CBNFOT181020160385 Créditos: Arquivo Pessoal/Ramon Souza. Prato do restaurante O Gaia - ragu de ossobuco com purê de mandioca na manteiga de garrafa.

Restaurante O Gaia une informalidade e qualidade

Publicado em

A ideia de chefs abrirem as portas da própria casa para receber grupos de clientes ganha cada vez mais espaço em Brasília. Um dos que investiram na proposta foi o personal chef Ramon Souza, que inaugurou há cerca de dois meses o restaurante O Gaia, que funciona no apartamento dele, na 313 Sul (o endereço completo você receberá no momento em que fizer a receita). Ali, numa simpática sala de jantar podem se sentar até 10 comensais, conhecidos ou não.

“Essa é uma prática muito forte no exterior. Aqui ela ainda está começando. É interessante quando um cliente conhece outro e eles ficam amigos”, afirma Ramon, que tem no currículo uma passagem pelo tradicionalíssimo Le Cordon Bleu de Paris.

Menu cosmopolita

Créditos: Arquivo Pessoal/Ramon Souza. Prato do restaurante O Gaia - Arroz frito com camarão.
Créditos: Arquivo Pessoal/Ramon Souza. Arroz frito com camarão.

 

Apesar da formação clássica na França, Ramon traz para os pratos que cria traços brasileiros e orientais. O primeiro vem do coração, da memória afetiva deste carioca casado com uma baiana e residente de Brasília. Daí aparecem dendê, frutos do cerrado (baru, pequi) e outras delícias do cerrado.

Um armário repleto de especiarias e temperos deixa claro: ali a cozinha tem um pé inteiro no oriente. “Comandei restaurantes na Tailândia e na Índia. Lá explorei mundos diferentes e com temperos fortes e marcantes”, lembra o chef, que já está com viagem marcada para o Japão para se reciclar. “Alguns elementos, como tamarindo, coentro, limão e coco estão bem presentes nas duas escolas”, afirma Ramon.

O menu servido no Gaia é fechado, apresentado em quatro etapas (entrada, dois principais e sobremesa) e segue duas modalidades: com bebidas à la carte (R$ 139) e harmonizado (R$ 199, com um espumante e vinhos tinto ou branco) pelo próprio Ramon, que é sommelier e já foi o responsável pela adega da Trattoria da Rosario.

Entre os pratos oferecidos por Ramon estão arroz frito com camarões e dendê — uma receita que ele conheceu nas ruas indianas; um ragu de ossobuco com purê de mandioca na manteiga de garrafa que desperta vários sentidos no comensal; e pad thai de lagostim, tradicional receita indiana que combina noodles de arroz, molho de frutos do mar, tamarindo, nirá lagostins e ovo caipira. Para abrir a noite, as entradas podem ser ceviche de atum, raiz forte e frutas tropicais e acarajé de frutos do mar. Na sobremesa, a aposta de Ramon é na leveza de sorvetes artesanais em sabores como limão siciliano e capim-limão ou manga e gengibre. “A comida indiana é muito forte. Por isso, aposto na refrescância para finalizar a refeição”, ensina. Reservas podem ser feitas pelo telefone 98383-2060. (Vinicius Nader)