Concurso Bombeiros AM: autorizada a ampliação de convocações para o TAF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Corpo de Bombeiros, segurança, Sem categoria, TAF

Governador do Estado autorizou a ampliação do corte de convocação para o TAF e avaliação psicológica aumentando de 3 para 6 vezes o número de vagas

O governador de Amazonas, Wilson Lima, ampliou o corte de convocação para o Teste de Aptidão Física (TAF) e avaliação psicológica  concurso público do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBM AM).

Segundo o governador o novo corte será de 6 vezes o número de vagas. “Isso é importante porque dá oportunidade àquele concurseiro que esperou por muito tempo, aquele que se preparou para este certame”, afirmou Lima em vídeo nas suas redes sociais.

O edital do certame foi publicado em dezembro de 2021 e assegura a oferta de 453 vagas. Desse total, 400 são para o cargo de soldado e 53 são para 2º tenente.

Para ser admitido no cargo, o candidato precisa, entre outros requisitos, ter idade igual ou superior a 18 anos e, na data de inscrição no concurso, idade de até 35 anos, 11 meses e 29 dias.

A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, foi realizada em 13 de fevereiro deste ano para ambos os cargos. O exame de aptidão física constará de cinco provas a serem realizadas em dois dias.

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes.

Veja como foi o teste de aptidão física do último concurso da PCGO

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil, TAF

O próximo concurso da Polícia Civil de Goiás está com o edital iminente, visto que a banca organizada do certame já foi definida. O Instituto AOCP será o responsável pelo concurso que ofertará 864 vagas, distribuídas da seguinte forma:

  • 450 vagas para agente da Polícia Civil 3° Classe;
  • 310 oportunidades para escrivão da Polícia Civil 3° Classe;
  • 60 chances para papiloscopista da Polícia Civil 3° Classe e
  • 44 vagas de delegado de polícia substituto.

O último concurso da corporação foi em 2018, organizado pelo Núcleo de Seleção da Universidade Estadual de Goiás (UEG), com 100 vagas ofertadas. O certame foi composto por nove etapas: prova objetiva, prova discursiva, avaliação feita por equipe multiprofissional, avaliação médica, avaliação de aptidão física, exame psicotécnico, avaliação da vida pregressa e investigação social, curso de formação e avaliação de títulos.

Mesmo sem edital publicado ainda, o ideal é que o concurseiro comece a se preparar desde já. Confira como foi realizado o teste de aptidão física no último certame da PCGO:

A avaliação de aptidão física consistiu na aplicação do teste de corrida, por 12 minutos, de caráter eliminatório. O percurso foi definido de acordo com o gênero do registro civil, sendo:

  • masculino = 2.400 m (dois mil e quatrocentos metros);
  • feminino = 2.000 m (dois mil metros).

Durante o percurso, o candidato pôde intercalar corrida com caminhada. No entanto, não foi permitido parar, sentar, deitar, dar ou receber ajuda. “Serão considerados aptos os candidatos que percorrerem na forma e nas condições estabelecidas para o teste, a distância mínima exigida (2.400 m ou 2.000 m, conforme o sexo) no tempo máximo permitido, 12 (doze) minutos”, diz o edital.

Foram exigidos a apresentação do documento de identificação original e atestado médico para a realizada do TAF no último certame da PCGO.

Leia também: Com edital iminente, veja disciplinas cobradas no último concurso do Detran-DF

Candidato eliminado consegue na Justiça direito de continuar no concurso da PCDF

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

O candidato foi eliminado sob a justificativa de ter passado por uma cirurgia de ligamento do joelho, mesmo após ter sido aprovado no teste de aptidão física (TAF)

Aline Gouveia – O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) decidiu que um candidato eliminado, sob a justificativa de ter passado por uma cirurgia de ligamento do joelho, continue nas etapas certame da Polícia Civil do DF. De acordo com a decisão, há possibilidade de comprovação da capacidade do candidato, visto que ele foi aprovado no teste de aptidão física (TAF).

“Ocorre que, em análise perfunctória, não obstante o resultado da banca e a justificativa apresentada, com base nos laudos médicos colacionados pelo agravante/autor nestes autos, verifico que há possibilidade de comprovação da capacidade física do agravante, nos termos do edital, de modo que, para se garantir o resultado útil da postulação, mister que se permita ao candidato o prosseguimento no certame”, diz a ação, assinada pela desembargadora Maria de Lourdes Abreu.

Para o advogado Maxmiliano Kolbe, a decisão do TJDFT garantiu o direito constitucional ao livre acesso a cargo ou emprego público. “A Constituição é clara ao afirmar que todos são iguais perante a lei sem distinção de qualquer natureza. Não faz sentido, neste particular, o candidato que tenha cirurgia de ligamento do joelho, mesmo após ser aprovado nos testes de aptidão física, inclusive, com corrida, ser impedido de ser policial civil do DF”, defendeu.

Com a decisão favorável, o candidato participou da etapa de preenchimento da ficha de informações confidenciais (FIC), realizada na quinta-feira (21/7). Ele se inscreveu no certame para o provimento de vagas de agente da PCDF.

“A própria lei que cria o cargo público de policial civil do DF não exemplifica quais seriam as enfermidades incompatíveis para o exercício do cargo. Assim, não pode um edital de concurso público, que não é lei em sentido material, restringir o direito de um candidato a assumir um determinado cargo público, sob pena de inconstitucionalidade, pois a administração pública deve pautar seus atos na lei e na Constituição Federal”, finaliza o advogado.

Cabe destacar que o edital para o cargo de agente da Polícia Civil do Distrito Federal foi publicado em 2020. No entanto, a previsão para nomeação dos aprovados é apenas em 2024. Ao todo, 2100 vagas foram disponibilizadas pelo certame, sendo 1800 para agente e 300 para escrivão.

Leia também: Aprovados no concurso da PCDF apontam inconsistências nos editais e demora das nomeações

Justiça: candidato eliminado em concurso da PCDF consegue direito de continuar no certame; entenda

Candidata morre em teste físico em concurso da PM do Ceará

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A vítima chegou a ser socorrida e levada ao hospital, mas não resistiu. A prefeitura de Iracema e a SSP CE lamentaram o ocorrido

Uma candidata do concurso público da Polícia Militar do Ceará morreu durante a realização do teste de aptidão física, realizado na cidade de Fortaleza, capital do estado. Darlene Sonaria Ferreira, de 30 anos, sofreu um infarto durante uma das provas e não resistiu. 

A candidata era dentista por formação e foi aprovada nas provas objetivas do concurso PM CE, para o cargo de Segundo-Tenente do Quadro de Oficiais Complementares. Ela chegou a ser atendida pela equipe médica no local e chegou a ser encaminhada, consciente, ao hospital, mas não resistiu e acabou falecendo. 

“Ela sempre foi assim de conseguir as coisas na garra. Ela queria ser oficial da PM. Sempre viveu longe de casa em busca dos sonhos dela”, afirmou uma prima da vítima ao G1. 

Darlene nasceu no município de Riacho de Santana, no Rio Grande do Norte, mas atualmente trabalhava como dentista no município de Iracema, no interior do Ceará.

Em uma publicação nas redes sociais, a prefeitura de Iracema lamentou o falecimento precoce da concurseira. “ Um ser humano admirável, um excelente profissional. Descanse em paz minha amiga, que Deus traga o conforto aos familiares”, disse uma seguidora, no perfil oficial da prefeitura no Instagram.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do estado lamentou o falecimento de Darlene e ressaltou que a Avaliação de Capacidade Física é de responsabilidade da organizadora do concurso, a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista – VUNESP, e que todos os candidatos apresentam atestado médico que comprova as condições de saúde do participante para a realização da etapa, bem como, assinam “Termo de Responsabilidade”.

 

PL prevê adaptação dos TAFs para incluir candidatos PcDs nos concursos do RJ

Publicado em Deixe um comentárioAcessibilidade, Concursos, Concursos Públicos, Sem categoria

“Trata-se de tratamento discriminatório que deve ser rechaçado”, justifica o deputado estadual, Rodrigo Amorim, idealizador do Projeto

Raphaela Peixoto* — Rodrigo Amorim, deputado estadual do Rio de Janeiro, apresentou à Assembleia Legislativa do estado (Aslerj) uma proposta que visa a inclusão de candidatos portadores de deficiências (PcD) nos concursos do estado em que possuir dentre as etapas de avaliação o Teste de Aptidão Física (TAF).

Se o Projeto de Lei nº 5893/2022 for aprovado no estado, as bancas organizadoras e processos seletivos públicos terão que adaptar os TAFs, quando previsto em edital, atendendo as necessidades de candidatos portadores de deficiência ou adotar outros critérios de avaliação.

