Conselho de Medicina/PI anuncia concurso para dezembro

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Conselho Regional

 

Do CorreioWeb

 

O Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM/PI) confirmou a abertura de novo concurso público e já divulgou a empresa que vai organizar a seleção, por meio do anúncio no Diário Oficial. Caberá ao Instituto Quadrix a responsabilidade de escolher novos funcionários para o órgão.

 

O número de vagas ainda não está definido, apenas que serão oferecidas oportunidades imediatas e para formação de cadastro reserva a postos que exigem níveis médio e superior. A previsão do CRM é que o edital seja divulgado já na primeira quinzena de dezembro.

 

As taxas para as inscrições também já foram decidias: R$ 45, para nível médio, e R$ 65, para superior.

Justiça condena empresa pública que funciona há 20 anos sem fazer concurso

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Terceirizados

 

Do CorreioWeb

 

A Justiça determinou que a Empresa de Turismo de Pernambuco S/A (Empetur) abra concurso público em um ano, após 20 anos funcionando com funcionários comissionados, temporários ou cedidos por outros órgãos. A decisão foi tomada semana passada no julgamento de uma ação civil proposta pelo Ministério Público do Trabalho no estado.

 

Além disso, a empresa foi condenada a pagar R$ 500 mil por dano moral coletivo e está proibida de contratar profissionais diretamente ou por comissão para cargos de gestor, assessor jurídico e administrativo, executivo sênior, secretariado executivo, agente de negócios e assistente técnico. As demais funções da Empetur não poderão ser ocupadas por temporários. Uma multa de R$ 20 mil será cobrada por cada contratação irregular.

 

À sentença ainda cabe recurso.

Tribunal de Justiça/AM anuncia concurso e divulga banca

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Magistratura, Tribunal de Justiça

 

Do CorreioWeb

 

O Tribunal de Justiça do Amazônas (TJAM) confirmou que vai abrir novo concurso público e já escolheu a banca examinadora. Por meio do seu Diário Oficial, o órgão informa que o processo seletivo estará sob organização do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e que vai oferecer 22 vagas para o cargo de juiz substituto. Ainda não foi informada a remuneração e a previsão para a publicação do edital.

Governo do Amapá é proibido de contratar terceirizados para a área de educação

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Terceirizados

 

Do CorreioWeb

 

A Justiça proibiu o governo do Amapá de contratar pessoas terceirizadas na área de educação, por meio de Caixas Escolares, Unidades Descentralizadas de Execução (UDE) ou organização similar. O ato foi a júri, devido o descumprimento do Termo de Ajuste de Conduta (TAC), que foi assinado pelo governo no intuito de substituir os terceirizados pelos concursados.

 

De acordo com a decisão dada pela 5ª Vara do Trabalho de Macapá, o estado deverá anular todos os contratos de trabalhadores em condições de terceirização, especificamente aqueles que estão nos cargos de vigia, merendeira, servente, auxiliar operacional de serviços diversos e operador de piscina.

 

A ação foi encaminhada pelo Ministério Público do Trabalho do estado, no qual durante a execução do processo, ainda, solicitou o pagamento de multas contabilizadas em R$ 22,2 milhões. Mas, caso o estado não interrompa as contratações até 13 de janeiro de 2016, o mesmo deverá que pagar, por cada item descumprido, uma multa de R$ 50 mil e mais R$ 10 mil por cada funcionário em situações irregulares.

Tribunal do Trabalho de Mato Grosso anuncia concurso para 2016

Reunião no Plenário do TRT
Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Tribunal do Trabalho

 Lorena Pacheco

Do CorreioWeb  

Um novo concurso público do Tribunal do Trabalho de Mato Grosso – 23ª Região, será lançado no começo de 2016. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, o edital deve ser lançado até fevereiro com chances para técnicos e analistas judiciários. A quantidade de vagas imediatas ainda não está definida, mas o que se sabe é que as oportunidades serão originadas de vacância de servidores, e que a seleção abrirá também cadastro reserva de aprovados.  A banca organizadora já foi definida. De acordo com dispensa de licitação, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (28/10), a Fundação Carlos Chagas (FCC) vai elaborar o edital e aplicar as provas do concurso.

A seleção terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período. E os salários iniciais devem variar na faixa de R$ 5mil, para nível médio, e R$ 8 mil para superior.

Metroviários do DF entram em greve por mais convocações e menos comissionados

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Distrito Federal

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press

 

Nathália Cardim – Do Correio Braziliense 

 

Servidores do Metrô do Distrito Federal entrarão em greve por tempo indeterminado a partir de meia-noite da próxima terça-feira (3/11). Serão mantidos apenas 30% das operações: dos 24 três que circulam em horário de pico, apenas oito vão funcionar. Diariamente, 160 mil pessoas depende de metrô em todo o DF.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do DF (Sidmetrô), as motivações para a paralisação são o não cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), a não convocação dos aprovados no último concurso do Metrô-DF e o excesso de comissionados na empresa atualmente.

 

O Sindmetrô ressalta que o pagamento do ACT foi assinado em março de 2015, em meio a concessões da categoria metroviária, que buscou entender a situação financeira pela qual passava o govern. A categoria aceitou receber a correção salarial a partir de outubro, com o pagamento dos retroativos apenas no começo do próximo ano. A decisão foi anunciada em assembleia realizada pela categoria no último domingo (25/10).

 

Falta de pessoal

Os metroviários alegam que o GDF também não convocou os aprovados no concurso do Metrô-DF que ocorreu no começo de 2014, mesmo diante da situação crítica em que se encontra o quadro de empregados da companhia atualmente, gerando riscos para aqueles que utilizam o sistema.

Além disso, os contratos de terceirização e comissionados continua ocorrendo. Atualmente 62,5% dos cargos do Metrô estão sendo ocupados por pessoas de fora da empresa.