Defensoria Pública do RN pede anulação de concursos para Polícia Civil

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Concursos Públicos

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) recomendou, nesta terça-feira (24/8), a anulação das provas realizadas para os cargos de agente e escrivão do concurso da Polícia Civil após denúncias de irregularidades. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado. 

O pedido foi motivado por um inquérito policial instaurado após a aplicação da avaliação objetiva no dia 11 de julho. A investigação aponta uma série de irregularidades, como o vazamento de provas, falhas na segurança e utilização de ponto eletrônico.

Na oportunidade, dois candidatos acusados de fraudar as regras foram presos. “Pelo conteúdo do depoimento prestado pelo flagranteado em sede da autoridade policial, a associação criminosa por trás da tentativa de burla ao concurso público possuía à sua disposição todos os tipos de caderno de prova, incluindo o tema da redação, antes mesmo do início de sua aplicação”, diz um trecho da denúncia.

De acordo com os boletins de ocorrência registrados, os malotes foram violados e não houve o recolhimento da impressão digital, condição prevista no edital. O presidente da Comissão do Concurso informou também que a banca organizadora, Fundação Getulio Vargas (FGV), identificou quatro candidatos que também teriam se beneficiado com a utilização de pontos eletrônicos. No entanto, não foram flagrados na oportunidade. 

Os defensores solicitam à Comissão Especial do Concurso, à Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte e ao Governo do Estado a realização de um novo certame “dessa vez, mediante a observância integral das disposições contidas no Edital” e dão um prazo de 48 horas para que os responsáveis informem os procedimentos administrativos adotados. Acesse a página de acompanhamento

Sobre o concurso

A seleção oferece 301 oportunidades, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão, com remunerações que variam entre R$ 4.731,91 e R$ 16.670,59. Os candidatos serão submetidos a oito fases: prova objetiva e prova discursiva; teste de aptidão física (cargos de delegado e agente); prova prática de operador de micro (cargo de escrivão); avaliação psicológica, para todos os cargos e com caráter eliminatório; exames médicos, eliminatórios;  investigação social, de caráter eliminatório; e, por fim, curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil. 

 

 

MP instaura processo para averiguar fraude nas provas do concurso da PCRN

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, fraude, Ministério Público

Karolini Bandeira*- O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) abriu um processo preliminar para analisar a tentativa de fraude na aplicação de provas para os cargos de agente e escrivão do concurso público da Polícia Civil do Estado (PCRN), realizada no último domingo (11/7).

De acordo com despacho de instauração publicado no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira (16/7), o Ministério Público irá tomar as seguintes diligências iniciais:

  • 1) Juntar aos autos cópia do Inquérito Policial nº 014/2021 – DECCOR, registrado sob o nº 0802772-44.2021.8.20.5300 e distribuído ao Juízo de Direito da 10a Vara Criminal;
  • 2) Oficiar ao presidente da Comissão Especial do Concurso PC RN (conforme Portaria nº 065/2020-GDG/PCRN, de 12.3.2020), com cópia deste despacho, solicitando, com urgência, que informe:
    a) os procedimentos adotados pela comissão do concurso na fiscalização da lisura do certame, notadamente os previstos no item 16 do Edital nº 01, de 25 de novembro de 2020, devendo registrar em documento apartado as informações ou esclarecimentos eventualmente sigilosos;
    b) os locais de realização das provas no próximo domingo, dia 18 de julho de 2021, a fim de que possam eventualmente ser visitados por este membro do Ministério Público (preferencialmente em companhia de membros da comissão do concurso);
  • 3) Oficiar à Delegada-Geral de Polícia Civil encaminhando cópia deste despacho para conhecimento, facultando a apresentação dos esclarecimentos ou informações que entender pertinentes no prazo de 10 dias.

