TRT-GO forma comissão para contratar banca organizadora de concurso

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O Tribunal Regional do Trabalho da 18ª região, que abrange o estado de Goiás, anunciou que formou uma comissão com o objetivo de escolher a banca organizadora do novo concurso TRT-GO. A expectativa é de que a instituição seja anunciada em breve. O edital ainda não tem data prevista.

A informação foi publicada no Diário Oficial do próprio TRT GO. 

“Art. 1º Instituir a Equipe de Planejamento da Contratação visando à contratação de Banca Organizadora a ser responsável pela promoção do concurso público para provimento de cargos efetivos do Quadro Permanente de Pessoal do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região.”

O grupo é composto pelos seguintes membros:

  • Integrante Demandante: Gercivaldo Lorero Junior (titular) e Fernando Fonseca Magalhães (suplente);
  • Integrante Técnico: Jorge Alberto Fernandez Berni (titular) e Luiz Henrique Maia (suplente); e
  • Integrante Administrativo: Regina Célia de Medeiros (titular) e Valéria Cristina Barcelos (suplente).

 

§A portaria já está em vigor. Isso significa que os procedimentos já podem ser iniciados. O prazo para o firmamento do contrato ainda não foi revelado. 

Assim que a empresa for escolhida, o próximo passo será assinar o contrato. Com a escolha oficializada, os últimos ajustes serão feitos, como definição do cronograma e detalhes finais, para que o edital saia logo em seguida.

O aval para o concurso foi dado primeiro pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e depois pelo Pleno do tribunal, em sessão administrativa que foi realizada entre os dias 7 e 10 de junho. 

O órgão também foi autorizado a realizar um concurso em 2018. A Fundação Carlos Chagas chegou a ser escolhida para organizar a seleção, mas os preparativos não avançaram. 

 

Último concurso

Última seleção do órgão foi em 2013, em que foram ofertadas vagas para nível superior e médio, sendo para contratação imediata e formação de cadastro reserva. Oportunidades totalizavam 10, que contemplavam os seguintes cargos:

  • analista judiciário na área judiciária
  • analista judiciário (oficial de justiça avaliador federal)
  • analista judiciário nas áreas administrativa ou analista de apoio especializado, (em diversas especialidades)
  • técnico judiciário na área administrativa (tecnologia da informação)
  • técnico judiciário na área administrativa (especialidade em segurança)

De acordo com a Fundação Carlos Chagas, a banca organizadora à época, foram registrada 36.484 inscrições neste certame, o que gerou uma concorrência de, aproximadamente, 3.648 candidatos por chance.

Em 2013, a remuneração ofertada variava entre R$ 4.635,03 a R$ 8.140,08. Segundo o edital o prazo de vigência desta seleção era de dois anos, a contar da data de homologação, sendo prorrogável por igual período.

 

Carreira Judiciária: TRT 8 confirma banca do novo concurso público

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O ógão pretende realizar uma nova seleção ainda neste ano. A quantidade de vagas ainda não foi revelada

O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT 8), que abrange os estados do Pará e Amapá,  definiu a banca do próximo concurso do órgão. O Cebraspe foi o escolhido para organizar e aplicar as etapas da seleção. 

A escolha foi confirmada pelo próprio Tribunal, em uma nota divulgada nesta segunda-feira (27/6). “A Presidência do Tribunal Regional do Trabalho da Oitava Região informa que a Cebraspe foi a banca escolhida para a realização do concurso público para o quadro de servidores do TRT-8”, disse o tribunal.

Com a confirmação, o próximo passo é a formalização da escolha e a publicação do Diário Oficial. A expectativa é a de que isso ocorra nos próximos dias. Em seguida, o Tribunal e o Cebraspe devem assinar um contrato para homologar o vínculo. 

Segundo o TRT 8, a presidência formou uma comissão para elaborar e fiscalizar o contrato com a banca. Ela é composta por um magistrado e três servidores. Para o Tribunal, a necessidade de um novo concurso é urgente. O edital, no entanto, ainda não tem data para ser publicado. A expectativa é a de que o concurso seja realizado ainda neste ano.

“Com autorização do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, o TRT-8 deve realizar concurso público e tem atuado para que isso ocorra ainda neste ano de 2022”, disse o TRT.

