Do contra

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Gente! Veja a descoberta do Elder. Ele navegava na internet. Louco por carros, parou na imagem do Clio. Leu com cuidado as especificações do quatro rodas que lhe excita os desejos. Foi então que viu um tal de “dispositivo anti-trânsito”. Suspirou desanimado. Será que poderia confiar num veículo que atropela a língua?   É que o prefixo anti- tem manhas. Só aceita hífen quando […]

Você sabia?

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  As palavras têm histórias. Algumas nascem sem querer. É o caso de boicote. Boycott era o sobrenome de um rico capitão irlandês. O homem se comportava mal à beça. Pra lá de desleal com a concorrência, adorava passar os outros pra trás. Um dia a casa caiu. Foi em 1880. O sabido recebeu uma espécie de veto comercial. Inaugurou-se o boicote, derivado do nome […]

Xô, satanás

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    A inflação está de volta. Valha-nos, Deus! Ninguém quer reprisar o pesadelo dos preços que sobem sem parar, do salário menor que o mês, do barulho da maquininha de remarcação do supermercado — sobretudo agora, quando a gente abusou das compras parceladas em 10 vezes, deitou e rolou. O que fazer?   “Saia fora do vermelho”, aconselham os economistas a torto e a […]

Eu também quero

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Você sabia? O banqueiro Daniel Dantas, que ofereceu US$ 1 milhão como cala-boca a policial federal, não paga Imposto de Renda. Melhor: de 2001 a 2005  teve restituição do dinheirinho adiantado à Receita. De lá pra cá, empata. Nem paga nem recebe.   Que inveja! Eu também quero. Prefiro entrar no time dos que levam troco do leão. Pra tanto, o rei da bicharada […]

Erramos

Publicado em Deixe um comentárioErramos, Geral

  Os espinhos mais dolorosos da língua? Há vários. Um deles é o pronome relativo. O outro, o pronome relativo preposicionado. Hoje tropeçamos no segundo. “A viagem de férias para Minas Gerais seria um dos poucos momentos que a família do caminhoneiro Hermes Delfino Pereira estaria reunida”, escrevemos na pág. 17. Melhor: …seria um dos poucos momentos em que a família do caminhoneiro Hermes Delfino […]

O substituível

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Banqueiros nas malhas da polícia? Só há uma explicação. Eles se esqueceram do verbo precaver-se. O cuidadoso significa acautelar-se, prevenir-se, ficar de sobreaviso. Apesar das aparências, não tem parentesco com o verbo ver. Um nada tem a ver com o outro.   Cheio de não-me-toques, precaver-se não se conjuga em todas as formas. No presente do indicativo, só o nós e o vós têm vez: […]