Polícia Militar da Paraíba forma comissão para próximo concurso

USP Imagens/Divulgação
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Polícia Militar da Paraíba (PM/PB) divulgou a comissão que vai organizar o próximo concurso público para curso de formação de oficiais.

Mais detalhes sobre quantidade de vagas,cronograma e salários serão divulgados posteriormente.

Último concurso

O último concurso da PMPB encerrou inscrições em agosto do ano passado. Foram 30 oportunidades, sendo apenas cinco para mulheres. De acordo com o regulamento da corporação, para concorrer era necessário ter concluído o ensino médio e ter feito a inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, já que a seleção usa a nota da prova para avaliar os candidatos. Além disso, os aspirantes passarão também por avaliação psicológica, social, de saúde e teste físico.

Para participar os candidatos deviam, descalços e descobertos, ter altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres. É preciso também ter idade entre 18 e 30 anos completados até 31 de dezembro do ano que vem.

O ingresso no curso de formação é por meio de graduação de praça especial, como cadete, com remuneração de R$ 2.487,05, com possibilidade de chegar ao posto de 2º tenente PM, com remuneração de R$ 6.502,52.

Secretaria de Educação de São Paulo é autorizada a abrir concurso para oficial administrativo

Foto: Divulgação/USP Imagens
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Em um novo despacho, o governador de São Paulo autorizou a realização de um novo concurso público. O órgão da vez é a Secretaria de Educação estadual (SEE/SP), que abrirá 167 vagas para o cargo de oficial administrativo. Segundo consta no despacho, publicado no Diário Oficial local desta terça-feira (22/5), a abertura da nova seleção será possível devido a vacâncias decorrentes de exonerações, demissões, falecimentos e aposentadorias que ocorreram a partir de junho de 2017, “observadas as disponibilidades orçamentárias e obedecidos os demais preceitos legais”.

O salário inicial do cargo é de R$ 1.339,29, podendo chegar a R$ 1.535,94. Para concorrer é necessário ter nível médio de formação.

 

Em março, o governador de São Paulo autorizou outras 372 vagas para a SEE/SP, desta vez para supervisores de ensino. Quem for aprovado poderá ser lotado em uma das 91 diretorias de ensino do estado, com salário base de R$ 3.273,08, adicionados a R$ 994 de gratificação. Saiba mais!

 

E em maio, um novo concurso também foi autorizado para o Centro Estadual de Educação Tecnológica “Paula Souza” (CEETEPS). Serão abertas 540 vagas, sendo 326 de agente técnico e administrativo, 208 de analista de suporte e gestão e 6 de especialista em planejamento educacional, obras e gestão. Confira aqui os salários!

 

Inscrições prorrogadas

Para quem perdeu o prazo do concurso público aberto pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), com sede em São Paulo, mais uma chance foi dada. O órgão decidiu prorrogar o período de inscrições, mas somente até esta quarta-feira (23/5), às 14h (horário de Brasília). As taxas vão de R$ 80 a R$ 95.

De acordo com o edital de abertura, divulgado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), são oferecidas 320 oportunidades de preenchimento imediato, além de formação de cadastro reserva. Os salários variam de R$ 6.780,53 a R$ 11.006,83. Concorra aqui!

Em 52 anos, Secult/CE deve abrir o primeiro concurso com 102 vagas

Foto: Pinterest/Reprodução. Teatro José de Alencar, Fortaleza, Ceará
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Do CorreioWeb – A Secretaria da Cultura do Ceará (Secult/CE) abrirá em breve o primeiro concurso, após 52 desde a criação do órgão, com 102 vagas para profissionais de nível superior em diversas áreas de atuação. A previsão é que o edital seja publicado em 29 de junho.

A Fundação Universidade Estadual do Ceará (FUNECE) é a empresa responsável pelo planejamento e execução do concurso público. O contrato de dispensa de licitação foi publicado no Diário Oficial do Ceára, na última sexta-feira (18/5). No documento, também é previsto que o certame terá como etapas de avaliação provas e títulos.

De acordo com a Secult/CE o concurso cumpre a meta de N° 2 do Plano Estadual de Cultura (PEC), anunciado pelo governador Camilo Santana em janeiro desse ano. “É um presente para a cultura do Ceará, um passo importante para o fortalecimento institucional da Secretaria da Cultura, para que ela possa desenvolver com mais capacidade técnica, com um quadro qualificado, as metas do PEC, que são para os próximos 10 anos. Uma conquista do Estado, da Secretaria da Cultura, mas sobretudo da classe artística e cultural da sociedade cearense” afirma o órgão.

Segundo a assessoria de imprensa da Secult, no momento o órgão funciona com terceirizados, comissionados e servidores de carreira cedidos de outros órgãos do estado. A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará foi criada pela Lei nº 8.541, de 9 de agosto de 1966, se desmembrando da Secretaria de Educação.

Última semana para 1.825 vagas

A semana começou com concursos importantes encerrando os períodos de inscrição. Concorra aqui!

Palestra gratuita sobre o concurso público do TJDFT em Brasília

Imagem: Iano Andrade/CB/D.A Press
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Concurseiros que desejam uma vaga no próximo concurso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, poderão participar da palestra gratuita. O evento “De Olho no TJDFT” será realizado pelo IMP Concursos, na próxima quarta-feira(23/5), das 19h15 às 22h50, na unidade da 603 Sul.

A palestra será ministrada por professores e também servidores do TJDFT. Entre eles: Adriane Sousa – Organização Judiciária do Distrito Federal e Territórios, Sérgio Gaúcho – Provimento Geral da Corregedoria aplicado aos Juízes e Ofícios Judiciais – e Edson Gouveia – Regimento Interno do TJDFT.

Dentre os assuntos que serão abordados está a carreira no Tribunal e os tópicos mais relevantes do último edital, que podem ser cobrados novamente.

Atualmente, o órgão está com 212 cargos vagos: 106 para analistas e 106 para técnicos. A validade do último concurso, realizado em 2015, já venceu, e isso aumenta a expectativa para uma nova seleção.

Interessados em participar devem fazer a inscrição pelo site www.impconcursos.com.br O evento é sujeito à lotação. Mais informações: 3029 9700.

Leia também: Validade do último concurso do TJDFT se aproxima do fim, mas órgão não prevê nova seleção

Ministério Público de São Paulo é autorizado a abrir concurso

Imagem: USP Imagens/Divulgação
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE/SP) está autorizado a abrir um novo concurso público para preencher três vagas de analista de promotoria II (agente de promotoria). A informação foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (16/5).

Os aprovados serão destinados aos Órgãos e Unidades Administrativas das Macrorregiões do Ministério Público. Ainda não há informações sobre o lançamento do edital e outras datas.

Mais vagas em São Paulo

TRT

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), com sede em São Paulo recebe inscrições até 21 de maio, pelo site www.concursosfcc.com.br. As taxas vão de R$ 80 a R$ 95. De acordo com o edital de abertura, divulgado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), são oferecidas 320 oportunidades de preenchimento imediato, além de formação de cadastro reserva. Os salários variam de R$ 6.780,53 a R$ 11.006,83.

Quem tem nível superior pode concorrer a 181 vagas e cadastro reserva abertos para o cargo de analista judiciário, que é distribuído nas áreas judiciária, judiciária na especialidade de oficial de justiça avaliador federal, administrativa, administrativa na especialidade de contabilidade, arquivologia, biblioteconomia, enfermagem, engenharia, segurança do trabalho, estatística, medicina, medicina cardiologia, medicina clínica geral, medicina do trabalho, medicina psiquiatra, nutrição, psicologia, serviço social, tecnologia da informação e história.

Já quem tem nível médio e/ou técnico pode concorrer a 139 chances e cadastro reserva de técnico judiciários nas áreas administrativa, telefonia, segurança, enfermagem e tecnologia da informação.

PCSP

A Polícia Civil do Estado de São Paulo está com concurso público aberto para 500 vagas, sendo 300 para o cargo de agente de telecomunicações e 200 para papiloscopista policial. Ambas as oportunidades são para nível médio e oferecem remuneração de R$ 3.589,86. Esta seleção está a cargo da Fundação Vunesp.

Para participar do concurso, o candidato deve ter 18 anos completos, na data da posse, ter nível médio completo e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), na categoria B, no mínimo.

As inscrições deverão ser feitas pelo site da Fundação Vunesp até 1° de junho. A taxa de participação é no valor de R$ 56,54.

Secretaria de Educação do Mato Grosso do Sul autoriza concurso com 1.500 vagas

USP Imagens/Divulgação
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Secretaria de Estado de Educação do Mato Grosso do Sul autorizou um novo concurso público para preencher 1500 vagas. A informação foi publicada nesta segunda-feira (14/5) no Diário Oficial do Estado.

O certame contará com 1000 vagas para professores da carreira profissional da educação básica do quadro de pessoal da Secretaria e 500 chances para cargos da carreira de apoio à educação básica.

Ainda não há informações sobre datas e lançamento do edital.

PM e Bombeiro

Outros concursos em andamento no estado são o do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. Para o quadro da PM foram abertas 450 vagas, sendo 388 para soldados, 50 para oficiais combatentes e 12 para oficiais médicos. Já para os bombeiros, são oferecidas 200 vagas, 23 para oficiais combatentes, 153 para soldados, 12 para oficiais de saúde e 12 vagas para oficiais especialistas.

Deste total, 20% das vagas são reservadas a negros e 3% a indígenas. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems) até 25 de junho.

Core/MS

No Mato Grosso do Sul, o Conselho Regional dos Representantes Comerciais do estado (Core/MS) divulgou também a abertura de um novo concurso público com sete oportunidades para todos os níveis de escolaridade. O objetivo do concurso é selecionar profissionais para os cargos de serviços gerais (1), auxiliar administrativo (2), fiscal (1), assistente jurídico (1), jornalista (1) e técnico em informática (1).

A Inaz do Pará é a responsável pelo planejamento e execução deste certame que tem validade de dois anos, a contar da data da homologação. A validade pode ser prorrogada por igual período, dependendo das necessidades do Core/MS.

A classificação do concurso será por meio de prova objetiva para todas as vagas. A prova para nível fundamental terá 30 questões, para nível médio 40 e para nível superior 50, sendo cobrados conhecimentos em português, conhecimentos gerais e conhecimentos específicos, além de informática para nível médio. As provas serão na cidade de Campo Grande/MS, na data provável de 8 de julho.

Para os aprovados, os salários são entre R$ 965 e R$ 2.038, com carga horária de 40 horas semanais.  As inscrições devem ser feitas pelo site da Inaz do Pará, até 16 de maio. As taxas de participação são nos valores de R$ 14, R$ 15 e R$ 16.

“Cheguei a escutar que jamais seria aprovada porque teria um filho”

Maria Fernanda, com os filhos Felipe e Guilherme (Foto: Arquivo pessoal)
Publicado em 27 ComentáriosConcursos

Promotora vence preconceitos e prova que maternidade não é impedimento, mas sim estímulo para alcançar sonhos

A maternidade pode ser uma benção para as mulheres, mas nem sempre é vista assim pela sociedade. O fato de ser mãe, ainda mais com filhos pequenos, é encarado com preconceito pelo mercado de trabalho. No serviço público não é diferente. Além de existir concursos que não aceitam mulheres ou que restringem sua participação, existem editais que não aceitam candidatos com filhos. A luta diária para se provar capaz de trabalhar e ser mãe é uma realidade de muitas. Às vésperas do Dia das Mães, o Papo de Concurseiro dá voz a uma dessas mulheres, Maria Fernanda Balsalobre, que sonhava em ser promotora, mas foi desacreditada por muitos quando engravidou do primeiro filho. O que eles não contavam é que sua determinação e força viriam de onde eles menos esperavam. Confira abaixo o depoimento dela: 

 

Decidi, logo depois de me formar no curso de direito, que seria promotora de Justiça. Sempre gostei de direito constitucional e me fascinava aquela instituição cuja atribuição era ser a grande guardiã da Constituição Federal e dos direitos e garantias fundamentais. Entendi que era exatamente aquilo que queria fazer por toda a vida. Orgulhosa do meu sonho e cheia de coragem para concretizá-lo, comecei a estudar para concursos públicos da área, e logo percebi que o caminho não seria tão fácil quanto eu pensava.

Fui uma aluna mediana na faculdade, então a ideia de ter que saber tudo de todas as matérias me assustava bastante, já que em relação a muitas matérias a minha sensação era a de que eu não sabia absolutamente nada. Sequer sabia por onde começar os estudos e o planejamento.

Entendi rapidamente que o que eu tentava fazer outras pessoas já haviam feito e de forma fantástica. Passei então a conversar com diversos primeiros colocados dos mais variados concursos, para entender como fizeram, e pedia orientações e dicas. Sabendo exatamente como eles haviam se preparado, eu pouparia muitos erros na minha preparação.

Passei pouco mais de seis meses estudando, com o apoio financeiro de minha família. Depois desse período, comecei a trabalhar em uma assessoria jurídica, e tive, pela primeira vez, que conciliar estudos, trabalho e pós graduação.

Partindo da minha própria pesquisa sobre métodos de estudo e concursos, aliada à reflexão sobre meus erros e acertos (e dos amigos próximos) e orientações de aprovados bem classificados, cheguei a um método de estudo que me permitiu ótimos resultados em pouco tempo. Após pouco tempo trabalhando na assessoria jurídica, fui aprovada, entre os 10 primeiros colocados, no concurso para analista do Ministério Público do Estado de São Paulo. Assumi o cargo e continuava trabalhando e estudando, sempre com o meu grande sonho à vista.

 

Foi então que, aos 26 anos, em meio à preparação para o concurso de ingresso ao Ministério Público, engravidei do Fefê. Para minha grande surpresa, notei que muitas pessoas passaram a me olhar com ar de pena e cheguei a escutar, inclusive de familiares, que jamais seria aprovada agora que teria um filho. Ouvi que “deveria me contentar com o cargo de analista, que já era muito bom para quem tinha um filho”. Infelizmente, acreditei que seria impossível. Parei de estudar durante a gravidez, vendo cada vez mais aquele sonho, que já estava tão perto, se distanciar.

Contudo, quando Felipe nasceu e me olhou com aqueles olhinhos tão doces, eu logo entendi que eu e minha pequena dupla poderíamos chegar exatamente aonde quiséssemos. Tinha como analista um horário de trabalho que me permitia ficar com o filhote a manhã inteira. E, à noite, quando voltava do trabalho e ele dormia, eu estudava. Foi assim por muitos meses, todos os dias. Ele dormia. Eu estudava.

Fefê nasceu em outubro de 2011. Em 2012 prestei o concurso para o ingresso no Ministério Público. Durante as diversas fases ouvi, tantas vezes, que jamais conseguiria, já que “a carreira não via com bons olhos a mulher que já tinha filhos”. Decidi que usaria todo esse desestímulo dos outros para me motivar, e assim foi. À véspera da prova oral, um professor me disse (sem que eu perguntasse) que minha aprovação seria quase impossível, pois “mulher que tem filhos não se dedica à carreira”. Mas, como a vida também é feita de boas surpresas, encontrei uma Banca Examinadora composta por profissionais da mais alta cultura, inteligência, decência e sensibilidade.

Maria Fernanda, no dia da posse no cargo de promotora, com o filho Felipe, no colo (Foto: Arquivo pessoal)
Maria Fernanda, no dia da posse no cargo de promotora, com o filho Felipe, no colo (Foto: Arquivo pessoal)

Fui aprovada em segundo lugar no concurso de ingresso ao Ministério Público. Durante a minha posse, minha pequena dupla, que havia aprendido a andar havia pouco tempo, saiu do colo do meu pai e foi até o local em que eu estava, na primeira fila do salão, e permaneceu no meu colo durante toda a cerimônia. Nada mais justo.

Posso dizer que a receita para a aprovação é só uma: estratégia, motivação e método de estudo. Além disso, é preciso aprender a se interessar pelo que está estudando. E ter calma, entendendo que é apenas um caminho, que a aprovação virá, e todo o esforço terá valido a pena.

Hoje vejo que a maternidade, ao contrário do que ouvi tantas vezes durante a minha preparação, muito me ajudou. Fez com que eu amadurecesse profundamente e me tornou mais focada, segura e confiante. Se eu consigo criar um ser humano, o que eu não consigo fazer? Também no exercício da minha profissão, sinto que a maternidade me traz uma atuação madura, responsável, sensível e humana.

Aprendi, com alegria, que as carreiras públicas hoje são absolutamente plurais, e já deixaram para trás os preconceitos em razão das condições pessoais dos concursandos. Pode ser mãe, pode ter tatuagem, pode ser surfista, pode ser sedentário, pode ser pai, pode ser solteiro, pode ser extrovertida, pode ser tímido etc.

Aprendi, também, que todos enfrentamos grandes dificuldades, mas que a coisa mais linda da vida é ter coragem de lutar por um sonho. Se há espaço para sonhar, é possível realizar.

Após a aprovação, passei a ajudar amigas e amigos na preparação para as provas, ensinando o meu método inteligente de estudo, assim como me ensinaram quando precisei. Hoje, além me dedicar muito à carreira, cuidar dos filhos, da família e fazer esporte, passei a ajudar também os amigos virtuais, dando dicas e orientações para o estudo. Espero, de coração, que todos alcancem o grande sonho. Só não vale desistir.

Maria Fernanda Balsalobre Pinto
Promotora de Justiça – MPSP

Sefaz da cidade de São Paulo é autorizada a abrir concursos com 50 vagas

Foto: Divulgação/Prefeitura São Paulo
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Um novo concurso público será aberto pela Secretaria Municipal da Fazenda da cidade de São Paulo. De acordo com publicação, divulgada no Diário Oficial local desta quarta-feira (9/5), a pasta foi autorizada a abrir 30 vagas para o cargo de analista de planejamento e desenvolvimento organizacional, da área de ciências contábeis. As chances se juntam às outras 20 oportunidades autorizadas para o mesmo órgão em novembro de 2017. Segundo a assessoria da Sefaz municipal, o salário atual do posto de analista é de R$ 6.106,33.

Mais em São Paulo

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), com sede em São Paulo, abriu concurso com 320 oportunidades de preenchimento imediato, além de formação de cadastro reserva, para técnicos e analistas judiciários. Os salários variam de R$ 6.780,53 a R$ 11.006,83. As inscrições estão abertas até 21 de maio.

 

A  Polícia Civil do Estado de São Paulo abriu mais um concurso público com 500 vagas, sendo 300 para o cargo de agente de telecomunicações e 200 para papiloscopista policial. Ambas as oportunidades são para nível médio e oferecem remuneração de R$ 3.589,86. As inscrições vão até 1º de junho.

 

E a Fundação Pró-sangue Hemocentro de São Paulo está com as inscrições abertas até 14 de maio para o concurso que visa preencher oito vagas em cargos de nível médio e superior. Os salários são de até R$ 5.455,94. As oportunidades são para os cargos de: técnico em enfermagem (5 vagas, sendo 1 para pessoa com deficiência), enfermeiro do trabalho (1), médico hemoterapeuta/hematologista (1) e médico do trabalho (1).

 

1.000 vagas: Secretaria de Administração Penitenciária de Goiás anuncia comissão de novo concurso

Foto: Marcos Santos/USP Imagens/Divulgação
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento de Goiás (Segplan/GO) divulgou, nesta quinta-feira (3/5), no Diário Oficial local, que formou a comissão organizadora para lançamento do próximo concurso da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária local (SSPAP/GO). A seleção vai contratar novos agentes de segurança prisional.

A comissão é composta por Liliane Morais Batista de Sá, Joseleno Borges Sales, João Francisco Alves, Ronnie Peterson Alves, Lorena Franco Pratti, Weruska de Godoy Costa Silva, Degmar Mendes Rocha de Souza, Daniel Soares Porto e Cezar Tadeu Sousa Veiga.

Em fevereiro deste ano, o governador Marconi Perillo, anunciou que o estado vai ampliar a equipe de segurança nos presídios goianos e autorizou 1.000 vagas para agente penitenciário. Agora é necessário aguardar a contratação da empresa responsável pelo concurso e, posteriormente, a publicação do edital.

O cargo exige graduação em qualquer área de formação, com diploma fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação.

Último concurso

Em 2015, foram oferecidas 305 vagas e formação de cadastro reserva para agente penitenciário em Goiás, com salário de R$ 2.847,23. Desse total de vagas, 30 foram destinadas a mulheres e 14 para pessoas com deficiência. A Fundação Universa foi responsável pela organização e execução do certame.

O concurso foi constituído de provas objetiva e discursiva, avaliação médica e avaliação de títulos, prova de aptidão física e avaliação psicológica.

Leia também: Polícia Civil de Goiás vai abrir concurso com mais de 100 vagas em maio

MPGO está com inscrições abertas

O Ministério Público de Goiás (MPGO) está com inscrições abertas, até 9 de maio, para o cargo de oficial de promotoria, para atuação na Comarca de Luziânia, município do Entorno do Distrito Federal. A taxa de participação é de R$ 62,02.

Para esse concurso é necessário possuir Ensino Fundamental e Carteira Nacional de Habilitação na categoria “B”. A remuneração é de R$ 3.118,89, além de auxílio-alimentação, auxílio-transporte e auxílio-creche. Saiba mais aqui!

Webinário gratuito de redação ajuda candidatos na reta final do concurso da PMDF

Imagem: USP/Imagens
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Candidatos que estão se preparando para realizar o concurso da PMDF em 20 de maio poderão participar de um webnário gratuito nesta quinta-feira (3/5). O evento será apresentado pelo professor e coach de redação Samuel Quintiliano de forma online e ao vivo, às 20h. Para participar, basta realizar inscrição.

O objetivo é auxiliar quem tem muita dificuldade em gerenciar o tempo de prova de redação e organizar as ideias. Além disso, ele irá apresentar os critérios da banca responsável pelo concurso (Iades) e os últimos 7 temas abordados nas provas da PM, ensinando técnicas para garantir o preparo emocional das pessoas.

O webnário terá duração de pouco mais de uma hora. A intenção é ajudar todos os tipos de candidatos e, principalmente, àqueles que não têm condições financeiras de pagar pos estudos em cursinhos preparatórios.

Para simular o ambiente de prova e o gerenciamento do tempo, será utilizado cronômetro e técnicas avançadas de coaching para estimular o candidato a tomar decisões em curto espaço de tempo. Com isso, os participantes irão aprender a gerenciar a pressão do tempo escasso de prova, que é o principal fator de reprovação em redações.

O concurso

A PMDF oferece 2 mil vagas para o cargo de soldado, sendo 500 imediatas e 1,5 mil para preenchimento de cadastro de reserva. Deste total, são 427 vagas imediatas e 1.280 para cadastro reserva são para homens, as demais 73 vagas imediatas e 220 para cadastro reserva são para mulheres.  Os candidatos devem ter entre 18 e 30 anos, graduação em qualquer curso de nível superior, altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres. As inscrições encerrraram

A remuneração para o aprovado será de R$ 4.119, mais R$ 850 de auxílio-alimentação durante o curso de formação. Após a conclusão do curso, o salário passa a ser de R$ 5.245,41 e o auxílio-alimentação permanece no mesmo valor.

O concurso consiste na aplicação de prova objetiva, redação, teste de aptidão física, avaliação de exames médicos, psicológicos, investigação da vida pregressa e social do candidato.A prova escritas e redação estão previstas para 20 de maio. A prova será composta por 60 questões de múltipla escolha, sendo 30 questões de conhecimentos básicos (português, inglês, matemática e raciocínio lógico, atualidades, legislação aplicável a PM/DF e criminologia) e 30 de conhecimentos específicos (noções de direito constitucional e de direitos humanos, noções de direito administrativo, noções de direito penal, processual penal, penal militar e processual penal militar).

Além disso, a PMDF está com inscrições abertas para admissão ao Curso de Formação de Praças (CFP) que oferece seis vagas para músico e 18 para corneteiro. Agora os interessados têm até 10 de maio para realizar a inscrição, de acordo com o edital de retificação.

As provas objetivas e discursivas serão aplicadas no período da tarde em 30 de junho para os candidatos ao Quadro de Praças Policiais Militares Especialistas Músicos e em 1° de julho para os candidatos ao Quadro de Praças Policiais Militares Especialistas Corneteiros.