital acoplado inaugurado ontem em Ceilândia com 73 leitos para tratamento da covid-19. Saiba mais sobre a seleção aqui. 

Em contrapartida, o TCDF nos informou que a manifestação da SES/DF sobre eventual impossibilidade de cumprimento da decisão deverá ser feita oficialmente ao TCDF, nos autos do processo e com os devidos esclarecimentos. “Após isso, o Tribunal irá avaliar se as informações procedem ou não e se há necessidade de determinar novas providências.”

Além da reabertura das inscrições, o TCDF também determinou que a SES/DF retifique o edital para incluir a informação sobre o número de vagas, separadas pelas respectivas funções, bem como a observação sobre o cadastro de reserva. Esses dados constavam na Portaria n.º 195/2020, que autorizou a seleção, mas não foram incluídos no edital de abertura. Além de ressalvar a possibilidade de acumulação de cargos previstos na Constituição Federal.

 

Aprovados já trabalhando*

O hospital modular anexo ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC) está funcionando desde segunda-feira (13) e já tem 31 pacientes internados. Segundo o governo, a transferência dos pacientes do HRC para o hospital modular só foi possível após a nova unidade ter à disposição profissionais de saúde que garantissem o atendimento nos leitos.

“Não teríamos condições de assumir o hospital modular sem esses profissionais. A vinda deles foi providencial, porque o HRC precisava muito desse novo espaço para receber os pacientes com Covid”, avaliou a supervisora de Enfermagem da Unidade de Medicina Interna (Umei), Maria Lopes, uma das responsáveis pela equipe que atua no local.

De acordo com a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, a previsão inicial é que o hospital modular tenha o total de 148 servidores temporários. Conforme a análise da Secretaria de Saúde, essa é a quantidade necessária para atender os 73 leitos disponíveis na unidade.

“Ao todo, serão 18 médicos, 30 enfermeiros e 100 técnicos de enfermagem. Apesar do hospital já ter recebido os primeiros servidores convocados, a vinda de mais profissionais vai reforçar a força de trabalho. Sem eles, não teríamos condições de ter o hospital funcionando totalmente”, ressaltou a gestora.

A expectativa é que o restante dos servidores seja chamado nas próximas etapas do Processo Seletivo Simplificado Emergencial. Até o momento, já foram convocados 500 profissionais temporários para complementar o cadastro da Secretaria de Saúde e reforçar o atendimento à população durante a pandemia.

Agora, as chamadas dos temporários continuarão ocorrendo para atender o Hospital Regional de Samambaia (HRSam). A unidade abriu sete leitos de UTI e 12 de cuidados intermediários, todos para atendimento dos pacientes em tratamento da Covid-19.

 

 

 

*Com informações da SES 

Com horário agendado, aprovados a brigadista do Ibram DF começam entrega de documentos

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Distrito Federal, GDF

Ao todo foram 148 vagas para atuar até 30 de novembro, das quais 120 para brigadistas florestais combatentes, 24 para chefes de brigada e quatro para supervisores de brigada

 

Transcorreu sem problemas nesta segunda-feira (13/7), e nos termos do protocolo de segurança da Covid-19, o primeiro dia de assinatura e entrega das documentações dos brigadistas florestais contratados temporariamente pelo Instituto Brasília Ambiental. Até a próxima quarta-feira (15/7), os candidatos classificados serão atendidos por turno – uma média de 50 por dia, em atendimentos já agendados em plataforma online.

Os brigadistas florestais atuarão em unidades de conservação e parques ecológicos sob a coordenação da Diretoria de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (DPCIF) do Brasília Ambiental. A ação faz parte do Plano de Prevenção de Combate aos Incêndios Florestais (PPCIF) da Secretaria do Meio Ambiente (Sema). Para este ano, a seleção conta com um aumento de 48% no número de vagas ofertadas em comparação com o ano anterior.

O primeiro a assinar o contrato foi o brigadista florestal Gilvan Rodrigues da Rocha, 42 anos, que pela segunda vez participa da brigada de combatentes do instituto. Ele vai atuar no Parque Ecológico do Paranoá. “Estou muito contente em poder contribuir por um trabalho tão gratificante, combater os incêndios, salvar nossas florestas e ajudar na preservação do Cerrado”, afirmou.

