A 63ª edição do torneio de clubes mais badalado do mundo começa nesta terça
Cardiff A 63ª edição do torneio de clubes mais badalado do mundo começa nesta terça

Guia da Liga dos Campeões 2017/2018: 10 motivos para você não perder a Uefa Champions League

Publicado em Esporte

Cento e um dias depois de o Real Madrid golear a Juventus por 4 x 1 no País de Gales, a Champions League está de volta. A temporada de 2017/2018 começa nesta terça-feira com vários favoritos em campo: Barcelona, Juventus, Paris Saint-Germain, Manchester United, Atlético de Madri, Chelsea e Bayern de Munique.

Depois de fazer uma turnê pelos sete principais campeonatos nacionais da Europa — Francês, Português, Holandês, Inglês, Alemão, Espanhol e Italiano — a bússula da temporada da Europa termina aqui com o Guia da Uefa Champions League. A seguir, aponto 10 motivos para você não perder a temporada de 2017/2018 e apresento os 32 clubes divididos em oito grupos com quatro times cada. Você terá os times-base, os técnicos, o sistema tático e saberá quem são os brasileiros inscritos em cada um deles. Respeitável público, sobe o som:

Die meister, Die besten, Les grandes équipes, The Champions!

 

UCL logo

 

  • 10 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO PERDER A LIGA DOS CAMPEÕES

 

  1. Um tabu de 41 anos

Atual bicampeão da Champions League, o que não acontecia desde a dobradinha do Milan em 1989 e 1990, o Real Madrid parte agora em busca de outro feito. Na história do torneio, o Bayern de Munique é o último clube que conquistou o tricampeonato em anos consecutivos, nas temporadas de 1974, 1975 e 1976. Era a época dourada do time de Beckenbauer. A maior série de títulos continua sendo do próprio Real Madrid, o pentacampeonato de 1956 a 1960.

 

  1. Monopólio

A Espanha conquistou os últimos quatro títulos da Liga dos Campeões: Real Madrid em 2014, 2016 e 2017 e o Barcelona em 2015. Das últimas quatro decisões, duas foram entre clubes espanhóis, com o clássico entre Atlético e Real Madrid como protagonista. Façam as suas apostas: quem conseguirá quebrar o monopólio nesta temporada? Em 2013, o alemão Bayern de Munique foi o último campeão não espanhol da Champions League. Não se via tamanha dinastia desde 1976 a 1982, quando a Inglaterra faturou um hexacampeonato consecutivo com quatro representantes diferentes: Liverpool, Nottingham Forest e Aston Villa.

 

  1. Duopólio

A Champions League é a principal vitrine para as conquistas dos dois principais prêmios individuais: a Bola de Ouro oferecida pela revista France Football e o Fifa The Best.  Neste ano, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi completarão 10 anos de alternância no poder. O português deu início à série em 2008. Desde então um dos dois é eleito número 1. Em 2017, a barbada é CR7. Alguém será capaz de impedir que o duopólio chegue a 11 anos?

 

  1. Dinheiro a rodo

Na última janela de transferências, os clubes das cinco principais ligas nacionais da Europa (Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália)  consumiram na última janela de transferências o recorde de  4,2 bilhões de euros (R$ 16 bilhões) em contratações. Dos 32 candidatos ao título da Champions League na temporada de 2016/2017, sete anunciaram a maior contratação da história: Bayern de Munique, Sevilla, Paris Saint-Germain, Chelsea, Liverpool, Tottenham e Roma.

 

  1. Nova ordem

Neymar disputará a Liga dos Campeões pela primeira vez como jogador mais caro da história. Obcecado pela conquista inédita, o Paris Saint-Germain bancou os 222 milhões de euros (R$ 821 milhões) pela rescisão contratual do atacante brasileiro com o Barcelona. O clube também pegou emprestado o garoto Mbappé, sensação da última temporada da Champions League. A França conquistou apenas um título na história do torneio, com o Olympique de Marselha, em 1993. O PSG não chega às semifinais desde 1995, quando caiu diante do Milan. Esse é o tamanho do desafio do time que não poupa dinheiro para comprar a felicidade.

 

  1. Trios elétricos

O Real Madrid aposta na trinca BBC — Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo — mas sabe se virar quando um deles está em má fase. Com a saída de Neymar, o Barcelona tem agora o MSD (Messi, Suárez e Dembélé). O Paris Saint-Germain colocará em cartaz nesta temporada o CMN. Estrelando, Cavani, Mbappé e Neymar. Há outros trios elétricos, como Higuaín, Dybala e Mandzukic da Juventus, ou Agüero, Gabriel Jesus e De Bruyne no Manchester City, Lewandowski, Robben e James Rodríguez no Bayern de Munique… A diversão está garantida!

 

  1. Menino Jesus

O filho da dona Vera Lúcia finalmente vai estrear na Liga dos Campeões da Europa. Era para ter sido em fevereiro do ano passado, mas uma lesão no pé e a eliminação precoce do Manchester City diante do Monaco, da França, impediram Gabriel Jesus de entrar em campo pela primeira vez ao som do hino oficial da Champions League. O moleque de 20 anos finalmente trocará o controle do PlayStation pela vida como ela é no papel de personagem do principal torneio de clubes do planeta.

 

  1. Xodós do Tite

Para variar, há brasileiros a rodo nesta edição da Champions League, mas como a Copa do Mundo está chegando, fique atento aos titulares de Tite na Seleção Brasileira. Alisson é o titular da Roma. Daniel Alves, Marquinhos e Neymar, intocáveis no PSG. Marcelo e Casemiro são peças-chave do atual bicampeão Real Madrid. Gabriel Jesus joga na comissão de frente do Manchester City. Philippe Coutinho é um dos caras do Liverpool, assim como Willian, no Chelsea. Paulinho ainda briga por posição no Barcelona. Dos 11 do Tite, apenas o zagueiro Miranda e o meia Renato Augusto não participarão da Champions League.

 

  1. Marinheiros de primeira viagem

Dos 32 candidatos ao título, dois são estreantes. Um dos grandes investidores no futebol, o Azerbaijão, que já teve Carlos Alberto Torres como técnico da seleção do país e Luiz Felipe Scolari trabalhando no Bunyodkor, conseguiu emplacar o Qarabag na fase de grupos da Champions League. O outro debutante na temporada é o Red Bull Leipzig. Vice-campeão alemão na temporada passada, o time bancado pela multinacional da bebida energética quase classificou dois times para o torneio. O Red Bull Salzburg, da Áustria, caiu na fase eliminatória.

 

  1. Destino final: Kiev

Tá a fim de ver a final da Champions League in loco nesta temporada. Então comece a pesquisar passagens para a Ucrânia. A decisão da temporada de 2017/2018 será disputada no Estádio Olímpico de Kiev, em 26 de maio. Se você estiver com muita grana, vá de Kiev direto para a Rússia, país sede da Copa do Mundo de 2018.

 

 

  • UEFA CHAMPIONS LEAGUE

 

Clubes: 32

Período: 12/9/2017 a 26/5/2018

Quem transmite: Band, Esporte Interativo e Globo

Calendário

Fase de grupos

12 e 13/9, 26 e 27/9, 17 e 18/10, 31/10 e 1/11, 21 e 22/9 e 5 e 6/12

Sorteio das oitavas de final

11/12

Oitavas

Ida: 13, 14, 20 e 21/2/2018 Volta: 6, 7, 13 e 14/3/2018

Sorteio das quartas de final

16/3/2018

Quartas

Ida: 3 e 4/4/2018 Volta: 10 e 11/4/2018

Sorteio das semifinais

13/4/2018

Semifinais

Ida: 24 e 25/4/2018 Volta: 1 e 2/5/2018

Final

26/5/2018, no Estádio Olímpico, em Kiev (Ucrânia)

 

 

  • COMO FOI NA TEMPORADA 2016/2017

 

Campeão: Real Madrid

Vice: Juventus

Gols: 380 / Jogos: 125 / Média de gols: 3,04

Artilheiro: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), 12 gols

Média de público: 43.198

Melhor média de público: Barcelona (85.863)

 

 

  • OS 32 CANDIDATOS AO TÍTULO

 

 

» GRUPO A

 

BENFICA (PORTUGAL)

Fundação: 1904

Títulos: 2

Estádio: Da Luz (64.642)

Time-base (4-4-2)

Julio César (Varela)

André Almeida, Luisão, Jardel e Eliseu

Salvio, Pizzi, Fejsa e Cervi

Seferovic e Jonas

Técnico: Rui Vitória

Brasileiros: Luisão, Filipe Augusto, Douglas, Jonas, Gabriel Barbosa, Julio César, Jardel e Marcelo Hermes

 

MANCHESTER UNITED (INGLATERRA)

Fundação: 1878

Títulos: 4

Estádio: Old Trafford (75.643)

Time-base (4-2-3-1)

De Gea

Valencia, Bailly, Blind e Darmian

Matic e Pogba

Mata, Mkhitaryan e Rashford

Lukaku

Técnico: José Mourinho (Portugal)

Brasileiro: não tem

 

BASEL (SUÍÇA)

Fundação: 1893

Título: não tem

Estádio: St. Jakob Park (38.512)

Time-base (4-4-2)

Vaclik

Akanji, Suchy e Balanta

Lang, Zuffi, Schmid e Steffen

Elyounoussi

Van Wolfswinkel e Bua

Técnico: Raphael Wicky

Brasileiro: não tem

 

CSKA (RÚSSIA)

Fundação: 1893

Título: não tem

Estádio: VEB Arena (30.000)

Time-base (5-4-1)

Akinfeev

Mario Fernandes, Berezutski, Vasin, Berezutski e Shchennikov

Golovin, Wernbloom, Vitinho e Dzagoev

Chalov

Técnico: Viktor Goncharenko

Brasileiro: Vitinho

 

» GRUPO B

 

PARIS SAINT-GERMAIN (FRANÇA)

Fundação: 1970

Título: não tem

Estádio: Parque dos Príncipes (47.929)

Time-base (4-3-3)

Areola

Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Kurzawa

Rabiot, Thiago Motta e Verratti

Mbappé, Cavani e Neymar

Técnico: Unai Emery (Espanha)

Brasileiros: Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Lucas Moura, Neymar

 

BAYERN DE MUNIQUE (ALEMANHA)

Fundação: 1900

Títulos: 5

Estádio: Allianz Arena (75.000)

Time-base (4-2-3-1)

Neuer

Kimmich, Boateng, Hummels e Alaba

Tolisso e Vidal

Robben, Thomas Müller e James Rodríguez (Ribéry)

Lewandowski

Técnico: Carlo Ancelotti (Itália)

Brasileiro: Rafinha

 

ANDERLECHT (BÉLGICA)

Fundação: 1908

Título: não tem

Estádio: Constant Vanden Stock (21.845)

Time-base (4-2-3-1)

Sels

Appiah, Kara Mbodji, Spajic e Obradovic

Dendoncker e Kums

Chipciu, Hanni e Onyekuru

Teodorczyk

Técnico: René Weller (Suíça)

Brasileiro: não tem

 

CELTIC (ESCÓCIA)

Fundação: 1887

Título: 1

Estádio: Celtic Park (60.411)

Time-base (4-2-3-1)

Gordon

Lustig, Simunovic, Boyata e Tierney

Brown e Armstrong

Roberts, Rogic e Sinclair

Grifffiths

Técnico: Brendan Rodgers (Irlanda do Norte)

Brasileiro: não tem

 

» GRUPO C

 

CHELSEA (INGLATERRA)

Fundação: 1905

Título: 1

Estádio: Stamford Bridge (41.631)

Time-base (3-4-2-1)

Courtois

Apilicueta, David Luiz e Cahill

Moses, Kante, Bakayoko e Alonso

Willian e Hazard

Morata

Técnico: Antonio Conte (Itália)

Brasileiros: David Luiz, Willian e Kenedy

 

ATLÉTICO DE MADRI (ESPANHA)

Fundação: 1903

Título: não tem

Estádio: Wanda Metropolitano (67.703)

Time-base (4-4-2)

Oblak

Vrsaljko, Savic, Godín e Filipe Luís

Saul, Koke, Gabi e Carrasco

Griezmann e Fernando Torres

Técnico: Diego Simeone (Argentina)

Brasileiros: Filipe Luís e Guilherme Siqueira

 

ROMA (ITÁLIA)

Fundação: 1927

Título: não tem

Estádio: Olímpico (70.634)

Time-base (4-3-3)

Alisson

Karsdorp, Manolas, Moreno e Kolarov

Nainggolan, De Rossi e Strootman

Defrel, Dzeko e Perotti

Técnico: Eusebio Di Francesco

Brasileiros: Alisson, Juan Jesus, Bruno Peres, Emerson Palmieri, Gerson e Leandro Castán

 

QARABAG (AZERBAIJÃO)

Fundação: 1951

Título: não tem

Estádio: Tofiq Bahramov (31.200)

Time-base (4-2-3-1)

Sehic

Medvedev, Rzezniczak, Guseinov e Agolli

Garayev e Michel

Madatov, Almeida e Guerrier

Ndlovu

Técnico: Gurban Gurbanov (Rússia)

Brasileiro: Pedro Henrique

 

» GRUPO D

 

BARCELONA (ESPANHA)

Fundação: 1899

Títulos: 5

Estádio: Camp Nou (99.354)

Time-base (4-3-3)

Ter Stegen

Semedo, Piqué, Umtiti e Alba

Rakitic (Paulinho), Busquets e Iniesta

Messi, Suárez e Dembélé

Técnico: Ernesto Valverde

Brasileiros: Rafinha e Paulinho

 

SPORTING (PORTUGAL)

Fundação: 1906

Título: não tem

Estádio: José Alvalade (50.095)

Time-base (4-4-2)

Patrício

Piccini, Mathieu, Coates e Fabio Coentrão

Acuña, Battaglia, Bruno Fernandes e Gelson Martins

Bas Dost e Doumbia

Técnico: Jorge Jesus

Brasileiros: Bruno César, Douglas e Mattheus Oliveira

 

OLYMPIACOS (GRÉCIA)

Fundação: 1925

Título: não tem

Estádio: Karaiskaikis Stadium (32.115)

Time-base (4-2-3-1)

Kapino

Elabdellaoui, Vukovic, Romao e Koutris

Odjidja-Ofoe e Gillet

Carcela Conzález, Fortounis e Marin

Nabouhane

Técnico: Besnik Hasi (Albânia/Kosovo)

Brasileiro: Sebá

 

» GRUPO E

 

LIVERPOOL (INGLATERRA)

Fundação: 1892

Títulos: 5

Estádio: Anfield Road (54.074)

Time-base (4-2-3-1)

Mignolet

Arnold, Matip, Lovren e Moreno

Wijnaldum e Henderson

Salah, Philippe Coutinho e Mané

Roberto Firmino

Técnico: Jürgen Klopp

Brasileiros: Roberto Firmino e Philippe Coutinho

 

SEVILLA (ESPANHA)

Fundação: 1890

Títulos: não tem

Estádio: Ramón Sánchez Pizjuán (42.714)

Time-base (4-3-3)

Rico

Mercado, Pareja, Kjaer e Escudero

N’Zonzi

Navas,Banega, Pizarro e Nolito

Bem Yedder

Técnico: Eduardo Berizzo (Argentina)

Brasileiro: Paulo Henrique Ganso

 

SPARTAK MOSCOU (RÚSSIA)

Fundação: 1922

Títulos: não tem

Estádio: Otkrytie Arena (45.360)

Time-base (4-4-2)

Selikhov

Yeshchenko, Dzhikiya, Bocchetti e Kombarov

Samedov, Glushakov, Fernando e Promes

Zé Luís e Luiz Adriano

Técnico: Massimo Carrera (Itália)

Brasileiros: Fernando, Luiz Adriano e Pedro Rocha

 

MARIBOR (ESLOVÊNIA)

Fundação: 1960

Títulos: não tem

Estádio: Ljudski vrt Maribor (12.702)

Time-base (4-2-3-1)

Handanovic

Milec, Suler, Rajcevic e Viler

Kabha e Vrhovec

Hotic, Ahmedi e Bajde

Marcos Tavares

Técnico: Ernesto Valverde

Brasileiro: Marcos Tavares

 

» GRUPO F

 

MANCHESTER CITY (INGLATERRA)

Fundação: 1880

Títulos: não tem

Estádio: Etihad Stadium (55.097)

Time-base (4-2-3-1)

Ederson

Walker, Kompany, Otamendi e Mendy

Bruno Silva, Fernandinho, De Bruyne e David Silva

Gabriel Jesus e Agüero

Técnico: Pep Guardiola (Espanha)

Brasileiros: Ederson,Danilo, Fernandinho e Gabriel Jesus

 

NAPOLI (ITÁLIA)

Fundação: 1926

Título: não tem

Estádio: San Paolo (60.240)

Time-base (4-2-3-1)

Reina

Hysaj, Albiol, Koulibaly e Ghoulam

Allan, Jorginho e Hamsik

Callejón, Mertens e Insigne

Técnico: Maurizio Sarri

Brasileiro: Rafael Cabral, Allan e Leandrinho

 

FEYENOORD (HOLANDA)

Fundação: 1908

Título: 1

Estádio: De Kuip (51.177)

Time-base (4-2-3-1)

Jones

Diks, Eric Botteghin, Van der Heijden e Haps

Toornstra, El Ahmadi e Vilhena

Berghuis, Jorgensen e Boetius

Técnico: Giovanni van Brockhorst

Brasileiro: Eric Botteghin

 

SHAKHTAR DONETSK (UCRÂNIA)

Fundação: 1936

Título: não tem

Estádio: Metalist Stadium (40.003)

Time-base (4-2-3-1)

Pyatov

Srna, Krivtsov, Rakitskiy e Ismaily

Malos, Fred, Stepanenko, Taison e Bernard

Facundo Ferreyra

Técnico: Paulo Fonseca (Portugal)

Brasileiro: Taison, Fred, Dentinho, Bernard, Marlos, Alan Patrick, Ismaily e Márcio Azevedo

 

» GRUPO G

 

PORTO (PORTUGAL)

Fundação: 1893

Títulos: 2

Estádio: Do Dragão (50.434)

Time-base (4-1-3-2)

Casillas

Ricardo Pereira, Felipe, Marcano e Alex Telles

Danilo

Corona, Óliver Torres e Brahimi

Aboubakar e Marega

Técnico: Sérgio Conceição

Brasileiros: Alex Telles, Otávio, Vaná, Felipe, Soares e Fabiano

 

MONACO

Fundação: 1924

Título: não tem

Estádio: Louis II (18.523)

Time-base (4-4-2)

Subasic

Sidibé, Glik, Jemerson e Jorge

Keita Baldé, Tielemans, Fabinho e Lemar

Falcao e Jovetic

Técnico: Leonardo Jardim (Portugal)

Brasileiro: Jemerson, Jorge, Fabinho e Boschilia

 

RED BULL LEIPZIG (ALEMANHA)

Fundação: 2009

Título: não tem

Estádio: Red Bull Arena (42.959)

Time-base (4-2-3-1)

Gulacsi

Klostermann, Orban, Upamecano e Halstenberg

Sabitzer, Keita, Laimer e Forsberg

Poulsen e Werner

Técnico: Ralph Hasenhütti (Áustria)

Brasileiro: Bernardo

 

BESIKTAS (TURQUIA)

Fundação: 1903

Título: não tem

Estádio: Vodafone Park (41.903)

Time-base (4-2-3-1)

Fabrício

Gonul, Pepe, Tosic e Adriano

Medel e Ozyakup

Quaresma, Talisca e Babel

Tosun

Técnico: Rufat Asadli

Brasileiro: Adriano e Talisca

 

» GRUPO H

 

REAL MADRID (ESPANHA)

Fundação: 1902

Títulos: 12

Estádio: Santiago Bernabéu (81.044)

Time-base (4-3-1-2)

Navas

Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo

Modric, Casemiro e Kroos

Isco

Benzema e Cristiano Ronaldo

Técnico: Zinedine Zidane

Brasileiro: Marcelo e Casemiro

 

BORUSSIA DORMUND (ALEMANHA)

Fundação: 4-3-3

Título: 1

Estádio: Signal Iduna Park (81.359)

Time-base (4-3-3)

Burki

Piszczek, Papastathopoulos, Bartra e Schmelzer

Castro e Weigl

Yarmolenko, Aubameyang e Pulisic

Técnico: Peter Bosz (Holanda)

Brasileiro: não tem

 

TOTTENHAM (INGLATERRA)

Fundação: 1882

Títulos: não tem

Estádio: Wembley (90.000)

Time-base (4-2-3-1)

Lloris

Aurier, Aderweired, Vertonghen e Rose

Dier e Dembélé

Son, Dele Alli e Eriksen

Kane

Técnico: Mauricio Pochettino

Brasileiro: não tem

 

APOEL (CHIPRE)

Fundação: 1929

Título: não tem

Estádio: GSP Stadium (22.859)

Time-base (4-2-3-1)

Waterman

Milanov, Jesus, Carlão e Lago

Morais e Vinícius

Ebecilo, Efrem e Aloneftis

De Camargo

Técnico: George Donis

Brasileiros: Vinicius, Carlão e Lucas Souza