Foto: Breno Fortes/CB/D.A Press
CBPFOT050820131676 Foto: Breno Fortes/CB/D.A Press

Novo edital da Câmara Legislativa do DF vai oferecer salário inicial de R$ 22 mil

Publicado em Distrito Federal

Após 11 anos sem lançar um edital de concurso público, a Câmara Legislativa do Distrito Federal finalmente vai abrir nova seleção. A presidente da Casa, a deputada Celina Leão (PPS), assinou autorização na semana passada causando furor na comunidade concurseira da capital. Segundo a parlamentar, deverão ser abertas 30 vagas, apesar de hoje o deficit de pessoal da Câmara ser de 388 funcionários. A maioria dos cargos será destinada a candidatos de nível superior.

 

E, apesar de a Câmara já ter aberto em outros anos comissão para lançar o segundo concurso da história do órgão, a previsão é que o edital seja lançado em breve. “Se conseguirmos vencer a burocracia, faremos o concurso ainda este ano”, afirmou Celina. Serão selecionados técnicos analistas e consultores, cujo salário inicial é de R$ 22.812,75.

 

Mas ainda é cedo para firmar datas. Agora, a Diretoria de Recursos Humanos deve apresentar estudo com o total exato de vagas a serem abertas e elaborar projeto básico com a minuta de edital. Celina também pediu que a diretoria, em parceria com a Comissão Permanente de Licitações, escolha uma instituição para realizar o concurso.

 

O último concurso da Casa foi lançado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) em 2005. Foram 120 vagas para técnicos e analistas, com salários entre R$ 5,5 e R$ 8 mil, respectivamente. A banca contabilizou, na época, 75.741 inscritos, o que provocou uma concorrência média de 631 pessoas por chance aberta. O cargo com maior procura foi o de policial legislativo, com mais de 19 mil candidatos. O concurso contou com prova objetiva e discursiva para todos as especialidades. Algumas exigiram ainda avaliação de títulos, prova prática e teste de aptidão física.

  • Eumesmo da Silva

    Legal né, salário bom, trabalho tranquilo, emprego de primeira. Sabe o que é legal? ver a imprensa e todas as pessoas na rua falando que o salário do judiciário é alto, que vão ter aumentos exorbitante, etc. O salario inicial de um analista judiciário em 2016 é R$ 9.716,07 (BRUTO), para atuação em uma gama enorme de áreas, seja pena, civil, trabalhista, eleitoral, etc, etc, e etc. A Câmara Legislativa trabalha em prol apenas dos deputados distritais, realmente não sei pra que serve a CLDF, melhores estávamos na época em que não havia o legislativo no DF. Bom, finalizando, salario inicial de R$ 22.000,00 e ninguém fala nada, o judiciário paga R$ 9.000,00 e é o vilão das contas públicas.

    • Dimitri Assis Silveira

      Se você acha que o seu está ruim, imagina no executivo… fora que não temos horário corrido, não temos dois recessos por ano e o que temos a gente precisa compensar, não emendamos feriados, nosso auxílio alimentação e transporte são baixos, não temos qualquer tipo de gratificação por titulação ( especialização, mestrado e doutorado). Tirando algumas poucas carreiras do executivo, o grosso do executivo não ganha nem perto desse salário de 9.716,07

      • Eumesmo da Silva

        sou do judiciário e não tenho dois recessos, acredito que isso é para os ministros e juízes. Estamos em julho, os ministros de recesso, e eu trabalhei minha carga horária total. A bem da verdade normalmente ultrapasso em 1 hora minha carga horária todos os dias.

        • EDUARDO HENRIQUE

          O judiciário tem um recesso que vai, geralmente, de 20 de dezembro a 6 de janeiro. No executivo tem 5 (cinco) dias de recesso e ainda tem de pagar as horas depois. Algumas carreiras do executivo tem salários um pouco mais altos, mas são a minoria, a maioria recebem baixos salários.

        • Kadu Barbosa

          O judiciário no geral ganha mais, tem mais folgas e trabalha menos q o executivo sim! Temos o judiciário mais caro do mundo (e um dos menos eficientes tbm), trabalho como terceirizado em um tribunal e sei bem como é…

      • noiserman

        Poucas carreiras? Se quiser te falo mais de 20 que ganham mais que 14k inicial. Toda hora tem gente saindo do judiciário pra ir pro executivo.

        • Dimitri Assis Silveira

          São carreiras pequenas. O grosso mesmo do executivo ganha mal mesmo tendo o mesmo nível de formação e atribuição.

    • Cidadão

      Quer dizer que se um salário for muito alto, automaticamente todos os outros são baixos e todos têm que ficar reclamando porque não ganham o mesmo?

      • Eumesmo da Silva

        Você analisou minha resposta de forma diferente da que eu quis explanar, de qualquer forma desculpe se não expressei melhor, a reclamação não foi do salário do CLDF e sim da forma que tratam o salário do judiciário (imprensa). Não falei que o salário do judiciário é baixo, falei que a imprensa coloca o judiciário como vilão das contas públicas, como se qualquer reajuste fosse quebrar o país. Quanto à crítica à CLDF é uma opinião minha, e se fizerem uma pesquisa sem indução acredito que 90% da população do DF considere totalmente dispensável a sua existência.

      • Rafael Brito

        O maior problema, se não o único, é o fato de não tratarem as carreiras de forma igualitária. Tem carreiras que tem sobressaltos enquanto outras são esquecidas. Não é possível que um Delegado precise fazer um concurso pra nível médio de policial legislativo pra se ver bem remunerado. Estas contradições não podem existir no serviço público.

      • Guirra Veras

        FICO ABISMADO QUANDO VEJO UM FUNCIONÁRIO OU SERVIDOR, PÚBLICO RECLAMAR DO SALÁRIO DOS OUTROS, COMO SE ELE NÃO SE BENEFICIASSE DA MESMA FONTE..

    • Renato Alves

      Única coisa que se aproveita do seu texto é “A Câmara Legislativa trabalha em prol apenas dos deputados distritais, realmente não sei pra que serve a CLDF”, o resto é choro de menino mimado de barriga cheia.Na boa tanto 9000 quanto 22000, ambos estão fora da realidade brasileira.

      • Eumesmo da Silva

        Como respondi em outro comentário, não falei que o salário do judiciário é baixo, fiz um comentário mais pela forma que a imprensa trata o salario do judiciário. Pra ser sincero o salario do judiciário logo estará mais defasado que da iniciativa privada.

    • roberto

      O Judiciário paga 70 mil reais a um Juiz. É, sim, muito alto. E mesmo os salarios mencionados do legislativo e do judiciário são muito maiores do que os que os trabalhadores da iniciativa privada ganham, e ainda com essa loucura que é a tal estabilidade, sem NENHUMA justificativa pra isso. Parem de reclamar. E já sei o argumento que vem em seguida: estude e passe no concurso. Pois bem, digo o mesmo: a mamata de meio período no TJ tá muito ruim? Preste concurso para a CLDF.

      • Eumesmo da Silva

        claro que não falarei “estude e passe”, hoje em dia eu mesmo sofreria horrores para passar ou não passaria no concurso, acredito eu, devido à forte concorrência. Não sei se todos os juizes ganham R$ 70.000,00, se não me engano o teto é 38 mil, logico que ha penduricalhos, etc. Eu adoraria não ter estabilidade e receber FGTS ao aposentar, corrigido durante 40 anos, acho que daria uma babinha boa né. Montaria um negocio próprio e continuaria a ter uma bela renda após a aposentadoria. Importante salientar que pagamos inss sobre todo o salario, enquanto uma pessoa que ganha 9 mil na iniciativa privada so paga inss sobre o limite da previdência. Imagina quanto daria a diferença entre o que eu pago e o que vc paga de inss, aplicado mês a mês, durante 40 anos? Uma questão sobre a estabilidade, “QUEM TRABALHA DIREITO, COM RESPONSABILIDADE, TEM ESTABILIDADE NO EMPEGO SEJA NA INICIATIVA PRIVADA OU NO SERVIÇO PÚBLICO”.

        • Apolônio

          “Eu adoraria não ter estabilidade e receber FGTS ao aposentar, corrigido durante 40 anos”

          Ué, moleza. Basta pedir exoneração e ir trabalhar na iniciativa privada. Se você não o fez até hoje, é porque as vantagens do atual emprego são maiores.

          Não é para pegar no seu pé especificamente, só pra deixar claro. Mas se tem uma classe que não tem direito de reclamar de nada nessa vida, é a de servidor público.

          • Marco Ferrao

            Primeiro conheça a realidade do serviço público, Depois entenda a sua real necessidade para que nossa sociedade funcione de fato e por último, analise países de primeiro mundo e eficientes e verá que a quantidade de funcionários públicos é bem maior do que no Brasil – e com direitos equivalentes. Ai sim, se basei para criticar.

          • Apolônio

            Que países de primeiro mundo eficientes têm uma casta de funcionários públicos com os mesmos privilégios dos brasileiros? Nos EUA, o salário é tão ridículo que ninguém quer ser servidor. Na Suécia, os políticos andam de ônibus, e duvido que a situação dos servidores seja muito diferente. Cite dados e fontes confiáveis.

            Agora, que o Brasil precisa do seu serviço público para funcionar é inegável. Se as pessoas não fossem tão obcecadas em passar a perna uma nas outras, não precisaríamos de um judiciário tão gigantesco pra botar limites na obsessão das pessoas em delinquir. Não fosse a petralhada querer roubar mais do que podem carregar, por exemplo, não haveria justificativa para o “parcial e vendido” Sergio Moro ganhar 77k por mês para botar esses bandidos na cadeia.

          • Filho de Deus

            Petralhada!? Só ignorantes como você trariam um discurso como este. F… -se na iniciativa privada. Que é uma PRIVADA mesmo: cobra engolindo cobra pra ganhar e enganar.
            Quem é servidor público é mais do que merecedor de ser tratado da melhor forma possível, porque faz do seu trabalho uma honra.

          • Apolônio

            1) Você leu o meu comentário e não entendeu que com “funcionários públicos” eu estava falando de um assunto, e com “petralhada” estava falando de outro. Pela sua reação, você incorretamente vinculou os dois tópicos e se sentiu ofendido. Só quis ressaltar isso porque é uma excelente evidência de que qualquer analfabeto funcional pode passar em um concurso público, que não requer nenhuma habilidade cognitiva mais complexa do que decorar milhares de respostas de questões e torcer para caírem na prova as que você decorou.

            2) “Cobra engolindo cobra pra ganhar e enganar” acontece tanto na iniciativa privada quanto no serviço público. Tentar insinuar que o serviço público é uma ilha de virtude, onde não existe esse tipo de coisa, é achar que quem está lendo o seu comentário é um imbecil.

            3) Nem servidor público nem ninguém merece privilégios, quanto mais sob esse argumento de “fazer do seu trabalho uma honra” (o que isso quer dizer, afinal?) Você é pago por um estado criminoso, com dinheiro roubado do contribuinte, apenas para manter funcionando a estrutura desse estado criminoso, de modo que ele possa continuar roubando o contribuinte (exceto se você for de uma carreira pública realmente necessária, como bombeiro, policial, médico – o que não quer dizer que essas categorias mereçam privilégios, no entanto.)

            Os privilégios que você já tem já são imorais. Querer ainda mais privilégio, então, é inacreditável. Além de contraproducente, porque chega um momento que o sistema simplesmente não funciona mais, e implode. Quanto mais os barnabés choram por aumento, mais rápido chega-se ao ponto em que o contribuinte vai dizer chega.

          • Filho de Deus

            Como eu disse… F…-se!!!

          • Carmelita Isaías de Macêdo

            Apolônio, vc não consegue passar num concurso público, não é? Nunca conseguiu, não é verdade? Tem de estudar muito! Não adianta vc ficar decorando questões. Precisa de massa cinzenta.

          • Rafael Brito

            Acredito que as pessoas nasçam pra ser servidores públicos. É uma opção de vida que vem de berço. Eu pelo menos, nunca quis ser da iniciativa privada e fiz de tudo para não ser. Não escolhi simplesmente salário ou estabilidade (Abro aqui um parenteses para dizer que a estabilidade é garantia pra toda uma sociedade, haja vista que evita que existam desmandos aos subordinados e estes se sintam obrigados a cumprir ordens que não condigam com o interesse coletivo).
            O problema de tudo isso é o fato de eu não poder me planejar. Não sei quando terei reajuste, se terei reajuste ou o meu salário será congelado. Sei que na iniciativa privada também há esta possibilidade, mas como te falei. Não é uma decisão simples assim. Talvez hoje estivesse ganhando muito mais trabalhando na iniciativa privada, mas nunca saberei. No meu sentir, escolhi o caminho inicial mais tortuoso, mas que me trouxe prazer. Espero não me arrepender, acredito que não, uma vez que nunca existiu pra mim a outra possibilidade. Por fim, não quero dizer que sou bem ou mal pago, mas sei que não casei com a riqueza e nem com a pobreza. Só sei que posso sim reclamar. Quero que me paguem o que combinaram comigo lá no edital, nada mais, nada menos. Não quero ser passado pra trás hoje, caso contrário, amanhã, estarei pagando para trabalhar.

          • Carmelita Isaías de Macêdo

            👏👏👏👏👏

        • Antonio_DF

          Eumesmo, eu também sou do judiciário, há 22 anos, enquanto meus irmãos, do executivo e legislativo, cinco ganham quatro vezes o que recebo no judiciário.
          Quanto à iniciativa privada, a estabilidade não depende somente do empregado ou empregador, e sim, da situação econômica do país. Quando uma empresa perde sua clientela, devido à crise, as pessoas são mandadas embora, independente se são responsável ou produtivas.

        • Carmelita Isaías de Macêdo

          Muito bem! Disse boas verdades. Eu adoraria trocar essa “estabilidade” pelo FGTS. Ô se trocaria, não pensaria duas vezes.

        • Kadu Barbosa

          Cara, tu vem falar de FGTS… eu sou da iniciativa privada e gostaria muito de não ter FGTS, um negócio q rende menos da metade da inflação, nego ainda acha q é um direito! Direito obrigatório? acho q ta mais pra um dever… Isso só é mais um motivo pro governo ir lá e meter a mão no meu bolso de novo. Duvido muito q se fosse opcional iria sobrar 1 centavo sequer na conta do governo!

      • Eumesmo da Silva

        Leia minha primeira msg e veja sobre o que falei. Reclamei não do salário, reclamei da forma que a imprensa trata o salário do judiciário. em nenhum momento falei que o judiciário paga pouco.

        • Rafael Brito

          Acho importante dizer que existe um contrato de trabalho com o patrão (governo). Diversamente da iniciativa privada, onde os salários são corrigidos anualmente na data base, para o servidor público somente é corrigido mediante lei. Como essas leis normalmente são elaboradas de quatro em quatro anos elas aparecem com percentuais altos, mas, na verdade, não corrigem sequer a inflação dos anos passados. O problema é que a imprensa sempre conta meias verdades, o que coloca a maioria da população contra nós.

      • Antonio_DF

        roberto, não existe juiz ganhando 70 mil, pois ultrapassa o temo, em mais de 100%. Os juízes, no entanto, deveriam ter um salário bom, pois trabalham demais; você não tem ideia. Se tivessem um salário mais justo, talvez diminuísse a corrupção na venda de sentenças.

        • Apolônio

          Sérgio Moro ganha 77. Por um trabalho exemplar, mas ninguém deveria ganhar 77 (ou mesmo 30) vezes mais do que o menor salário de uma sociedade. Mesmo que seja para desratizar essa sociedade.

          • Marco Ferrao

            Péssimo exemplo. Tá mais do que na cara que o Moro é vendido e parcial. Se não for por dinheiro (pelo menos não agora) com certeza é por poder político.

        • Claus Casto

          Sabe o que é “verba indenizatória”? É o jeito que os membros do judiciário acharam para extrapolar o teto. Quase todo juiz ganha mais que o teto do funcionalismo. Promotores de Justiça, idem. O segredo são as verbas indenizatórias.

        • roberto

          Antonio, esse tal teto para juiz deve ser igual os prazos a que eles deveriam se sujeitar: só existem no papel. O portal juridico JOTA hj mesmo divulgou o caso de um juiz que recebeu salario de mais de 70 mil EM DOBRO (ou seja, mais de 140 mil) e que se recusa a devolver o valor recebido erroneamente. Trabalham muito? Vou te contar uma coisa: não são só eles, mas eles tem 60 dias de ferias pra descansar – vantagem que outras pessoas que trabalham muito, inclusive mais que um juiz, jamais terão. Aliás, o judiciario brasileiro é o mais caro do mundo, chegando a quase 2% do PIB.

        • Rui

          Não existe juiz que ganha acima do teto? Procure no google por uma matéria da época que chama “Juízes estaduais e promotores: eles ganham 23 vezes mais”. O teto constitucional, assim como uma boa de artigos da CF, é mera letra morta que ninguém observa.

      • Rafael Brito

        Acho impressionante este discurso… Preste concurso para a CLDF… Não! Entenda que a pessoa se identifica com o local/assunto de trabalho (o serviço público tem muitos leques). Pera aí, não posso mais reclamar, tenho que aceitar tudo de bico calado agora?! Não! Ninguém fica satisfeito com congelamento de salário, amigo.

        • roberto

          Rafael, pode reclamar o quanto quiser. E eu posso opinar sobre a reclamação livremente também, não é mesmo? Especialmente pq quem não tem aumento é quem trabalha na iniciativa privada; numa cidade como brasília, o fato de servidores públicos com supersalários receberem mais aumento torna a vida de todos muito mais cara, pq os preços acompanham. aí, quem DE FATO não tem aumento, se vê numa situação muito mais difícil. Como ex, usando o judiciário, é só pensar num advogado, que constitucionalmente (e na prática) é essencial à justiça, como Juízes e Promotores. O salário inicial de um advogado, num escritório que pague bem em Brasília, é por volta de R$ 3.000,00, sem nenhum direito trabalhista, inclusive a possibilidade de redução do salário ou da perda do emprego da noite pro dia. Já o servidor que vai atender no balcão, ganha muito mais, amigo.

          • Rafael Brito

            Como falei em outros posts, a perspectiva para o funcionário público é limitada pela própria Constituição. Tenho muitos amigos advogados, e sei como é a realidade deles. Realmente um concurso de nível paga mais que um escritório de advocacia. Nesta carreira, inclusive, existem muitas incongruências. Um estagiário, é muito bem remunerado, enquanto um advogado, que é usado também como estagiário, ganha muito pouco. O que vale, pra mim, é o caminho que a pessoa quer seguir. Falando em advogados, muitos advogados ganham mais que promotores e juízes. Lógico que precisam passar por muito, mas é questão do que querer ser. Juízes e Promotores, ao meu ver, estão ganhando muito. Quanto aos que atendem balcão, muitos estão em desvio de função (eles não só atendem balcão). Além disso, eu te garanto que os advogados não querem ser um deles, apesar do salário. Isso porque eles vao ganhar isso pra sempre, advogado não… Estes podem ser milionários e isso anima muito gente a continuar. Não tem como pagar bem todos os advogados, que são muitos, certo! Além disso, muitos advogados não merecem ganhar um real, pq são péssimos. Vc sabe disso! É muito difícil comparar carreiras, mas é sempre boa a discussão que tudo isso envolve apesar de ter certeza que nunca te convencerei. Eu já pensei muito diferente, mas quando vivemos a realidade vc muda. Abraços

    • Claus Casto

      Quanto seria bom para um técnico judiciário, R$ 100.000 – fora benefícios?

    • Luiz Alberto

      Meus amigos, muito bacana a discussão de vcs e vi muitos argumentos válidos. Eu trabalho na iniciativa privada, mas tenho muitos amigos e familiares no serviço público e sempre recomendo à eles o seguinte: Deem valor ao emprego de vcs sempre lembrando que o que mantém os salários de todos os servidores são as empresas (pequenas, médias e grandes) q contribuem (ou recolhem) com os mais diversos impostos. Busquem seus aumentos e seus benefícios, mas lembrem-se de prestar um bom serviço à sociedade e seja um fiscal do seu colega que não faz o mesmo. Se o serviço público Brasileiro passar do péssimo para o “bom”, muitos concordarão com os reajustes que são tão requisitados em todas as esferas… Mas a verdade é que hj vcs ganham muito levando em consideração a qualidade do serviço disponibilizado…

    • Gianni

      Você quer reclamar da imprensa falar mal do salário do seu cargo no Judiciário falando mal do salário de outro cargo, o do Legislativo?! Você está fazendo a mesma coisa que a imprensa! Está dando munição para por exemplo o pessoal do Executivo falar mal do salário do Judiciário,o que é maior. O que acontece é que a quantidade de servidores do Judiciário é muito maior que do Legislativo, então o impacto de um aumento para o Judiciário é igualmente maior, por isso há maior dificuldade para o Judiciário conseguir aumento. O mesmo funciona para o Executivo.

    • Rodrigo

      tem toda a razão.

  • Carlos

    Bora seus misera, trabaiá!! Deixa de querer mamar no governo que isso tá acabando com o país!!!

    • Rafael Brito

      Acredito que as pessoas nasçam pra ser servidores públicos. É uma opção de vida que vem de berço. Eu pelo menos, nunca quis ser da iniciativa privada e fiz de tudo para não ser. Não escolhi simplesmente salário ou estabilidade (Abro aqui um parenteses para dizer que a estabilidade é garantia pra toda uma sociedade, haja vista que evita que existam desmandos aos subordinados e estes se sintam obrigados a cumprir ordens que não condigam com o interesse coletivo). É o trabalho mais digno que existe, mas não significa que devo fazer ele de graça, até mesmo porque todos temos famílias que dependem de nós. Saiba que o serviço público não é o mesmo de antes da Constituição. Pra mim mamar seria somente se não retribuíssemos. Ao contrário, trabalhamos muito no serviço público. Estudamos muito. Nos atualizamos muito. Saiba que sem servidores competentes aí sim o Brasil estaria acabado, tomado por todos os lados pela corrupção, sem vislumbrar qualquer punição (falando aqui especificamente do judiciário).

      • Luis Bonne

        Amigos, ser Servidor Público é muito bom. Todos buscam um bom salário e a estabilidade. Caso o primeiro não esteja bom, planeje melhor sua carreira. No mês de junho completei o meu salário com a Advocácia. Um bom Advogado em Brasília dificilmente não consegue ganhar R$ 20.000,00 por mês, isso é fato. Solução para as reclamações, fique com a estabilidade do serviço público e complete com trabalhos por fora.

  • Curious Jorge

    Pra quem está chorando no cargo atual, FAÇA ESSE CONCURSO e pare de reclamar!

    • Guirra Veras

      Sabe porque choram tanto, porque é como um amigo me diz : ” servidor público nunca fica pobre, mas também nunca fica rico”, então os servidores ganham 9 mil gasta 12 mil vivem de empréstimo e o governo que é o culpado de tudo, eles escolhem ser servidor público mas querem ter vsalário de Grande Empresário, agora, será que estão dispostos a trabalhar como um empresário, sem folga, sem férias, sem hora para terminar sua jornada de trabalho? será?

      Uma dica, procure um bom consultor financeiro, controlem sua finanças e acima de tudo, sejam gratos a Deus pelo que teem.

      Mais uma coisa, sou consultor de finanças pessoais…..

  • Alfredo

    Realmente o brasileiro é muito hipócrita. Um monte de gente dizendo que o salário alto não é realidade para o Brasil e criticam quem os ganham. A democracia permite que qualquer um que se esforce possa prestar um concurso público. Brasileiro quer ganhar muito e com concurso nível fácil. Quando alguém encontrar, avise ao resto do mundo. É a mesma desculpa esfarrapada do …”eu não tenho condições… sou pobre… minha família é humilde… blá-blá-blá. Milhares são os casos de pessoas humildes e pobres que sentam o rabo na carteira para estudar ao invés de estarem na balada com o resto. Não vejo ninguém no país reclamar do salário de um jogador de futebol que, às vezes nem sabendo escrever, ganha salários de 150 a 850 mil reais aqui mesmo no Brasil. O que eles produzem para o Brasil? Nada! Vivem nas baladas, morando no exterior e sendo sustentados pelos “idiotas” que vão aos estádios ver jogos medíocres pelo preço de campeonato europeu. Antes de ficarem com inveja de quem estudou (e muito certo) para ganhar maiores salários, tirem a cara do facebook, whatsapp e twitter, parem de ir às baladas e estudem para largarem os empregos de que não gostam, mas que não têm CORAGEM PARA LARGAR.

    • Rafael Cunha

      Excelente a forma como colocou Alfredo. Acho interessante porque os Servidores Públicos são colocados como vilões na nossa sociedade atual. É bem verdade que há um alto índice de péssimos servidores atualmente, mas tem uma galera que trabalha bastante e sério. Sou servidor público há 9 anos, então tenho tempo suficiente de serviço público para entender que há bons e maus em todas as esferas da nossa vida, mas não podemos julgar ou limitar os bons por causa dos maus! O que quero dizer é: tem gente boa no serviço público sim e se ganham bem é porque estudaram muito e merecem estar onde estão. Todos podem chegar lá. É só se esforçar, vencer a sim mesmo e na hora certa conseguir uma aprovação. Não é nada fácil, mas acredito que vale muito a pena!

  • Alfredo

    É exatamente por isso que a “manada” continuará a ficar invejando menos de 15% da população brasileira atual que está pouco ligando quem é o presidente ou quanto está o dólar. Continuam a viver suas vidas com tranquilidade e mordomia que lhes é merecida. Logicamente, que não apoio nenhum tipo de falcatrua ou corrupção, mas não tenho inveja de quem pode gastar comprando um carro importado ou joias. A vitória e o sucesso são prerrogativas dos que lutam como guerreiros, ao invés de esconderem-se na mediocridade. Ninguém vai lembrar de quantas vezes um candidato foi reprovado num concurso, mas certamente, encherão o peito para invejá-lo no momento em que for aprovado. Basta pesquisar na internet e, dificilmente verão, um aprovado em um bom concurso público que tivesse jogado seu tempo de estudo no lixo vendo facebook, whatsapp, twitter, campeonato brasileiro etc. É exatamente por essa razão que a massa leniente continuará a ser empregado de alguém que estudou mais. Isso é a lei universal do mundo. E antes que alguém venha com alguma historinha do tipo conheço um cara analfabeto que é rico, pesquise primeiro o quanto este analfabeto não trabalhou e “estudou” seus mecanismos de produção. Gente incompetente e analfabeta ganhando rios de dinheiro só surgem porque os “idiotas” os colocam em cargos políticos públicos por meio do VOTO. Aos covardes, voltem à leitura das baboseiras das redes sociais e deixem as ótimas oportunidades para quem quer realmente mudar de vida.

    • Érika

      Papo chato esse de inveja… Medíocre, sim, é quem acha (ou tem certeza?) que os outros têm inveja disso e daquilo…

  • Jordi

    Mais gente para não fazer nada (afinal para que serve a Camara Distrital ? 99% dos projetos são absolutamente inuteis ou corporativos) e os salarios milionarios vão sair do nosso bolso, acordem idiotas !!

  • Carlos

    Bora trabaiá seus malacabado! Se concurso fosse bom, e realmente selecionasse os melhores funcionários, teríamos os melhores serviços para a população de toda a galáxia!!! Larga a teta e vai produzir algo útil!

  • Guirra Veras

    A discusão tinha que ser, porque a Câmara Legislativa, vai contratar somente estes poucos funcionários, pois existe vagas terceirizadas pra todo lado lá, vagas ocupados pelas empresas de Deputados ou amidos deles, vagar ocupadas comissionados, estas tinham que ser as discuções.

    Agora sobre os salários, não julgo o que fazem, mas dizer que ganham pouco um servidor público em detrimento de outros da iniciativa privada é brincadeira, ou mesmo que o salário é baixo..é demais..,.

  • Arantes

    Este povo é engraçado! O pior é ser funcionário de uma estatal tal como os Correios. Salário inicial de 1.223,95 e se tiver com sorte de trabalhar dez horas por dia com duas horas extras de segunda a sábado você pode adquirir 1.456,43 de salário. Não plano de carreira na empresa e nem meritocracia o único mérito que terá é correr dos cachorros e bandidos! Alguém quer trocar?

    • Arantes

      Não há

  • Arantes

    Este povo é engraçado! O pior é ser funcionário de uma estatal tal como os Correios. Salário inicial de 1.223,95 e se tiver com sorte de trabalhar dez horas por dia com duas horas extras de segunda a sábado você pode adquirir 1.456,43 de salário. Não plano de carreira na empresa e nem meritocracia o único mérito que terá é correr dos cachorros e bandidos! Alguém quer trocar?

  • Arantes

    Não tem plano de carreira!!

  • Fernando

    Faz o seguinte se vcs não estão feliz com salários de vcs larga ai e vem trabalhar na iniciativa privada pra ganhar 1.000 o q acham disso?

  • provasfd fd

    No site da CLDF consta salário inicial de consultor de R4 14.000,00. De onde saiu a informação de R$ 22.000,00 iniciais para este cargo?

  • RICARDO RESENDE OTTONI SOUTO

    Ora, estou vendo um monte de gente criticando os salários dos servidores públicos, faça então como eu fiz: abri mão de inúmeras coisas, como estar divertindo, estar com a família, etc.; para engolir livros, centenas de horas em cursinhos preparatórios, etc. E eu consegui!! Então não me venham fracos que estão na iniciativa privada ganhando salários subalternos criticar os servidores públicos. Façam como eu e milhares de outros colegas, assim terão o que chamam de super-salários.

  • Daniele Pimenta

    Só vejo gente reclamando de barriga cheia. Vcs que reclamam do seus salários e ficam olhando para quem ganha mais pq é do legislativo, ou é disso, ou daquilo, vão trabalhar ganhando um salário mínimo. Esse sim é revoltante!!!! Se estão insatisfeitos com seus salários, prestem outro concurso. Essas suas conversas parece mais inveja de quem ganham mais que vcs. Vcs têm estabilidades e outras vantagens que na iniciativa privada não tem, e sem essa de quem trabalha direito e com responsabilidade tbm tem estabilidade na iniciativa privada, isso é MENTIRA!!! Meu tio foi demitido depois de muitos anos de trabalho e teve que se virar para poder ter sua aposentadoria ganhando apenas um salário mínimo. Meu tio sempre foi responsável e sempre trabalhou direito. Parem de reclamar e sejam agradecidos, coisa feia!!!!

  • Leo

    Valores são raros nas consciências de hoje. Queremos ganhar, ganhar e ganhar, sem nos importarmos com valores q realmente importem.
    Honestamente, ganhar 22K ou mais para produzir textos, trabalhos, projetos, para gente do nível daqueles q estão na CLDF deve ser de uma tristeza tremenda. Despender energia, esforço e inteligência para fomentar o circo que são estes órgãos – CLDF, SF, CD -, é algo que frustra, principalmente se considerarmos o esforço para conseguir o cargo.
    Prefiro ficar com os meus 15,5k no Executivo, esperar a reserva para daqui a 6 anos, e dormir tranquilo e feliz.