Sic: como usar?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Expulsaram o latim da escola. Não adiantou nada. Ele vive assombrando a língua. Todos os dias, bate à porta de gregos, romanos e baianos. Daí a questão: o que as três letrinhas querem dizer? Em latim, sic é advérbio. Significa assim, desse jeitinho. Nós o usamos ainda hoje. Vem, entre parênteses, depois de uma palavra com grafia incorreta, desatualizada ou com sentido inadequado ao contexto: […]

Interviu ou interveio?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O governo interviu ou interveio na Segurança do Rio? A resposta está na cara. Mas muitos duvidam da paternidade do verbo. Pensam que ele é derivado de ver. Não é. Intervir conjuga-se como o verbo vir, de quem é filho obediente. O presente é  moleza. Eu venho (intervenho), ele vem (intervém), nós vimos (intervimos), eles vêm (intervêm). A única diferença é o acento. Vem termina em em. Mas […]

Elefante: etimologia

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A palavra elefante chegou ao português nosso de todos os dias por meio do latim elephantus. Mas não nasceu na terra dos Césares. Veio ao mundo na Grécia. Lá, eléphas-antos designava dois seres – o bicho e o marfim. Não é por acaso. Cobiçadas, as presas do animal são marfim pra lá de valioso.  

Ego: família e hífen

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

De ego nasceu eu. E deu origem a conhecida prole. Egoísta é um de seus membros. Egocêntrico, outro. Ególatra, mais um. Todos têm os dois olhos  postos no próprio umbigo. Adorar a si mesmo não é velho como o céu e a Terra. A mitologia grega tem até um deus pra representar a egolatria. É Narciso. O mancebo era o belo entre os belos. As […]