Sétima arte: origem

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A história começou em 1911. O italiano Ricciotto Canudo, teórico e crítico de cinema, divulgou o Manifesto das Sete Artes. O documento tinha um objetivo claro: desconstruir a ideia de que o cinema era espetáculo para o povão. Impunha-se integrá-lo ao status das Belas Artes — música, pintura, escultura, arquitetura, poesia e dança. O cinema, para ele, era uma arte síntese das demais, seis no […]

Aceitado e aceito: emprego

Publicado em 1 Comentárioportuguês

Use aceitado com os auxiliares ter e haver (havia aceitado, tinha aceitado) e aceito com os verbos ser e estar (foi aceito, estava aceito).  Por quê? A língua tem verbos generosos. Abundantes, eles oferecem dois particípios. Um, terminado em –ado ou –ido, é regular (amado, vendido, partido). O outro, mais curtinho, irregular. Como usá-los? Depende da companhia. Com os auxiliares ser e estar, é a […]

Acaso ou caso?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Caso e acaso indicam condição. Mas têm empregos diferentes. Acaso pede a conjunção se; caso dispensa-a: Se acaso você chegasse a tempo, poderia ir à festa. Se acaso você antecipar o trabalho, resolverá o problema. Caso você chegasse a tempo, poderia ir à festa. Caso você antecipe o trabalho, resolverá o problema.