Future-se: o verbo existe, ministro?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O ministro da Educação anunciou proposta de mudanças no financiamento do ensino superior. Trata-se de resposta à penúria em que vivem as universidades federais. A de Mato Grosso, no vermelho, não pagou a conta de luz. As consequências, como diz o conselheiro Acácio, vêm depois. E vieram. O câmpus ficou às escuras. Alunos perderam aulas. Pesquisas foram pro ralo. Abraham Weintraub lançou o plano na […]

Reforma ortográfica: doo, veem & cia.

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O Future-se autoriza a doação de ex-alunos para as universidades. Nada mais justo. Eles se formaram nas melhores instituições de ensino do país sem desembolsar um centavo. A prática é comum nos Estados Unidos. Pegará aqui? Talvez. Enquanto esperamos, vale lembrar a reforma ortográfica. A mudança cassou o chapéu dos hiatos o/o e e/em. Doo, do verbo doar, tinha acento. Deixou de ter. O mesmo […]

Politicamente incorreto: paraíba & cia.

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O presidente Bolsonaro chamou os governadores nordestinos de paraíbas. Eles não gostaram. Escreveram carta de protesto. O Planalto não respondeu. Mas uma questão ficou no ar: paraíba, no sentido de nordestino, é politicamente incorreto? É. Paraíba, como cabeça-chata, exprime preconceito. Xô! Identifique o estado de origem com precisão — maranhense, paraibano, pernambucano, cearense. Há palavras e palavras. Algumas informam. Outras emocionam. Há as que mobilizam […]

Trata-se de execuções? Tratam-se de execuções?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Tratam-se de execuções perpetradas por esquadrões da morte que invadem residências e, sem mandado, matam, estupram, prendem, torturam”, escreveu o jornal. Viu? Baita tropeço na concordância. Tratar-se de exige o verbo no singular: Trata-se de problemas antigos. Tratou-se das aspirações populares. Trata-se de execuções perpetradas por esquadrões da morte…

Qual o ordinal de 200? E de 500, 600, 700?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Hoje o governo Bolsonaro completa 200 dias. O Planalto quis dar visibilidade à data. Anunciou medidas para comemorar o feito. Entre elas, a liberação de parte do FGTS e o acordo Mercosul-União Europeia. Os festejos obrigaram a turma a recorrer à gramática. A razão: qual o ordinal de 200? É ducentésimo: O governo não deixou passar em branco o ducentésimo dia de mandato de Jair […]

Terrivelmente evangélico: advérbios terminados em -mente

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O presidente se encontrou com a comunidade evangélica. Entre os seus, sentia-se feliz, descontraído. Sorriu muito. Posou para selfies. Deu abraços e beijos. No discurso, disse que nomearia para o Supremo Tribunal Federal um ministro “terrivelmente evangélico”. Aplausos ecoaram. Vivas se ouviram nos quatro cantos do recinto. A imprensa divulgou a fala. Foi um auê. Ops! Não foi o critério religioso para escolher o juiz […]