Validade de concurso do CRP/PI é prorrogada por mais dois anos

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O Conselho Regional de Psicologia do Piauí (CRP/PI) prorrogou a validade dO concurso público por mais dois anos. Deste modo, o órgão e a banca Crescer Consultoria têm até fevereiro de 2021 para convocar os aprovados.

O certame lançou o edital em 2016 com 14 vagas abertas para nível médio e superior, sendo cinco imediatas e nove para cadastro reserva. As provas objetivas, etapa única, foram realizadas no turno matutino do dia 6 de novembro do mesmo ano, na cidade de Teresina/PI.

As provas objetivas eram constituídas por conhecimentos básicos e específicos, dependendo da área escolhida pelo candidato. De caráter classificatório e eliminatório, a avaliação continha 40 questões, exceto para o cargo de psicólogo fiscal, que eram 60 itens.

Entre os cargos concorridos, estão: assistente administrativo, técnico de contabilidade, agente cartorário, analista técnico (área financeiro e contábil) e psicólogo fiscal, para atuar em uma jornada de trabalho de 40h semanais, com exceção do último cargo. As remunerações variam de R$ 1.028,85 a R$3.600.

De acordo com o edital, o concurso era válido, inicialmente, por dois anos, a contar da data de homologação do certame.

Sefaz BA: edital do concurso pode ser divulgado a qualquer momento

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Secretaria da Fazenda do estado da Bahia (Sefaz BA) anuncia que a publicação do edital do novo concurso público para auditor fiscal pode ser publicada a qualquer momento e que depende apenas do governador do estado, Rui Costa.

A banca organizadora já foi contratada e o concurso será organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). De acordo com a assessoria do órgão, os aprovados exercerão jornadas de trabalho de 8 horas diárias e que a quantidade de vagas e salários será divulgado apenas quando o edital for publicado.

Último concurso

O último concurso da Secretaria da Fazenda do estado da Bahia (Sefaz BA) ocorreu em 2004 e foi organizado pela Fundação Cargo Chagas (FCC). Foram ofertadas 60 vagas para o cargo de auditor fiscal nas áreas de administração, finanças e controle interno e tecnologia da informação.

No período inicial de 60 dias, os aprovados recebiam vencimento de R$ 853,81 acrescidos da gratificação de atividade fiscal de R$ 1.793. Após o período inicial a gratificação aumentava para R$ 2.561,43.

Era necessário ter curso superior em administração, ciências econômicas, ciências contábeis, direito, engenharia, informática, sistemas de informação, ciências da computação ou processamento de dados. A seleção foi realizada por prova objetiva de conhecimentos gerais, prova objetiva de conhecimentos específicos I e II e prova de títulos.

A prova objetiva de conhecimentos gerais para todos os cargos teve disciplinas de língua portuguesa, direito constitucional e administrativo, direito tributário, contabilidade geral e publica e estatística. Já a prova objetiva de conhecimentos específicos para o cargo de tecnologia da informação contou com informática, gestão organizacional e matemática.

Para o cargo de administração, finanças e controle interno a prova teve disciplinas de economia e finanças públicas, auditoria, matemática financeira e informática. A prova dissertativa, também para todos os cargos, teve temas da atualidade relacionados com as disciplinas da prova de conhecimentos específicos de cada área.

Suspensão de concurso da ALE/RR foi motivado por irregularidades da banca, segundo MP

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Letícia Cunha* – A Justiça do estado de Roraima tomou a decisão de suspender o concurso público para procurador da Assembleia Legislativa do estado (ALE/RR), devido a um pedido do Ministério Público estadual (MPRR).

A justificativa foram as irregularidades realizadas pela empresa organizadora Funrio durante a execução do certame. Entre os exemplos de falhas apontados está a banca de professores contratada não ter participado da correção das avaliações discursivas, análise de recursos e consolidação final das notas, como afirmou o Ministério Público em aviso.

Segundo o promotor de Justiça Adriano Ávila, a não observação dos padrões de lisura pela banca mostra a necessidade de suspender a prova para o cargo. “Considerando o caráter eliminatório e classificatório da prova, qualquer ocorrência que fragilize a confiabilidade não pode ser menosprezada, uma vez que as irregularidades verificadas geram sérios prejuízos aos candidatos”, explica o promotor.

Com a decisão, a homologação do resultado final, que havia sido publicado no mês passado, fica sem efeito. As nomeações também estão suspensas até segunda ordem.

As provas para o cargo de procurador sofreram diversas suspensões. No dia 24 de junho de 2018, os exames objetivos foram remarcados pela primeira vez após denúncias de violação de um dos envelopes que continha as provas. Por mais que tenham alegado não haver fraude no concurso, os testes para o cargo foram anulados e remarcados para o dia 22 de julho.

Sem motivo informado pela banca ou pelo órgão, as provas de julho não foram aplicadas e tiveram nova data de realização, em setembro. A FunRio avisou os candidatos que os inscritos que optarem por não participar mais do certame teriam devolução do valor pago pela taxa de inscrição, que custou R$ 200. Os inscritos ao cargo também foram submetidos a prova discursiva e de títulos.

A reportagem tentou contato com a Funrio e com a ALE/RR, mas não obteve sucesso até o fechamento da matéria.

 

O concurso

As chances são para candidatos de nível médio e superior, totalizando 33 vagas, sendo duas para procurador. Os cargos de nível médio, totalizando dez, tem como salário inicial R$ 3.218,50, e as demais oportunidades recebem R$ 6.079,31, com exceção do procurador, cuja remuneração equivale a R$ 7.903,10.

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco

Sem Inaz: após suspensão em dezembro, IFRO retoma concurso com nova banca

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Letícia Cunha* – O concurso do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), suspenso em dezembro, para cargos técnico-administrativos, foi retomado com nova banca organizadora.

Após a suspensão sem aviso prévio do concurso do IFRO pela banca organizadora Inaz do Pará, um dia antes das provas objetivas, marcadas para o dia 16 de dezembro de 2018, o Instituto cancelou o contrato com a empresa e realizou novo processo licitatório. Agora, a banca escolhida para ser responsável pela organização do certame para cargos técnico-administrativos foi o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade).

A nova organizadora comunicou que o processo de inscrições não será reaberto, assim como o pedido de isenção do pagamento. Continuarão concorrendo ao concurso os candidatos inscritos, podendo desistir e receber o reembolso da taxa, se for de desejo do participante.

O candidato – pagante ou isento – que deseja continuar no concurso deverá validar sua inscrição no site do Ibade e recadastrar seus dados. Também deverá escolher um dos municípios disponíveis para a realização da prova objetiva (Porto Velho, Ji-Paraná ou Vilhena), o que fará gerar um novo número de inscrição. O candidato que não validar sua inscrição será automaticamente eliminado do certame. O período para validar ou cancelar a inscrição encerra às 23h59 do dia 11 de fevereiro.

As provas objetivas serão aplicadas no dia 24 de fevereiro, no período de 14h às 18h, observado o horário oficial de Rondônia. O concurso oferta 27 vagas efetivas de nível médio/técnico e superior para cargos técnico-administrativos. Você pode ver o novo edital e cronograma clicando aqui.

 

Outro concurso IFRO

O Instituto Federal abriu, em outubro, uma seleção para o preenchimento de 10 vagas para professores. A partir de agora, o Ibade também será o responsável pelo concurso, que abrange nove áreas diferentes. As provas objetivas também serão realizadas no dia 24 de fevereiro, no turno matutino. Veja o edital com novo cronograma aqui.

 

Suspensão

Com provas marcadas para o domingo (16/12), a banca Inaz do Pará anunciou, no sábado à noite, sem antes contatar o Instituto Federal, que anularia o concurso. A suspensão foi anunciada por meio de comunicado no próprio site da banca, que usou “necessidade de adequação técnica” e mínimos detalhes como justificativa.

O IFRO alegou ter sido surpreendido pela atitude da organizadora, que havia confirmado a realização das provas. Também afirmou tomar as medidas administrativas e jurídicas cabíveis rapidamente. Leia mais aqui.

Também no domingo, a Inaz do Pará estava organizando as provas do concurso da Novacap, no Distrito Federal, e cancelou pela quarta vez o certame, também sem aviso prévio.
Saiba mais: PCDF e MPDFT investigam suspeita de fraude em concurso da Novacap.

Novacap ainda aguarda respostas da banca para decidir futuro do concurso público.

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco

Prefeitura de Macaíba/RN suspende concurso público

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Prefeitura de Macaíba/RN anunciou, em publicação no Diário Oficial do Município e no site oficial, a suspensão temporária do concurso público de 627 vagas de nível médio e superior. A justificativa apresentada foi por falhas no edital e irregularidades da empresa organizadora, a Consulpam. A cidade está localizada a 14km da capital do estado, Natal/RN.

A nota divulgada pela prefeitura comunica que a decisão se deu devido a falhas da banca ainda no período de inscrições, entre 10 de dezembro de 2018 e 10 de janeiro de 2019, o que provocou reclamações dos candidatos. As irregularidades foram apontadas, principalmente, na emissão boletos para pagamento das inscrições, onde muitos candidatos relataram não conseguir gerar o documento ou, quando esse documento era gerado, apresentava informações incompletas.

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) também emitiu, em rede social, comunicado sobre a anulação do concurso. O órgão afirma que na segunda-feira, (14/01), foi realizada uma audiência extrajudicial para tratar da adequação das normas do edital e a resolução das irregularidades. Estavam presentes a Defensoria, a comissão do concurso e o representante da Consulpam.

A DPE também declarou que irá buscar, junto ao Município, maiores informações sobre a contratação de uma nova banca ou sobre a data de prosseguimento do certame, a fim de evitar qualquer prejuízo aos candidatos inscritos. A Prefeitura informou que quem efetuou o pagamento da taxa de inscrição não será prejudicado pela suspensão do certame. Os candidatos que não desejarem mais participar do concurso serão orientados como proceder para obter o reembolso dos valores pagos.

A Prefeitura de Macaíba também ressalta que está tomando todas as providencias necessárias, junto aos órgãos fiscalizadores, como o Ministério Público e a Defensoria, para que o concurso seja retomado o mais rápido possível. Também garante que todas as notícias sobre o concurso serão divulgadas nos meios de comunicação oficiais.

O concurso ofertava 627 vagas para nível médio e superior, com salários que oscilam entre R$ 1.082,24 e R$ 10.573,50. As inscrições foram online e custavam entre R$ 85 e R$ 105. As provas objetivas estavam marcadas para 17 de fevereiro para o nível médio/técnico, e 24 do mesmo mês para os candidatos de nível superior.

Aulões beneficentes movimentam a rotina de estudos dos concurseiros

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Muitos concursos importantes estão previstos nesse novo ano que está por vir e, pensando nisso, o IMP Concursos vai promover aulões beneficentes para ajudar os concurseiros. No  sábado (12/01) o cursinho oferecerá dois aulões gratuitos para tirar dúvidas e testar conhecimentos. As aulas terão diferentes focos e serão realizadas ao mesmo tempo, de forma que o concurseiro possa escolher aquela que melhor atenda às suas necessidades.

A primeira aula é de controle de constitucionalidade, direcionada para carreiras fiscais, principalmente. É uma oportunidade para quem está estudando para a Sefaz/DF, cujo edital está previsto para sair esse mês ainda. A aula começa 8h15 e vai até 11h50, ministrada pelo professor Ricardo Blanco, especialista em Direito Administrativo e Direito Constitucional.

O segundo aulão será para comentar a prova de redação discursiva do concurso da AGU. A partir da análise dessa parte do certame, a professora especialista em língua portuguesa Grazy Souza vai traçar o perfil da banca responsável, o Idecan. A aula acontecerá no mesmo horário, das 8h15 às 11h50.

Para participar, é necessário fazer a matrícula pelo site www.impconcursos.com.br e doar 1kg de alimento não perecível, caso interesse seja no primeiro aulão, ou um material escolar, para a segunda aula, a ser entregue no dia. Como o evento é sujeito a lotação, apenas a matrícula não garante sua vaga.

Serviço: IMP Concursos
Local: L2 Sul SGAS 603 Conjunto C
Horário: 8h15 às 11h50
Inscrição: www.impconcursos.com.br
Entrada: Material escolar ou 1kg de alimento (a depender do aulão escolhido)
Telefone: 3029-9700

Exército: edital para sargentos será lançado mês que vem e terá novidades

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar

O concurso da Escola de Sargentos das Armas (ESA) do Exército, feito anualmente, tem edital de novo certame previsto para fevereiro. O documento tem tradição de oferecer 1.100 vagas para formação de sargentos para geral/aviação, música e saúde. A novidade deste ano é a inclusão da disciplina de inglês nas provas objetivas, além do fato de que os alunos que concluírem o Curso de Formação de Sargentos receberão diploma de graduação de nível superior tecnológico.

As outras possíveis matérias aplicadas serão matemática, português, geografia e história do Brasil, além de teoria musical para os candidatos inscritos em música, e enfermagem para os candidatos da área de Saúde.

Confira aqui a relação dos assuntos e a bibliografia recomendada para a disciplina de inglês.

Concorrência acirrada

No concurso do ano passado, que contou com cerca de 94 mil inscritos, as vagas foram distribuídas da seguinte forma:

  • 910 vagas para candidatos do sexo masculino na área geral/aviação;
  • 100 vagas para candidatas do sexo feminino na área geral/aviação;
  • 60 vagas para área de saúde; e
  • 30 vagas para área de música.

Para participar, é necessário ter nível médio completo, idade entre 17 e 24 anos para as áreas geral e aviação, e 17 e 26 anos para saúde e música, até a data da matrícula. Os homens não podem ter menos de 1,60m de altura, e as mulheres devem ter, no mínimo, 1,55m.

O curso deverá ser dividido em dois períodos de instrução: o período básico e o período de qualificação, com duração prevista de 48 semanas cada. Ambos serão realizados em diferentes organizações militares e estabelecimentos de ensino, conforme disponibilidade de vagas e desejo de atuação do candidato.

 

Benefícios durante o curso de formação e graduação 2020/21

  • Assistência Médica, Odontológica e Psicológica;
  • Alimentação;
  • Fardamento básico para realização do curso;
  • Ajuda de custo, em um valor aproximado de R$ 1.141,00 (janeiro de 2018);
  • Alojamento coletivo dentro da escola;
  • Acesso à áreas de lazer (campo de futebol, volei, grêmios recreativos, salas de recreação, etc);
  • Utilização da infra-estrutura de permissionários (cantina, barbearia, alfaiataria, foto).
  • Férias escolares e licenciamentos para viagens.

 

Benefícios após o CFS

  • Estabilidade após completar 10 anos de serviço;
  • Adicional natalino (décimo terceiro salário);
  • Férias remuneradas e adicional de férias;
  • Movimentação para outras guarnições;
  • Possibilidade de realizar cursos e estágios;
  • Plano de Saúde Médico e Odontológico: o militar pode utilizar hospitais e clínicas próprios do Exército, e encaminhado para organizações externas credenciadas se necessário. O plano de saúde não possui carência e tem ampla cobertura;
  • Licença para Tratamento de Saúde Própria e de dependentes;
  • Ocupação de residência (sujeito à fila de espera e disponibilidade na Guarnição);
  • Plano de Carreira com possibilidade de atingir o Oficialato;
  • Salário bruto de aproximadamente R$ 4.587,00 (janeiro de 2018).
  • Os militares que concluírem com aproveitamento o CFS, receberão diploma de graduação de nível superior Tecnólogo.
  • Cursos à distância de habilitação em idiomas;
  • Convênios com Universidades Particulares para realização de Cursos Superiores à distância.

Último concurso

O certame de 2018 foi dividido em exame intelectual (prova objetiva e redação), valoração de títulos, inspeção de saúde e aptidão física. Houve ainda exame de habilitação musical para os inscritos na área de música aptos nas etapas anteriores. As inscrições foram feitas no site da ESA mediante do pagamento de R$ 95. A Escola de Sargentos do Exército fica em Três Corações, em Minas Gerais.

Sem apadrinhamento: deputada federal abre seleção pública para compor equipe

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Se você pensa que só apadrinhados compõem a equipe de um deputado, no Congresso Nacional, então você está enganado. A deputada federal eleita Tabata Amaral, do PDT de São Paulo, decidiu abrir uma exceção e lançou processo seletivo público para formar sua nova equipe de gabinete. As vagas são para assessor legislativo, coordenador de comunicação, assessor político, coordenador de agenda política, assessor e assistente de comunicação. As oportunidades são, em sua maioria, em Brasília/DF, e o restante na capital de São Paulo.

Os contratados trabalharão no gabinete da deputada eleita ou no gabinete compartilhado, estrutura que será criada por Tabata e por mais dois parlamentares também recém eleitos, Alessandro Vieira (senador por Sergipe) e Felipe Rigoni (deputado federal pelo Espírito Santo). Os três são integrantes do Acredito, movimento de renovação política criado por jovens com a finalidade de lutar pela diminuição das desigualdades e mudar a forma de se fazer política.

Os parlamentares, além de optar por convocar seus funcionários através de uma seleção, também lançam um programa de recrutamento de talentos para a estrutura de gabinete compartilhado entre os três – um coworking no Congresso. A utilidade seria ter pessoas de diferentes gabinetes usando o mesmo espaço para trabalhar juntos, como uma startup política.

São mais de 40 vagas no total, somando os três gabinetes individuais de cada parlamentar e o gabinete compartilhado.

As inscrições estão abertas até sexta-feira, (21/12), podendo ser realizadas gratuitamente pelo site www.talentoscongresso.com, onde também é possível encontrar mais informação sobre os cargos.

As principais etapas do processo seletivo são: análise de currículo, testes online de raciocínio lógico e perfil profissional, envio de vídeo, teste de alinhamento de valores e integridade ética, entrevista por competências, entrevista com chefes de gabinetes e painel final com os eleitos.

O processo seletivo é intitulado Talentos no Congresso e funcionará como um programa de trainee, com uma seleção rigorosa em várias etapas feita para cargos chave do gabinete de cada um dos três parlamentares eleitos e para a equipe multifuncional que irão compartilhar. O processo começa dia 6 de dezembro e termina dia 23 de janeiro de 2019.

 

Currículo

Tabata Claudia Amaral de Pontes é cientista política formada em Harvard e ativista pela educação brasileira. Filiada ao Partido Democrático Trabalhista, foi eleita deputada federal por São Paulo, sendo a sexta candidata mais votada no estado, com 264.450 votos.

 

* Matéria atualizada dia 22/12 

Amizade entre presidente de banca e primeira colocada leva Justiça a suspender concurso da UFPB

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) teve seu concurso de provas e títulos para professor da área de economia suspenso. A decisão foi tomada pela Justiça Federal do estado (JFPB) após denúncias de fraude. Segundo a liminar, concedida pela juíza federal Cristina Garcez, da 3ª Vara, a candidata aprovada em primeiro lugar seria amiga íntima da presidente da banca organizadora do certame. A amizade foi observada em interações via redes sociais, como trocas de comentários e cumprimentos.

A juíza ressalta que o processo não põe em dúvida a integridade e honestidade da presidente da banca, mas que se refere especificamente à participação dela na comissão avaliadora, que fez beneficiar a aprovada. A banca organizadora foi composta por três docentes, sendo um professor da UFPB e dois externos, de acordo com a assessoria da universidade.

Após ser procurada pelo Correio, a gestão central da UFPB reiterou que tem responsabilidade com a transparência pública e se compromete, portanto, em investigar, desvendar e desfazer quaisquer atos que impliquem em desacordo com os princípios da administração pública, como a impessoalidade nos concursos públicos.

Denúncia do Ministério Público

O Ministério Público Federal (MPF) de João Pessoa ajuizou ação civil pública para que o concurso seja anulado. O órgão reconhece que a atitude de beneficiar uma candidata é uma ofensa aos princípios da administração pública, especialmente ao da impessoalidade e ao do concurso público. Segundo a denúncia, a presidente da banca, ao não se declarar suspeita pela relação de amizade, terminou por beneficiar a candidata, ferindo as normas constitucionais. No entendimento dos procuradores que assinaram a ação, a professora deveria ter se declarado suspeita.

O Ministério sugeriu, ainda, que fosse realizado novo concurso público com outra banca organizadora, mas a Justiça vetou a anulação do mesmo. O concurso, que foi realizado entre os dias 6 e 10 de agosto deste ano, fica suspenso até julgamento do mérito da ação do MPF, ou até deliberação em contrário.

PMTO: envolvidos em fraude do concurso pagaram até R$ 50 mil por gabarito

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar

O Ministério Público Estadual de Tocantins (MPE/TO) prestou denúncia criminal, nesta sexta-feira (14), contra 19 pessoas envolvidas em possível fraude no concurso suspenso da Polícia Militar do estado, realizado no dia 11 de março para soldados e oficiais, e anulado duas semanas depois.

 

A denúncia acusa o grupo de associação criminosa e participação em fraude do concurso. Antônio Ferreira Lima, conhecido como “Antônio Concurseiro”, foi apontado como o líder da cooperação destinada a fraudar concursos públicos em vários estados do país. A fraude do concurso da Polícia Militar teria sido coordenada por ele, juntamente com a companheira e a cunhada.

 

Investigações da Polícia Civil descobriram uma associação entre os envolvidos, e que ocorreram pagamentos que variavam entre R$ 5 mil e R$ 50 mil a Antônio, primeiro com uma entrada e pagamento total posterior ao provimento no cargo. A apuração policial mostra que as respostas eram trocadas por mensagens de telefone entre 35 candidatos e que houve acesso prévio e não autorizado ao gabarito.

 

Os participantes foram orientados a comprar um chip com número telefônico novo e inseri-lo em um aparelho celular simples, que seriam deixados nos banheiros antes do início da prova, nas lixeiras ou atrás dos vasos sanitários. Um celular foi localizado no cesto de lixo da faculdade Católica Dom Orione, em Araguaína, após a realização do concurso.

 

O MPE publicou, em novembro, uma nota de recomendação para que o concurso público fosse anulado. O órgão orientou o governador a, além de adotar medidas cabíveis para cancelar o certame, também realizar novo processo licitatório para contratar outra banca organizadora. Em resposta, uma comissão foi formada na PMTO para avaliar a situação do certame. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia, a delegação abriu um processo administrativo para que as possíveis irregularidades ocorridas durante a seleção fossem apuradas.

 

No dia 3 de dezembro, o MP esclareceu que obteve resposta da Secretaria de Governo informando que foi instaurado procedimento administrativo para apurar a responsabilidade da banca organizadora do certame. Enquanto isso, o concurso continuará suspenso. No documento, o governo também esclarece que caso seja comprovada a responsabilidade da empresa, poderá rescindir o contrato para posterior licitação e contratação da nova empresa.

 

O concurso

A seleção  que ofertava 1000 vagas para formação de soldados e 40 para curso de formação de oficiais teve prova aplicada no dia 11 de março desse ano. Os cargos exigiam nível médio e superior, respectivamente, e podiam chegar a R$ 8.382,10 de remuneração. O concurso foi suspenso duas semanas depois, 26 de março, após a cassação do governador do estado.

 

* Com informações do MPTO