Governo do DF nomeia 286 novos servidores em três pastas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Os recém nomeados serão lotados nas secretarias de Desenvolvimento Social, secretaria da Mulher e da Justiça e da Cidadania

O Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, nomeou 286 aprovados em concursos públicos. Os novos servidores foram lotados nas Secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes), da Mulher (SMDF) e da Justiça e Cidadania (Sejus). A cerimônia de posse aconteceu nesta segunda-feira (2/5), no palácio do Buriti. 

Do quantitativo de nomeados, são 193 servidores da carreira de assistência social e 93 da socioeducativa, distribuídos da seguinte forma:

  • Secretarias de Desenvolvimento Social – 58 nomeados;
  • Secretaria da Mulher – 55 nomeados
  • Secretaria da Justiça e Cidadania – 173 

“Fico muito feliz quando faço esses atos de nomeação, porque sou daqueles que foram criados na advocacia, valorizando muito o serviço público. O serviço público tem uma grande vantagem sobre os mandatos eletivos; ele leva políticas permanentes e a memória do Estado”, destacou o governador.

SEJUS

Só na Secretaria de Justiça e Cidadania, foram nomeados 73 novos servidores. Dentre eles, 80 da carreira de assistência social em 56 especialidades, incluídos 24 técnicos, e 93 da carreira socioeducativa. 

“É muito importante, porque é um pessoal que vem para somar. Até agora são mais de 800 servidores nomeados, tudo isso para atender o serviço essencial ao público. [Os nomeados] ajudarão a recompor o quadro de atendimento nas unidades socioeducativas e nas áreas de enfrentamento às drogas, apoio às vítimas de violência, entre outras áreas da secretaria”, avaliou o secretário de Justiça e Cidadania, Jaime Santana.

SEDES

A Secretaria de Desenvolvimento Social vai contar com 58 servidores nomeados da Sedes atuarão nas unidades do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), nos restaurantes comunitários e nas equipes itinerantes.

“Pela primeira vez teremos uma equipe itinerante para atender aquela população que não consegue chegar às unidades assistenciais; também pela primeira vez, teremos um nutricionista em cada restaurante comunitário e um especialista em direito nos Creas”, acrescentou a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

Nomear especialistas em direito para todos os 12 Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e nutricionistas para os 14 restaurantes comunitários do DF é algo inédito, segundo a representante da pasta. 

“Sempre foi obrigatório contar com esses profissionais nessas unidades. Porém, apenas a atual gestão teve coragem para cumprir essa determinação”, enfatiza a nova nutricionista nomeada, Mayara Régia, 32 anos.

 

SMDF

Dos 55 novos servidores incorporados à Secretaria da Mulher, 38 são especialistas em assistência social – que atuarão nas áreas de direito e legislação, pedagogia, psicologia, serviço social, administração e ciências contábeis –  e 17, agentes sociais.

“É um grande esforço na nossa equipe que trabalha incansavelmente para atender as vítimas de violência contra a mulher e dar-lhes uma oportunidade de empoderamento”, disse a secretária da Mulher, Wandercy Camargos, ao destacar que as nomeações reforça a importância dos trabalhos da pasta, criada em 2019. 

 

Novas autorizações

Recentemente o governo do Distrito Federal reforçou que planeja realizar concursos públicos para 34 carreiras da administração pública distrital. Segundo o executivo, os processos estão em andamento e vai contemplar áreas estratégicas do governo e também em setores com déficit de servidores em função de exonerações e aposentadorias. 

A contratação de novos servidores está prevista no orçamento de 2022 e, de acordo com o governo “ são uma prioridade do GDF como forma de melhorar ainda mais a prestação de serviços à população do Distrito Federal”.

“Podemos adiantar que o GDF tem trabalhado para recompor os quadros de servidores que se aposentam e, de acordo com sua capacidade e com os estudos de viabilidade financeira e orçamentária, tem possibilitado a realização de novos concursos públicos” diz Itamar Feitosa, secretário de Economia.

Nas últimas semanas foram divulgadas três portarias da Secretaria de Economia (SEEC) que autorizam novos concursos públicos pelo Governo do Distrito Federal.

As publicações são referentes aos certames de agente de custódia da Polícia Civil do DF (PCDF), do Instituto de Previdência dos Servidores do DF (Iprev) e do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF).

 

Dicas de concurso! Segundo especialista, já é hora de começar a estudar para seleção do Iprev-DF

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Dicas de estudo, Distrito Federal, GDF, Sem categoria

“Ainda não há uma data definida para o lançamento do edital, mas a expectativa é que seja o quanto antes, porque há uma demanda muito grande de estruturar o Iprev-DF em relação aos servidores”, afirma Fernando Maciel

Raphaela Peixoto* — Em anúncio feito na quarta-feira (20/4), o Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev-DF) deixou claro os planos para um novo certame.  Ao todo, serão oferecidas  85 vagas para o cargo de analista previdenciário (65 serão imediatas e 20 para a formação de um cadastro de reserva). Com isso, os preparativos por parte do candidatos já deve ser iniciado “especialmente na temática previdenciária, porque o direito previdenciário é o ramo que mais sofre alteração normativa e jurisprudencial”, ressalta o professor de Direito Previdenciário do Gran Cursos Online, Fernando Maciel, ao Papo de Concurseiro.

Fernando destaca que o concurso será bastante concorrido devido à remuneração. “Começa de R$ 6.700 podendo chegar até a R$ 9 mil, vai depender da evolução das classes, no qual começa num padrão número um, podendo chegar até o padrão número cinco”, declara. O especialista ainda afirma que há um acréscimo de acordo com os títulos: “13% se for uma segunda graduação, pós-graduação, 20%. Mestrado ou doutorado, pode ter um acréscimo de 30%”.

Breve panorama:

Segundo o especialista “Existe uma demanda muito grande de estruturar o Iprev-DF em relação aos seus servidores”. É válido ressaltar que desde o surgimento em 2008, nunca houve um processo seletivo. O quadro de pessoal é formado por comissionados e servidores cedidos por outros órgãos.  Desde 2019, o instituto tenta realizar um certame. A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do Distrito Federal, publicada em outubro de 2018, o Iprev DF poderia suprir, em 2019, 20 vagas nos cargos de analista de atividades previdenciárias e técnico de atividades previdenciárias, sendo 10 em cada.

Dica de Estudo:

“A dica que eu poderia passar para esses alunos que estão se preparando para o concurso é focar no estudo das novidades normativas. Especialmente da previdência, Emenda nº 103/2019. Nesse mesmo ano, nós tivemos também uma minirreforma da previdência, que é a Lei nº 13846/2019. Também tivemos em 2020, uma grande atualização do regulamento da Previdência Social; é importante priorizar o estudo dessas novidades porque a grande probabilidade de a banca querer saber se os candidatos estão atualizados acerca tanto da legislação, bem como da jurisprudência previdenciária”, sugeri Fernando.

*Estagiária sob supervisão de Roberto Fonseca

“Cidade das oportunidades”: GDF prevê quase 30 concursos em 2022

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, educação, GDF, Ibaneis Rocha, Saúde, segurança

Karolini Bandeira* — A capital federal deve honrar, neste ano, o título de “cidade das oportunidades para concursados”. O Governo do Distrito Federal (GDF) prevê, para 2022, a realização de quase 30 concursos públicos para novos servidores. O total representa a abertura de 5,5 mil vagas de trabalho imediatas e 10,2 mil para cadastro de reservas.

A previsão orçamentária do ano feita pela Secretaria de Economia (Seec) prevê o investimento em novos servidores de diversos setores. Para a Seec, os certames são ‘uma forma de melhorar ainda mais a prestação de serviços à população do DF’. São 28 categorias profissionais, em áreas estratégicas do governo e setores da administração pública com déficit de servidores causado por exonerações e aposentadorias.

Entre 2019 e 2021, 11 mil pessoas foram aprovadas em concursos públicos em todo o DF.  “Nós tivemos, ao longo destes três anos, a maior contratação de servidores da área social – foram 698”, lembrou o governador Ibaneis Rocha (MDB) em seu discurso de abertura do ano legislativo, este mês. “Na saúde foram mais de 10 mil contratados.”

Expectativa

Em janeiro e fevereiro, o Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) publicou diversas autorizações de concursos públicos para o ano de 2022. Um desses é o da Polícia Penal do DF, que tem previstos 400 cargos para provimento imediato e mais 779 de reserva.

Para a Polícia Civil (PCDF) foi autorizado concurso para delegado, com 50 vagas imediatas e mais 100 de cadastro de reserva. Já a Secretaria de Saúde (SES) tem 50 vagas para cirurgião dentista, 101 para enfermeiro e 230 para médico, com cadastro reserva correspondente a duas vezes o número das vagas imediatas.

Também na área da Segurança, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) tem autorizado o provimento de 2,1 mil vagas na carreira de soldado, com a previsão de ingresso a partir de setembro de 2023.

A Secretaria de Educação (SEE) vai abrir 776 vagas para professor de educação básica, com cadastro reserva de 3.104 candidatos; 20 vagas para pedagogo-orientador educacional, mais cadastro reserva de 80 candidatos, e 16 vagas para o cargo de analista de gestão educacional, com reserva de 258 candidatos.

O GDF também autorizou um concurso público para professores da Universidade do Distrito Federal (UnDF). Serão 250 vagas para o cargo de professor de educação superior e 100 vagas para tutor de educação superior, da carreira magistério superior, além de 1.050 para o cadastro reserva.

*Estagiária sob supervisão de Ronayre Nunes

**Com informações da Agência Brasília

Empresa de Pesquisa Energética define nova banca para concurso

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Governo federal

Karolini Bandeira*- Conforme extrato de dispensa de licitação, o próximo concurso público da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) será organizado pela Fundação Getúlio Vargas. A publicação foi feita no Diário Oficial da União nesta terça-feira (7/12)  e o próximo passo será a oficialização da contratação.

O concurso foi autorizado em 2020, mas teve abertura impedida até dezembro deste ano pela Lei Complementar 173/2020. Na época, o Cebraspe havia sido divulgado como o organizador da seleção. A expectativa, agora, é de edital no início de 2022, com oportunidades para cargos de níveis médio e superior.

Último concurso

No último concurso da EPE, realizado em 2014, a Fundação Cesgranrio foi a responsável. O edital destinou 343 vagas para formação de cadastro de reserva em funções de médio e superior. As oportunidades foram para Brasília e Rio de Janeiro, nas carreiras de assistente e analista. Na época, a remuneração inicial oferecida variou de R$ 2.345,15 a R$ 8.445,75 para jornada semanal de 40 horas.

*Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader

Adasa deve divulgar novas informações sobre concurso em novembro

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Distrito Federal

Concurso está suspenso desde abril de 2020 

A Agência Reguladora de águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa) informou ao Papo de Concurseiro que, a partir da primeira semana de novembro, terá novas informações sobre o concurso público para divulgar. O concurso foi suspenso em abril de 2020 em razão da pandemia. No comunicado da suspensão, no dia 7 de abril de 2020, a banca Iades informou que as atividades do concurso público seriam oportunamente retomadas e o novo cronograma seria divulgado tão logo houvesse uma normalização da situação.

O edital publicado em 2020 oferece 75 vagas, sendo 25 para provimento imediato e 50 para cadastro reserva. Há chances para pessoas com nível médio e/ou superior.  O cargo de regulador de serviços públicos, de nível superior, tem salário inicial de R$ 10 mil para 40 horas de trabalho semanal, e oferta as seguintes especialidades: gestão e regulação, engenharia civil, engenharia ambiental e sanitária, geologia, economia e contabilidade.  O cargo de técnico de regulação de serviços públicos, de nível médio, com salário inicial de R$ 4.300, também para 40 horas de trabalho semanal. 

Vale lembrar que, quando foi suspenso, o certame ainda estava com inscrições abertas.

Leia também: Desvendando o edital da Adasa: saiba tudo sobre o novo concurso!

 

Definida banca de novo edital do Ministério da Justiça

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, Ministério da Justiça, temporário

Edital deve ser publicado ainda este mês

Karolini Bandeira*- O Cebraspe será o responsável pelo planejamento e realização do novo processo seletivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A empresa foi oficializada em dispensa de licitação publicada nesta terça-feira (19/10) e a expectativa, agora, é de que o edital de abertura seja publicado ainda em outubro.

Estão previstas 66 vagas imediatas e temporárias em três cargos de nível técnico, com atuação em Brasília-DF. São eles:

  • Técnico especializado em gestão de ativos e parcerias – 57 vagas
  • Técnico especializado em formação e capacitação – três vagas
  • Técnico especializado em pesquisa e análise de dados – seis vagas

As vagas são para a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad). Os profissionais serão contratados por, no máximo, quatro anos. De acordo com o documento de autorização, o Ministério da Justiça e Segurança Pública definirá a remuneração dos contratados em conformidade com a importância de que tratam o inciso II, do art. 7º, da Lei nº 8.745, de 1993.

O prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições para o processo seletivo simplificado será de até seis meses a partir da publicação do aval, divulgado em abril. Ou seja, até outubro de 2021.

*Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader

Aprovados no concurso do BRB reivindicam posse e ampliação do prazo de validade

Publicado em Deixe um comentárioBRB, carreira bancária, Concursos Públicos, Distrito Federal, Empresa pública, Excedente

Karolini Bandeira*- A comissão dos candidatos aprovados no último concurso público para escriturários do Banco de Brasília (BRB), promoveu, na manhã desta quarta-feira (18/8), manifestação reivindicando a nomeação de todos os 325 remanescentes do cadastro de reserva até o fim do prazo do certame, a reposição das vagas não preenchidas e a retificação da validade da seleção.

Representante do Sindicato dos Bancários de Brasília (SEEB/DF) no ato, Ronaldo Lustosa demonstrou o apoio da entidade aos pedidos dos candidatos: “O Sindicato dos Bancários de Brasília (SEEB/DF) acredita no potencial de todos os aprovados que estão aqui fazendo movimento para sensibilizar a direção do banco para zerar o cadastro de reserva — que é possível.” O diretor reforçou que o sindicato está unido aos excedentes e que as exigências serão levadas adiante. “Vamos firmes à luta”, encorajou.

Reposição de vagas e ampliação de validade

A comissão luta pela ampliação, por mais um ano, do prazo de validade do certame realizado em 2019. Desta forma, o certame ficaria válido até 14 de setembro de 2023, ajustando assim o cronograma do concurso, que foi impactado pela pandemia de covid-19. Outra exigência de caráter urgente para os excedentes é a reposição das vagas não preenchidas do Edital de Convocação n° 11, que deve completar as 200 convocações originalmente planejadas.

“Os aprovados estão prontos”, garante a comissão

Em nota, a comissão dos aprovados reforçou que os excedentes são capacitados e estão prontos para contribuírem com o trabalho no banco. Ainda segundo o grupo, o BRB vêm expandindo cada vez mais e o reforço profissional se torna cada vez mais necessário. “Um banco público forte e capaz de cumprir seus propósitos de promoção do desenvolvimento econômico, social e humano do DF e das regiões onde atua — bem como expandir de forma sustentável — precisa valorizar o seu corpo de funcionários atual e futuro. Os aprovados do concurso Escriturários 2019 estão prontos e preparados para ajudar o Banco nessa missão. Queremos jogar juntos também”, escreveu a equipe.

Concurso foi realizado em 2019

O concurso ofereceu chances para escriturários advogados, analistas e engenheiros. Os salários dos aprovados variam de R$ 3.342,26 (escriturários com carga horária de 30 horas semanais) a R$ 20.372,44 (advogados com carga horária de 40 horas semanais). Para analistas de TI e engenheiro de segurança do trabalho, a remuneração é, respectivamente, de R$ 8.021,67 e R$ 11.517,35. O Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) foi o organizador.

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

CRN da 1ª Região prorroga inscrições de concurso com vagas de níveis médio e superior

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

Há chances para Brasília-DF, Goiânia-GO, Cuiabá-MT e Palmas-TO

O Conselho Regional de Nutricionistas da 1ª Região (CRN-1), nas regiões do Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Tocantins. prorrogou as inscrições do concurso com cinco vagas e formação de cadastro. Agora, os candidatos têm até 22 de agosto para realizar o cadastro, por meio do site do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES), organizador da seleção. A taxa de participação é de R$ 65 para o nível médio e R$ 85 para o superior.

Os profissionais serão avaliados por meio de prova objetiva, para todas as funções, de caráter eliminatório e classificatório; prova discursiva, para funções de nível superior, de caráter eliminatório e classificatório; e avaliação de títulos, para funções de nível superior, de caráter classificatório.
As provas serão aplicadas em Brasília, Goiânia, Palmas e Cuiabá, no turno da tarde da data provável 12 de setembro, com duração máxima de 4 horas.
Os candidatos aprovados e convocados para a assinatura do contrato de trabalho ainda realizarão procedimentos exames médicos pré-admissionais complementares, de caráter eliminatório,

Veja a distribuição de vagas

Nutricionista fiscal (nível superior)
  • Uma vaga para Brasília/DF
  • Uma vaga para Goiânia/GO
  • Uma vaga e cadastro reserva para Palmas/TO
  • Formação de cadastro reserva para Cuiabá/MT
Nutricionista assessor técnico (nível superior)
  • Uma vaga e cadastro reserva para Brasília/DF
Auxiliar administrativo (nível médio)
  • Uma vaga e cadastro reserva para Brasília/DF
  • Formação de cadastro reserva para Goiânia/GO, Cuiabá/MT e Palmas/TO
Os servidores serão contratados efetivamente e irão atuar em jornada de trabalho de 30 horas semanais para remuneração de R$ 2.045,69 a R$ 3.394,25.

Sem concurso previsto para 2021, TJDFT acumula 405 cargos vagos

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, servidores públicos, TJDFT

Karolini Bandeira*- Com o último concurso público realizado em 2015, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) sofre com déficit de 405 cargos vagos, sendo 219 na função de técnico judiciário e 186 de analista judiciário. Os números são confirmados pelo Portal da Transparência do órgão, com dados referentes a abril de 2021.

Apesar da vacância no quadro de servidores e de já ter confirmado a intenção de viabilizar um novo concurso para efetivos com levantamento de cargos vagos, a pasta adiantou ao Papo de Concurseiro em maio que não haverá tempo hábil para realização desse concurso ainda em 2021, tendo em vista que o processo não chegou sequer à fase de contratação de banca examinadora. “Estamos apenas no levantamento de necessidades”, frisou o TJDFT.

Presidente fala sobre necessidade de concurso

Em reunião com representantes do 7ª vara Cível, realizada em 7 de julho, o presidente do TJDFT, Romeu Gonzaga Neiva, reforçou a necessidade de seleção para novas contratações no órgão. “Vamos fechar o projeto para fazer um concurso público para servidores. Estamos defasados e outros tribunais não querem ceder servidores. Temos inúmeras aposentadorias e os tribunais que têm concursos abertos não querem ceder servidores para nós e estamos ficando em situação difícil. Então hoje nós vamos trabalhar para que, a partir da semana que vem, preparemos, possivelmente, a minuta de um edital. O problema de falta de servidor está na raiz de tudo. Vamos tentar resolver”, disse.

Último concurso

O último concurso, realizado em 2015, contou com 71.831 candidatos disputando 80 vagas abertas. Houve cargos em que a disputa contou com mais de mil participantes por oportunidade. Foi o caso do posto de técnico judiciário de área administrativa, cargo de maior disputa, com 46.692 inscritos para 36 vagas, ou seja, 1.334 pessoas por chance.

O órgão convocou 920 aprovados durante a validade do edital. Outros 127 foram convocados por outros órgãos de peso do Poder Judiciário, como Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), Superior Tribunal Militar (STM) e Superior Tribunal de Justiça (STJ), entre outros.

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

 

Educação do DF é autorizada a abrir seleção para professores temporários

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, educação, GDF, temporário

Karolini Bandeira*- A Secretaria de Economia do Distrito Federal autorizou, nesta segunda-feira (28/6), a contratação temporária de professores substitutos para atuação no ano letivo de 2022! Conforme informado em Portaria no Diário Oficial do DF, a Secretaria de Educação (SEEDF) irá selecionar os profissionais mediante processo seletivo simplificado, que não teve oferta de vagas especificada.

Segundo o documento,  as  contratações poderão ser prorrogadas para o ano letivo de 2023, com a anuência prévia desta Secretaria de Estado, limitado a 340.000 horas semanais e ao montante anual autorizado para o presente exercício.

A contratação ainda estará condicionada à disponibilidade orçamentária e financeira no exercício e deverá seguir as adequações orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Seleção para a Saúde é autorizada

A economia do DF também tornou pública a autorização de uma nova seleção para contratação temporária de profissionais de saúde no combate à covid-19. Por meio de processo seletivo simplificado, serão contratados até 435 profissionais. Os aprovados serão contratados temporariamente, pelo período inicial de 12 meses. Confira a distribuição de vagas!

Último concurso SEEDF – professor efetivo

O último concurso público para profissionais de educação efetivos do DF foi aberto em 2016. Foram disponibilizadas, ao todo, 1.770 vagas de nível médio e superior, com salários que variam de R$ 2.068,43 a R$ 5.237,13. Para a ampla concorrência foram disponibilizadas 946 vagas e 225 vagas para candidatos portadores de deficiência. Além disso, foram disponibilizadas ainda 1.726 vagas para formação de cadastro reserva.

Do total de vagas, 800 foram para o cargo de professor de educação básica, para as disciplinas de: artes, biologia, ciências naturais, filosofia, física, geografia, história, letras – espanhol, francês, inglês, japonês e língua portuguesa -, matemática, química e sociologia.

Também foram abertas 40 vagas para analista de gestão educacional, destinada a graduados em tecnologia da informação (TI) ou diploma de qualquer área com especialização em TI, psicologia, economia, direito, contabilidade, comunicação social, biblioteconomia, arquivologia e administração. Os postos de técnico de gestão educacional (230) e monitor de gestão educacional (100) puderam ser preenchidos por candidatos com nível médio.

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer