MPF tenta anular TAF do concurso do Depen em Alagoas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

Fotos e vídeos feitos pelos candidatos comprovam que a estrutura do local de realização não era adequada

Karolini Bandeira*- A etapa de Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso público do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) pode ser anulada e realizada novamente no município de Maceió, em Alagoas. Ao menos, este é o objetivo da ação pública aberta pelo Ministério Público Federal (MPF) do estado.

A ação foi aberta com pedido de tutela provisória de urgência contra o Cebraspe, organizador do concurso, e a União Federal. O pedido, de autoria da procuradora da República Niedja Kaspary, é resultado de investigações feitas pelo MPF com base em manifestações de candidatos que se sentiram prejudicados nos exames físicos devido aos problemas na estrutura do local de aplicação — em especial, a pista de corrida do Instituto Federal de Alagoas (Ifal).

Em resposta ao MPF, o Cebraspe afirmou que a pista atendia a todos os parâmetros estabelecidos no edital do concurso. O MPF ressaltou, porém, que fotos e vídeos do local feitos pelos inscritos comprovam que a estrutura não estava de acordo com a atividade que deveria ser executada.

O Ministério também ressaltou que o TAF da Depen não foi o primeiro exame físico feito pelo Cebraspe no qual candidatos alegaram sofrer prejuízo por causa de problemas na estrutura. As irregularidades apontadas no TAF realizado em Alagoas do concurso da PRF de 2021 também foram alvo de ação pública aberta pelo MPF em setembro deste ano.

Para a procuradora Niedja Kaspary, as fotos e gravações evidenciam a inadequação do local de prova. “Manifesto o tratamento não isonômico para o caso em apreço, o que acarretou um desequilíbrio entre os candidatos do certame em espeque”, concluiu.

Caso a Justiça acate a ação do MPF, os candidatos reprovados no teste físico da Depen terão o direito de realizar novamente a fase nas estruturas adequadas e, caso aprovados, prosseguir para as etapas conseguintes da seleção.

O concurso

O concurso ofertou 309 vagas para cargos de nível médio e nível superior. No caso de especialista federal em assistência à execução penal, a remuneração é de R$ 5.865,70. O posto é dividido nas áreas de enfermagem, médico clínico, médico psiquiatra, odontologia, psicologia, serviço social e terapia ocupacional.

Já para quem tem nível médio, foram abertas vagas para agente federal de execução penal, com remuneração de R$ 6.030,23. Para concorrer também foi necessária a carteira de habilitação de categoria.

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

Exigir crossfit em teste físico de concurso público é ilegal, aponta especialista

Lillian SUWANRUMPHA/AFP
Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, TAF

Assim que foi lançado, o edital do  Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina  (IGP-SC) chamou a atenção dos concurseiros. Na etapa física, a seleção vai avaliar se o candidato consegue realizar exercícios conhecidos entre praticantes de “crossfit”. O especialista em concursos públicos Max Kolbe, do escritório Kolbe Advogados Associados, aponta que o pedido desses exercícios  é ilegal. Ele explica que limitações e/ou exigências em concursos públicos só são legítimas se a lei permitir e houver razoabilidade.

” Exigir testes de crossfit para se verificar a condição física do candidato transcende o limite da razoabilidade, devendo ser considerada ilegal e expurgada do certame, até porque , diga-se de passagem, a lei não exige os referidos testes como condição indispensável para a investidura no cargo”, completa.

E que exercícios são esses?

Na maioria dos concursos da área de segurança pública, alguns exercícios são até parecidos entre os editais da área: abdominais, barra (pronada ou supinada), flexão de braços, salto, teste de agilidade, corrida de 12 minutos, natação. No entanto, no caso do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina, os candidatos que desejam concorrer ao cargo de auxiliar médico-legal vão precisar aprender a fazer uma “caminhada de fazendeiro com kettlebell”.

Veja a seguir como será a etapa de avaliação física dos candidatos.

A avaliação terá cinco exercícios:

1) Testes de abdominal remador;

2) Apoio de quatro tempos (burpee);

3) Agachamento e desenvolvimento com barra;

4) Caminhada de fazendeiro com kettlebell (farmwalk);

5) Teste de Cooper – Corrida (12 minutos).

Com exceção da abdominal remador e do teste de cooper, os outros três exercícios foram novidades e vão exigir do candidato um cuidado e um treinamento específico. Veja a seguir como o edital explica a execução desses três exercícios.

 

Burpee: o candidato deve se posicionar dentro da área demarcada, em pé, com os braços junto ao corpo e olhar no horizonte. Ao comando de “partida” realizar a flexão das pernas com os joelhos unidos, braços por fora das pernas, apoiando-se com as palmas das mãos no solo e braços estendidos. Após esse movimento, estender simultaneamente as pernas, tomando a posição para flexão de braço, ficando com a ponta dos pés e mãos em contato com o solo mantendo o tronco, pernas e braços estendidos. Voltar novamente a flexionar as pernas com os joelhos unidos, trazendo-os próximo ao peito. Em seguida, retornar a posição inicial , completando desta forma uma repetição. Realizar, nestas condições, o número de repetições mínimos.

Agachamento e desenvolvimento com barra:

Posição inicial: em pé, parado, com os pés paralelos entre si e atrás da barra preparada com o peso correspondente;

Execução: quando autorizados, os candidatos deverão realizar agachamento com flexão dos joelhos, segurar a barra, localizado ao solo, em seguida estender os joelhos, ficar em pé, e trazer a barra até aproximadamente à altura do quadril, mantendo o corpo ereto e os braços estendidos; em seguida deverão, sem soltar a barra, flexionar os cotovelos com o intuito de trazer a barra para a altura do ombro, próximo ao corpo; posteriormente, sem soltar a barra, deverão erguer a barra acima da cabeça, mantendo os braço estendidos e manter a posição por pelo menos 5 segundos.

Caminhada de fazendeiro com kettlebell (farmwalk):

Posição inicial: os candidatos deverão posicionar-se de pé, atrás da linha demarcada. Ao comando de “em posição”, os candidatos deverão usar as mãos para pegar os pesos “kettlebell”, localizados ao solo, lateralmente em relação ao candidato, e mantendo o corpo reto, a cabeça olhando para o horizonte.

Ao comando de “partida” caminhar pelo trecho de 10 metros, até a linha demarcada, realizar a volta pelo cone, e caminhar mais 10 metros até o ponto de partida inicial e finalizar colocando os pesos “kettlebell” de volta na área demarcada.

Confira as especificações de cada exercício aqui.

O concurso

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP SC) divulgou edital com 70 vagas imediatas para cargo de nível médio. A seleção visa o provimento do cargo de auxiliar médico-legal. O salário inicial é de R$ 4.581,90.

A formação exigida é de ensino médio e conclusão de curso de formação profissional (mínimo de 120 horas aula). A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, podendo ser distribuídas em regime de expediente, sobreaviso ou plantão, inclusive de madrugada, feriados e aos finais de semana, conforme conveniência da unidade, de acordo com os regimes previstos na Lei 16.772, de 30 de novembro de 2015.

Leia também: Concurso de Santa Catarina vai cobrar exercícios de crossfit na etapa física

 

Candidato morre após realizar teste físico da Polícia Civil do Rio Grande do Norte

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, TAF

Etapa física é uma das exigências nas seleções da área de segurança pública

Um candidato do concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte passou mal enquanto realizava a corrida do Teste de Aptidão Física (TAF) na última quarta-feira (1/12).  Em nota, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca organizadora do certame, informou que o candidato foi imediatamente socorrido e, posteriormente, deslocado  por UTI móvel à UPA – Cidade da Esperança.

De acordo com a FGV, os documentos do candidato atestavam a capacidade para as provas. A banca também informou que havia no local um aparato integrado por UTI móvel, socorrista, médico e enfermeira. 

A FGV e a Polícia Civil do Rio Grande Norte lamentaram a morte do candidato e informaram que toda assistência está sendo prestada aos familiares.

Confira a nota divulgada pela FGV:

“É com profundo pesar que a Fundação Getulio Vargas e a Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte comunicam o falecimento, hoje, de um candidato ao teste de aptidão física – TAF, etapa integrante do processo de seleção aos quadros da polícia civil do Rio Grande do Norte. O candidato foi imediatamente socorrido por equipe médica que assiste as provas, sendo posteriormente deslocado por UTI móvel à UPA – Cidade da Esperança. Seus documentos de identificação, bem como laudo médico, atestavam a capacidade para as provas. 

Nem o aparato existente, integrado por UTI móvel, socorrista, médico e enfermeira, mantido pelos organizadores do processo seletivo, e o pronto atendimento puderam impedir a ocorrência dessa fatalidade. A FGV e a PCRN lamentam imensamente e informam que toda a assistência está sendo prestada aos familiares. Natal-RN, 02 de dezembro de 2021

A FGV  e a Polícia Civil do Rio Grande do Norte lamentaram a morte do candidato.”

 

TAF da PCRN

O Teste de Aptidão Física é uma das exigências em concursos da área de segurança pública. No concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, foram cobrados os seguintes exercícios:

– barra (flexão, para candidatos do sexo masculino; estática, para candidatas do sexo feminino)

– impulsão horizontal

– flexão abdominal

– corrida de 12 minutos 

Outro caso em 2021

 Um candidato ao  concurso da Polícia Militar do Estado (PMPA) morreu durante a aplicação da da etapa de Teste de Aptidão Física (TAF).  O candidato chegou a ser encaminhado para o Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti ainda consciente, mas não resistiu e morreu após dar entrada na unidade de saúde. A causa da morte ainda não foi informada.

 

Concurso de Santa Catarina vai cobrar exercícios de crossfit na etapa física

Lillian SUWANRUMPHA/AFP
Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, TAF

A avaliação da capacidade física chamou atenção dos candidatos

Concurseiro da área de segurança pública sabe que precisa conciliar o estudo das provas objetiva e discursiva com os treinos da etapa física. Mesmo sem saber se vai ser ou não aprovado, a recomendação é começar os treinos enquanto estuda. Na maioria dos casos, alguns exercícios são até parecidos entre os editais da área: abdominais, barra (pronada ou supinada), flexão de braços, salto, teste de agilidade, corrida de 12 minutos, natação. Agora, os candidatos que desejam concorrer ao cargo de auxiliar médico-legal do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina vão precisar de um treino ainda mais específico. O motivo? O edital cobra exercícios conhecidos entre os praticantes de crossfit.

A avaliação da capacidade física terá cinco exercícios:

1) Testes de abdominal remador;
2) Apoio de quatro tempos (burpee);
3) Agachamento e desenvolvimento com barra;
4) Caminhada de fazendeiro com kettlebell (farmwalk);
5) Teste de Cooper – Corrida (12 minutos).

Com exceção da abdominal remador e do teste de cooper, os outros três exercícios foram novidades e vão exigir do candidato um cuidado e um treinamento específico. Veja a seguir como o edital explica a execução desses três exercícios.

Burpee: o candidato deve se posicionar dentro da área demarcada, em pé, com os braços junto ao corpo e olhar no horizonte. Ao comando de “partida” realizar a flexão das pernas com os joelhos unidos, braços por fora das pernas, apoiando-se com as palmas das mãos no solo e braços estendidos. Após esse movimento, estender simultaneamente as pernas, tomando a posição para flexão de braço, ficando com a ponta dos pés e mãos em contato com o solo mantendo o tronco, pernas e braços estendidos. Voltar novamente a flexionar as pernas com os joelhos unidos, trazendo-os próximo ao peito. Em seguida, retornar a posição inicial , completando desta forma uma repetição. Realizar, nestas condições, o número de repetições mínimos.

Agachamento e desenvolvimento com barra:

Posição inicial: em pé, parado, com os pés paralelos entre si e atrás da barra preparada com o peso correspondente;

Execução: quando autorizados, os candidatos deverão realizar agachamento com flexão dos joelhos, segurar a barra, localizado ao solo, em seguida estender os joelhos, ficar em pé, e trazer a barra até aproximadamente à altura do quadril, mantendo o corpo ereto e os braços estendidos; em seguida deverão, sem soltar a barra, flexionar os cotovelos com o intuito de trazer a barra para a altura do ombro, próximo ao corpo; posteriormente, sem soltar a barra, deverão erguer a barra acima da cabeça, mantendo os braço estendidos e manter a posição por pelo menos 5 segundos.

Caminhada de fazendeiro com kettlebell (farmwalk):
Posição inicial: os candidatos deverão posicionar-se de pé, atrás da linha demarcada. Ao comando de “em posição”, os candidatos deverão usar as mãos para pegar os pesos “kettlebell”, localizados ao solo, lateralmente em relação ao candidato, e mantendo o corpo reto, a cabeça olhando para o horizonte.

Ao comando de “partida” caminhar pelo trecho de 10 metros, até a linha demarcada, realizar a volta pelo cone, e caminhar mais 10 metros até o ponto de partida inicial e finalizar colocando os pesos “kettlebell” de volta na área demarcada.

Confira as especificações de cada exercício aqui.

O concurso

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP SC) divulgou edital com 70 vagas imediatas para cargo de nível médio. A seleção visa o provimento do cargo de auxiliar médico-legal. O salário inicial é de R$ 4.581,90.

A formação exigida é de ensino médio e conclusão de curso de formação profissional (mínimo de 120 horas aula). A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, podendo ser distribuídas em regime de expediente, sobreaviso ou plantão, inclusive de madrugada, feriados e aos finais de semana, conforme conveniência da unidade, de acordo com os regimes previstos na Lei 16.772, de 30 de novembro de 2015.

Saiba mais sobre o concurso aqui.

Leia também: Profissional dá dicas de como se preparar para testes físicos de concursos

Candidato morre durante teste físico para a PMPA

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, TAF

Karolini Bandeira*- Um candidato ao  concurso da Polícia Militar do Estado (PMPA) morreu durante a aplicação da da etapa de Teste de Aptidão Física (TAF). Ao Correio, a Secretaria de Estado de Planejamento e Administração do Pará (Seplad) informou que Aelton Guimarães Braga Silva, de 20 anos, passou mal após concluir os exercícios da etapa e recebeu os primeiros socorros ainda no local do TAF. O candidato chegou a ser encaminhado para o Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti ainda consciente, mas não resistiu e morreu após dar entrada na unidade de saúde. A causa da morte ainda não foi informada.

A Seplad reiterou que  a execução do TAF é de responsabilidade da banca do concurso público, o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). “A secretaria se solidariza neste delicado momento com os familiares e amigos do candidato”, lamentou.

Teste era composto por quatro exercícios

Os candidatos executaram quatro exercícios físicos, sendo uma corrida de 12 minutos e três atividades de flexão:

a. Flexão/sustentação de braço na barra fixa horizontal: 2 (duas) repetições para o sexo masculino e 12 (doze) segundos de sustentação para o sexo feminino;

b. Flexão abdominal sobre o solo com duração de 1 (um) minuto: 30 (trinta) repetições para o sexo masculino e 27 (vinte e sete) repetições para o sexo feminino;

c. Flexão de braço no solo: 23 (vinte e três) repetições para ambos os sexos, sendo a execução para os homens em 4 (quatro) apoios (mãos e pés) e para as mulheres em 6 (seis) apoios (mãos, joelhos e pés); e

d. Corrida com duração de 12 (doze) minutos: 2.000 (dois mil) metros para o sexo masculino e 1.600 (mil e seiscentos) metros para o sexo feminino.

*Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader

Profissional dá dicas de como se preparar para testes físicos de concursos

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Recomendação é que candidatos não deixem treinos para última hora

Nos últimos anos, os concursos da área de segurança pública estiveram – e ainda estão – em alta. Geralmente, esses certames são mais longos e envolvem várias outras etapas, além da tradicional etapa de provas objetiva e discursiva. Uma dessas etapas é o teste de aptidão física, conhecido como TAF.

Muitas vezes, os candidatos passam horas por dias sentados em frente ao computador e se esquecem de treinar para o TAF. Em entrevista ao Papo de Concurseiro, Raffael Paredes, educador físico e especialista em preparação física para concursos, alerta para os riscos que os concurseiros correm ao  negligenciar a preparação para o TAF. Raffael conta que, frequentemente,  atende pessoas que se intitulam ativas mas, na hora de colocar à prova os testes do TAF, entendem a real dificuldade que é a preparação física para concurso. Ele costuma disponibilizar gratuitamente treinos e sugestão de movimentos e exercícios. “Você não precisa de horas por dia e, sim, de minutos por semana para transformar a sua saúde e sua condição física e ter resultados concretos. O básico bem feito é mais que suficiente”, explica.

Confira entrevista completa abaixo.

 

Qual a importância do candidato que se prepara para concursos da área de segurança pública treinar antecipadamente para o TAF?

É fundamental iniciar com antecedência de, no mínimo, seis meses, pois você pode começar poucas vezes na semana (1, 2 vezes), 30 minutos de atividade, tirando seu corpo da zona de conforto sem stress articular e muscular. Dessa forma, ensina gradativamente seu corpo, gerando adaptação e aprendizado e diminuindo o risco de se lesionar, sem colocar em risco sua saúde e sem atrapalhar seu rendimento nos estudos.

 

Como os candidatos podem saber se está tudo bem com o corpo para iniciar o treino especificamente para o TAF?

Primeiramente, procurar um médico (cardiologista ou clínico geral) para fazer uma avaliação. Procurar uma academia ou um profissional para uma avaliação física e para entender suas dificuldades e necessidades. 

 

Qual a recomendação para quem está apertado financeiramente e não tem dinheiro para pagar um personal?

Procurar perfis de profissionais (e não blogueiros ou entusiastas), pois diversos disponibilizam gratuitamente dicas de treinos e recomendações, com embasamento científico, do que deve ou não ser jeito. Evitar replicar treinos de amigos ou de pessoas que não tenham capacidade técnica e profissional. E não cometer erros básicos que a maioria dos candidatos cometem, como treinar todos os dias sem uma periodização ou um treino, simplesmente replicando os movimentos exigidos no TAF. Isso não é treinar para o TAF. Treinar é ter aprendizado motor a partir do mais fácil para o mais difícil. 

 

Quando o candidato deixa para última hora, quais os riscos de sobrecarregar o treino em pouco tempo? 

Esse candidato corre grande risco de se lesionar, que pode ir desde luxações, distensão muscular, estiramento, fratura por estresse, além de problemas cardíacos, dentre outros. Sair do sedentarismo para um treino de alta complexidade requer tempo, e pode te custar caro, inclusive a sua vida. 

 

Quais os riscos para o candidato que acha que precisa treinar intensamente e esquece de tirar as folgas do treino ao longo da semana?

Os mesmos do candidato que deixa para começar em cima da hora: fratura por estresse, mal súbito. Ter descansos ao longo da semana é tão importante quanto começar a treinar com antecedência. 

 

Para além da preparação do TAF, qual a importância da atividade física para os concurseiros que passam grande parte do dia sentados estudando?

A atividade física ajuda no controle de ansiedade, na regulação do sono, libera diversos hormônios que aumentam a produtividade intelectual e o raciocínio lógico, aumenta a capacidade cognitiva, diminui o cansaço e o risco de doenças circulatórias, controla e equilibra o estresse, além de reduzir as dores que podem vir a atrapalhar durante horas e horas de estudo, como dor na coluna e nas pernas. Por isso, é fundamental fazer pequenas pausas a cada uma ou duas horas de estudos e realizar exercícios de alongamento e fortalecimento muscular. 

 

Leia mais em: Homem de 20 anos morre durante teste físico em concurso da PM mineira

Cebraspe se pronuncia sobre suspensão do concurso da PRF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) divulgou, na noite desta quarta-feira (14/9), um comunicado referente à suspensão do concurso público da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A divulgação do resultado final do concurso com 1.500 vagas para o cargo de policial rodoviário federal estava prevista para acontecer nesta data. No entanto, o Judiciário da 2ª Vara Federal do Rio de Janeiro determinou a suspensão pela segunda vez após uma solicitação do Ministério Público Federal (MPF), que apontou uma série de erros na aplicação do Teste de Aptidão Física (TAF) em diversas regiões do país.

De acordo com a nota divulgada pela banca organizadora, “informações adicionais referentes ao certame serão divulgadas em momento oportuno”.

Na ação, o MPF pede à Polícia Rodoviária Federal (PRF):

  • Anulação das reprovações no Teste de Aptidão Física para candidatas que tenham prestado os testes de barra fixa feminina nos estados do Rio de Janeiro, Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Pernambuco, no teste de barra fixa feminina e masculina no estado do Piauí, no teste de shuttle run feminino e masculino no estado da Bahia e nos testes de corrida de 12 minutos e de flexão abdominal em todo o Brasil;
  • Reaplicação do TAF aos candidatos prejudicados;
  • Convocação dos candidatos que venham a ser aprovados na reaplicação do TAF;
  • Divulgação do edital de resultado final na primeira etapa do concurso, de classificação dos aprovados e de convocação para a matrícula no curso de formação apenas após o cumprimento das etapas seguintes do concurso pelos candidatos que venham a ser aprovados na reaplicação do Exame de Aptidão Física.

Sobre o concurso
O concurso PRF oferece 1.500 vagas para o cargo de policial rodoviário federal. O salário inicial de profissionais da PRF é de R$ 9.899,88, para jornada de trabalho de 40 horas por semana. As provas do concurso foram realizadas em 9 de maio, compostas por três blocos. As abstenções representaram 32,56% do número total de inscritos, segundo o Cebraspe. A porcentagem representa 99.089 inscritos. Como o certame registrou 304.330 inscrições, as 1.500 estão sendo disputadas, agora, por 205.241 pessoas.

Avaliação de candidatos com deficiência no TAF deve ser diferente, declara STF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que os critérios de avaliação de candidatos com e sem deficiência em Testes de Aptidão Física (TAF) devem ser diferentes. A decisão ocorreu no Plenário Virtual da Corte, em votação finalizada no último dia 3.

A ação foi ajuizada pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) contra o Decreto 9.546/2018, que excluiu a previsão de adaptação das provas físicas para esse grupo e estabeleceu que os critérios de aprovação nessas provas poderão ser os mesmos aplicados aos demais candidatos.

A maioria dos ministros julgou inconstitucional a exclusão do direito de candidatos com deficiência à adaptação razoável, nos Testes de Aptidão Físicos (TAF) em concursos públicos.

“A intenção, evidentemente, não é admitir a pessoa que não esteja apta ao exercício da função pública […] Por outro lado, é preciso eliminar toda a barreira de acesso a cargos públicos àquelas pessoas com deficiência que são aptas ao exercício da função”, disse o relator, ministro Luís Roberto Barroso. 

Em seu voto, ele defendeu que a exigência dos mesmos critérios de aprovação nas provas físicas para candidatos com e sem deficiência só se sustenta quando for indispensável ao exercício das funções de um cargo específico, não se aplicando indiscriminadamente a todo e qualquer processo seletivo.

“Não é razoável negar a adaptação de provas práticas que envolvem testes de flexão em barra ou abdominais, se tais aptidões não são indispensáveis para o regular exercício da função de perito contábil, por exemplo”, explicou.

Proposta que regulamenta TAF de concursos para gestantes e lactantes é aprovada na Câmara

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados aprovou projeto que define novas regras para a realização de testes de aptidão física (TAF) para gestantes e lactantes nos concursos públicos. Agora, independente do cronograma e previsão no edital de abertura do certame, candidatas grávidas e lactantes têm o direito de realizar o TAF em outra data.

Ainda segundo o texto aprovado, a regra será válida para gestantes independentemente do tempo de gravidez; da condição física e clínica da mulher; ou da natureza, o grau de esforço e o local de aplicação da etapa.

As candidatas interessadas em remarcar a data de execução do teste deverão solicitar e comprovar a gravidez com laudo médio e exame laboratorial. Lactantes deverão apresentar somente a declaração médica. Neste último caso, o TAF deve ser feito, no mínimo, 180 dias e, no máximo, 360 dias após a alta hospitalar pós-parto da candidata.

” [A medida] possibilitará uma preparação adequada, reduzindo os impactos da incidência da preparação tanto para mãe, quanto para o recém-nascido, assegurando um prazo razoável para o aleitamento materno exclusivo, recomendado pela Organização Mundial da Saúde”, argumentou a relatora da proposta, deputada Major Fabiana (PSL-RJ).

A proposta ainda deverá ser analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania para entrar em vigor.

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Inscrições para o TAF para Concursos abrem nesta quarta-feira (25)

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, educação, TAF

O processo de inscrição para o projeto Teste de Aptidão Física (TAF) para Concurso começa nesta quarta-feira (25) no site da Secretaria de Esporte e Lazer do DF. Os cadastros são gratuitos e podem ser realizados até 3 de setembro. Serão 81 vagas destinadas para ampla concorrência e nove para pessoas com deficiência.

O evento objetiva possibilitar treinamentos para concurseiros e será realizado com ajuda de educadores voluntários.  A princípio,  as aulas acontecerão na Academia Popular do Pavilhão e demais espaços do Parque de Cidade.

Serão seis turmas. Cada turma, com duração de dois meses, contabilizará 15 alunos. As primeiras estão previstas para iniciar em 20 de setembro e terminar em 19 de novembro, com disponibilidade nos horários da manhã, tarde e noite. As etapas seguintes do processo envolvem análise das informações apresentadas pelos inscritos, divulgação da lista provisória, fase de recursos e publicação da lista definitiva.

Os critérios de seleção obedecerão a seguinte prioridade: proximidade da fase do TAF do concurso no qual o candidato esteja inscrito; aprovação na primeira fase do concurso que tenha o TAF como uma das etapas; inscrição em um certame que envolva o TAF; demais candidatos que tenham interesse no projeto, seguindo a ordem decrescente de idade.

Os treinamentos, que ocorrerão no Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek com participação de educadores esportivos voluntários, se dividem em teste de flexão em barra fixa; teste de shuttle run (ir e vir); teste de impulsão horizontal; teste de flexão abdominal; teste de corrida de 12 minutos; flexão de braços; e corrida de 50 metros.