Chefs latinos fazem releituras de ceviche

Publicado em

Maracujá do cerrado, castanha de baru, salmão gravlax e até melancia mentolada são alguns dos inusitados ingredientes que irão compor receitas de ceviches interpretadas por dois chefs latinos muito conhecidos na cidade: o peruano David Lechtig e o argentino Sebastián Parasole. Segundo eles, os ingredientes homenageiam a primavera e o frescor da chuva que ela traz. Os chefs preparam a quatro mãos 10 versões da iguaria durante festival que começa hoje no restaurante El Paso Latino (404 Sul) e vai até o próximo domingo, 4 de dezembro.

Serão servidos (no almoço e jantar de terça a domingo) um duo de ceviches que você pode escolher por R$ 59, acompanhados por outra iguaria peruana, a causa, uma massa fria de batata temperada com aji amarillo e limão com salpicão de camarão, além de um bolinho crocante de peixe chamado croqueta criolla, levemente picante. Para David, o ceviche significa “o retorno à simplicidade da cozinha, pois celebra o frescor dos ingredientes e combina alto teor de proteína com o mínimo de gordura.” Reservas pelo telefone 3323-4618.