A proposta está disponível no Diário Oficial da Aslerj da quarta-feira (11/5). Dentre as justificativas apresentadas, o deputado indica: “Trata-se de tratamento discriminatório que deve ser rechaçado. Qualquer pessoa com deficiência, possui a capacidade de ingressar em qualquer área do serviço público, visto que, se for o caso, poderá desempenhar serviço administrativo”.

A inclusão já está prevista em seis editais destinados para concurso da Polícia Civil do estado. Os editais juntos destinam vagas para auxiliar e técnico de necropsia, inspetor, investigador, peritos criminal e legista. Juntos somam mais de 270 mil inscritos. A primeira fase aconteceu nos meses de dezembro de 2021, somente para os cargos de peritos, e em janeiro para os demais.

De acordo com os editais, os inscritos que concorrem às vagas reservadas às PcD que desejarem a adaptação dos TAF poderá solicitá-la por meio do site da FGV, banca organizadora, dentro do prazo de cinco dias corridos, a partir do resultado definitivo da avaliação biopsicossocial. O resultado preliminar do concurso para peritos já foi publicado em fevereiro deste ano.

Os testes de aptidão física irá cobrar flexão de cúbitos (braços), flexão abdominal, corrida de velocidade, corrida de resistência. Tanto o índice nível, repetições e distâncias mínimos, quanto o tempo estipulado variam entre os gêneros feminino e masculino.

*Estagiária sob supervisão de Ronayre Nunes

MPF tenta anular TAF do concurso do Depen em Alagoas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

Fotos e vídeos feitos pelos candidatos comprovam que a estrutura do local de realização não era adequada

Karolini Bandeira*- A etapa de Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso público do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) pode ser anulada e realizada novamente no município de Maceió, em Alagoas. Ao menos, este é o objetivo da ação pública aberta pelo Ministério Público Federal (MPF) do estado.

A ação foi aberta com pedido de tutela provisória de urgência contra o Cebraspe, organizador do concurso, e a União Federal. O pedido, de autoria da procuradora da República Niedja Kaspary, é resultado de investigações feitas pelo MPF com base em manifestações de candidatos que se sentiram prejudicados nos exames físicos devido aos problemas na estrutura do local de aplicação — em especial, a pista de corrida do Instituto Federal de Alagoas (Ifal).

Em resposta ao MPF, o Cebraspe afirmou que a pista atendia a todos os parâmetros estabelecidos no edital do concurso. O MPF ressaltou, porém, que fotos e vídeos do local feitos pelos inscritos comprovam que a estrutura não estava de acordo com a atividade que deveria ser executada.

O Ministério também ressaltou que o TAF da Depen não foi o primeiro exame físico feito pelo Cebraspe no qual candidatos alegaram sofrer prejuízo por causa de problemas na estrutura. As irregularidades apontadas no TAF realizado em Alagoas do concurso da PRF de 2021 também foram alvo de ação pública aberta pelo MPF em setembro deste ano.

Para a procuradora Niedja Kaspary, as fotos e gravações evidenciam a inadequação do local de prova. “Manifesto o tratamento não isonômico para o caso em apreço, o que acarretou um desequilíbrio entre os candidatos do certame em espeque”, concluiu.

Caso a Justiça acate a ação do MPF, os candidatos reprovados no teste físico da Depen terão o direito de realizar novamente a fase nas estruturas adequadas e, caso aprovados, prosseguir para as etapas conseguintes da seleção.

O concurso

O concurso ofertou 309 vagas para cargos de nível médio e nível superior. No caso de especialista federal em assistência à execução penal, a remuneração é de R$ 5.865,70. O posto é dividido nas áreas de enfermagem, médico clínico, médico psiquiatra, odontologia, psicologia, serviço social e terapia ocupacional.

Já para quem tem nível médio, foram abertas vagas para agente federal de execução penal, com remuneração de R$ 6.030,23. Para concorrer também foi necessária a carteira de habilitação de categoria.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Exigir crossfit em teste físico de concurso público é ilegal, aponta especialista

Lillian SUWANRUMPHA/AFP
Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, TAF

Assim que foi lançado, o edital do  Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina  (IGP-SC) chamou a atenção dos concurseiros. Na etapa física, a seleção vai avaliar se o candidato consegue realizar exercícios conhecidos entre praticantes de “crossfit”. O especialista em concursos públicos Max Kolbe, do escritório Kolbe Advogados Associados, aponta que o pedido desses exercícios  é ilegal. Ele explica que limitações e/ou exigências em concursos públicos só são legítimas se a lei permitir e houver razoabilidade.

” Exigir testes de crossfit para se verificar a condição física do candidato transcende o limite da razoabilidade, devendo ser considerada ilegal e expurgada do certame, até porque , diga-se de passagem, a lei não exige os referidos testes como condição indispensável para a investidura no cargo”, completa.

E que exercícios são esses?

Na maioria dos concursos da área de segurança pública, alguns exercícios são até parecidos entre os editais da área: abdominais, barra (pronada ou supinada), flexão de braços, salto, teste de agilidade, corrida de 12 minutos, natação. No entanto, no caso do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina, os candidatos que desejam concorrer ao cargo de auxiliar médico-legal vão precisar aprender a fazer uma “caminhada de fazendeiro com kettlebell”.

Veja a seguir como será a etapa de avaliação física dos candidatos.

A avaliação terá cinco exercícios:

1) Testes de abdominal remador;

2) Apoio de quatro tempos (burpee);

3) Agachamento e desenvolvimento com barra;

4) Caminhada de fazendeiro com kettlebell (farmwalk);

5) Teste de Cooper – Corrida (12 minutos).

Com exceção da abdominal remador e do teste de cooper, os outros três exercícios foram novidades e vão exigir do candidato um cuidado e um treinamento específico. Veja a seguir como o edital explica a execução desses três exercícios.

 

Burpee: o candidato deve se posicionar dentro da área demarcada, em pé, com os braços junto ao corpo e olhar no horizonte. Ao comando de “partida” realizar a flexão das pernas com os joelhos unidos, braços por fora das pernas, apoiando-se com as palmas das mãos no solo e braços estendidos. Após esse movimento, estender simultaneamente as pernas, tomando a posição para flexão de braço, ficando com a ponta dos pés e mãos em contato com o solo mantendo o tronco, pernas e braços estendidos. Voltar novamente a flexionar as pernas com os joelhos unidos, trazendo-os próximo ao peito. Em seguida, retornar a posição inicial , completando desta forma uma repetição. Realizar, nestas condições, o número de repetições mínimos.

Agachamento e desenvolvimento com barra:

Posição inicial: em pé, parado, com os pés paralelos entre si e atrás da barra preparada com o peso correspondente;

Execução: quando autorizados, os candidatos deverão realizar agachamento com flexão dos joelhos, segurar a barra, localizado ao solo, em seguida estender os joelhos, ficar em pé, e trazer a barra até aproximadamente à altura do quadril, mantendo o corpo ereto e os braços estendidos; em seguida deverão, sem soltar a barra, flexionar os cotovelos com o intuito de trazer a barra para a altura do ombro, próximo ao corpo; posteriormente, sem soltar a barra, deverão erguer a barra acima da cabeça, mantendo os braço estendidos e manter a posição por pelo menos 5 segundos.

Caminhada de fazendeiro com kettlebell (farmwalk):

Posição inicial: os candidatos deverão posicionar-se de pé, atrás da linha demarcada. Ao comando de “em posição”, os candidatos deverão usar as mãos para pegar os pesos “kettlebell”, localizados ao solo, lateralmente em relação ao candidato, e mantendo o corpo reto, a cabeça olhando para o horizonte.

Ao comando de “partida” caminhar pelo trecho de 10 metros, até a linha demarcada, realizar a volta pelo cone, e caminhar mais 10 metros até o ponto de partida inicial e finalizar colocando os pesos “kettlebell” de volta na área demarcada.

Confira as especificações de cada exercício aqui.

O concurso

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP SC) divulgou edital com 70 vagas imediatas para cargo de nível médio. A seleção visa o provimento do cargo de auxiliar médico-legal. O salário inicial é de R$ 4.581,90.

A formação exigida é de ensino médio e conclusão de curso de formação profissional (mínimo de 120 horas aula). A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, podendo ser distribuídas em regime de expediente, sobreaviso ou plantão, inclusive de madrugada, feriados e aos finais de semana, conforme conveniência da unidade, de acordo com os regimes previstos na Lei 16.772, de 30 de novembro de 2015.

Leia também: Concurso de Santa Catarina vai cobrar exercícios de crossfit na etapa física

 

Candidato morre após realizar teste físico da Polícia Civil do Rio Grande do Norte

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, TAF

Etapa física é uma das exigências nas seleções da área de segurança pública

Um candidato do concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte passou mal enquanto realizava a corrida do Teste de Aptidão Física (TAF) na última quarta-feira (1/12).  Em nota, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca organizadora do certame, informou que o candidato foi imediatamente socorrido e, posteriormente, deslocado  por UTI móvel à UPA – Cidade da Esperança.

De acordo com a FGV, os documentos do candidato atestavam a capacidade para as provas. A banca também informou que havia no local um aparato integrado por UTI móvel, socorrista, médico e enfermeira. 

A FGV e a Polícia Civil do Rio Grande Norte lamentaram a morte do candidato e informaram que toda assistência está sendo prestada aos familiares.

Confira a nota divulgada pela FGV:

“É com profundo pesar que a Fundação Getulio Vargas e a Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte comunicam o falecimento, hoje, de um candidato ao teste de aptidão física – TAF, etapa integrante do processo de seleção aos quadros da polícia civil do Rio Grande do Norte. O candidato foi imediatamente socorrido por equipe médica que assiste as provas, sendo posteriormente deslocado por UTI móvel à UPA – Cidade da Esperança. Seus documentos de identificação, bem como laudo médico, atestavam a capacidade para as provas. 

Nem o aparato existente, integrado por UTI móvel, socorrista, médico e enfermeira, mantido pelos organizadores do processo seletivo, e o pronto atendimento puderam impedir a ocorrência dessa fatalidade. A FGV e a PCRN lamentam imensamente e informam que toda a assistência está sendo prestada aos familiares. Natal-RN, 02 de dezembro de 2021

A FGV  e a Polícia Civil do Rio Grande do Norte lamentaram a morte do candidato.”

 

TAF da PCRN

O Teste de Aptidão Física é uma das exigências em concursos da área de segurança pública. No concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, foram cobrados os seguintes exercícios:

– barra (flexão, para candidatos do sexo masculino; estática, para candidatas do sexo feminino)

– impulsão horizontal

– flexão abdominal

– corrida de 12 minutos 

Outro caso em 2021

 Um candidato ao  concurso da Polícia Militar do Estado (PMPA) morreu durante a aplicação da da etapa de Teste de Aptidão Física (TAF).  O candidato chegou a ser encaminhado para o Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti ainda consciente, mas não resistiu e morreu após dar entrada na unidade de saúde. A causa da morte ainda não foi informada.

 

Concurso de Santa Catarina vai cobrar exercícios de crossfit na etapa física

Lillian SUWANRUMPHA/AFP
Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, TAF

A avaliação da capacidade física chamou atenção dos candidatos

Concurseiro da área de segurança pública sabe que precisa conciliar o estudo das provas objetiva e discursiva com os treinos da etapa física. Mesmo sem saber se vai ser ou não aprovado, a recomendação é começar os treinos enquanto estuda. Na maioria dos casos, alguns exercícios são até parecidos entre os editais da área: abdominais, barra (pronada ou supinada), flexão de braços, salto, teste de agilidade, corrida de 12 minutos, natação. Agora, os candidatos que desejam concorrer ao cargo de auxiliar médico-legal do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina vão precisar de um treino ainda mais específico. O motivo? O edital cobra exercícios conhecidos entre os praticantes de crossfit.

A avaliação da capacidade física terá cinco exercícios:

1) Testes de abdominal remador;
2) Apoio de quatro tempos (burpee);
3) Agachamento e desenvolvimento com barra;
4) Caminhada de fazendeiro com kettlebell (farmwalk);
5) Teste de Cooper – Corrida (12 minutos).

Com exceção da abdominal remador e do teste de cooper, os outros três exercícios foram novidades e vão exigir do candidato um cuidado e um treinamento específico. Veja a seguir como o edital explica a execução desses três exercícios.

Burpee: o candidato deve se posicionar dentro da área demarcada, em pé, com os braços junto ao corpo e olhar no horizonte. Ao comando de “partida” realizar a flexão das pernas com os joelhos unidos, braços por fora das pernas, apoiando-se com as palmas das mãos no solo e braços estendidos. Após esse movimento, estender simultaneamente as pernas, tomando a posição para flexão de braço, ficando com a ponta dos pés e mãos em contato com o solo mantendo o tronco, pernas e braços estendidos. Voltar novamente a flexionar as pernas com os joelhos unidos, trazendo-os próximo ao peito. Em seguida, retornar a posição inicial , completando desta forma uma repetição. Realizar, nestas condições, o número de repetições mínimos.

Agachamento e desenvolvimento com barra:

Posição inicial: em pé, parado, com os pés paralelos entre si e atrás da barra preparada com o peso correspondente;

Execução: quando autorizados, os candidatos deverão realizar agachamento com flexão dos joelhos, segurar a barra, localizado ao solo, em seguida estender os joelhos, ficar em pé, e trazer a barra até aproximadamente à altura do quadril, mantendo o corpo ereto e os braços estendidos; em seguida deverão, sem soltar a barra, flexionar os cotovelos com o intuito de trazer a barra para a altura do ombro, próximo ao corpo; posteriormente, sem soltar a barra, deverão erguer a barra acima da cabeça, mantendo os braço estendidos e manter a posição por pelo menos 5 segundos.

Caminhada de fazendeiro com kettlebell (farmwalk):
Posição inicial: os candidatos deverão posicionar-se de pé, atrás da linha demarcada. Ao comando de “em posição”, os candidatos deverão usar as mãos para pegar os pesos “kettlebell”, localizados ao solo, lateralmente em relação ao candidato, e mantendo o corpo reto, a cabeça olhando para o horizonte.

Ao comando de “partida” caminhar pelo trecho de 10 metros, até a linha demarcada, realizar a volta pelo cone, e caminhar mais 10 metros até o ponto de partida inicial e finalizar colocando os pesos “kettlebell” de volta na área demarcada.

Confira as especificações de cada exercício aqui.

O concurso

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP SC) divulgou edital com 70 vagas imediatas para cargo de nível médio. A seleção visa o provimento do cargo de auxiliar médico-legal. O salário inicial é de R$ 4.581,90.

A formação exigida é de ensino médio e conclusão de curso de formação profissional (mínimo de 120 horas aula). A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, podendo ser distribuídas em regime de expediente, sobreaviso ou plantão, inclusive de madrugada, feriados e aos finais de semana, conforme conveniência da unidade, de acordo com os regimes previstos na Lei 16.772, de 30 de novembro de 2015.

Saiba mais sobre o concurso aqui.

Leia também: Profissional dá dicas de como se preparar para testes físicos de concursos

Candidato morre durante teste físico para a PMPA

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, TAF

Karolini Bandeira*- Um candidato ao  concurso da Polícia Militar do Estado (PMPA) morreu durante a aplicação da da etapa de Teste de Aptidão Física (TAF). Ao Correio, a Secretaria de Estado de Planejamento e Administração do Pará (Seplad) informou que Aelton Guimarães Braga Silva, de 20 anos, passou mal após concluir os exercícios da etapa e recebeu os primeiros socorros ainda no local do TAF. O candidato chegou a ser encaminhado para o Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti ainda consciente, mas não resistiu e morreu após dar entrada na unidade de saúde. A causa da morte ainda não foi informada.

A Seplad reiterou que  a execução do TAF é de responsabilidade da banca do concurso público, o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). “A secretaria se solidariza neste delicado momento com os familiares e amigos do candidato”, lamentou.

Teste era composto por quatro exercícios

Os candidatos executaram quatro exercícios físicos, sendo uma corrida de 12 minutos e três atividades de flexão:

a. Flexão/sustentação de braço na barra fixa horizontal: 2 (duas) repetições para o sexo masculino e 12 (doze) segundos de sustentação para o sexo feminino;

b. Flexão abdominal sobre o solo com duração de 1 (um) minuto: 30 (trinta) repetições para o sexo masculino e 27 (vinte e sete) repetições para o sexo feminino;

c. Flexão de braço no solo: 23 (vinte e três) repetições para ambos os sexos, sendo a execução para os homens em 4 (quatro) apoios (mãos e pés) e para as mulheres em 6 (seis) apoios (mãos, joelhos e pés); e

d. Corrida com duração de 12 (doze) minutos: 2.000 (dois mil) metros para o sexo masculino e 1.600 (mil e seiscentos) metros para o sexo feminino.

*Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader