Hambúrguer: curiosidade

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

De onde vem o nome do sanduíche adorado pelos americanos? Vem da Alemanha. Marinheiros de Hamburgo aproveitaram velha receita de povos nômades da Ásia e Europa oriental. Eles comiam carne crua cortada bemmmmmmmmm fininha. Os hamburgueses avançaram um passo — cozinharam a iguaria. Imigrantes que partiam do porto de Hamburgo levaram a delícia para a Terra do Tio Sam. Os americanos gostaram da novidade. Mas, […]

Politicamente correto: cego

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O radialista Airton Medeiros entrevistava ao vivo na Rádio Nacional a presidente de uma associação de cegos. Dizia que ela era cega. Lá pelo meio do programa, recebeu um papelzinho com a recomendação de que a tratasse como “deficiente visual”. Antes de obedecer à ordem, perguntou se devia tratá-la de cega ou deficiente visual. Ela aproximou as mãos do rosto dele até tocar os óculos. […]

Curiosidade: pontos nos ii

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Vamos pôr os pontos nos ii? A expressão não deixa dúvida. Refere-se ao esclarecimento rigoroso de determinada situação. Ela nasceu há muito tempo — na época em que só se escrevia à mão. Pra evitar que dois ii fossem confundidos com u, passou-se a acentuar o i. No século 16, pontos substituíram os grampinhos. Daí os pontos nos ii.  

Enem: dicas de português

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Avós, pais, irmãos, filhos só têm um assunto – o vestibular e o Enem. A coluna entrou na roda. Semana passada, tratou da redação. Esta semana, de erros pra lá de comuns. Perder pontos por causa deles é bobeira. Vale lembrar que o desafio não é apenas sair-se bem. É sair-se melhor que os outros. Vamos lá? São seis diquinhas. Onde e em que O […]

Hífen e flexão: sem-terra & cia.

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Volta e meia eles mudam de nome. Foram remediados. Viraram pobres. Passaram a miseráveis. Aí apareceram os carentes. Seguiram-se os despossuídos. Depois os descamisados. Hoje os pobres estão em outra. É vez do sem. O desabrigado é sem-teto; o desamparado, sem-justiça; o agricultor que não tem onde plantar, sem-terra. Etc. e tal. O sem deu filhotes. Ocorreu a manifestação dos sem-terrinha, sem-celular, sem-micro-ondas e sem-carro importado. […]

Entre ou dentre?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Quase sempre entre. Dentre tem uso muito limitado. Significa do meio de. É resultado do casamento da preposição de com a preposição entre. Para que ocorra o matrimônio, um verbo precisa pedir a preposição de. Como sair, saltar, ressurgir. O macaco saiu dentre duas árvores. Quem sai sai de algum lugar. De onde? De entre duas árvores (do meio de duas árvores). O pássaro começava […]

Futuro do subjuntivo: como acertar sempre

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Machado de Assis, Eça de Queirós, Graciliano Ramos e José Saramago (in memoriam), Marina Colassanti, Lígia Fagundes Telles, Milton Hatoun e todos os cultores da boa linguagem cumprem o doloroso dever de comunicar o falecimento do futuro do subjuntivo. Vítima de abandono e maus-tratos, ele deixa a família verbal enlutada. Os jornais esnobam essa forma verbal. A TV provoca um arrepio depois do outro. Os […]

Redação nota 1.000

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Estudantes preparam-se para entrar na universidade. O assunto entre eles é o Enem. E, claro, a redação. A moçada sabe que escrever é mandar recado. A receita de uma sobremesa é um recado. O convite para a festa de aniversário é um recado. O horóscopo publicado no jornal é um recado. A prova que você faz na escola é um recado. A gente manda e recebe […]