Secretaria de Educação de Minas realizará processo remoto para quadro administrativo e magistério

Publicado em Deixe um comentárioCoronavírus, educação, Magistério

Karolini Bandeira*- Em decorrência da pandemia de covid-19, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) irá realizar o processo de contratação temporária e convocação para atuar na rede pública estadual de ensino em formato integralmente on-line. De acordo com documento publicado no Diário Oficial de Minas semana passada, as vagas para contratação temporária deverão contemplar o quadro administrativo, já a convocação será para o quadro do magistério.

Serão contratados temporariamente profissionais dos cargos de analista de educação básica (fonoaudiólogo, assistente social, psicólogo, fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional), assistente técnico de educação básica e auxiliar de serviço de educação básica. Serão convocados professores de educação básica, regente de aulas, professor para o ensino do uso da biblioteca, especialista em educação básica e inspetor escolar.

Ainda de acordo com a Resolução SEE Nº 4.498, os candidatos serão contratados e convocados por ordem de prioridade, que segue os seguintes critérios:

I – candidato inscrito e concursado para o município ou SRE e ainda não nomeado, obedecida a ordem de classificação no concurso vigente, desde que comprove os requisitos de habilitação definidos no Edital do Concurso;

II – candidato inscrito e concursado para outro município ou outra SRE e ainda não nomeado, obedecido ao número de pontos obtido no concurso vigente, promovendo-se o desempate pela idade maior, desde que comprove os requisitos de habilitação definidos no Edital do Concurso;
III – candidato inscrito habilitado, obedecida a ordem de classificação na listagem geral do município de candidatos inscritos;

IV – candidato habilitado não inscrito na listagem geral do município de candidatos inscritos;

V – candidato inscrito não habilitado, obedecida a ordem de classificação na listagem geral do município de candidatos inscritos.

 

A seleção será feita por avaliação de títulos. Os profissionais contratados nos cargos de analista e assistente técnico terão horário de trabalho determinado pela direção da unidade de ensino. As funções do trabalho por estes profissionais poderão ser cumpridas em regime presencial ou em regime de teletrabalho. De acordo com a Secretaria, uma instrução complementar com orientações e cronograma será divulgada nos próximos dias neste link.

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Definida banca organizadora do próximo concurso do Coren/CE

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Um novo concurso vem aí! Foi definida, nesta quinta-feira (18/2), a banca organizadora que ficará responsável pelo próximo concurso do Conselho Regional de Enfermagem do Estado do Ceará (Coren/CE). De acordo com extrato de dispensa de licitação publicado no Diário Oficial da União, a seleção será organizada pela Cebraspe. Cargos, vagas e salários ainda não foram divulgados.

Veja o documento:

O conselho é composto por nove cargos: fiscal, técnico administrativo, assistente administrativo, gerente, assessor, motorista, ouvidor, controller e procurador jurídico. Para trabalhar nas carreiras, é necessário possuir ensino médio ou superior completo. De acordo com o site do Conselho, a jornada de trabalho varia de 30 a 40 horas semanais. De acordo com publicação no portal em 2015, os profissionais da instituição recebem como salário inicial de R$1.905,07 a R$8.440,08.

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Após quase 15 anos de espera, concurso Sefaz/RR pode sair até março

Publicado em Deixe um comentáriocadastro reserva, Carreira fiscal, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Atenção! O edital de abertura do próximo concurso público da Secretaria de Fazenda do Estado de Roraima (Sefaz/RR) tem publicação projetada para março! A previsão foi informada pela assessoria, que afirmou que “está mantida a previsão para o primeiro trimestre de 2021”. O concurso ofertará 30 vagas para o cargo de auditor fiscal, de nível superior, sendo 20 imediatas e 10 para formação de cadastro reserva.

A comissão organizadora responsável pela seleção é formada pelos servidores Givaldo Ramos da Silva, Josiane Silva de Souza, Márcio Aparecido Pereira Picolli e Diego Nunes Leite. A banca organizadora ainda não foi definida.

Última seleção

O último concurso da Sefaz/RR para auditores fiscais foi aberto há quase 15 anos, em 2006. A ocasião foi organizada pela banca Centro de Extensão, Treinamento e Aprimoramento Profissional (Cetap), contou com 30 vagas para a função e ofertou salário inicial no valor de R$ 5.484,09. Os candidatos tiveram que passar por prova objetiva com 60 questões distribuídas entre português, conhecimentos gerais e específicos. A segunda fase do concurso foi composta por curso de formação profissional. Veja o edital! 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Espírito Santo: decreto de suspensão de gastos não afeta sete concursos previstos para 2021

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos, Coronavírus, educação, Saúde, segurança

Karolini Bandeira*- Ufa! Publicado no Diário Oficial do Espírito Santo na última quinta-feira (11/2), o Decreto nº 4.818-R, que suspende seleções no Estado até o final de 2021 para racionalizar os gastos, não irá atingir os sete concursos públicos previstos pelo governo para o ano!

A informação é da assessoria da Secretaria de Economia e Planejamento do Estado (SEP). Os certames não serão impactados porque os sete órgãos têm direito de enviar solicitação de exceção ao decreto à Comissão de Melhoria da Eficiência e Racionalização dos Gastos Públicos (CMERGP).

Os concursos públicos estão previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) 2021 desde o mês de dezembro. São eles:

  • Secretaria da Educação (Sedu)
  • Secretaria de Justiça (Sejus)
  • Secretaria de Fazenda (Sefaz)
  • Polícia Civil
  • Polícia Militar
  • Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases)
  • Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN)

Ainda segundo a assessoria da SEP, as definições de prazos e quantitativo de vagas são de competência de cada Secretaria e Órgão.

 

Secretaria de Saúde define banca de próxima seleção

A Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa/ES) também realizará um novo concurso que, inclusive, já tem banca definida! O extrato de contrato publicado no Diário Oficial em 21 de janeiro define a Objetiva Concursos como a empresa responsável pelo certame. O contrato é válido por um ano.

Três processos seletivos simplificados foram realizados pela Sesa/ES em 2020. As seleções formaram cadastro reserva para contratação em diversos centros médicos do Estado por seis meses. Os editais foram divididos entre cargos de níveis fundamental e médio/técnico, cargos de nível superior e médicos. Aos profissionais selecionados, foi ofertada uma jornada de trabalho de 20 a 40 horas por semana para remuneração entre R$ 1.148 e R$ 10.039,17. Saiba mais!

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

204.307 vagas: Está em dúvida sobre se inscrever no concurso do IBGE? Técnico do órgão dá super dicas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Dicas de estudo, Governo federal

Concurso recém-lançado tem grande oferta de vagas a diversos cargos, um pode se encaixar em seu perfil, veja:

 

Karolini Bandeira*- A Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE) divulgou, nesta quinta-feira (18/2), os editais para o Censo Demográfico 2021! Ao todo, os documentos ofertam 204.307 vagas para os cargos de recenseador, agente censitário municipal e agente censitário supervisor, funções com salário de até R$ 2.100. As inscrições serão abertas a partir desta sexta-feira (19/2), e a taxa de inscrição é a partir de R$ 22,77.

Os contratos serão temporários e terão vigência de 30 dias, com possibilidade de prorrogação. Como método de seleção, os candidatos deverão aplicar prova objetiva, prevista para abril. Os concursos serão organizados pelo Cebraspe. Para dar uma luz aos candidatos que pretendem se inscrever, Jeck Ferraz, técnico do IBGE e especialista no assunto, dá dicas de como estudar para a grande seleção e mostra que é, sim, possível começar a se preparar agora e conquistar a tão esperada aprovação!

 

Ainda não comecei a estudar! E agora?

Se você ainda não teve tempo de se preparar, não precisa entrar em pânico! A primeira prova (para agente municipal e agente supervisor) só será aplicada em 18 de abril e, para o especialista Jeck Ferraz, é completamente possível obter a aprovação se organizando e estudando durante os próximos dois meses. Ferraz relembra que a seleção abrange todas as regiões e, devido a isto, a concorrência pode ser baixa: “Há muitas vagas e para todos os municípios do país. Há lugares concorridos, mas há municípios com concorrência baixíssima.”

Para o especialista, começar pelas questões das provas anteriores é uma boa tática de estudo: “Estudar pelas questões anteriores das provas do IBGE pode ser uma boa ideia, principalmente do Censo Experimental de 2019 e do Censo Agro de 2017.”  “Há também ótimos cursos online para o IBGE com preço bem em conta”, completa.

 

Em qual conteúdo focar?

O conteúdo cobrado nas provas diverge de acordo com o cargo escolhido. Os candidatos à função de recenseador, de nível fundamental, farão prova objetiva de língua portuguesa, matemática, ética e conhecimentos técnicos. Já aos cargos de agente censitário municipal e agente censitário supervisor, será aplicada prova objetiva de língua portuguesa, raciocínio lógico, ética, noções de administração e conhecimentos técnicos. Independente da área escolhida, Ferraz destaca que é importante priorizar os conhecimentos técnicos. E enfatiza: “Para recenseador metade da prova é sobre essa disciplina, sem falar que é importantíssima no trabalho.”

 

Mas, será que devo concorrer?

Para os que ainda estão na dúvida se devem ou não se inscrever, Ferraz ressalta por que apostar na seleção é uma boa ideia. “Trabalhar no IBGE é uma oportunidade de crescimento profissional e humano. Quem atuar como recenseador vai realmente conhecer a realidade do povo brasileiro e ainda ganhar uma boa remuneração caso se dedique, pois é por produtividade”, diz. De acordo com o profissional, também é possível ocupar o cargo mantendo um outro emprego: “O IBGE recomenda no mínimo 25h semanais e não há jornada fixa, portanto é possível inclusive conciliar um trabalho na iniciativa privada com a função de recenseador.” Vale ressaltar, também, que, em comparação à taxa de participação de outros certames, a seleção do IBGE está “em conta”.

 

Saiba tudo sobre o edital do IBGE aqui: IBGE publica editais com mais de 204 mil vagas para o Censo 2021

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 

 

 

 

Sem concurso há nove anos, vereador solicita novo concurso para guardas em Manaus

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, segurança

Karolini Bandeira*- Foi solicitada ao prefeito de Manaus (AM), David Almeida, durante sessão parlamentar na Câmara Municipal na última segunda-feira (15/2), a realização de novo concurso público para a carreira de guarda municipal. O pedido foi feito pelo vereador  Capitão Carpê (Republicanos), que afirmou que o efetivo de 434 servidores não é suficiente para atender as demandas, além de expõr ainda mais os guardas que carecem de melhor remuneração, melhores condições de trabalho e outras necessidades.

 

“Se faz necessário solicitar um novo concurso público para aumentar o contingente da guarda. Pretendo buscar e implantar conhecimento para melhorar a estrutura. Precisamos prestar um serviço com mais segurança, dando mais condições, curso de formação, projeção salarial, conhecimento teórico e prático aos nossos guardas”, reforçou o vereador.

 

O parlamentar chegou a demonstrar indignação com a atual condição de trabalho dos guardas durante o discurso. De acordo com Carpê, os profissionais sofrem com insegurança,  estrutura de trabalho precária e ausência do equipamento de defesa. “Nossa guarda está sucateada é necessário reorganizar com urgência”, afirmou.

 

Nove anos sem concurso

O último concurso público para a Guarda Municipal de Manaus (AM) foi aberto em 2012. O certame ofereceu 293 oportunidades imediatas e formação de cadastro reserva para a função. Na época, a remuneração foi de R$ 900 mais benefícios. Os candidatos passaram por prova objetiva, avaliação médica, exame psicológico e teste de aptidão física. Para exercer o cargo, é necessário possuir ensino médio completo e altura mínima de 1.65. Saiba mais sobre a seleção! 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 

Dos 19 concursos previstos para 2021 no Pará, seis já estão em fase de escolha de banca

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira fiscal, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Saúde, segurança

Karolini Bandeira*-  Em janeiro deste ano, o Governo do Pará se comprometeu a realizar 19 concursos públicos para mais de 15 órgãos da administração direta e indireta em 2021. Os preparativos estão a todo vapor já que a Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad) já iniciou o processo licitatório para escolha da banca organizadora de seis certames!

O processo para escolha de banca dos concursos da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), da Auditoria-Geral do Estado (AGE), da Junta Comercial do Pará (Jucepa) e da própria Seplad teve início dia 3 de fevereiro, na sede da Secretaria. Sete empresas estão na disputa pela organização. São elas:

  • Instituto AOCP
  • Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades)
  • Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec)
  • Instituto Vicente Nelson (Ivin)
  • Fundação Cetap
  • Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC)
  • Consultoria e Planejamento em Administração Pública (Consulplan)

De acordo com a Seplad, após a comissão se reunir para analisar os documentos de habilitação, o resultado será publicado no Diário Oficial do Estado e em seguida iniciará o prazo para recurso.

O número de vagas a serem ofertadas no edital de cada uma das instituições também já foi definido e divulgado: O certame da Seplad ofertará 24 vagas para nível superior. Para a PGE, serão 24 vagas de nível superior e 12 vagas para nível médio. O concurso para a AGE terá 20 vagas para nível superior e uma para nível médio, enquanto a Jucepa contará com 10 vagas para nível superior e cinco para nível médio.

Também com estudos de banca iniciados no começo de fevereiro, o concurso da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) avançou no processo licitatório. Conforme informações da Seplad, estão concorrendo o Centro de Extensão, Treinamento e Aperfeiçoamento (CETAP), o Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES), o Instituto AOCP e a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (FADESP). Os documentos já foram analisados pela comissão, que avaliam melhor técnica e preço.

A Secretaria informou, também, que foram feitos alguns questionamentos pelos representantes da Fadesp e Instituto AOCP, mas que a escolha segue em estudo. “O avanço na realização do concurso da Seap reafirma o nosso compromisso para com a população, que merece sempre mais melhorias na segurança, além do Estado contar com mais reforço em seu quadro de servidores e gerar oportunidades no funcionalismo público”, falou Josynélia Raiol, secretária adjunta de Gestão de Modernização da Seplad. O resultado tabém será divulgado no Diário Oficial.

Para a Seap, serão ofertadas 1.646 vagas para o cargo de policial penal.

 

Todos os concursos

Confira os 19 certames projetados pelo governo para 2021:

  • Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad)
  • Junta Comercial do Pará (Jucepa)
  • Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap)
  • Procuradoria-Geral do Estado (PGE)
  • Auditoria-Geral do Estado (AGE)
  • Corpo de Bombeiros Militar (CBM)
  • Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa)
  • Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV)
  • Hospital Ophir Loyola (HOL)
  • Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa)
  • Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas)
  • Instituto de Metrologia (Imetropará)
  • Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev)
  • Secretaria de Estado da Fazenda do Pará (Sefa)
  • Fundação Santa Casa (FSCMPA)
  • Polícia Civil (área administrativa)
  • Polícia Civil (área finalística)
  • Polícia Militar
  • Detran

 

Foi anunciado, também, que todos os concursos previstos para 2021 vão ofertar vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. “Trabalhamos sempre em busca de mais excelência nos serviços públicos oferecidos à nossa população, além de incentivarmos o ingresso de novos servidores, por meio de concurso público, o que possibilita mais desenvolvimento e notoriedade ao nosso Estado”, afirmou a secretária de Estado de Planejamento e Administração, Hana Ghassan.

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Fura-filas da vacina contra o covid-19 poderão não ser contratados pelo Estado da Bahia

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Quem desrespeitar a ordem da fila da vacina para imunização contra a covid-19 ficará proibido de ser contratado pelo Estado da Bahia e de participar de concursos públicos estaduais. É o que diz o Projeto de Lei n° 24.092/2021, protocolado na Assembleia Legislativa pela deputada Maria del Carmem (PT). Já no seu Art. 1º, a proposição decreta a proibição da contratação pelo Poder Público Estadual e veda a posse em cargos decorrentes de concursos públicos “daquele que tenha praticado ato visando burlar a ordem da fila da vacinação”, sendo ela em favorecimento próprio ou de terceiros.

O Art. 3º do projeto de lei abrange e pune o profissional da Saúde que, “utilizando-se de seu cargo de forma irregular disponha da vacina, incorrerá em abuso de autoridade, cujas sanções são previstas pela Lei Federal nº 13.869/2019”.

O projeto, justificou sua autora, tem como objetivo garantir o respeito às filas de vacinação e assegurar a correta distribuição das doses das vacinas, “garantindo assim maior eficácia na execução do plano de imunização”. Segundo a petista, “é notória” a urgência da imunização contra o vírus, “daí decorrendo tamanha rapidez em todos os processos que envolvem a distribuição da vacina para a população”.

No entanto, adverte a parlamentar, o caráter emergencial “não pode ser um precursor do caos”, uma vez que a má distribuição da vacina pode resultar em novos problemas para o sistema de saúde; no aumento dos problemas já enfrentados e “no mal proveito dos recursos públicos empregados na solução do caótico quadro que atualmente combatemos”. Ela considera que a proposição “se mostra pertinente”, dada a necessidade de seguir o que determina o plano de vacinação, para que o grupo de risco e a classe de profissionais da Saúde sejam priorizados neste primeiro momento, “o que se traduzirá em mais vidas salvas e mais força para cuidar de quem precisa”.

O projeto seguirá o rito legislativo de apreciação pelas comissões de Constituição e Justiça; Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público; Saúde e Saneamento; e Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle.

 

 

 

*Informações da ALBA 

Validades de concursos públicos em Mato Grosso do Sul são suspensas pelo governador

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Coronavírus, suspensão

As convocações dos aprovados não serão afetadas! Entenda:

 

Karolini Bandeira*- Foram suspensos, nesta quarta-feira (17/2), os prazos de validade dos concursos vigentes no Mato Grosso do Sul. A determinação foi assinada pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja, e publicada no Diário Oficial. De acordo com o decreto, a medida foi tomada devido à pandemia de covid-19.

A medida impacta os aprovados nos concursos públicos realizados pelos órgãos de administração pública direta, pelas autarquias e pelas fundações do Poder Executivo Estadual homologados antes do período de vigência do Decreto nº 15.396, de 19 de março de 2020, que declarou situação de emergência em razão da pandemia. A decisão é retroativa, ou seja, a suspensão entrou em vigor a partir de 19 de março do ano passado.

O prazo de validade das seleções retornará ao normal após o término do decreto de calamidade pública e o período de suspensão será acrescentado à validade. Felizmente, a suspensão não prejudica a convocação dos candidatos aprovados, que poderão ser nomeados normalmente. Veja:

 

 

Leia a medida na íntegra! (Página 4)

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 

Governador do Amapá anuncia novo edital para Polícia Militar em 2022

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Coronavírus

Karolini Bandeira*- Durante evento de solenidade em comemoração aos 77 anos da Polícia Militar do Amapá (PMAP), realizado nesta quarta-feira (17/2), o governador do Estado, Waldez Goés, anunciou o próximo concurso público do órgão para 2022. Devido à medida de redução de gastos implementada em decorrência da pandemia de coronavírus, o Estado está impedido de abrir concursos até o final de 2021.

Apesar de nenhum certame público poder ser lançado este ano, o governador alegou que nada impede que os preparativos já comecem em 2021: “Estamos com uma turma de quase 300 pessoas para trabalhar o curso de formação e que já passaram por todas as outras etapas. Assim, vamos iniciar um novo planejamento que, pela legislação atual, só posso fazer em 2022. Nada me impede de tomar todas as providências.” “É necessário começar agora, preparar edital, fazer levantamento de necessidades, isto é fundamental para chegar em janeiro e eu ter condições de fazer o anúncio”, completou.

Vale ressaltar, também, que o último concurso público da PMAP foi prorrogado por mais dois anos e o prazo segue válido.

Último concurso PMAP

O último concurso da PMAP foi lançado em 2017 e organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). O edital contou com 1.200 vagas para o cargo de soldado, sendo 300 vagas imediatas e 900 para formação de cadastro reserva. Para participar, foi preciso possuir nível superior em qualquer área. Durante o curso de formação, os admitidos receberam remuneração de R$ 2.648,68. Após a formação, esse valor aumentou para R$ 3.759,31. Saiba mais!

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco