Mas ou mais? Dica infalível

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Mais ou mas? Guarde isto. Mais tem quatro letras. Mas tem três. Pois a grandona é o contrário de menos. Na dúvida, substitua a palavra por menos. Se a declaração ganhar sentido contrário, não tenha dúvida. Dê passagem ao mais: Comi mais (menos) do que Maria. Paulo é mais (menos) educado que Luís. Acordei mais (menos) disposto.  2. Estudei muito, mas não passei. Ops! Aí […]

Etiqueta do WhatsApp

Publicado em 1 Comentárioportuguês

Nove em cada 10 brasileiros usam o Whats App. Dar uma olhadinha na tela do celular tornou-se mais que obrigação. Virou vício. O aplicativo pra lá de acessível deixou o telefone pra trás. Antes, ligar pra alguém era tão natural quanto andar pra frente. Hoje o fazemos com cerimônia. Há quem peça autorização prévia. Quem diria! A popularização do zap acarretou consequências. Perda de limites […]

Carioca é língua de índio

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O termo vem de duas palavras de origem tupi: kara’iwa (homem branco) e oka (casa), que, juntas, significam “casa do homem branco”. Os índios passaram a usar a expressão logo após a fundação do Rio de Janeiro, para se referir à cidade. Como apelido para os moradores, o termo só começou a ser usado a partir do século 18.  

Abolir: conjugação

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Verbo defectivo, abolir só se conjuga nas formas em que o l é seguido de e ou i. Por isso não tem a primeira pessoa do singular do presente do indicativo, o presente do subjuntivo e o imperativo negativo: aboles, abole, abolimos, abolem; aboli, aboliu, abolimos, aboliram; abolia, abolias, abolíamos, aboliam; abolisse; abolirei; aboliria. E por aí vai.