Humor sem graça

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

A política brasileira anda tão sem graça que a liberação das sátiras e piadas que têm suas excelências como personagens, conforme decisão do STF, pode entrar no rol daquelas leis que não pegam. Os humoristas têm se desdobrado para achar graça nas situações nacionais, mas o que deveria ter como consequência o riso, frequentemente acaba em acessos de raiva. O […]

Visita ao sótão

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

                Quem resiste a uma pechincha? Nosso amigo estranhou o preço da casa, ou melhor de uma mansão, no Lago Sul; na verdade, desconfiou do valor tão baixo e mais ainda quando soube que o dono tinha projetado e construído o imóvel para atender as próprias exigências, com adega, sauna e até um quarto escuro, pintado de vermelho, que não […]

A partilha do papagaio

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Toda noite quando chegava em casa ele era recebido pelo papagaio, aos brados: – Chegou o cachaceiro! Pinguço! Se sentia um personagem de piada; e reclamava da hoje ex-mulher para os companheiros, que havia ensinado o pássaro a repetir sempre as mesmas frases, inclusive com o tom exclamativo, quando ele chegava à noite. O pior é que o papagaio estava […]

A luta começa hoje

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

O brasileiro ainda procura o fio da meada da História, tentando entender o que está acontecendo com o País, e buscando uma explicação para o emaranhado do novelo; mas no meio do caminho tem uma Copa do Mundo. Ainda bem. O escrete entra em campo hoje com uma obrigação a mais desta vez, além de jogar futebol: mostrar que o […]

O prazer de matar

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

O Zé Colmeia que se cuide e dê um jeito de proteger o Catatau. A Comissão de Caça e Pesca do estado de Wyoming, Estados Unidos, aprovou a caça aos ursos pardos na região do parque de Yellowstone – lar dos dois ursos animados – e, ironicamente, um marco na proteção à natureza desde a inauguração em 1872. A justificativa […]

É uma cilada, Bino!

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

A oclocracia sempre foi – mais que um palavrão – uma ilusão. Melhor, uma teoria. O termo criado por Aristóteles servia apenas para denominar uma das três formas de degeneração de um governo; ninguém nunca levou a sério como política viável, já que define o exercício do poder pela plebe. Até agora. A exceção foi John Lennon, que fez até […]

Rei sem sucessor

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Por 418 anos o Brasil admirou muitas pessoas, mas não havia ídolos. Nem desses que duram quatro minutos e meio, muito menos os mais duradouros. Em 1918, o futebol era incipiente, assim como a música popular; o rádio só apareceria cinco anos depois e televisão não tinha nem em filmes de ficção científica, embora esses existissem desde 1902, quando foi […]

Superstições

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Tenho um amigo que não fala a palavra ‘azar’, por achar que vai atrair alguma mandinga; outro camarada se recusa a ir ao cemitério – “quem não é visto não é lembrado”, repete, acreditando que a figura nefasta está sempre à espreita, de foice na mão. E também conheço um que não fala ‘desgraça’; prefere trocar por infortúnio – que […]