CBNFOT100920191030 Crédito: Juliano Sousa/Divulgação. Favas Contadas. Sparkling Wine Fair (SWF) - Feira de espumantes nacionais e internacionais.

Começa nesta sexta-feira o Sparkling Wine Fair 2019

Publicado em

Dois dias de borbulhas

O alto consumo de vinhos no Distrito Federal — 40% superior à média nacional de 25 milhões de litros por ano — tem sido o maior propulsor de eventos viníferos na cidade, como Sparkling Wine Fair 2019, que começa hoje (13/9) no Pontão do Lago Sul e se estende até amanhã (14), a partir das 18h. Trata-se da primeira feira exclusiva de espumante do país, lançada em 2015.

“Nesta quarta edição, SWF já está consolidada e traz pela primeira vez quatro palestrantes de renome internacional, além de uma aula-show de gastronomia ministrada pelo ex-participante do Masterchef Brasil André Rochadel, que desenvolverá uma receita de risoto de salmão com espumante da Aurora e harmonizado com rótulos desta vinícola, uma das patrocinadoras do evento”, afirma César Santos (foto), responsável pela feira.

O público poderá degustar uma infinidade de rótulos. São 40 vinícolas participantes, a maioria brasileiras que se somam às estrangeiras Terranostra, Vidigal Wines e Cantine Riondo (cooperativa italiana de prosecco). Além delas, outras 70 empresas de outros segmentos, como turismo, alimentação, serviços tomam parte no espaço de três mil metros quadrados, onde são esperadas duas mil pessoas por dia.

Crédito: Uirá Godoi/Divulgação. César Santos.

Lançamentos

Rogério Santos, representante da Perini, outra vinícola de grande porte, apresenta dois tops: o espumante brut produzido pelo método tradicional (champenoise) com 36 meses de fermentação e o Nature, de 56 meses, extra brut, com quase nada de açúcar, apenas 1g por litro, que custa em torno de R$ 95. A argentina Terranostra lança o brut rosé, enquanto outra vinícola gaúcha, a Cooperativa Garibaldi, estreia o seu primeiro ice, vinho de uvas congeladas.

A degustação vai rolar até as 22h30, mas você pode continuar lá curtindo até as 2h a festa com o DJ Thiago May, que comanda as carrapetas. Todas as garrafas vazias, as caixas de papelão e as embalagens de água serão doadas para reciclagem por uma cooperativa brasiliense. Ingressos a R$ 150 poderão ser adquiridos na hora.