Estupro culposo? Conta outra

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Mário Quintana disse que a mentira é a verdade que se esqueceu de acontecer. Pensando nisso, o juiz Rudson Marcos, ao julgar o empresário André de Camargo Aranha, que estuprou Mariana Ferrer, criou a tal história do “estupro culposo”. Baseou-se na classificação de crime. O culposo ocorre quando não há a intenção de matar. Uma criança, brincando na sacada do 3º andar, deixa o vaso […]

Estupro: pronúncia, etimologia e curiosidade

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O estupro de Mariana Ferrer virou manchete. Frequentou os noticiários de Europa, França e Bahia. Mas aqui ganhou ingrediente adicional. Trata-se da pronúncia. Muitos trocam letras de lugar. Dizem “estrupo”. O r, contrariado, bate pé e exige o lugar que o dicionário lhe dá — a última sílaba. “Os últimos serão os primeiros”, afirma convicto o estupro. Origem Estupro deriva do latim stuprum. Ao longo […]

O Poder 360 Graus tropeçou no porquê

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Uma tarefa urgente: entender porque os trumpismos são fortes”, escreveu o Poder 360 Graus.  Viu? Tropeçou no porquê. O porquê ora aparece junto. Ora separado. Ora com acento. Ora sem o chapeuzinho. Não há quem não hesite na hora de escrever uma forma ou outra. Muitos chutam. Mas, como a língua não é loteria, o que pode dar errado dá. Melhor aprender as manhas da […]

Hífen: a ira de Deus

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A Terra tinha uma só língua e um só modo de falar. Ninguém precisava estudar inglês, francês, alemão ou árabe. Todos se entendiam. A harmonia reinava. “Que monotonia”, bocejaram os homens. “Vamos agitar?” Pensa daqui, palpita dali, eureca! Decidiram construir uma torre que os levasse ao céu — a Torre de Babel. Nas alturas, as coisas seriam mais animadas. A obra subiu célere. Deus, ao […]

Ídolo, monstro & cia.: masculino ou feminino?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Vítima joga no time de criança, pessoa, criatura, indivíduo, ídolo, gênio, anjo, testemunha, cônjuge, defunto & cia. Todos têm o mesmo gênero para o masculino e feminino. A pessoa, a criança, o defunto podem se referir a homem e a mulher. Como sair da enrascada? Impõe-se distinguir o gênero. É fácil. Basta fornecer indicações que esclareçam o ouvinte ou o leitor: A criança que sofreu […]

Trabalhamos para melhorar o resultado? Trabalhamos para melhorarmos o resultado?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Ambas estão corretas. Trata-se do infinitivo flexionado. Nessa forma verbal, só se exige a flexão se o sujeito da segunda oração for diferente da primeira: Maria chegou cedo / para os filhos irem ao teatro. O Congresso mudou a lei / para os médicos serem beneficiados. No seu exemplo, Eduardo, trata-se do mesmo sujeito (nós). A flexão é facultativa. Prefiro o singular porque deixa a […]