Dois meses para a prova! Como se preparar para o concurso do Banco do Brasil?

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Concursos, Concursos Públicos, Dicas de estudo, Empresa pública

O concurso oferece 4.480 vagas para o nível médio; inscrições ainda abertas

Karolini Bandeira*- Faltam dois meses para as provas do concurso público do Banco do Brasil (BB), com mais de 4.000 vagas para âmbito nacional. Previstas para 26 de setembro, os exames contarão com 70 questões e uma redação. Nesta reta final, o ideal é que os preparos sejam intensificados, por isso, o Papo de Concurseiro conversou com o especialista em conhecimentos bancários e professor do IMP Concursos, Léo França, para entender melhor sobre os exames e como se planejar.

Como serão as provas?

Como as áreas de atuação são distintas, os conteúdos previstos no exame também são diferentes. Para os escriturários da área comercial, as provas contarão com 70 questões, sendo 45 de conhecimentos específicos e 25 de conhecimentos básicos. Veja as disciplinas:

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Língua Inglesa (cinco questões com valor de um ponto cada);
  • Matemática (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Atualidades do Mercado Financeiro (cinco questões com valor de um ponto cada).

Conhecimentos específicos

  • Matemática Financeira (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos Bancários (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos de Informática (15 questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Vendas e Negociação 15 questões com valor de 1,5 ponto cada).

Para os escriturários com foco em tecnologia da informação, as provas também terão 70 questões, sendo 25 de básicos e 45 de específicos. O conteúdo específico, entretanto, será bem diferente do conteúdo para a outra ocupação. Veja!

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Língua Inglesa (cinco questões com valor de um ponto cada);
  • Matemática (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Atualidades do Mercado Financeiro (cinco questões com valor de um ponto cada).

Conhecimentos específicos

  • Probabilidade e Estatística (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos Bancários (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Tecnologia da Informação (35 questões com valor de 1,5 ponto cada).

Especialista indica estudar diariamente

O especialista Léo França ressalta que é, sim, possível iniciar as preparações nos últimos dois meses antecedentes à prova e ser aprovado. “Desde que estude com planejamento e organização”, reforçou o professor. “Deve-se montar planilha de estudos diários, abarcando todas as disciplinas e com ênfase no conteúdo específico. Alternando entre teoria e resolução de questões, inclusive de concursos anteriores da área bancária. E sem menosprezar a redação”, aconselhou.

Os inscritos vão passar por provas objetivas, com caráter eliminatório e classificatório, e por redação, de caráter eliminatório. O professor aconselha se preparar bastante para a dissertação: “A dica é simular o ambiente e o tempo de prova (em média, gasta-se uma hora para a redação, que compreende: introdução, desenvolvimento e conclusão).”

França ressaltou os assuntos constantes da disciplina de atualidades do Sistema Financeiro Nacional, que podem vir a ser tema de redação. Algumas das possibilidades citadas pelo especialista foram: Os bancos na Era Digital: Atualidade, tendências e desafios; Internet banking; Mobile banking; Open banking; Novos modelos de negócios; e Fintechs, startups e big techs.

Como dicas pessoais, França indicou elaborar duas ou três redações por semana, ler artigos relacionados à disciplina atualidades do Sistema Financeiro, mesclar entre teoria e resolução de exercícios, estudar com mais intensidade as disciplinas de conhecimentos específicos e dividir os turnos de estudo. “Caso não disponha de um dia inteiro para estudar, você pode adaptar ao tempo possível de estudo. Mas de forma planejada e organizada”, disse. Por fim, o especialista lembrou aos concurseiros: “A dor é temporária. O benefício do seu esforço será para sempre!”

Duas áreas

O certame lançado este ano pelo BB é diferente do que a empresa geralmente abre. Desta vez, foram abertas oportunidades em dois cargos de diferentes especialidades para todo o território nacional. Ao todo, são 4.480 vagas, sendo 4.000 para agente comercial – escriturário (sendo 2.000 imediatas e 2.000 para cadastro de reserva) e 480 para agente de tecnologia – escriturário de TI (sendo 240 imediatas e 240 para cadastro de reserva).

O agente comercial deverá prestar serviços aos clientes nas agências, enquanto os agentes de tecnologia terão o papel de atuar com foco em Internet Banking. Ambos as carreiras têm como remuneração inicial R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais. Além do salário base, há ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e cesta alimentação, no valor mensal de R$ 654,87.

As profissões têm a possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; e previdência complementar. Além dos benefícios, o banco também irá oferecer aos selecionados bolsas de idiomas, incentivos para graduação, pós-graduação lato sensu, mestrado e doutorado, oportunidades de mentoria, compartilhamento de experiências e hackathons.

Ambos os cargos são de nível médio.

Inscrições até 28 de julho

As inscrições são aceitas pelo site da banca Cesgranrio apenas até 28 de julho. A participação custa R$ 38. Veja mais detalhes!

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco

O que vai cair na prova do Banco do Brasil? Saiba como será a avaliação do concurso

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, Empresa pública

São mais de 4.000 vagas para todo o Brasil

Karolini Bandeira*- As provas do concurso público do Banco do Brasil (BB), que oferece mais de 4.000 em todo o Brasil, serão realizadas em 26 de setembro! Dúvidas sobre qual será o conteúdo cobrado na etapa e como ele será distribuído são normais, por isso, trouxemos para você informações detalhadas sobre quais são os assuntos previstos para a prova. Confira!

Duas áreas

O certame lançado este ano pelo BB é diferente do que a empresa geralmente abre. Desta vez, são abertas oportunidades em dois cargos de diferentes especialidades para todo o território nacional. Ao todo, são 4.480 vagas, sendo 4.000 para agente comercial – escriturário (sendo 2.000 imediatas e 2.000 para cadastro de reserva) e 480 para agente de tecnologia – escriturário de TI (sendo 240 imediatas e 240 para cadastro de reserva).

O agente comercial deverá prestar serviços aos clientes nas agências, enquanto os agentes de tecnologia terão o papel de atuar com foco em Internet Banking. Ambos as carreiras têm como remuneração inicial R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais. Além do salário base, há ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e cesta alimentação, no valor mensal de R$ 654,87.

As profissões têm a possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; e previdência complementar. Além dos benefícios, o banco também irá oferecer aos selecionados bolsas de idiomas, incentivos para graduação, pós-graduação lato sensu, mestrado e doutorado, oportunidades de mentoria, compartilhamento de experiências e hackathons.

Ambos os cargos são de nível médio.

Conteúdo para agente comercial

Como as áreas de atuação são distintas, os conteúdos previstos no exame também são diferentes. Para os escriturários da área comercial, as provas contarão com 70 questões, sendo 45 de conhecimentos específicos e 25 de conhecimentos básicos. Veja as disciplinas:

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Língua Inglesa (cinco questões com valor de um ponto cada);
  • Matemática (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Atualidades do Mercado Financeiro (cinco questões com valor de um ponto cada).

Conhecimentos específicos

  • Matemática Financeira (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos Bancários (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos de Informática (15 questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Vendas e Negociação 15 questões com valor de 1,5 ponto cada).

Conteúdo para agente de tecnologia

Para os escriturários com foco em Tecnologia da Informação, as provas também terão 70 questões, sendo 25 de básicos e 45 de específicos. O conteúdo específico, entretanto, será bem diferente do conteúdo para a outra ocupação. Veja!

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa (dez questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Língua Inglesa (cinco questões com valor de um ponto cada);
  • Matemática (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Atualidades do Mercado Financeiro (cinco questões com valor de um ponto cada).

Conhecimentos específicos

  • Probabilidade e Estatística (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada);
  • Conhecimentos Bancários (cinco questões com valor de 1,5 ponto cada); e
  • Tecnologia da Informação (35 questões com valor de 1,5 ponto cada).

Especialista indica estudar bastante para a redação

Além da prova objetiva de múltiplas escolhas, os inscritos também passarão por redação sobre atualidades. Ao Papo de Concurseiro, o especialista em Conhecimentos Bancários e Atualidades do Sistema Financeiro Nacional e professor do IMP Concursos, Léo França, falou que é muito importante treinar bastante para a dissertação.  “A dica é simular o ambiente e o tempo de prova (em média, gasta-se 1 hora para a redação, que compreende: introdução, desenvolvimento e conclusão)”.

França também indicou os os assuntos constantes da disciplina de Atualidades do Sistema Financeiro Nacional, que podem vir a ser tema de redação. Algumas das possibilidades citadas pelo profissional foram: Os bancos na Era Digital: Atualidade, tendências e desafios; Internet banking; Mobile banking; Open banking; Novos modelos de negócios; e Fintechs, startups e big techs. Confira aqui todas as dicas do professor!

