PCDF, Depen, SEDF: Veja programação de lives gratuitas de preparatórios para concursos desta semana

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo

Direção Concursos

1/6

21h – Carreiras Policiais | Depen, PCDF, PF, PRF, Polícia do Senado PCRJ e PCSP – Julio Ponte e Victor Dalton
Acesse aqui 

2/6

14h – Aquecimento PCPR – Julio Ponte
Acesse aqui 

15h – Os maiores concursos do Brasil | INSS, IBGE, Banco do Brasil e Caixa – Arthur Lima e Beto Fernandes
Acesse aqui 

3/6

9h – Simulado de Direito Constitucional p/ PC PR – Nathalia Masson
Acesse aqui 

19h – Intensivão DEPEN Agora ou NUNCA – Luiz Fernando
Acesse aqui 

4/6

14h – Curso de Direito Constitucional avançado em questões – Nathália Masson
Acesse aqui 

19h – Questões Comentadas do VUNESP – Contabilidade Geral – Igor Cintra
Acesse aqui 

19h – Intensivão DEPEN agora ou nunca – Julio Ponte
Acesse aqui 

5/6

8h30h – Curso de Português avançado em questões – José Maria
Acesse aqui 

8h30 – Curso de Direito Constitucional avançado em questões – Nathália Masson
Acesse aqui 

6/6 

9h – Mentoria para área fiscal – Igor Cintra
Acesse aqui 

 

IMP Concursos

02/06

às 19h – Curso completo de Direito Penal Parte especial (Aula 7)
Prof. Vitor Falcão

03/06

às 12h – Legislação Extravagante para DEPEN (parte III)
Profª Marília Brambilla

às 14h – Curso completo de Processo Penal à luz do Pacote Anticrime (Aula 10)
Prof. Thiago Medeiros

às 19h – Base Nacional Comum Curricular para SEDF
Tema: Educação Infantil
Profª Madalena Coátio

04/06 

às 12h – Direito Constitucional para DEPEN (parte III)
Prof. Elias Batista

às 19h
Curso completo de Direito Penal Parte especial (Aula 8)
Prof. Vitor Falcão

05/06 

às 12h – Processo Penal – Pacote anticrime para DEPEN (parte I)
Prof. Thiago Medeiros

às 12h – Minicurso – Direito Administrativo, Aprendendo licitações – o procedimento licitatório (Aula 3)
Prof. José Trindade

às 19h – Curso completo de Direito Penal Parte especial (Aula 9)
Prof. Vitor Falcão

Acesse aqui 

 

Escola de Magistratura

01/06

Professor: Fábio Esteves – Direito Constitucional -19h30 às 21h30
Acesse aqui 

02/06

Professor: Ricardo Rocha – Processo Civil – 20h às 22h (Aula 8/12)
Acesse aqui 

03/06

Professor: Ricardo Rocha – Processo Civil – 20h às 22h (Aula 9/12)
Acesse aqui 

04/06

Professor: Ricardo Rocha – Processo Civil – 20h às 22h (Aula 10/12)
Acesse aqui 

05/06 

Professor: Alessandro – Eleitoral – 19h30 às 21h30 (Aula 3/3 Módulo Gold)
Acesse aqui 

 

Gran Cursos Online

Acesse aqui

Escola preparatória para concursos de magistratura inicia aulas virtuais gratuitas durante pandemia

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo, Magistratura

A Escola da Magistratura do Distrito Federal (ESMA), instituição vinculada à Associação dos Magistrados do Distrito Federal, começou a ministrar aulas virtuais para seus alunos. E, durante o período da pandemia de coronavírus, elas estão sendo gratuitas!

Os cursos são realizados por professores juízes e desembargadores do TJDF para preparação em concursos da magistratura.

Atualmente a formação para o concurso de juiz é complexa, pois as provas exigem enorme quantidade e diversidade de conteúdos. A preparação ainda compreende a troca de experiências para o fortalecimento da postura emocional do candidato.

Além dos cursos preparatórios a ESMA também executa quatro de especializações em direito: Civil/Processo Civil, Penal/Processo Penal/Empresarial, Público e Gênero e Direito.

 

Confira abaixo o calendário de aulas virtuais gratuitas que serão dadas ainda para essa semana: 

 

Curso Preparatório para Magistratura
➢ quinta-feira – 28/05
✓ Professor: Ricardo Rocha – Processo Civil – 19h30 às 21h30

• Link: https://meet.google.com/ojv-bfpp-tca

➢ sexta-feira – 29/05
✓ Professor: Alessandro – Eleitoral – 19h15 às 21h30

• Link: https://meet.google.com/ryw-rjdz-gqu

 

Pós – Graduação – Direito Civil 
➢ quinta-feira – 28/05:
✓ Professor: Hilmar – Res. Civil – 10h às 12h

• Link: https://meet.google.com/yxq-fphw-kxp

➢ sexta-feira – 29/05:
✓ Professor: Ricardo Rocha – Direito Civil – Processo Civil – Proc. do Conhecimento 10h às 12h

• Link: https://meet.google.com/zbp-auwq-bki

 

Pós – Graduação – Direito Público 
➢ sexta-feira – 29/05:
✓ Professor: Marco André – Tributário – 10h às 12h

• Link: https://meet.google.com/dkw-tjza-mme

➢ quinta-feira – 28/05:
✓ Professora: Patrícia Dreyer – Consumidor – 10h às 12h

• Link: https://meet.google.com/bns-pcud-jhc

➢ sexta-feira – 29/05:
✓ Professor: Fábio Esteves – Direito Constitucional I-19h30 às 21h30

Link: https://meet.google.com/zyg-xnzz-rfp

Preparatório de concursos oferece curso gratuito de imersão para concentração nos estudos

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo

A concentração é essencial para se conseguir uma vaga no serviço público. Nesses tempos de coronavírus então, a concentração é ainda mais necessária para os estudos de concursos públicos. Pensando nisso, o Gran Cursos Online, realiza, nesta quinta-feira, às 22h, o evento de lançamento do curso Imersão de 14 dias: mentalidade de aprovado. O evento é gratuito e será transmitido ao vivo, no canal do preparatório no YouTube.

As aulas serão ministradas durante duas semanas, pelos professores Fernando Mesquita e Juliana Gebrim. Durante o curso, os alunos vão conhecer as atitudes que diferenciam os concurseiros dos aprovados, os comportamentos que eles têm em comum, além de aprender a colocar essas atitudes e comportamentos em prática para alcançar a aprovação. O evento também sorteará prêmios, como um laptop, curso gratuito e mais seis meses de coaching.

De acordo com a psicóloga Juliana Gebrim, o objetivo do curso é aliar técnicas nos estudos com equilíbrio emocional. “O curso tem três módulos, no qual serão abordados tópicos como ansiedade, mindfulness, motivação, família e comunicação não violenta. É um curso que demonstra as técnicas essenciais, para que um concurseiro possa conseguir a aprovação.”

Já o coordenador do programa de coach, Fernando Mesquita, ressalta a importância da parte técnica. “Vamos abordar técnicas muito importantes, aplicadas desde o começo da técnica de estudos, aumentando as chances do concurseiro ser aprovado.”

Imersão de 14 dias: mentalidade de aprovado

Quando: quinta-feira, 28 de maio de 2020
Horário: 22h
Onde: Canal do Gran Cursos Online, no YouTube 

Concurso PCDF: ele passou para escrivão, agente e delegado! Conheça suas estratégias de estudo

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Dicas de estudo, Distrito Federal

Pegar dicas direto de quem passou, simplesmente, em TRÊS concursos públicos para diferentes postos na Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) é realmente um privilégio! Seu nome é Douglas Fernandes de Moura, atualmente delegado da corporação, mas também já aprovado para escrivão e agente. O Papo de Concurseiro bateu um papo com ele para saber sobre sua trajetória e para revelar, a nossos queridos leitores (s2), suas estratégias de estudo, que certamente renderam bons frutos. Confere aí!

 

Nome: Douglas Fernandes de Moura

Posto: delegado da 4ª Delegacia de Polícia Civil, no Guará

 

Quem vê o resultado do empenho e foco em passar em concursos da área policial no Distrito Federal, mal sabe que antes disso Douglas não queria ser servidor, e, quando se decidiu pelo funcionalismo público, mal sabia a carreira que queria seguir.

Mesmo com esse pensamento, formado em direito em 2006, pela Universidade de Brasília (UnB), Douglas decidiu prestar o concurso da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Foi aprovado para técnico, chegou a ser nomeado, mas não assumiu o cargo.

Então, passaram-se oito anos atuando como advogado na iniciativa privada, mas, por conta da crise econômica, acabou sendo demitido e a estabilidade de ser servidor público falou mais alto. Foi quando voltou a estudar para concursos. “Queria ser funcionário público, por causa da estabilidade mesmo, mesmo que isso significasse ganhar menos, já tinha sido demitido de um escritório por conta de crise econômica.”

Nessa retomada, fazia apenas exercícios. Prestou concurso para analista do Ministério Público da União (MPU), mas reprovou na prova discursiva. Fez o concurso do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), e reprovou na discursiva de novo. Viu aí seu erro de estratégia, resolução de exercícios apenas não era suficiente. “Eu estudava sem foco, fazia qualquer concurso.”

Foi quando surgiu a vontade de ser delegado. Na ocasião, o concurso para escrivão da PCDF havia sido lançado e o de agente concomitantemente. “Minha meta passou a ser os concursos policiais no DF. A partir daí eu comecei a estudar com foco. Estudava mais resumos, jurisprudência, lia a lei seca e treinava mais. Vi que antes o que faltava era profundidade nos estudos, já que o problema não era português, porque as provas discursivas eram perguntas e não redação”.

Para o cargo de escrivão, Douglas foi reprovado, mas acabou passando na fase de recursos, e, quando veio a prova de agente, ele considerou o concurso mais tranquilo. Na época do curso de formação da academia, optou por assumir o posto de escrivão, já que havia passado na 14º posição, pois em contrapartida havia ficado aproximadamente na posição 500 para agente.  “Como meu foco era me tornar delegado, entendi que escrivão era o cargo mais próximo da posição”.

Para se tornar enfim um delegado, Douglas continuou estudando, dessa vez sozinho, já que já tinha muito material de consulta, e também aumentou o quantitativo de exercícios. Após seis meses da nomeação como escrivão, saiu o concurso de delegado!

“Foi quando fiz uma verdadeira maratona de estudos, tiro rápido. Trabalhava e estudava cinco horas por dia. Pra escrivão e agente também trabalhava o dia todo, depois estudava até a Biblioteca Nacional fechar, cerca de quatro horas por dia. Ainda assim, tive muita tribulação durante os estudos, como a gravidez da minha esposa, mudança de residência, reforma…”

“Quando você tem foco e objetivo, você consegue arrumar tempo pra tudo, as vezes se tem muito tempo e não conseguimos utilizá-lo em prol do estudo, sempre há algo para nos distrair. O diferencial que encontrei foi estudar com foco em concursos de uma carreira específica, com objetivo certo para um cargo, daí o estudo começou a fluir e passei a ser aprovado. Fiz vários concursos e tive muitas reprovações antes de ter essa consciência.” O resultado da nova maneira de encarar os estudos para concursos: ele passou em 34º lugar no concurso pretendido!

Dicas mais pontuais

Em sua trajetória de preparo, o delgado conta que teve dificuldade em raciocínio lógico e matemática, e para driblar isso sua estratégia foi estudar a teoria. “Não precisava saber tudo, tinha muita dificuldade, fui pra prova com o que eu conseguiria aprender. Depois, fiz até um cursinho específico só para essas disciplinas e vi que ajuda muito, pois aprender sozinho esse tipo de matéria era difícil pra mim. Cursinho de todas as matérias de um concurso pode ser cansativo, principalmente para quem trabalha e estuda. No meu caso, eu poderia estudar toda a parte de direito sozinho.”

Sobre o temido, mas muita vezes delgado para segundo plano, teste de aptidão física (TAF, para os mais íntimos), Douglas admite que estava sedentário e com sobrepeso quando prestou os concursos de agente e escrivão. Mas decidiu agir rápido, e esse foi o pulo do gato. “No dia seguinte a divulgação do gabarito, quando vi que tinha ido bem na nota, já comecei a treinar, mesmo sem a garantia de ser aprovado, porque senão não teria tempo hábil. O TAF tem uma dificuldade grande, principalmente pra quem está sedentário, na corrida mesmo passei faltando apenas três segundos!”

A dica do delegado é estudar e já praticar algum tipo de atividade física, para o corpo ficar condicionando ao esforço. Ele também lembrou que é preciso considerar e se preparar na medida do possível para as prováveis condições adversas que podem acontecer no dia do TAF, como aconteceu com ele, como a realização da prova sob o sol das 14h. Douglas também procurou a ajuda específica de profissionais de exercícios de TAF. “Cada fase tem sua dificuldade e nenhuma fase pode ser menosprezada.”

Sobre a avaliação psicológica, outra fase temida desse tipo de concurso, Douglas afirma que cada cargo exige alguma característica a mais, em escrivão, por exemplo, ser muito organizado é positivo e a agressividade não pode ser alta, já para agente a agressividade deve ser maios. “É uma fase que também precisa de preparação, a pessoa não pode ser pega de surpresa, para isso recomenda-se ler com atenção o edital e também vale pesquisar na internet possíveis testes que podem ser aplicados de modo geral. Isso não quer dizer que se terá a resposta correta, mas ficará ciente dos perfis que aquele cargo exige. O ideal é ir tranquilo pra prova, até porque não dá pra mascarar um psicotécnico, a banca, isso inclusive pode causar problema futuramente porque você mentiu, e é necessário que se responda com a maior verdade possível.”

Para finalizar, o delgado Moura deixou uma mensagem para os atuais candidatos dos concursos públicos para escrivão e agente da PCDF: “Manter o foco. A carreira é excelente, o trabalho na polícia é emocionante. É dignificante servir e defender a sociedade das pessoas contra a Lei. As pessoas são muito felizes aqui. Que os candidatos busquem a PCDF e fiquem aqui, precisamos de profissionais comprometidos. Assim, o importante é ter foco e vontade de entrar, permanecer e fazer a diferença”.

 

Concursos para escrivão e agente da PCDF

O edital para escrivão já foi aberto e está temporariamente suspenso devido à pandemia de coronavírus. Até o momento não há previsão de retomada da seleção.

 

Já o concurso para agente está quase sendo lançado. O contrato com a banca organizadora, o Cebraspe, já foi fechado. Serão abertas 1.800 vagas para o posto. Saiba mais aqui. 

 

Recentemente, o delegado-geral alterou o regulamento dos concursos públicos da PCDF. Super vale a pena conferir as alterações aqui! 

Gostou da entrevista? Compartilhe no FórumCW! 

Cursinhos têm semana de lives gratuitas para concursos do Senado, Depen, SEDF, entre outros

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Dicas de estudo

IMP Concursos

18/5
12h – Direito Administrativo para o DEPEN, prof. Ricardo Blanco

19h – Correção Comentada do Simulado de Conhecimentos Pedagógicos para SEDF, profª Madalena Coátio

 

19/5
12h – Gramática em exercícios para o DEPEN parte II, profª Raquel Cesário

19h – Correção Comentada do Simulado de Conhecimentos Pedagógicos para SEDF, profª Madalena Coátio

 

20/5
11h – Direito Penal para o DEPEN parte II, prof. Vitor Falcão

19h – Correção Comentada do Simulado de Conhecimentos Pedagógicos para SEDF, profª Madalena Coátio

 

21/5
12h – Legislação Especial para o DEPEN, profª Marília Bambrilla

19h – Correção Comentada do Simulado de Conhecimentos Pedagógicos para SEDF, profª Madalena Coátio

 

22/5
12h – Minicurso – Direito Administrativo, Responsabilidade civil do Estado – teoria e exercícios – Aula 1, prof. José Trindade

13h – Interpretação de texto para o DEPEN, profª Vânia Araújo

16h – Direito Constitucional em exercícios para o DEPEN, prof. Elias Batista

Acesse aqui!

Direção Concursos

18/5

14h – Senado Federal 2 em 1: Inglês e Mundo Contemporâneo – Danuzio Neto e Natalia Santos

 

19/5

8h30 – Projeto de questões Cebraspe para o TCU – Contabilidade Geral – Igor Cintra

 

20/5 

8h30 – Projeto de questões Cebraspe para carreiras policiais – Direito Constitucional – Nathália Masson

 

21/5

8h30 – Projeto de questões Cebraspe para carreiras policiais – Português – José Maria

 

22/5

14h – Educação Ambiental p/ ADASA. Prof Patrícia Wadt

 

23/5

9h o caderno e 14h correção – Simulado para candidatos interessados no Depen

Acesse aqui!

 

Gran Cursos Online

18 a 22/05
19h – Semana da Informática – DEPEN

10h e 22h – Bateria de Questões DEPEN – pós-edital

 

20/5
20h – Aulão de Matemática Financeira para o Banco do Brasil

 

21/5
20h – Aulão de Contabilidade para o TCDF

 

22/5
22h – Luaula Polícia do Senado Federal

 

24/5
8h – Maratona da Educação

Acesse aqui!

Cursinhos preparatórios investem em tecnologias para aumentar desempenho de concurseiros

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo

A figura do concurseiro estudando envolto apenas por livros e apostilas de papel está em extinção. Isso já era uma realidade antes da pandemia de coronavírus, agora então, com as aulas de cursinhos suspensas, cada vez mais dispositivos tecnológicos são necessários para o aprendizado, seja em vídeo aulas ou em programas que ajudam a melhorar o desempenho dos estudantes. Abaixo, alguns exemplos de preparatórios que estão investindo cada vez mais em tecnologias nesse sentido. Dá uma olhada!

 

Gran Cursos Online

O preparatório está com duas novas tecnologias: um sistema de recomendação de concursos e a implementação de legendas nas videoaulas. De acordo com Rodrigo Calado, diretor de tecnologia e vice-presidente do cursinho, são colhidos todos os metadados que o aluno deixa no sistema, as aulas que ele assiste, materiais em pdf que lê… todo o conteúdo que consome é absorvido e aí são feitas sugestões de outros concursos que o aluno pode prestar.

“Se ele por exemplo assistiu todo o conteúdo de direito administrativo, constitucional, português e outras disciplinas de uma determinada área de concurso. Em alguma medida o aluno pode achar que aquele universo de concursos para aquele conteúdo é pequeno, mas não, o Brasil é um país grande, com 5.570 municípios, diversas carreiras, e dentro deles diversos cargos, diversos órgãos e o sistema vai recomendar os concursos pra ele, priorizando editais lançados ou prestes a sair, fazendo com o aluno possa aproveitar outras oportunidades, e a depender do conteúdo que já estudou, nem precisa estudar para fazer outro concurso”.

Segundo Calado, é utilizada a mesma tecnologia do Netflix para a recomendação de séries e a mesma tecnologia de aprendizado de máquinas da Amazon para recomendação de produtos. “É o mesmo sistema, com a mesma lógica, mas envolvendo outros algoritmos, no nosso caso baseado na legenda da videoaula, no material em PDF, se ele estudar princípio da legalidade com um professor e o curso tiver a matéria com outro professor, pelo fato da legenda ser enviada ao algoritmo ele consegue entender que existe ali uma semelhança dentro do conteúdo, uma interseção aí, ele considera aquele conteúdo como estudado e até sugere o aluno a aproveitar aquele determinado curso.”

Sobre a tradução em legenda de todo o material em vídeo, Calado afirma que há algum tempo pessoas com algum nível deficiência auditiva já buscam legenda nas videoaulas do cursinho. Segundo ele, houve até um abaixo assinado sobre o assunto e eles já receberam inclusive notificações de órgãos competentes acerca disso. Agora, a novidade foi implementada. “São mais de 90 mil videoaulas legendadas, 45 mil horas de vídeo. Conseguimos isso porque utilizamos um sistema com até mais eficiência que o Youtube, com 96% de eficácia, isso é inédito aqui. Nós inclusive estamos sendo cogitados para apresentar um case para a Amazon Webservices do sistema que nós utilizamos de inteligência de artificial para fazer essas legendas, que analisa o arquivo do vídeo, escuta por meio da dicção do professor, vai aprendendo como ele fala, transcrevendo isso, tudo de forma automática por robôs. Isso atende a uma demanda de mais de 10 milhões de deficiências auditivos no Brasil”.

Para Calado, a legenda é fundamental. Todos os concursos têm vagas para pessoas com deficiência, além disso a legenda também auxilia os demais concurseiros, já que “quando você está ouvindo e lendo ao mesmo tempo você tem um estímulo a mais no cérebro, quando você força ele você tem uma possibilidade maior de retenção de conteúdo. Sem falar que isso também atende pessoas que estejam em situações com barulho, no ônibus ou metrô, por exemplo, se não tiver fone de ouvido é só ler. É a tecnologia potencializando o aprendizado”.

 

IMP Concursos

Faz dois anos que o cursinho decidiu incluir a preparação EAD no negócio, mas, segundo o preparatório, o objetivo não era ser mais um “curso online” com uma infinidade de conteúdo que mais atrapalha que ajuda o aluno. Por isso foram lançados projetos de preparação online para concursos específicos, com o IMP Planner, um sistema de gestão de aprendizagem inteligente que, com inteligência artificial, gerencia os estudos do concursando e sugere a melhor estratégia para otimizar a sua performance.

Por exemplo, em um curso online para o concurso da PCDF, o concurseiro pode ficar ansioso pela iminência do edital e se perder em quais matérias deveria focar para melhorar aquilo que ainda não consegue dominar. Uma tendência natural é o aluno dedicar tempo de estudo e exercícios nas matérias que tem mais afinidade. Deixando para trás tópicos muito importantes.

Ao iniciar o curso online + IMP Planner, a Bia, assistente virtual da plataforma, faz uma série de perguntas sobre o nível de preparação e disponibilidade de tempo do estudante. A partir desse primeiro contato, a plataforma desenvolve um plano de estudos totalmente personalizado e adaptado para a sua realidade. Respeitando o tempo disponível e seus objetivos pessoais, indicando os tópicos que se precisa priorizar e melhorar até que esteja dominando todo o conteúdo.

No curso PCDF, por exemplo, o aluno tem acesso ao curso online completo para o concurso, ou seja, videoaulas e material de apoio preparados por especialistas e, com base nas informações que o aluno forneceu, o Planner sugere um plano de estudos para que o aluno consiga vencer o edital em tempo hábil, indicando pontos a melhorar, prática de exercícios, ciclos de revisão. Na plataforma também se pode acompanhar o rendimento por relatórios, gráficos e ranking.

Atualmente, a tecnologia está disponível para os concursos da PCDF, Senado Federal, SEDF, TCDF, TJDFT, PMDF, PCPR, Banco do Brasil e outros.

 

Direção Concursos

O preparatório tem uma parceria com o QConcursos e disponibiliza aos concurseiros o PDF 2.0. Trata-se de uma plataforma com respostas para quem tem problemas em marcar o material, revisar o conteúdo, organizar os estudos, saber o que priorizar, entre outros pontos.

 

Com a tecnologia, o aluno pode marcar trechos que achar mais interessantes com diversas opções de cor. As marcações ficam salvas no seu documento. É possível ver ainda quais foram os trechos selecionados.

 

Dá para navegação por capítulo e selecionar os trechos em que possui dúvida e enviá-la diretamente para o professor. O aluno ainda consegue acompanhar a resposta do professor, além de outras dúvidas realizadas pela comunidade.

 

Há também a opção de enviar os mapas mentais e conferir os da comunidade, ter acesso simultâneo ao PDF e às videoaulas.

 

As questões são integradas e o aluno pode respondê-las, ler o comentário do professor e da comunidade de outros alunos. O sistema irá registrar o desempenho e é possível acompanhar estatísticas como percentual de rendimento, alternativas mais respondidas. Tudo junto disponível em uma única plataforma.

 

 

Gostou das dicas? Compartilhe no FórumCW!

Confira a agenda de lives gratuitas para estudar para concursos desta semana

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo

Cursinhos preparatórios continuam com as aulas gratuitas para estudos de concursos devido a quarentena obrigatória por conta do coronavírus. Veja abaixo a programação desta semana para os concursos do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF). Bons estudos!

 

IMP Concursos – Depen e SEDF

12/5 – Terça – feira

10h – Raciocínio Lógico em exercícios para Depen (aula 1)  com o professor Elton Soares

12h – Raio –X Depen – Informática com o professor Gabriel Pacheco

13h – Curso completo de Processo Penal à luz do Pacote Anticrime – ( aula 8) com o professor Thiago Medeiros

19h – Lei de Diretrizes e Bases da Educação para a SEDF com a professora Vânia Rego

 

13/5 – Quarta-feira

12h – Interpretação de textos para Depen com a professora Vânia Araújo

19h- Resolução nº 1/2018 – SEDF com a professora Madalena Coatio

 

14/5 – Quinta-feira

13h – Curso completo de Processo Penal à luz do Pacote Anticrime – ( aula 9) com o professor Thiago Medeiros

19h- Direito Penal para Depen com o professor Vitor Falcão

 

15/5 – Sexta-feira

15h- Informática para Depen com o professor Jorge Fernando

Acesse aqui!

 

Veja também: Faça simulado gratuito e comentado com questões sobre o concurso do Depen! 

 

Gran Cursos Online – Depen

12/5 – Terça-feira

8h – Legislação Especial com o professor Wallace França,

19h – Atualidades com a professora Rebecca Guimarães

 

13/5 – Quarta-feira

8h – Direito penal com o professor Wallace França
19h – Execução penal com o professor Diego Fortes

 

14/5 – Quinta-feira

10h – Direito Constitucional com o professor Aragonê Fernandes
19h – Direitos humanos com o professor Thiago Medeiros

 

15/5 – Sexta-feira

19h – Raciocínio-Lógico com o professor Josimar Padilha

Acesse aqui!

Depen: faça simulado gratuito e comentado com questões de três disciplinas do concurso!

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Dicas de estudo, Governo federal, Ministério da Justiça

Para ajudar você concursando que está de olho em uma das 294 vagas abertas para agente federal de execução penal, que exigem nível médio, do recente edital de concurso do Departamento Penitenciário Nacional (Depen 2020), o blog Papo de Concurseiro disponibiliza um simulado com 15 questões comentadas sobre três das mais importantes disciplinas para o posto. São elas: legislação especial, execução penal e legislação sobre o Depen. As questões foram formuladas e resolvidas por professores especialistas nas matérias do IMP Concursos.

 

O concurso do Depen foi lançado nesta semana e as inscrições começam já na semana que vem! Há ainda vagas de nível superior para especialista federal em assistência à execução penal. As remunerações chegam a R$ 6.030,23! Clique aqui para saber tudo sobre as regras do novo edital do Depen. 

 

O simulado segue abaixo. Bom teste!

 

Legislação especial Depen, professor Fernando Cocito

– Julgue os itens em Certo ou Errado:

 

1 – Todos os crimes do Estatuto do Desarmamento admitem fiança, com exceção do crime de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso proibido (art. 16, §2º), comércio ilegal de arma de fogo (art. 17) e tráfico internacional de arma de fogo (art. 18), todos hediondos nos termos da Lei nº 8.072/90, recentemente alterada pelo Pacote Anticrime (Lei 13.964/19). Os delitos previstos nos artigos 12, 13, 14 e 15 possuem pena máxima não superior a 4 (quatro) anos e já admitem fiança na Delegacia de Polícia, arbitrada na lavratura do auto de prisão em flagrante. Os três últimos, hediondos, admitem liberdade provisória – com ou sem fiança – quando ausentes os requisitos da prisão preventiva.

 

2 – Disfarce não se confunde com infiltração policial: o primeiro é típico da polícia judiciária e não exige autorização judicial; a infiltração é medida cautelar marcada pela imprescindibilidade e deve ser autorizada pelo magistrado.

 

3 – A organização criminosa é marcada pela permanência e estabilidade e exige, necessariamente, divisão de tarefas. O reconhecimento dessa estrutura permite ao operador de persecução penal – Delegado de Polícia e Membro do Ministério Público – a utilização de mecanismos novos de colheita de prova, como a ação controlada, que exige autorização judicial.

 

4 – Segundo os tribunais superiores, para o reconhecimento da lavagem de dinheiro não basta a ocultação, devendo existir “dolo de branqueamento”, isto é, conduta voltada ao ciclo de lavagem. Apenas nesse caso poderá se cogitar de conduta autônoma que visa conferir aparência lícita aos valores provenientes da infração penal anterior.

 

5 – A partir do Pacote Anticrime (Lei 13.964/19), negociações informais que antecediam a acordo de colaboração premiada passam a ser formalizadas, respectivamente, na proposta de acordo e despacho de deferimento da proposta.

 

Gabarito:

1 – ERRADO. Os delitos marcados pela hediondez são insuscetíveis de liberdade provisória.

 

2 – CORRETO. O disfarce foi recentemente trazido pelo Pacote Anticrime (Lei 13.964/19) e incorporado no Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826/03) e Lei de Drogas (Lei nº 11.343/06). A infiltração tem previsão da Lei nº 12.850/13 e exige autorização judicial.

 

3 – ERRADO. A ação controlada da Lei nº 12.850/13 não exige autorização judicial, contentando-se com prévia comunicação ao magistrado.

 

4 – CORRETO. Item em conformidade com recentes julgados do STJ e STF.

 

5 – CORRETO. Enunciado de acordo com as novas disposições do capítulo do acordo de colaboração premiada (Lei nº 12.850/13), alterado pelo Pacote Anticrime (Lei 13.964/19).

 

Leia também: Especialista indica disciplina que deve ter foco absoluto de candidatos do Depen

 

Legislação penal e legislação do Depen, professores Tiago Pugsley e Marília Brambilla

– Julgue os itens em Certo ou Errado:

 

LEGISLAÇÃO PENAL

1- Mévio está sendo processado pelo crime de estelionato ocorrido no ano de 2018. A defesa técnica, em sede de resposta à acusação apresentada em 2020, solicitou que a vítima fosse intimada para ofertar a representação criminal. Tal pedido deverá ser deferido pelo juiz, com fundamento no atual posicionamento do STJ, que aplica a alteração feita na lei quanto à condição de procedibilidade da ação penal prevista para o referido crime, com base no princípio da retroatividade da lei penal mais benéfica.

 

2 – Caio, analista de execução penal do DEPEN, apropriou-se de dez resmas de papel do setor que era o responsável, e imprimiu, na sua própria sala da repartição, três cópias de sua dissertação do Mestrado. Nesse caso, na esfera criminal, segundo posicionamento do STJ, poderá ser absolvido por causa de exclusão da tipicidade material, mas estará passível de sanção administrativa.

 

LEGISLAÇÃO DO DEPEN

3 – Em conformidade com a Lei de Execuções Penais (Lei 7210/84) e o Regulamento Penitenciário Federal (Decreto Nº 6049/2007), julgue: A assistência psicológica ao condenado e ao egresso está prevista expressamente apenas no Regulamento, sendo prestada por profissionais da áreas, por intermédio de programas envolvendo o preso e seus familiares e a instituição, no âmbito dos processos de ressocialização e integração social.

 

4 – Nos estabelecimentos penais federais, as visitas aos presos serão gravadas e filmadas, e não poderão servir como meio de prova de infrações penais pretéritas ao ingresso do preso ao estabelecimento.

 

5 – Segundo o Manual de Assistências do Sistema Penitenciário Federal, previsto no ANEXO I à Portaria DISPF nº 11/2015, julgue: As consultas, exames e internação do preso para o tratamento de saúde fora da penitenciária federal dependerão de autorização expressa do Juiz Federal, com base em parecer do médico em exercício na unidade ou determinação judicial, salvo nos casos emergenciais.

 

Gabarito:

1 – ERRADO. Com a nova redação dada ao Art. 171, § 5º, do Código Penal, alterado pela Lei 13964/19 (Lei ANTICRIME), onde trouxe a representação da vítima como condição de procedibilidade, a 5ª Turma do STJ, relator Min. Reynaldo Soares da Fonseca, julgou a questão no HC 573.098/SC. O relator do HC no STJ indeferiu o pedido, sob o argumento de que “a posição mais acertada seria a de que a retroatividade da representação no crime de estelionato deve se restringir à fase policial, não alcançando o processo, o que não se amoldaria ao caso dos autos, considerando a condição de procedibilidade da representação e não de prosseguibilidade”. (DJE 17/04/2020) Ou seja, somente seria necessária a representação da vítima em fatos anteriores a 23/01/2020 (data de vigência da alteração) em procedimentos que ainda estiverem na fase de inquérito policial.

 

2 – ERRADO- No caso Caio cometeu o crime de peculato apropriação, previsto no art. 312, do Código Penal, que tem como objeto jurídico o patrimônio público e a lisura no exercício da função pública. O princípio da insignificância é causa de exclusão da tipicidade material. Ocorre que segundo a Súmula 599, do STJ, prevê: “O princípio da insignificância é inaplicável aos crimes contra a administração pública.” (Súmula 599, CORTE ESPECIAL, julgado em 20/11/2017, DJe 27/11/2017). Além da punição passível na esfera penal, estará sujeito à sanção administrativa, visto que são esferas autônomas e independentes.

 

3 – A assistência psicológica ao condenado e ao egresso está prevista no art. 23 do Regulamento. Na LEP estão previstas expressamente: “Art. 11. A assistência será: I – material; II – à saúde; III -jurídica; IV – educacional; V – social; VI – religiosa. Ou seja, não há previsão da assistência psicológica na LEP.

 

4 – CERTO- É a literalidade do § 3º do art.3º da Lei 11.671/2008, incluído pela Lei 13.964/19 (ANTICRIME). Visando o combate à criminalidade organizada, a lei prevê o monitoramento das visitas, das correspondências e das áreas comuns, mas faz a ressalva na cela e na entrevista com o advogado (§2º do mesmo artigo), que somente poderão ser monitoradas com expressa autorização judicial.

 

5 – ERRADO. O Art. 38 da Portaria, em conformidade com a LEP, prevê: “Art. 38. As consultas, exames e internação do preso para o tratamento de saúde fora da penitenciária federal dependerão de autorização do diretor da unidade, com base em parecer do médico em exercício na unidade ou determinação judicial, salvo nos casos emergenciais.”. Sendo assim, o Diretor é o responsável pela autorização de saída.

 

Execução penal – Depen, professor Eduardo Galante

 – Nos termos da Lei nº 7.210/84, que institui a Lei de Execução Penal, julgue os itens em Certo ou Errado:

 

1 – Constitui falta gravíssima a recusa do condenado em submeter-se ao procedimento de identificação do perfil genético.

 

2 – O cometimento de falta grave durante a execução da pena privativa de liberdade suspende o prazo para a obtenção da progressão no regime de cumprimento da pena, caso em que o reinício da contagem do requisito objetivo terá como base a pena cumprida.

 

3 – Não terá direito à saída temporária a que se refere o caput deste artigo o condenado que cumpre pena por praticar crime hediondo com resultado morte.

 

4 – O indulto individual poderá ser provocado por petição do condenado, por iniciativa do Ministério Público, do Conselho Penitenciário, ou da autoridade administrativa.

 

5 – O condenado por crime político está obrigado ao trabalho.

 

Gabarito:

1 – ERRADA. Art. 9º, § 8º – Constitui falta grave a recusa do condenado em submeter-se ao procedimento de identificação do perfil genético.

 

2 – ERRADA. Art. 112, § 6º – O cometimento de falta grave durante a execução da pena privativa de liberdade interrompe o prazo para a obtenção da progressão no regime de cumprimento da pena, caso em que o reinício da contagem do requisito objetivo terá como base a pena remanescente.

 

3 – CERTA. Art. 122, § 2º – Não terá direito à saída temporária a que se refere o caput deste artigo o condenado que cumpre pena por praticar crime hediondo com resultado morte.

 

4 – CERTA. Art. 188. O indulto individual poderá ser provocado por petição do condenado, por iniciativa do Ministério Público, do Conselho Penitenciário, ou da autoridade administrativa.

 

5 – ERRADA. Art. 200. O condenado por crime político não está obrigado ao trabalho.

 

Gostou do simulado? Compartilhe e comente no FórumCW!

Concurso Depen 2020: especialista indica disciplina que deve ter foco absoluto de candidatos

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Dicas de estudo, Governo federal, Poder Executivo

O aguardado concurso público do Departamento Nacional Penitenciário (Depen) foi lançado e abriu 309 vagas de níveis médio e superior. O edital trouxe uma penca de novidades em termos de conteúdo com relação ao edital anterior, lançado em 2015. Várias disciplinas foram incluídas, o que aumentou e muito a carga de matérias para serem estudadas pelos concurseiros. Para tirar algumas dúvidas e analisar o edital, conversamos com o professor e coordenador das carreiras policiais do Gran Cursos Online, Érico Pallazo. Confira o bate-papo:

 

– Faltam ainda datas importantes no cronograma do edital, como a data das provas discursivas, a que você atribui isso?

Isso é relativamente normal, nem todo edital prevê todas as datas até a homologação do concurso. Inclusive o edital da PCDF foi impugnado por causa disso e na época eles tiveram que fazer um cronograma completo. É possível que o edital do Depen seja impugnado e venham determinar que ele traga já o cronograma completo, mas caso isso não aconteça não é tão incomum. Lembrando que a prova discursiva vai acontecer no dia da prova objetiva.

.

– Há no cronograma apenas a previsão das provas objetivas para 6 de setembro, você acha que quatro meses é um tempo bom para vencer o edital? Acha que até lá a pandemia estará controlada a ponto de podermos ter aplicação de provas?

Eu acredito que até setembro, não que a situação do Brasil esteja normalizada, mas a realização da prova ocorrerá, provavelmente com o uso de máscaras, mas não vai impedir a aplicação.

O prazo de quatro meses até a aplicação das provas é bem razoável, inclusive para aquela pessoa que eventualmente tem interesse em começar a estudar agora, vai ter que obviamente ter um esforço muito grande para conseguir a aprovação, mas isso se torna possível. Antigamente os concursos do Executivo federal tinham dois meses entre a publicação do edital e a realização da prova, agora foi determinado por decreto que tenha esse espaçamento de pelo menos quatro meses entre o edital e prova. É um prazo bom para que o candidato se prepare sabendo exatamente o que vai ser cobrado e se adeque às novidades do regulamento, que veio com conteúdo maior, mesclando conteúdo das duas provas passadas.

.

– Você pode fazer uma comparação com o concurso passado, o que mudou?

Vários conteúdos do edital de 2015 estão repetidos nesse edital. A novidade é que agora eles resgataram conteúdos de 2013 e que não apareceram em 2015: raciocínio lógico, informática, direito constitucional, administrativo, penal e processual penal. A expectativa é que sejam cobradas de 8 a 9 questões para cada uma dessas disciplinas.

.

– Quais as disciplinas-chave do concurso? Quais as dicas pontuais para ajudar nos estudos dos candidatos?

Português sempre tem uma grande relevância, apesar do peso ser de 0,75, é uma disciplina que deve vir com muitas questões (cerca de 15 a 20 delas). E, sem dúvida alguma, o que há de mais importante (até porque tudo é importante, já que o conteúdo é dividido em blocos e o candidato tem que atingir uma pontuação mínima em cada um para ser aprovado), são as disciplinas que vão ter maior peso na nota do aluno, que são aquelas dos conhecimentos complementares. São 40 itens sobre execução penal com peso 1,5. E então são 60 pontos, ou seja, metade da pontuação de toda a prova, que vale 120 pontos. E a lei que encabeça e que mais será cobrada, sem dúvida alguma, será a Lei 7.210; e todo o tópico de Departamento Penitenciário Nacional, que são leis, decretos, portarias, resoluções, aplicadas especificamente ao Depen. Então os conhecimentos complementares tem que ser o foco absoluto, e não único, dos estudantes.

 

– O cargo de nível médio tem uma remuneração maior do que o cargo de nível superior, pode isso?

O vencimento básico de nível superior é maior, a grande diferença é que o cargo de nível médio, apesar de ter um vencimento básico inferior, ele tem uma gratificação específica de atividade de execução penal, e aqui vai englobar inclusive a periculosidade do cargo. Como é um posto que lida com a área fim do órgão, diretamente com os internos, com transferência e escolta de presos, acaba tendo esse grau de periculosidade maior, e a gratificação também fica maior.

 

Vale destacar que a banca que aplicou as provas, tanto em 2015 quanto em 2013, também foi o Cebraspe, mesma organizadora atual. Confira aqui as páginas dos concursos com os editais, para comparações sobre o conteúdo, e com as provas e cadernos de respostas: 2015 e 2013.

 

O concurso do Depen

Há chances de nível superior para especialista federal em assistência à execução penal, com remuneração de R$ 5.865,70. O posto é dividido nas áreas de enfermagem, médico clínico, médico psiquiatra, odontologia, psicologia, serviço social e terapia ocupacional. Já para quem tem nível médio, há vagas para agente federal de execução penal, com remuneração R$ 6.030,23. Para concorrer também é necessária carteira de habilitação de categoria B.

 

Interessados devem se inscrever entre 15 de maio e 5 de junho. As taxas variam de R$ 120 a R$ 130. Para saber mais detalhes sobre o edital clique aqui! 

 

Gostou da notícia? Compartilhe no Fórum CW!

Senado, PCDF, SEDF, BB: cursinhos oferecem aulas gratuitas nesta semana!

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo

A quarentena, necessária para conter a disseminação do coronavírus, pode ser ainda mais proveitosa com aulas gratuitas das matérias que vão cair nos concursos públicos mais aguardados, como Senado Federal, Polícia Civil do Distrito Federal, Secretaria de Educação do Distrito Federal e Banco do Brasil! Há ainda lives para motivação nos estudos! Confira a programação abaixo e bons estudos:

 

Gran Cursos Online

5/5, às 19h

Operação Força dupla para a PCDF – Matemática e Raciocínio Lógico

Professores Márcio Flávio e Josimar Padilha.

Mais detalhes aqui

 

7/5, às 20h

Como se motivar estabelecendo metas de estudo

Professor Alexandre Meireles

Mais detalhes aqui

 

10/5, às 21h

Como melhorar a concentração nos estudos

Professor Alexandre Meireles

Mais detalhes aqui 

 

IMP Concursos*

4/5, às 19h

Redação discursiva de viés argumentativo para PCDF

Profª. Vânia Araújo

 

5/5, às 13h

Curso completo de Processo Penal à luz do Pacote Anticrime –  Aula 6

Prof. Thiago Medeiros

 

5/5, às 15h

Minicurso de Avaliação Educacional para SEDF- Parte I

Profª Elisangela Dias

 

5/5, às 9h

Procedimentos legislativos e iniciativa para o Senado Federal

Prof. João Trindade

 

6/5, às 14h

Curso completo de Direito Penal Parte especial

Prof. Vitor Falcão – Aula 5

 

6/5, às 15h

Minicurso de Avaliação Educacional para SEDF- Parte II

Profª Elisangela Dias

 

6/5, às 19h

Pontuação para provas dissertativas e discursiva para PCDF (parte II)

Prof. Fernando Moura

 

7/5, às 9h

Contratos administrativos à luz da lei nº 8.666 para o Senado Federal (parte II)

Prof. José Trindade

 

7/5, às 13h

Curso completo de Processo Penal à luz do Pacote Anticrime – Aula 7

Prof. Thiago Medeiros

 

7/5, às 20h

Curso completo de Direito Penal Parte especial

Prof. Vitor Falcão – Aula 6

 

7/5, às 19h

Banco do Brasil – Gabaritando Tecnologia da Informação: Estrutura de dados e algoritmos

Prof. Gabriel Pacheco

 

8/5, às 19h

Realidade do DF: aspectos históricos, cidades satélites, regiões administrativas e aspectos físicos para PCDF

Prof. Urani

 

Para assistir as lives é necessário se inscrever aqui.

 

*O IMP informou que as aulas não serão gravadas.