Concurso PCDF: delegado-geral fala em “agilizar concursos”

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O anúncio foi feito pelo delegado-geral da Polícia Civil do Distrito Federal nas redes sociais

Jéssica Andrade – O delegado-geral da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Robson Candido, publicou um vídeo nas redes sociais em que diz que vai trabalhar para “agilizar os concursos em andamento e os próximos”.

“Bora trabalhar pesado essa semana para agilizar os concursos em andamento e os próximos!!
# concursopcdf”, escreveu.

A Polícia Civil do Distrito Federal já possui um concurso com edital publicado para 2.100 vagas de Escrivão e Agente. O concurso para o cargo de escrivão está em andamento. O resultado da provisório da prova prática de digitação foi publicado recentemente. 

Já a seleção para Agente encontra-se suspensa desde janeiro. Os seguidores do delegado, inclusive, cobraram uma resposta sobre a seleção.

“E o cronograma de agente pcdf? Precisamos de uma solução dr. Robson! São mais de 2 meses esperando uma solução e nenhum comunicado da banca nós temos”, comentou uma seguidora. 

Além disso, a corporação tem um novo concurso autorizado para área administrativa conta com 740 vagas. A próxima etapa será a contratação da banca organizadora. As oportunidades serão distribuídas entre nível médio e superior, sendo para Gestor de Apoio e Analista de Apoio às Atividades Policiais.

No caso da carreira de Agente de Custódia da Polícia Civil do Distrito Federal foram  autorizadas 50 vagas para provimento imediato e 100 para cadastro de reserva.

Os concurseiros ainda aguardam também a realização do novo concurso Delegado PCDF, que foi autorizada pelo Secretário de Estado de Economia do DF, José Itamar Feitosa. De acordo com a publicação, serão ofertadas 50 vagas imediatas e 100 para cadastro de reserva.

Segundo o delegado-geral da PCDF, os concursos para agente de custódia e delegado serão feitos juntos.

 

Polícia Civil do DF é autorizada a abrir concurso com 150 vagas para delegados

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A confirmação da autorização foi publicada nesta segunda-feira (7/2), por meio de uma portaria no Diário Oficial do DF

Jéssica Andrade – Atenção, concurseiros que almejam ingressar na carreira de delta da Polícia Cívil do Distrito Federal. A corporação recebeu oficialmente a autorização para dar início ao concurso público para o cargo de delegado. 

A confirmação da autorização foi publicada nesta segunda-feira (7/2), por meio de uma portaria no Diário Oficial do DF. O documento confirma a oferta de 150 vagas, sendo 50 imediatas e 100 para a formação de um cadastro de reserva. O documento também delega à Polícia Civil a autonomia para dar andamento ao processo de organização do certame. 

“Delegar competência à Polícia Civil do Distrito Federal para realizar concurso público visando o provimento de vagas para o cargo de Delegado de Polícia da Carreira de Delegado de Polícia do Distrito Federal.”

Também discrimina que a autorização’ fica condicionada à fixação da despesa com provimento dos cargos de que trata o art. 1º desta portaria na Lei Orçamentária Anual da União de 2022′, que prevê concursos na corporação.

O concurso público para a carreira de delegado já havia sido anunciado pelo O secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, em entrevista ao CB.Poder — parceria do Correio com a TV Brasília em agosto de 2021.

Para concorrer ao concurso PC DF de delegado será preciso ter diploma de nível superior no curso de bacharelado em direito. Além de, pelo menos, três anos de prática jurídica e ou atividade policial.

Último concurso foi há 7 anos

A Polícia Civil do Distrito Federal não realiza concurso para delegado desde 2014. Organizado pela Fundação Universa, o último certame ofereceu 100 vagas para a carreira. 

O concurso PCDF 2014 teve a validade prorrogada em 2018 e agora não está mais vigente. Por isso, foi preciso um novo aval para que a corporação possa contratar novos servidores.

O salário do delegado de polícia é de R$18.177,32 na terceira categoria e podendo chegar a R$22,8 mil na classe especial. Os servidores ainda contarão com auxílio-alimentação no valor de R$458; auxílio-creche; e auxílio plano de saúde. A jornada semanal de um delago é de 40 horas semanais. 

O último concurso foi composto por diversas etapas, sendo elas:

  1. prova objetiva de conhecimentos gerais e específicos, de caráter eliminatório e classificatório;
  2. prova discursiva de conhecimentos jurídicos, de caráter eliminatório e classificatório;
  3. perícia para os candidatos com deficiência, de caráter unicamente eliminatório;
  4. exames biométricos e avaliação médica, de caráter unicamente eliminatório;
  5. prova de capacidade física, de caráter unicamente eliminatório;
  6. sindicância de vida pregressa e investigação social, de caráter unicamente eliminatório;
  7. prova oral, de caráter eliminatório e classificatório;
  8. avaliação psicológica, de caráter unicamente eliminatório; e
  9. prova de títulos, de caráter classificatório

 

Deputado Cláudio Abrantes quer “zerar cadastro reserva” da PCDF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos, PCDF, Polícia civil

A previsão é que o resultado da prova discursiva para agente seja publicado amanhã

Às vésperas da divulgação do resultado da prova discursiva de agente da Polícia Civil do Distrito Federal, o deputado distrital Cláudio Abrantes (PDT), em entrevista ao Papo de Concurseiro, disse que vai trabalhar para zerar o cadastro reserva do certame realizado em agosto deste ano. A conversa com o deputado aconteceu nesta quarta-feira (27/10) após a solenidade de nomeação de servidores aprovados no último concurso da Sedes. 

De acordo com o deputado, a polícia trabalha em um nível muito baixo de efetivo. “Nosso desafio, agora, é trabalhar junto ao governo e junto à Polícia Civil para que os concursados sejam nomeados o quanto antes”, contou. O parlamentar disse ainda que há vagas e há orçamento. “Nosso trabalho é a articulação política para que esses profissionais possam estar nas delegacias o quanto antes, tanto os escrivães quanto os agentes de polícia. Nós queremos, inclusive, que o cadastro reserva seja zerado”, frisou.

Confira a seguir a declaração do deputado:

 

 

O concurso

Após ser suspenso mais de uma vez em razão da pandemia, o concurso da Polícia Civil do Distrito Federal foi realizado em agosto, com provas para os cargos de agente e escrivão de polícia. Para escrivão, foram abertas 300 vagas imediatas; para agente de polícia, foram 600 vagas imediatas e 1.200 destinadas ao cadastro reserva. Quando os dois editais foram publicados, o salário inicial da categoria era de R$ 8.698,78. Vale lembrar que esse valor já passou por reajuste.

 

Leia também: Novo concurso da PCDF deve ter novidades em breve e Secretário da Economia afirma que aval deve ser oficializado nos próximos dias

Novo concurso PCDF: Secretário da Economia afirma que aval deve ser oficializado nos próximos dias

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

Segundo André Clemente, autorização deve ser divulgada no DODF em breve e a partir disso, inicia-se o processo de escolha da banca organizadora do concurso

Em entrevista ao CB.Poder, o secretário da Economia do DF, André Clemente, falou sobre a autorização do novo concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) , que contará com 300 vagas de agentes de custódia e delegados. Segundo ele, a portaria com a autorização deve ser publicada nos próximos 15 dias no Diário Oficial do DF e a partir daí já se inicia o processo para a contratação da banca organizadora.

“Aí o pessoal já pode começar a estudar e se dedicar. É mais uma oportunidade de emprego, de participar de uma importante carreira. Ser servidor público, da Segurança Pública do Distrito Federal, é um prerrogativa muito boa para quem puder participar”, disse.

Ele pontua também que, com essa autorização, a corporação vai melhorar o quadro de efetivos. Já que atualmente são 4.000 agentes e delegados e servidores da Polícia Civil, e 4.000 aposentados. “Percebe-se que é um número idêntico. Então temos que recompor as forças”, disse.

Clemente aproveitou para dizer que outras forças de segurança necessitam de recomposição de profissionais no DF. ” Não só a Polícia Civil, mas a Militar, o Corpo de Bombeiros. O governador Ibaneis é preocupado com a reestruturação das forças porque sabe a importância e dessa prestação de serviço na coletividade. Principalmente na criação do ambiente de segurança”.

Confira a entrevista completa:

O aval para o concurso público foi informado nesta terça-feira (24/8) pelo diretor-geral da corporação, por meio das redes sociais. Serão 150 chances para cada uma das carreiras.

“Boa notícia para a PCDF e para a segurança pública da nossa Capital! A Secretaria de Economia do DF autorizou a realização de concursos públicos para os cargos de Delegado de Polícia e de Agente Policial de Custódia. Estão previstas 50 vagas para provimento imediato e 100 para cadastro de reserva para cada cargo. A Polícia Civil do Distrito Federal agradece ao governador Ibaneis Rocha, ao secretário de economia André Clemente e ao secretário de segurança pública Júlio Danilo pelo apoio a esse importante pleito para a recomposição do nosso quadro de pessoal. #pcdfagora“, disse.

Concurso PCDF: psicóloga dá dicas para manter bom preparo físico e mental

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

O concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal será realizado no próximo final de semana. Estão na disputa 2.100 vagas para cargos de escrivães e agentes e mais de 130 mil candidatos farão as provas. Como a reta final costuma ser um momento de muita ansiedade e estresse entre os estudantes, o Papo de Concurseiro conversou com alguns especialistas para garantir boas dicas de preparo físico e mental nesta etapa.

Para Gabriel Granjeiro, presidente do Gran Cursos online e especialista em concursos públicos, a última semana antes da prova deve ser de tranquilidade e foco. “O aluno deve manter o ritmo de estudos que já está acostumado e não fazer algo que extrapole a sua rotina, como virar a noite estudando, por exemplo. Outra dica é também manter a saúde em dia, porque é uma prova extensa que exige muito do aluno. Essa última semana é hora de ser consistente nas ações.”, explica.

A psicóloga especialista em concursos públicos, Juliana Gebrin, também preparou algumas dicas para os concurseiros. Confira:

Durma bem

Para uma boa preparação para o concurso, é essencial que você esteja sempre descansado, seja para o próximo dia de estudos ou mesmo antes das provas. Nada de deixar para descontar nas madrugadas ou em um dia específico. A hora do sono, para o concurseiro, é tão sagrada quanto o próprio estudo. Privar a si mesmo de um bom sono pode ser a causa de vários problemas, entre eles depressão, estresse e paranoia.

Pratique meditação, yoga ou mindfulness

Na verdade, a meditação e o yoga andam de mãos dadas em sua filosofia, mas a execução de ambas pode ser bem diferente. São muitos os benefícios que as técnicas do mindfulness podem trazer para os concurseiros que estão na preparação para o exame. Aliviar as tensões da prova que está por vir é só o começo, a prática também contribui para: diminuir o estresse e ansiedade, melhorar a qualidade do sono, reduzir o risco de desenvolver depressão, aumentar a capacidade de concentração e desenvolver a inteligência emocional e autoconhecimento.

Alimente-se bem

Seja nos momentos antes da prova ou nos dias de preparação para o concurso, cuidar da alimentação faz parte de qualquer rotina saudável que se preze.

Controle suas emoções e medos

Bata de frente contra isso! A verdade é que todos os estudantes têm seus medos e eles costumam dar as caras na hora de responder as questões para valer. O segredo é tentar canalizar esses medos, enfrentá-los de maneira racional e revertê-los.

Proteja-se do coronavírus

Os candidatos devem ficar atentos ao grupo de entrada previsto na consulta de local e horário e, assim, evitar aglomerações no dia de realização das provas. Informações adicionais sobre as medidas de prevenção à Covid-19 adotadas pela organizadora do concurso, que neste caso é o Cebraspe, também devem ser observadas pelos candidatos.

O concurso

O concurso público da PCDF, com 2.100 vagas para agentes e escrivães, foi retomado após ser suspenso devido à pandemia. As provas objetivas e a prova discursiva para o cargo de escrivão terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas em 21 de agosto, no turno da tarde. Para o cargo de agente de polícia, o exame será realizado em 22 de agosto, também com duração de 4 horas e 30 minutos.

Leita também: Última semana! Especialista indica como se preparar na reta final do concurso da PCDF

Agente

O concurso para agente de polícia reserva 600 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva. Para estas vagas, foram contabilizadas 88.894 inscrições no total, resultando em uma demanda de 148.16 candidatos por vaga. Além disso, foram registradas 864 inscrições para vaga de candidatos com deficiência 15.528 na condição de cotista.

Podem participar candidatos com diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); e que tenham carteira de habilitação de categoria B, no mínimo, entre outros requisitos.

O subsídio é de R$ 8.698,78, para 40 horas de trabalho semanal (o regime de trabalho é de dedicação integral e exclusiva, incompatível com o exercício de qualquer outra atividade pública ou privada).

Escrivães

O concurso para agente de polícia reserva 300 vagas imediatas. Foram 52.636 candidatos inscritos na seleção. Ou seja, uma concorrência de mais de 175 candidatos por vaga. Do total de chances, 225 são de ampla concorrência, 60 para negros e 15 para pessoas com deficiência. O salário inicial é de R$ 8.698,78, para 40 horas semanais de trabalho.

Leia também: Redação para a PCDF: veja quais são os erros mais comuns nesta etapa do concurso

Concurso PCDF: especialista aponta 10 dicas de como escrever uma boa redação

Estatística para PCDF: veja como estudar o conteúdo e alavancar a preparação na reta final

Última semana! Especialista indica como se preparar na reta final do concurso da PCDF

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

O concurso com 2.100 vagas para Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) será realizado no próximo final de semana. Os locais de prova estão sendo divulgados por meio do site do Cebraspe, organizador da seleção. São 300 chances para escrivães e 1.800 para agentes. Os aprovados vão receber remuneração inicial de R$ 8.698,78.

De acordo com Suzele Veloso, que é especialista em Direito Administrativo e professora no preparatório IMP Concursos, nesta reta final é importante resolver simulados e questões para a revisão de conteúdo. “Dedique-se a resolver o máximo de questões possíveis nessa última semana. Além de servir para identificar algum assunto ainda deficiente, serve também para avaliar o tempo gasto na análise das questões, o que já serve de treino para mensurar o tempo no dia da prova”, aconselhou.

As provas objetivas e discursivas para o cargo de escrivão terão realizadas no sábado, com 4h30 de duração. Já para os agentes, os exames serão aplicados no domingo. Os gabaritos preliminares serão divulgados a partir de 23 de agosto.

Confira as dicas da especialista:

  • Dedique alguns minutos ou se possível algumas horas do dia para fazer a leitura da lei seca. Grande parte das questões ainda cobra a literalidade da lei.
  • Utilize os resumos, mapas mentais, mnemônicos, flashcards e demais materiais mais sucintos que servem para uma revisão geral do conteúdo. Não é o momento, nessa reta final, de retomar a leitura de materiais extensos, pois além de não ter tempo hábil para isso ainda poderá ocasionar pânico e ansiedade.
  • Também é de extrema relevância nessa última semana uma atenção especial para o preparo do corpo para a exaustão do dia da prova: ter uma alimentação adequada, praticar de atividade física leve, tentar horas de sono.
  • Não se preocupe com a concorrência, com o colega que afirma ter visto e revisto todo o edital duas, três, cinco vezes ou que gabarita simulados em poucos minutos. Concentre-se em você e se for o caso afaste-se das redes sociais e grupos. Sem saúde e tranquilidade mental nem o mais preparado candidato consegue se sair bem. Esse é o momento de focar em tudo que já estudou, naquilo que ainda pode ser revisto e ir em paz para a sua prova.

Concorrência

Ao todo, mais de 130 candidatos se inscreveram para as duas seleções. Para o cargo de escrivão, foram registradas 52.634 inscrições no total, sendo 550 inscritos deficientes e 8.668 cadastros para concorrer às cotas. Confira aqui! E, para agentes, mais de 88 mil candidatos realizaram a inscrição.

O concurso

O concurso público da PCDF, com 2.100 vagas para agentes e escrivães, foi retomado após ser suspenso devido à pandemia. As provas objetivas e a prova discursiva para o cargo de escrivão terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas em 21 de agosto, no turno da tarde. Para o cargo de agente de polícia, o exame será realizado em 22 de agosto, também com duração de 4 horas e 30 minutos.

Agente

O concurso para agente de polícia reserva 600 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva. Para estas vagas, foram contabilizadas 88.894 inscrições no total, resultando em uma demanda de 148.16 candidatos por vaga. Além disso, foram registradas 864 inscrições para vaga de candidatos com deficiência 15.528 na condição de cotista.

Podem participar candidatos com diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); e que tenham carteira de habilitação de categoria B, no mínimo, entre outros requisitos.

O subsídio é de R$ 8.698,78, para 40 horas de trabalho semanal (o regime de trabalho é de dedicação integral e exclusiva, incompatível com o exercício de qualquer outra atividade pública ou privada).

Escrivães

O concurso para agente de polícia reserva 300 vagas imediatas. Foram 52.636 candidatos inscritos na seleção. Ou seja, uma concorrência de mais de 175 candidatos por vaga. Do total de chances, 225 são de ampla concorrência, 60 para negros e 15 para pessoas com deficiência. O salário inicial é de R$ 8.698,78, para 40 horas semanais de trabalho.

Leia também: Redação para a PCDF: veja quais são os erros mais comuns nesta etapa do concurso

Concurso PCDF: especialista aponta 10 dicas de como escrever uma boa redação

Estatística para PCDF: veja como estudar o conteúdo e alavancar a preparação na reta final

Redação para a PCDF: veja quais são os erros mais comuns nesta etapa do concurso

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

O concurso da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) vai oferecer 2.100 vagas para escrivães e agentes e está com os exames marcados para 21 e 22 de agosto. Para garantir a aprovação, a professora do IMP Concursos, Vânia Araújo, já adianta aos concurseiros quais erros não cometer durante a prova de redação. A docente é também licenciada em Letras, pela Universidade de Brasília (UnB), e ministra aulas de Interpretação de textos e de redação discursiva há mais de dez anos.

Veja e anote:

Em relação ao desenvolvimento do conteúdo:

1. Fuga parcial ou tangenciamento do tema, já que, por não conseguir decifrar adequadamente as informações do comando da redação, o candidato fornece informações que não foram solicitadas (ocasionando a fuga) ou que não dizem respeito especificamente ao contexto exigido pelo examinador (ocasionando o tangenciamento).

2. Fragilidade na abordagem do conteúdo, ocasionada pelo pouco domínio do assunto (causado pela ausência de leitura) pode ocasionar a falta de concretude nas ideias apresentadas, a qual fragiliza a argumentação.

Em relação ao desempenho gramatical:

1. Construções gramaticais confusas, por causa de erros de concordância, regência e uso da vírgula, que impedem o candidato de transmitir de forma efetiva as suas informações.

2. Erros de coesão textual, devido à pouca familiaridade com o uso de elementos coesivos (como pronomes relativos e conjunções), que faz com que eles construam frases curtas ou períodos truncados.

Dica de especialista

Segundo a especialista, é importante que os concurseiros não subestimem a prova de redação, pois, além de seu caráter eliminatório, há que considerar também que a pontuação a ela atribuída fará uma diferença enorme para a sua classificação no certame. “E, infelizmente, muitos só percebem isso tarde demais! Então, sugiro que acatem o conselho de quem conhece bem esta seara e que não deixem de treinar a produção textual”, completa.

Leia também: Concurso PCDF: especialista aponta 10 dicas de como escrever uma boa redação

Delegado e especialista ensina como estudar para provas

Estatística para PCDF: veja como estudar o conteúdo e alavancar a preparação na reta final

O concurso

O concurso público da PCDF, com 2.100 vagas para agentes e escrivães, foi retomado após ser suspenso devido à pandemia. As provas objetivas e a prova discursiva para o cargo de escrivão terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas em 21 de agosto, no turno da tarde. Para o cargo de agente de polícia, o exame será realizado em 22 de agosto, também com duração de 4 horas e 30 minutos.

Em 13 de agosto, será publicado no Diário Oficial e divulgado no site do Cebraspe o edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas, as medidas de proteção para evitar a transmissão do vírus covid-19, bem como as demais datas de realização do concurso.

De acordo com o Cebraspe, mais de 88 mil candidatos realizaram a inscrição para o cargo de agente e mais de 52 mil para o cargo de escrivão.

Concurso PCDF: especialista aponta 10 dicas de como escrever uma boa redação

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Professora do IMP Concursos aposta, inclusive, quais temas devem ser cobrados

As provas do  concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), com 2.100 vagas para agentes e escrivães, serão aplicadas em 21 e 22 de agosto. E, esta reta final pode ser decisiva na preparação dos concurseiros. Para garantir dicas específicas para a aprovação, o Papo de Concurseiro conversou com a professora do IMP Concursos, Vânia Araújo, sobre como mandar bem na redação! A docente é também licenciada em Letras, pela Universidade de Brasília (UnB), e ministra aulas de Interpretação de textos e de redação discursiva há mais de dez anos. Confira:

Como o Cebraspe costuma cobrar a redação em provas da PCDF?

O Cebraspe, em regra geral, cobra a dissertação expositiva – tanto para os temas de atualidades quanto para os temas específicos. Mas, desta vez, os candidatos precisam ficar mais atentos à leitura do comando, pois a banca pode surpreender cobrando outro modelo de texto.

Qual será o critério de correção da banca?

O de sempre. Direciona a quase totalidade da nota ao conteúdo e o restante para a apresentação e a estrutura (na prática, a nota é atribuída mesmo é à apresentação do texto). A novidade está no fato de que, agora, a banca está apenando mais fortemente os erros gramaticais: na prova da PCDF, cada erro terá peso 6.

Em menos de 60 dias para a prova, qual a melhor maneira de organizar o estudo para a disciplina de redação?

O ideal é que o aluno treine duas redações por semana, para ganhar mais fluidez de pensamento e de escrita. Embora muitos alunos não levem esse conselho a sério, esse treino será crucial para dar a eles mais segurança na hora da elaboração do texto.

Existe um modelo de redação que o candidato pode seguir para fazer uma redação do Cebraspe?

Na verdade, hoje existem basicamente três modelos: o da dissertação expositiva – com roteiro, que tem uma estrutura bastante livre e conteúdo técnico/expositivo; a dissertação argumentativa – com roteiro, que segue o paradigma tradicional de dissertação e tem um conteúdo híbrido (que mescla exposição e opinião); a dissertação argumentativa – sem roteiro, que segue o paradigma tradicional de dissertação e tem conteúdo essencialmente opinativo/persuasivo.

Qual modalidade de texto você acredita que será cobrado na prova?

Com sinceridade, acredito que a banca manterá a tradição de cobrar – para ambos os cargos – uma dissertação expositiva (com roteiro), composta por um tema e três aspectos relevantes do assunto elencados no comando.
Mas, por óbvio, eu procuro preparar meus alunos para as três modalidades, caso a Banca resolva surpreender!

Leia também: Delegado e especialista ensina como estudar para provas

Explique as características gerais e estrutura de texto dessa modalidade.

Na modalidade dissertativo-expositiva, a estruturação se dá da seguinte maneira: Introdução: deve trazer uma apresentação do assunto; Desenvolvimento: deve trazer o esclarecimento de cada tópico do assunto elencado no comando e o candidato deve abrir um parágrafo para cada quesito. Conclusão: nas provas mais atuais do Cebraspe, o último tópico elencado já direciona o candidato para a finalização do texto, tendo em vista que ele já solicita a(s) proposta(s) de intervenção.

Já, na modalidade dissertativo-argumentativa, a estruturação se dá da seguinte maneira: Introdução: deve trazer a apresentação do assunto e o posicionamento do autor (tese). Desenvolvimento: deve trazer as ideias secundárias (argumentos) que servirão para embasar, fundamentar o posicionamento emitido na introdução. Conclusão: deve trazer um fechamento da discussão e as propostas de intervenção.

É imprescindível que a redação tenha um título?

Ao contrário! É imprescindível que ela não tenha título. O Cebraspe nunca o solicita e, por isso, se o candidato colocar, será apenas sob a alegação de fazer uma marca no texto.

Quais os temas você indicaria aos alunos terem mais atenção e que podem ser cobrados nas provas? 

Eu aposto em temas como:

1. O policial operacional do futuro e o domínio das ferramentas tecnológicas;
2. O papel da Polícia Civil na preservação do princípio da dignidade humana em suas operações;
3. A segurança pública em tempos de pandemia;
4. A garantia do respeito aos direitos humanos no contexto da atual prática da segurança pública no Brasil;
5. A Polícia Civil e sua importante missão de combater a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Observar temas de provas anteriores pode ajudar o candidato a estudar?

Com certeza! Meu conselho é que procurem treinar a redação com os temas que já foram cobrados nas provas das polícias civis de todos os estados.

O Cebraspe costuma repetir temas de redação?

Sim! É uma Banca extremamente repetitiva. O caso da prova da PRF deste ano é a prova cabal de que ela repete temas, pois cobrou praticamente o mesmo tema (com alguns floreios) do certame passado (de 2018).

Leia também: Estatística para PCDF: veja como estudar o conteúdo e alavancar a preparação na reta final

O concurso

O concurso público da PCDF, com 2.100 vagas para agentes e escrivães, foi retomado neste mês, após ser suspendo devido à pandemia. As provas objetivas e a prova discursiva para o cargo de escrivão terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas em 21 de agosto, no turno da tarde. Para o cargo de agente de polícia, o exame será realizado em 22 de agosto, também com duração de 4 horas e 30 minutos.

Em 13 de agosto, será publicado no Diário Oficial e divulgado no site do Cebraspe o edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas, as medidas de proteção para evitar a transmissão do vírus covid-19, bem como as demais datas de realização do concurso.

De acordo com o Cebraspe, mais de 88 mil candidatos realizaram a inscrição para o cargo de agente e mais de 52 mil para o cargo de escrivão.

Agente

O concurso para agente de polícia reserva 600 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva. Para estas vagas, foram contabilizadas 88.894 inscrições no total, resultando em uma demanda de 148.16 candidatos por vaga. Além disso, foram registradas 864 inscrições para vaga de candidatos com deficiência 15.528 na condição de cotista.

Podem participar candidatos com diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); e que tenham carteira de habilitação de categoria B, no mínimo, entre outros requisitos.

O subsídio é de R$ 8.698,78, para 40 horas de trabalho semanal (o regime de trabalho é de dedicação integral e exclusiva, incompatível com o exercício de qualquer outra atividade pública ou privada).

Escrivães

O concurso para agente de polícia reserva 300 vagas imediatas. Foram 52.636 candidatos inscritos na seleção. Ou seja, uma concorrência de mais de 175 candidatos por vaga. Do total de chances, 225 são de ampla concorrência, 60 para negros e 15 para pessoas com deficiência. O salário inicial é de R$ 8.698,78, para 40 horas semanais de trabalho.

 

Estatística para PCDF: veja como estudar o conteúdo e alavancar a preparação na reta final

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Polícia civil

Provas objetivas e discursivas serão aplicadas em 21 e 22 de agosto

Desde o lançamento do edital, a disciplina de Estatística causou surpresa e muitas dúvidas entre os candidatos que buscam a tão sonhada vaga no concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Para saber mais sobre o conteúdo, o Papo de Concurseiro conversou com Walter Sousa, especialista e professor do IMP Concursos,, que indica que uma boa pontuação na prova de estatística pode fazer a diferença na aprovação.

Para ele, que também é licenciado em matemática pela UnB e bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Católica de Brasília, não há dúvidas de que a disciplina é um diferencial. “No geral, as notas na prova de estatística, se forem individualizadas, são muito abaixo da média de outras disciplinas. Pontuar bem em uma matéria na qual a maior parte dos candidatos vai mal, é sem dúvida um grande diferencial”, explica.

Veja as dicas do especialista

A inclusão da disciplina de estatística no edital da PCDF sinaliza que a corporação está buscando um novo perfil de agente?

Com toda certeza. O decreto 30.490/2009, em seu art 2º, evidencia a missão institucional da Polícia Civil do Distrito Federal, que é promover a segurança pública e preservar a incolumidade das pessoas, por meio da apuração de delitos. Nesse sentido, profissionais mais qualificados são indispensáveis para o alcance de tais objetivos. Apurar delitos exige, muitas vezes, a manipulação de dados e a Estatística, com seus métodos e processos quantitativos, pode auxiliar na obtenção, organização, análise e conclusões baseadas nos dados.

Quantas questões da disciplina serão cobradas na prova?

Antes de mais nada é preciso entender que o edital não estabelece a quantidade de questões. Por outro lado, com base em provas anteriores, estima-se um total de 10 questões de estatística na prova.

Quais os pontos da disciplina serão cobrados na prova?

Há dois assuntos de extrema relevância na Inferência Estatística: A construção de intervalos de confiança e a realização de Testes de Hipóteses. O candidato não deve ir para essa prova sem o conhecimento dessas técnicas.
Na parte descritiva da matéria, conceitos elementares como os das medidas de posição (médias, medianas e moda) e de dispersão (variância, desvio padrão e coeficiente de variação) são indispensáveis, partindo do princípio que muitos candidatos dominam essa parte e não se deve perder pontos onde a maioria está ganhando.

Resolução de exercícios e questões e provas anteriores do Cebraspe é uma boa estratégia de estudo?

Certamente, a resolução de exercícios é indispensável para o estudo da matéria. As provas anteriores da banca Cebraspe são uma ótima fonte de questões, mas priorize as de concursos para cargos semelhantes, bem como as de analista de ampla concorrência, para pessoas com qualquer curso superior.

As provas para o cargo de Estatístico têm um grau de dificuldade bem mais elevado, mas é possível selecionar bons exercícios compatíveis. Além de questões da banca Cebraspe, as bancas FCC e CESGRANRIO são ótimas fontes.

Leia também: Delegado e especialista ensina como estudar para provas

O concurso

O concurso público da PCDF, com 2.100 vagas para agentes e escrivães, foi retomado neste mês, após ser suspendo devido à pandemia. As provas objetivas e a prova discursiva para o cargo de escrivão terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas em 21 de agosto, no turno da tarde. Para o cargo de agente de polícia, o exame será realizado em 22 de agosto, também com duração de 4 horas e 30 minutos.

Em 13 de agosto, será publicado no Diário Oficial e divulgado no site do Cebraspe o edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas, as medidas de proteção para evitar a transmissão do vírus covid-19, bem como as demais datas de realização do concurso.

De acordo com o Cebraspe, mais de 88 mil candidatos realizaram a inscrição para o cargo de agente e mais de 52 mil para o cargo de escrivão.

Agente

O concurso para agente de polícia reserva 600 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva. Para estas vagas, foram contabilizadas 88.894 inscrições no total, resultando em uma demanda de 148.16 candidatos por vaga. Além disso, foram registradas 864 inscrições para vaga de candidatos com deficiência 15.528 na condição de cotista.

Podem participar candidatos com diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); e que tenham carteira de habilitação de categoria B, no mínimo, entre outros requisitos.

O subsídio é de R$ 8.698,78, para 40 horas de trabalho semanal (o regime de trabalho é de dedicação integral e exclusiva, incompatível com o exercício de qualquer outra atividade pública ou privada).

Escrivães

O concurso para agente de polícia reserva 300 vagas imediatas. Foram 52.636 candidatos inscritos na seleção. Ou seja, uma concorrência de mais de 175 candidatos por vaga. Do total de chances, 225 são de ampla concorrência, 60 para negros e 15 para pessoas com deficiência. O salário inicial é de R$ 8.698,78, para 40 horas semanais de trabalho.

Provas da PCDF serão retomadas só depois da Copa América? Entenda

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Especula-se que as provas do concurso público com 2.100 vagas da Polícia Civil do DF, suspensas por conta da pandemia, podem ser retomadas em 25 de julho ou 1º de agosto. Ou seja, só depois de finalizada a Copa América, que poderia atrapalhar a logística e segurança dos exames na cidade. Segundo o advogado José da Silva Moura Neto, conhecido por tratar sobre concursos, fontes do alto escalão da Secretaria de Economia informaram estas datas. 

O jurista, que é o mesmo que lutou pelo adiamento das provas da Polícia Federal e Rodoviária Federal, por conta da pandemia, informou também ser contra à realização das provas neste momento. Mas, explicou que não tem planos até o momento de pedir algum adiamento.  “Somente ajuizaria a ação se a CEPA indiana chegasse de verdade no DF. Eu espero que as autoridade locais estejam cuidando disso porque a população do DF não consegue suportar mais nenhuma onda”, opinou.

“Sou contra a prova. Mas se ela acontecer, o Distrito Federal vai estar garantindo que o sistema de saúde suporta 50 mil pessoas de fora da capital, aqui”, disse.

O Papo de Concurseiro tentou contato com a PCDF para saber mais detalhes sobre alguma relação com a data dos jogos da Copa América na capital federal. Mas, a corporação se limitou a dizer que está aguardando, para os próximos dias, posicionamento do Delegado Geral sobre a retomada das etapas do concurso. “Não há, no entanto, definição do dia em que teremos tal informação”, disse.

Enquanto isso, o delegado-geral Robson Candido já adiantou pelas redes sociais que o novo cronograma vai sair esta semana.  Em comentário feito em publicação, o delegado divulgou que esta semana haverá uma reunião para definir as datas do cronograma do certame. “A PCDF está ansiosa pela chegada de todos(as) vocês”, escreveu o representante.

Na última semana, o delegado-geral também utilizou suas redes para comentar sobre o certame, suspenso devido à pandemia de covid-19. Na publicação, o policial anunciou que em breve haverá notícias sobre a seleção e aconselhou: “Continuem os estudos!”

O delegado-geral já havia publicado sobre a retomada da seleção em maio. No último dia 23, Cândido anunciou em postagem nas redes que a corporação está “trabalhando para realização dos concursos”.

O concurso

O órgão está oferecendo dois concursos públicos: um para preenchimento de 1.800 vagas de nível superior no cargo de agente — sendo, deste número, 600 de provimento imediato e 1.200 para formação de cadastro reserva. E outro que oferece 300 vagas para escrivão, cargo de nível superior. O salário de ambas as profissões é de R$ 8.698,78 para 40 horas de trabalho semanal. Confira os editais aqui!