Inscrições até 28 de julho

As inscrições são aceitas pelo site da banca Cesgranrio até 28 de julho. A participação tem o valor de R$ 38. O concurso será composto de aplicação de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, prova de redação, de caráter eliminatório, aferição da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos pretos ou pardos e procedimentos admissionais e perícia médica. Veja mais detalhes!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Concurso do Banco do Brasil: último dia para pedidos de isenção de taxa

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Concursos, Concursos Públicos, Empresa pública

Karolini Bandeira*- Atenção, concurseiros! O prazo para pedidos de isenção no concurso público do Banco do Brasil é encerrado nesta quinta-feira (1°/7). O edital de abertura prevê a gratuidade para inscritos no CadÚnico, membros de família de baixa renda e doadores de medula óssea.

Os interessados devem solicitar o benefício pelo site da banca organizadora, Fundação Cesgranrio, e encaminhar as documentações comprobatórias. O resultado final dos pedidos será divulgado no dia 20 de julho. Caso a solicitação seja indeferida, os inscritos podem efetuar o pagamento da taxa, de R$ 38, em qualquer banco até 29 de julho. Solicite aqui a isenção da taxa!

Inscrições abertas até 28 de julho

O concurso do Banco do Brasil oferta, ao todo, 4.480 vagas como escriturário para diversos estados e o Distrito Federal. O salário inicial é de R$ 3.022,37. Veja a distribuição das vagas:

  • 2.000  vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2.000 de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios
  • 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI

As chances são para os estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e no Distrito Federal.

Para participar da seleção, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

O concurso será composto de aplicação de provas objetivas, de caracteres eliminatório e classificatório, prova de Redação, de caráter eliminatório, aferição da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos (as) pretos (as) ou pardos (as), e procedimentos Admissionais e Perícia Médica. Confira os detalhes aqui!

 

Confira:

Especialista dá dicas de preparação para cargo de escriturário

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Concurso Banco do Brasil: sindicato considera insuficiente número de vagas ofertadas

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Concursos, Concursos Públicos, Distrito Federal, Empresa pública

Karolini Banderia*- Para sindicalistas da área, a oferta de vagas do novo concurso público aberto pelo Banco do Brasil (BB) para escriturários é “insuficiente” diante da quantidade de postos de trabalho fechados nos últimos anos e não supre a verdadeira necessidade de servidores do quadro de pessoal da empresa.

“A contratação de mais trabalhadores é uma cobrança recorrente do Sindicato para reduzir a sobrecarga de trabalho, fortalecer o papel social do BB e melhorar o atendimento à população. Neste sentido, sem dúvida a abertura do concurso é uma boa notícia”, comemorou o dirigente do sindicato dos bancários e servidor do BB, Diego Carvalho. Mas expôs: “Entretanto, diante do número de postos de trabalho fechados nos últimos anos, consideramos o número de vagas insuficiente.”

O concurso

São abertas, ao todo, 4.480 vagas para escriturários, com salário inicial de R$ 3.022,37. As chances são distribuídas da seguinte forma:

  • 2.000 vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2.000 de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios;
  • 240 vagas para Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI.

As chances são para os estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins, além do Distrito Federal.

As inscrições têm valor de R$ 38 e podem ser realizadas no período de 24 de junho a 28 de julho. Para participar, é necessário possuir nível médio. A realização das provas está prevista para 26 de setembro de 2021. Confira todos os detalhes aqui!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Concurso do Banco do Brasil saíra ainda neste ano, diz presidente da instituição

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Concursos, Concursos Públicos

O Banco do Brasil informou à coluna que segue avançando no planejamento para o próximo concurso. Segundo o órgão, o processo está agora em fase de elaboração das regras do edital e “possui caráter confidencial até a sua publicação”. Mas, recentemente, o presidente do órgão, Fausto Ribeiro, disse durante um evento de líderes da instituição que a seleção sairá em breve. “Concurso do Banco do Brasil ainda este ano”, disse.

A seleção procura contratar jovens profissionais que desejam construir carreira em diferentes áreas da tecnologia, como analytics, inteligência artificial, desenvolvimento de software e aplicativos, dentre outras.

De acordo com a Agência Estado, com as medidas de isolamento durante a pandemia de coronavírus e o aumento do tipo de trabalho home office, a procura de profissionais da área de TI aumentou. O concurso, de âmbito nacional, exigirá conhecimento na área. Os 120 profssionais aprovados na seleção deverão passar por uma imersão tecnológica oferecida pelo banco. A previsão é de um salário inicial de cerca de R$ 3,8 mil, somando benefícios.

Além disso, os aprovados ainda terão o privilégio de serem acompanhados por executivos de alta patente, que farão um trabalho de mentoria e capacitação. Os executivos irão ajudá-los a construir a perspectiva de uma carreira de longo prazo. A intenção do banco é desenvolver um processo nos moldes dos programas de trainees da iniciativa privada. Mais informações sobre o método de seleção do certame ainda não foram divulgadas pela empresa.

Com concurso previsto para 2021, Banco do Brasil divulga perfil de funcionários

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Concursos, Concursos Públicos

Em pouco mais de um ano, instituição perdeu aproximadamente 7 mil servidores

 

Karolini Bandeira*- A Administração do Banco do Brasil (BB) divulgou, no Diário Oficial da União da última sexta-feira (26/2), relatório com informações sobre o quadro de servidores da instituição em 2020. O documento informa dados de distribuição geográfica de funcionários, quantidade de cargos ocupados e predominância de gênero e escolaridade. Um concurso público da instituição segue previsto para 2021.

De acordo com o relatório, as agências do BB são compostas, majoritariamente, por homens. Em dezembro, foi mapeado que 53.028 servidores eram do sexo masculino, enquanto 38.645 eram funcionárias mulheres. Ainda segundo os dados do mês, a maioria dos trabalhadores possui nível superior de ensino: 48.275 têm mestrado ou doutorado, 31.735 têm graduação, 11.505 possuem o nível médio e outros 158 apresentam outro tipo de formação.

Boa parte dos profissionais buscam subir de cargo  a partir de desenvolvimento profissional. O desenvolvimento interno pode ser alcançado através da Universidade Corporativa do Banco do Brasil (UniBB). No último ano, um acordo de cooperação técnica foi oficializado entre o banco e a Bolsa de Valores do Brasil (B3). “O acordo é um convênio de cooperação mútua para o desenvolvimento de ações educacionais e apoio a projetos e atividades de interesses comuns. Uma das ferramentas utilizadas é o Hub de Educação Financeira, plataforma que reúne conteúdos sobre finanças produzidos pela B3 e seus parceiros, como o BB”, informa a Administração.

 

Distribuição geográfica

De acordo com os dados apurados, os funcionários atuam predominantemente na região Sudeste. Em dezembro, a região concentrava 39.800 do número total de profissionais. O Centro-Oeste fica em segundo lugar  no ranking, com 16.650 dos trabalhadores. Atrás, temos a região Sul (16.136), Nordeste (15.106) e, por fim, Norte (3.981).

 

BB perdeu pouco mais de 7 mil trabalhadores nos últimos anos

O relatório revelou as perdas no número de funcionários de 2019 para 2020. No ano retrasado, a instituição possuía 93.190 colaboradores. Em 2020, o quadro foi reduzido para 91.673, contabilizando uma perda de 1.517 funcionários devido a aposentadorias e desligamentos no decorrer do ano. Em janeiro de 2021, com o Programa de Demissão Voluntária (PDV) — implementado pelo BB para reduzir as despesas anuais —, o desligamento foi aderido por mais 5.533 empregados, resultando em um corte total de 7.050 funcionários em pouco mais de um ano.

Com PDV encerrado em 5 de fevereiro, o BB deverá fechar as portas de 361 unidades de atendimento — do número, 361 são agências. O processo é burocrático e deverá se estender até o mês de junho. Ainda segundo a instituição, o programa deverá gerar uma redução de despesas anual de R$ 780 milhões. Além da meta de redução de gastos (objetivo é de redução de 10%), o intuito dos cortes do PDV é aumentar a eficiência do banco.

 

Saiba mais:

Banco do Brasil lança programas para cortar 5 mil funcionários

 

Fechamento de agências não impacta concurso previsto

Felizmente, o enxugamento de funcionários e o fechamento de agências não alteram o concurso público projetado para este ano. Isso porque todas as vagas abertas são para o setor digital do banco, na área de tecnologia da informação (TI). Os profissionais contratados deverão trabalhar nas agências digitais, sem conexão com as unidades que serão fechadas.

 

Concurso terá 120 vagas

Anunciado em agosto de 2020, com 120 vagas previstas para a área de tecnologia da informação, o concurso público do Banco do Brasil segue em fase de planejamento. De acordo com a Assessoria de Imprensa do banco, os estudos para a publicação do edital de abertura estão avançados! A seleção procura contratar jovens profissionais que desejam construir carreira em diferentes áreas da tecnologia, como analytics, inteligência artificial, desenvolvimento de software e aplicativos, dentre outras. O concurso, de âmbito nacional, exigirá conhecimento na área de TI. Os 120 profissionais aprovados na seleção deverão passar por uma imersão tecnológica oferecida pelo banco. A previsão é de um salário inicial de cerca de R$ 3,8 mil, somando diversos benefícios. Saiba mais!

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

PCDF, SEEDF, BB, INSS, Depen: confira as lives gratuitas para concursos dessa semana

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo

Os últimos dias de junho e os primeiros de julho terão uma série de lives gratuitas oferecidas por cursinhos preparatórios para concursos como PCDF, SEE DF, Depen e muito mais! Confira:

Gran Cursos Online

Teste seus conhecimentos – Banco do Brasil – 13h
Entre os dias 29 de junho e 3 de julho
Acesse aqui 

 

5/7 – Maratona de questões para o INSS – 8h
Acesse aqui 

 

30/6 – Gabaritando Penal para o concurso do Depen – 12h
Com a professora Carolina Carvalhal
Acesse aqui 

 

30/6 – Divã do concurseiro – 19h
Com a psicóloga Juliana Gebrim
Acesse aqui 

 

 

Direção Concursos

29/6, 19h – Perspectiva BB com o professor Beto Fernandes
Acesse aqui 

29/6, 19h – Procrastinação e Ansiedade: duas barreiras para os concurseiros, com a consultora de concursos públicos Bethania
Acesse aqui 

30/6, 19h – Cenário Geral ISS Fortaleza, com professsor Igor Cintra
Acesse aqui 

1/7, 19h – Informática Avançada para o concurso PC PR, com professor Victor Dalton
Acesse aqui 

2/7, 21h – Técnico Judiciário do TSE, conheça a carreira
Acesse aqui 

3/7, 20h – Como fui aprovado no TCU e no Senado Federal?, com professor Marcel Guimarães
Acesse aqui 

4/7, 14h – Simulado de Direito Constitucional para PC PR com professora Nathália Masson
Acesse aqui 

 

IMP Concursos

1/7 

Redação SEM NEURA – às 10h
Profª Vânia Araújo

Administração Ponta a Ponta – às 13h
Preparação para carreiras administrativas com José Wesley

Currículo na LDB para SEDF – às 18h
Profª Vânia Rêgo

Como conseguir uma Preparação de Alto Desempenho para PCDF – Agente de Polícia – às 19h
Prof. Vitor Falcão e Freitas Jr.

3/7

Administração Ponta a Ponta – às 09h
Preparação para carreiras administrativas com José Wesley

Minicurso – Direito Administrativo – às 12
Aprendendo atos administrativos – extinção dos atos: do básico ao aprofundado, aula 7
Prof. José Trindade

As lives podem ser acessadas aqui 

Presidente do Banco do Brasil defende privatização da instituição no Congresso

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Governo federal, Poder Executivo, privatização

Em reunião com os parlamentares da comissão do Congresso que acompanha as ações econômicas relativas à pandemia de coronavírus, o  presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, admitiu, nesta segunda-feira (8), que há uma dificuldade dos bancos em se interessarem pelo crédito para o pequeno empresário neste momento.

“E não é uma demanda saudável. É a demanda dos desesperados. Não é uma demanda para produzir, não é uma demanda para vender, não é uma demanda para investir.”

Ele também causou polêmica ao defender a privatização do banco, após dizer que a competição será muito intensa nos próximos anos.

“A minha dúvida é se, com as amarras que nós temos do setor público, vamos ter velocidade de transformação que nos permita uma adaptação a esse novo mundo. Eu sinceramente desconfio que não”, disse ele. “Hoje, o Banco do Brasil, apesar de ser extremamente eficiente, ter um pessoal extremamente qualificado e dedicado, concorre com os outros bancos com bolas de chumbo amarradas aos pés. As decisões são todas demoradas, têm que passar por TCU, Sest, Secom, CGU…”, continuou.

O deputado Mauro Benevides Filho (PDT-CE) estranhou que Novaes tenha passado boa parte da sua apresentação inicial destacando títulos conquistados pelo banco como o de “Banco Mais Inovador da América Latina”, concedido pela revista Global Finance, e em seguida tenha afirmado que é preciso se desfazer da instituição.

O deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) também discordou de Novaes. Ele disse que o Banco do Brasil, como um banco público, tem um importante papel para o desenvolvimento da economia brasileira.

“Ele deveria continuar sendo do povo brasileiro. É fundamental ele continuar apoiando a agricultura. E, evidente, ele não pode ter uma lógica só de ter lucros”, salientou o deputado.

Empréstimos
Sobre os empréstimos para pequenas empresas, Rubem Novaes ainda disse que o Banco do Brasil vem fazendo a sua parte e que já prorrogou quase R$ 25 bilhões de empréstimos de pequenas e médias empresas. Os novos créditos, porém, atingiram pouco mais de R$ 8 bilhões.

A diretoria do banco confirmou um questionamento do relator, deputado Francisco Jr (PSD-GO): clientes que não pagaram as suas dívidas há menos de 5 anos não terão acesso a crédito novo no BB, mesmo na situação atual. Novaes explicou que os bancos buscam a rentabilidade.

“É muito difícil atingir o pequenininho. O custo de servir, o custo de atingir o pequeno geralmente não compensa para o sistema bancário. O banco passa a ter outras atividades que o remuneram melhor. Se tem uma atividade com menor atratividade, o banco vai buscar aquilo que lhe interessa mais fazer, é natural”, afirmou.

O presidente do Banco do Brasil disse que o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) deve decolar agora porque o governo vai garantir 85% do prejuízo dos créditos não pagos.

O relator da comissão mista, deputado Francisco Jr., reclamou que vários requerimentos de informação dos parlamentares não estão sendo respondidos pelo governo. O presidente da comissão, senador Confúcio Moura (MDB-RO), disse que vai ligar para as autoridades responsáveis para cobrar as respostas.

 

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Senado, PCDF e BB: preparatório para concursos oferece lives gratuitas

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Coronavírus, Dicas de estudo, Distrito Federal, Poder Legislativo, Senado Federal

Em tempos de quarentena, necessária para evitar a propagação do coronavírus, as lives tem sido bem populares. E não seria diferente para os concursos públicos, certo?

Assim, o IMP Concursos elaborou uma programação especial para os concursandos que não querem perder o ritmo durante o período de distanciamento social.

Por meio da plataforma online do cursinho serão disponibilizadas diversas lives, preparadas por professores da instituição, com conteúdos específicos para os concursos da Polícia Civil do DF, Senado Federal e Banco do Brasil.

PCDF

Com a chegada do novo coronavírus (Covid-19) ao Brasil, a aplicação das provas objetivas e discursivas do concurso da PCDF para o cargo de Escrivão da Polícia foram adiadas. A medida seguiu a orientação do Governo do Distrito Federal. Mais de 50 mil candidatos se inscreveram para concorrer às 300 vagas do certame, que agora aguarda o momento oportuno para divulgação de novo cronograma. Ainda sobre a PCDF, outro certame aguardado com expectativa pelos concursandos são as provas para o cargo de Agente de Polícia. Nesse caso, ainda precisa ser definida a banca organizadora.

 

Senado

Paralelo as provas da Polícia, outro grande concurso muito esperado para  2020 é o do Senado Federal. A publicação do edital estava prevista para o primeiro semestre do ano, contudo, por conta do esforço contra a propagação da Covid-19 a comissão organizadora já anunciou que haverá atrasos.

 

Faça aqui um simulado gratuito e comentado para o concurso do Senado Federal! 


BB

No último dia 31 de março, o Diário Oficial da União trouxe a publicação da Portaria de nº 8.775, que estabelece um novo quadro de pessoal do Banco do Brasil. A publicação aumentou a expectativa com relação a um possível novo concurso do banco. Saiba mais aqui! 

 

Tendo isso posto, as aulas serão transmitidas pelo canal do YouTube da Instituição. Algumas já passaram, mas as gravações ainda pode ser conferidas. Confira toda a programação:

 

15/04

Atos administrativos, às 12h, com professor  José Trindade;

Mini curso de PNE – Plano Nacional de Educação para SEDF – Parte I, às 15h, com professora Vânia Rêgo;

Direito Penal parte Especial, às 19h, com professor Vitor Falcão;

Matemática em exercícios para PCDF, às 19h, com professor Antônio Geraldo;

 

16/04 

Princípios do Direito Penal para o Senado Federal, às 9h, com professor  Rodrigo Larizzatti;

Direitos Políticos, às 12h, com professor Ricardo Blanco;

Mini curso de PNE – Plano Nacional de Educação para SEDF – Parte II, às 15h, com professora Vânia Rêgo;

Banco do Brasil – gabaritando Tecnologia da Informação: modelagem conceitual e relacional de dados; às 19h, com professor Gabriel Pacheco;


17/04

Retrospectiva dos tópicos mais cobrados de economia 2019/2020, às 12h, com professora Fábio Dáquila;

Direito Penal parte Especial, às 19h, com professor Vitor Falcão;

Gramática em resolução de provas completas do Cebraspe para PCDF, às 19h com professora Raquel Cesário;

 

23/04

Banco do Brasil – gabaritando Tecnologia da Informação: banco de dados SQL, às 19h

 

30/04

Banco do Brasil – gabaritando Tecnologia da Informação: data Warehouses, dados multidimensionais, OLAP, às 19h.

Banco do Brasil publica novo quantitativo de pessoal e registra menos empregados

Publicado em Deixe um comentáriocarreira bancária

O secretário de Coordenação de Governança das Empresas Estatais (Sest), Amaro Gomes, publicou nova portaria aprovando o novo quantitativo de pessoal próprio do Banco do Brasil S.A, no Diário Oficial da União (DOU), desta terça-feira (31/3). Agora, o banco tem 102.681 empregados – menos 3.093 do que o divulgado há apenas cinco meses, em novembro do ano passado, quando o banco registrou 105.774 empregados. Trata-se, portanto, do novo limite para o quadro de pessoal próprio do BB.

O quantitativo é resultado da soma dos empregados efetivos admitidos por concursos público; empregados efetivos admitidos sem concurso antes de 5 de outubro de 1988; os que possuem cargos, empregos ou funções comissionadas; os que estão cedidos ou disponibilizados para outros órgãos ou entidades; os cedidos ou requeridos de outros órgãos ou entidades; os anistiados com base na Lei nº 8.878/1994; os readmitidos e reintegrados; os contratados por prazo determinado (temporários); os empregados ou servidores movimentados para compor força de trabalho conforme disposto no art. 93, § 7º, da Lei nº 8.112/90; e os empregados com contrato de trabalho interrompido ou suspenso, à exceção daqueles com contrato de trabalho suspenso por motivo de aposentadoria por invalidez. Confira a íntegra aqui.

A portaria ainda determinou que compete à empresa gerenciar seu quadro de pessoal próprio, praticando atos de gestão para contratar ou desligar empregados, desde que observado o novo limite de pessoal estabelecido, as dotações orçamentárias aprovadas para cada exercício, bem como as demais normas legais pertinentes.

 

Expectativa de concurso

A publicação mexeu com as especulações no mercado dos concursos acerca de um novo concurso público que poderia ser lançado para tentar suprir a baixa.

De fato, no fim de janeiro deste ano, durante um evento em São Paulo, o presidente do BB, Rubem Novaes afirmou a jornalistas que a instituição estuda lançar concurso público. A área a ser contemplada seria a de tecnologia. Novaes ainda havia declarado que o projeto estava caminhando rápido e que era prioridade para o vice-presidente de recursos humanos do banco.

“Nós estamos pensando na possibilidade de um concurso mais direcionado para essa área de tecnologia e inovações. Hoje a porta de entrada do BB é só um concurso para escriturário,” disse o presidente na ocasião.

Um suposto concurso para escriturários também vem sendo esperado pela comunidade concurseira. Mas, a reportagem do blog Papo de Concurseiro entrou em contato com a assessoria do BB, e foi nos informado que não há previsão de data para o lançamento de nenhum edital.

 

Compartilhe a notícia no Fórum CW!