Curso de verão oferece aulas gratuitas para concursandos manterem ritmo nas férias

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Querendo ou não, o período de férias, que compreende os meses de janeiro e fevereiro, é uma tentação para fugir dos estudos. Para não deixar de se preparar até mesmo nesses dias ensolarados, o que pode ser um grande diferencial em relação aos concorrentes, o IMP Online vai ministrar um curso de verão gratuito, com as principais disciplinas cobradas nos certames.

 

O curso ficará disponível até 31 de janeiro. A preparação é online e a vantagem é a liberdade de poder estudar quando e onde quiser.

 

Estarão disponíveis para estudo disciplinas como: gramática, direito administrativo, direito constitucional, atualidades, gestão de pessoas, administração financeira e orçamentária e muito mais. Cada disciplina é dividida por módulo e tem, pelo menos, três aulas. Serão mais de 23 videoaulas com resolução de exercícios e dicas. Para participar, basta se inscrever aqui e aguardar a confirmação por e-mail.

 

Serviço

IMP Online

Inscrição: até 31/1

Telefone: 0800 602 67 69

Concursos 2019: Bolsonaro sanciona orçamento com 48.224 vagas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira o Orçamento de 2019 que estima em R$ 3,382 trilhões a receita da União para o exercício de 2019. Não houve vetos em relação às vagas previstas em concursos públicos para este ano. Portanto, estão previstas 48.224 vagas. Dessas, 43.373 são para provimento e 4.851 para criação de novos cargos. A sanção do documento aumenta as esperanças de que novos certames serão realizados em 2019.

A quantidade total de vagas está distribuída entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Sendo o poder Executivo o com maior quantitativo. Estão no orçamento deste , 42.818 cargos, sendo 40.073 para provimento e 2.095 para criação. Deste total,  11.493 postos não contam com especificações de órgãos ou cargos, mas a maior parte é para a área da educação, sendo 22.559 para o banco de professores equivalentes e quadro de referência dos cargos de e técnicos administrativos em educação.

No Legislativo, destaca-se a Câmara dos Deputados, com 324 cargos, dos quais 127 destinam-se à criação de postos e 197 ao provimento, o Senado com  40 cargos de provimento e o Tribunal de Contas da União (TCU),  com outros 20.

Já para o Judiciário, estão previstos 2.973 vagas, sendo 1.047 para criação e 1.926 para o provimento. O quantitativo é dividido entre o Superior Tribunal de Justiça (STJ), com 50 vagas, e o Supremo Tribunal Federal (STF), com 38. Há, ainda, a previsão de vagas para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com 6 vagas; Justiça Federal (TRFs) , com 925 vagas (625 para criação e 300 para provimento); Justiça Militar (STM) – , com 30 vagas; Justiça Eleitoral (TSE e TREs), com 1.240 vagas (370 para criação e 870 para provimento); Justiça do Trabalho (TST e TRT), com 684 vagas (52 para criação e 632 para provimento).

Além disso, foram autorizadas no Orçamento vagas para as Polícias Civil e Militar do Distrito Federal, além do Corpo de Bombeiros do DF.

Corpo de Bombeiros Militar do DF – 379 provimentos

Polícia Militar do DF – 947 provimentos

Polícia Civil do DF – 700 provimentos

Mais vagas

Ministério Público da União (MPU)-  10 vagas para provimento

Conselho Nacional do MPU 2 vagas para provimento

Defensoria Pública da União (DPU) 2.032 vagas, sendo 1.582 de criação e 455 para preenchimento efetivo.

Prefeitura de Macaíba/RN suspende concurso público

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Prefeitura de Macaíba/RN anunciou, em publicação no Diário Oficial do Município e no site oficial, a suspensão temporária do concurso público de 627 vagas de nível médio e superior. A justificativa apresentada foi por falhas no edital e irregularidades da empresa organizadora, a Consulpam. A cidade está localizada a 14km da capital do estado, Natal/RN.

A nota divulgada pela prefeitura comunica que a decisão se deu devido a falhas da banca ainda no período de inscrições, entre 10 de dezembro de 2018 e 10 de janeiro de 2019, o que provocou reclamações dos candidatos. As irregularidades foram apontadas, principalmente, na emissão boletos para pagamento das inscrições, onde muitos candidatos relataram não conseguir gerar o documento ou, quando esse documento era gerado, apresentava informações incompletas.

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) também emitiu, em rede social, comunicado sobre a anulação do concurso. O órgão afirma que na segunda-feira, (14/01), foi realizada uma audiência extrajudicial para tratar da adequação das normas do edital e a resolução das irregularidades. Estavam presentes a Defensoria, a comissão do concurso e o representante da Consulpam.

A DPE também declarou que irá buscar, junto ao Município, maiores informações sobre a contratação de uma nova banca ou sobre a data de prosseguimento do certame, a fim de evitar qualquer prejuízo aos candidatos inscritos. A Prefeitura informou que quem efetuou o pagamento da taxa de inscrição não será prejudicado pela suspensão do certame. Os candidatos que não desejarem mais participar do concurso serão orientados como proceder para obter o reembolso dos valores pagos.

A Prefeitura de Macaíba também ressalta que está tomando todas as providencias necessárias, junto aos órgãos fiscalizadores, como o Ministério Público e a Defensoria, para que o concurso seja retomado o mais rápido possível. Também garante que todas as notícias sobre o concurso serão divulgadas nos meios de comunicação oficiais.

O concurso ofertava 627 vagas para nível médio e superior, com salários que oscilam entre R$ 1.082,24 e R$ 10.573,50. As inscrições foram online e custavam entre R$ 85 e R$ 105. As provas objetivas estavam marcadas para 17 de fevereiro para o nível médio/técnico, e 24 do mesmo mês para os candidatos de nível superior.

Zema chama quase 900 comissionados de volta e deve recontratar mais

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Juliana Cipriani, do Estado de Minas – O governador Romeu Zema (NOVO) já reconduziu quase 900 comissionados aos cargos nas secretarias e órgãos de Minas Gerais e a lista de nomes que voltarão aos serviços ainda não acabou. A informação foi passada nesta segunda-feira (14) ao Estado de Minas pelo governo, que também vai avaliar a possibilidade de remanejamento de servidores efetivos para “atender a demanda em todas as áreas da administração pública o quanto antes”.

O Executivo não informou um balanço, mas levantamento em Minas Gerais mostra que pelo menos 868 exonerações ou dispensas foram tornadas sem efeito até sábado. Eles equivalem a 14,4% dos que haviam sido excluídos dos quadros do estado no primeiro dia de 2019. O governo também não disse qual a soma dos salários relativos às demissões que permaneceram e o quanto isso irá impactar nos cofres públicos.

“Os órgãos do Executivo Estadual irão finalizar nos próximos dias as avaliações dos servidores para que seja feito o devido remanejamento de funcionários efetivos, afim de atender a demanda em todas as áreas da Administração Pública o quanto antes”, informou ao EM.

De acordo com o governo de Minas, o levantamento por todos os órgãos do governo da relação de comissionados que deverão ser reconduzidos aos cargos foi concluído no sábado e teve critérios exclusivamente técnicos. “A partir desse levantamento, novas reconduções poderão ser feitas nos próximos dias”, informou.

 

Irregulares

Apesar de ter havido um pedido expresso para que os exonerados aguardassem em casa até saberem se seriam ou não recontratados, há relatos de diversos funcionários trabalhando sem ter oficialmente vínculo com o estado, já que foram formalmente demitidos.

Os cerca de 6 mil funcionários contratados por indicação, que não prestaram concurso público, foram demitidos pelo ex-governador Fernando Pimentel (PT) no último dia do antigo governo. No dia da posse de Zema, o secretário de Planejamento e Gestão (Seplag) Otto Levy afirmou que alguns poderiam voltar aos cargos. O Executivo deu um prazo até a última sexta-feira (12) para que os gestores encaminhassem à Seplag os nomes que deveriam voltar.

Segundo o orçamento sancionado pelo governador Romeu Zema, o Executivo mineiro está com o limite para gasto com pessoal fixado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estourado. Os gastos previstos são de R$ 31,28 bilhões, ou 51,05% da receita corrente líquida. Este percentual supera o teto de gastos do poder, que é de 49%.

Se os números se confirmarem, ou seja, não havendo aumento na arrecadação que mude isso, a lei determina que o Executivo reduza em 20% as despesas com cargos em comissão e função de confiança. Também fica autorizada a exoneração de servidores não estáveis.
Caso as medidas não sejam suficientes, a legislação permite até a exoneração de estáveis.

Ainda de acordo com o orçamento, a despesa total com pessoal do governo de Minas este ano será de R$ 37,27 bilhões, o que representa 60,78% da Receita Corrente Líquida (RCL) para 2019, ultrapassando o limite estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal, que é 60%.

Pelos números, o Judiciário também está acima dos limites prudenciais, por isso, assim como o Executivo, fica proibido de conceder vantagens, aumentos ou reajustes, ressalvada a revisão geral anual. Os poderes também não podem criar cargos, empregos ou funções ou alterar carreiras que impliquem aumento de despesas.

O orçamento sancionado na semana passada por Zema sem vetos tem um rombo de R$ 11,44 bilhões. Já segundo o número apontado pela equipe de transição, o déficit seria de R$ 30 bilhões.

Fundase divulga comissão organizadora para novo concurso público

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Do CorreioWeb – Foi divulgada, no Diário Oficial do estado do Rio Grande do Norte, a comissão organizadora responsável pela organização e realização do novo concurso público da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fundase). Estarão presentes na comissão: Maria das Graças de Araújo, Tereza Cristina Morais dos Reis, Marize Ribeiro Tavares Lira, João Aprígio de Azevedo Neto e Washington Carlos de Lima.

De acordo com o órgão ainda não há previsão para publicação do edital ou outras informações a respeito do concurso.

 

Outras oportunidades no NE

O Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Pernambuco (Core/PE) está com as inscrições abertas do processo seletivo que visa contratação de profissionais de nível médio e superior. São 37 vagas, sendo oito para contrato imediato e 29 para formação de cadastro reserva.

Os interessados podem optar entre os cargos de auxiliar administrativo, fiscal, assistente jurídico e contador. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais para receber salários variando entre R$ 1.879,12 a R$ 5.100,47, a depender do cargo.

As inscrições devem ser realizadas até 14 de janeiro. As taxas a serem pagas custam R$ 15 para nível médio e R$ 16 para superior. A seleção para todos os candidatos será realizada por prova objetiva, com disciplinas de língua portuguesa, informática e conhecimentos específicos, além de questões de raciocínio lógico para nível médio. Para candidatos de nível superior haverá redação e se aprovados, serão submetidos à avaliação de títulos. A lotação será para a cidade de Pernambuco. Confira aqui mais informações sobre o concurso 

SES/DF: mais de 6 mil vagas previstas para contratação em 2019

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Saúde pública do Distrito Federal foi declarada em situação de emergência nesta terça-feira (8/1), por meio de decreto publicado no Diário oficial local (DODF), pelo governador Ibaneis Rocha. Entre as medidas apresentadas para tentar resolver o impasse, ficou estipulada a nomeação de servidores aprovados em concurso público e contratação temporária, “a fim de assegurar a eficiência na adoção de medidas administrativas tendentes a restabelecer a plena assistência à população”.

Para tanto, o novo governo já tem previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019 R$ 356.856.117 para criação e/ou provimento de 6.255 cargos na área da Saúde. O posto detentor do maior número de vagas é o de enfermeiro, com 1.000 cargos, seguido de agente comunitário, com 782 cargos, e técnico administrativo, com 500 cargos. Confira a lista completa abaixo:

  • Enfermeiro: 1.000 vagas
  • Agente Comunitário de Saúde: 782 vagas
  • Técnico Administrativo: 550 vagas
  • Agente de Vigilância Ambiental em Saúde: 450 vagas
  • Especialista em Saúde – Nutricionista: 400 vagas
  • Técnico em Radiologia: 351 vagas
  • Médico (20 horas): 326 vagas
  • Técnico em Higiene Bucal: 267 vagas
  • Cirurgião-Dentista: 267 vagas
  • Técnico em Saúde (20 horas) – Técnico em Enfermagem: 250 vagas
  • Técnico em Saúde (30 horas) – Técnico em Enfermagem: 250 vagas
  • Terapeutas Ocupacionais: 200 vagas
  • Técnico em Saúde – Técnico de Laboratório – Patologia Clínica: 200 vagas
  • Auxiliar em Saúde AOSD – Patologia Clínica: 200 vagas
  • Especialista em Saúde – Fisioterapeuta: 200 vagas
  • Técnico em Saúde – Técnico em Nutrição: 200 vagas
  • Especialista em Saúde – Biólogo: 100 vagas
  • Médico Veterinário: 80 vagas
  • Especialista em saúde – 72
  • Médico (40 horas): 30 vagas
  • Auditor de atividades urbanas – Área de Vigilância Sanitária: 30 vagas
  • Técnico em Saúde (30 horas): 20 vagas
  • Auxiliar em Saúde: 10 vagas
  • Técnico em Saúde 20 horas: 10 vagas
  • Auditor Fiscal de Atividades Urbanas: 10 vagas

TOTAL: 6.255 cargos

Há ainda 46.821 vagas previstas na LDO 2019 em projetos em elaboração apenas área a área da Saúde. Confira aqui a previsão de cargos para outras áreas no DF – são mais de 68 mil!

 

A assessoria da SES/DF informou ao Papo de Concurseiro que, mesmo após o decreto de emergência, ainda não há previsão para novas nomeações e concursos.

 

Último concurso

O último concurso da A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES DF) foi lançado em março do ano passo, com 416 vagas disputadas por 31.963 candidatos inscritos. A seleção foi organizada pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). Foram 294 oportunidades distribuídas em 24 especialidades para médicos, 30 vagas para enfermeiros (obstetras e de família e comunidade), além de duas para cadastro reserva, 72 vagas para especialidades da carreira Assistência Pública a Saúde e 20 vagas para técnicos em Saúde (laboratório e contabilidade). Os salários variam de R$ R$ 1.735 a R$ 12.654.

 

Decreto DODF

Ainda segundo o decreto, o Secretário de Saúde deverá constituir uma força tarefa objetivando reduzir o déficit de sua força de trabalho com ampliação de carga horária de servidores efetivos do quadro e fica autorizado a requisitar servidores de toda a Administração Pública do Distrito Federal para compor a força tarefa, como profissionais da área de saúde do Corpo de Bombeiros Militar, da Polícia Militar e da Polícia Civil do Distrito Federal para atendimento dos serviços necessários à rede hospitalar pública, observada a capacidade de atendimento de cada Corporação.

Seis meses para melhorar

Após assinar decreto que declara estado de emergência na saúde do Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha (MDB) estabeleceu como meta o prazo de seis meses para normalizar o setor na capital. “É o tempo que temos para reorganizar toda Saúde no DF. Recursos não nos faltam, o que falta é um choque de gestão”, afirmou. “Todos os governos passados fizeram esse decreto e não deram conta de dar o passo seguinte, que era sair da emergência e passar para a normalidade.”

Concurso PRF: simulado gratuito auxilia concurseiros no próximo sábado

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

No próximo sábado (5/1) o Gran Cursos Online vai promover um simulado gratuito para os estudantes que estão se preparando o concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) . A partir das 14h, os inscritos terão acesso à 120 questões. Ao final do tempo de prova, os alunos terão acesso ao vídeo da correção das questões para análise do gabarito. A iniciativa do cursinho é parte do projeto Treino Difícil, Jogo Fácil e terá um ranking online para lançar os resultados.

Serviço: Simulado Gratuito Concurso da PRF

Quando: sábado (5/1/19)

Horário: a partir das 14h

Inscrições gratuitas por meio do site aqui.

O concurso

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) oferece 500 vagas imediatas para o cargo de policial. O salário inicial é de R$ 9.473,57. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção é a banca organizadora.

O concurso será composto por duas etapas. A primeira com prova objetiva, discursiva, exame de capacidades físicas, avaliação de saúde, psicológica e de títulos. Já a segunda é o curso de formação profissional.

A prova terá duração de 4h30 minutos e está marcada para ser aplicada no dia 3 de fevereiro de 2019, no turno vespertino. Segundo o edital, entre os conteúdos que exigidos na prova objetiva estão língua portuguesa, raciocínio lógico e matemático, informática, noções de física, ética no serviço público, geopolítica brasileira, história da prf, legislação de trânsito, e noções de direito.

O prazo de validade do concurso é de 30 dias, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final do curso de formação profissional, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período.

Aulões beneficentes movimentam a rotina de estudos dos concurseiros

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Muitos concursos importantes estão previstos nesse novo ano que está por vir e, pensando nisso, o IMP Concursos vai promover aulões beneficentes para ajudar os concurseiros. No  sábado (12/01) o cursinho oferecerá dois aulões gratuitos para tirar dúvidas e testar conhecimentos. As aulas terão diferentes focos e serão realizadas ao mesmo tempo, de forma que o concurseiro possa escolher aquela que melhor atenda às suas necessidades.

A primeira aula é de controle de constitucionalidade, direcionada para carreiras fiscais, principalmente. É uma oportunidade para quem está estudando para a Sefaz/DF, cujo edital está previsto para sair esse mês ainda. A aula começa 8h15 e vai até 11h50, ministrada pelo professor Ricardo Blanco, especialista em Direito Administrativo e Direito Constitucional.

O segundo aulão será para comentar a prova de redação discursiva do concurso da AGU. A partir da análise dessa parte do certame, a professora especialista em língua portuguesa Grazy Souza vai traçar o perfil da banca responsável, o Idecan. A aula acontecerá no mesmo horário, das 8h15 às 11h50.

Para participar, é necessário fazer a matrícula pelo site www.impconcursos.com.br e doar 1kg de alimento não perecível, caso interesse seja no primeiro aulão, ou um material escolar, para a segunda aula, a ser entregue no dia. Como o evento é sujeito a lotação, apenas a matrícula não garante sua vaga.

Serviço: IMP Concursos
Local: L2 Sul SGAS 603 Conjunto C
Horário: 8h15 às 11h50
Inscrição: www.impconcursos.com.br
Entrada: Material escolar ou 1kg de alimento (a depender do aulão escolhido)
Telefone: 3029-9700

Sem apadrinhamento: deputada federal abre seleção pública para compor equipe

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Se você pensa que só apadrinhados compõem a equipe de um deputado, no Congresso Nacional, então você está enganado. A deputada federal eleita Tabata Amaral, do PDT de São Paulo, decidiu abrir uma exceção e lançou processo seletivo público para formar sua nova equipe de gabinete. As vagas são para assessor legislativo, coordenador de comunicação, assessor político, coordenador de agenda política, assessor e assistente de comunicação. As oportunidades são, em sua maioria, em Brasília/DF, e o restante na capital de São Paulo.

Os contratados trabalharão no gabinete da deputada eleita ou no gabinete compartilhado, estrutura que será criada por Tabata e por mais dois parlamentares também recém eleitos, Alessandro Vieira (senador por Sergipe) e Felipe Rigoni (deputado federal pelo Espírito Santo). Os três são integrantes do Acredito, movimento de renovação política criado por jovens com a finalidade de lutar pela diminuição das desigualdades e mudar a forma de se fazer política.

Os parlamentares, além de optar por convocar seus funcionários através de uma seleção, também lançam um programa de recrutamento de talentos para a estrutura de gabinete compartilhado entre os três – um coworking no Congresso. A utilidade seria ter pessoas de diferentes gabinetes usando o mesmo espaço para trabalhar juntos, como uma startup política.

São mais de 40 vagas no total, somando os três gabinetes individuais de cada parlamentar e o gabinete compartilhado.

As inscrições estão abertas até sexta-feira, (21/12), podendo ser realizadas gratuitamente pelo site www.talentoscongresso.com, onde também é possível encontrar mais informação sobre os cargos.

As principais etapas do processo seletivo são: análise de currículo, testes online de raciocínio lógico e perfil profissional, envio de vídeo, teste de alinhamento de valores e integridade ética, entrevista por competências, entrevista com chefes de gabinetes e painel final com os eleitos.

O processo seletivo é intitulado Talentos no Congresso e funcionará como um programa de trainee, com uma seleção rigorosa em várias etapas feita para cargos chave do gabinete de cada um dos três parlamentares eleitos e para a equipe multifuncional que irão compartilhar. O processo começa dia 6 de dezembro e termina dia 23 de janeiro de 2019.

 

Currículo

Tabata Claudia Amaral de Pontes é cientista política formada em Harvard e ativista pela educação brasileira. Filiada ao Partido Democrático Trabalhista, foi eleita deputada federal por São Paulo, sendo a sexta candidata mais votada no estado, com 264.450 votos.

 

* Matéria atualizada dia 22/12 

Amizade entre presidente de banca e primeira colocada leva Justiça a suspender concurso da UFPB

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) teve seu concurso de provas e títulos para professor da área de economia suspenso. A decisão foi tomada pela Justiça Federal do estado (JFPB) após denúncias de fraude. Segundo a liminar, concedida pela juíza federal Cristina Garcez, da 3ª Vara, a candidata aprovada em primeiro lugar seria amiga íntima da presidente da banca organizadora do certame. A amizade foi observada em interações via redes sociais, como trocas de comentários e cumprimentos.

A juíza ressalta que o processo não põe em dúvida a integridade e honestidade da presidente da banca, mas que se refere especificamente à participação dela na comissão avaliadora, que fez beneficiar a aprovada. A banca organizadora foi composta por três docentes, sendo um professor da UFPB e dois externos, de acordo com a assessoria da universidade.

Após ser procurada pelo Correio, a gestão central da UFPB reiterou que tem responsabilidade com a transparência pública e se compromete, portanto, em investigar, desvendar e desfazer quaisquer atos que impliquem em desacordo com os princípios da administração pública, como a impessoalidade nos concursos públicos.

Denúncia do Ministério Público

O Ministério Público Federal (MPF) de João Pessoa ajuizou ação civil pública para que o concurso seja anulado. O órgão reconhece que a atitude de beneficiar uma candidata é uma ofensa aos princípios da administração pública, especialmente ao da impessoalidade e ao do concurso público. Segundo a denúncia, a presidente da banca, ao não se declarar suspeita pela relação de amizade, terminou por beneficiar a candidata, ferindo as normas constitucionais. No entendimento dos procuradores que assinaram a ação, a professora deveria ter se declarado suspeita.

O Ministério sugeriu, ainda, que fosse realizado novo concurso público com outra banca organizadora, mas a Justiça vetou a anulação do mesmo. O concurso, que foi realizado entre os dias 6 e 10 de agosto deste ano, fica suspenso até julgamento do mérito da ação do MPF, ou até deliberação em contrário.