Falar não é dizer

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Falar não é dizer. Se fosse, a expressão falou e disse não teria sentido. Mas tem. Dizer é afirmar, declarar. Falar é dizer palavras, expressar-se por meio de palavras: A testemunha disse a verdade. Disseram que sairiam à tarde. Diplomata fala várias línguas. Falou com o professor. Não falará sobre o assunto. O apelo da criança fala ao coração. Quando usar um ou outro? Eis […]

Diminutivo manhoso

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Os diminutivos são cheios de emoção. Falam de carinho, amor, ódio, ironia. Exprimem a linguagem do coração. Deixam pra lá a fala racional. Chamar de livrinho um livro pequeno indica tamanho pequeno. Mas de amorzinho o gatão de 1,90m e 150kg exprime afeto. Dizer que a garota é bonitinha não deve alegrá-la. Deu-se um jeitinho de afirmar que a coitada não é bonita. Classificar alguém […]

Falso plural: eles são alvo ou são alvos?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Na semana do Oscar, indicados são alvos de críticas”, escreveu o portal Uol. Eta pegadinha! Deixe no singular o substantivo abstrato que, depois de verbo de ligação (ser, estar, tornar-se, virar, parecer) caracterize genericamente o sujeito plural: Os muçulmanos são o alvo de Trump. Filmes controversos são o destaque da maior festa do cinema. Os voluntários de Roraima tornaram-se exemplo de solidariedade. O sujeito e […]

Talvez: empregos

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Empregar os verbos como gente grande? É prestar atenção às flexões e a certas manhas. Uma delas é a colocação do talvez. Quando o advérbio vem antes do verbo, exige o subjuntivo. Quando vem depois, o indicativo: Talvez Neymar seja um dos cinco mais importantes jogadores do mundo. Neymar é, talvez, um dos cinco mais importantes jogadores do mundo.  

Estamos a 3 meses da Copa? Há 3 meses?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Neymar torceu o tornozelo. Quebrou o dedinho. Acendeu-se a luz amarela. Ele estará 100% para disputar a Copa do Mundo? A lesão ganhou manchetes. No noticiário, sobressaiu o problema do tempo. Foi aí que a porca torceu o rabo. “Estamos ………….. três meses do maior evento esportivo do planeta.” Com h ou sem h? Pare. Respire. Pense. O verbo haver ganha banda de música e […]