Concurso PCPB: comissão organizadora sofre alteração

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

Apesar da mudança, publicação do edital continua prevista para o mês de agosto

A comissão organizadora do concurso público da Polícia Civil do Estado da Paraíba (PCPB) teve a composição modificada. A alteração foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (21/7) e não deve impactar as próximas fases do certame.

O documento autoriza a substituição de Fernando Klayton Fernandes de Andrade pela servidora pública Tatiana Matos Barros. Desta forma, o grupo responsável pelo acompanhamento, fiscalização e realização do próximo concurso público PC PB passa a ter a seguinte estrutura:

Marlene Rodrigues da Silva (presidente);
Alcides Magalhães de Souza;
José Carlos da Silva;
Antonio de Arruda Brayner Neto;
Bergson Almeida de Vasconcelos;
Israel Aureliano da Silva Neto;
Tatiana Matos Barros;
Italo Ramon Silva Oliveira (OAB-PB); e
Tulio Cesar Fernandes Neves (Ministério Público da Paraíba).

Segundo o governador da Paraíba, João Azevêdo, a corporação contará com novas 1.400 contratações nos cargos de delegado (120 vagas), escrivão (520 vagas), perito médico (50), técnico em perícia (73), necrotomista (70), agente de investigação (414), perito criminal (77), perito químico (45) e papiloscopista (31).

Estágio atual
A publicação do edital está cada vez mais próxima. No final de junho, o governo do Estado anunciou a escolha do Cebraspe como banca organizadora do certame. De acordo com o delegado da Polícia Civil da Paraíba, Bergson Vasconcelos, o cronograma com todas as informações deve ser divulgado até o mês de agosto.

“A gente está trabalhando para que entre julho ou agosto o edital esteja pronto. A prova acontece, no mínimo, em 90 dias após a publicação do edital. Se o edital sair em julho, as provas acontecem entre outubro ou novembro deste ano”, afirmou.

13 anos sem concurso
O último concurso da corporação aconteceu em 2008. Organizado pelo Cebraspe, a seleção ofertou 1.162 oportunidades de nível médio e nível superior para as funções de delegado, perito, papiloscopista, técnico em perícia, necrotomista e motorista. Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetiva e discursiva, teste de aptidão física, avaliação psicológica, prova prática de digitação (obrigatória para escrivão), avaliação de títulos (obrigatória para cargos de ensino superior) e investigação social.

Profissionais reivindicam revisão de salário em concurso da Fundação PB Saúde

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Salário servidor público, Saúde

Karolini Bandeira*- A remuneração ofertada no novo concurso público da Fundação Paraibana de Gestão em Saúde (PB Saúde), com 4.400 vagas, está sendo alvo de queixas de profissionais e entidades da saúde do estado. Para os servidores, a remuneração informada no edital de abertura, que varia de R$ 1.100 a R$ 1.500, é injusta e deve ser revisada.

Na última terça-feira (6/8), profissionais do Sindicato dos Enfermeiros da Paraíba (Sindep), em união a conselhos regionais do setor, protestaram pelo aumento dos ganhos, ampliação de vagas e mais benefícios em frente o Palácio da Redenção, na capital paraibana. Nas redes, o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-PB) apoio o ato: “Os movimentos organizados pelas frentes sindicais, que respeitam os preceitos éticos e legais, são instrumentos para lutar pela valorização e garantir condições de trabalho, carga horária e salários dignos para toda a categoria de enfermagem.”

Em nota, o Coren-PB repudiou a remuneração oferecida. “Estes valores são incompatíveis com o nível de formação profissional, as atribuições desempenhadas, os riscos de contaminação a que estamos expostos e a média de salário mensal da categoria”, escreveu a entidade. O trabalho do setor durante a pandemia de covid-19 também foi ressaltado no comunicado: “Os profissionais de enfermagem convivem diariamente com a dor, o sofrimento e a doença, fatos estes que foram agravados no atual contexto da pandemia da Covid-19. Salientamos ainda, que o cuidado técnico especializado de enfermagem é essencial para garantir a sobrevivência de milhares de pessoas. Além disso, é a maior força de trabalho para a imunização de toda a sociedade.”

‘Salários vergonhosos’, publica CRN-6

O Conselho Regional de Nutricionistas da 6ª Região (CRN-6), com unidade na Paraíba, também se pronunciou sobre o valor divulgado no edital de abertura da seleção. Nas redes oficiais, a instituição caracterizou o salário como “arbitrário, defasado e vergonhoso”.

“A Fundação de Saúde da PB lançou concurso público com previsão de remuneração salarial de R$1500 para 40h/semanais para nutricionistas e outras profissões de saúde. Isso é uma vergonha, um descaso”, manifestou o Conselho.

Reclamações chegam ao MPT

Os protestos e críticas dos trabalhadores chegaram ao Ministério Público do Trabalho da Paraíba (MPT PB). “O MPT recebeu denúncias acerca das remunerações ofertadas no concurso, no sentido de que estão bem abaixo da média praticada em outros Estados do Nordeste. Atinaremos para pontuar se houve descumprimento a preceitos legais e uma eventual mediação entre a Administração pública e sindicatos das categorias”, disse o Ministério.

Agora, o secretário executivo de Saúde do Estado, Daniel Beltrammi, deverá se pronunciar e prestar explicações sobre os ganhos do concurso da Fundação em audiência com o procurador do MPT PB, Eduardo Varandas, e com representantes sindicalistas. A reunião está marcada para esta quinta-feira (8/7) na sede do Ministério.

O concurso

O concurso, com edital lançado no último sábado (3/7), é o primeiro da Fundação PB Saúde. O certame visa selecionar 4.401 profissionais, sendo 326 por meio de provimento imediato e mais 4.075 por formação de cadastro de reserva. As chances são nas áreas administrativa, assistencial e médica, com vagas para os níveis médio, técnico e superior.

As inscrições foram abertas no site da banca Vunesp a partir das 10h de 7 de julho. O período de inscrições ficará aberto até dia 29 do mesmo mês. A taxa de participação varia de R$ 50 a R$ 90, variando de acordo com a escolaridade do cargo concorrido.

Os inscritos serão avaliados mediante aplicação de provas objetivas e avaliação de títulos. Os exames estão previstos para 5 de setembro e serão feitos em João Pessoa, PB. As questões serão acerca de conhecimentos gerais e específicos de cada ocupação.

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

 

Companhia Docas da Paraíba divulga comissão organizadora de próximo concurso

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Foi formada a comissão organizadora do próximo concurso da Companhia Docas da Paraíba. A equipe foi oficializada em publicação feita no Diário Oficial do Estado, nesta quinta-feira (1°/7). A comissão é composta por cinco servidores que representam a Companhia Docas, a Escola de Serviço Público e a Secretaria de Estado da Administração.

Confira os nomes!

Companhia Docas Paraíba

  • João Ernesto de Souza Lima (presidente da comissão)
  • Radomécio Leite de Souza
  • Verônica Daniel de Souza

Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba

  • Marlene Rodrigues da Silva

Secretaria de Estado da Administração da Paraíba

  • José Carlos da Silva

Caberá à equipe ficar responsável pelos trâmites iniciais do certame, auxiliar na contratação da banca, entre outras atribuições.

Cargos confirmados

O Governo da Paraíba confirmou, em junho, as ocupações que serão contempladas no certame. De nível superior, são elas: contador, advogado, administrador, arquivologista e engenheiro civil. Já para os níveis médio e técnico, o concurso poderá contar com chances para técnico e assistente administrativo.

O governador do Estado, João Azevêdo, confirmou que a previsão é abrir dez vagas.

Último concurso

Em 2015, Companhia Docas da Paraíba abriu concurso com nove vagas para os níveis médio e superior. Na ocasião, salários variaram de R$ 1.680 e R$ 6.619,20 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. As vagas de nível médio foram para assistente administrativo, técnico em meio ambiente e técnico em segurança do trabalho. Candidatos graduados disputaram os postos de administrador, advogado, contador e engenheiro civil.

A seleção contou apenas com prova objetiva. Veja! 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Secretário confirma concurso para soldados da PMPB e do CBMPB

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (PMPB e CBMPB) tiveram um novo concurso para soldados confirmado! O estudo para a realização do certame foi confirmado secretário da Segurança Pública, Jean Nunes, durante o programa Rede Verdade nesta segunda-feira (28/6).

Apesar de não informar muitos detalhes sobre o concurso, o funcionário alegou que já foi iniciada uma análise de estudo para viabilizar o certame. A quantidade de vagas ofertada está sendo analisada. “A gente não pode pedir um concurso solto, aberto, como era feito no passado, sem você ter nenhum dado objetivo em cima daquilo. Então isso está sendo feito, construído, para que a gente possa avançar com a Secretaria de Planejamento e Secretaria da Fazenda e, ao final, o governador fazer a análise”, informou o secretário.

Último concurso contou com 1.000 vagas

O último concurso público para a PMPB e para a CBMPB foi realizado em 2018. Na ocasião, foram abertas 1.000 vagas no cargo de soldado, sendo 900 para a Polícia Militar e 100 para o Corpo de Bombeiro. Para ocupar o cargo, é necessário possuir nível médio completo, altura mínima de 1,65m para o sexo masculino e de 1,60m para o sexo feminino e idade mínima de 18 anos e máxima de 32.

Os inscritos passaram por exame intelectual, psicológico, de saúde, de aptidão física e avaliação social. Aos aprovados, foi oferecida remuneração inicial no valor de R$ 3.202,60 após a conclusão do curso de formação. Confira os detalhes!

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Definida banca de concurso com 1.400 vagas da Polícia Civil da Paraíba

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

Karolini Bandeira*- A preparação para a abertura do próximo concurso público da Polícia Civil do Estado da Paraíba (PCPB) avançou mais uma vez! Na última sexta-feira (25/6), o Governo do Estado anunciou que o Cebraspe foi o escolhido para organizar o certame! A empresa ainda deverá assinar o contrato com a corporação para que o edital de abertura seja publicado.

Conforme informado pelo governador da Paraíba, João Azevêdo, a corporação contará com novas 1.400 contratações nos cargos de delegado (120 vagas), escrivão (520 vagas), perito médico (50), técnico em perícia (73), necrotomista (70), agente de investigação (414), perito criminal (77), perito químico (45) e papiloscopista (31).

Ainda segundo Azevêdo, o certame será necessário para “suprir as necessidades de cargos de carreira e reforçar os quadros, diante do cenário de 785 servidores aptos a se aposentarem”. O edital deverá ser divulgado em breve no Diário Oficial do Estado.

O concurso já havia sido anunciado pelo presidente da Associação dos Delegados do Estado (Adepdel), Steferson Nogueira. De acordo com o presidente, o governo informou que o certame estava sendo planejado durante reunião feita em 12 de fevereiro na Procuradoria Geral da Paraíba (PGE/PB). De acordo com o representante, o governo prometeu que o estudo para o concurso “está em fase final”.

13 anos sem concurso

Realizado em 2008, o último concurso da PCPB foi organizado pela Cebraspe e distribuiu 1.162 oportunidades de nível médio e nível superior nas funções de delegado, perito, papiloscopista, técnico em perícia, necrotomista e motorista. As etapas foram aplicadas nos municípios de João Pessoa e Campina Grande. Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetiva e discursiva (obrigatórias para todos os cargos), Teste de Aptidão Física (obrigatório para todos os cargos), avaliação psicológica (obrigatória para todos os cargos), prova prática de digitação (obrigatória para escrivão), avaliação de títulos (obrigatória para cargos de ensino superior) e investigação social (obrigatória para todos os cargos). Leia o edital na íntegra!

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Novo concurso com mais de 4.000 vagas tem banca contratada na Paraíba

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Karolini Bandeira*- O concurso público da Fundação Paraibana de Gestão em Saúde, certame que irá ofertar 4.401 na Paraíba, teve banca organizadora definida! A Fundação Vunesp foi a empresa contratada, conforme informado pelo secretário executivo de Saúde, Daniel Beltrammi, e publicado no Diário Oficial do Estado.

O secretário falou sobre a seleção durante reunião realizada nesta terça-feira (22/6):

“A Fundação Paraibana de Gestão da Saúde, atendendo ao compromisso firmado com o MPT, fará o primeiro concurso com 4.400 vagas para todos os profissionais de saúde e pessoal de apoio administrativo. Estamos aguardando só os trâmites administrativos.”

Como já informado pelo governador da Paraíba, João Azevêdo, o edital de abertura do primeiro concurso da Fundação PB Saúde está previsto para a primeira semana de julho. Do quantitativo total de oportunidades, serão 326 imediatas e 4.075 para a formação de cadastro de reserva. Os cargos e níveis de escolaridade contemplados ainda não foram informados.

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Paraíba: mais de mil vagas são esperadas em novo concurso na área de educação

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

Último concurso teve mais de 40 mil candidatos

Uma declaração dada pelo representante da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia Paraíba (SEECT), na última segunda-feira (21/6), gerou expectativa em concurseiros do estado.

O secretário Cláudio Furtado afirmou, em uma entrevista concedida ao portal de notícias ClickPB, que mais de mil vagas podem ser abertas no próximo concurso da área. Isso porque, devido a pandemia de covid-19, não foi possível realizar a contratação de novos profissionais.

“É um concurso de grande porte. O último concurso mobilizou mais de 40 mil pessoas, mas estamos fazendo estudos para a realização dessas vagas”, disse.

Uma das promessas de campanha do governador João Azevêdo (Cidadania) era realizar a seleção.

Apesar de não confirmar a quantidade de vagas e a data de publicação do edital, o secretário informou que um grupo trabalha no cronograma das etapas de realização do concurso.

Leia também:

SEED-RR: edital para professores será publicado em julho, prevê governo

Aprovada em 670ª colocação entra na Justiça e conquista nomeação em Valparaíso

Prefeito de Recife anuncia nova seleção com 1.300 vagas

Concurso da PCPB terá banca definida nos próximos 15 dias, anuncia governador

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- O planejamento para a realização do concurso da Polícia Civil do Estado da Paraíba (PCPB) não para de avançar! Em transmissão ao vivo feita nas redes nesta quinta-feira (10/6), o governador do Estado, João Azevêdo, informou que a banca organizadora do certame será oficializada nos próximos 15 dias.

“Estamos selecionando a banca que vai realizar o concurso. Acredito que nos próximos 15 dias a banca já estará definida e começará a trabalhar na definição. O edital já está quase pronto, para que a gente possa lançar o concurso de 1.400 profissionais da área da Polícia Civil”, anunciou o governador.

Conforme informado pelo governador, a corporação contará com novas 1.400 contratações nos cargos de delegado (120 vagas), escrivão (520 vagas), perito médico (50), técnico em perícia (73), necrotomista (70), agente de investigação (414), perito criminal (77), perito químico (45) e papiloscopista (31).

Ainda segundo Azevêdo, o certame será necessário para “suprir as necessidades de cargos de carreira e reforçar os quadros, diante do cenário de 785 servidores aptos a se aposentarem”. O edital deverá ser divulgado em breve no Diário Oficial do Estado.

O concurso já havia sido anunciado pelo presidente da Associação dos Delegados do Estado (Adepdel), Steferson Nogueira. De acordo com o presidente, o governo informou que o certame estava sendo planejado durante reunião feita em 12 de fevereiro na Procuradoria Geral da Paraíba (PGE/PB). De acordo com o representante, o governo prometeu que o estudo para o concurso “está em fase final”.

13 anos sem concurso

Realizado em 2008, o último concurso da PCPB foi organizado pela Cebraspe e distribuiu 1.162 oportunidades de nível médio e nível superior nas funções de delegado, perito, papiloscopista, técnico em perícia, necrotomista e motorista. As etapas foram aplicadas nos municípios de João Pessoa e Campina Grande. Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetiva e discursiva (obrigatórias para todos os cargos), Teste de Aptidão Física (obrigatório para todos os cargos), avaliação psicológica (obrigatória para todos os cargos), prova prática de digitação (obrigatória para escrivão), avaliação de títulos (obrigatória para cargos de ensino superior) e investigação social (obrigatória para todos os cargos). Leia o edital na íntegra!

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Polícia Militar da Paraíba forma comissão de concurso para oficiais

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- A Polícia Militar do Estado da Paraíba (PMPB) irá abrir um novo concurso público para o Curso de Formação de Oficias (CFO) e já definiu a comissão organizadora para o planejamento do edital! De acordo com publicação feita no último dia 27, a equipe é divida em em oito áreas de atuação.

São elas: Coordenação-Geral, Secretaria-Geral, Avaliação Jurídica e Análise Recursal, Avaliação Social, Exame de Saúde, Aptidão Física, Apoio às Comissões e Divulgação. Outras informações sobre o certame ainda não foram divulgadas.

O último concurso para o cargo de oficial da PMPB foi realizado em 2019 e contou com 30 vagas na função, sendo 25 vagas para candidatos do sexo masculino e apenas cinco para o sexo feminino. Aos aprovados, foi oferecida remuneração de R$ 2.924,89 a R$ 7.253,26. O candidatos foram avaliados por meio do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem 2019, exame psicológico, exame de saúde, exame de aptidão física e avaliação social.

Para assumir o cargo é necessário que o candidato tenha sido aprovado no exame intelectual, considerado apto nos exames de saúde e de aptidão física, indicado no exame psicológico e na avaliação social, possuir altura mínima de 1,65, se do sexo masculino e 1,60 para o sexo feminino e ter no mínimo 18 anos de idade e no máximo 32. Saiba mais!

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

DPE da Paraíba autoriza novo concurso público com 20 vagas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, Defensoria Pública

Karolini Bandeira*- O próximo concurso público da Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE/PB) foi autorizado para 20 vagas! A autorização foi oficializada em publicação no Diário Eletrônico do órgão na última terça-feira (27/4). O certame irá contar com oportunidades para o cargo de defensor, de nível superior. Do quantitativo total de vagas, 5% serão reservados para pessoas com deficiência.

Comissão formada

A equipe responsável pela seleção também foi definida e oficializada na última sexta-feira (23). De acordo com o documento, a equipe é formada por 11 membros, sendo seis titulares e cinco suplentes:

Titulares

  • Maria Madalena Abrantes Silva
  • Gerardo Lins Rabello Sobrinho
  • Lucas Soares Aguiar
  • Monalisa Maelly Fernandes Montinegro
  • Rayssa Pacífico Palitot Remígio
  • Aline Mota de Oliveira

Suplentes

  • Mariane Oliveira Fontenelle
  • Philippe Mangueira de Figueiredo
  • Marcelo Joffily de Souza
  • Maria De Fátima Marques Elizabeth Teles Pimentel
  • Roberto Sávio de Carvalho Soares

Requisitos

Para ser defensor é preciso ter ensino superior em direito e, no mínimo, três anos de atividade na área jurídica — como exercício de atividade de mediação ou de arbitragem na composição de litígios, atividade exercida com exclusividade por bacharel em direito, exercício de cargos, funções ou empregos, inclusive de magistério superior, que exija a utilização preponderante de conhecimento jurídico, entre outras atuações.

Último certame

último concurso público da Defensoria foi efetuado há seis anos. O edital, que teve a Fundação Carlos Chagas como banca organizadora, ofereceu 20 vagas imediatas para defensores públicos. Deste total, uma vaga era destinada à pessoas com deficiência.

Aos candidatos aprovados, foi oferecido um salário de R$ 7.109,51. Além do valor, ainda foi garantido aos profissionais auxílio-moradia, auxílio-saúde (no valor de um salário mínimo), adicional de férias, adicional natalino, adicional pela acumulação de funções, adicional de periculosidade, diárias destinadas a indenizar as parcelas de despesas extraordinárias, indenização de transportes, entre outros benefícios.

A seleção contou com cinco etapas: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; provas escritas específicas, de caráter eliminatório e classificatório; prova oral, eliminatória e classificatória; prova de tribuna, apenas classificatória; e prova de títulos, também classificatória.

A prova objetiva continha 100 questões, com duração máxima de 5 horas. As perguntas foram distribuídas entre as áreas de direito civil, direito processual civil, direito empresarial, direito penal, direito processual penal, direito constitucional, direito administrativo, direito da criança e do adolescente, direito do idoso, direito do consumidor, direitos humanos, direitos difusos e coletivos e princípios institucionais de Defensoria Pública.

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer