Foto: PMPB/Divulgação
5yi8z1wb Foto: PMPB/Divulgação

Concurso para PM e Bombeiros da Paraíba exclui língua estrangeira do edital

Publicado em carreira militar

Do CorreioWeb – O concurso da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros da Paraíba retirou as disciplinas de língua estrangeira do conteúdo programático previsto inicialmente pelo edital. O aditivo foi publicado no Diário Oficial da Paraíba sob a justifica de “otimizar” o processo seletivo. Ao todo, são oferecidas 1.000 oportunidades para quem possuir nível médio.

O candidato deveria escolher entre responder 10 questões de inglês ou espanhol. Agora, com a retirada do conteúdo, foram adicionadas cinco questões de língua portuguesa e cinco de noções de direito. As duas disciplinas são os dois primeiros critérios de desempate do concurso.

A prova escrita, prevista para 29 de abril, consiste em uma prova objetiva com 80 questões de múltipla escolha em que constarão as disciplinas de: língua portuguesa (20 questões), raciocínio lógico (10), geografia e história da Paraíba (10), noções básicas de informática (10), e noções de direito e sociologia (30).

Para concorrer os interessados ainda devem ter altura mínima de 1,65m para o sexo masculino e de 1,60m para o sexo feminino, completar no mínimo 18 anos e no máximo 32 anos no ano da matrícula no curso, estar em pleno gozo dos direitos civis e políticos e não ter antecedentes criminais. Saiba mais novidades sobre o concurso aqui.

Vagas
São 900 oportunidades para a Polícia Militar, sendo 850 para o sexo masculino e 50 para o feminino. As 100 vagas restantes são para o corpo de Bombeiros. São 90 oportunidades destinadas ao sexo masculino e 10 para o sexo feminino. O salário para ambos os cargos é de R$ 3.202,60 após a conclusão do curso de formação.

As inscrições de ambos os cargos devem ser feitas pelo site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), banca organizadora do certame, até 9 de abril. A taxa custa R$ 70.

PMDF quer soldados que falem inglês
Uns retiram a língua estrangeira, mas outros incluem. A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), por exemplo, incluiu o inglês pela primeira vez na prova para soldado do concurso público recentemente lançado. São oferecidas 2.024 vagas e as inscrições continuam abertas para o posto até 4 de abril.

A corporação quer que os soldados sejam capazes de se comunicar em inglês, com a justificativa de que o domínio da língua é fundamental para melhor atender os turistas estrangeiros, cada vez mais comuns em Brasília. Saiba mais aqui.

  • Lotar Kaestner

    Na China os soldados do exército falam inglês. E nas cidades como Beijing, claro, qualquer policial presta informações. Por isso se pode dizer que no Brasil a indolência, preguiça é nossa principal doença….Ora, não ter vontade de se conectar ao mundo global para tomar conhecimento de onde vivemos…é o cúmulo do primitivismo.