Sindicância
Operação Bastilha Crédito: Daniel Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasília - DF Operação Bastilha

Operação Bastilha: regalias de Luiz Estevão derrubam cúpula do sistema penitenciário

Publicado em CB.Poder

ANA MARIA CAMPOS

As regalias de Luiz Estevão detectadas por policiais civis da Divisão de Repressão a Facções (Difac) provocaram a queda da cúpula do sistema penitenciário do Distrito Federal. O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) decidiu nesta tarde (18/06) exonerar o subsecretário do Sistema Penitenciário, o delegado aposentado Osmar Mendonça de Souza, e o diretor do Centro de Detenção Provisória (CDP), José Mundim Júnior. Por enquanto, assumem os adjuntos, até que o governo defina os substitutos definitivos.

Na Operação Bastilha, realizada ontem (17/06), durante a partida da seleção brasileira com a Suíça, policiais civis cumpriram mandados de busca e apreensão nas celas do ex-senador Luiz Estevão e do ex-ministro do governo Temer Geddel Vieira Lima.

Durante a busca, Luiz Estevão tentou descartar cinco pen-drives que foram apreendidos pelos policiais. Chamou a atenção dos delegados a quantidade de documentos de Estevão na biblioteca do bloco 5 onde ele cumpre pena de 26 anos de prisão. O local, segundo a Polícia Civil, funciona como um escritório pessoal do empresário.

O delegado Thiago Boeing, chefe da Difac, disse que Estevão mandava no bloco 5 do CDP. O poder era tão grande que o ex-ministro José Dirceu, companheiro de cela de Estevão, fez uma anotação em que registrou que deveria pedir ajuda ao ex-senador para receber no presídio a visita de uma menor. Os dois ocupam uma cela ampla, enquanto outros detentos, como Geddel, dividem um ambiente com outros nove internos.

A investigação foi conduzida pela Difac, ligada à Coordenação de Combate ao Crime Organizado, aos Crimes contra a Administração Pública e à Ordem Tributária (CECOR), acompanhada pelos promotores de Justiça do Núcleo de Controle e Fiscalização do Sistema Prisional (Nupri).

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Paz Social informa que o subsecretário e o diretor do CDP foram afastados. Mas, a decisão do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) é pela exoneração dos dois.

  • Adyneusa Moura

    Balela, Quem já viu policiais civis fazerem busca em celas de presos? Isso fica a cargo do diretor do presídio e os carcereiros.
    Cadê a palavra dos presos em suas defesas, Cadê o material que dizem ter apreendido?
    Depois do golpe de estado e as arbitrariedades do judiciário não dá pra acreditar mais em nada dessa justiça.
    Ta com cheiro de reproduzir e criar elementos falsos contra os presos principalmente contra o Dirceu.
    Oras, se dividem a mesma cela porque Dirceu escreveria um bilhete pra ele e deixaria alí? e quem conhece Dirceu sabe que jamais ele faria isso, É um homem respeitoso como não são esses policiais, promotores e juizes.

  • BOMBEIROS RJ

    Que putaria esse presídio !! O dinheiro desse ladrão comprando os homens da lei.tem que transferir esse ex senador ladrão para um presídio de segurança máxima !! Assim acaba essa história de uma vez por todas dessa ratazana ficar comprando esses vagabundos.

  • Rogério

    exonear é fácil…joga eles na cadeia e amplia a condenação de Luiz Estevão, brincadeira viu, de novo?