Deputado distrital afirma que edital do concurso SEE-DF pode sair ainda nesta quinta (30/6)

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, Sem categoria

“No mais tardar amanhã em edição normal do Diário Oficial”, afirmou o deputado distrital Reginaldo Veras (PDT)

O deputado distrital Reginaldo Veras (PDT) afirmou que edital do concurso da Secretaria de Estado de  Educação do Distrito Federal (SEE-DF) saíra ainda nesta quinta-feira (30/6) no mais tardar até na sexta-feira (1/6). “Lhes comunico que tive contato agora de manhã na Secretaria de Educação e foi informado que o edital será hoje dia 30 em edição extrata no Diário Oficial ou no mais tardar amanhã em edição normal do Diário Oficial”.  A confirmação foi dada em vídeo publicado nas redes sociais do deputado.

A SEDF possui o aval para oferecer 812 vagas imediatas, mais 3.442 vagas para a formação de cadastro de reserva, sendo distribuídas para cargos de professor, pedagogo e analista de gestão educacional. Veja:

  • Professor de Educação Básica: 776 vagas imediatas + 3.104 cadastro de reserva
  • Pedagogo-Orientador Educacional: 20 vagas imediatas + 80 cadastro de reserva
  • Analista de Gestão Educacional: 16 vagas imediatas + 258 cadastro de reserva

A remuneração ofertada varia entre os valores de R$ 2.508,26 a R$ 5.016,53 iniciais, cuja carga horária é de 20 e 40 horas semanais, respectivamente. O salário é composto do vencimento básico e da gratificação GAPED. É válido ressaltar que o vencimento pode chegar a R$ 7.757,60 no final da carreira.

Leia também: SEE-DF e Sejus-DF definem ação conjunta sobre procedimentos de heteroidentificação em concursos

 Autorizado! Ibram-DF recebe aval para contratar 225 brigadistas temporários

Emater-DF retifica portaria de autorização do concurso que vai oferecer 126 vagas

Concurso Detran-DF: diretor prevê publicação do edital no próximo mês

PMDF: “Previsão é que concurso ocorra ainda este ano”, afirma Ibaneis

Vagas no DF! Dois Conselhos Federais reservam chances com salários de até R$ 7,7 mil

INSS é autorizado a realizar concurso público com 1.000 vagas

Concurso da Receita Federal é autorizado com 699 vagas para auditor e analista

Vazamento de suposto edital

A autorização deste certame foi dada em março deste ano. À época, estava previsto que o edital fosse publicado em abril deste ano, “eu preciso homologar até 30 de junho por causa da lei eleitoral. Posso chamar [os aprovados] no segundo semestre, mas não posso homologar depois do dia 30. Então, temos de fazer neste semestre ainda”, afirmou a secretária da Educação, Hélvia Paranaguá. Porém, não foi publicado e na última semana vazou um suposto edital nas redes sociais.

Em nota, a Secretaria de Educação do Distrito Federal  afirmou que é falso o suposto edital do novo concurso público da pasta que circula nas redes sociais, na última segunda-feira (20/6). De acordo com o órgão, o documento ainda está em fase de construção e o verdadeiro edital será publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

“O falso texto divulgado baseia-se em uma coleção de recortes com alguns trechos do Projeto Básico, que é o documento norteador para qualquer edital e, ainda, alguns trechos do edital 23, referente ao concurso de 2016”, reitera a SEDF.

*Estagiária sob supervisão de Mariana Fernandes

SEDF nega veracidade de suposto edital publicado nas redes sociais

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, Sem categoria

SEDF possui o  aval para oferecer 812 vagas imediatas, mais 3.442 vagas para a formação de cadastro de reserva

Em nota, a Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF) afirmou que é falso o suposto edital do novo concurso público da pasta que circula nas redes sociais, na última segunda-feira (20/6). De acordo com o órgão, o documento ainda está em fase de construção e o verdadeiro edital será publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). 

“O falso texto divulgado baseia-se em uma coleção de recortes com alguns trechos do Projeto Básico, que é o documento norteador para qualquer edital e, ainda, alguns trechos do edital 23, referente ao concurso de 2016”, reitera a SEDF.

Leia também: Concurso SEDF: Portaria define atribuições e requisitos de novos cargos

Prefeitura de São Luís MA define banca para concurso de Guarda Municipal

Concurso Detran-DF: diretor prevê publicação do edital no próximo mês

A autorização deste certame foi dada em março deste ano. A SEDF possui o  aval para oferecer 812 vagas imediatas, mais 3.442 vagas para a formação de cadastro de reserva, sendo distribuídas para cargos de professor, pedagogo e analista de gestão educacional. Veja:

  • Professor de Educação Básica: 776 vagas imediatas + 3.104 cadastro de reserva
  • Pedagogo-Orientador Educacional: 20 vagas imediatas + 80 cadastro de reserva
  • Analista de Gestão Educacional: 16 vagas imediatas + 258 cadastro de reserva

À época, estava previsto que o edital fosse publicado em abril deste ano, “eu preciso homologar até 30 de junho por causa da lei eleitoral. Posso chamar [os aprovados] no segundo semestre, mas não posso homologar depois do dia 30. Então, temos de fazer neste semestre ainda”, afirmou a secretária da Educação, Hélvia Paranaguá.

A remuneração ofertada varia entre os valores de R$ 2.508,26 a R$ 5.016,53 iniciais, cuja carga horária é de 20 e 40 horas semanais, respectivamente. O salário é composto do vencimento básico e da gratificação GAPED. É válido ressaltar que o vencimento pode chegar a R$ 7.757,60 no final da carreira.

Concurso SEDF: Portaria define atribuições e requisitos de novos cargos

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Secretaria de Educação tem edital previsto para junho. Os cargos oferecidos já serão impactados pelas mudanças. Confira!

Uma portaria conjunta das Secretarias de Economia e de Educação do Distrito Federal, publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (13/6), traz informações sobre as atribuições e os requisitos dos cargos da SEDF que tiveram a nomenclatura alterada em maio deste ano, pelo governo distrital. 

Ao todo, a denominação de 4 cargos da Secretaria de Educação foram modificados. Confira como era e como ficou o nome de cada cargo:

Cargo Nova nomenclatura Novos requisito 
Técnico de Gestão Educacional Analista em Políticas Públicas e Gestão Educacional Nível superior
Analista de Gestão Educacional Gestor em Políticas Públicas e Gestão Educacional Nível superior
Monitor de Gestão Educacional Monitor em Gestão Educacional  Nível superior
Agente de Gestão Educacional Técnico em Políticas Públicas e Gestão Educacional Nível médio

As atribuições e os requisitos necessários para a investidura no cargo estão descritos na página 8 do Diário Oficial do Distrito Federal. Confira aqui!

Próximo concurso

A Secretaria de Educação tem edital previsto para julho, com a oferta de 3.980 vagas para as carreiras de professor e pedagogo – orientador educacional. Já no próximo certame o cargo de analista de Gestão Educacional, agora gestor em Políticas Públicas e Gestão Educacional será contemplado com 274 vagas, sendo 16 para contratação imediata e 258 para cadastro de reserva. 

A carreira exige nível superior e oferece remuneração inicial de R $4.076,99 para 40 horas de trabalho semanais. 

Além disso, antes da lei, os cargos de  técnico e monitor exigiam apenas o nível médio. Com a aprovação do novo texto, os mesmos cargos passaram a exigir nível superior. 

Última seleção

O último concurso para efetivos da Secretaria de Educação do Distrito Federal foi realizado em 2016. O prazo de validade deste venceu em 31 de dezembro de 2021. 

Organizada pelo Cebraspe (Cespe, na época), a última seleção ofertou 2.900 vagas para as carreiras do magistério público e apoio à educação, sendo 1.170 imediatas e 1.730 para cadastro reserva e contou com 152.111 inscritos. Segundo o levantamento mais recente disponível pela Seplag DF, já foram nomeados 3.212 candidatos.

Leia também: Secretaria de Educação do DF deve publicar edital para efetivos em julho

 

Concurso SEDF: lei modifica nomenclatura de cargos de nível médio e superior 

Sala de aula - educação
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O texto sancionado vai impactar o próximo concurso da pasta. A previsão é que a seleção ocorra até julho, devido à lei eleitoral

Atenção, concurseiros! Uma lei sancionada pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, alterou a denominação de 4 cargos da Secretaria de Educação. A Lei nº 7.142/2022 foi publicada no Diário Oficial do DF, nesta sexta-feira (20/5). 

