Mais de 3 mil vagas! Especialista dá dicas de preparação para a prova da Polícia Penal de MG

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Um novo edital para o concurso para a Polícia Penal de Minas Gerais foi publicado. São 3.506 vagas temporárias de nível médio, sendo 2.953 para homens e 533 para mulheres, com remuneração mensal de R$5.097,15 até o término do contrato.

As inscrições estão abertas e seguem até o próximo dia 25 e devem ser feitas exclusivamente pelo site da banca organizadora, a Fundação Getúlio Vargas (FGV). De acordo com o cronograma, a prova objetiva será aplicada no dia 09 de outubro de 2022.

Para o Coordenador Carreiras Policiais do Gran Cursos, Érico Palazzo, essa é uma ótima oportunidade, mesmo que as vagas sejam temporárias. “Apesar de ser um contrato temporário, o período é de um ano prorrogável por mais um ano. Então o candidato pode ficar empregado por até dois anos e nesse meio tempo buscar outras oportunidades. Além disso, as disciplinas cobradas são muito próximas de outros concursos da polícia penal que aconteceram recentemente, como do DF e o de MG, então os candidatos que se prepararam para esses concursos podem aproveitar os estudos”, afirmou Érico.

O professor do Gran Cursos Online, que é especialista em Direito Administrativo e já foi aprovado em diversos concursos públicos das áreas policial e jurídica, listou três dicas de preparação para quem quer fazer a prova.

  • Por ser um cargo de nível médio, a concorrência tende a ser alta, principalmente por se tratar de um processo seletivo simplificado, que tem menos fases que os concursos normais das carreiras policiais, o que também acaba incentivando muitas pessoas a participarem. Outro ponto é que o concurso será realizado em diversas cidades, então quem é de Minas não vai precisar viajar para muito distante para fazer a prova. Por esses motivos, a tendência é que a concorrência seja alta. Porém, como são muitas vagas, se o candidato começar a se preparar agora e focar nos estudos é possível passar.
  •  Dá tempo pra se preparar até outubro. Basta começar a estudar o mais rápido possível e focar nos conteúdos mais relevantes. Isso porque as disciplinas têm pesos diferentes. Segundo o edital, os conteúdos de Língua Portuguesa, Direitos Humanos e Legislação Especial têm peso dois. A dica é focar nesses conteúdos, já que eles podem garantir uma nota maior para o candidato.

  • Apesar de ser um concurso que cobra muito direito, a tendência é que não caia muita jurisprudência, muita doutrina. Então apesar do conteúdo ser muito grande, as questões devem focar mais no conhecimento da lei. Se o aluno conseguir aprender essa parte e decorar os artigos, ele conseguirá ter bons resultados.

O concurso

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (SEJUSP-MG) publicou o edital de abertura do processo seletivo simplificado para as vagas de agente de segurança penitenciário.

As vagas são destinadas para candidatos de nível médio ou curso profissionalizante de ensino médio, concluído e reconhecido pelo MEC.

A remuneração inicial é no valor de R$ 5.097,15. No total, estão sendo ofertadas 3.506 vagas, divididas da seguinte forma:

  • Vagas para homens: 2.953
  • Vagas para mulheres: 553
As provas serão divididas em três etapas, que consiste em prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; avaliação psicológica, de caráter eliminatório; e investigação social, de caráter eliminatório.

A prova objetiva e a avaliação psicológica serão realizadas nos municípios de Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Juiz de Fora, Uberaba, Lavras, Divinópolis, Governador Valadares, Uberlândia, Patos de Minas, Montes Claros, Ipatinga, Barbacena, Curvelo, Teófilo Otoni, Unaí, Pouso Alegre, Poços de Caldas e Sete Lagoas. Já a terceira etapa será realizada em Belo Horizonte.

As inscrições serão abertas no dia 3 de agosto, e ficarão disponíveis até 25 de agosto. Os candidatos poderão se inscrever no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca organizadora do certame. Para efetuar a inscrição, os candidatos deverão realizar o pagamento da taxa no valor de R$ 44,95.

 

Concurso PC-BA: provas para delegado são remarcadas para 21 de agosto

Publicado em Deixe um comentárioBahia, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), banca organizadora do concurso público da Polícia Civil da Bahia, publicou a retificação do cronograma com a data das provas para o cargo de delegado. Agora, a aplicação será em 21 de agosto. Cabe lembrar que a prova foi anulada por causa da meia maratona que ocorreu em Salvador, que afetaria 3 locais do exame, de acordo com a banca.

O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação ressaltou, ainda, que a iniciativa de suspensão do concurso foi do próprio IBFC. “Tendo o ocorrido prejudicado o andamento das provas de outros candidatos e se alongado por mais de 1 hora, inviabilizando a manutenção da aplicação das provas discursivas que aconteceriam no período da tarde, o IBFC imediatamente notificou a SAEB (Secretaria da Administração do Estado da Bahia) sobre o ocorrido solicitando a suspensão do processo para o cargo de Delegado de Polícia Civil”, explicou em nota de esclarecimento.

Leia mais: Concurso PC-BA: prova é anulada, entenda

De acordo com o cronograma provisório, o resultado final e a homologação do concurso público estão previstos para 18 de novembro.

Concurso oferece mil vagas

O certame oferta mil vagas imediatas para cargos de escrivão, delegado e investigador, ambas exigem nível superior de formação. Segundo informações da banca organizadora, o certame registrou 44.133 inscrições. O cargo de delegados obteve mais de 11 mil inscrições. As oportunidades são distribuídas da seguinte forma:

  • Investigador de Polícia: 700 vagas, sendo 455 vagas ampla concorrência + 210 vagas para candidatos negros 35 vagas para PCDs;
  • Delegado de Polícia: 150 vagas, sendo 98 vagas ampla concorrência 45 vagas para candidatos negros 7 vagas para PCDs;
  • Escrivão de Polícia: 150 vagas, 98 vagas ampla concorrência 45 vagas para candidatos negros 7 vagas para PCDs.

A remuneração inicial oferecida para o cargo de delegado de polícia é de R$ 6.685,6. Ela é composta pelo vencimento básico de R$ 5.077,47, e benefício de R$ 1.608,13 (Gratificação de Atividade de Polícia Judiciária). Os salários podem ser acrescidos de outras vantagens, podendo chegar a R$ 13.032,44.

Leia também: Concurso INSS: portaria reduz tempo mínino entre o edital e a realização da prova

Confira dicas para o concurso público da Secretaria de Educação do DF

 

Confira dicas para o concurso público da Secretaria de Educação do DF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Dicas de estudo, Distrito Federal, educação

As inscrições para o certame começam na terça-feira (2/8) e vão até o dia 31 de agosto. Ao todo, serão oferecidas 4.254 vagas

Por Aline Gouveia – As inscrições para o concurso público da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF) começam na terça-feira (2/8) e se encerram no dia 31 de agosto. Ao todo, serão ofertadas 4.254 vagas, sendo 812 imediatas para professores efetivos. Os salários oferecidos vão de R$ 3.016,97 a R$ 4.228,56, mais gratificação de R$ 1.206,79 ou R$ 1.268,57 por mês.

As vagas são oferecidas para as áreas de educação básica, pedagogo (orientador educacional) , gestor em políticas públicas e gestão educacional. As datas da prova estão previstas para 9 e 16 de outubro. As inscrições deverão ser feitas no site do Instituto Quadrix, banca organizadora do certame. A taxa de inscrição está prevista entre R$ 56 e R$ 83.

É necessário que os interessados em ingressar nas vagas ofertadas comecem a se preparar desde já. Portanto, o Papo de Concurseiro conversou com especialistas para saber como se planejar para os estudos e o momento da prova.

Para Carlinhos Costa, coordenador das carreiras educacionais do Gran Cursos Online, é importante se atentar à estrutura do edital, já que o candidato precisa fazer pontos mínimos em todas as áreas. “Eu diria que a parte mais difícil é a de conhecimentos complementares, já que tem um grande número de assuntos e apenas 30 itens e deve ter pelo menos 8 acertos, mesmo com o fator de correção de uma errada anulando uma certa”, explica.

O especialista ressalta, ainda, a necessidade de se observar a estratégia de deixar de marcar uma questão quando não há certeza da resposta. “É preciso ter cuidado, já que existe uma quantidade mínima de pontos em cada disciplina, e deixar de marcar muitas pode impedir que o candidato alcance esse mínimo”, alerta.

Para a redação, Carlinhos Costa chama a atenção para o fato de que os temas serão sobre atualidades. “Eu apostaria em temas de educação, com destaque para os que estão em alta, como homeschooling, uso da tecnologia na educação, como alcançar os alunos que ficaram em defasagem na pandemia e como melhorar a formação de professores para ofertar uma educação de maior qualidade”, destaca.

Leia também: Especialistas dão dicas de como se preparar para as questões de atualidades em concurso

De acordo com a professora Madalena Coatio, especialista em administração da educação do IMP, elaborar um cronograma de estudos e reforçar os exercícios é fundamental. “Depois que o aluno entendeu minimamente a teoria, o ideal é que ele resolva muitos exercícios. Por meio dos exercícios, aprende-se muito e se esclarece inúmeras dúvidas. Para os alunos que já estavam estudando pelo edital anterior, é necessário dar uma atenção especial ao novos itens”, recomenda a especialista.

Em relação aos conteúdos da prova, Madalena lista alguns que merecem atenção dos candidatos:

Quais são as principais dicas acerca dos conteúdos disciplina de conhecimentos pedagógicos?

Todos os conteúdos são importantes, no entanto, as tendências pedagógicas constituem o eixo (fundamentos da educação) da parte dos conhecimentos pedagógicos. Outros assuntos que merecem um olhar mais atento: avaliação, currículo, projeto político-pedagógico, Educação de Jovens e Adultos, Educação Especial e bases psicológicas da educação (somente para o cargo de Atividades).

Outro assunto importante é a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (Lei nº 9.394/1996) que é a legislação que regulamenta o sistema educacional brasileiro nos níveis da Educação Básica e da Educação Superior. Logo, para o concurso da SEEDF, foque nos artigos: 3º, 4º, 12, 24, 26 (o mais importante de todos) e nos artigos 35 e 36.

Há ainda os documentos distritais que serão cobrados na prova, para estudá-los, o aluno deve ficar atento e baixá-los nos sites institucionais, tais como:

  • Resolução nº 2/2020-CEDF e suas alterações
  • Regimento da Rede Pública de Ensino do DF

Há novos conteúdos da parte de conhecimentos pedagógicos? Que não estavam previstos no edital anterior?

Sim. A Quadrix acrescentou alguns conteúdos novos ao nosso edital, sugiro uma leitura detalhada desses assuntos. Conteúdos comuns a todos os cargos:

  • Lei nº 13.415/2017 – Reforma do Ensino Médio
  • DCN’s Ensino Médio
  • DCN’s Ensino Fundamental
  • DCN’s Educação Infantil
  • Res. 1/2021- CNE (novas diretrizes da EJA)
  • Lei nº 5.105/2013 (Plano de Carreira Magistério Público)
  • Educação em Direitos Humanos: educação indígena; quilombola, educação das relações étnico-raciais e em gênero e diversidade.

Como conteúdo específico, Madalena destaca as competências e habilidades propostas pela BNCC para a educação infantil e ensino fundamental.

Leia também: Contrato PPGG: extrato de contrato foi publicado; edital está próximo

Polícia Penal DF: resultado preliminar é republicado; entenda

Vagas da semana! Mais de 20.394 vagas de concursos estão com inscrições abertas

Concurso MPMG: novo edital para promotor pode ser publicado em breve

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Minas Gerais, Ministério Público

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) criou, nesta quinta quinta-feira (28/7), uma página oficial para a divulgação de edital do concurso para promotores substitutos. Na página, há uma pasta que direciona a uma resolução do dia 17 de março de 2022, em que trata de disposições gerais para ingresso no MPMG.

O documento diz que o concurso será aberto levando em consideração a dotação orçamentária, devendo ser constituído por cinco etapas:

  • primeira etapa: uma prova preambular, de caráter eliminatório e classificatório;
  • segunda etapa: quatro provas escritas especializadas, de caráter eliminatório e
    classificatório;
  • terceira etapa: de caráter subsidiário, com as seguintes fases: sindicância da vida pregressa e investigação social, exame de rigidez física e mental e exame psicotécnico;
  • quarta etapa – quatro provas orais, de caráter eliminatório e classificatório;
  • quinta etapa – avaliação de títulos, de caráter classificatório.

Cabe destacar que, para ingressar na carreira de promotor, é necessário ensino superior em direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica.

Último concurso

O último concurso do órgão foi em 2021. Na época, o certame ofertou 60 vagas imediatas no cargo de promotor, com ganho inicial de R$ 30.404,42.

Leia também: Contratação na Caixa não resolve deficit de 20 mil trabalhadores, diz Fenae

TRE-DF não participará do concurso unificado do TSE

Concurso PPGG-DF: banca organizadora é definida

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal

O Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) será contratado como banca organizadora do concurso público para as carreiras de Políticas Públicas e Gestão Governamental do Distrito Federal (PPGG-DF). A informação consta na dispensa de licitação publicada no Diário Oficial do DF desta quinta-feira (28/7). Serão ofertadas 100 vagas para o cargo de gestor em políticas públicas e gestão governamental, com possibilidade de formação de cadastro reserva.

O concurso PPGG-DF foi autorizado em março de 2021 e a previsão era a oferta de 1.400 vagas, sendo 100 para gestor, 150 para analista e outras 1.150 para cadastro reserva. No entanto, não consta no Diário Oficial o provimento de vagas para o cargo de analista em políticas públicas.

Para gestor, o salário inicial para 40 horas de trabalho é de R$ 6.760. Para ingressar no cargo, é necessário ter diploma de graduação nas áreas de administração, gestão governamental, contabilidade, políticas públicas, economia, direito ou tecnologia da informação e comunicação. Confiras as atribuições dos gestores:

Formular, planejar, coordenar, supervisionar e avaliar atividades relacionadas à gestão governamental de políticas públicas nos diversos órgãos da Administração Direta, relativamente autônomos, especializados, fundações públicas e autarquias, inclusive de regime especial; executar outras atividades de mesma natureza e nível de complexidade determinadas em legislação específica, observadas as peculiaridades da especialidade do cargo.

Leia também: Receita Federal: especialistas dão dicas de como se preparar para as questões de português

SES-DF define banca organizadora do concurso para agente com mais de mil vagas

Concurso TSE Unificado: órgão confirma que está em fase inicial do planejamento

Concurso TRT14: edital deve ser publicado entre agosto e setembro deste ano

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Tribunal de Justiça

A Fundação Carlos Chagas (FCC) foi escolhida como banca organizadora do próximo concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, que compreende os estados de Rondônia e Acre. O novo certame irá contemplar vagas para os cargos de analista judiciário e técnico judiciário nas seguintes especialidades: oficial de justiça avaliador federal, tecnologia da informação. O quantitativo de vagas ainda não foi divulgado.

Com a definição da banca, os próximos passos são a assinatura do contrato e publicação do edital. O TRT14 informou ao Papo de Concurseiro, em nota, que a assinatura do contrato com a banca deve acontecer nos próximos dias. Já a publicação do edital, de acordo com o órgão, está prevista para entre agosto e setembro deste ano.

Confira a íntegra da nota do TRT14:

De acordo com informações da Secretaria de Gestão de Pessoas, os trâmites para assinatura do contrato já estão correndo e devem se concretizar nos próximos dias. Quanto ao edital, a previsão é que seja em agosto/setembro deste ano. A cada passo oficial, divulgaremos em primeira mão em nosso portal e nas redes sociais (instagram e twitter).

Último concurso

O último concurso para o TRT14 foi em 2018, no qual foram ofertadas duas vagas e formação de cadastro reserva para a área de apoio especializados nas especialidades de estatística e psicologia. A Fundação Carlos Chagas também foi a banca organizadora. A remuneração inicial foi de R$ 11.006,83.

Leia também: TRTs: confira lista de editais que podem ser divulgados em breve

Detran-DF: extrato do contrato é publicado; edital está próximo

Concurso TSE Unificado: órgão confirma que está em fase inicial do planejamento

Detran-DF: extrato do contrato é publicado; edital está próximo

Publicado em Deixe um comentáriocadastro reserva, Concursos, Concursos Públicos, Detran, Distrito Federal

O concurso público prevê ofertar 123 vagas imediatas e 243 para a formação de cadastro reserva

O extrato do contrato do próximo concurso público do Detran-DF foi publicado no Diário Oficial do DF desta quarta-feira (27/7). Ao todo, o certame vai ofertar 123 vagas imediatas, sendo 34 para o cargo de analista de atividades de trânsito e 89 para técnico em atividades de trânsito. Além disso, outras 243 vagas serão disponibilizadas para a formação de cadastro reserva. Com a publicação do extrato, o edital se torna ainda mais próximo.

As oportunidades exigem nível médio para o cargo de técnico e superior para analista. A remuneração inicial varia entre R$ 6 mil e R$ 9 mil, respectivamente. O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) foi escolhido como banca organizadora do certame. De acordo com o diretor-geral, Thiago Nascimento, há previsão de publicação do edital ainda neste mês de julho.

Leia também: Com edital iminente, veja disciplinas cobradas no último concurso do Detran-DF

Último concurso

Realizado em 2012, o último certame foi organizado pela Fundação Universa e ofereceu 100 vagas imediatas para o cargo de agente da carreira de policiamento e fiscalização, além de formação de cadastro reserva. Ao todo, 19.547 candidatos se inscreveram no concurso, que teve uma concorrência de cerca de 195 pessoas por chance ofertada. As oportunidades foram para o nível superior, com remuneração inicial no valor de R$ 5.485,24 para uma jornada de 40 horas semanais.

Leia também: Especialista dá dicas de Legislação de Trânsito para o concurso do Detran-DF

TRTs: confira lista de editais que podem ser divulgados em breve

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Tribunal do Trabalho

Com a definição das bancas organizadoras, os editais se tornam iminentes

Há alguns concursos públicos em andamento para os Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) espalhados pelo país. As vagas são para o preenchimento do quadro de pessoal dos órgãos e contam com formação de cadastro reserva. Com a definição das bancas organizadoras, os editais se tornam iminentes. Portanto, o Papo de Concurseiro listou os certames que já estão com banca definida. Confira:

TRT-MG

A banca para o próximo concurso do Tribunal Regional do Trabalho 3ª Região, localizado em Minas Gerais, foi definida. A escolha da Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc) como responsável por organizar o certame foi publicada no Diário Oficial da União da segunda-feira (25/7). As vagas ofertadas serão para os cargos vagos de analista e técnico judiciário do quadro de pessoal do TRT3. Já o quantitativo de vagas, no entanto, ainda não foi divulgado. O presidente do TRT3, Ricardo Mohallem, afirmou que o edital pode ser lançado em outubro. Saiba mais detalhes!

TRT-MA

O Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região, localizado no Maranhão, assinou, na quinta-feira (21/7), o contrato com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para a realização do próximo concurso público. O certame ofertará vagas para provimento e formação de cadastro reserva de cargos do quadro permanente de pessoal do Tribunal. De acordo com a Coordenadoria de Gestão de Pessoas do órgão, 29 cargos do quadro de servidores do TRT-MA estão vagos. Saiba mais detalhes!

TRT8

O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, que compreende os estados do Amapá e Pará, informou que o edital do concurso público para o quadro de servidores deve ser divulgado em agosto deste ano. Em junho, o TRT 8 definiu o Cebraspe como banca organizadora do próximo certame. Além disso, a presidência do órgão criou um comitê, formado por um magistrado e três servidores, responsável pela elaboração e fiscalização contratual do concurso. Os cargos e a quantidade de vagas que serão ofertadas ainda não foram divulgados. No entanto, o órgão tem os cargos de analista e técnico judiciário vagos. Saiba mais detalhes!

TRT14

A Fundação Carlos Chagas (FCC) foi escolhida como banca organizadora do próximo concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, que compreende os estados de Rondônia e Acre. Com a definição da banca, os próximos passos são a assinatura do contrato e publicação do edital. O novo certame irá contemplar vagas para os cargos de analista judiciário e técnico judiciário nas seguintes especialidades: oficial de justiça avaliador federal, tecnologia da informação. Saiba mais detalhes!

TRT-PB

O Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região, localizado na Paraíba, informou que o contrato com a Fundação Getúlio Vargas foi assinado na segunda-feira (25/7). Ainda de acordo com o TRT-13, o edital deve sair em 25 dias e as provas serão aplicadas em 85 dias. Ao todo, o certame vai ofertar 4 vagas imediatas, sendo 1 vaga para analista judiciário, 2 para técnico judiciário (área administrativa) e 1 para técnico judiciário (área de tecnologia da informação). Também haverá formação de cadastro reserva, com previsão de vagas para 17 cargos. Saiba mais detalhes!

Leia também: Presidente da Caixa diz que aprovados em concursos serão contratados em breve

Detran-DF: dispensa de licitação para realização de concurso é publicada

Concurso Senado: publicação de extrato de contrato torna edital ainda mais próximo

TRT-PB: contrato com a banca é assinado e vagas são divulgadas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Tribunal do Trabalho

De acordo com órgão, o edital deve ser publicado em 25 dias

O Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região, localizado na Paraíba, informou que o contrato com a Fundação Getulio Vargas foi assinado na segunda-feira (25/7). Com isso, o edital do certame se torna iminente. O concurso público do órgão prevê o preenchimento de cargos do quadro de pessoal. O extrato do contrato estima o gasto de R$ 1,62 milhão para a realização do certame.

Ainda de acordo com o TRT-13, o edital deve sair em 25 dias e as provas serão aplicadas em 85 dias.  Ao todo, o certame vai ofertar quatro vagas imediatas, sendo uma vaga para analista judiciário, duas para técnico judiciário (área administrativa) e 1 para técnico judiciário (área de tecnologia da informação). Também haverá formação de cadastro de reserva, com previsão de vagas para 17 cargos:

  • Analista Judiciário – Área Judiciária
  • Analista Judiciário – Área Administrativa sem Especialidade
  • Analista Judiciário – Oficial de Justiça Avaliador Federal
  • Analista Judiciário – Arquitetura
  • Analista Judiciário – Estatística
  • Analista Judiciário – Tecnologia da Informação
  • Analista Judiciário – Biblioteconomia
  • Analista Judiciário – Engenharia Elétrica
  • Analista Judiciário – Medicina
  • Analista Judiciário – Odontologia
  • Analista Judiciário – Médico Psiquiatra
  • Analista Judiciário – Serviço Social
  • Analista Judiciário – Contador
  • Técnico Judiciário – Área Administrativa sem Especialidade
  • Técnico Judiciário – Polícia Judicial
  • Técnico Judiciário – Enfermagem
  • Técnico Judiciário – Tecnologia da Informação

Último concurso do órgão

Em 2014, a última seleção realizada pelo TRT da Paraíba teve, no total, 8.735 inscrições registradas. O cargo com o maior concorrência foi o de técnico judiciário – especialista em tecnologia da informação, com 2.568 inscrições.

Estavam sendo ofertadas 33 vagas, 18 para analista judiciário. A remuneração era de R$ 8.178,06 para jornada de 40 horas e para o posto de técnico judiciário com salário inicial de R$ 5.007,8,  para carga horária de 40 horas semanais.

Leia também: Concurso INSS: próximo concurso deverá também ser regionalizado, diz especialista

Especialistas dão dicas de como se preparar para as questões de atualidades em concurso

Psicóloga dá dicas para preservar saúde mental e manter foco nos concursos durante a pandemia

TRT-MG: banca para próximo concurso é definida

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Tribunal do Trabalho

A banca para o próximo concurso do Tribunal Regional do Trabalho 3ª Região, localizado em Minas Gerais, foi definida. A escolha da Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc) como responsável por organizar o certame foi publicada no Diário Oficial da União da segunda-feira (25/7). As vagas ofertadas serão para os cargos vagos de analista e técnico judiciário do quadro de pessoal do TRT3. Já o quantitativo de vagas, no entanto, ainda não foi divulgado.

No dia 14 de julho, durante entrevista à Rádio Itatiaia, o presidente do TRT3 afirmou que o edital pode ser lançado em outubro. “… Se Deus quiser, em outubro sem autorização de provimento, será para cadastro de reserva. Mas teremos o concurso em outubro”, disse Ricardo Mohallem na ocasião.

Cabe destacar também que o Tribunal Regional do Trabalho em Minas Gerais abriu 300 vagas em um processo seletivo do Programa de Residência Jurídica. As vagas são destinadas a bacharéis em Direito que tenham concluído o curso de graduação há, no máximo, cinco anos ou que estejam cursando especialização, mestrado ou doutorado. As inscrições se encerram na quinta-feira (28/7).

Último concurso

O último concurso do TRT3 foi realizado em 2015, ele contemplou oportunidades imediatas e formação de cadastro reserva. O certame ofertou vagas para cargos de nível médio e superior. A remuneração ofertada à época chegava a R$ 10.485,62.

Leia também: Concurso Senado: publicação de extrato de contrato torna edital ainda mais próximo

Confira 5 editais abertos e previstos para a Polícia Militar

Veja como foi o teste de aptidão física do último concurso da PCGO