Apesar do senso de urgência e da garantia de que o certame será realizado em breve, o Tribunal ainda não divulgou o quantitativo de vagas nem os cargos contemplados. Sabe-se que o certame será  destinado ao provimento de cargos de técnico e analista judiciários, contemplando interessados com nível médio e superior, respectivamente.

Os salários do técnico incluem o vencimento básico de R$3.163,07, mais a Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ) de R$4.428,30.

Para analista, os valores incluem vencimento básico de R$5.189,71 e GAJ de R$7.265,59. Os servidores ainda têm direito a benefícios, como o auxílio-alimentação.

Último Concurso

A última vez em que o Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região publicou um edital foi em  2015. Ou seja, há 7 anos. Na época, foram abertas oportunidades para as carreiras de técnico e analista judiciários.

As oportunidades foram para candidatos dos níveis médio, médio/técnico e superior. 

A última seleção do TRT 8 também teve organização do Cebraspe. O concurso foi composto por diversas etapas, a começar pela  prova objetiva, contendo 60 questões de conhecimentos específicos.

 

Concurso Senado: prazo para bancas entregarem propostas termina nesta terça (28)

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

As concorrentes tiveram 12 dias para o envio da documentação necessária. Após a escolha da banca, o edital fica iminente

As empresas interessadas em organizar o novo concurso do Senado Federal tem até esta terça-feira (28/6) para enviarem as propostas. O prazo para o envio das propostas foi de 12 dias úteis e iniciou em 9 de junho. Após a escolha da banca organizadora, o edital se torna iminente e deve ter data da publicação divulgada.

O Papo de Concurseiro está atento a todos os andamentos deste concurso, que deve ter o edital publicado ainda este ano, segundo a diretora-geral da Casa legislativa, Ilana Trombka.

A Fundação Getulio Vargas (FGV) foi a escolhida no último concurso do Senado. A casa ainda não divulgou quais bancas já enviaram propostas para organização do próximo processo. No entanto, algumas empresas confirmaram que estariam na disputa.

Em 2019, um concurso para o Senado Federal chegou a ser autorizado, mas acabou suspenso. Na época, o Cebraspe foi o indicado e disputou com outras sete bancas. Porém, durante a pandemia da Covid-19, em 2020, os trâmites foram suspensos sob justificativa de contenção de gastos diante da situação epidemiológica.

A Seleção

O concurso do Senado é um dos mais aguardados. E, para a alegria dos concurseiros, foi retomado em 2022, com a oferta de 19 vagas. Os preparativos estão caminhando depressa.

Além dos planos de carreira, a seleção oferece altos salários em todos os cargos. As remunerações iniciais chegam a R$ 34 mil. Autorizado desde abril, todas as oportunidades serão para carreiras de nível superior. Veja quais cargos serão contemplados no concurso, o número de vagas, requisitos e salários: 

Técnico legislativo – policial legislativo

  • Vagas: 6 
  • Requisitos: nível superior completo em qualquer área e a Carteira Nacional de Habilitação na categoria B 
  • Remuneração inicial:  R$ 20.410,07, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 982,28

Analista legislativo

  • Vagas: 10 (sendo uma para cada uma das seguintes áreas: administração; arquivologia; assistência social; contabilidade; enfermagem; informática legislativa; processo legislativo; registro e redação parlamentar; engenharia do trabalho; engenharia eletrônica e telecomunicações).
  • Requisitos: nível superior completo na área que deseja concorrer
  • Remuneração inicial: R$ 26.880,04, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 982,28

Advogado

  • Vagas: 1 
  • Requisitos: bacharelado em direito e inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil
  • Remuneração inicial: R$ 34.443,96, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 982,28

Consultor Legislativo

  • Vagas: 2 (sendo uma para assessoramento em orçamentos e uma para assessoramento legislativo)
  • Requisitos: nível superior completo
  • Remuneração inicial: R$ 34.443,96, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 982,28

Os trâmites para o concurso do Senado estão caminhando rápido. A casa já iniciou o processo de escolha da banca que irá organizar a seleção. Além disso, o Senado Federal lançou uma página oficial do concurso público. O site traz as principais informações sobre a seleção, provas anteriores, documentos oficiais, material didático para estudo como livros para download gratuito, vídeo-aulas e cursos abertos à sociedade. 

O conteúdo disponibilizado é somente um referencial para estudo. “Cabe ao candidato selecionar o material que considere mais adequado para sua preparação, visto que o site não determina o conteúdo das provas”, informou o órgão.

Confira o site do concurso do Senado aqui!

Último concurso

O último certame ocorreu em 2012 e ofereceu chances para técnico, consultor e analista. Foram 246 oportunidades de níveis médio e superior. A concorrência geral foi de 642 candidatos por vaga. O posto que registrou o maior número de cadastros foi o de analista legislativo, com mais de 63 mil concorrentes.

Leia também:

Concurso Senado Federal: faça simulado gratuito e comentado

Senado oferece conteúdo gratuito sobre o concurso público 

Conflito entre Rússia e Ucrânia deve cair na prova do Senado, diz professor

Senado lança podcast sobre processo legislativo; conteúdo pode ajudar concurseiros

Autorizado! SES-DF fará novo concurso com mais de 2 mil vagas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A seleção será para o provimento de 2.379 vagas em especialista em saúde

Um dia após a realização das provas para cargos efetivos da Secretaria da Saúde, a Secretaria de Economia do Distrito Federal autorizou a realização de um novo concurso público para o provimento de vagas para o cargo de especialista em saúde. A informação foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (27/6).

O documento informa que o quantitativo autorizado será para o provimento de 2.379 vagas, sendo 322 imediatas e 2.057 para a formação de cadastro reserva para o cargo de especialista em saúde.

Ainda não há informações sobre as exigências mínimas, cargos contemplados ou remuneração inicial.

 

Novas autorizações

Recentemente o governo do Distrito Federal reforçou que planeja realizar concursos públicos para 34 carreiras da administração pública distrital. Segundo o executivo, os processos estão em andamento e vai contemplar áreas estratégicas do governo e também em setores com déficit de servidores em função de exonerações e aposentadorias.

A contratação de novos servidores está prevista no orçamento de 2022 e, de acordo com o governo “ são uma prioridade do GDF como forma de melhorar ainda mais a prestação de serviços à população do Distrito Federal”.

“Podemos adiantar que o GDF tem trabalhado para recompor os quadros de servidores que se aposentam e, de acordo com sua capacidade e com os estudos de viabilidade financeira e orçamentária, tem possibilitado a realização de novos concursos públicos” diz Itamar Feitosa, secretário de Economia.

Nas últimas semanas foram divulgadas três portarias da Secretaria de Economia (SEEC) que autorizam novos concursos públicos pelo Governo do Distrito Federal.

As publicações são referentes aos certames de agente de custódia da Polícia Civil do DF (PCDF), do Instituto de Previdência dos Servidores do DF (Iprev) e do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF).

Leia também: Autorizado! Ibram-DF recebe aval para contratar 225 brigadistas temporários

Emater-DF retifica portaria de autorização do concurso que vai oferecer 126 vagas 

Concurso Detran-DF: diretor prevê publicação do edital no próximo mês 

PMDF: “Previsão é que concurso ocorra ainda este ano”, afirma Ibaneis

Vagas no DF! Dois Conselhos Federais reservam chances com salários de até R$ 7,7 mil

INSS é autorizado a realizar concurso público com 1.000 vagas

Concurso da Receita Federal é autorizado com 699 vagas para auditor e analista

Pré-candidato, Lula diz que é preciso fazer novo concurso para PF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Recentemente o atual governo autorizou a nomeação de 1,2 excedentes na PF e PRF

O ex-presidente da República e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que vê a necessidade de um novo concurso público para Polícia Federal. Segundo ele, a corporação precisa de mais servidores. A afirmação foi dita nesta quinta-feira (23/6), em uma entrevista à Rádio Difusora do Amazonas.

No bate-papo, Lula enfatizando a ocupação nas fronteiras: “porque, primeiro, precisamos saber qual será o papel do Exército. Porque embora o Exército não tenha papel de polícia, é preciso que a gente rediscuta, pra saber qual o papel do Exército ao cuidar das nossas fronteiras. Segundo, qual o papel da Polícia Federal. Ou seja, a Polícia Federal precisa fazer concurso, precisa ter mais policiais, porque precisamos de mais gente ocupando nossas fronteiras”, disse o pré candidato.

 O petista foi presidente do Brasil entre 2003 e 2011 e vai concorrer ao posto novamente nas eleições de 2022. Ainda segundo Lula, nas próximas semanas será realizada uma reunião com governadores do partido e das coligações para definir as políticas do seu possível governo com foco na fronteira do país.

Concurso em andamento

A Polícia Federal ainda está com um edital de concurso PF válido e em andamento. A corporação já finalizou as primeiras turmas do curso de formação. Recentemente, a PF convocou mais 625 candidatos aprovados. Essas vagas estavam fora das previstas em edital. O excedente foi autorizado pelo governo federal.

Sob críticas de parlamentares,  a chamada de excedentes autorizada foi dividida pelos quatro cargos ofertados, sendo:

  • 53 delegados;
  • 382 agentes;
  • 172 escrivães; e
  • 18 papiloscopistas.

O mesmo quantitativo de excedentes foi autorizado para Polícia Rodoviária Federal.

Concursos PF e PRF

Os editais dos concursos da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF) ofertam, juntos, de 3 mil vagas, sendo 1.500 para cada corporação.

No concurso PRF, todas as oportunidades são para o cargo de policial rodoviário federal. Para se candidatar é necessário ter nível superior em qualquer área e ter carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria B ou superior.

Já o concurso PF tem oferta de 1.500 vagas imediatas e efetivas, que também exigem nível superior. Os cargos têm jornada de trabalho de 40 horas semanais e a distribuição das vagas imediatas por cargo confirmada é a seguinte:

  • Agente de polícia  – 893 vagas
  • Escrivão de polícia  – 400 vagas;
  • Papiloscopista policial federal  – 84 vagas;
  • Delegado de polícia  – 123 vagas

Novo pedido de concurso PF para administrativos

A Polícia Federal pode estar preparando um novo concurso, sendo desta vez para a área administrativa.  O pedido solicitando a autorização de vagas foi enviado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. No total, foram solicitadas 600 vagas, e cabe ao MJSP conduzir a solicitação ao Ministério da Economia até o próximo dia 31 de maio. 

Entre as carreiras pedidas está a de agente administrativo, cargo que tem como requisito apenas o nível médio e tem ganhos de R$ 4.710,76, inicialmente. A PF não confirma oficialmente os cargos contemplados no pedido, tampouco o quantitativo de vagas por carreira. Mas, em consulta no SEI é possível observar que a solicitação seria para 677 vagas, sendo 494 para agente administrativo e 183 para cargos de nível superior. 

 

Candidato morre durante teste de aptidão física de concurso para a PCRJ

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O candidato ao cargo de inspetor apresentou laudo para a realização do exame. Ele deixa uma filha

O candidato ao cargo de inspetor da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Fábio Henrique Silva, de 41 anos, morreu durante um teste de aptidão física, etapa comum na carreira policial, do concurso para inspetor da Polícia Civil do Rio.

O exame foi aplicado no Centro de Treinamento de Deodoro, na Zona Oeste. Fábio chegou a ir para a pista de corrida. Nas redes sociais, circula o vídeo do momento em que o candidato passa mal e cai de joelhos. Ele chegou a ser encaminhado para o Hospital Ronaldo Gazolla, em Acari, na Zona Norte, mas não resistiu.

A psicóloga Tatiana Franco, mãe da filha de Fábio, escreveu uma despedida nas redes sociais: “Obrigado por ser o melhor pai que minha filha poderia ter! Amigo! Parceiro! Presente! Cuidadoso! Obrigada por ter me dado o meu presente mais valioso! Que papai do céu te receba de braços abertos”.

A Polícia Civil lamentou a morte do candidato e informou que ele apresentou um laudo médico para a realização do concurso.

Em nota, a  Secretaria Municipal do Rio de Janeiro informou que, segundo a direção do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla,  Fábio deu entrada na unidade na madrugada de ontem (23/6), mas, infelizmente, acabou falecendo pouco tempo depois, ainda no início da manhã. A causa da morte não foi revelada. 

Outro caso no Ceará

Somente no mês de junho, essa é a segunda morte  em teste de aptidão física de concurso público. No dia 14/6, uma candidata do concurso público da Polícia Militar do Ceará morreu durante a realização do teste de aptidão física, realizado na cidade de Fortaleza, capital do estado. Darlene Sonaria Ferreira, de 30 anos, sofreu um infarto durante uma das provas e não resistiu.

A candidata era dentista por formação e foi aprovada nas provas objetivas do concurso PMCE, para o cargo de Segundo-Tenente do Quadro de Oficiais Complementares. Ela chegou a ser atendida pela equipe médica no local e foi encaminhada consciente ao hospital, mas não resistiu e morreu.

“Ela sempre foi assim — de conseguir as coisas na garra. Ela queria ser oficial da PM. Sempre viveu longe de casa em busca dos sonhos dela”, afirmou uma prima da vítima ao G1.

Darlene nasceu no município de Riacho de Santana, no Rio Grande do Norte, mas trabalhava como dentista no município de Iracema, no interior do Ceará.

Em uma publicação nas redes sociais, a prefeitura de Iracema lamentou o falecimento precoce da concurseira. “ Um ser humano admirável, um excelente profissional. Descanse em paz minha amiga, que Deus traga o conforto aos familiares”, disse uma seguidora, no perfil oficial da prefeitura no Instagram.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do estado lamentou o falecimento de Darlene e ressaltou que a Avaliação de Capacidade Física é de responsabilidade da organizadora do concurso, a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista – VUNESP, e que todos os candidatos apresentam atestado médico que comprova as condições de saúde do participante para a realização da etapa, bem como, assinam “Termo de Responsabilidade”.

Senado Federal realizará concurso ainda este ano; vagas já estão autorizadas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Os preparativos para o certame estão a todo vapor. O órgão iniciou o processo de escolha da banca e já criou um site com dicas para os concurseiros

Com 19 vagas efetivas autorizadas, o Senado Federal vai realizar o próximo concurso para o provimento de vagas na casa ainda em 2022. A informação foi confirmada pela diretora-geral, Ilana Trombka, nesta quinta-feira (23/6).

Segundo a diretora-geral da casa legislativa, o edital deve ser publicado no segundo semestre. “Esse concurso que vamos realizar este ano vai dar condições para que os colegas possam ter mais material humano, para que pessoas novas possam exercer com ainda mais maestria (as funções)”, disse.

Para Trombka, o atual efetivo de policiais legislativos, um dos contemplados no próximo concurso, é pequeno para suprir toda a demanda. 

“Hoje em dia, com o número de policiais legislativos que nós temos, não só precisam trabalhar, como precisam fazer hora extra e precisam fazer missões fora. E com o número que temos isso está ficando muito difícil”. 

O concurso do Senado é um dos mais aguardados pelos concurseiros. Além dos planos de carreira, a seleção oferece altos salários em todos os cargos. As remunerações iniciais chegam a R$ 34 mil. Autorizado desde abril, todas as oportunidades serão para carreiras de nível superior. Veja quais cargos serão contemplados no concurso, o número de vagas, requisitos e salários: 

Técnico legislativo – policial legislativo

  • Vagas: 6 
  • Requisitos: nível superior completo em qualquer área e a Carteira Nacional de Habilitação na categoria B 
  • Remuneração inicial:  R$ 20.410,07, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 982,28

Analista legislativo

  • Vagas: 10 (sendo uma para cada uma das seguintes áreas: administração; arquivologia; assistência social; contabilidade; enfermagem; informática legislativa; processo legislativo; registro e redação parlamentar; engenharia do trabalho; engenharia eletrônica e telecomunicações).
  • Requisitos: nível superior completo na área que deseja concorrer
  • Remuneração inicial: R$ 26.880,04, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 982,28

Advogado

  • Vagas: 1 
  • Requisitos: bacharelado em direito e inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil
  • Remuneração inicial: R$ 34.443,96, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 982,28

Consultor Legislativo

  • Vagas: 2 (sendo uma para assessoramento em orçamentos e uma para assessoramento legislativo)
  • Requisitos: nível superior completo
  • Remuneração inicial: R$ 34.443,96, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 982,28

Os trâmites para o concurso do Senado estão caminhando rápido. A casa já iniciou o processo de escolha da banca que irá organizar a seleção. Além disso, o Senado Federal lançou uma página oficial do concurso público. O site traz as principais informações sobre a seleção, provas anteriores, documentos oficiais, material didático para estudo como livros para download gratuito, vídeo-aulas e cursos abertos à sociedade. 

O conteúdo disponibilizado é somente um referencial para estudo. “Cabe ao candidato selecionar o material que considere mais adequado para sua preparação, visto que o site não determina o conteúdo das provas”, informou o órgão.

Confira o site do concurso do Senado aqui!

Concurso adiado

Em 2019, o Senado Federal  foi autorizado a realizar um concurso público com 40 vagas de nível médio e superior. Desse quantitativo, 24 serão para técnico na especialidade de policial legislativo.

Na época, uma comissão foi formada para tocar os preparativos do edital. O grupo elaborou o projeto básico, recebeu propostas de bancas organizadoras e indicou o Cebraspe como instituição a ser contratada para aplicação das provas.

Em agosto de 2020, quase um ano após a autorização do certame e após cerca de seis meses da eclosão da pandemia, o concurso do Senado foi adiado por conta do covid-19. Foi então publicada, pelo então presidente, Alcolumbre, uma portaria que revogou a formação da comissão interna responsável pelo concurso, mas não revogou a realização do concurso em si.

Veja aqui o projeto básico do concurso. 

Leia também:  Senado lança podcast sobre processo legislativo; conteúdo pode ajudar concurseiros

Último concurso

O último certame ocorreu em 2012 e ofereceu chances para técnico, consultor e analista. Foram 246 oportunidades de níveis médio e superior. A concorrência geral foi de 642 candidatos por vaga. O posto que registrou o maior número de cadastros foi o de analista legislativo, com mais de 63 mil concorrentes.

 Leia também:

Concurso Senado Federal: faça simulado gratuito e comentado

Senado oferece conteúdo gratuito sobre o concurso público 

Conflito entre Rússia e Ucrânia deve cair na prova do Senado, diz professor

Concurso SAP SC: banca é definida para edital da área de apoio

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O governador do estado autorizou 43 vagas. Os cargos contemplados ainda não foram divulgados

A Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa de Santa Catarina (SAP SC) definiu a empresa que vai organizar seu novo concurso público. O extrato de dispensa de licitação foi publicado no Diário Oficial do estado, nesta quarta-feira (22/6).

O Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul (Ieses) foi o escolhido como banca do novo concurso SAP SC 2022. No entanto, para homologar a escolha, a empresa ainda precisa assinar o contrato junto à pasta. Com isso, o edital ficará iminente. A expectativa é a de que o documento de abertura da seleção seja publicado no próximo trimestre.

Tudo indica que os andamentos para a publicação do edital sejam rápidos. O anuncio da escolha da banca ocorreu após um mês da autorização do concurso. Em maio, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, deu o aval para as 43 vagas que serão ofertadas. Todas as oportunidades são para a área de apoio. 

Os cargos contemplados, bem como as exigências mínimas, não foram divulgados. Mas sabe-se que o posto oferece cargos de níveis médio, médio/técnico e superior.

Uma das últimas seleções para a área de Apoio, por exemplo, contou com vagas para técnicos administrativos, analistas de informática e profissionais de saúde. 

Último concurso

Não faz muito tempo que a Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa do Estado de Santa Catarina realizou um processo seletivo. O último edital foi publicado em 2021, com a oferta de 76 vagas.

As chances contemplam os cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior. A remuneração inicial era de R$1.296, em média.

Os aprovados nos primeiros 24 lugares foram lotados em Florianópolis, capital catarinense. 

PMCE contrata banca para concurso com 300 vagas para oficiais

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Além da autorização para a carreira de oficiais, a corporação  recebeu aval para 1000 vagas de soldados

A Polícia Militar do estado do Ceará oficializou o contrato com a banca organizadora do novo concurso da corporação. O extrato de contrato que confirma o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional como banca foi divulgado no Diário Oficial do estado, nesta quarta-feira (22/6).

Com isso, faltam alguns ajustes entre a PM e o Idecan para que o edital seja publicado. O extrato de contrato ainda confirma a oferta de vagas e que todas as chances serão para a carga do 2º Tenente do quadro de oficiais. 

A corporação já havia anunciado a escolha pelo Idecan no início de junho. Ao todo, o certame contará com 300 vagas efetivas para a carreira de oficiais da PMCE. As vagas foras divididas da seguinte forma:

 

2º tenente do quadro de oficiais da PMCE
  Masculino Feminino Total
Ampla competição Cota racial Ampla competição Cota racial
Vagas 102 25 18 5 150
Cadastro de reserva 102 25 18 5 150

 

Os candidatos serão avaliados por seis fases eliminatórias e classificatórias: 

  1. Exame intelectual + avaliação cotista;
  2. Inspeção de saúde (exame médico, biométrico, odontológico, e toxicológico);
  3. Avaliação psicológica; 
  4. Teste de material físico (TAF); e
  5. Investigação social;
  6. curso de formação

A estimativa é a de que o concurso tenha 20 mil inscritos. O prazo para se cadastrar ainda não foi divulgado, bem como o valor da taxa de inscrição. Porém, o projeto básico revelou que haverá isenção da taxa para servidores público do Ceará, doador de sangue; alunos que estudam ou concluíram seus estudos no ensino público; pessoa cuja renda é de até dois; e pessoa hipossuficiente.

Concurso para soldado

A Polícia Militar do Ceará também tem aval para outro concurso. Desta vez, para a carreira de soldado, que já conta com comissão responsável por fiscalizar o andamento do certame. Ao todo, serão ofertadas mais de 1.000 vagas para a carreira. Os ganhos e requisitos ainda não foram divulgados. 

Último concurso 

A seleção mais recente da Polícia Militar do Ceará teve o edital publicado em agosto de 2021 e ainda está em andamento. No final de maio, a governadora oficializou a chamada de  2.463 aprovados.

Sob organização da Fundação Getulio Vargas (FGV), a seleção exige nível médio e contempla ambos os sexos. A idade mínima exigida é 18 anos, e a máxima 29. 

A primeira etapa contemplou uma prova escrita com 80 questões, divididas em dois módulos:

Primeiro módulo – Conhecimentos Básicos

  • Língua Portuguesa
  • Interpretação de Texto
  • Raciocínio Lógico
  • Atualidades e
  • História do Ceará.

Segundo módulo – Conhecimentos Específicos

  • Noções de Direito Constitucional;
  • Direitos Humanos;
  • Noções de Direito Penal Militar;
  • Processo Penal Militar;
  • Noções de Direito Penal;
  • Noções de Criminologia e
  • Segurança Pública.

 

AGE-MG forma comissão para novo concurso de procurador

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O certame será organizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O quantitativo de vagas ainda não foi revelado

A Advocacia-Geral do estado de Minas Gerais (AGE-MG) lançará um novo concurso para a carreira de procurador do estado. O edital não deve estar longe de ser lançado. O Diário Oficial do estado informou, nesta quarta-feira (22/6), que a comissão organizadora já foi formada. O grupo é responsável por realizar os estudos necessários e fiscalizar a execução do certame. 

Segundo o documento, a comissão é formada pelos seguintes servidores: 

  • Dr. Sérgio Pessoa de Paula Castro;
  • Dra. Ana Paula Muggler Rodarte;
  • Dr. Tércio Leite Drummond;
  • Dr. Valmir Peixoto Costa;
  • Dr. Ricardo Agra Villarim;
  • Dra. Nilza Aparecida Ramos Nogueira;
  • Dra. Ana Paula Araújo Ribeiro Diniz; e
  • Dra. Daniela Victor de Souza Melo (Representante da OAB/MG).

“Art. 1º Fica constituída, no âmbito da Advocacia-Geral do Estado, sob a presidência do primeiro, a Comissão Organizadora do Concurso Público para provimento de cargos de Procurador do Estado Nível I, Grau ‘A'”, informa a portaria.

De acordo com a resolução, a comissão poderá requisitar apoio administrativo de qualquer setor ou unidade da Advocacia-Geral do Estado. São atribuições na Comissão Organizadora: 

  •  indicar os nomes para compor a Comissão Examinadora do concurso público;
  •  zelar pela organização do concurso público até sua homologação final;
  •  decidir as questões administrativas necessárias ao regular andamento do concurso público;
  •  resolver os casos omissos e julgar, em última instância, os recursos administrativos; e
  •  decidir as questões das provas em última instância, ouvida previamente a Comissão Examinadora e a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O concurso público será organizado pela  Fundação Getulio Vargas (FGV). A dispensa de licitação foi publicada em maio, no Diário Oficial. Segundo o portal da transparência, a remuneração da carreira é de R$ 21.218,73.

O quantitativo de vagas ainda não foi revelado. Porém, segundo projeto básico, a seleção vai oferecer vagas imediatas e para a formação de cadastro. 

O que acontece agora?

Antes da publicação do edital, o órgão ainda precisa assinar o contrato com a banca. Só com isso o documento de abertura do concurso pode ser publicado com todas as regras da seleção. 

Requisitos

Para se tornar um procurador do estado de Minas Gerais o candidato deve ser graduado em Direito e ser inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Além disso, é necessário possuir, no mínimo, três anos de exercício de atividade jurídica.