Canções infantis utilizadas por educadores a partir da década de 1930 ganham registro fonográfico

Publicado em Livros

Dotados de imensa riqueza histórica e educativa, chegam ao mercado os discos infantis Cantando e brincando com Vovó Linda — volumes 1 e 2, produzidos pela professora de educação musical infantil Ermelinda Paz, que trabalhou na Escola Municipal Guatemala, no Rio de Janeiro. Ambos têm como inspiração produções musicais datadas entre as décadas de 1930 e 1970.

O primeiro volume surgiu após extenso trabalho de pesquisa com pessoas-fonte e centros de documentação e pesquisa, como o Museu Villa-Lobos, o Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, o Centro Brasileiro de Memória do Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (Cemi/Iserj), a Associação de Músicos Arranjadores e Regentes / Sociedade Musical Brasileira (Amar/Sombras), a Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), dentre outros.

Cantando e Brincando com a Vovó Linda, Vol. 1. Divulgação/Spotify.

Algumas das canções do volume 1 são A janelinha, As formiguinhas e Passarinho. No volume 2, destacam-se composições como Baile da borboletas, Peixe Vivo e Sapo Jururu.

As 14 músicas que integram o volume 1 estimulam a criatividade, a espontaneidade e a expressividade das crianças. O CD conta também com a canção Acalanto para José, de autoria da própria pesquisadora, com o objetivo de ninar o neto.

Cantando e Brincando com a Vovó Linda, Vol. 2

Já o segundo volume conta com um coletânea de canções brasileiras, lançada em formato duplo: um CD completo com 27 faixas e outro CD com playbacks, para uso dos educadores em sala de aula, totabilizando 54 faixas. As faixas versam sobre temas como animais, e a relação entre adultos e crianças de forma amorosa e divertida. As canções também servem para jogos musicais e brincadeiras.

Os álbuns estão disponíveis gratuitamente on-line na plataforma Spotify. Acesse pelos links: Vol. 1 e Vol. 2. Também é possível adquirí-los de forma física pelo e-mail cdvovolinda@gmail.com. Saiba mais acessando o site da pesquisadora Ermelinda Paz: http://www.ermelinda-a-paz.mus.br/principal.html