Após tentativa de fraude, banca assegura continuidade da seleção

Após um candidato ter sido preso por tentativa de fraude na etapa de provas para agentes e escrivães no concurso da PCRN no último domingo, a banca organizadora do certame, Fundação Getúlio Vargas (FGV), se pronunciou e declarou a continuidade do certame.

Em nota, a FGV declarou que o corpo profissional da empresa é “treinado e capacitado para evitar tais iniciativas criminosas”, além de o sistema de prevenção ser ” reforçado por rígidos procedimentos de segurança, que incluem o uso de detectores de metais e detectores de ponto eletrônico, para evitar que os inscritos portem equipamentos eletrônicos suspeitos”. Seguem, com normalidade, as demais etapas do concurso, inclusive a prova objetiva e discursiva para o cargo de delegado substituto no próximo domingo (18/7). Confira aqui o comunicado na íntegra.

Apesar do pronunciamento da banca, candidatos utilizaram as redes oficias da PCRN para expor, de acordo com os mesmos, a falta de fiscalização e cumprimento da banca com normas de segurança dispostas no edital do certame. Veja!

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Concurso PCRN: após tentativa de fraude, banca assegura continuidade da seleção

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, fraude, Polícia civil

Karolini Bandeira*- A banca organizadora do concurso público da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN), Fundação Getúlio Vargas (FGV), se pronunciou e declarou a continuidade do certame após um candidato ser preso por tentativa de fraude eletrônica na etapa de provas para os cargos de agente e escrivão, realizadas no último domingo (11/7).

Em nota, a FGV declarou que o corpo profissional da empresa é “treinado e capacitado para evitar tais iniciativas criminosas”, além de o sistema de prevenção ser ” reforçado por rígidos procedimentos de segurança, que incluem o uso de detectores de metais e detectores de ponto eletrônico, para evitar que os inscritos portem equipamentos eletrônicos suspeitos”.

“A FGV conta com avançado sistema de inteligência artificial, que realiza cruzamentos de dados, identificando
coincidências de acertos e erros das respostas dos candidatos, tanto nas questões objetivas quanto discursivas, além da análise grafotécnica”, reforçou a banca organizadora.

Apesar do ocorrido, a empresa assegurou a continuidade das demais etapas do concurso, inclusive a prova objetiva e discursiva para o cargo de delegado substituto no próximo domingo (18/7). Confira aqui o comunicado na íntegra.

Candidatos denunciam falta de fiscalização

Após o pronunciamento da banca, candidatos utilizaram as redes oficias da PCRN para expor, de acordo com os mesmos, a falta de fiscalização e cumprimento da banca com normas de segurança dispostas no edital do certame. Veja:

 

 

O concurso

Aberto em dezembro de 2020, o concurso oferece 301 chances, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão. A remuneração inicial varia de R$ 4.731,91 a R$ 16.670,59. Os candidatos passarão por oito fases, constituídas por prova objetiva e prova discursiva, que são obrigatórias para todos os cargos e possuem caráter eliminatório e classificatório; teste de aptidão física, aos que concorrem aos cargos de delegado e agente; prova prática de operador de micro, ao cargo de escrivão, avaliação psicológica, para todos os cargos e com caráter eliminatório; exames médicos, eliminatórios; investigação social, de caráter eliminatório; e, por fim, curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil.

Veja a página de acompanhamento do concurso aqui.

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

 

Concurso PCRN: delegada-geral fala sobre previsão de retomar etapas da seleção

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Coronavírus

Karolini Bandeira*- Atenção, inscritos! O concurso público da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN), suspenso em fevereiro devido ao agravamento da pandemia de covid-19, poderá ter continuidade no segundo semestre de 2021. A previsão foi confirmada pela delegada-geral Ana Cláudia Saraiva em reunião com o titular da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), coronel Araújo Silva.

O concurso

O certame, aberto em dezembro, oferece 301 chances, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão. A remuneração inicial varia de R$ 4.731,91 a R$ 16.670,59.

Os candidatos passarão por oito fases, constituídas por prova objetiva e prova discursiva, que são obrigatórias para todos os cargos e possuem caráter eliminatório e classificatório; teste de aptidão física, aos que concorrem aos cargos de delegado e agente; prova prática de operador de micro, ao cargo de escrivão, avaliação psicológica, para todos os cargos e com caráter eliminatório; exames médicos, eliminatórios; investigação social, de caráter eliminatório; e, por fim, curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil.

Veja a página de acompanhamento do concurso aqui. 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Delegada-geral cobra retomada das provas do concurso público da PCRN

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Coronavírus, segurança, suspensão

Karolini Bandeira*- Será que o concurso público da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN), com provas suspensas há mais de um mês devido ao avanço da pandemia de coronavírus poderá finalmente ser retomado? Em publicação feita nas redes sociais, a  Associação de Delegados de Polícia (Adepol RN) divulgou que a delegada-geral da corporação, Ana Cláudia Saraiva, pediu informações à Secretaria Estadual de Saúde com o intuito de marcar nova data para a realização das próximas etapas do certame.

Ainda segundo a Adepol, Saraiva está aguardando respostas da Secretaria e, durante reunião feita entre o órgão e os sindicalistas nesta segunda-feira (12/4), chegou a ressaltar a urgência da continuação do concurso, já que, segundo informações do sindicato, ” a Instituição está enfrentando sérios problemas de efetivo”. Leia a nota:

“Sobre concurso público, a delegada-geral, Ana Cláudia Saraiva informou que solicitou informações à Secretaria Estadual de Saúde com vistas a marcar uma nova data e está aguardando a resposta. A chefe de polícia argumentou, ainda, que é interesse da #PCRN que a prova ocorra o mais rápido possível, pois a Instituição está enfrentando sérios problemas de efetivo.”

O concurso

O certame, aberto em dezembro e suspenso em fevereiro, oferece 301 chances, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão. A remuneração inicial varia de R$ 4.731,91 a R$ 16.670,59. Os candidatos passarão por oito fases, constituídas por prova objetiva e prova discursiva, que são obrigatórias para todos os cargos e possuem caráter eliminatório e classificatório; teste de aptidão física, aos que concorrem aos cargos de delegado e agente; prova prática de operador de micro, ao cargo de escrivão, avaliação psicológica, para todos os cargos e com caráter eliminatório; exames médicos, eliminatórios; investigação social, de caráter eliminatório; e, por fim, curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil. Saiba mais!

Veja a página de acompanhamento do concurso aqui!

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Concurso público da PCRN poderá ser retomado? Entenda

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Coronavírus

Karolini Bandeira*- Boa notícia para o Rio Grande do Norte! A continuação do concurso público da Polícia Civil do Estado (PCRN) foi liberada e o certame poderá ser retomado! O aval foi concedido pela Lei 10.857/2021, publicada no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (23/3). A decisão altera a lei que suspendia as seleções e concursos no Estado durante a pandemia de covid-19.

De acordo com a nova lei estadual, as seleções das áreas de segurança pública, educação e saúde têm aval para serem realizadas. Concursos aprovados por determinação judicial também são liberados. A decisão passa a vigorar a partir de sua data de publicação.

Provas do concurso PCRN seguem suspensas

As provas do concurso público da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, previstas para 7 e 14 de março, foram adiadas em fevereiro devido ao aumento de casos de covid-19. O certame, aberto em dezembro, oferece 301 chances, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão. A remuneração inicial varia de R$ 4.731,91 a R$ 16.670,59. Os candidatos passarão por oito fases, constituídas por prova objetiva e prova discursiva, que são obrigatórias para todos os cargos e possuem caráter eliminatório e classificatório; teste de aptidão física, aos que concorrem aos cargos de delegado e agente; prova prática de operador de micro, ao cargo de escrivão, avaliação psicológica, para todos os cargos e com caráter eliminatório; exames médicos, eliminatórios;  investigação social, de caráter eliminatório; e, por fim, curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil.

Veja a página de acompanhamento do concurso aqui.
*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

Rio Grande do Norte: governo promete 15 concursos até 2023

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Publicada no Diário Oficial do Rio Grande do Norte (DOERN), desta quinta-feira (21/1), a revisão do Plano Plurianual (PPA) do Estado para o quadriênio 2020-2023 aumentou de 13 para 15 o número de concursos públicos previstos para serem realizados pelo governo até 2023.

O PPA é um documento que define as prioridades e objetivos do governo durante o mandato de quatro anos, com possibilidade de revisão uma vez por ano. De acordo com o plano revisado, o concurso público da Polícia Civil (PCRN) com 301 vagas, aberto em 2020, era uma das 15 seleções previstas. As outras 14 seleções devem ser divulgadas no decorrer dos anos. Dentre as previstas, quatro já deram início ao planejamento inicial e demonstram chances de serem realizadas este ano. São elas:

 

Detran

A comissão organizadora do próximo concurso do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran/RN) foi formada em 2020. Devido à pandemia de covid-19, os trâmites da seleção sofreram atraso. A expectativa é que hajam vagas para nível médio e nível superior. O último concurso foi realizado em 2010, com 285 vagas para assessor técnico, analista de suporte, eletricista/programador, programador e vistoriador/emplacador. Saiba mais! 

 

Fundase

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fundase) tem comissão organizadora formada para um próximo concurso desde 2019. De acordo com o PPA, o órgão tem a atual necessidade de recompor o quadro, qualificar os operadores e realizar concurso para contratação efetiva. Saiba mais!

 

Polícia Militar

Foi publicado no Diário Oficial do Estado, em 2020, o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do próximo concurso da PMRN. Estão previstas 215 vagas nas funções de 2º tenente e cabo, na área da Saúde da corporação. De acordo com o TAC, serão 90 oficiais de todas as patentes para o Quadro de Oficiais de Saúde e o Quadro de Oficiais de Apoio à Saúde; e 125 praças de todas as graduações para o Quadro de Praças Policiais Militares Especialistas de Saúde.

 

Itep

O concurso do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) tem comissão organizadora definida! De acordo com a portaria 277/2020, publicada no Diário Oficial do Estado dia 27 de agosto de 2020, cinco servidores serão responsáveis pelos trâmites da seleção. A banca organizadora está em fase de escolha. O último concurso do instituto foi realizado em 2017 e organizado pelo Instituto AOCP, com 156 vagas de cargos de nível médio e superior. A remuneração oferecida variou de R$ 3.186,70 a R$ 7.400. A seleção contou com quatro etapas: prova objetiva, discursiva, curso de formação profissional e avaliação de títulos. Saiba mais!

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco

Dezembro: saiba quais concursos estão previstos para o último mês de 2020

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Bolsonaro, cadastro reserva, Carreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Conselho Regional, Polícia Federal, PRF

São mais de 6.000 vagas previstas! Saiba mais:

 

Karolini Bandeira*- O ano ainda não acabou — e as oportunidades no mundo dos concursos também não! Seis concursos públicos muito aguardados estão previstos ainda para dezembro. Ao todo, são 6.063 vagas só esperando para serem ocupadas. Há chances para Sergipe, Rio de Janeiro, Tocantins e Piauí, além de oportunidades para o âmbito nacional. Muita coisa ainda vai rolar nas próximas quatro semanas, então não perca tempo e fique por dentro de todas as previsões:

Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro

Com edital de abertura previsto para esta sexta-feira (4/12), o concurso público da PGE RJ irá oferecer 13 vagas imediatas e formação de cadastro reserva para o cargo de procurador do Estado, função que tem como pré-requisito nível superior em direito. De acordo com o Portal da Transparência da PGE, o salário inicial do cargo ultrapassa os R$ 15.000.

 

A seleção contará com quatro etapas previstas: prova escrita geral, de caráter eliminatório; provas Escritas específicas, de caráter eliminatório e classificatório; provas orais, de caráter eliminatório e classificatório; e prova de títulos, de caráter classificatório.

 

Polícia Civil do Sergipe

De acordo com o o chefe de gabinete da Secretaria da Segurança Pública, Evandro Machado, o edital de abertura poderá ser divulgado no final de dezembro. O projeto básico foi enviado ainda esta semana a quatro bancas organizadoras e, segundo  Machado, a resposta das bancas deverá sair em até dez dias.

 

“Já foram convidadas a Fundação Carlos Chagas, Cebraspe, o IBFC, cuja nomenclatura hoje é Ibad, e Fundação Getúlio Vargas. Nós acreditamos que nos próximos dez dias tenhamos as respostas, e que, até o final do ano, também tenhamos a definição da organizadora do concurso”, informou o chefe de gabinete da Secretaria.

 

O edital disponibilizará 50 vagas para o cargo de agente de polícia judiciária e 10 vagas para escrivães de polícia. As funções tem como pré-requisito nível superior completo. De acordo com o Portal da Transparência da PCSE, ambas as profissões contam com salário no valor de R$4.500.

 

Polícia Militar do Piauí

O comandante da PMPI, coronel Lindomar Castilho, informou recentemente que o concurso da corporação com 1.000 vagas previstas para soldados e tenentes poderá ser liberado até dia 31 deste mês. “Acho que vai anunciar o concurso no início de dezembro, o governador ainda não decidiu, ainda está vendo a questão das finanças do Estado”, disse o coronel durante a entrega de viaturas no Palácio de Karnak.

 

Polícia Federal

Em outubro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro reiterou, em seu perfil oficial no Twitter, que 2.000 vagas serão disponibilizadas no concurso público da PF. Na publicação, o deputado também assegurou aos interessados que o certame será lançado ainda em 2020. Além disso, o calendário sugestivo da PF confirma que o edital de abertura deverá sair até dezembro.

 

Segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), as chances estarão divididas em 1.016 vagas de agente; 600 vagas de escrivão; 300 vagas de delegado; e 84 vagas de papiloscopista. De acordo com o portal de transparência, os salários podem ultrapassar R$ 20.000.

 

Polícia Rodoviária Federal

Outra corporação com concurso confirmado até dezembro pelo deputado Eduardo Bolsonaro é a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Assim como a PF, a PRF contará com 2.000 vagas e pode ter edital divulgado a qualquer momento. O último certame, organizado pelo Cebraspe, ofereceu 500 oportunidades com salário inicial no valor de R$ 9.473,57.

 

Polícia Militar de Tocantins

Confirmado para dezembro pelo governador do Estado, Mauro Carlesse, o edital de abertura do concurso da PMTO oferecerá 1.000 vagas para o cargo de soldado, com salário de R$ 2.365,69 – durante o Curso de Formação (CFSD), e R$ 4.758,56 – após o curso. A idade máxima para ingresso foi ampliada de 30 para 32 anos, conforme a lei Lei nº 3.613, de 18/12/2019. O Cebraspe foi definido como banca organizadora do certame em outubro.

 

Inscrições abertas

 

E não pense que dezembro tem apenas previsões: seis concursos públicos estão com inscrições abertas! São ofertadas 748 vagas, além de cadastro reserva, com salário de até R% 16,6 mil! Veja:

 

Polícia Civil do Rio Grande do Norte

Os interessados já podem se inscrever no tão aguardado concurso PCRN! O certame oferece 301 chances, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão. A principal exigência é possuir nível superior. Para concorrer a delegado, cargo com o maior salário, é necessário possuir graduação em direito. A remuneração inicial varia de R$ 4.731,91 a R$ 16.670,59.

 

As inscrições podem ser feitas até dia 21 deste mês pelo site da banca organizadora Fundação Getúlio Vargas (FGV). Há taxa no valor de R$ 120. A solicitação de isenção pode ser feita até 4 de dezembro pelo mesmo site por candidatos inscritos no CadÚnico, prestadores de serviço à Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte e doadores de sangue, medula óssea e leite materno.

 

Os candidatos passarão por oito fases, constituídas por prova objetiva e prova discursiva, que são obrigatórias para todos os cargos e possuem caráter eliminatório e classificatório; teste de aptidão física, aos que concorrem aos cargos de delegado e agente; prova prática de operador de micro, ao cargo de escrivão, avaliação psicológica, para todos os cargos e com caráter eliminatório; exames médicos, eliminatórios; investigação social, de caráter eliminatório; e, por fim, curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil.

 

Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

O concurso do CBMMG disponibiliza, ao todo, 40 oportunidades para os cargos de oficiais e oficiais de saúde. Os interessados podem efetuar a inscrição até dia 21 de dezembro, pelo site da organizadora Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep). Os profissionais contratados receberão salário de até R$ 6.000.

 

Polícia Militar do Paraná

As inscrições do concurso público PMPR também estão abertas. O certame é destinado ao preenchimento de vagas nos cargos de cadete policial militar e de cadete bombeiro militar. São 70 vagas, sendo 60 para cadete PM e 10 para cadete CBM. As inscrições podem ser feitas até 18 de dezembro, pelo site da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Após o período de estágio probatório, o salário será de R$ 9.735,33.

 

Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso do Sul

O concurso do CRM MS, com 225 vagas para todos os níveis de escolaridade, ficará aberto até 8 de dezembro. As oportunidades são para 11 ocupações: auxiliar administrativo, copeira, vigia, assistente administrativa, agente fiscal, analista administrativo, analista de informática, advogado, contador, controlador interno e médico fiscal. Os profissionais irão atuar em Campo Grande, com remuneração que varia de R$ 1.260,81 a R$ 5.939,12 e jornada de trabalho de 40 horas. As inscrições devem ser feitas pelo site do organizador Instituto Quadrix.

 

Conselho Regional dos Técnicos Industriais de São Paulo

O CRT SP é outro conselho regional com período de inscrições aberto! São 108 vagas imediatas, além de cadastro reserva, para os níveis médio e superior. Os interessados devem se inscrever no site do Instituto Quadrix até 10 de dezembro. Os profissionais atuarão nos cargos de fiscal, técnico administrativo, advogado, analista administrativo e contador. A remuneração chega a R$ 5.748.

 

Conselho Regional de Fonoaudiologia da 4ª Região

 

As inscrições do Crefono4, em Recife e Salvador, podem ser feitas até dia 15 pelo site do Instituto Quadrix por profissionais de nível médio e nível superior. Há taxa de participação de R$ 46 a R$ 53. São quatro oportunidades para assistentes administrativos e fonoaudiólogos fiscais, além de cadastro reserva. Os cargos contam com jornada de trabalho de 40 horas semanais e remuneração inicial de R$ 1.893,60 a R$ 4.882,47. Também será acrescentado vale-alimentação no valor de R$ 747,34, plano de saúde, plano de cargos e vale-transporte.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco

PCRN: edital de concurso com 301 vagas será publicado nesta quarta-feira!

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

A confirmação foi feita pela própria governadora do estado do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra

 

Acabou o tempo de espera! O concurso público da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN), que oferecerá 301 vagas, terá edital publicado nesta quarta-feira(25/11)! A informação foi anunciada hoje pela governadora Fátima Bezerra via Instagram. “O edital será publicado amanhã. A prioridade que a gente dá à Segurança do Rio Grande do Norte vem em atitudes como essas. Mesmo em meio à pandemia, preparamos o governo para assegurar a realização desse concurso,” afirmou a governadora.

 

O edital de abertura será divulgado no Diário Oficial do Estado e no site da banca organizadora.

 

Banca escolhida

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi oficializada como banca organizadora do concurso em uma dispensa de licitação publicada no Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Norte.

 

Dispensa de licitação/Reprodução
Dispensa de licitação/Reprodução

 

Fases do concurso definidas

Dia 20 de outubro, as cinco fases do certame foram divulgadas no Diário Oficial. São elas:

 

I – a primeira etapa, de caráter eliminatório e classificatório, compreenderá a avaliação de conhecimentos teóricos gerais e específicos, por meio de prova escrita objetiva, com base em matéria objeto do programa definido em
Edital, publicado no Diário Oficial do Estado;

II – a segunda etapa será constituída de prova escrita discursiva, com base em matéria objeto do programa constante do Edital referido no item anterior;

III – a terceira etapa será a avaliação física

IV – a quarta etapa consistirá no exame psicotécnico;

V – a quinta etapa consistirá na habilitação em curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil ou órgão oficial congênere.

 

Mais candidatos na segunda fase do concurso

Aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte e sancionada pela governadora Fátima Bezerra, a Lei Complementar N° 673/2020 revoga uma lei que restringia a quantidade de candidatos após a primeira fase do concurso público da Polícia Civil do Estado (PCRN), permitindo agora que um maior número de provas sejam corrigidas. Antes, apenas 1.500 provas objetivas poderiam ser corrigidas, independente do número de inscritos.

 

Remuneração até R$ 16, 6 mil!

O certame oferecerá 301 vagas, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão. A principal exigência é possuir nível superior. Para concorrer a delegado, cargo com o maior salário, é necessário possuir graduação em Direito. A remuneração inicial varia de R$ 4.731,91 a R$ 16.670,59.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco

 

Concurso PCRN com 301 vagas a delegado, agente e escrivão pode sair a qualquer momento

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos

“As ações rumo à divulgação seguem caminhando com passos firmes”, assegurou a governadora do Estado

 

Karolini Bandeira*- Quem aguardava atualizações do concurso público da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN), já pode se preparar! A governadora Fátima Bezerra deu ótimas notícias em seu Instagram nesta segunda-feira (16/11): o edital será lançado a qualquer momento!

 

O comunicado foi feito durante vídeo com participação da delegada-geral Ana Cláudia Saraiva. “A publicação pode acontecer a qualquer momento, continuem acompanhando em nossas redes sociais”, assegurou a governadora. Fátima Bezerra também ressaltou que “as ações rumo à divulgação seguem caminhando com passos firmes e toda a atenção necessária para que o certame ocorra com tranquilidade e fluidez, sem maiores entraves”.

 

Na publicação, a governadora e a delegada falaram sobre a importância do trabalho dos policiais civis, além de relembrarem a a lei, em vigor desde 1º de novembro, que reestrutura as carreiras de delegados, agentes e escrivães. Veja o vídeo aqui. 

O concurso

O certame contará com  cinco etapas. São elas:

I – a primeira etapa, de caráter eliminatório e classificatório, compreenderá a avaliação de conhecimentos teóricos gerais e específicos, por meio de prova escrita objetiva, com base em matéria objeto do programa definido em
Edital, publicado no Diário Oficial do Estado;

II – a segunda etapa será constituída de prova escrita discursiva, com base em matéria objeto do programa constante do Edital referido no item anterior;

III – a terceira etapa será a avaliação física

IV – a quarta etapa consistirá no exame psicotécnico;

V – a quinta etapa consistirá na habilitação em curso de formação específico, promovido pela Academia de Polícia Civil ou órgão oficial congênere.

O concurso está em processo desde 2019 e terá a Fundação Getúlio Vargas (FGV) como banca organizadora. Serão ofertadas 301 vagas, sendo 47 para delegado, 230 para agente e 24 para escrivão. A principal exigência é possuir nível superior. Para concorrer a delegado, cargo com o maior salário, é necessário possuir graduação em Direito. A remuneração inicial varia de R$ 4.731,91 a R$ 16.670,59.

 

 

*Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco