TJDFT cria página de acompanhamento para o próximo concurso

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, TJDFT, Tribunal de Justiça

São esperadas 93 vagas

Karolini Bandeira*- O edital está iminente! O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) criou, nesta terça-feira (18/1), a página de acompanhamento do próximo concurso público previsto. A página está disponível no site do Tribunal. A previsão é de que, até o início de fevereiro, seja publicado o edital de abertura com a oferta de 93 vagas para analistas e técnicos judiciários.

Os cargos exigirão nível médio e nível superior. Os ganhos serão de R$ 3.163,07 para técnicos e R$ 5.189,71 para analistas. A carga semanal será de 40 horas.

FGV é a banca

Oficializada em dezembro, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) será a banca organizadora do concurso. No concurso realizado em 2015, o Cebraspe foi o organizador.

Na ocasião, os candidatos foram avaliados mediante provas objetivas, compostas por 120 itens sobre língua portuguesa, noções de informática, ética no serviço público, atualidades e conhecimentos específicos.

Escola de Formação Judiciária solicita inclusão de novo cargo

A Escola de Formação Judiciária do Distrito Federal e Territórios (EjuDFT) solicitou a inclusão do cargo de analista judiciário – pedagogo no concurso TJDFT previsto para 2022. O pedido foi publicado nesta segunda-feira (17/01), no Sistema Eletrônico de Informações (SEI). 

A oferta será para formação de cadastro de reserva para o cargo, cujos aprovados serão convocados após a transformação de cargos vagos – em tramitação no Congresso Nacional.

A EjuDFT já contou com oito pedagogos em seu quadro. No entanto, hoje, a escola tem apenas três. Esse número reduziu nos últimos anos, por aposentadorias, mudanças de lotação e cessões para outros órgãos.  O que, de acordo com a EjuDFT, não é o suficiente para sustentar o volume de iniciativas demandadas e as rápidas transformações do modelo de educação corporativa. 

Além disso, não há como realizar o aproveitamento de aprovados para o cargo em outros concursos, pois não existe nenhuma lista de pedagogos selecionados em concurso vigente.

O pedido para inclusão do cargo de analista judiciário – pedagogo no concurso do TJDFT foi encaminhado à presidência do Tribunal, que ainda não respondeu. 

Dentro das Escolas de Formação Judiciária, o pedagogo é o profissional cuja formação o habilita a projetar e a apoiar situações sistematizadas para a promoção dos processos de ensino-aprendizagem.

Para ingressar no cargo é preciso ter graduação em Pedagogia. Os salários iniciais são de R$5.189,71. 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Fernandes

Aumento de casos de covid e gripe causa suspensão de curso presencial da PMDF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Coronavírus, Distrito Federal, GDF, PMDF, segurança

Karolini Bandeira*- Com o aumento de casos de covid-19 e gripe no Distrito Federal, a Polícia Militar do DF (PMDF) não viu outra alternativa senão suspender temporariamente o curso de formação presencial de soldados aprovados no concurso de 2018 e chamados recentemente.

Ao Papo de Concurseiro, a corporação informou, nesta quarta-feira (12/1), que manterá a modalidade EAD para que os alunos não sejam prejudicados e deem continuidade à formação. “A Polícia Militar possui um rigoroso protocolo sanitário, que foi submetido à secretária de saúde do DF, aprovado e está sendo cumprido. O caso é avaliado diariamente pelos departamentos de ensino e cultura e de saúde da corporação”, complementou a PMDF.

A taxa de transmissão de covid-19 no DF é a maior desde março de 2020. A Secretaria de Saúde do DF (SES-DF) registrou 2.775 infecções do vírus na última segunda (10). Para controlar a nova cepa da doença de alta transmissibilidade, ômicron, a SES-DF reforça o que já vem sendo reforçado há quase dois anos: a necessidade do uso de máscara e (sempre que possível) evitar ocasiões com aglomeração.

PMDF pode ter novo concurso este ano

O governador Ibaneis Rocha (MDB) confirmou a realização de um novo concurso para a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). A expectativa, segundo o Ibaneis, é de que o certame seja lançado após todas as convocações do último concurso, em 2022. O concurso para a PMDF também está previsto no projeto de Lei Orçamentária Anual para 2022. Conforme o texto, fica reservada à instituição a oferta de 736 vagas.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Professores exigem mudanças no gabarito de seleção da SEDF; Quadrix se pronuncia

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, educação, GDF

Os profissionais se reuniram em manifestação nesta segunda (10). Ao Correio, a banca salientou que preza pela transparência e será feita uma segunda análise dos gabaritos

O gabarito definitivo das provas para professores substitutos da Secretaria da Educação do Distrito Federal (SEDF) está sendo, desde a publicação, alvo de críticas por candidatos do concurso. Na última segunda-feira (10/1), professores inscritos na seleção se reuniram em uma manifestação para reivindicar a reanálise do documento, que modificou, após o gabarito preliminar, a correção de 18 itens do exame — três foram anulados e 15 alterados. Ao Papo de Concurseiro, a banca organizadora, Instituto Quadrix, destacou que “preza pela transparência” e que “contratou uma nova banca isenta para reavaliar os itens até 17 de janeiro”.

“São 1.600 questões. Só 18 foram questionados, três vão ser anulados e quinze serão alterados. É menos de 0,01% da prova”, destacou a assessoria da Quadrix ao Papo de Concurseiro. Ainda de acordo com a empresa, as últimas seleções da SEDF realizadas pela banca — em 2016 e 2018 —, tiveram mais questões anuladas. “Em 2018, foram 33 itens anulados.”

Conforme explicado pela empresa, a diferença desta seleção para as outras é a solicitação feita pela Secretaria de aumento do nível de qualificação dos aprovados a partir de um aumento da margem de corte. “[nos últimos editais] Em conhecimentos básicos, eram exigidos 6 pontos para passar. O edital previa dobrar para 12 pontos, depois de negociação ficou em 10 pontos. Em conhecimentos específicos, de 12 iria subir para 16 e foi mantido em 12. Em 2018, cada item certo valia um ponto e cada errado valia -0.25. Em 2021, cada erro passou a valer -0.5 pontos.”

A Quadrix esclarece que, devido à nova margem, há a possibilidade de que candidatos que seriam aprovados em 2016 ou 2018 não sejam aprovados no certame vigente. “Em 2018, um candidato que tinha a mesma quantidade de erros e acertos fazia 11.25 pontos e era habilitada. Hoje, essa pessoa seria eliminada com 7.5 pontos.” Segundo a banca, o número de reprovados deve dar um salto este ano: “Em 2016, foram cerca de 1.950 eliminados. Em 2018, foram cerca de 600 eliminados. Com a solicitação da SEDF, este ano ultrapassa os 10.000 eliminados.”

Candidatos promovem ‘panelaço’

O ‘panelaço’ foi realizado na frente da sede da banca organizadora. Para os manifestantes, a alteração das questões expressam uma correção errônea das provas. “Está sendo difícil para todos, todavia esperamos um processo pautado na legalidade e que averiguem todas as irregularidades neste certame”, escreveu a professora Jaqueline Santos, presente no ato.

A porta-voz teve o apoio de vários professores que se manifestaram nas redes. “Obrigada professora por todo seu empenho, você foi a única que ouviu a nossa voz e foi à luta junto com a gente”, agradeceu uma inscrita. “Você realmente é da luta, minha admiração e respeito total por você; infelizmente minha mãe e outros demais professores saíram prejudicados mas a luta sempre continua”, publicou outra.

SEDF contrata substitutos

O concurso busca preencher o cadastro reserva para o cargo de professor substituto temporário da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Os candidatos aprovados terão remuneração inicial de R$ 1.929,43 para 20 horas semanais de trabalho e R$ 3.858,87 para 40 horas semanais.

Organizado pelo Instituto Quadrix, os exames foram compostos por 100 itens. As questões de certo ou errado cobraram as disciplinas de Lei de diretrizes e bases da educação nacional; fundamentos e bases legais da educação; currículo e produção do conhecimento; processo de ensino – aprendizagem, gramática e interpretação de texto; Lei Orgânica do Distrito Federal; Lei Complementar 840/11; Estatuto da Criança e do Adolecente; Ride; e bases legais e temas da educação Nacional e Distrital.

Confira sete editais de concursos públicos previstos para janeiro

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, Governo federal, segurança

Karolini Bandeira*- Janeiro promete várias oportunidades para quem está interessado em prestar concurso. Somente em janeiro, podemos citar sete concursos públicos iminentes com tudo pronto para lançar o edital de abertura. As oportunidades são previstas para profissionais de todos os níveis de escolaridade. Confira:

IBGE

Já é oficial! O edital de abertura da nova seleção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o Censo de 2022 será publicado em 10 de janeiro. Desta vez, a oferta prevista é de 192 vagas temporárias, sendo 180 vagas para Agente Censitário de Pesquisa por Telefone (ACT) e 12 vagas para Supervisor censitário de pesquisas e codificação. As inscrições poderão ser feitas pelo site do Idecan. Saiba mais.

PMSP

O esperado é que o concurso da Polícia Militar de São Paulo (PMSP) para soldados autorizado em setembro, seja publicado no início do ano (com chances, inclusive, para janeiro). O governo deu aval para 5.400 chances distribuídas em dois editais de 2.700 vagas para a carreira de soldado de 2ª classe. Conforme já publicado no Diário Oficial, um dos editais será para ingresso na corporação em junho de 2022 e o outro para janeiro de 2023.

TJDFT

O edital do concurso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) está previsto para ser lançado até o início de fevereiro de 2022. Serão 93 vagas imediatas e cadastro reserva distribuídas entre os cargos de analista judiciário e técnico judiciário. O edital e as inscrições ficarão disponíveis no site da FGV, banca organizadora. Confira!

PMMT

A Polícia Militar do Mato Grosso (PMMT) também tem previsão de edital no primeiro mês do ano. A Fundação Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) foi escolhida como banca organizadora. O número de vagas ainda não foi divulgado.

SME-SP

Previsto para janeiro, o concurso para professores da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME-SP) vai prover 3.250 vagas efetivas. De acordo com a autorização, serão 1.270 professores de educação infantil e ensino fundamental I e 1.980 de ensino fundamental II e ensino médio. Os contratados iniciarão as atividades em 2022, a partir do primeiro dia do ano letivo.

PCBA

O concurso público previsto com 1.000 vagas para a Polícia Civil da Bahia (PCBA) terá edital de abertura em janeiro, conforme anunciado pelo governador Rui Costa (PT). Serão 800 vagas para agentes, 100 para delegados e 100 para escrivães. Os profissionais deverão possuir nível médio ou nível superior. Já os ganhos iniciais das carreiras variam de R$ 1.074 a R$ 4.374.

PCSP

A Polícia Civil de São Paulo (PCSP) já tem banca organizadora e edital iminente. O certame irá abrir 2.939 vagas para provimento efetivo na corporação, nas carreiras de delegado (250), escrivão (1600), investigador (900) e médico legista (189). Os ganhos iniciais serão de R$ 3.931,18 a R$ 10.382,48.

Tchau, 2021! Para especialistas, concursos públicos devem bombar em 2022

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Dicas de estudo, Distrito Federal, educação, Governo federal, segurança

Karolini Bandeira* e Mariana Fernandes — É inegável que o cenário dos últimos anos não foi tão bom para a realização de concursos públicos. Com o pico da pandemia de covid-19 em 2020 e 2021 e os olhos do país voltados para a crise sanitária, o ingresso no serviço público passou longe de ser uma das prioridades. Agora, com a flexibilização de atividades presenciais, avanço na retomada econômica e a volta gradual do “antigo normal”, o que esperar de 2022? O cenário finalmente será bom para a abertura de concursos no ano que está prestes a entrar?

Para especialistas, os concurseiros que estão esperançosos podem manter a expectativa alta. “As expectativas em relação aos concursos em 2022 são muito mais animadoras do que em relação aos últimos dois anos”, afirma o professor de Direito Administrativo e Constitucional do IMP Concursos, José Trindade. O especialista destaca que, ao contrário de 2020 e 2021, em 2022 temos mais certas do que incertezas: “Hoje, a maior parte das incertezas já foi sanada. Existe uma forma de combater a pandemia, a gente já tem um cenário mais seguro. Inclusive, já temos até previsões mais seguras quanto ao futuro.”

Reconquistando a esperança

Difícil é achar um concurseiro que não tenha perdido o ritmo de estudo em algum momento de 2021 — com tanto adiamento e suspensão, é natural que o rendimento seja afetado. 2022, na visão de Trindade, chega para mudar esse ciclo. “Já temos órgãos públicos cada vez mais, de forma cada vez mais intensa, retomando o trabalho presencial. Já temos editais de concurso que saem com mais frequência. A gente viveu, em 2020 e 2021, num cenário em que até tínhamos editais. Não faltavam concursos. Mas as provas iam sendo adiadas indefinidamente e isso desanimava os candidatos e desanimava os próprios órgãos públicos a fazerem concurso, porque gerava muitas vezes um gasto adicional e uma incerteza nos próprios contratos com as bancas organizadoras. Esse cenário [de incertezas] está se dissipando. Você tem maiores certezas quanto à possibilidade e a viabilidade de aplicação de provas e quanto às datas das provas. Então já podemos nos programar com relativa segurança quanto à realização de provas no futuro”, ressalta.

O economista e professor de Finanças Públicas na Universidade de Brasília, Roberto Piscitelli, evidencia que a urgência de contratação de servidores no cenário pós-pandêmico devido ao represamento de certames também é positivo e influencia na autorização e abertura de novas seleções públicas. Para Piscitelli, entretanto, é importante ressaltar também que a retomada de concursos é gradual e não imediato. “De algum modo, as perspectivas que existiam para 2021 se transferiram para 2022, em razão dos efeitos prolongados da pandemia e do ritmo do processo de vacinação. O lógico seria esperar que os concursos inicialmente programados para 2021 foram transferidos para 2022. Entretanto, esse ritmo de retomada ainda é lento, mesmo com a remoção de boa parte das dificuldades decorrentes da necessidade de maior dispersão dos candidatos nos locais de realização de provas. É bom levar em conta que as lacunas existentes em matéria de pessoal, já detectadas em 2021, se ampliaram e tornam mais urgente a contratação de novos servidores.”

Na opinião do especialista, a possibilidade de veto em 2022 à Reforma Administrativa (PEC 32), que já tramita há mais de um ano na Câmara, também é favorável para interessados no serviço público e pressiona a contratação de novos funcionários: “2021 foi marcado por restrições legais à realização de novos concursos. Acredito, inclusive, que a não aprovação da Reforma Administrativa, que — na minha opinião — seria nociva para o Serviço Público, aumenta as pressões para a contratação de servidores via concurso público, pois o projeto em tramitação, ‘flexibilizaria’ as condições de ingresso na Administração, e tornaria muito mais fáceis as contratações temporárias, as terceirizações, as nomeações por critérios políticos, partidários.”

Foco na Segurança

José Trindade ressalta concursos para a Segurança como uma das grandes promessas para 2022. De acordo com o professor, o novo cargo de policial penal, com carreira reestruturada em diversos estados em 2020 e 2021, deve ter vários editais no próximo ano. E não para por aí! “Nós temos polícias civis estaduais e polícias militares, como a própria Polícia Militar do Distrito Federal. Nós temos concurso, também no Distrito Federal, da Polícia Penal já com edital iminente. Nós temos o concurso de agente administrativo da Polícia Federal podendo sair também, temos o concurso de agente de custódia da Polícia Civil do Distrito Federal e temos, pelo Brasil afora, várias polícias civis e militares que, embora muitas delas tendo feito concursos relativamente recentes, continuam com defasagem de quadros.”

Leia mais em: Concursos 2022: novo ano começa com 16,1 mil vagas confirmadas para carreira policial

Concursos represados

Para Trindade, 2022 pode ser mais promissor até do que os anos pré-pandêmicos para concursos. A explicação é simples: além dos certames que são lançados todos os anos, o ano terá a abertura de seleções que foram acumuladas devido à covid: “Em 2017, 2018 e 2019 a gente tinha uma certa regularidade de certames, mas agora você tem uma série de concursos represados, além de tudo. Além dos concursos regulares que vão retomar o seu ritmo, temos o reinício da aplicação de provas e a demanda de concursos de órgãos públicos que não têm concurso em vigor.”

O profissional cita, por exemplo, grandes concursos de órgãos públicos importantes que já estavam previstos antes de 2020 e até hoje não foram lançados — como é o caso do Senado. “O último concurso [do Senado] foi realizado em 2012. Com a pandemia, nós tivemos dois anos a mais de atraso. A necessidade de contratação só se agravou. O concurso do Senado já estava na iminência de sair em 2019. Em novembro de 2019 ele foi autorizado e no início de 2020 ele já tinha um cronograma concreto de realização, com data prevista para realização de prova inclusive, mas a pandemia fez ocasionar a revogação do concurso”, explica. “A gente têm, nessa retomada, a possibilidade de o Senado realizar o concurso que ele já estava já tinha engatilhado em 2019.”

O grande número de concursos represados em órgãos que costumam chamar muitos servidores é um fator que, para o professor, contribui para um 2022 promissor para os concurseiros. “Existem inúmeros concursos e inúmeros órgãos públicos que estão não só com defasagem de servidor, mas sem possibilidade de convocar ninguém porque não têm concurso ativo. é o caso do INSS, é o caso do Senado e é o caso de vários tribunais, como o Tribunal de Justiça do Distrito Federal. É o caso da Justiça Federal também”, lembra.

Com tanto concurso previsto e com altas chances de sair no próximo ano, fica difícil decidir qual prestar. Por isso, Trindade ressalta que é ideal que o concurseiro foque em um setor e comece a preparação desde já. “Temos uma gama de concursos à disposição. É importante estudar e analisar as áreas disponíveis de atuação. Área fiscal, área de controle e área policial são alguns exemplos. Não precisa ser o foco em um concurso, mas é importante focar em uma área que quer seguir, ou em duas áreas próximas que se aproveitam e se completam.” E indica: “Se a pessoa não tem base ou já faz muito tempo que não vem estudando, vale a pena começar do zero, do básico. Começar leitura de lei, análise de conceitos fundamentais de cada disciplina e, acima de tudo, exercitar desde o início.”

Leia mais: Veja como manter o focos nos estudos durante as datas comemorativas

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Concursos para ficar de olho! Confira os maiores destaques previstos para este ano

Publicado em Deixe um comentárioautorização, carreira bancária, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Governo federal, Magistério, ministério, Ministério da Economia, Ministério da Justiça, Ministério Público, Polícia civil, Saúde, segurança, Senado Federal, TJDFT

Karolini Bandeira* e Jéssica Andrade — 2022 começa com grandes oportunidades para quem planeja prestar concurso público. Depois de dois anos de abertura de seleções em ritmo lento, diversos órgãos públicos sofrem agora com um alto déficit de servidores — e, por isso, têm urgência em realizar novos concursos. Muitas instituições já possuem a autorização do Ministério da Economia e estão prestes a lançar mais um certame. Outras já enviaram uma solicitação e aguardam o aval para novos lançamentos. As movimentações não param e aqui você fica por dentro de todas: confira os principais concursos com altas chances de serem lançados neste ano!

Autorizados

Ministério da Economia

Vagas: 300
Banca: Idib
Cargos: técnico e analista
Salário: até R$ 6,1 mil
Saiba mais!

PCDF

Vagas: 300
Banca: a definir
Cargo: delegado de polícia e agente de custódia
Salário: a definir
Saiba mais!

AGU

Vagas: 300
Banca: a definir
Cargo: advogado da União, procurador federal e procurador da Fazenda Nacional
Salário: até R$ 27,3 mil
Saiba mais!

PPDF

Vagas: 1.179
Banca: a definir
Cargo: policial penal
Salário: R$ 4.745
Saiba mais!

TJDFT

Vagas: 93
Banca: FGV
Cargo: analista e técnico
Salário: a definir
Saiba mais!

TCE-RJ

Vagas: 20
Banca: Cebraspe
Cargo: analista de TI e técnico
Salário: R$ 4.400 e R$ 10.300
Saiba mais!

Procon DF

Vagas: 174
Banca: a definir
Cargos: técnico, analista e fiscal
Salário: a definir
Saiba mais!

SES-DF

Vagas: 957
Banca: a definir
Cargos: técnico, analista e fiscal
Salário: a definir
Saiba mais!

PGDF

Vagas: 130
Banca: Cebraspe
Cargos: procurador
Salário: R$ 22.589,59
Saiba mais!

UnDF

Vagas: 3.500
Banca: a definir
Cargos: professor e tutor de magistério superior
Salário: de R$ 2.200 a R$ 8.363,87
Saiba mais!

PMSP

Vagas: 5.400
Banca: Vunesp
Cargos: soldado
Salário: R$ 3.164,58
Saiba mais!

Detran-DF

Vagas: a definir
Banca: a definir
Cargos: técnico, analista, agente e especialista
Salário: a definir
Saiba mais!

PCSP

Vagas: 2.939
Banca: Vunesp
Cargos: delegado, escrivão, investigador e médico legista
Salário: R$ 3.931,18 a R$ 10.382,48
Saiba mais!

Senado

Vagas: 40
Banca: a definir
Cargos: técnico e analista
Salário: a definir
Saiba mais!

Iprev-DF

Vagas: 65
Banca: a definir
Cargos: analista previdenciário
Salário: R$ 6.760
Saiba mais!

PMGO

Vagas: 870
Banca: a definir
Cargos: soldados e oficiais
Salário: a definir
Saiba mais!

EPE

Vagas: 17
Banca: FGV
Cargos: analista
Salário: R$ 11.505,45
Saiba mais!

Embasa

Vagas: 930
Banca: Instituto AOCP
Cargos: a definir
Salário: a definir
Saiba mais!

PPGG-DF

Vagas: 1.400
Banca: a definir
Cargos: gestor e analista
Salário: R$ 4.480 a R$ 6.760
Saiba mais!

SLU-DF

Vagas: 100
Banca: a definir
Cargos: analista de resíduos sólidos
Salário: R$ 5.070
Saiba mais!

PMES

Vagas: 1.111
Banca: a definir
Cargos: analista previdenciário
Salário: a definir
Saiba mais!

SME-SP

Vagas: 3.250
Banca: a definir
Cargos: professor efetivo
Salário: R$ 2.379,56 a R$ 2.874,48
Saiba mais!

Sefaz-BA

Vagas: 49
Banca: FGV
Cargos: agente de tributos
Salário: a definir
Saiba mais!

PMAP

Vagas: 600
Banca: a definir
Cargos: soldado combatente
Salário: a definir
Saiba mais!

Sead-GO

Vagas: 329
Banca: a definir
Cargos: a definir
Salário: R$ 5.338
Saiba mais!

PCAM

Vagas: 362
Banca: FGV
Cargos: delegado, escrivão, investigador e perito
Salário: R$ 11.281,26 A R$ 20.449,05
Saiba mais!

 

Expectativa

PMDF

O governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou a realização de um novo concurso para a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) em 2022. “A partir do momento que chamarmos a última turma, o concurso será aberto imediatamente”, afirmou. Outras informações ainda não foram divulgadas.

SEDF

A Secretaria de Educação do DF (SEDF) também tem previsão de concurso. De acordo com Ibaneis, um novo certame será encaminhado após zerar o cadastro de reserva do concurso vigente.

CVM

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) encaminhou à Economia uma solicitação de concurso. O pedido, com autorização projetada para 2022, são para 121 vagas. Do total, 24 foram para inspetores, 48 para analistas e 49 para agentes executivos. Saiba mais.

INSS

Há altas chances de próximo concurso público do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) ser realizado em 2022. Em reunião com o Sindsprev em julho, o presidente do INSS, Leonardo Rolim, informou que prevê o certame para antes das eleições de 2022, realizadas em outubro.

Câmara

O governo federal divulgou o Projeto de Lei Orçamentária de 2022 (PLOA), que prevê 70 vagas para a Câmara dos Deputados, embora o último balanço da casa tenha indicado 523 cargos vagos. Contudo, conforme a assessoria de imprensa do órgão, o novo certame não tem uma nova data para a publicação deste edital. Veja.

Receita Federal

O concurso público da Receita Federal segue em análise. Após 6 meses parado, o processo de pedido de autorização do certame voltou a tramitar em de dezembro de 2021. O pedido foi para 3.360 vagas distribuídas entre diversos cargos. Saiba mais!

PF Administrativo

O Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal se manifestou sobre a expectativa de realização do concurso da PF para a área administrativa. “Seguimos lutando pela realização do concurso já que nossa categoria se encontra com uma grande defasagem em seu quadro.”

Banco Central

O Banco Central confirmou ao Correio que solicitou autorização do Ministério da Fazenda para a realização de concurso público para 245 novos servidores. As chances pleiteadas são para analistas, técnicos e procuradores. As remunerações atuais destes cargos variam entre R$ 7.283 a R$ 21.014,49. Apesar da necessidade e do déficit, até o momento não há previsão de quando será lançado um novo certame. Confira mais informações.

Funai

A Fundação Nacional do Índio (Funai) informou, ao Correio, que já foram iniciadas tratativas para um novo pedido de concurso para efetivos em 2022. No entanto, não houve manifestação da Economia até o momento.

Anvisa

Sem concurso desde 2016, a Anvisa aguarda autorização do Ministério da Economia para realizar um certame com 100 vagas em carreiras de níveis médio e superior. Com o possível aval do pedido feito, a nova seleção será para especialista em regulação e vigilância sanitária (39), analista administrativo (14), técnico em regulação e vigilância sanitária (4) e  técnico administrativo (43).

ANA

A Agência Nacional de Águas (ANA) confirmou ao Correio que reiterou ao Ministério da Economia (ME), em 24 de fevereiro, a solicitação de aval para um novo concurso público com 62 vagas. O último concurso foi realizado em 2012 e ofertou 45 vagas, com remuneração inicial de R$ 4.760,18. A ANA teve pedido de concurso negado em 2019. Na ocasião, foram solicitadas 93 vagas para os cargos de especialista em recursos hídricos (47), analista administrativo (37) e técnico administrativo (9). Veja!

Inmetro

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) confirmou a solicitação de 430 vagas para chances de nível médio e superior. As vagas são distribuídas entre carreiras de nível médio e nível superior, com remuneração de R$2.403,28 a R$9.562,42. Atualmente, o déficit no órgão já ultrapassa os 1.100 cargos vagos e o último concurso aconteceu há seis anos, em 2015, o que aumenta a necessidade de recomposição do quadro de pessoal.

ANTT

Em março de 2021 o gerente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Cleber Dias, anunciou que a agência pretendia encaminhar solicitação de concurso público ao Ministério da Economia. Segundo o gerente, “o concurso é urgente”. A ANTT sofre com mais de 700 cargos em vacância. Ainda de acordo com Dias, apesar de o quantitativo de cargos que serão pedidos não ter sido confirmado, a estimativa é que a solicitação seja para mais de 300 vagas para os níveis médio e superior. Saiba mais.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Novacap terá concurso em 2022, anuncia diretor-presidente

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, Governo federal

Karolini Bandeira*- Em entrevista ao Correio, o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) afirmou que a abertura de um novo concurso em 2022 está entre os planos da instituição. Fernando Leite informou que a companha está passando por uma reestruturação e que um novo certame no próximo ano é essencial.

Segundo Leite, a empresa ainda não sabe o número exato de vagas a serem ofertadas porque ainda deve finalizar o plano de cargos e salários. “Nós vamos investir muito na capacitação das pessoas em 2022. Não temos, ainda, a quantidade de vagas que serão abertas, porque estamos na fase do trabalho prévio na área de recursos humanos, para fazer a reestruturação da empresa. Vamos concluir o plano de cargos e salários e, em função disso, vamos dimensionar o quadro de pessoas que vamos precisar. Precisamos fazer o concurso em 2022, é o nosso propósito.”

Último concurso cancelado

O último concurso da Novacap, de 2018, ofertaria 96 vagas, sendo 60 para nível superior e 36 para nível médio. O certame planejava contratar profissionais para os cargos de geólogo (1), administrador (1), advogado (9), engenheiro civil (27), agrônomo (7), médico do trabalho (1), assistente administrativo (3), técnico agrícola (12), técnico em edificações (14), dentre outros. A seleção, entretanto, foi cancelada após inúmeras suspensões.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

 

Secretaria de Saúde do DF nomeia 366 enfermeiros aprovados em concurso

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Nomeação, Saúde, servidores públicos

Karolini Bandeira*- Mais 366 concursados chamados no Distrito Federal! A Secretaria de Saúde (SES-DF) nomeou, em solenidade nesta quarta-feira (22/12), novos enfermeiros para complementar o quadro de servidores de unidades de saúde distribuídas na capital. Os 366 nomeados são da especialidade de família e comunidade, com foco no reforço da Atenção Primária à Saúde, responsável por 80% dos atendimentos à comunidade.

“Fiz dois cursinhos, duas provas e, finalmente, cheguei onde queria estar, que é para exercer a profissão de enfermeira na rede pública de saúde. Com certeza, esse é o melhor presente de Natal que poderia ter”, disse Dayana Gomes Torres à Agência Brasília. A nova servidora pública, de 33 anos, fez os concursos da SES-DF de 2014 e 2018 e passou na segunda tentativa.

Para o secretário de Saúde, Manoel Pafiadache, as nomeações representam “o empenho e prioridade que o GDF dá para a Atenção Primária, que é a porta de entrada do sistema, e a chegada desses profissionais ajuda a desafogar a alta complexidade, os hospitais”.

De acordo com o GDF, somente neste ano, a Secretaria de Saúde nomeou 5.511 novos servidores, entre temporários e efetivos. O governo também nomeou, na última sexta-feira (17/12), outros 78 concursados, entre administradores, farmacêuticos, enfermeiros de família e comunidade, enfermeiros obstetras, analistas de sistemas, fonoaudiólogos, médicos endoscopistas, cirurgiões de trauma e médicos ortopedistas.

Concurso autorizado

O secretário da Economia do Distrito Federal, André Clemente, autorizou, em agosto, a abertura de um novo concurso público para a Secretaria de Saúde do DF, com vagas no cargo de técnico em enfermagem e na nova carreira de gestão e assistência pública à saúde. Em novembro, o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde-DF) solicitou informações sobre o andamento do certame.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Governo do DF nomeia novos 296 servidores socioeducativos do concurso de 2015

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Nomeação, servidores públicos

Karolini Bandeira*- 296 aprovados no último concurso público da Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus) para a carreira socioeducativa foram nomeados nesta segunda-feira (20/12). “Com essas nomeações, o governador Ibaneis Rocha vai praticamente zerar o cadastro reserva”, disse a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, em cerimônia de solenidade realizada no Palácio do Buriti.

Os nomeados aguardavam a convocação desde 2016, quando o concurso foi homologado. Entre os selecionados estão agentes socioeducativos, técnicos e especialistas em pedagogia, serviço social, administração, contabilidade, estatística, psicologia, direito, educação física, artes cênicas, música e artes plásticas. Passamani também destacou que, somente em 2021, a Sejus já nomeou 650 servidores da carreira socioeducativa. Desde 2019, o GDF já convocou 702 concursados para a pasta.

“A gente vem de uma semana de nomeações. Vamos encerrar com mais um reforço na saúde e fechar com mais mil novos servidores públicos no Distrito Federal”, destacou o governador Ibaneis Rocha (MDB).

O concurso

O concurso da Secretaria de Justiça e Cidadania do DF foi organizado em 2015 Pela Fundação Universa e teve 29.336 candidatos inscritos. Foram, ao todo, 1.088 vagas, sendo 200 para preenchimento imediato e 888 para cadastro reserva. Houve oportunidades para nível médio e superior, com remunerações que variam de R$ 3.730,22 a R$ 5.242,06.

A maior participação registrada foi para o cargo técnico de agente socioeducativo, com 26.157 inscrições, ou seja, 175 candidatos para cada uma das 149 chances abertas.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Banca organizadora do próximo concurso do TJDFT é confirmada

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, TJDFT, Tribunal de Justiça

Karolini Baneira*- Publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (21/12), uma dispensa de licitação que confirma a Fundação Getúlio Vargas (FGV) como a banca organizadora do próximo concurso público do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). A contratação da empresa ainda deve ser oficializada com a assinatura e publicação do documento do contrato. A expectativa é de edital no início de 2022.

O edital deverá ofertar 93 vagas, conforme proposta de reenquadramento de cargos aprovada pelo Tribunal em outubro. Todas as 93 vagas imediatas devem ser distribuídas entre áreas da função de analista judiciário, enquanto o cargo de técnico tem como previsão formação de cadastro de reserva. Confira a distribuição de vagas esperada abaixo:

Analista judiciário

  • Apoio especializado – Contabilidade (3)
  • Apoio especializado – Engenharia Elétrica (1)
  • Apoio especializado – Administração (3)
  • Apoio especializado – Estatística (2)
  • Apoio especializado – Medicina Psiquiatria (2)
  • Apoio especializado – Medicina do Trabalho (2)
  • Apoio especializado – Psicologia (cadastro reserva)
  • Apoio especializado – Serviço Social (9)
  • Apoio especializado – Análise de Sistemas (3)
  • Apoio especializado – Suporte em Tecnologia da Informação (3)
  • Apoio especializado – Análise de Dados (5)
  • Apoio especializado – Segurança da Informação (5)
  • Judiciária – Oficial de Justiça Avaliador Federal (25)
  • Judiciária – Sem Especialidade (29)
  • Arquivologia (1)

Técnico judiciário

  • Administrativa – Sem Especialidade (cadastro reserva)
  • Administrativa – Segurança (cadastro reserva)
  • Apoio especializado – Programação de Sistemas (cadastro reserva)
  • Apoio Especializado – Enfermagem (cadastro reserva)

405 cargos vagos

Com o último concurso público realizado em 2015, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) sofre com déficit de 405 cargos vagos, sendo 219 na função de técnico judiciário e 186 de analista judiciário. Os números são confirmados pelo Portal da Transparência do órgão, com dados referentes a abril de 2021.

Apesar da vacância no quadro de servidores e de já ter confirmado a intenção de realizar um novo concurso para efetivos com levantamento de cargos vagos, a pasta adiantou ao Papo de Concurseiro em maio que não haverá tempo hábil para abertura desse concurso ainda em 2021.

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes