CBNFOT191120190567 (1) Crédito: Marcelo Kupicki/Senac-SC. Favas Contadas. Prato de Schnitzel com pure^ de batata e repolho roxo.

Dicas boas de gastronomia

Publicado em

Sabor catarinense

Nhoque de batata com molho Kreuterkäse; Schnitzel com purê de batata e repolho roxo (foto) e filé-mignon com queijo de ovelha e mandioca grelhada. De sobremesa, torta de uva com creme de chocolate pomerano. Este é o menu que encerra hoje, no restaurante-escola do Senac no Senado Federal, a Semana da Gastronomia Regional de Santa Catarina, tendo à frente uma equipe de chefs daquele estado.

No olimpo

O chef Divino Barbosa não poderia fazer nada inferior ao seu próprio nome para comemorar o sétimo aniversário do Santé 13 neste mês. De suas habilidosas mãos saiu o ragu de paleta de cordeiro, escoltado por fettuccine Alfredo gratinado que vem em panela de ferro por R$ 69. Para matar as saudades, o chef relança o Filet Divine, um dos pratos preferidos da clientela, que sempre vem à mesa nessa data festiva. Reservas pelo telefone 3037-2132.

Bom na quarta

A usina de ideias que é a cabeça da chef Lidia Nasser produziu mais um evento. Dolce far Niente (215 Sul e Águas Claras) promove rodízio de 10 bons rótulos de uma carta selecionada pela Videira Vinhos, Porto a Porto e Reis Wine a R$ 65 por pessoa, além de um festival de três pastas italianas, que saem por R$ 54,90. A começar por um fettuccine artesanal ao molho de vodca com tiras de limão, seguido de risoto de alho-poró com picadinho de filé, finalizado com parmesão e manteiga, e por último, minilasanha de frango defumado ao molho béchamel gratinada no forno à lenha. Ainda tem uma sobremesa de profiterole recheado com sorvete de creme e calda de chocolate com música ao vivo!

Caju dos kalungas

No mês da Consciência Negra, o chef dinamarquês Simon Lau destacará o cajuzinho do mato coletado pelos kalungas no projeto Valorizando o Cerrado pela Gastronomia, que se encerra na Belini com duas aulas: dias 25 e 27. O chef do Aquavit usará cagaitas, mangabas, baunilha e outros frutos além do caju, que costuma comprar dos kalungas, descendentes de africanos escravizados no Brasil que conseguiram fugir das fazendas para o cerrado, onde puderam sobreviver em liberdade. Carne de porco é outro ingrediente das aulas abertas ao público, seguidas de jantar, ambas por R$ 500. Inscrições: 3345-0777.

Prata da casa

A partir de quinta-feira, 28, até 1º de dezembro, o CasaPark recebe mais uma edição da Panela Candango, evento que traz os sabores de 27 produtores do Distrito Federal. Lá, você encontrará queijos variados, pães artesanais, geleias, compotas, kombuchas, doces, bolos, linguiças, chás, nhoques, pesto e cervejas. Funciona de quinta a sábado, das 12h às 22h e domingo, das 12h às 19h.