Um sonho de 50 anos

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

O otimismo anda em baixa no mercado da vida. Ler a primeira página de um jornal é embarcar numa viagem lúgubre como a daqueles antigos trens fantasmas de parques de diversão, que traziam uma surpresa aterrorizante a cada virada de esquina. A única diferença é que a gente sabia que no final a luz do dia iria surgir, radiante. O […]

Chorando pelas árvores

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Ideiafix é um cachorrinho que gani desesperadamente cada vez que vê uma árvore ser arrancada. O que ocorre com certa frequência nas histórias em quadrinhos criadas pelos franceses Goscinny e Uderzo a partir 1959, principalmente quando seu dono, Obelix, enfrenta romanos ou caça javalis nas florestas da Gália. Foi o primeiro personagem abertamente defensor da natureza. Cidade parque, obedecendo o […]

Alforria com hora certa

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Bateu certa hora, começa um desfile de carros, normalmente dirigidos por mocinhas, que apenas param por breves minutos, esperando apenas que os senhores se levantem, pendurem a conta e entrem no banco do carona. É a alforria relativa que alguns dos maiores de 70 anos têm vivido; o exíguo prazo para frequentar o bar. Senhores que passaram a vida trabalhando […]

Em defesa de Brasília

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Fico imaginando porque ninguém nunca pensou em colocar um púlpito num bar. Seria uma versão tupinambá do speakers corner, o cantinho do Hyde Park, em Londres, onde o cidadão pode subir num banquinho e deitar falação sobre qualquer coisa (na foto). As regras só não permitem o incitamento ao ódio. O resto pode. O sol ainda estava se pondo quando […]

De perder a compostura

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Borboleta ou avião, é o Eixão – no mapa, Eixo Rodoviário – que sustenta as asas do projeto de Lúcio Costa. A estrutura com seis pistas foi criada para facilitar o trânsito, evitando-se cruzamentos e distribuindo as quadras residenciais à sul e norte, uniformemente. Até que alguém descobriu que era possível fazer mais com aquele imenso vão urbano, aproveitando que […]

Exorcismo cultural

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Assombração não é, porque o espaço é aberto demais e alma penada gosta de um escurinho. Mas não dá para negar que a concha acústica de Brasília carrega uma maldição desde o início de sua história – ninguém consegue explicar porque ela foi inaugurada só em 1969, depois de receber espetáculos desde o ano um da nova capital, estreando com […]

O sabor da vitrine

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Um boteco que se preze tem vitrine. Essa história de cardápio alcança, no máximo, um quadro negro escrito a giz e só para os pê-efes do dia; o importante mesmo fica naquela estufa quentinha sobre o balcão, onde jazem, mergulhados na banha, linguicinhas e bifinhos a rolê, ao lado de ovos cozidos e coloridos, uma travessa de torresmo e, supremo […]

Desafios e recordes

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

É tempo de recordes. Para muitos é a busca pela perfeição, a tentativa de superar os próprios limites, para outros é o caminho da glória a partir de derrota dos adversários; e há até quem busque a imortalidade, ainda que ilusória, por meio de marcas insuperáveis – ou quase. Mas o destino do recorde é ser quebrado, como vimos em […]

Arte em família

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

A vida não basta. É por isso que existe a arte. O ensinamento do poeta Ferreira Gullar alcança praticamente a todos, mas de maneira diferente. Há quem se satisfaça em contemplar, outros tentam ser mais participativos e existem os que tentam fazer arte – mesmo ruim, não importa, desde que exprima algum sentimento, harmonia, equilíbrio. A arte nasceu antes da […]