A meu ver? Ao meu ver?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Guarde a dica: expressões usadas com pronome possessivo se usam sem artigo: A meu ver, não choverá tão cedo em Brasília (não: ao meu ver). Sentou-se a meu lado (não: ao meu lado). Trouxe a encomenda a seu pedido (não: ao seu pedido). Faremos o trabalho a nosso bel-prazer (não: ao nosso bel-prazer).  

À medida que? Na medida em que?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

   À medida que é conjunção proporcional. Quer dizer à proporção que: À medida que as investigações avançavam, mais indícios incriminavam o marido da vítima. Na medida em que é conjunção causal que significa pelo fato de que, uma vez que, tendo em vista: Aumentaram os casos de desidratação na medida em que a umidade relativa do ar chegou a níveis críticos. Atenção Cuidado com […]

Tropeço de Bolsonaro

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O presidente Bolsonaro disse: “O Brasil tem como realmente ser um daqueles países que melhor reagirá à crise”. Ops! Pisou a concordância. A expressão um dos que topa levar o verbo para o singular e o plural. Mas o significado muda: 1. Ao usar o singular, o autor diz que a ação se refere a um só indivíduo: Macbeth é uma das peças de Shakespeare […]

Melhor ou mais bem?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Em 98% dos casos é melhor: Maria se veste melhor que Luíza.  Pegou a covid-19, mas está melhor.  Na prova, saiu-se melhor que a maioria dos colegas. Mais bem tem dois empregos: Antes de particípio: Este texto está mais bem escrito do que aquele. A carreira de João é mais bem remunerada que a de Marcos. O time mais bem classificado no campeonato erguerá a […]

Pra inglês ver: curiosidade

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Bolsonaro reagiu ao vocábulo debandada. Jurou que apoia a responsabilidade fiscal. Não vai gastar mais do que a receita permite. Muitos duvidam da sinceridade do presidente. Dizem que é pra inglês ver. A expressão surgiu por volta de 1830, quando a Inglaterra exigiu que o Brasil aprovasse leis que impedissem o tráfico de escravos. Todos sabiam que as normas não seriam cumpridas. Eram pra inglês […]

Ponto e vírgula: duas regras

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“A Maria Eugênia é uma moça muito inteligente. Ela sabe usar ponto e vírgula.” Mário Quintana não escreveu a frase por acaso. Ele sabia que ponto e vírgula é o sinal mais sofisticado da língua. Pode-se viver sem ele, mas, com ele, vive-se com mais requinte. Use a duplinha em duas ocasiões: 1.para separar termos de uma enumeração. Vale o exemplo dos 10 mandamentos:  Amar […]

O Globo tropeça no artigo

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Fogo vem causando o êxodo de povos ribeirinhos no Mato Grosso do Sul.” A frase aparece na primeira página do jornal O Globo.  Ops! Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Sergipe, Pernambuco & cia. dispensam o artigo: Sou de Mato Grosso. Chegamos a Mato Grosso. Gosto de Mato Grosso do Sul. Fogo vem causando o êxodo de povos ribeirinhos em Mato Grosso do Sul.Você […]

Operação Athena: o porquê do nome

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A Lei Maria da Penha completa 14 anos. Por isso a Polícia Civil do Rio de Janeiro deflagrou a Operação Athena. Objetivo: capturar foragidos da Justiça por crime de violência contra a mulher. Em poucas horas, mais de 30 pessoas foram presas. A lista é enorme. Vale, pois, conhecer a história da divindade deu nome à ação. A deusa da sabedoria Atena em grego. Minerva […]