Secretário de Economia do DF autoriza seleção pública com mais de 200 vagas para brigadistas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Distrito Federal, DODF, GDF

André Clemente Lara de Oliveira, secretário de Economia do Distrito Federal, autorizou a realização de um novo processo seletivo simplificado para a contratação temporária de 148 brigadistas. O objetivo é a prevenção e combate a focos de incêndio no cerrado. A autorização foi publicada em edição extra do Diário Oficial local (DODF), desta segunda-feira (25/5).

Desse total de vagas, quatro serão para supervisores de brigada, 24 para chefes de brigada e 120 para brigadistas combatentes.

De acordo com a portaria de autorização, a seleção ainda formará cadastro reserva igual a 50% do número de vagas autorizadas – o que totaliza 222 vagas ao todo.

O provimentos dos postos está previsto a partir de junho de 2020, condicionado à disponibilidade orçamentária e financeira.

 

Veja também: Confira lista de órgãos com 12 concursos públicos previstos para o DF! 

 

 

Última seleção para brigadistas no DF

Em agosto de 2019 o GDF lançou edital da última seleção para brigadistas por meio do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal (Brasília Ambiental – Ibram). Foram 100 vagas.

A seleção se deu por meio de análise curricular e teste de aptidão física (TAF e teste de habilidade no uso de ferramentas agrícolas).

Quem quis concorrer para chefe de brigada precisou ter nível médio e certificado de participação em curso de formação de brigada de combate a incêndio florestal, com, no mínimo, 40 horas. Além de CNH de categoria B e experiência comprovada na área de combate a incêndios em instituições do governo. A remuneração foi de R$ 3.193,60, mais seguro acidente.

Já para o posto de chefe de esquadrão, foi necessário ser alfabetizado, ter certificado de participação em curso de formação de brigada de combate a incêndio florestal, com, no mínimo, 40 horas. Também foi preciso ter CNH de categoria B e experiência comprovada na área de combate a incêndios em instituições do governo. A remuneração foi de R$ 2.495,00, mais seguro acidente.

E para brigadista de combate a incêndios florestais, também foi requisitado ser alfabetizado e ter certificado de participação em curso de formação de brigada de combate a incêndio florestal, com, no mínimo, 40 horas. Neste caso, o salário foi de R$ 1.996, além de seguro acidente.

Todos com jornada de trabalho de 12h x 36h.

Os candidatos puderam concorrer a um, dois ou até três cargos disponíveis, desde que tenham os requisitos para assumir a respectiva vaga. Saiba mais detalhes sobre a seleção passada aqui. 

 

Gostou da notícia? Comente no Fórum CW! 

GDF já tem previsão de vagas e data de lançamento da seleção do Ibram

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal

Após iniciar, pela primeira vez, curso preparatório para brigadistas, o Governo do Distrito Federal informou, ao Papo de Concurseiro, que já tem previsão do quantitativo de vagas que serão abertas na próxima seleção para o posto, e de quando o edital de abertura será publicado no Diário Oficial local (DODF).

Serão 100 vagas disponíveis, este ano, para contratação temporária (seis meses) para brigadistas no Distrito Federal. O edital, que será elaborado pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram), tem previsão de ser publicado até junho de 2019. Atualmente, o salário varia de R$ 2.435, para brigadistas, a R$ 3.193,60, para chefe de brigada.

 

Última seleção 

O último edital para brigadistas do GDF foi lançado em agosto do ano passado. Quem tem nível médio ou é alfabetizado pôde concorrer a uma das 100 oportunidades, e formação de cadastro reserva, abertas pelo Ibram. Os salários variaram de R$ 1.908 a R$ 2.862, em regime de 12 horas de trabalho por 36 horas de descanso.

Ao todo, quatro vagas estão destinadas para o cargo de chefe de brigada, 16 para chefia de esquadrão e 80 para brigadista florestal. As contratações foram por tempo determinado, com duração de seis meses, e necessitam de certificado de curso como brigadista. Os profissionais atuaram em proteção e prevenção de incêndios florestais em parques e unidades de conservação do Ibram. Saiba mais aqui. 

GDF capacita brigadistas para subsidiar próximo edital de seleção do Ibram

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Mesmo com as fortes chuvas ainda alagando a capital, o governo do Distrito Federal está pensando mais à frente e já está de olho no período da seca e nos profissionais que deverão atuar para prevenir incêndios. Dessa maneira, o primeiro curso para brigadistas florestais foi lançado nesta semana pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

De forma totalmente gratuita, 95 voluntários brigadistas serão capacitados para atuar no período de seca, que deverá acometer Brasília entre julho e novembro deste ano. Segundo o governo, a ideia é capacitar o máximo possível de brigadistas para quando o edital de contratação do Ibram sair, os inscritos estejam preparados.

“No ano passado, lançamos o edital de contratação e tivemos muita dificuldade em encontrar profissionais capacitados. Passamos essa demanda ao governador Ibaneis Rocha e ao secretário de Meio Ambiente, Sarney Filho, e eles se mostraram preocupados com a questão. Por isso, resolvemos agir e prevenir de forma antecipada,” afirmou Carolina Schubart, coordenadora do Plano de Prevenção e Combate a Incêndio no Distrito Federal, o curso pretende dar base para uma seleção futura de brigadistas.

E o curso teve alta procura, segundo o governo. foi necessário que uma outra turma fosse formada. Assim, a primeira turma começou as aulas nesta semana e a segunda turma vai ter início em 13 de maio.

O curso, que tem a duração de 40 horas, é aplicado pelos profissionais do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) que é a área especializada do Ibama, responsável pela prevenção e combate aos incêndios florestais, incluindo atividades relacionadas a campanhas educativas, treinamento e capacitação de produtores rurais e brigadistas.

As disciplinas aplicadas são: organização da brigada e segurança, manejo integrado do fogo, equipamentos e ferramentas, comportamento do fogo, combate aos incêndios florestais e técnicas de queima controlada e desmobilização. Serão feitas ainda aulas práticas.

 

Última selação

O último edital para brigadistas do GDF foi lançado em agosto do ano passado. Quem tem nível médio ou é alfabetizado pôde concorrer a uma das 100 oportunidades, e formação de cadastro reserva, abertas pelo Ibram. Os salários variaram de R$ 1.908 a R$ 2.862, em regime de 12 horas de trabalho por 36 horas de descanso.

Ao todo, quatro vagas estão destinadas para o cargo de chefe de brigada, 16 para chefia de esquadrão e 80 para brigadista florestal. As contratações foram por tempo determinado, com duração de seis meses, e necessitam de certificado de curso como brigadista. Os profissionais atuaram em proteção e prevenção de incêndios florestais em parques e unidades de conservação do Ibram. Saiba mais aqui. 

 

* Com informações da Agência Brasília