Com a lei, ficam alteradas as nomenclaturas dos cargos de Técnico de Gestão Educacional, Analista de Gestão Educacional, Monitor de Gestão Educacional e Agente de Gestão Educacional. O concurso da SEDF é um dos mais aguardados da capital. O edital está previsto para julho. Confira as mudanças:

 

Cargo Nova nomenclatura Novos requisito 
Técnico de Gestão Educacional Analista em Políticas Públicas e Gestão Educacional Nível superior
Analista de Gestão Educacional Gestor em Políticas Públicas e Gestão Educacional Nível superior
Monitor de Gestão Educacional Monitor em Gestão Educacional  Nível superior
Agente de Gestão Educacional Técnico em Políticas Públicas e Gestão Educacional Nível médio

Impacto no próximo concurso

A Secretaria de Educação tem edital previsto para julho. Já no próximo certame o cargo de analista de Gestão Educacional, agora gestor em Políticas Públicas e Gestão Educacional será contemplado com 274 vagas, sendo 16 para contratação imediata e 258 para cadastro de reserva. 

A carreira exige nível superior e oferece remuneração inicial de R$ 4.076,99 para 40 horas de trabalho semanais. 

Além disso, antes da lei, os cargos de  técnico e monitor exigiam apenas o nível médio. Com a aprovação do novo texto, os mesmos cargos passaram a exigir nível superior. 

Concurso SEDF

A Secretaria de Educação do Distrito Federal vai ofertar 3.980 vagas para as carreiras de professor e pedagogo – orientador educacional. Confira as principais informações até agora: 

Professor de educação básica

O certame vai ofertar 3.880 vagas para professor de educação básica, sendo 776 para contratação imediata e 3.104 para cadastro de reserva. As oportunidades serão divididas entre diversas disciplinas. 

O cargo tem como requisito Licenciatura em uma das áreas contempladas no edital. A remuneração inicial para uma jornada de 40 horas por semana é de R$ 5.016,53.

Pedagogo – orientador educacional: 

Segundo o projeto básico, serão ofertadas ainda 100 vagas para pedagogo – orientador educacional, das quais, 20 serão para ingresso imediato e 80 para cadastro de reserva. A remuneração inicial para a carreira de coordenador é de R$ 5.016,53 para jornada de 40 horas de trabalho por semana.

Para se inscrever, é necessário ter nível superior em pedagogia, com habilitação específica ou pós-graduação em orientação educacional.

Última seleção

O último concurso para efetivos da Secretaria de Educação do Distrito Federal foi realizado em 2016. O prazo de validade deste venceu em 31 de dezembro de 2021. 

Organizada pelo Cebraspe (Cespe, na época), a última seleção ofertou 2.900 vagas para as carreiras do magistério público e apoio à educação, sendo 1.170 imediatas e 1.730 para cadastro reserva e contou com 152.111 inscritos. Segundo o levantamento mais recente disponível pela Seplag DF, já foram nomeados 3.212 candidatos.

 

Secretaria de Educação do DF anuncia edital com mais de 4 mil vagas  para abril

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Secretária da Educação, Hélvia Paranaguá, anunciou que os aprovados podem ser convocados ainda no segundo semestre de 2022.

A Secretaria de Educação do Distrito Federal informou que o edital do concurso SEDF 2022 deve ser publicado até o mês de abril deste ano. Em razão da lei eleitoral, o certame deve ser homologado até junho 2022.

A previsão foi confirmada ao Papo de Concurseiro pela pasta. Em entrevista recente aos veículos de comunicação, a secretária da Educação, Hélvia Paranaguá, anunciou que os aprovados podem ser convocados ainda no segundo semestre de 2022.

“Eu preciso homologar até 30 de junho por causa da lei eleitoral. Posso chamar [os aprovados] no segundo semestre, mas não posso homologar depois do dia 30. Então, temos de fazer neste semestre ainda”, explicou Paranaguá. 

A empresa que vai organizar o certame, porém, ainda não está definida. Secretaria tem aval para oferecer 812 vagas imediatas, mais 3.442 vagas para a formação de cadastro de reserva. Os cargos contemplados serão os de professor, pedagogo e analista de gestão educacional, distribuídos da seguinte forma:

  • Professor de Educação Básica: 776 vagas imediatas + 3.104 cadastro de reserva
  • Pedagogo-Orientador Educacional: 20 vagas imediatas + 80 cadastro de reserva
  • Analista de Gestão Educacional: 16 vagas imediatas + 258 cadastro de reserva

Os aprovados e nomeados vão receber remuneração que varia entre os valores de R$ 2.508,26 a R$ 5.016,53 inicias, composta do vencimento básico e da gratificação GAPED. A jornada de trabalho desses servidores também varia entre 20h ou 40h. Veja como fica a remuneração :

  • Carga horária de 20h: R$ 1.929,43 (vencimento) e R$ 578,83 (GAPED)
  • Carga horária de 40h: R$ 3.858,87 (vencimento) e R$ 1.157,66 (GAPED)

O quadro remuneratório é composto de 25 padrões, tanto para aqueles que atuam 20h, como para aqueles que atuam 40h. Ao final da carreira, um servidor ocupante do cargo de professor por fazer jus ao valor de R$ 7.757,60.

O última seleção

O último concurso para efetivos da Secretaria de Educaçãod o Distrito Federal foi realizado em 2016. O prazo de validade deste venceu em 31 de dezembro de 2021. 

Organizada pelo Cebraspe (Cespe, na época), a última seleção ofertou 2.900 vagas para as carreiras do magistério público e apoio à educação, sendo 1.170 imediatas e 1.730 para cadastro reserva e contou com 152.111 inscritos. Segundo o levantamento mais recente disponível pela Seplag DF, já foram nomeados 3.212 candidatos.

 

SEDF forma comissão para concurso que vai ofertar mais de 4 mil vagas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos Públicos, Distrito Federal, DODF, educação, GDF

A Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF) publicou, no Diário Oficial desta quinta-feira (10/2), a formação da comissão organizadora do concurso previsto para as carreiras de magistério público e de assistência à educação. O grupo ficará responsável, segundo a publicação, pelo planejamento, organização e execução do certame, que terá a oferta de 4.254 vagas.

De acordo com a Portaria, a equipe é composta por representantes e suplentes das seguintes unidades administrativas:

I – Gabinete;

II – Subsecretaria de Gestão de Pessoas;

III – Subsecretaria de Administração Geral;

IV – Subsecretaria de Educação Básica;

V – Subsecretaria de Educação Inclusiva e Integral;

VI – Subsecretaria de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação;

VII – Subsecretaria de Apoio às Políticas Educacionais;

VIII – Subsecretaria de Infraestrutura Escolar.

A oferta de vagas foi oficializada no DODF da última segunda (7). Das 4.254 vagas, serão 812 para contratação imediata e 3.442 para formação de cadastro de reserva.  As oportunidades serão para as carreiras de professor de Educação Básica, pedagogo-orientador educacional e analista de Gestão Educacional. Veja a distribuição:

  • Professor de Educação Básica: 776 vagas imediatas e 3.104 para cadastro de reserva
  • Pedagogo-orientador educacional: 20 vagas imediatas e 80 para cadastro de reserva
  • Analista de Gestão Educacional: 16 vagas imediatas e 258 para cadastro de reserva

Professores efetivos da SEDF que trabalham 20 horas por semana possuem vencimentos iniciais de R$ 2.983,69, mais gratificações. Já docentes com jornada de 40 horas têm direito a ganho inicial de R$5.370,64, além de gratificações.

Professores do DF contestam erros de seleção na Justiça

Sala de aula - educação
Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, educação, GDF, temporário

Karolini Bandeira* — Desde que teve o gabarito liberado em 2021, o processo seletivo para professores substitutos da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF), tem sido alvo de críticas pelos candidatos. Segundo inscritos, diversos erros foram encontrados na prova e a correção não foi satisfatória. Homologado nas últimas semanas, o certame agora é foco de um mandado de segurança aberto por professores nesta terça-feira (8/2).

Em contato ao Papo de Concurseiro, uma fonte (que preferiu não ser identificada) afirmou que a denúncia foi aberta por mais de 60 candidatos que se sentiram prejudicados pelo resultado final da seleção. “O nosso mandado de segurança com o dossiê das investigações é com mais de 60 professores que se organizaram durante todo o andamento do processo seletivo, são profissionais que já trabalharam na Secretaria de Educação por anos e possuem excelente qualificação, é um grupo, inclusive, composto por professores aprovados, mas que foram prejudicados por causa dos erros de todo o certame.”

Os professores têm pressa na reivindicação, já que o semestre letivo do ensino público do DF começa nas próximas semanas. Representantes do grupo chegaram a se reunir com o senador Izalci Lucas (PSDB), que é professor e luta pelos direitos da categoria, para debater sobre a demanda.

“Existem diversos mandados de segurança de outros candidatos individuais. O nosso mandado de segurança tem peso, por ter bastante evidência e jurisprudência das ilegalidades. Ele não foi indeferido. Mas está havendo certa lentidão mesmo ele tendo caráter emergencial”, ressaltou a professora.

A candidata ainda salientou que, devido ao número elevado de reprovados — cerca de 17 mil inscritos —, diversas escolas ficarão sem professores nas áreas de disciplinas específicas. O déficit de servidores no ensino público da capital foi reforçado pelo Sindicato dos Professores (Sinpro-DF), que, em nota publicada nesta terça (8), denunciou que sem um novo concurso público previsto para efetivos, “a carência de professores e orientadores educacionais beira o caos”.

‘Erros, incoerência e ambiguidade’

A candidata levantou reclamações que são feitas desde o início de janeiro por diversos inscritos da seleção. “Desde que foi feito, todos os professores encontraram erros na prova, desde incoerência com conteúdo do edital, até ambiguidade das questões e cobrança de lei que não existe mais. Foi publicado o gabarito preliminar e recursos foram feitos, saíram resultados dos recursos e gabarito oficial com diversos erros novamente. Erro em cálculo de nota, correção de questões e outros.”

No dia 10 do último mês, inscritos na seleção se reuniram em uma manifestação para contestar os erros encontrados nos gabaritos. O ‘panelaço’ foi realizado na frente da sede da banca organizadora. Para os manifestantes, a alteração de 15 questões da prova expressa uma correção errônea das provas. “Está sendo difícil para todos, todavia esperamos um processo pautado na legalidade e que averiguem todas as irregularidades neste certame”, publicou a professora Jaqueline Santos, presente no ato.

Questionada pelo Papo de Concurseiro, a banca organizadora, o Instituto Quadrix, destacou que “preza pela transparência” e chegou a contratar uma nova banca isenta para reavaliar os itens. “São 1.600 questões. Só 18 foram questionados, três vão ser anulados e quinze serão alterados. É menos de 0,01% da prova”, destacou a assessoria da Quadrix. Ainda de acordo com a empresa, as últimas seleções da SEDF realizadas pela banca — em 2016 e 2018 —, tiveram mais questões anuladas. “Em 2018, foram 33 itens anulados.”

SEDF contrata substitutos

O concurso busca preencher o cadastro reserva para o cargo de professor substituto temporário da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Os candidatos aprovados terão remuneração inicial de R$ 1.929,43 para 20 horas semanais de trabalho e R$ 3.858,87 para 40 horas semanais.

Organizado pelo Instituto Quadrix, os exames foram compostos por 100 itens. As questões de certo ou errado cobraram as disciplinas de Lei de diretrizes e bases da educação nacional; fundamentos e bases legais da educação; currículo e produção do conhecimento; processo de ensino – aprendizagem, gramática e interpretação de texto; Lei Orgânica do Distrito Federal; Lei Complementar 840/11; Estatuto da Criança e do Adolecente; Ride; e bases legais e temas da educação Nacional e Distrital.

*Estagiária sob supervisão de Ronayre Nunes

Ibaneis planeja lançar novo concurso para educação

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha

Após novas nomeações, cadastro de reserva de certame anterior foi zerado

O governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou, por meio de rede social, que vai encaminhar novo concurso para área de educação do Distrito Federal. A publicação foi feita na última sexta-feira (29/10) após novos servidores serem chamados para tomar posse. Ibaneis anunciou a nomeação de 431 candidatos da Secretaria de Educação, sendo 337 professores e 94 da carreira de assistencial. Com esses novos nomeados, o governador disse que o cadastro de reserva será zerado e um novo concurso, encaminhado.

 

 

Atualmente, a Secretaria de Educação do Distrito Federal está com inscrições abertas para professor substituto em diversas especialidades. Os interessados podem se inscrever por meio do site da banca Quadrix até o dia 10 de novembro.

Leia também: SEDF abre inscrições para professores; edital tem alterações 

Preparatório para concursos oferece aulão solidário para seleção da SEDF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

 

O edital para o concurso da Secretária da Educação do Distrito Federal (SEDF) para profissionais temporários já foi publicado. A nova seleção oferta vagas para formação de cadastro reserva em diversas áreas do nível superior para o cargo de professor substituto temporário e as provas acontecem em dezembro. E, para ajudar os concurseiros nos estudos o IMP Concursos preparou um aulão solidário.

O evento será em 16 de outubro, das 8h15 às 11h45, na unidade Águas Claras.  Na sala de aula, o time de especialistas Fernando Sousa, Janaina Souto e Thiago Medeiros irá mostrar os pontos altos de Conhecimentos Pedagógicos, Gramática e Orientações Gerais durante o aulão.

Para participar, os candidatos deverão realizar as inscrições gratuitas por meio do link e realizar a confirmação mediante doação de 2 litros de leite integral, a serem entregues no dia do evento. As doações serão destinadas à Associação Solidária Formiguinhas, que atende crianças entre 2 e 10 anos e fica em Samambaia Norte.

Informações Importantes:

  • O material será elaborado pelos professores e entregue no dia da aula.
  • Apenas a inscrição não garante a vaga no evento. É necessário entregar a doação no dia.
  • As inscrições acontecem até a véspera do evento.
  • Carga horária contabilizada em horas-aula. Cada hora-aula corresponde a 40 minutos.
O concurso 
O edital de abertura da nova seleção para professores substitutos da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF) visa selecionar profissionais por meio de formação de cadastro de reserva.  Os profissionais contratados irão atuar nos turnos noturno e diurno, com jornada semanal de 20 e 40 horas, respectivamente.
De acordo com o edital, publicado no site do Instituto Quadrix, a remuneração é fixada proporcionalmente à hora-aula de efetivo trabalho, tendo como referência os vencimentos básicos correspondentes aos padrões iniciais da carreira de magistério público do Distrito Federal (professor de educação básica – 20 horas: R$ 1.929,43 e professor de educação básica – 40 horas: R$ 3.858,87), adicionados das gratificações abaixo:
Gratificação de Atividade Pedagógica (R$ 578,83 – 20h / R$ 1.157,66 – 40h);
Gratificação de Atividade de Alfabetização
Gratificação de Atividade de Ensino Especial
Gratificação de Atividade em Zona Rural
Gratificação de Atividade de Docência em Estabelecimento de Ensino Diferenciado
Gratificação de Atividade de Docência em Estabelecimento de Restrição e Privação de Liberdade
A convocação de candidatos aprovados deverá obedecer à ordem de classificação  do banco de reservas destinado a cada região.
Inscrições 
As inscrições deverão ser feitas pelo site do Instituto Quadrix das 10h de 18 de outubro às 23h59 de 10 de novembro. Para participar, será necessário pagar taxa nos valores de R$ 49,50 (professor diurno) e R$ 20,40 (professor noturno).  Saiba tudo sobre o concurso aqui!

Secretaria de Educação do DF contrata banca de seleção para temporários

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Karolini Bandeira*- O processo seletivo para contratação de professores substitutos da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF) teve banca organizadora oficialmente contratada nesta terça-feira (31/8). De acordo com extrato de contratação publicado no Diário Oficial, o Instituto Quadrix foi a empresa escolhida.

O Quadrix já havia sido definido como organizador em 2020. O contrato foi renovado e agora será válido por 12 meses, com possibilidade de prorrogação.

O concurso foi novamente autorizado em junho deste ano e, de acordo com a secretária da Educação do DF, Hélvia Paranaguá, o edital será publicado ainda em 2021. Os professores serão contratados por formação de cadastro de reserva.

Três concursos para a educação em 2021

Em entrevista ao CB.Poder dia 20 de agosto, a secretária da Educação do Distrito Federal informou que existem três concursos para efetivos e temporários a serem publicados este ano. As oportunidades, segundo a secretária, serão para cargos de magistério e assistência. “Temos previsão para, este ano, (abrir) três concursos na área de educação: na carreira do magistério público, de assistência à educação e de contrato temporário”, confirmou Paranaguá.

SEDF planeja zerar lista de aprovados

Também há notícia boa para os professores aprovados no concurso público para efetivos da SEDF de 2016! Hélvia afirmou que o Executivo pretende zerar o banco de profissionais aprovados excedentes que aguardam a nomeação. Até o fim do próximo mês, serão convocados 300 professores e 100 profissionais para a área da assistência.

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer