Aprovada MP que cria empresa aérea NAV Brasil; novos funcionários serão contratados por concurso

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Poder Executivo

O Plenário do Senado Federal confirmou, em sessão na manhã desta quinta-feira (26), a criação da empresa NAV Brasil, que deve assumir as atribuições relacionadas à navegação aérea, atualmente a cargo da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O projeto de lei de conversão (PLV 4/2019) segue para sanção presidencial. O texto é oriundo da Medida Provisória 866/2018, aprovada ontem (25) pela Câmara dos Deputados e que perderia a vigência nesta sexta-feira (27).

Segundo o governo, a intenção é diminuir o prejuízo da Infraero, que perdeu receita após a privatização de aeroportos rentáveis, e concentrar na nova empresa os serviços que não serão privatizados.

— A matéria foi amplamente discutida aqui no Senado e aprovada ontem na Câmara dos Deputados de maneira a permitir a aprovação hoje para que a medida provisória não caducasse — disse o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), relator da matéria e autor do PLV.

A economia para a estatal será de R$ 250 milhões ao ano com a passagem dos ativos e do pessoal para a NAV Brasil. Entretanto, ela perde também a receita das tarifas aeroportuárias relacionadas à navegação aérea.

O planejamento do governo anterior, se mantido, é de conceder à iniciativa privada todos os demais aeroportos sob administração da Infraero e privatizar ou extinguir a Infraero.

Assim, o texto aprovado autoriza a transferência de empregados da Infraero a outros órgãos da administração pública, mantido o regime jurídico, em caso de extinção, privatização, redução de quadro ou insuficiência financeira.

 

Transferência e contratação por concursos públicos

A medida provisória prevê quatro formas de a NAV Brasil contar com pessoal para suas atividades. A primeira é a transferência dos empregados da Infraero que trabalham com os serviços de navegação aérea. Entres eles, incluem-se aqueles com formação e treinamento reconhecidos pelo Comando da Aeronáutica para atuação em gerenciamento dos órgãos, controle de tráfego aéreo, informação de voo de aeródromo, telecomunicações aeronáuticas, meteorologia aeronáutica ou informações aeronáuticas.

Também serão transferidos os psicólogos que atuam na prevenção de acidentes e incidentes de tráfego aéreo; os técnicos de equipamentos e sistemas de navegação aérea; os empregados de serviços administrativos desses órgãos de navegação; e os que trabalham em serviços de conservação em localidades nas quais a Infraero disponha apenas de órgão de navegação aérea e não haja serviços de controle de tráfego.

Estão nessa situação cerca de 1,8 mil funcionários. Novos empregados deverão ser contratados pelas regras da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) com concurso público de provas ou de provas e títulos.

 

Contratação de pessoal temporário

Alternativamente, para complementar o quadro de pessoal técnico e administrativo, a NAV Brasil poderá contratar pessoal por tempo determinado, segundo a Lei 8.745, de 1993.

O contrato poderá ser de quatro anos, prorrogável por mais um ano, no máximo. O salário poderá ser igual ou menor que o dos empregados existentes, e os novos contratados não poderão exercer cargos em comissão e funções gratificadas.

Outra contratação temporária permitida segue as regras da reforma trabalhista aprovada em 2017. Por meio de processo seletivo simplificado, esses funcionários poderão ser contratados por dois anos, admitida prorrogação se o prazo total ficar nos dois anos.

As situações permitidas para essa contratação previstas na MP são de serviço cuja natureza ou transitoriedade justifique a contratação por tempo predeterminado e para “atividades empresariais de caráter transitório”.

Esses funcionários também não poderão exercer funções gratificadas ou cargos em comissão e somente poderão ser contratados novamente pela NAV Brasil depois de seis meses da rescisão anterior.

 

Cessão de pessoal

A NAV Brasil contará ainda com a cessão de servidores e empregados públicos e militares colocados à disposição. Esses profissionais poderão ocupar ou não cargos em comissão, e a empresa deverá reembolsar os órgãos de origem pelas despesas desse pessoal.

A MP permite à nova estatal participar de planos de previdência complementar por meio de adesão a entidade fechada já existente, como a da Infraero.

Por dois anos, a Infraero poderá prestar apoio técnico e administrativo à NAV Brasil, com remuneração limitada aos custos envolvidos.

 

Subordinada ao Ministério da Defesa

A nova estatal incorpora todos os ativos e passivos relacionados à navegação aérea hoje concentrados na Infraero.

Inicialmente, serão transferidos para a NAV Brasil os empregados da Infraero ligados à navegação aérea, que incluem serviços como telecomunicações, estações de rádio, torres de controle e medição meteorológica.

A NAV Brasil será subordinada ao Ministério da Defesa, por meio do Comando da Aeronáutica, e, por decreto, o Executivo poderá transformar a empresa em sociedade de economia mista.

A Força Aérea continuará responsável pela área de infraestrutura de navegação vinculada à defesa e soberania nacionais.

O texto especifica que a nova empresa, em razão de suas atribuições e da estrutura integrada do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro, atuará de forma complementar à manutenção da soberania sobre o espaço aéreo brasileiro.

Ainda de acordo com o projeto de lei de conversão, a sede da nova estatal não será mais prevista no texto da MP. A redação original previa como sede a cidade do Rio de Janeiro.

* As informações são da Agência Senado

Ministério Público recomenda novos concursos para a Saúde do Piauí

Publicado em Deixe um comentárioMinistério Público

Foi recomendada, pelo Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), a realização de novos concursos públicos com a finalidade de contratar profissionais para a Secretaria de Estado de Saúde do Piauí (Sesapi) e para a Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh).

Os órgãos terão o prazo de 30 dias para adotar as medidas iniciais necessárias para a realização de concurso público ainda neste ano. Foi evidenciada, ainda na recomendação, a necessidade de novos profissionais para o Hospital Getúlio Vargas.

Em abril deste ano, a Sesapi definiu a comissão organizadora que seria responsável pela realização de um novo concurso, mas não havia previsão para publicação do edital nem divulgação de quantos e quais cargos serão ofertados no certame.

A recomendação pode ser conferida no Diário Oficial do Ministério Público do Piauí, na página 21.

Outras oportunidades no Piauí

A Assembléia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi) está com o edital do certame publicado, com oferta de 41 vagas! As inscrições estão abertas a partir desta terça-feira (24/9) e podem ser realizadas pelo site até 6 de novembro. As taxas variam entre R$ 70 e R$ 120.

Para os cargos de assessor técnico legislativo, nas especialidades de taquigrafia, informática, cerimonial público, radiofusão e área administrativa. Para assumir é necessário possuir nível médio profissionalizante na área escolhida. A remuneração do cargo será de R$ 2.310,14.

Já para nível superior as chances são para consultor técnico nas áreas de redação de atas e revisão de debates, direito, contabilidade, tecnologia da informação, comunicação social e biblioteconomia. A remuneração do cargo será de R$ 4.068,39. Os aprovados de todos os níveis de ensino exercerão jornadas de trabalho de 30 horas semanais. Saiba mais aqui! 

Cegecon GO publica aviso de seleção e edital deve sair até o fim da semana

Publicado em Deixe um comentárioautorização

Foi publicado, no Diário Oficial do Estado do Goiás, um aviso de realização de novo processo seletivo para o Centro de Gestão em Educação Continuada, Organização Social (Cegecon). A seleção será realizada juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação de Goiás (SEDI).

De acordo com a Coordenadoria de Recursos Humanos, o edital está previsto para ser publicado até o final da semana.

 

Muitas outras oportunidades em Goiás!

A Prefeitura Municipal de Paraúna lançou um novo concurso público, que oferta 1.044 vagas para cargos de nível fundamental, médio e superior. Os interessados poderão se inscrever a partir de 26 de setembro, pelo site, até 22 de outubro. As taxas de inscrição serão de R$ 55 para nível fundamental, R$ 95 para médio e para superior R$ 125. As remunerações variam de R$ 1.949,03 a R$ 5.593,88.

A Diretoria-Geral da Administração Penitenciária abriu 500 vagas para o cargo de agente de segurança penitenciária. As chances são para candidatos de ambos os sexos e com certificado de conclusão de nível superior em qualquer área de formação. A remuneração é de R$ 4.891,25, para 40h semanais. As inscrições deverão ser feitas até as 23h59 de 13 de outubro. A taxa de inscrição será de R$ 120.

A Prefeitura de Goiânia abriu 1.030 vagas, para cargos de níveis fundamental, médio e superior! Os salários variam de R$ 1,051,49 a R$ 4.788,65. As inscrições podem ser feitas de 7 a 15 de outubro.

A Prefeitura de Senador Canedo oferta 3.641 vagas, sendo 1.229 para contrato imediato e 2.412 para formação de cadastro reserva. O período para os candidatos se reinscreverem fica aberto até 10 de outubro. As taxas são de R$ 50 para nível fundamental, R$ 70 para nível médio e R$ 110 para superior.

E o Conselho de Corretores de Imóveis da 5ª Região teve suas inscrições prorrogadas! Agora, os interessados poderão se inscrever até hoje. A taxa de inscrição é de R$ 48 e, para garantir sua participação. Estão sendo ofertadas 115 vagas para o cargo de profissional de suporte administrativo, com carga horária de 40 horas semanais e remuneração de R$ 1.300,65. Também haverá benefícios.

 

Saiba mais sobre os concursos abertos em Goiás aqui! 

Concurso em Campo Grande deve abrir 350 vagas para guardas civis

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial

A Prefeitura de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, foi autorizada a realizar um novo concurso público que visa ingresso ao cargo de guarda civil metropolitano. A previsão inicial é de que o concurso de Campo Grande contrate mais 350 guardas. 

Segundo a assessoria do órgão, ainda não há previsão de quando o edital será publicado. A comissão organizadora ainda será definida pela Secretaria Municipal de Gestão, com a finalidade de executar os procedimentos referentes à realização do certame.

O secretário Especial de Segurança e Defesa Social, Valério Azambuja, afirmou que a razão da abertura do concurso é a reposição das vagas para o cargo. “No ano de 2012, trabalhavam na Prefeitura 1.480 guardas. Muitos deles pediram exoneração para ocupar funções por passarem em cursos em outras instituições. Atualmente, a Prefeitura conta com 1.120 homens na segurança para atender toda a demanda.”

De acordo com nota divulgada pela Prefeitura, o currículo escolar de formação técnico-profissional estará estruturado em consonância com a matriz curricular de formação em segurança pública, tendo acréscimos de matérias inerentes às atribuições do cargo, bem como informações sobre o funcionalismo público municipal.

Será obrigatória, na formação técnico-profissional, uma quantidade mínima de 16 horas para ministrar matéria de ética, direitos humanos e cidadania.

Último concurso para guarda municipal

Em 2009 a Prefeitura realizou o último concurso, ofertando 683 vagas, sendo 69 para o sexo feminino e 614 para o sexo masculino. A remuneração foi de R$ 563,38, além do adicional de operações especiais de até 50%. Os candidatos foram avaliados por prova escrita, teste de aptidão física, avaliação psicológica, pesquisa social e curso de formação profissional.

A prova contou com disciplinas de língua portuguesa e matemática. Para assumir o cargo era necessário possuir idade mínima de 18 anos, ter nível fundamental completo e possuir aptidão física e mental para exercício do cargo.

Com 3.210 vagas, lançamento do edital do IBGE é adiado

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, DOU, Governo federal

Victória Olímpio* – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) adiou a data da publicação do edital de seu próximo processo seletivo simplificado. O edital do IBGE estava previsto para ser publicado nesta sexta-feira (20/9), mas foi adiado para a próxima quarta-feira (25/9). Pertinho!

De acordo com a assessoria do órgão, o adiamento se deu devido aos últimos ajustes que estão sendo feitos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca organizadora do certame.

O processo seletivo simplificado ofertará 3.210 vagas temporárias, sendo 600 coordenadores censitários de subárea I, 850 coordenadores censitários de subárea II e 1.760 agente censitário operacional. Os aprovados vão atuar no Censo Demográfico de 2020. 

A remuneração ainda será definida pelo Instituto. Mas já se sabe que o prazo de duração dos contratos deverá ser de até um ano, período prorrogável, conforme o previsto no inciso II do parágrafo único do art. 4º da Lei nº 8.745, de 1993, desde que a prorrogação seja devidamente justificada com base nas necessidades de conclusão das atividades de que trata a portaria.

 

Prorrogação do edital do IBGE

Ao todo, a seleção para o Censo 2020 contará com 234.416 vagas. No início de agosto, por meio do Diário Oficial da União (DOU), o IBGE ampliou o prazo para publicação do edital até o limite de maio do ano que vem. Apesar disso, a nova portaria não alterou o artigo, que diz que os novos funcionários serão selecionados por processo seletivo simplificado e poderão ser contratados a partir de janeiro de 2020.

Confira abaixo a distribuição de vagas para o IBGE:

  • Recenseador – 196.000 
  • Agente Censitário Supervisor – 23.578 
  • Agente Censitário Municipal – 6.100 
  • Recenseador PA – 4.100 
  • Agente Censitário Operacional – 1.760 
  • Supervisor PA – 1.304 
  • Coordenador Censitário de Subárea 2 – 850 
  • Coordenador Censitário de Subárea 1 – 600 
  • Codificador Censitário – 120 
  • Supervisor (call center) – 4

    * Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 

Controladoria Geral do DF lança seleção para servidores da área administrativa

Publicado em Deixe um comentárioGDF, Poder Executivo

A Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) lançou um processo seletivo para atuação de servidores em procedimentos administrativos disciplinares (PAD). A seleção está sendo organizada pela Coordenação de Procedimentos Administrativos Disciplinares e de Fornecedores (COPDF).

Para participar, é necessário que os candidatos já sejam integrantes das carreiras de nível médio ou superior da Administração Pública do GDF. A avaliação será realizada por análise de currículo, levando em consideração o tempo de experiência na área de correição e as especializações do servidor. Também haverá entrevista presencial.

Os interessados devem enviar os currículos em formato PDF até 4 de outubro, para o e-mail: sucor@cg.df.gov.br. As entrevistas serão realizadas entre 7 e 11 de outubro. O resultado da seleção está previsto para ser divulgado em 15 de outubro, pelo site da Controladoria.

De acordo com a portaria publicada pelo CGDF, o servidor cujo regime de trabalho seja de 40 horas semanais poderá cumprir, em caráter complementar ao equivalente a sua jornada de 8 horas, até 1 hora por dia trabalhado em regime de sobreaviso.

A portaria completa com as informações sobre a seleção podem ser conferidas no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). 

Não foi divulgada a quantidade de vagas, nem a remuneração.

STF autoriza contrato de terceirizados para unidades prisionais da Bahia

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, segurança, temporário, Terceirizados

Uma decisão da Justiça do Trabalho, que proibia a contratação de mão de obra terceirizada em unidades prisionais do estado da Bahia, foi suspensa pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli. Após deferir pedido de liminar na Suspensão de Tutela Provisória (STP) 138, ajuizada pelo governo estadual, Toffoli autorizou a terceirização para duas unidades nos municípios de Irecê e Brumado.

A autorização se deu devido à superlotação no sistema carcerário, podendo gerar risco a ordem pública. Uma ação civil pública foi ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), com o objetivo da extinção de contratos entre o Estado e empresas privadas para gerenciamento das unidades.

Também foi pedido que o governo se abstivesse de renovar ou de firmar novos contratos de terceirização para as funções de agentes penitenciários. O pedido da liminar foi aceito pela Justiça do Trabalho para impedir novas contratações. A decisão foi mantida, sucessivamente, pelo Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região e pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

 

Decisão do STF

O presidente do STF afirma que a situação carcerária piorou nos últimos meses após a interdição de carceragens de delegacias de polícia localizadas nos municípios vizinhos ao presídio. Para Toffoli, a preservação da integridade física e moral dos presos é dever que a Constituição Federal impõe ao Poder Público a fim de concretizar o princípio da dignidade da pessoa humana.

Foi reconhecido também o risco e a possibilidade de fugas em massa, considerando o déficit de pessoal e a sobrecarga nas unidades penitenciárias. Há também o risco de lesão à ordem econômica do estado, que suporta gastos de manutenção das duas novas unidades e tem despendido verbas públicas com a instalação de módulos prisionais improvisados e de condições precárias.

 

Sobre o concurso público

Após a decisão, Toffoli ressalta que não foi afastada a necessidade de realização de novos concursos públicos, visto que os dois últimos concursos para agente penitenciário não cobriram o déficit de mão de obra.

“A autorização para o incremento provisório de mão de obra especializada, até a realização de concurso público, não só permitirá a ativação das unidades prisionais de Irecê e Brumado, representando 1.599 novas vagas no sistema penitenciário, como vem demonstrar a preocupação republicana do Estado da Bahia em sanear, ainda que provisoriamente, a superlotação e as precárias condições do cárcere, que atentam contra a dignidade da pessoa humana”, concluiu.

 

* Com informações do STF 

Cursinho oferece aulão beneficente para concursos do Detran e TJDFT

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Victória Olímpio* – Candidatos que concorrerão as vagas dos concursos públicos do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) e do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran DF) devem se atentar! O IMP Concursos irá realizar dois aulões beneficentes para os candidatos que desejam reforçar os estudos.

As aulas ocorrerão nos próximos sábados deste mês (21 e 28 de setembro), com o objetivo de arrecadar alimentos para distribuição em instituições de caridade do Distrito Federal. As vagas são limitadas e o evento está sujeito a lotação.

Os interessados devem se inscrever pelo site e o valor da entrada será de R$ 15, além da doação de 2kg de alimentos não perecíveis, que deverá ser entregue no dia do aulão. As aulas serão realizadas em Águas Claras – Avenida Jacarandá, lote 16 e na Asa sul – L2 Sul, SGAS 603, conjunto “C”.

Aulão para o TJDFT

A aula ocorrerá no próximo sábado (21/9), no turno matutino, das 9h às 12h vespertino, das 14h às 17h, na unidade de Águas Claras. Serão abordadas matérias de direito – administrativo, constitucional e das pessoas com deficiência, LOJ, português, regimento e provimento.

Aulão para o Detran

Também nos mesmos horários, mas em 28 de setembro, o aulão para o concurso do Detran será realizado na unidade da Asa Sul. Os candidatos poderão assistir as aulas que abordarão as matérias de direito administrativo, gramática, informática, legislação de transito, legislação penal especial e redação discursiva.

Hmib vence concurso na área de inovação no setor público

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, Saúde

Após concorrer com outros 241 projetos, o Hospital Materno e Infantil de Brasília (Hmib) foi um dos vencedores do 23º Concurso Inovação no Setor Público, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap)! A comissão de avaliadores do concurso selecionou 30 iniciativas para a final da edição. O Hmib foi o único selecionado do Governo do Distrito Federal na categoria em que concorreu.

O projeto vencedor foi sobre a criação de uma plataforma no Google Docs, disponibilizando informações públicas sobre o hospital, como números de atendimentos, internações, cirurgias, partos, exames, materiais, medicamentos, satisfação dos usuários e custos de cada setor.

O trabalho concorreu na categoria Inovação em Processos Organizacionais, Serviços ou Políticas Públicas no Poder Executivo Estadual/Distrital. Com o título Gestão na Saúde baseada em indicadores: Case Hmib, a equipe de Planejamento ficou entre os 30 selecionados que chegaram à final. O concurso foi divido em mais duas categorias: Inovação em processos organizacionais no Poder Executivo federal e Inovação em serviços e políticas públicas no Poder Executivo federal.

 

HMIB mapeado

“O desenvolvimento desta plataforma onde todo nosso hospital está mapeado, tanto na parte assistencial, quanto na administrativa, é um facilitador para nós, gestores. Por meio desses dados, podemos promover e monitorar ações para uma melhor assistência ao usuário”, ressaltou o diretor do Hmib, Rodolfo Alves Paulo de Souza.

“Serve também como ferramenta para alunos, pesquisadores e para que a população possa acompanhar o que acontece aqui dentro. É uma ferramenta bastante eficiente na questão da organização dos dados e da transparência, o que nos enche de orgulho”, destaca a gerente de Planejamento, Monitoramento e Avaliação do Hmib, Elenilde Ribeiro Costa.

A iniciativa é promovida todos os anos pela Enap, desde 1996, em parceria com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. O intuito é valorizar as equipes de servidores públicos que se dedicam a pensar nas atividades cotidianas de uma maneira diferente, inovadora, que traga benefícios à gestão das organizações e às políticas públicas, contribuindo para a melhoria da qualidade dos serviços prestados à população.

A cerimônia de premiação acontecerá durante a 5ª Semana de Inovação, a ser realizada em Brasília entre os dias 4 e 7 de novembro.

Hemocentro: aprovados fazem doação para ressaltar falta de servidores

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, GDF, Manifestação, Poder Executivo, Saúde

Victória Olímpio* – A Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) sofre devido à falta de funcionários e ao alto número de atestados requeridos pelo excesso de volume de trabalho. De acordo com o GDF, o Hemocentro apresenta deficit de 33% do número de servidores, ou seja, dos 450 cargos existentes, 149 estão vagos. A Secretaria de Economia informou que a última nomeação para o Hemocentro foi realizada em outubro de 2017, quando 70 dos 79 nomeados entraram em exercício (não houve nova nomeação para suprir as vagas dos que não tomaram posse, embora a FHB tenha solicitado), e que todos os candidatos aprovados, dentro do número de vagas do edital, foram convocados.

Para tentar sanar o problema, em abril de 2019, a Fundação Hemocentro de Brasília solicitou autorização à Secretaria de Economia para nomear 33 analistas e 67 técnicos. Apesar da aprovação, o processo de nomeação está parado na pasta.

Atualmente estão sendo analisados os aspectos financeiros relacionados à solicitação de contratação de novos servidores que integram o cadastro reserva do último concurso – a validade do concurso de provimento para técnicos e analistas de atividades do Hemocentro foi prorrogada até 2021.

Ao Papo de Concurseiro, a FHB ressaltou que não há “racionamento” de sangue nem desabastecimento da hemorrede do Distrito Federal. No entanto, a fundação tem executado suas ações de maneira limítrofe. Devido ao déficit de profissionais, há um comprometimento do horário de funcionamento para atendimento ao público, escalas exaustivas de trabalho – que contribuem para apresentação de atestados médicos –, bem como lentidão nos processos internos para aquisições de insumos e serviços.

Foto: Arquivo pessoal

Ação

Com o objetivo de chamar a atenção do Governo do Distrito Federal para a atual situação do órgão, nesta semana foi realizada uma campanha de doação de sangue no Hemocentro de Brasília pela comissão de aprovados do concurso, onde participaram cerca de 20 candidatos.

Na ocasião, eles constataram a falta de servidores, já que no espaço de coletas havia várias baias de atendimento vazias, o que aumenta o tempo de espera e causa lesões por esforços repetitivos, por exemplo.

 

Último concurso do Hemocentro

O último concurso foi realizado em 2016, com 400 vagas, sendo 79 para contrato imediato e 321 para formação de cadastro reserva, para os cargos de analista e técnico de atividades. De acordo com o edital, os salários são de R$ 5.820 e R$ 3.705, respectivamente. A seleção foi realizada por provas objetivas e discursivas para todos os cargos, além de avaliação de títulos para os candidatos que concorreram ao cargo de nível superior.

No cargo de analista de atividades – de nível superior – foram chances nas especialidades de administração, arquivologia, assistência social, biologia, biomedicina, contabilidade, direito e legislação, economia, enfermagem, estatística, farmácia, fisioterapia, jornalismo, odontologia, psicologia, relações públicas e tecnologia da informação. Já as oportunidades de nível médio foram para técnico de hemoterapia e hematologia, técnico de informática, técnico em contabilidade, técnico em radiologia e técnico em saúde bucal.

 

Hemocentro é órgão essencial para o SUS no DF

O Hemocentro, fundação que coordena o Sistema de Sangue, Componentes e Hemoderivados (SSCH), é responsável pelo atendimento de 100% das demandas de sangue do Sistema Único de Saúde (SUS) no Distrito Federal e também pelo suprimento de insumos e equipamentos e pela coordenação das 13 agências transfusionais dos hospitais públicos do DF.

O Hemocentro atualiza frequentemente o nível do estoque de sangue. O tipos sanguíneos O+, AB- e B- são os que atualmente se encontram em menor quantidade. Confira aqui e contribua com as doações você também!

* Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco