gilberto_carvalho_eixo Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil

Programação do Réveillon do GDF será integrada a da posse de Lula

Publicado em Eixo Capital

Coluna Eixo Capital, por Samanta Sallum (interina)

Representantes do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estiveram ontem de manhã mais uma vez reunidos no Palácio do Buriti para tratar dos festejos de posse do novo comando do governo federal. O encontro foi no gabinete da Casa Civil com a presença do ex-ministro Gilberto Carvalho (PT) e de diversos secretários de Estado do DF. Participaram integrantes das áreas de Segurança Pública, Transporte, Turismo, Cultura e até da Educação. O vice-governador Paco Britto também esteve presente. Desta vez, o governador Ibaneis Rocha (MDB) não participou, mas deixou a orientação de que o governo local colabore ao máximo. Também ficou acordado que as atrações musicais da festa de Réveillon no DF estarão em sintonia com as convidadas para a posse de Lula.

Grande virada cultural
A programação vai começar no dia 29 e seguir até o dia 2 de janeiro. “A ideia é fazer uma grande virada cultural, promovendo a diversidade e de forma integrada à posse na área federal. Estamos buscando uma convergência”, explicou o secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues.

Sugestões de artistas
A equipe de Lula está sugerindo atrações para o GDF entre os artistas que estão se colocando disponíveis para participar. Nos próximos dias, o governo local deve anunciar a programação completa. O Tribunal de Contas do DF está acompanhando a forma como serão feitas as contratações dos artistas. Pediu acesso ao edital.

Nação Zumbi
A Secretaria de Cultura adiantou que um dos diferenciais será levar as grandes atrações pelo DF, descentralizando do Plano Piloto. A banda recifense Nação Zumbi é uma das que devem vir para a festa de réveillon.

Bolsonaristas e petistas
A equipe de Lula está preocupada com o fato do DF ser reduto bolsonarista. Para garantir público, caravanas estão sendo organizadas e são esperadas 200 mil pessoas de outras regiões do país. E a missão é oferecer entretenimento.

Encerramento do governo de transição no DF

Está marcada para amanhã, 9h, a apresentação ao governador Ibaneis Rocha do resultado dos trabalhos do governo de transição local. Marcará o encerramento da atuação do grupo no Centro Internacional de Convenções de Brasília. Todos os integrantes de primeiro e de segundo escalões do GDF foram convocados para a reunião final.

Caminho do dinheiro
Por ano, o GDF repassa cerca de R$ 2 bilhões às cinco empresas de transporte de ônibus para subsidiar o preço das passagens. Esse valor é maior que o arrecadado com o IPTU. Os cofres públicos arcam com 70% dos custos das tarifas. Sem o subsídio, a passagem que custa cerca de R$ 5 passaria para R$ 13.

Concessão do Metrô
Em entrevista exclusiva ontem ao programa CB.Poder, o secretario de Mobilidade Urbana, Valter Casimiro, afirmou que a concessão de operação do Metrô sairá no ano que vem. O governador ainda não definiu a permanência ou não de Casimiro à frente da pasta.

“Não basta recriar o MDIC. Ele tem que ser forte”, diz CNI
Perguntada pela coluna sobre a expectativa para a recriação do Ministério da Indústria e do Comércio, a direção da Confederação Nacional da Indústria (CNI) foi enfática. “Não basta recriar o ministério. É preciso que ele seja forte, que realmente tenha interlocução. Neste governo, era uma secretaria e tínhamos interlocução, disse Mário Sérgio Telles, gerente-executivo de Economia da CNI, durante coletiva de imprensa sobre projeções econômicas para 2023.

“A questão não é o nome para a Economia, mas a condução”
Na mesma linha, Telles respondeu sobre a avaliação do nome de Fernando Haddad (PT) como futuro ministro da Economia. “Não sugerimos nem avaliamos nomes. O que importa para nós é como a economia será conduzida.” Referindo-se à PEC da Transição, a entidade concorda com a importância de se manter os R$ 600 do Auxílio Brasil. “Mas sem provocar um desequilibro fiscal que pode gerar problemas sérios por um longo período”, ponderou Telles.

Espaço Memória do MPDFT
A procuradora-geral de Justiça do DF e Territórios, Fabiana Costa Oliveira Barreto, vai inaugurar hoje, às 16h, o novo Espaço Memória do Ministério Público do DF com a exposição Pioneiros. Também será lançada a 12ª edição da Revista do MPDFT. Nela, a procuradora assina um artigo sobre as líderes pioneiras do MP que conta com entrevistas das ministras Ellen Gracie, Laurita Vaz e Raquel Dodge.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*