Ao todo serão 148 vagas para atuar até 30 de novembro, das quais 120 para brigadistas florestais combatentes, 24 para chefes de brigada e quatro para supervisores de brigada. Essa contratação é uma das ações do governo, a fim de evitar e combater incêndios nas unidades de conservação espalhadas pelo DF.

 

Crescimento profissional

Brigadista florestal há 11 anos, o supervisor Graziano Barbosa, 37, diz que a oportunidade de exercer a nova função no instituto proporcionará ainda mais experiência, uma vez que será somada às adquiridas em funções anteriores. “Para mim será um crescimento profissional por meio do qual, juntos com os demais brigadistas, teremos a missão de fazer com que o menor número possível de incêndios aconteça nos parques e unidades de conservação”, destaca o morador do Guará.

Os candidatos classificados deverão comparecer, entre 13 e 15 de julho, à Central de Atendimento ao Cidadão (CAC) do Brasília Ambiental, no horário de 9h às 12h ou de 13h30 às 16h30, de acordo com as escolha do candidato após agendamento online. Saiba mais aqui. 

Segundo o diretor do DPCIF, Pedro Cardoso, todos os cuidados foram tomados para que a entrega dos documentos e sua posterior assinatura, assim como o recebimento dos EPI’s (equipamentos de proteção individual), sejam feitos de forma rápida. “Por isso optou-se por agendamento, em que os brigadistas florestais têm dia e horário para vir ao Brasília Ambiental – evitando, assim, aglomerações”, explicou Pedro.

 

*Informações do Ibram 

Até o fim do ano, BRB convocará mais aprovados do concurso de 2019

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Concursos, Distrito Federal

Jéssica Eufrásio – O Banco de Brasília (BRB) deve convocar, até o fim do ano, mais 30 aprovados no concurso público realizado no ano passado. O certame abriu 100 vagas para provimento imediato no cargo de escriturário e, até agora, 70 passaram a fazer parte dos quadros da empresa.

Em entrevista ao programa CB.Poder desta segunda-feira (13/7) — parceria entre o Correio e a TV Brasília —, o presidente do banco, Paulo Henrique Costa, afirmou que a validade do concurso foi prorrogada para o ano que vem, de modo que os aprovados possam ser chamados até lá. Atualmente, há 665 pessoas que aguardam a convocação.

Questionado sobre suposto deficit de 400 escriturários na instituição, Paulo Henrique afirmou que a necessidade é, na verdade, de 100 funcionários. “As pessoas precisam separar muito bem as coisas. O que dissemos aqui é que chamaríamos todos os empregados nas vagas dos aprovados: 70 de 100 escriturários. Até o fim do ano, chamaremos os 30 remanescentes”, reforça.

Sobre a possibilidade de ampliar a convocação, Costa disse que a dinâmica dependerá da crise. “Não dá para divulgar um cronograma, porque a gente precisa acompanhar o impacto da crise e a retomada dos negócios. Quão melhor ela for, mais rápido vamos poder chamar”, comentou.

No entanto, Paulo Henrique destacou que a ausência de um cronograma significa que não há previsão de convocação de ninguém além dos 30 restantes.

“(Chamar) 750 empregados a mais é uma verdadeira loucura. O banco tem 3,5 mil empregados. Imaginar que algum banco, em um ano, chamaria 20% de sua base de empregados não faz o menor sentido”, afirmou. “Nosso plano de expansão estabelecido para este ano foi revisto. O BRB começou a trabalhar em uma linha mais digital. É natural que, diferente de um serviço público tradicional, qualquer convocação de empregados esteja alinhada à nossa capacidade de gerar resultado.”

 

Assista a entrevista: 

*Colaborou Celimar de Menses, estagiário sob supervisão de Lorena Pacheco.

Com cessão para outro Estado revogada, médico da SES DF é demitido por abandono de cargo

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, GDF, Saúde

Médico cirurgião geral foi cedido para Alagoas, mas demorou 10 meses para voltar a SES DF após a revogação da cessão

 

Por unanimidade, a 1ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) negou provimento ao recurso de um médico, servidor da Secretaria de Saúde do DF (SES/DF), demitido por abandono de cargo. Desse modo, a sentença dada em primeira instância, pela 3ª Vara da Fazenda Pública, que negou pedido de anulação da pena de demissão, foi mantida.

Segundo o servidor, ele foi aprovado em concurso público para o exercício do cargo de cirurgião geral do quadro de saúde do DF, com posse em 2010. No ano de 2012, seu pedido de cessão para exercer o mesmo cargo junto à Secretaria de Saúde do Estado de Alagoas foi aprovado.

De acordo com o médico, em razão da cessão não ter sido renovada pelo DF, ele se apresentou à Secretaria de Saúde distrital, sendo informado de que teria que ser formalmente devolvido pelo Estado do Alagoas. Assim, continuou trabalhando no Estado para o qual foi cedido e requereu sua devolução, via processo administrativo, que se encerrou em 2016 – quando, então, se apresentou novamente ao DF, quando foi surpreendido por processo administrativo instaurado para apurar abandono de emprego no DF, que concluiu por aplicar-lhe a pena de demissão.

O DF apresentou contestação, defendendo a legalidade da demissão, pois restou comprovado o abandono do cargo pelo autor, uma vez que só retornou ao exercício de suas atividades no DF 10 meses após ter sido oficialmente comunicado da revogação de sua cessão.

 

Leia também: SES DF convoca aprovados em seleção de profissionais para combate ao covid-19 

 

Na primeira instância, o juiz explicou que as alegações do autor não foram comprovadas e que é dever do servidor conhecer as regras sobre sua cessão, não sendo razoável a alegação de que passou 10 meses esperando o oficio de devolução para o DF. “Nesse passo, o conjunto probatório vertido nos autos demonstra que o autor praticou as infrações disciplinares que lhe foram imputadas. Por conseguinte, correta a imposição da penalidade de demissão, nos termos em que preceitua a legislação de regência, impondo-se a improcedência dos pedidos iniciais.”

O médico então recorreu da decisão, mas os desembargadores entenderam que a sentença deveria ser integralmente mantida e ressaltaram: “A par de as provas evidenciarem a plena ciência tida pelo servidor, vale lembrar, sobremaneira, que a Lei é inequívoca ao determinar que com o término da cessão o servidor tem o dever objetivo de se reapresentar ao órgão de origem até o dia seguinte, independentemente até mesmo de comunicação entre o cessionário e o cedente.”

 

 

*Com informações do TJDFT 

PCDF, PRF, PF, TCU: Confira agenda de lives gratuitas de preparatórios de concursos

Publicado em Deixe um comentárioCarreira fiscal, Carreira policial, Dicas de estudo, Distrito Federal

IMP Concursos

Estatística para PCDF
Prof. Walter Sousa
06/07 às 08h30

 

Legislação Específica PCDF
Prof. Vinicio Ferreira
06/07 às 15h

 

Licitações para PCDF
Prof. Sérgio Gaúcho
07/07 às 08h30

 

Interpretação de texto para PCDF
Profª Raquel Cesário
07/07 às 14h

 

Direito Administrativo para PCDF
Prof. José Trindade
07/07 às 15h

 

Gramática para PCDF
Prof. Fernando Moura
07/07 às 15h

 

Matemática para PCDF
Prof. Elton Soares
07/07 às 18h

 

Redação Discursiva para PCDF
Profª Vânia Araújo
08/08 às 08h30

 

Processo Penal para PCDF
Prof. Thiago Medeiros
08/08 às 15h

 

Licitações para PCDF
Prof. Sérgio Gaúcho
08/07 às 12h

 

Estatística para PCDF
Prof. Walter Sousa
08/07 às 08h30

 

Direito Administrativo para PCDF
Prof. José Trindade
09/07 às 08h30

 

Interpretação de texto para PCDF
Profª Raquel Cesário
09/07 às 14h

 

Gramática para PCDF
Prof. Fernando Moura
09/07 às 15h

 

Processo Penal para PCDF
Prof. Thiago Medeiros
09/08 às 19h

 

Legislação Específica PCDF
Prof. Vinicio Ferreira
10/07 às 08h30

 

Licitações para PCDF
Prof. Sérgio Gaúcho
10/07 às 12h

 

Redação Discursiva para PCDF
Profª Vânia Araújo
10/08 às 15h

Confira todas aqui! 

 

Gran Cursos Online

Polícia Civil do DF (PCDF)

Treinamento Intensivo

Entre os dias 06 e 11 de julho,
Estatística, Contabilidade, Direitos Humanos, Informática, Ética, Língua Inglesa e Língua Portuguesa
Acesse aqui 

 

Bateria de questões
Entre os dias 06 e 10 de julho, às 10h e 22h
Acesse aqui 

 

Nova Lei de Abuso de Autoridade
Terça-feira (07 de julho), às 18h
Acesse aqui 

 

Como controlar a ansiedade para a PCDF
Terça-feira (07 de julho), às 18h
Acesse aqui 

 

Luaula-PCDF
Sexta-feira (10 de julho), às 22h
Acesse aqui 

 

Maratona PRF
Domingo (12 de julho), às 8h
Acesse aqui 

 

Maratona Receita Federal
Domingo (12 de julho), às 8h
Acesse aqui 

 

Direção Concursos

07/7, 19h
Edital PCDF: Mapa da prova de Informática para Agente
com professor Victor Dalton
Acesse aqui 

 

07/7, 20h
Entrevista com Leandro Humberto – Agente da PF
Acesse aqui 

 

08/7, 19h
Concurso TCU: análise detalhada das matérias do edital
com prof. Marcel Guimarães
Acesse aqui 

 

09/7, 10h
Concurso TJ RJ: ainda dá tempo?
Com Thaiane Santos
Acesse aqui 

 

10/7, 14h
Português em exerícios para PCDF
com professor José Maria
Acesse aqui 

 

11/7, 8h30
Direito Administrativo para PCDF
com professor Erick Alves
Acesse aqui 

Covid-19: GDF aumenta carga de servidores da Saúde e convoca aprovados em seleção

Publicado em Deixe um comentárioautorização, cadastro reserva, Coronavírus, Distrito Federal, DODF, GDF, Saúde

A princípio, 250 profissionais de saúde foram chamados a apresentar os documentos necessários até 10 de julho

 

Para reforçar a assistência aos pacientes suspeitos e confirmados com a Covid-19, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) ampliou a carga horária de 276 servidores da pasta, de 20 para 40 horas semanais. Com isso, foram beneficiadas unidades nas regiões de saúde Sul, Norte, Leste, Oeste, Sudoeste e Centro-Sul.

De acordo com o secretário de Saúde, Francisco Araújo, os profissionais que tiveram a mudança de carga horária atuam diretamente nos leitos abertos ou ampliados para o enfrentamento à Covid-19.

“Com o recebimento de 150 novos respiradores e a abertura de mais leitos, o governo decidiu ampliar a carga horária dos servidores capacitados para o serviço, assegurando uma assistência melhor aos pacientes durante a pandemia”, explicou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

Na avaliação da subsecretaria de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, as ampliações darão o incremento necessário às equipes durante a fase de pico da pandemia no Distrito Federal.

“São profissionais capacitados para o serviço de emergência e cuidados intensivos dos pacientes acometidos pela Covid-19 ou casos suspeitos. Essa ação vem de forma planejada para melhorar a eficiência da assistência”, ressaltou a gestora.

Os nomes dos servidores contemplados e os locais onde atuam foram publicados na edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) da última sexta-feira (3/7). Com os 276 profissionais de saúde, 5.520 horas a mais de atendimento serão ofertadas em diversas especialidades a partir da data da publicação da medida.

 

Novas convocações

A SES/DF também publicou a convocação dos primeiros candidatos aprovados no processo seletivo simplificado emergencial, aberto para reforçar o combate à Covid-19. A princípio, 250 profissionais de saúde foram chamados a apresentar os documentos necessários até 10 de julho. Confira os nomes aqui, a partir da página 41. 

“Ao todo, 900 vagas foram autorizadas, que serão preenchidas conforme a situação de emergência e a necessidade da pasta. Essa é uma das mais importantes convocações deste ano, porque esses profissionais de saúde virão para fortalecer a linha de frente no combate contra o coronavírus”, afirmou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

Leia também: TCDF determina reabertura de inscrições de seleção da Secretaria de Saúde com 900 vagas 

 

Os convocados devem levar ao Núcleo de Admissão e Movimentação (Nuam), localizado na sede da Secretaria de Saúde, toda a documentação exigida no edital de abertura, tanto original quanto cópia. Além de apresentar uma declaração de que não acumula cargo, emprego ou função pública, sob pena de eliminação do processo seletivo.

Na oportunidade, também será feita a avaliação para verificação de fenótipo dos candidatos que se autodeclararam negros ou pardos, conforme a legislação vigente. Uma comissão criada em parceria com a Subsecretaria de Igualdade Racial e Direitos Humanos da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) fará essa identificação.

O atendimento no Nuam é de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e de 14h às 17h. Quem não comparecer no prazo de convocação será eliminado e novos candidatos serão chamados, seguindo a lista de classificação.

.

Cadastro

O objetivo do processo seletivo é formar um cadastro reserva de profissionais de nível superior e técnico para atuação na prevenção, combate, mitigação e enfrentamento da Covid-19. Assim como a triagem e atendimento direto ou indireto aos pacientes confirmados ou suspeitos com a doença, mediante contratação temporária pelo período inicial de seis meses.
.
“A convocação desses profissionais médicos, de enfermagem e psicólogos vem para fortalecer as nossas equipes da rede pública durante o enfrentamento à pandemia. A determinação do governador Ibaneis Rocha é assegurar assistência à população e, ao mesmo tempo, preservar os profissionais nessa árdua batalha”, afirmou a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida.
.

A gestora lembra que, conforme a avaliação das autoridades sanitárias, o DF está na fase de pico e o número de servidores adoecidos que estão afastados tem sobrecarregado os que ainda permanecem no atendimento.

“Logo, trazer profissionais capacitados e recém contratados para esse serviço impulsionará as equipes que se encontram exauridas. Acreditamos que será de grande valia a chegada desses profissionais neste momento”, ressaltou a subsecretária.

O local de exercício das atividades inerentes aos cargos, pelos candidatos contratados, será definido conforme a necessidade da Secretaria de Saúde, podendo, excepcionalmente, ocorrer a movimentação dos contratados de acordo com a situação de emergência.

 

Resultado

O resultado final do processo seletivo simplificado emergencial, com os nomes de todos os candidatos aprovados, foi publicado no DODF de quinta-feira (2), a partir da página 45. 
.
Depois de uma retificação no edital de abertura, a Secretaria de Saúde alterou o prazo de divulgação do resultado final, que foi antecipado do dia 6 para 2 de junho. A medida foi importante para adiantar a vinda dos profissionais de saúde, garantindo o atendimento à população do Distrito Federal. Contudo, vale destacar que a aprovação e classificação dos candidatos inscritos não geram qualquer direito à contratação.
.
.
*Informações da SES/DF 

PM e CBM DF se manifestam após protesto de aprovados em concursos

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Distrito Federal

Aprovados dos últimos concursos públicos da Polícia Militar (PMDF) e Corpo de Bombeiros (CBM DF) do Distrito Federal ocuparam o pátio em frente ao Palácio do Buriti, na manhã desta quinta-feira (2/7), para pedir que o governo local os convoque para o curso de formação. Faixas dos manifestantes afirmaram que os 355 convocados para bombeiro e os 726 para policial militar estão prontos para o início imediato do treinamento exigido para tomar posse nos cargos públicos.

Em resposta aos aprovados, o CBMDF informou ao Papo de Concurseiro que anseia pelo ingresso de novos militares mas entende que o Distrito Federal passa por um período crítico de pandemia, no qual todas as ações são meticulosamente estudadas pelo GDF. “É necessário aguardar o momento mais adequado para realizar a convocação para ingresso na Corporação. Qualquer questão que for tratada antes dessa decisão final não retrata o que efetivamente possa acontecer mais à frente. É importante que os candidatos entendam o contexto que estamos vivendo no Distrito Federal, e aguardem a decisão mais acertada das autoridades. A princípio, ainda não há uma data definida para ser divulgada, o que será feito no momento mais propício.”

Já a PMDF nos disse que está analisando o decreto do GDF nº 40.939, que prevê a volta as aulas, dentre outras medidas, levando em conta as peculiaridades do ensino Policial Militar, a capacidade logística e do capital humano da área de ensino da corporação, para que possa definir com exatidão as condições de ingresso dos novos alunos. “A Polícia Militar e toda a comunidade do Distrito Federal aguarda ansiosa a formação dos novos policiais, no entanto o respeito ao normativo é de fundamental importância para a continuidade do sucesso das medidas de controle da pandemia no DF.”